Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

rubens.manoel

Dubai e Abu Dhabi em 1 semana com economia

Posts Recomendados

Bom, chegou minha vez de contribuir

Farei um relato breve, mas com as informações que considero mais úteis.

 

Passagem aérea e roteiro:

As passagens aéreas foram compradas pela Etihad (hub em Abu Dhabi) mesmo pra quem vá pra Dubai é uma boa opção, já que a cia oferece transfer gratuito entre o aeroporto de Abu Dhabi e Dubai. O Etihad Express tem horários e tabelados e podems ser reservados com antecedência pelo site. Em Dubai os ônibus chegam/partem da loja da Etihad próximo a estação de metro Noor bank (linha vermelha), o trajeto leva 1h15 em ônibus sem wi-fi.

Eu consegui uma boa promoção pagando R$2800 em 3 trechos: São Paulo – Abu Dhabi, Abu Dhabi – Nova Deli e Nova Deli – São Paulo (pois fiquei 1 semana nos Emirados e 2 semanas na Índia)

Caso seu voo seja pela Emirates ou outra cia que te leve ate Dubai há estação de metro ligada ao aeroporto. Caso escolha sair do aeroporto de Dubai compre passagens para o vagão Gold no metro visto que o vagão comum é bem cheio..

Lendo um pouco decidi por 1 semana nos Emirados sendo 2 dias em Abu Dhabi e 5 dias em Dubai (incluindo um day trip pra Omã – um país vizinho)

 

Abu Dhabi

Abu Dhabi não é uma cidade tão turística como Dubai e 2 dias foram suficientes para conhecer a cidade. É uma cidade bem conservadora, peguei calor de 40 graus e só vi outros 2 homens de bermuda. ::mmm:

Nos ônibus homens e mulheres sentam separados – mulheres na parte da frente. Na primeira viagem vacilei e sentei no meio da mulherada ::hãã2::

 

Em Abu Dhabi ainda não há metro, mas há um bom sistema de ônibus. Na chegada a cidade optei por pegar um taxi do aeroporto ao centro pois já era tarde (Chorei um pouco e paguei Dh 70,00) viagem de 30 min.

É possível fazer quase tudo de ônibus em Abu Dhabi (preço de uma viagem Dh 2,00)

A principal atração da cidade Mesquita Sheikh Zayed fica bem afastada do centro, mas é possível pegar o ônibus 054 que te deixa na porta numa viagem de 45 min

Me hospedei no centro (Hotel Grand Continental Flamingo) e paguei Dh 540,00 em 2 diárias - difícil achar algum lugar razoável por um preço menor

Próximo ao hotel está o Capital Park, Formal Garden e é possível caminhar até a beira-mar, porém não é possível se banhar neste ponto. Para pegar praia tem que ir até a praia de Corniche. Há ônibus que levam até a extremidade da ilha (Al Marina) onde está o maios famoso shopping da cidade e de onde é possível fazer uma caminhada ou pegar um taxi até a Heritage Village.

O edifício Capital gate (prédio com maior inclinação do mundo) fica um pouco afastado do centro e não vi ônibus que levava até ele, porém é possível observá-lo da avenida que leva para o aeroporto.

Para ir de Abu Dhabi para Dubai muita gente utiliza taxi que custa em torno de Dh 200,00 porém utilizei a linha de ônibus intermunicipal E100 e paguei Dh 25,00. Em Abu Dhabi os ônibus intermunicipais partem do terminal de ônibus que fica próximo ao Al Wahda Mall na Sultan Bin Zayed the First St a cada 25 min e levam 2 horas até o terminal Al Ghubaiba em Dubai em ônibus com wi-fi. Excelente custo x benefício.

A ponte Sheikh Zayed fica próxima ao aeroporto e caso vá de ônibus para Dubai passará por ela. Ela tem o formato de onda simbolizando as dunas do deserto. Linda!

Não conheci o parque da Ferrari pois estava sozinho e não achei que seria um bom passeio alone, rs ::Ksimno::

 

Dubai

Como Abu Dhabi, Dubai é uma cidade em construção, há gruas para todos os lados e além disso há aquela poeira característica do deserto o que não permite admirar seu skyline de qualquer ponto.

Eu sou louco por prédios e construção civil então achei que iria me apaixonar pela cidade. Porém, fiquei com a impressão de uma cidade fake, sem identidade. Mas ainda é um destino que vale ser ser explorado e acredito que chegará lá um dia..

A cidade é dividia em 3 partes turísticas: Old Dubai (parte antiga de Dubai próxima ao rio Creek), Downtown (onde está o centro financeiro, o Burj Khalifa e o Dubai Mall) e Dubai Marina (onde estão prédios residenciais, a Palm, o Burj Al Arab). Como teria 4 dias completos na cidade usei um dia para cada parte da cidade e o 4º dia realizei uma day-trip para Omã.

Em Dubai há 2 linhas de metro, 1 linha de VLT recém inaugurada e 1 linha de monotrilho na palmeira. O metro é realmente caro, mais ainda uma opção mais barata que o taxi dependendo da distância. A cidade é dividida em zonas e você paga a passagem de acordo com o número de zonas que anda (como em Londres). Em todas as estações há máquinas onde você compra seu nol card (para turistas Red Card) que custa Dh 2,00. Confira os preços de passagem para cada zona no site.

 

Dia 1 Dubai Marina

Parte bem agradável da cidade onde está a Marina walk, o cayan Tower (prédio torcido) acessível de metro pela linha vermelha. De lá você pega o VLT (linha laranja) até Gateway towers (entrada da palmeira). O monotrilho até a ponta da Palm (hotel Atlantis) custa Dh 25,00. Todos dizem que não vale a pena e realmente não vale, pois se você não vai ao hotel ou ao parque aquático não há o que fazer lá. É somente um passeio para conhecer esta ilha artificial.

Próximo a entrada da Palmeira é possível pega um ônibus até a Umm Madinat Jumeirah Suqeim, onde estão a praia pública que dá vista para o Burj Al Arab e o souq para ricos

 

Dia 2 DownTown

Na parte da manhã visitei o Miracle Garden (Dh 30,00) e o acesso para o mesmo é meio complicado. Tentei ir de ônibus (linha F30) porém o ponto é bem longe da entrada do local e tive que pegar um táxi até lá (Dh20,00). Na volta peguei um taxi direto até a estação de metro mais próxima Mall of Emirates (Dh 50,00). Acabou sendo um passeio caro para fazer sozinho. Devido o calor dispensei o Za’abeel park que dizem ser o mais bonito da cidade e onde fica o charmoso Ripe Market. O Burj Khalifa é realmente incrível! Imponente, acabou se tornando o maior ponto de turístico de Dubai, visto que está anexado a ela o Dubai Mall (maior shopping do mundo), Souq Al Bahar e a fonte. É possível subir ao Burj para ter uma vista da cidade, porém a poeria impede visualizar longas distâncias. O Dubai Mall é realmente incrível e com o calor de Dubai acaba se tornando um ótimo passeio. Dentro dele está o aquário (Dh 80,00), uma pista de patinação, um souq, uma unidade da Eataly e todas as marcas de roupas do mundo, rs

 

Dia 3 Old Dubai

Parte antiga de Dubai onde é possível fazer um tour caminhando iniciando na Bastakia Quarter, depois visitando o incrível Dubai museum (Dh 10,00) e Bur Dubai souq. Para atravessar o rio utilize um abra (Dh 1,00). Do outro lado do rio está Deira onde é possível visitar o Deira Spice souq, Deira Gold e a Heritage House. É a parte histórica e mais barata da cidade onde você compra suas lembrancinhas, temperos, ouro e tudo mais que você quiser, rs. Lá não há tantos árabes, a maioria vem de países como índia, Bangladesh e Paquistão. São estas pessoas que também trabalham na construção civil e sem eles não seria possível erguer Dubai nesta velocidade que observamos.

 

Dia 4 Bate-volta para Omã

Próximo a Dubai há uma região chamada Musandam que pertence a outro país (Omã). É uma região de deserto banhada por águas verde-esmeralda. Paguei 150 dólares por um passeio que te leva de transfer do hotel até Dibba (cruzando a fronteira, não há problemas em cruzar a fronteira naquele ponto – não é necessário visto e não há problema se você tem o visto só de 1 entrada nos Emirados). De lá pegamos um barco que passa o dia navegando pelo mar com paradas para mergulho em alguns pontos e bebidas e comida incluso. É um passeio caro, mas você pode apreciar paisagens que nós brasileiros não estamos acostumados a ver.

 

Comentários:

Conhecer este conservador país foi uma boa experiência. Ver uma sociedade baseada em religião nos mostra como é bom viver num país livre.

Lá a bebida alcoólica só é permitida em alguns hotéis e é extremamente cara. A homossexualidade é crime. Há vagão exclusivo para mulheres no metro. Há recomendação do tipo de roupa para entrar em alguns lugares.

Dos lugares que comi recomendo a rede iraniana Hatam (preço justo e boa comida), Elevation Burger (excelente) e Il gelato di Bruno (sorveteria).

 

 

Bom, quis fazer um relato curto

Mas caso alguém queira mais informações sobre algum ponto, só mandar mensagem ::otemo::

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...