Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros

É sim, TIFF é bem grande, xiru. Tipo especial para certos trabalhos. Por isto mesmo mantenho os arquivos em RAW, quando preciso reduzi-los ou aproveitá-los ao máximo a qualidade ainda tenho o momento sem as interpretações por software. O TIFF guarda até informações dos 'layers' de programas de edição. E o fato dele não ser específico de nenhum programa, facilita o uso entre vários que suportam este formato.

 

nomesemuso, poderia ter um HD externo para armazená-los, já aproveita e o usa para 'backups' do que tem de importante no seu computador. Mais difícil perder em dois lugares do que em um só. Se fizer a conta, estes HD saem mais baratos que gravar DVD ou CD e são bem mais seguros.

Esta PowerShot S95 me parece bem legal. Todas as Canon compactas que já usei me agradaram. Mesmo eu sendo Nikon! =D~ Te aconselho a não ficar ligando e desligando a máquina assim, ela tem a função de 'stand by' justamente para economizar energia. Configure-a para entrar neste modo de espera mais rápido e não esquente. Elas também desligam totalmente após algum período parado, que provavelmente tem como você definir este tempo nas configurações. Uma solução seria ter uma outra bateria como reserva.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 24
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

Pois é, gvogetta, este recurso de poder salvar os dois formatos é padrão para mim. Decido o que fica e o que vai, o que só guardarei o JPG ou guardarei nos dois formatos na frente do computador. Cartão de memória é o que não pode faltar para quem gosta de fotografia. Sempre com cartões pequenos, de 1gb ou 2gb e vários, caso algum se danifique, perca, etc. e acabe sem registro do seu evento (festa, viagem, etc.). Hoje em dia, mesmo os de alta velocidade são bem baratos. Vale a pena investir! Outra coisa que faço é, quando a máquina permite, claro, deixar para o JPG como ótima qualidade mais com uma dimensão menor. Não precisarei do máximo de tamanho deles pela máquina, afinal terei o RAW para qualquer necessidade específica. Eles seriam apenas para facilitar o uso ordinário e visualização rápida destas fotos.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

 

...

 

Cartão de memória é o que não pode faltar para quem gosta de fotografia.

 

...

 

Outra coisa que faço é, quando a máquina permite, claro, deixar para o JPG como ótima qualidade mais com uma dimensão menor. Não precisarei do máximo de tamanho deles pela máquina, afinal terei o RAW para qualquer necessidade específica. Eles seriam apenas para facilitar o uso ordinário e visualização rápida destas fotos.

 

Olá (E)!

 

É isso aí... ::otemo::::otemo::::otemo::

 

Também uso os JPEG em "fine" e menor resolução, mais como fonte de indexação, para postagens em redes sociais e outros usos digamos "menos nobres". Nunca se sabe quando estaremos diante de uma obra de arte, por isso sempre disparo a câmera com ambos os formatos mantendo o RAW ao menos por algum tempo, até me convencer que a imagem capturada não tem nada de especial e que não merece uma pós-produção.

 

Cartão de memória é realmente um item imprescindível. Nos meus 10 anos de foto digital felizmente nunca tive problemas com nenhum cartão, mas só uso marcas confiáveis (Sony, Sandisk e Kingston) e trago do exterior (por conta das falsificações presentes aqui). Hoje o meu padrão de uso são os de 8 Gb e alta velocidade, mas já comecei a migrar para os de 16 Gb por questões logísticas, já que é mais difícil ficar gerenciando dezenas de cartões de baixa capacidade, ficando até mais difícil acondicioná-los com segurança numa viagem. Outra coisa que nunca abri mão é de usar um case rígido para guardar os cartões livres de umidade, pó e outras ameaças - já me salvaram de alguns prejuízos...

 

Abraço!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Eu também sempre uso cartões de marcas confiáveis, se for para poupar com certos equipamentos é melhor nem começar. Durante será só dor de cabeça e no final um trabalho nas coxas. Também nunca perdi um dos meus cartões, mas dependendo do que estou fazendo as fotos eu não arisco. Acidente é justamente o imprevisto. Tenho um cartão de 8gb Extreme III da SanDisk que uso bastante na compacta, e sei que se tiver lotado e eu perder o que tem nele, ficarei chateado, mas não prejudicará nada.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 7 meses depois...
  • Membros de Honra

Entrando na discussão também, como dizia um professor meu de fotografia, chega ser até um pecado você tirar foto em .jpg com uma Dslr pela a quantidade de informação que você perde na "compressão" de informações neste formato de fotografia, como já citados anteriormente a diferença é gritante sim, mais entramos em um caso de comunicação digital, onde o pessoal faz a fotografia é já deseja publica-la, assim sendo o tempo de você baixar todas suas fotos em .raw ou .nef e editar no lightroom ou Photoshop é um tanto demorado, ai seria mais fácil você analisar primeiramente o objetivo da fotografia, será para um trabalho que precisa de uma imagem perfeita ou será imagens para publica-las na internet, não estou dizendo que imagens em .jpg não tenham qualidades, a tecnologia hoje para câmeras compactas são absurdas e tanto imagens em .jpg podem ser de ótima qualidade, mais acho que ainda não chega perto no tanto de informações que temos em uma imagem "crua" sem compactar.

 

Abraços a todos,

Eder Doré

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Eu sempre tiro fotos em RAW sempre... e sempre tiro no formato RAW + JPG... primeira pelo fato de poder analisar as imagens na propria cam ver foco e etc... se se tirar só em raw... a camera gera apenas um preview do tamanho da tela.. sem chance de dar grande zoom.... e em segundo pq sempre rola de divulgarmos algumas fotos rapidamente... assim sendo o jpg ja ta la.. agora é fato que o raw é indispensavel, só sabe disso quem ja pode salvar uma foto por ter tirado em raw ou então quem perdeu por não ter tirado em raw es... ai a pessoa começa a dar valor rs...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra
Com qual taxa de compressão vocês costumam converter suas imagens em jpg no lightroom ?

 

Olá Marcos!

 

 

Eu sempre evito a compressão. Dependendo do uso que darei à imagem, às vezes (para uso na internet, principalmente), uso taxas de compressão entre 50% e 75%.

 

Abs!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Isso é verdade, vai depender sempre da finalidade da imagem, se for popular redes sociais quanto mais baixo o arquivo melhor, já que você terá um upload mais rápido, se precisar de imagens impressas em grande escala ai é melhor trabalhar com imagens grandes para não perder qualidade na impressão.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Silnei unpinned this tópico

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...