Ir para conteúdo

RELATO: ARGENTINA (Buenos Aires) e URUGUAI (Colônia, Montevidéu, Piriápolis e Punta del Este) - PREPARE O BOLSO!


Posts Recomendados

  • Membros

Bacana o seu relato. Fiz a mesma viagem praticamente, só que de carro. Inclusive estava em Colonia em 13.01.

 

Realmente o Uruguai está impraticável. Tudo muito caro. Para se ter uma ideia, 1 litro de gasolina por la me custou incríveis 6,00 (R$ 240 para completar o tanque). O bom é que o país é pequeno e só precisei abastecer uma vez (tinha enchido no Chuí-RS).

 

Aproveitando o gancho, ao meu ver não vale mais a pena correr o risco de trocar dinheiro no paralelo em B. Aires. A diferença para as casas oficiais corresponde em média a AR$ 0,20 ou 0,30. As melhor cotação foi numa casa na Calle Sarmiento, 3,75. Salvo engano foi na alps indicada acima. Quanto aos preços da capital argentina, tá caro mas ainda rola de ir.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 66
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Ju, que peleja hein?!   Menina, estou indo pra Buenos no Carnaval.. e já tô chorando com essa cambio horroroso! Semana passada 1 real tava 4,00. Hoje tá 3,60. Quanto as passagens, eu até que não

Oi @luizh91 valeu! Considerando dias inteiros, e considerando as coisas que eu gosto de fazer, acho que 2 dias em Montevidéu são suficientes sim. Conhecer Colônia vc tb conhece em um dia, embora

@Juliana Champi obrigado pelo retorno! Então, me interessa os programas culturais e histórico/geográfico, então provavelmente eu visitaria os museus e li que em Montevideu as principais atrações

Posted Images

  • Colaboradores

Obrigada Camila e Fernando!

 

De fato Fernando, as coisas estão mudando na Argentina. Com a nova política econômica o câmbio blue não vale mais a pena! É bom sempre ficar de olho e ver o que compensa mais! Atualmente o oficial tá legal.

 

:)

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores
Parabéns pelo relato. Estou indo para Montevidéu no fim de fevereiro, ansioso pelas dicas especialmente em relação ao câmbio e a comida que pelo que vi é bem cara. Pretendo fazer 2 bate e volta pra Colonia e Punta del Este.

 

Obrigada mad. Logo prossigo com o relato de Montevidéu!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

Antes de prosseguir com o relato de Montevidéu, preciso contar uma coisa! Pausa para perrengues de saúde!

 

EU, MINHA DIABETES E OS PERRENGUES!

 

Sou diabética tipo 1 desde muito pequena, e portanto, sou insulino-dependente, entre outros! Uso bomba de infusão de insulina, que é tipo um pâncreas artificial e proporciona um controle glicêmico muito melhor! Ok, o uso deste equipamento demanda uma série de insumos, além dos medicamentos em si! Na última viagem pra gringa eu tinha passado um perrengue danado pq tinha esquecido um destes insumos no Brasil, e não se acha isso pra comprar em canto algum, tem que ligar no 0800 da Roche. Mas lá eu dei um jeito e consegui, com ajuda de uma farmacêutica!

 

Gato escaldado... desta vez levei tudo duplicado, na mala de mão e na de porão. Coferi mil vezes, pedi pro meu marido conferir, enfim, não faltava nada!!!!

 

O refil de insulina que uso na bomba de infusão dá pra uma semana aproximadamente, portanto eu saí daqui com o refil cheio e mais duas trocas, mesmo sendo necessária somente uma. A insulina em estoque deve ser armazenada refrigerada, portanto cheguei em Buenos Aires, no hotel que a Gol descolou, e botei as minhas lindas insulinas no frigobar! No outro dia acordamos mega cedinho, teve a questão do transfer, fazer check out, aquela agitação toda... e eis que, já dentro do Buquebus, a caminho de Colônia del Sacramento, eu dei um grito...

 

PUTAQUELPARIU AS INSULINAS FICARAM NO HOTEL DA ARGENTINA!!!! ::ahhhh::::dãã2::ãã2::'> ::putz::

 

E agora? Calma! Calma! Minha insulina pelo menos até domingo (era terça). Pensei: vou chegar em Colônia, entrar em contato com o Hotel e pedir pra guardarem, pois na semana seguinte voltaria a Buenos Aires. Tb vou atrás de insulina nas farmácias, embora elas não sejam fáceis de achar pois são especiais! Eu até conseguiria fazer a minha durar até segunda (quando voltaria a Buenos Aires), mas isso numa dieta praticamente sem carboidrato, e que foda fazer nas férias!

 

Chegando em Colônia corri conectar no wifi e mandar email pro hotel. Quando saí pra caminhar ficava de olho e cada farmácia que via, entrava! Véi, as farmácias de Colônia parecem empórios de antigamente e mal tem remédios... eles nunca tinham ouvido falar da insulina que eu tomo, e podiam ser três diferentes... só em uma última a moça me disse que esta insulina seria somente mediante encomenda pq custava 7000 pesos (quase mil reais), o que é bizarro... aqui custaria 100, e a gente pega nas farmácias especiais do governo.

 

Desisti de procurar em Colônia, deixei pra fazer isso em Montevidéu... a capital do país devia ter, não era possível!

 

Chegando em casa a noite nada do hotel me responder! E eu não tinha como ligar pra Argentina... Aí novamente falei com a minha amiga que já tinha me ajudado com o Buquebus, a casada om um argentino. Pedi que ela pedisse ao marido falar com a mãe dele, que mora em Buenos Aires, pra ligar no hotel e pedir pra guardar. No dia seguinte ela já me avisou que tinha dado tudo certo, que a mãe do Eze tinha ligado no hotel e que eles iam guardar até meu retorno! Ufa... Thais te amo parte 2! ::love::

 

Pra resumir o fim da história, as farmácias de Montevidéu pareciam aquelas lojas de maquiagem de shopping, com todas aquelas marcas carésimas de cosméticos e remédio que é bom... logo percebi que eles tb não sabiam do que eu estava falando. Tinha pedido ajuda num grupo de whats de usuários de bomba de infusão e eles tinham achado a associação de diabéticos do Uruguai, com sede em Montevidéu! Escrevi pra eles no face e fui até lá... finalmente consegui comprar a insulina que precisava!

 

Descobri, de quebra, que o governo Uruguaio não dá nenhuma assistência ao diabético, nem judicial (que é meu caso), que eles pagam caríssimo nos insumos e que quase não tem diabéticos com bomba de infusão no país, aqui elas já estão se popularizando.

 

LIÇÃO: vou tatuar na testa pra nunca mais ter que passar por isso... e sempre antes de sair vou me inscrever em todos os grupos de diabéticos do país que estiver indo.

E embora ninguém do grupo vá ler isto, obrigada ao Grupo whats "Minha Vida com SICI" pelo empenho em me ajudar! :D

 

Agora sim, segue Montevidéu!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

MONTEVIDÉU (13 a 18 de janeiro)

 

13 de janeiro

Chegamos em Montevidéu próximo ao meio dia, pelo terminal Três Cruces! Este terminal rodoviário é bem grande, muito movimentado e tem um shopping em cima dele. Tem opções de câmbio tanto na rodoviária quanto no shopping.

 

Já adianto que o cambio variou de 7,90 a 8,20 durante minha estadia em Montevidéu, mas isso devido a variação cambial mesmo, e não ao local em si. Eu troquei dinheiro numa casa de câmbio perto de casa e depois na rodoviária Três Cruces, ao preço de 7,90. Nos dias que precisava trocar o câmbio sempre tava pior, haha! Percebi que em Montevidéu o câmbio foi melhor que em outras cidades, portanto troque antes de ir a elas se for possível.

 

Do terminal pegamos um taxi para ir até meu apartamento airbnb, localizado em Pocitos. Eu até tinha visto como ir de ônibus mas tava com preguiça. Em Montevidéu os taxímetros funcionam com um sistema de pontuação, não o valor em si. Ao término da corrida o taxista vê o valor correspondente aos pontos em uma tabela. Não me lembro exatamente o preço do taxi, mas ficou bem mais caro do que eu imaginava e é certo que fui enganada. Não dou sorte com taxis, por isso evito sempre! Mas se serve a dica, peça pra conferir a tabela se desconfiar do valor!

 

Encontrei meu anfitrião, suuuuper gente boa! Nos apresentou o apartamento, nos deu dicas do bairro, como se locomover e onde passear e se colocou a disposição pelo whats para qualquer dúvida. O apartamento era bem legal e muito bem localizado. O único problema é que ele tinha um cheiro esquisito e aí o anfitrião tinha posto um bom ar destes que fica espirrando cheiro a cada sei quantos minutos e isso deu uma rinitizinha na gente, ficávamos espirrando, rs! Como não descobrimos como desligava aquilo, embrulhamos ele numa toalha e guardamos atrás da raque da sala, kkkkkk!

 

Na tarde que nos restava saímos pra comer por perto (sanduíches tipo Burguer King só que ruim e caro), andar pelo bairro até o letreiro de Montevidéu (que era muito perto) e ficar na praia, pq o filhote já tava doido pra cair na água!

 

598dd35c1d3ab_1.LetreiroMontevideu.jpg.24d96357fc1f5e62a2a18b50bede1faa.jpg

 

598dd35c31309_2.CurtindoapraianaterradaMarijuana.jpg.76572acae9d624e15209b80b2c99052b.jpg

 

A noite fomos e voltamos a pé do Shopping Punta Carretas, dá uma pernada (2,5km pra ir e 2,5km pra voltar) e estava ventando muito frio! Aliás, leve blusa pro Uruguai mesmo que for no verão. A noite sempre esfria e os ônibus intercidades são... GLACIAIS.

 

14 de janeiro

Acordamos, tomamos café em casa e fomos até a rodoviária de Três Cruces de ônibus, pois eu queria comprar as passagens pra Punta Del Este do dia seguinte! É muito fácil se locomover de ônibus em Montevidéu, pois se aceita dinheiro no ônibus (26 pesos a passagem, sem isenção para criança ou idoso) e nos pontos de espera tem placas informando quais linhas passam por ali e em quais pontos ou bairros a linha leva!

 

598dd35c44578_3.Onibus.jpg.319eb3c6bc427b9f69eeb2ba7da9b41d.jpg

 

Em Três Cruces compramos ida e volta pra Punta no dia seguinte pela COT, ida cedinho e volta tarde da noite, com chegada prevista pras 23:40. Cerca de 520 pesos por pessoa ida e volta.

 

598dd35c4e0c4_4.Nafrentedetrescruces.jpg.83cee207348b35e1862461ff91329c7e.jpg

 

Seguimos a pé pela avenida 18 de Julho, fomos andando e conhecendo várias coisas, como a fonte dos cadeados, o café do Carlos Gardel, enfim, não vou detalhar tudo, até chegarmos na Plaza Independenza, com o palácio da presidência, palácio salvo, teatro Solis e etc! No caminho vc pode subir no Mirador da Intendência (18 de Julho com Ejido), é gratuito, e ao lado tem um posto de informações turísticas onde pode-se arranjar mapas da cidade!

 

598dd35c62806_5.palaciosalvo.jpg.fa00a9a0cbefce8c5723eee39b8cb7fd.jpg

 

Neste dia almoçamos Burguer King ou Mc Donalds em algum ponto da 18 de Julho, e até isso ficava caro... cerca de 80 reais pra nós três!

 

Fizemos a visita guiada no Solis, que embora seja bonito, a visita guiada é bem fraca! Optamos pelo tour em português (acho que foi 50 pesos por pessoa, em espanhol era 40), mas o português era portunhol, haha! Neste dia tb fomos na ADU (associação de diabéticos do Uruguai) para comprar a insulina do perrengue relatado acima, rs!

 

Depois seguimos para a cidade Velha, nela visitamos a livraria Puro Verso, que é linda e tem comidas boas, devia ter almoçado lá! Pedimos uma sobremesa com frutas vermelhas e creme de leite que era uma delícia. E uma cerveja pro marido e uma taça de vinho pra mim. Era caro, como tudo.

 

598dd35c76223_6.sobremesaboanaPuroVerso.jpg.b18c6dc76eda8445f0e53e86bc32e6a0.jpg

 

E a cidade velha? Não gostei! Tinha partes lotadas de gente, partes que pareciam cidade fantasma, mas de modo geral, achei que ela estava pouco conservada. Chegando mais próximo ao Porto as ruas de pedestres se enchem de barracas de bugigangas de quinta categoria e os cruzeiros que aportam ali perto inundam o bairro de turistas consumistas comprando tudo o que podem pq só vão ficar ali algumas horas. Muita gente disposta a consumir com pouco critério atrai... gente errada! O local tem policiamento ostensivo mas é cheio de malandros, gente que se puder, vai te passar a perna ou tentar te vender coisas nada a ver!

 

Obs. Não tenho nada contra quem curte Cruzeiro, embora não seja meu estilo de viagem, rs! O turismo predatório é que me incomoda!

 

Tentamos ir ao Mercado do Porto pois tinham nos recomendado comer por lá e tomar o drink Médio y Médio (suco de laranja com champagne). Chegando no mercado, foi entrar e sair. Um lugar escuro, úmido, infernalmente quente e abarrotado de gente com aquele cheiro forte da parrillada! Eu sei que muitos apreciam este prato, mas eu não fui lá pra comer isso, não gosto, e só de ver aquela lingüiça preta (Morcilha) que é feita de sangue e gordura eu tinha náusea, kkkk. Desculpe, sou fresca pra comida. O tal de meio y médio tb não tomei mas me disseram que era doce demais, então que bom que nem perdi tempo.

 

Preferimos ir embora dali antes de escurecer pq eu não me sentia segura. Voltamos pra casa, compramos uma massa no mercado e fomos tomar nosso vinho no aconchego do lar! :D

 

No fim do post de Montevidéu eu farei um comentário sobre os mercados e seus preços... logo continuo com Punta del Este, Piriápolis e nosso último dia em Montevidéu!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

Olá.. Excelente o seu relato, Juliana. Parabéns!!

Eu e minha esposa faremos quase o mesmo roteiro entre os dias 12 e 23 de abril. As passagens já estão compradas.

Acompanhar o relato da tua viagem está me fazendo economizar um tempo danado de planejamento :D Por isso eu te peço para colocar, caso tu te lembres, o preço médio gasto em restaurantes (eu sou viciado em planilhas de viagem rsrs).

Eu até alterei o meu roteiro por causa do teu post. Anteriormente pensei em dormir em Colonia já no primeiro dia, uma vez que chegaremos em BSAS às 14h. Mas seguirei o teu conselho e ficarei primeiramente 2 dias em BSAS para depois seguir seguir viagem.

Sobre o IVA, os restaurantes aceitam o cartão American Express? Este é o meu cartão para viagem internacional...

Desde já agradeço.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Ahhh, sério que o Uruguai tá caro assim? :cry:

Esses dias me surgiu a ideia de seguir pela costa uruguaia até Buenos Aires, via Chuy. Pensei, nesse ponto, na economia de passagens. :D E agora estou dando uma olhada nos preços, bem desanimador por sinal. Vai que até outubro melhora.

 

Bem legal seu relato, acompanhando!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores
Olá.. Excelente o seu relato, Juliana. Parabéns!!

Eu e minha esposa faremos quase o mesmo roteiro entre os dias 12 e 23 de abril. As passagens já estão compradas.

Acompanhar o relato da tua viagem está me fazendo economizar um tempo danado de planejamento :D Por isso eu te peço para colocar, caso tu te lembres, o preço médio gasto em restaurantes (eu sou viciado em planilhas de viagem rsrs).

Eu até alterei o meu roteiro por causa do teu post. Anteriormente pensei em dormir em Colonia já no primeiro dia, uma vez que chegaremos em BSAS às 14h. Mas seguirei o teu conselho e ficarei primeiramente 2 dias em BSAS para depois seguir seguir viagem.

Sobre o IVA, os restaurantes aceitam o cartão American Express? Este é o meu cartão para viagem internacional...

Desde já agradeço.

 

Oi Isaac. Obrigada, que bom que está gostando e está lhe sendo útil! Infelizmente, com algumas exceções, eu não lembro certinho os locais onde comi, e tb comi muito burguer king e estas coisas que aqui eu nunca como, pois nem sou fã. Outras vezes cozinhei em casa pra baratear, mesmo com os preços absurdos de mercado, ainda ficava mais barato que comer fora, rs. Mas tudo que eu lembrar eu coloco sim. To até caçando na internet os nomes de alguns restaurantes, rs!

 

Sobre cartões, não prestei muita atenção no American, pois não tenho esta bandeira... com certeza eles devolvem IVA onde ele é aceito, só não sei se é estornado na fatura como no Master ou na hora como no VISA. Uma coisa que achei bizarra sobre cartões e até esqueci de mencionar:

 

No Uruguai: nem todos os lugares aceitam, mas os restaurantes maiores sempre aceitam. A "propina", que é os 10% do garçom, é digitado a parte, e além de vc digitar a senha (meu cartão é de chip), vc tem que assinar o canhoto e colocar, algumas vezes, o RG!

 

Na Argentina: segue a mesma coisa... teve lugar que só aceitava VISA, e tinha mercado que não aceitava cartão! Tudo bem que lá usei muito pouco, só no fim da viagem que fiquei sem grana, pois os impostos não compensam o uso e não há devolução de IVA alto como no Uruguai.De qualquer forma, lá não tem o sistema do CHIP, eles passam a tarjeta magnética na maquininha e vc assina o canhoto e põe o RG. Num mercado e numa farmácia pediram pra ver meu documento e eu mostrei o RG, pois não andava com o passaporte... o cara do mercado fez cara de "o que que é isso" e disse que aquilo não era documento! kkkkkkk... eu disse "moço... soy brasileña, non resido acá" no melhor portunhol, kkkkkkk e ok, deu certo.

 

Abraços

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...