Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Luiz Ricardo Prais

Escandinávia (Dinamarca, Finlândia, Suécia e Noruega): à procura da aurora boreal. FOTOS, DICAS E PREÇOS

Posts Recomendados

Parabéns pelo relato, cara!

 

Estou começando a planejar uma viagem parecida com a sua para julho desse ano. Ficamos no aguardo do resto do relato! :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bom!

Farei um roteiro parecido em novembro/16.

 

Você lembra se pagou taxa portuária ou outras taxas para embarcar no navio?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estou pensando em ir em dezembro para os mesmos países que você foi, mas estou com medo de não aproveitar tanto por causa do frio. Você achou o frio muito insuportável no mês de dezembro? Acha que vale a pena ir mesmo assim? Estou meio perdida.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá pessoal, boa tarde.

Em outubro de 2018, farei uma viagem pelos países escandinavos, com o intuito de principalmente de ver a aurora boreal.

Baseado em pesquisas pela internet e em seguidores no instagram que moram nesses países e locais onde pretendo ir, montei um roteiro conforme abaixo:

Chegada em Estocolmo (Suécia) no dia 13/10 às 5:10 da manhã. Permaneço dias 13 e 14 e no dia 15 às 17h da tarde pego o trem para Copenhague (Dinamarca).

Chegada em Copenhague em torno de 22h do dia 15. Permaneço dias 16, 17 e no dia 18 às 21:45h pego o ônibus para Oslo (Noruega) - Ainda Verei opção de trem. Chego em torno de 6h da manhã em Oslo do dia 19. Permaneço dia 19, 20 e dia 21 a tarde pego o vôo para Trom$o, para a noite já começar a caçada a Aurora.

Permaneço em Trom$o os dias 21 (noite), 22, 23, 24 e dia 25 final da tarde, pego o vôo de volta para Oslo, onde no dia 26 retornarei Às 6h da manhã para o Brasil.

Como podem ver, o resumo seria: 3 dias em Estocolmo, 3 dias em Copenhague, 2,5 dias em Oslo e 3 dias em Trom$o (contabilizando a chegada a tardinha pra noite e a volta a tarde do dia 25 para Oslo).

O que acham desse Roteiro? A quantidade de dias para cada cidade está bom? Pensei em fazer um bate-volta de Estocolmo para Helsinque na Finlândia, porém acho que ficará muito apertado.

Por favor, podem opinar ou criticar sobre estadia, transporte, etc...

Abraço,

Leandro Q.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Sinval Pereira
      Em Agosto de 2018 durante uma viagem que tive como base Amsterdam, conheci um dos destinos que compunha me lista de países para conhecer: Noruega!
      Como durante minhas pesquisas para a viagem encontrei poucas informações sobre o país, resolvi criar este tópico com algumas informações que podem ser úteis sobre o país. 
      Eu estava sentindo desde quando decidi por Noruega que essa viagem deveria ser feita de carro. Não poderia ter feito escolha melhor. Quando pesquisei valores de aluguel de carro na Noruega, de cara já levei um susto daqueles. Como estava viajando com um amigo, os custos seriam divididos por 2.
      Fiz todas as simulações possíveis, indo de Amsterdam para Oslo, e alugando carro lá. Indo de ônibus e alugando carro lá. Indo de ônibus até a Suécia e alugando carro lá. E alugando o carro direto em Amsterdam e ir dirigindo até lá. Esta última opção, acabou sendo a mais viável financeiramente. Enquanto o valor da diária estava em $125 na Noruega, em Amsterdam estava $26 pela mesma locadora. Para 10 dias, o valor total do aluguel ficou em €263 e o seguro total €180 (resolvi fazer o seguro total pois se não o tivesse feito, em caso de alguma avaria deveria pagar a franquia de €1500. Resolvi não arriscar). No total, durante os 10 dias de viagem rodei por 4.750km. Havia feito a Permissão Internacional para Dirigir (PID) antes da viagem, mas acabei não precisando ela em momento nenhum. Nem na locadora, nem nas fronteiras, nem mesmo quando uma viatura me abordou e solicitou o passaporte hahaha.
      Como a viagem para a Noruega representou menos da metade do total da minha viagem (que incluiu o festival Tomorrowland na Bélgica, que encareceu bastante a viagem) vou colocar os gastos agrupados apenas dos grupos de despesas exclusivos da roadtrip (caso alguém tenha interesse, pode entrar em contato que mando minha planilha com os gastos detalhados):
      A cotação do euro que paguei estava em R$4,49.
      Aluguel Carro: €263
      Combustível: €485
      Seguro: €180
      Pedágios: €186
      Acabei descobrindo que é possível gastar relativamente pouco em uma viagem para a Escandinávia. Na Noruega acampei durante toda a viagem. Levei barraca e saco de dormir. Não fiquei todos os dias em campings pagos, alguns dias parava nos locais de apoio para campers no acostamento das estradas (que tinham mesas, banheiros, etc). Para se ter uma idéia de custos, nos dias em que paguei para ficar em camping, as diárias eram em torno de R$80. Como fiz a compra de alguns lanches na Alemanha (pães, enlatados, etc), também não tive custo todos os dias com almoço/janta. Porém, quando parava em algum lugar para comer, o valor médio que paguei por refeição foi de R$35 (refeições simples)
      Como todos os sites/blogs me assustaram com os comentários sobre os preços astronômicos de tudo na Noruega (vi durante a viagem que não é beem assim), a intenção era fazer uma compra em algum mercado na Alemanha para conseguir economizar com comida. Assim feito, seguimos viagem. Como haviam muitas obras nas estradas alemãs, a viagem acabou demorando mais tempo que o planejado. Saímos por volta de 10:00 de Amsterdam, dormimos no carro em algum dos pontos de apoio na estrada da Dinamarca e chegamos na noruega no outro dia por volta de 14:30. Achei incrível a estrutura para camping/descanso nas estradas escandinavas, desde a Dinamarca até os interiores mais pouco povoados da Noruega.
      Para trocar os euros pela moeda local, paramos em uma cidade chamada Drammen (optamos por não passar por Oslo no inicio da viagem). A cidade foi a melhor vitrine da Noruega que poderiamos ter escolhido. Ela mesclava a simplicidade que os noruegueses trazem consigo na vida cotidiana, o desenvolvimento tecnológico e de transporte e as paisagens naturais que fazem com que cada canto do país se torne um possível cartão postal.

      (Drammen - 1ª parada na Noruega)
      Absolutamente toda a população norueguesa fala inglês fluentemente. Até mesmo nas pequenas cidades de 1.000 habitantes. Desenrolar com o pessoal de lá foi bastante tranquilo.
      Como o objetivo era rodar pelo país e explorar as paisagens naturais e os Fijords, não poderia deixar de fazer as trilhas mais famosas.  Entre elas Preikestolen e Trolltunga... (continua)
    • Por Fora da Zona de Conforto
      * Gotemburgo, a segunda maior cidade da Suécia, é o lugar que o Rodrigo e eu atualmente chamamos de casa. É uma ótima cidade e nosso amigo Djordje Milosav, estudante aqui, escreveu um artigo para nós com algo de graça que você pode fazer aqui todos os dias da semana. Aproveite!
       
      Coisas que você precisará:
      5 minutos para ler este artigo 7 dias em Gotemburgo (ou menos) 1 toalha 1 par de tênis de corrida e roupas de esporte Você realmente não precisa de mais nada, mas 5 é um ótimo número.

      Continue lendo: 7,5 Coisas para Fazer (Quase) de Graça em Gotemburgo, Suécia
    • Por Fora da Zona de Conforto
      Como todos os grandes aeroportos da Suécia (Estocolmo, Malmö, etc..) o aeroporto de Gotemburgo (Landvetter) também é servido pelo serviço de ônibus da flygbussarna.
      Na verdade, a flygbussarna é uma forma muito prática de ir e vir do aeroporto de Gotemburgo, com um ônibus muito confortável (banheiro, internet, etc…) e com vários horários durante o dia.
      Porém, ele é um pouco caro. Cada viagem só de ida custa $95 sek, cerca de $11,35 dólares Americanos.
      Então, se você quiser economizar, a sua melhor opção é usar o FlixBus! Com ele, você pode ir do centro de Gotemburgo até o aeroporto por $29 sek, cerca de $3,46 dólares. Ou seja, quase 1/3 do valor do Flygbussarna!
      Se você já leu o meu artigo sobre A Forma Mais Barata de Viajar e Se Locomover pela Europa, você já ouviu falar do FlixBus.

      Continue lendo: http://foradazonadeconforto.com/a-forma-de-transporte-mais-barata-entre-o-aeroporto-de-gotemburgo-landvetter-e-o-centro-da-cidade/



×
×
  • Criar Novo...