Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros

Boa tarde Fábio

Comprei a minha bota titã em 04/12/2009 na território de Curitiba. Possuo a nota fiscal e o manual da bota.

 

Eu tenho, e já tive várias outras botas (e também vários tênis) de trilha; portanto, possuo alguma experiência com esse tipo de calçado. A minha outra bota de trilha atual, que não é impermeável (não possui membrana), já vai para os seus 5 anos, e continua oferecendo as mesmas características de quando a comprei, e ainda não precisei enviar para a fábrica para a ressola (ela possui o mesmo solado vibram da titã). Quando comprei a titã, escolhi ela por, além de possuir membrana, ela tem a biqueira de borracha externa que eu considero imprescindível em qualquer bota de trilha.

 

Por isso, reafirmo que não há nenhuma mal entendido, mas sim um problema estrutural com essa bota: ou então afinal ela é feita para durar um ano apenas, e depois jogar fora e comprar outra? Pois do jeito que a minha está absorvendo água, inviabiliza completamente o seu uso.

 

E também reafirmo que no momento estou completamente decepcionado com a titã : sobretudo por que quando mais precisei da bota, ela me deixou na mão.

 

Contudo, estou escrevendo aqui porque acredito que a nômade é uma empresa séria, é minha intenção não é desqualificar o trabalho de vocês. Aliás, tenho outra bota da nômade, a london, que é maravilhosa para o uso cotidiano, e que continua totalmente impermeável depois de um ano de uso quase diário.

 

Portanto, novamente reitero que não se trata de mal entendido, mas de uma problema sério com essa bota. Ou seja, na minha opinião, e até que seja convencido do contrário, não indico a compra da titã para uso em trilha; e a minha próxima bota de trilha com certeza não será a titã.

 

Como você pode ver pelas imagens, a bota está bem cuidada (desde o início segui a risca as instruções do manual).

 

 

 

20111119150114.jpg

20111119151013.jpg

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 1,8k
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Como administrador do site e pelo que eu acompanho aqui ao longo dos anos e já são quase 20 anos de Mochileiros.com ( posso dizer isso com total isenção pois nunca tivemos parceria comercial com eles)

Mochileiras e Mochileiros, venham para o lançamento das novas Botas Vento Gaia e Cronos.  Será na terça-feira, dia 04/06, as 19 horas aqui na Loja Arco e flecha (Nepal). Na Rua Tito, 542 - Vila R

@Valante como vai?  Gravei esse video pra te responder: A parte das botas militares ficará pra outro video, ok? Me chama no zap q te explico. Abravos

Posted Images

  • Membros

Caríssimos;

 

Este feriado eu consegui fazer meu primeiro teste real da Titã Kevlar.

http://i1193.photobucket.com/albums/aa358/dglopes/DSC05640.jpg

Comprei em 2009, mas não consegui ir em trilhas médias nem pesadas. Usei uns 3 dias para ir para fazenda e andar um pouco no pasto, nada além disso.

Andei uns dias em São Paulo na época que comprei a bota para ir amaciando também, mas até este fim de semana ela não sido testada realmente.

Gostei da bota porque me pareceu bem confortável durante meus dias na Chapada Diamantina. Não fiz trilhas pesadas, fiz trilhas leves, as de turista:

Cachoeira da Fumaça, ida à Gruta Lapa Doce, Rio Lençóis com Salões de Areia, Cachoeirinha e Poço Harley e também fui à Pratinha. A trilha mais

pesada que, no meu caso, durou quase o dia inteiro foi a trilha da Cachoeira da Fumaça. O que irei relatar a seguir se refere à esta trilha.

 

Durante a subida e passagens pelas pedras (até mesmo em outras trilhas) a bota mostrou uma aderência satisfatória, mesmo com areia em algumas pedras. Durante a caminhada de ida, como havia chovido durante os dias anteriores, haviam poças d'água na trilha. Eu pisei em umas 5 poças com a bota (nenhuma delas tinha mais que 3cm de 'coluna d'água') . Logo senti uma umidade na ponta do dedão direito. Imaginei que poderia ser qualquer coisa que não fosse a impermeabilização da bota que me garantia 100% de impermeabilidade pelo seu sistema de camadas.

Continuei andando evitando pisar na água e parece que funcionou: a umidade foi diminuindo pelo processo normal de transpiração (Isso eu gostaria de elogiar ::cool:::'> : Meu pé ficou seco boa parte da trilha, acredito que o sistema de transpiração funcionou muito bem na minha bota).

Mas...

Quem já foi à Cachoeira da Fumaça deve lembrar que existem dois momentos onde você molha bem o pé: Um poço onde a água bate na altura dos joelhos (só tirando o calçado e arregaçando as pernas da calça para passar) e logo chegando à Cachoeira, onde pode atravessar o rio pode ser molhando apenas os pés na altura do tornozelo.

Foi aí que eu pensei: "Se a bota está permitindo a entrada de água, eu quero testar ela é agora!" Colocar ela em bacia com água em casa é uma coisa, mas testar ela in loco é o teste empírico de verdade.

Então lá fui eu atravessar o riacho que se transforma na Cachoeira da Fumaça alguns metros abaixo.

Fiz um vídeo breve dessa travessia:

http://s1193.photobucket.com/albums/aa358/dglopes/?action=view&current=AtravessandoCachoeira.mp4

 

Neste vídeo é claro o uso da bota: Alguns segundos de contato com água corrente na algura do tornozelo. A água chegou na algura do quarto ilhóes (de baixo para cima).

Fiquei com ela 5 segundos parada dentro d'água enquanto passava informação de como uma amiga deveria filmar essa travessia. O que foi filmado foi o momento seguinte quando eu retomo a travessia do riacho/rio.

Durante esse tempo que fiquei fazendo a travessia senti meu pé esfriar pela umidade que recebi bem na algura da água. Tratei de atravessar logo para não ficar com a meia molhada. Preferi não arriscar.

Cheguei no topo da cachoeira e verifiquei a meia, vejam o vídeo de como ficou o pé direito:

http://s1193.photobucket.com/albums/aa358/dglopes/?action=view&current=MOV05215.mp4

E comparem com a foto do pé esquerdo (onde não senti a infiltração):

http://i1193.photobucket.com/albums/aa358/dglopes/DSC05216.jpg

Está claro como água: Minha Bota Titã Kevlar vazou água.

 

Na volta evitei pisar em água e tirei para atravessar o córrego.

Eu gostaria de pronunciamento do fabricante sobre o fato e, além disso, recomendações para evitar ou consertar as rachaduras na biqueira:

http://i1193.photobucket.com/albums/aa358/dglopes/DSC05637-1.jpg pé esquerdo

http://i1193.photobucket.com/albums/aa358/dglopes/DSC05636.jpg pé esquerdo

http://i1193.photobucket.com/albums/aa358/dglopes/DSC05634.jpg pé direito (percebam que a rachadura fica no mindinho, não no dedão que sente a água)

http://i1193.photobucket.com/albums/aa358/dglopes/DSC05638.jpg solado pé direito

 

Lembrando que quase nunca uso a bota. Esta foi sua primeira "prova" de fogo, se é que este percurso turístico pode ser chamado como prova de fogo.

Sempre guardei a bota dentro do guarda-roupas e nunca lavei completamente, apenas passei pano úmido por dentro e por fora (não tinha feito uso mais pesado ainda).

 

Laudo final: Senti que a bota Nômade Titâ Kevlar é confortável para quem não está acostumado a caminhadas. Seu sistema de transpiração funcionou bem, mas seu sistema de impermeabilização deixou a desejar - trate-a como resistente à água e não como impermeável.

 

Fiquei pensando se o sistema de isolamento hídrico dela seria eficiente baseando-se em uma malha de tecido.Se a malha é tensionada, o tecido abre seus 'poros', não? Talvez um sistema tradicional, monolítico, sem costura e tecido, uma superfície única seja mais adequado.

 

Pretendo efetuar a troca do produto ou devolução (mesmo estando fora da garantia). Até lá usarei a bota porque paguei uns 400 reais na época. Era meu xodó e eu recomendava sempre, mas agora eu estou decepcionado e pretendo juntar uma poupança para compra de, talvez, uma Salomon.

 

Se quiserem, posso ainda fazer o teste de impermeabilização aqui em casa, calçando a bota com meia cinza e imergindo em água por algum tempo.

Não sei quanto tempo a norma de impermeabilização indica, mas seguirei a propaganda do fabricante: 100% impermeável. Se eu deixá-la dentro d'água, quando acordar deverá estar seca ainda, certo?

 

Me desculpem pelo tom da mensagem, mas ninguém que tem a confiança destruída conseguiria ser mais educado.

Seguirei a recomendação feita pelo LeoRJ na época de minha dúvida sobre qual bota comprar:

http://www.mochileiros.com/botas-quais-comprar-t27581-405.html

Não quero colocar o Fábio como Cristo para ser apedrejado, sei que em toda equipe existem aqueles que extremamente competentes e alguns que deixam passar detalhes. Ele tem sido atencioso com nossos mochileiros, e estes podem ser o público mais chato do universo, ficam presos a pequenos detalhes (mas eles merecem porque em muitas vezes guardam grana do almoço pra comprar bons equipamentos). Agora que arrumei um bom emprego posso me dar ao luxo de poupar para comprar outros.

 

Abraços e esperanças àqueles que confiam no Brasil

Eu ainda confio.

 

Douglas.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Pessoal,

 

eu como mochileiro iniciante resolvi investir em uma bota na minha nova aventura em julho de 2012.

Tava certo na minha cabeça em comprar uma titã (só esperando juntar a grana necessária para tal),

mas com os relatos dos companheiros aqui vou esperar a resolução desse imbróglio a respeito do modelo.

 

Ainda tenho preferência pela marca Nômade, por tudo que já li de positivo aqui no site e pelos funcionários atenciosos, efim...

Mas a dúvida que tinha até mês passado em decidir o melhor modelo que me atendesse voltou: Titã ou Tryton?

 

Espero que com o relato de vcs e os pronuciamnetos da marca eu possa sanar (novamente) essa indecisão.

 

Abração a todos ;D

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Po galera, muito triste mesmo esses relatos sobre as botas. Eu tenho uma Freeland, que nem era pra ser muito resistente assim e nunca entrou água, já enfiei o pé em rio e sempre ficou bem seco. Só agora que tive um pequeno problema com as costuras mas que já está sendo resolvido pela Nômade. Acredito que deve ter acontecido algum problema em alguma linha ou algo assim. É realmente estranho.

 

DSC04463%2525202.jpg

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Bom, só vou testar a minha Titãn apartir de Janeiro/2012. Por enquanto estou usando no cotidiano.

Com o que a galera está dizendo, é usando pra saber certo? E isso está me deixando meio que com o pé atrás, já que comprei a bota sem nunca a ter a colocado a mão antes. Espero que a Nômade não me deixe a desejar e me deixe na mão ( quero dizer á pé rs) em Janeiro quando for fazer a viagem. Se deixar, vou ligar com certeza.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Seba, é fácil testar a impermeabilização da bota. Pega uma bacia com uns 30~60 mm de água e mergulha a bota. Se entrar água está com algum problema.

Segundo o Fábio, no site da Nômade diz qual a altura da membrana impermeável, ou seja, até que altura não entra água.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Seba, é fácil testar a impermeabilização da bota. Pega uma bacia com uns 30~40 cm de água e mergulha a bota. Se entrar água está com algum problema.

Segundo o Fábio, no site da Nômade diz qual a altura da membrana impermeável, ou seja, até que altura não entra água.

 

 

Otávio !!!

Valeu vou fazer o teste amanhã!!!

 

Abraços!!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...