Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Carla_Pacífico

MARAGOGI NOVEMBRO/2015 - 7 DIAS

Posts Recomendados

Olá, mochileiros!

 

Não encontrei muitas informações sobre Maragogi antes de ir, então achei legal deixar um relato com tudo atualizado!

Espero que ajude! Qualquer dúvida, é só perguntar! ::otemo::

 

Data da viagem: 16 a 23/11/15

 

Total da viagem: R$ 2500,00/pessoa – 7 dias (Passagens aéreas, hospedagem, aluguel do carro, passeios e consumo)

 

Dinheiro levado: R$ 1500,00 em espécie + Cartão de crédito/débito

 

Passagens aéreas: Compramos pelo Decolar.com

Passagem é sempre cara :cry: O mais barato que conseguimos foi R$ 960,00/pessoa (fora as taxas) pela Gol.

O total das 2 passagens + taxas foi: R$ 2214,00

 

Locadora do carro: Rina’s Car (Rinas’s Jato). É uma locadora de Recife. Fizemos muitas cotações com diversas locadoras, mas eles apresentaram um bom preço e atendimento rápido.

http://www.locadorarinasjato.com.br/contato

Telefones: (81) 98632-5244 Whatsapp / (81) 99658-1696 Tim

 

Dica: Para receber cotações de várias locadoras ao mesmo tempo, você pode entrar no site: http://www.melhoreslocadoras.com.br/ e solicitar. Depois é só ficar de olho no e-mail porque vai receber bastante coisa.

 

Fizemos cotações pelo Decolar.com também, mas os valores estavam altos. Nas locadoras regionais você encontra preços mais baixos, mas como são menos conhecidas é bom pesquisar sobre a empresa antes de fechar a locação.

Com a Rinas deu tudo certo e não cobraram nada além do combinado. Recomendamos essa com certeza!

 

Valor da locação: R$ 420,00 para 7 diárias (R$ 60,00 /dia)

Taxa de entrega fora do horário comercial: R$ 20,00 (Foi o nosso caso, já que chegamos ao aeroporto durante a noite)

Taxa de lavagem: R$ 25,00 (Pago na devolução do carro)

E tem a pré-autorização (caução) no valor de R$ 800,00 no cartão (VISA/MASTER/ELO)

 

Pousada: Maragolfinho - http://www.pousadamaragolfinho.com.br/

Fizemos a reserva pelo Booking.com

Valor: R$ 830,00 – 7 diárias com café da manhã

 

Foi a mais barata que encontramos com café. E não nos arrependemos da escolha, a pousada é muito boa. A região do centro de Maragogi é bem simples, a rua da pousada é de terra, mas isso não atrapalha a estadia!

Ela fica umas 3 ruas acima da orla, mas caminhando dá uns 5 minutinhos no máximo! É só descer a rua ao lado da pousada que logo chega à praia.

 

O quarto é confortável, com ar condicionado, TV, frigobar e um banheiro.

O café da manhã é servido das 7h às 9h, cada hóspede tem direito a 1 tapioca. Ele é bem variado e gostoso. Sempre tem frutas fresquinhas!

Por enquanto a pousada tem 2 prédios. No prédio novo, que fica do outro lado da rua, é onde tem a piscina que acabamos nem usando! Com aquelas praias maravilhosas, nem dá pra lembrar de piscina...rs

Nesse prédio novo tem um pequeno estacionamento para poucos carros. O nosso ficou lá por alguns dias, nesse caso a chave fica na recepção para eles mudarem de lugar se for preciso. Também deixamos o carro na rua vários dias. É bem tranquilo, não tivemos problemas.

 

A pousada é super limpa, sempre tem funcionárias cuidando do espaço. E para limparem o quarto, é só deixar a chave na recepção de manhã e solicitar.

Nós ficamos no prédio antigo, que também é super bem cuidado. O wifi funcionou direitinho no computador, mas no celular falhou bastante.

 

A região da pousada não é silenciosa, tem aquele barulho normal de cidade...obras, comércio, músicas nos bares e nas casas... mas isso não atrapalhou nosso descanso. Dormimos muito bem todos os dias! Mas se isso é uma coisa que te incomoda, melhor pesquisar lugares mais afastados do centro! :wink:

As ruas não são perigosas, mesmo durante a noite dá pra andar bem tranquilo! Sempre tem gente na rua e são todos educados e solícitos. Nós nos sentimos bem à vontade andando por lá.

Tem um mercadinho bem na rua de baixo e outro um pouco mais a frente. A praça central onde tem bancos, pizzaria, outro mercado e etc..também é bem perto. Uns 10 minutinhos andando desde a pousada.

 

Ah, o comércio fecha para almoço das 12h às 14h! Mas os restaurantes ficam abertos. Só alguns que abrem a partir das 18h (A pizzaria, por exemplo).

Tem um restaurante da pousada também, na orla. A comida é muito gostosa! E lá nós conseguimos pedir meio prato! A comida de todos os restaurantes que provamos é muito boa e bem feita, mas só tem pratos para 2 pessoas, a partir de R$ 60,00 e vem muuuita comida! E no Maragolfinho cada um pediu meio prato e mesmo assim veio bem servido. Fica a dica!

 

Pousada.jpg.2b605fe101a94b4f3a8b13d92d2ef0b7.jpg

 

Relato de cada dia:

 

16/11

Saímos de São Paulo às 20:05 e chegamos em Recife às 22:40 (Horário local, lá não tem horário de verão).

Falamos com a Rina’s Car pelo whatsapp e assim que saímos do aeroporto, fomos recebidos pelo Sr. Wellington. Ele nos mostrou o carro (Classic, com ar, direção e trava), fez a vistoria com a gente e foi anotando as marcas e riscos. Não tiramos fotos, ele anotou tudo no contrato de locação e não tivemos nenhum problema depois.

Eles entregam o carro com o combustível na reserva. O Sr. Wellington nos indicou o caminho, então pegamos o carro e seguimos em direção a Alagoas, às 23:15.

Passamos por vários postos de combustível na estrada, mas já estavam fechados! :o

Encontramos um 24h, mas nos informaram que naquele horário fechavam as bombas para atualizar o sistema e voltariam a abastecer depois de 1h. Perguntamos se teria posto 24h mais pra frente, disseram que sim, então seguimos.

Paramos em outros 2, que também estavam com as bombas fechadas, aí nos informaram que em Cabo de Santo Agostinho tinha posto 24h também.

Ficamos meio inseguros com as saídas da estrada, porque ali não estava tão bem sinalizado. Mas conseguimos encontrar Cabo e um posto aberto! ::mmm: O álcool estava R$ 2,59, conseguimos praticamente encher o tanque com R$ 100,00. Essa quantidade deu pra andar por Maragogi tranquilo e voltar pra Recife!

 

A estrada até Alagoas é boa, estava vazia nesse horário. Mas tem muitos radares, é bom ficar atento! Alguns são de 40km/h.

Chegamos a Maragogi 01:30. Aí o problema é que as ruas não têm placas! Rs Tem que seguir pelo GPS. E estava tudo vazio porque já era madrugada.

Conseguimos encontrar a pousada e tinha um segurança na recepção. Pelo o que notamos, alguém não avisou que chegaríamos nesse horário (eu já tinha enviado e-mail avisando), então o segurança ficou sem saber o que fazer, coitado. O proprietário da pousada mora na casa ao lado, tivemos que chamá-lo para liberar nossa entrada. Ele confirmou nossa reserva no sistema e logo fez nosso check in. Depois nos levou até o quarto. Nós só arrumamos as coisas e fomos dormir.

 

17/11

Acordamos e fomos tomar café. Lá, o dono nos informou que iria nos trocar de quarto. Imaginamos que tenha sido pra reparar a falha na comunicação da nossa chegada...rs Porque não tem outro motivo. O primeiro quarto era menor, não tinha janela, só tijolo de vidro por onde entrava a luz, mas achamos bem confortável! Por nós não teria nenhum problema em ficar lá, mas como pediram pra trocar... O outro quarto era maior e tinha até uma varanda! Os dois são no prédio antigo, no mesmo andar. Após o café, levamos nossas coisas ao outro quarto.

 

Fomos até a recepção para perguntar sobre o passeio às Galés. Por e-mail, eles já tinham me informado que o passeio estaria suspenso naquela semana por causa da “maré morta”, como eles chamam. Ela nem baixa, nem sobe muito e esse passeio só pode ser feito com maré baixa (Até 0.6). Mas no Domingo (1 dia antes de irmos embora) eles voltariam a fazer o passeio!

Ufa!! Não poderíamos visitar Maragogi e não conhecer as famosas piscinas!rs

 

Fechamos o passeio na pousada mesmo, para hóspedes é R$ 50,00/pessoa (Nos outros lugares seria R$ 65,00/pessoa). Desconto é sempre bom. E além do desconto, você pode pagar o passeio no check out da pousada e passar no cartão.

Depois disso fomos passear pela orla pra conhecer. Passamos no Posto de informações turísticas (Fica em frente ao centro de artesanatos) para pegarmos uns mapas e perguntar sobre as praias.

 

Em seguida, paramos para almoçar no restaurante Frutos do mar (Eles também têm agência que faz o passeio às Galés). Experimentamos um peixe ao leite de coco, acompanhado de salada e arroz branco. Comida muito gostosa! Como eu disse, o prato era pra 2 pessoas –mas na verdade, acho que dá pra umas 4 pessoas ...rs – E por conta disso, em cada almoço ou janta você acaba gastando uns R$ 100,00 em média.

De lá passamos no mercadinho que fica na rua paralela à da pousada, chama “Pão diário”, é pequeno mas tem de tudo!

 

Gastos:

Almoço: R$ 86,90

Mercado: R$ 12,50

 

598dd1b252ead_17.11OrlaMaragogi.JPG.a4da95efa56ba20037a8ac6737c36e81.JPG

598dd1b26dc22_17.11Restaurante.JPG.9b00fd1f741a38ba5c86431d918693f8.JPG

 

 

18/11

Nesse dia fizemos o que consideramos o melhor passeio de Maragogi: O de buggy!

Esse passeio é o seguinte, você tem a opção de ir pelas praias ao norte de Maragogi: Burgalhau, Barra Grande, Antunes, Xaréu, Ponta de Mangue, Dourado e Peroba. Ou pelas praias que ficam ao sul de Maragogi, até o município de Japaratinga: Camacho, São Bento, Japaratinga, Bitingui e Barreiras de Boqueirão.

Nós pedimos a opinião do pessoal da pousada, do centro de informações turísticas e até do motorista sobre qual o melhor lado para conhecer... cada um falava uma coisa...rsrs Então decidimos fazer o passeio pelos 2 lados!rs

Reservamos esse passeio na pousada, é super rápido porque na hora eles ligam para o motorista e se ele estiver disponível, já pode ir.

Para cada litoral (norte ou sul) é cobrado R$ 150/casal. E pra reservar na pousada é preciso deixar R$ 30,00 ou R$ 50,00 de sinal.

 

Nós fizemos com o Branco, muito bacana. Vou deixar o contato dele aqui porque caso queiram, podem entrar em contato direto com ele (pode ser pelo whatsapp). Quando fazemos a reserva pela pousada, ele tem que repassar uma comissão a eles e por isso não dá nem pra tentar negociar um desconto. Mas se agendar direto, talvez consiga diminuir o valor do passeio. Parece que levam até 4 pessoas por buggy!

 

Branco: (82) 99137-2840 (Claro) / (82) 99922-4952 (Tim)

 

Nesse dia tivemos que esperar um pouco porque amanheceu chovendo e um pouco nublado. Mas lá pelas 10h o tempo abriu e saiu um sol de rachar! Aí o Branco foi até a pousada nos buscar.

Ele sugeriu começar o passeio pelo litoral sul.

 

Já vou deixar nossa opinião : Os dois lados são diferentes no visual, mas são igualmente lindos! Recomendamos conhecer os dois.

 

Pelo norte, o buggy pode andar mais pela areia e o mar é bem a cara do Caribe...azuuul, azul bem clarinho! Lindo!

E pelo sul, o buggy precisa ir mais pela rodovia. Não pode seguir pela areia direto (o que acho super válido se é pra preservar a natureza local) e o mar dessas praias tem um tom mais esverdeado. Mas são lindas do mesmo jeito!

Tanto é que a praia que mais gostamos (que até voltamos de carro nos outros dias..rs) fica no litoral sul, em Japaratinga. É a Barreiras de Boqueirão. Achamos essa praia incrível! Super tranquila, vazia, mar calmo e lá tem um restaurante (Bicas) maravilhoso! Pra entrar na praia você passa por dentro dele, onde tem uma escadinha que já sai na areia. E na areia tem umas 3 mesinhas deles. Nós deixamos nossas coisas numa cadeira, ali na areia mesmo e ficamos no mar. É muito tranquilo e seguro.

E o melhor fica em frente ao restaurante: Tem uma bica de água que vem de uma montanha atrás da rua, onde os moradores montaram uma estrutura muito legal. Construíram um abrigo e dividiram em Masculino e Feminino, muito legal pra tirar a água salgada do corpo. Dá pra passar vários dias só nessa praia...rs Pra quem gosta de sossego e vai pra relaxar, esse é o lugar.

 

Antes de ir, eu tinha lido algumas reclamações na internet sobre esse passeio, como motorista que não dava muito tempo pra ficar na praia, ou que não parava em todas as praias e etc... Nós não temos absolutamente nada do que reclamar. O Branco foi nos explicando tudo no caminho e nos deixou super à vontade pra tirar fotos e ficar no mar. E outra gente, o legal do passeio de buggy é justamente andar no buggy, né! Rsrs Se você gostar muito de alguma praia (como gostamos da Barreiras de Boqueirão) você pode voltar depois sozinho e ficar o quanto quiser! Mas aproveite o trajeto no buggy! Vale muito a pena.

 

Na praia de São Bento, ele faz uma parada na casa da D. Marlene. Ela é famosa por fazer os tradicionais Bolinhos de goma. São como os sequilhos que comemos em São Paulo, mas um pouquinho mais doce. Lá nós experimentamos os biscoitos e conhecemos as moças que fazem esse “artesanato” ..rs O bom é que você experimenta o biscoito fresquinho. Claro que compramos uns pacotinhos pra trazer pra SP! :D

 

Na praia Barreiras de Boqueirão, tomamos uma cerveja no restaurante Bicas. E na praia de Peroba, como a maré estava bem baixinha, o buggy entrou praticamente no meio do mar. Lá conseguimos ir andando até uma barreira de corais. Depois tomamos uma água de coco e fomos parar pra almoçar na praia de Burgalhau, num restaurante bem gostoso também. Lá almoçamos frango à parmegiana com arroz e fritas. Muito bom! E ao lado desse restaurante tem um chuveiro para tirar a areia e o sal do corpo.

 

Gastos:

Cerveja (Bicas): R$ 10,00

Bolinho de goma: -3 pacotes com recheados: R$ 18,00

-3 pacotes com simples: R$ 15,00

Água de coco: R$ 4,00

Almoço: R$ 74,80

Passeio de buggy (Litoral norte e sul): R$ 300,00 – Pagamos em espécie, diretamente ao Branco

 

598dd1b2777a5_18.11BolinhosDonaMarlene.jpg.1125150639452464e4bb040a4196d01c.jpg

598dd1b27fffc_18.11Litoralnorte.jpg.492fa54acfca0017cf3e6b68190c048c.jpg

598dd1b288c07_18.11Litoralsul.jpg.e9555354045ce9b0819020aaf73d5f2d.jpg

598dd1b2911b4_18.11Bica.jpg.2395ce6da8483837f3f7380467556c27.jpg

 

19/11

Como disse, gostamos tanto da praia da Bica que voltamos com o carro e passamos um tempo lá! Foi bom para conhecer melhor o caminho.

No restaurante Bicas pedimos cerveja, água e uma porção de mandioca frita com molho rosé. De volta a Maragogi, passamos no mercadinho de novo. E jantamos num outro restaurante, próximo à pousada, mas na orla. Chama Maragaço! Muito bom também! Rs Pedimos peixe empanado com arroz, salada e legumes na manteiga + fritas, até nos arrependemos de ter pedido as fritas de tanta comida que veio. Quando estiverem com fome, não se empolguem!rs Peçam 1 prato só e esperem, porque vem comida para um batalhão...rs

 

Gastos:

Restaurante Bicas: R$ 25,30

Mercado: R$ 9,50

Janta: R$ 106, 50

 

598dd1b299960_19.11RestauranteBicas.jpg.e89c170218c9d2395ff3d8d84ce1cc03.jpg

598dd1b2a1185_19.11BarreirasdeBoqueiro(Japaratinga).jpg.58d2850640509d5d330d2fb6c566cccb.jpg

 

20/11

No dia anterior, o Branco nos contou sobre o “passeio de orla”, que não conhecíamos. Esse passeio é o seguinte: Você vai numa lancha, que sai da praia de Maragogi com até 10 pessoas, vai até a praia de Barra Grande e lá você desce da lancha e fica no meio do mar (com maré baixa). Todos os barcos vão para o mesmo lugar e lá tem “bares flutuantes”, são barquinhos onde vendem bebidas e até churrasco!

O passeio tem em média 2h e você fica +/- 1h40 no mar.

Reservamos o passeio na pousada também, é R$ 65,00/pessoa.

O passeio é legal, a vista do mar é incrível, mas é dispensável. Ainda mais para quem enjoa em barco, como eu! ::essa::

Tive que ficar o tempo todo do passeio dentro da água, porque se eu ficar na lancha enquanto ela está parada passo mal. Tanto é que a maioria que voltou pra lancha antes do fim do passeio, ficou enjoado também...rs

Fora isso, com essa história de comida e bebida nos barcos, sempre tem um ser que joga lixo na água. Então imaginem como estará a praia daqui a um tempo...

 

Depois desse passeio, fomos almoçar no restaurante Maragolfinho. Pedimos ½ risoto de camarão e ½ moqueca de peixe com arroz e pirão + cerveja. Tudo muito gostoso! E no caminho até a pousada, passamos no mercado.

 

Gastos:

Passeio de orla: R$ 130,00 – Pagamos em espécie, na pousada.

Almoço: R$ 94,00

Mercado: R$ 4,00

 

598dd1b2b4565_20.11Passeiodeorla.jpg.7a39990fc8279952b99f776856b9234a.jpg

 

21/11

Fomos de novo à praia Barreiras de Boqueirão! ::otemo:: E ficamos no Bicas restaurante. Lá pedimos uma porção do peixe frito que a recepcionista da pousada nos indicou: Agulha + 1 porção de mandioca frita+ cerveja+refri e água de coco.

Em Maragogi passamos no mercado e depois almoçamos em outro restaurante da orla, chama Delícias do mar. Pedimos uma pizza, pra variar um pouco. Nossa vontade era ir até a pizzaria do centro, que pareceu ser muito boa, mas só abriria às 18h e estávamos com fome. Como pizza não era a especialidade do restaurante, ela não estava tão boa quanto esperávamos, mas tudo bem.

 

Gastos:

Bicas: R$ 60,50

Mercado: R$ 7,00

Delícias do mar: R$ 44,00

 

22/11

Dia do passeio às Galés e mergulho com cilindro!

Acordamos cedo e chegamos ao restaurante Maragolfinho às 6h. Fomos caminhando da pousada até o restaurante. E quando chegamos, vimos que muitos turistas foram trazidos de carro pela agencia ou pousada onde agendaram o passeio. Então a dica é: Ao fazer a reserva, perguntar se fazem o transporte até o local de partida do barco.

 

Eles serviram um café da manhã simples a todos que fariam o passeio. Saímos do restaurante e entramos no catamarã umas 7:20 acho. No caminho, os instrutores vão explicando como será o passeio, oferecendo as fotos e anotando quem irá fazer o mergulho com cilindro. O trajeto da praia até as Galés deu uns 20 minutos.

O mergulho com cilindro é pago diretamente aos instrutores no catamarã, é R$ 100,00/pessoa e dá direito a 1 cd com fotos.

 

Tínhamos visto na tábua que a maré estaria a 0,4 de manhã, mas acho que como a lua ainda estava crescente, a maré ainda estava “morta” porque quando chegamos às Galés a água estava na altura do peito (e muito gelada)! Nas fotos que vimos das piscinas antes de ir, a água estava na altura do joelho das pessoas e os corais aparecendo fora da água. Ou seja, quando fomos, as piscinas não se formaram. :cry:

 

Por isso é muito importante planejar a viagem à Maragogi de acordo com a maré. Quanto mais baixa ela estiver, melhor. Os passeios são feitos com a maré até 0,6. A lua também influencia bastante, porque durante a lua cheia e nova, a maré baixa muito mais e o limite máximo também aumenta.

Uma das opções é acompanhar pelo site da marinha: http://www.mar.mil.br/dhn/chm/box-previsao-mare/tabuas/30725Nov2015.htm

 

Outra dica, os instrutores nos disseram que dá pra andar descalço na parte das piscinas. Antes de ir, vimos muitas pessoas falando para usar chinelo ou algo que protegesse os pés ao pisar em ouriços. Por isso, compramos uma sapatilha aquática numa loja de artigos de pesca e mergulho. Ela é bem confortável, mas nas piscinas de Maragogi não é necessário. Ouvimos dizer que em Porto de Galinhas é bom usar, porque lá corre o risco de machucar o pé mesmo.

 

Voltando ao relato, quando entramos no mar, esperamos para fazer o teste de respiração com o cilindro pra ver se conseguiríamos fazer o mergulho. Um tempo depois, o instrutor veio e fizemos o teste. Foi nossa primeira experiência de mergulho, então estranhamos um pouco no começo, deu um pouco de falta de ar, mas depois passou.

Logo após o teste, o mergulho já começa. O instrutor vai te guiando pelos corais e mostrando os peixes. Nessa hora tem que ficar com as pernas paradas e os braços junto ao corpo, para não bater em nenhum coral.

Dá pra ver vários tipos de peixes, é bem legal. O ruim é que a água não estava cristalina por causa da maré alta. Mas a experiência é muito bacana!

Depois de uns 10 minutos, o fotógrafo aparece pra tirar as fotos, em seguida o instrutor te guia de volta ao ponto inicial. Tudo isso dá uns 20 minutos +/-.

No tempo restante de passeio você pode nadar por conta (na região permitida) ou voltar ao catamarã. Você pode levar seu snorkel e se não tiver, pode alugar com os instrutores, é R$ 10,00 cada.

Em questão de minutos que ficamos no mar, a maré subiu ainda mais e começou a não dar pé. Voltamos ao catamarã, que logo saiu de volta à praia.

 

No restaurante Maragolfinho, pegamos o cd de fotos com o instrutor e voltamos à pousada. Lá, o proprietário nos informou que o café da manhã ainda estava sendo servido para o pessoal que saiu cedo para o passeio. :D

 

Na parte da tarde, voltamos ao restaurante Maragaço, que é bem próximo à pousada e almoçamos. Pedimos frango à parmegiana com arroz, fritas e legumes na manteiga. Comemos demais de novo...rs

 

Gastos:

Mergulho com cilindro: R$ 200,00

Almoço: R$ 105,00

 

598dd1b2bbf74_22.11MergulhoGals.jpg.1300a14c929aa6a5c2a3e8537eb1cc49.jpg

 

23/11

É hora de dar tchau... :cry:

 

Tomamos café na pousada e fizemos o check out um pouco antes das 12h. Como voltaríamos para Recife de carro, aproveitamos para conhecer a Praia dos carneiros e Muro Alto, que tanto falam.

Primeiro passamos pela praia dos carneiros. Eu tinha ouvido falar que tem uma área publica dessa praia, mas vimos que não tem. É tudo particular. Na estrada tem várias placas indicando restaurantes com quiosques na beira da praia, mas todos eles cobram a entrada + consumo. Acabamos entrando no caminho do Bora Bora.

 

Na portaria, nos informaram que é R$ 30,00/carro só pra entrar. ::ahhhh:: Aí explicamos que pensamos em entrar só pra conhecer, já que estávamos voltando pra Recife e por isso não compensava gastar os 30 reais. Já estávamos nos preparando pra voltar, quando o porteiro falou que a gente poderia entrar sem pagar. ::otemo::

 

A estrutura deles é realmente muito boa, com redes, vários restaurantes, banheiros e até armários para guardar os pertences. Mas não gostamos da praia. Pelo menos aquele espaço que fica todo tomado por mesas do restaurante na areia. Demos uma volta pra conhecer e já saímos.

 

No caminho pegamos a saída para Muro Alto. Essa praia foi difícil de achar também porque você entra numa área de condomínios gigantes e não tem nenhuma placa indicando a entrada pública para a praia.

Depois de um bom tempo, chegamos ao fim dessa “rua” e à direita deu pra ver vários carros estacionados e umas barraquinhas de comida na praia. Também não gostamos dessa. Nem tem espaço pra andar pela areia porque encheram de mesas. E a beleza dessas praias nem se compara com as praias de Maragogi e Japaratinga. Que além de bonitas, são tranquilas e vazias.

 

Logo voltamos ao carro e seguimos até Recife. Fomos conversando com o pessoal da locadora pelo whatsapp para combinar a devolução do carro. Chegamos ao aeroporto umas 16h, encontramos o Sr. Wellington no portão de embarque, onde acertamos a taxa de lavagem e devolvemos o carro. Almoçamos no restaurante Frango assado, dentro do aeroporto.

 

Gastos:

Check out pousada (Passeio Galés+consumo+diárias): R$ 934,00

Taxa de lavagem: R$ 25,00

Almoço: R$ 104,00

 

598dd1b2de4bf_Praiadoscarneiros(2).JPG.3c0adf0ef43a2357f4b89b7a307d97c1.JPG

598dd1b311c40_Praiadoscarneiros(1).JPG.22eef01a66651c6314145a80ce37c8db.JPG

598dd1b33ab04_PraiadeMuroalto(2).JPG.f2bfc3f3ddfe885d30359987687952c7.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...