Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

5 dias sozinha em Amsterdam ! Com muitas fotos


Posts Recomendados

  • 3 semanas depois...

  • Respostas 33
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

E quando se imagina ir pra Amsterdam o que vem na sua cabeça??!! Na minha era uma cidade linda e cheia de gente louca !   Vou falar que me surpreendi..a beleza realmente é real, a loucura também, ma

Muito obrigada!! Então... Fui na primavera e fez bastante frio, agora janeiro é inverno.. acredito que será muiiiiiito frio. A dica que dou é levar roupa tipo para ski.. com segunda pele, corta ve

  • Membros

Obrigadaaaaa

Desculpa a demora..

Então, eu reservei antes. Fiquei no Stayokay. Pelo booking é tranquilo reservar e qualquer coisa mudar sem pagar.

Balada eu não tenho dicas porque não fui...

 

 

Post sensacional, Ale! Meus parabéns! ::otemo::

 

Irei em julho de 2017, para aproveitar o verão, usarei seu post como base! haha

Mas, me conta uma coisa, dicas de hostel, se é melhor reservar antes ou consegue na hora? Também quero saber dicas de baladas...

 

Obrigado

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Obrigada !!!

Amsterdam vale muito a pena incluir na Eurotrip sim !!

Minha mochila é da O'born. A conta de euros é mais ou menos 50 por dia.. mas isso varia muito de pessoa pra pessoa.

No meu blog tem a planilha que usei na Eurotrip do ano passado. Passa lá pra conhecer. ;)

 

 

Parabéns pelo post. Não tinha noção de quanto Amsterdã é o que esperava na Europa. Irei em janeiro fazer meu primeiro EuroTrip. Adicionei Amsterdã no roteiro com bons 3 dias.

Ah estou precisando de dicas desde marca de mochila. Quantos euros levar. Como planejar.

Obrigado

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

hummmm Amsterdam é uma cidade linda, será um lindo cenário !! ::otemo::

Abril vai estar aberto o jardim de tulipas, é maravilhoso.

No meu blog tem post sobre ele ! ::love::

 

Alê , planejo ir em Abril para Amsterdam . Dá umas dicas aí para programas a dois ? sei que foi sozinha

mas sei lá , tu acha uma cidade legal pra comemorar aniversário de namoro ? to querendo juntar a data com a vontade

de conhecer a cidade ...hehehe

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Muito obrigada ::love::

 

Então esse eu não conheço... Fiquei no Stayokay.. Achei bem legal !!

No meu blog tem um post sobre os hostels que fiquei. Se quiser conhecer... tem bastante coisa lá.

 

Adorei o post!

Pretendo ir em junho do próximo ano, no verão, mas nada certo ainda.

Suas dicas de passeio vão ajudar demais!

Também queria dicas de hostel. Vi que em Amsterdã tem um Generator...fiquei no Generator de Berlim e gostei bastante. Não sei se na Holanda também é bom...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 meses depois...
  • 1 mês depois...
  • 5 meses depois...
  • Colaboradores

Que post bacana, Ale! Mostrou vários pontos que vão além do tradicional.

Agora uma dúvida: como você fez para conseguir ser fotografada em boas fotos? Tripé? Pediu ajuda? Também costumo viajar sozinha e essa parte geralmente é uma dificuldade, hehehe!

Parabéns mais uma vez!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 meses depois...
  • Membros

Parabéns!!!

excelente relato. Bem focado, perfeito

Obrigada

Alessandra B Azevedo

 

Em 05/02/2016 em 14:34, Ale Siqueira disse:

E quando se imagina ir pra Amsterdam o que vem na sua cabeça??!! Na minha era uma cidade linda e cheia de gente louca !

 

Vou falar que me surpreendi..a beleza realmente é real, a loucura também, mas é pra quem procura isso !

 

Se você quiser simplesmente sentir a atmosfera europeia, Amsterdam é o local certo ! Quando eu imaginava Europa, aquela de filmes, é justamente como vi em Amsterdam ! Friozinho (beeem friozinho), casas e ruas organizadas, árvores típicas, pessoas bem vestidas e educadas, transporte bom e seguro e por ai vai...

 

Claro que se você quiser ficar louco e viver uma noite louca (ou dia) você também vai encontrar lá !

 

Mas então, pra começar nas dicas... Translado ! Apesar dos nomes estranhos que confundem nas ideias, se locomover em Amsterdam é bem fácil.

 

No aeroporto Schiphol é só procurar as maquininhas amarelas e você mesmo comprar seu ticket de trem para a Estação Centraal. Ou se quiser pode comprar no guichê. O preço do bilhete é 4,10 €. Chegando na Estação Centraal é só pegar umtram (do lado de fora da estação) pro seu hostel, ou ônibus que também saem de lá !

 

Eu acabei me enrolando e errei o endereço do hostel.. Como fiquei na rede Stayokay, existem 3 em Amsterdam..com isso fui pro lado oposto.. acabei perdendo tempo e ficando p. da vida !! Mas chegando no meu hostel, o Stayokay Amsterdam Zeeburg eu fiquei feliz, porque mesmo um pouco distante do centro, a vizinhança é linda e o hostel tem uma estrutura incrível !

 

Keukenhof

 

Quem tem a sorte, ou pode viajar pra Holanda na primavera, não pode deixar de conhecer o maior parque de flores do mundo !!

 

O Parque de Tulipas de Keukenhofé fantástico e imperdível ! Confesso que foi uma das coisas mais bonitas que já vi na vida ! Não tem como não se apaixonar por todas aquelas flores..o parque é muito bem cuidado e impressiona pela tamanho e variedade de tulipas que não da pra imaginar... O cenário parece de conto de fadas e você vai se perder no tempo, não tenha duvidas !

 

O que incomoda um pouco, pra quem não esta acostumado, é o frio.. Vá bem agasalhado pra poder curtir com mais conforto !

 

O parque conta com restaurantes, cafés e lojinhas de souvenir !

 

Keukenhof fica situado em Lisse, entre Amsterdam e Haia. Você pode fazer um bate e volta tranquilamente, saindo do aeroporto de Schiphol.

 

Endereço: Stationsweg 166A, 2161 Lisse aberto somente na primavera (consulte o site oficial para saber o período exato do próximo ano) de 8h às 19h30.

 

Valor da entrada: 16 € e os ingressos podem ser comprados na bilheteria do local ou no site (http://www.keukenhof.nl/en/).

 

Como chegar: Do aeroporto Schiphol procure o Arrivals 4 e de la saia na direção do bus station, então pegue o ônibus 858 da companhia Conexxion que sai de 15 em 15 minutos em direção a Lisse. A viagem dura cerca de 40 minutos.

 

DSC00424.JPG

 

Canais

 

Não há duvidas que os canais de Amsterdam são atrações turísticas incríveis, e sim são uma das principais da cidade, tanto que oscanais mais antigos estão na lista de Patrimônio Mundial da Unesco.

 

Os canais foram obras feitas pelo homem para ajudar no replanejamento da cidade devido seu crescimento, mas quem ganhou também fomos nós, porque são lindos e com certeza você vai tirar um montão de fotos como eu !!

 

DSC00526.JPG

 

Zaanse Schans

 

Se você quer a Holanda como se imagina, esse é o lugar !! Uma cidadezinha que mais parece um cenário de filme, bem pertinho de Amsterdam..

 

Lá a gente encontra os tão famosos moinhos de vento holandeses, casinhas de madeira, vaquinhas pastando, queijos e sapatos típicos !

 

Pra mim valeu super a pena fazer esse passeio ! Mas vá preparado para o frio.. devido a proximidade com o mar, o lugar congela..

 

Lá além o cenário em si você encontra: fabrica de sapatinhos de madeira, deliciosos queijos de cabra de tudo que é tipo, chocolate e lojinhas de souvenir.

 

Endereço: Schansend 7 – 1509 AW Zaandam

 

Como chegar: É bem simples ir de transporte público, de ônibus o número 391 da empresa Conexxion, que saem da parte de trás da Estação Centraal. A viagem dura cerca de 40 minutos e o ponto final é em Zaanse Schans, sem erro.

 

A viagem pode ser feita de trem também, que sai da Estação Centraal e vai para Koog-Zaandijk. A viagem dura cerca de 17 minutos, mais você vai ter que caminhar uns 20 min até Zaanse Schans.

 

DSC00668.JPG

 

DSC00642.JPG

 

Red Light District

 

O mais famoso bairro da Holanda, o bairro da luz vermelha! Onde tem as meninas ficam expostas nas vitrines (a prostituição é considerada uma profissão e assim é legalizada na Holanda),vários sexy shops e famosos coffee shops (onde é permitido legalmente vender e utilizar drogas), tudo isso é atração turística nesse bairro !

 

Mas claro que não fica só por ai, o bairro tem diversos Pubs e restaurantes bacanas, pra curtir a noite e durante o dia também. A quantidade de turistas, de todos os tipos e idades, é enorme !

 

Mas uma dica, é proibido fotografar as moças mesmo que elas estejam sempre dançando e chamando os rapazes pelas vitrines !

 

Endereço: O bairro fica próximo ao centro da cidade, pertinho da estação Centraal, mas as principais ruas são a Oudezijds Achterburgwal e Oudezijds Voorburgwaal.

 

Heineken Experience

 

Quem ama cerveja levanta a mão !o/

 

O passeio é pra você gosta de cerveja e gosta da Heineken, ou acha interessante passeios em museus, ou também pra você que só quer conhecer esse ponto turístico da cidade !

 

Lá você vai conhecer a história da Heineken vendo fotos, propagandas antigas, logomarcas e claro, vaibeber cerveja !!

 

Além disso, o tour passa por alguns ambientes, como o processo de fabricação de cerveja e você vai se sentir uma legitima Heineken simulador cinema 3D.

 

Endereço: Stadhouderskade, 78. Aberto de 11h às 19h30 de segunda a quinta e de 11h às 20h30 de sexta a domingo.

 

Valor da entrada: 18 € podendo ser comprado na bilheteria ou no site https://www.heineken.com

 

Como chegar: Pegar os trans elétricos 16, 24 ou 25 e descer na parada Marie Heinekenplein.

 

DSC00502.JPG

 

Begijnhof

 

Um cantinho silencioso e repleto de paz em meio ao centro de Amsterdam..

 

Parece uma parte do interior.. casinhas parecidas, uma igreja e uma capela. Antigamente era um retiro de mulheres entre viúvas e solteiras que se dedicavam aos trabalhos de caridade na época antiga, hoje é como um refugio para quem quer tranquilidade numa cidade agitada.

 

Endereço: Nieuwezijds Voorburgwal, 373. Aberto diariamente das 09h às 17h e não se paga para entrar.

 

Como chegar: Pegar trans 1, 2 ou 5 para a Praça Spui e procure ar a American Book Center, pois você entra em Begijnhof por uma porta que fica do lado.

 

DSC00546.JPG

 

Bloemenmarkt

 

Mercado flutuante de flores que fica no canal Singel. Além de uma variedade de flores e sementes, é ótimo para comprar lembranças.

 

Endereço: Canal Singel. Aberto diariamente de 09h às 17h.

 

Como chegar: Pegue os trams 1,2 ou 5 e desça em Koningsplein, ou trams 4,9,14,16 ou 24 e desça em Muntplein.

 

Dam Square

 

A principal e mais antiga praça da cidade ! Ao redor da praça existem muitos restaurantes legais, lojas de souvenir e compras em geral, além do famoso museu de cera Madame Tussauds.

 

Além de histórica, a praça é hoje palco de grandes eventos, feiras e artistas de rua.

 

Endereço: Damrak

 

Como chegar: Pegar os trams 1, 2, 4, 5, 9, 13, 14, 16, 17, 24 ou 25.

 

IMG_2087.JPG

 

Vondelpark

 

O parque mais famoso de Amsterdam é parada obrigatória para quem quer descansar depois de uma longa caminhada, para curtir um pouco a natureza ou quem quer pedalar com tranquilidade sem correr o risco de ser atropelado por dezenas de ciclistas que andam como loucos apenas tocando uma buzina pela cidade.

 

Como chegar: Próximo à Leidseplein e à Museumplein, pode pegar o tram 1 ou 2.

 

Het Museumplein

 

É a praça dos museus. É lá onde ficam os principais museus da cidade e também é nesta praça onde está o letreiro mais famoso da Europa: I AMSTERDAM.

 

DSC00564.JPG

 

Museu Van Gogh – Com um acervo gigante de obras do artista, não teria como não atrair muitos turistas.

 

Endereço: Paulus Portter straat, 7. Aberto de 10h às 18h (sexta feira até 22h)

Valor da entrada: 17€ (Site oficial)

 

Rijksmuseum - Um dos maiores e mais importantes museus de Amsterdam e um ponto turístico obrigatório, mesmo se você não for entrar, passar por ele já é legal ! Mas se você gostar de arte, recomendo fazer o tour !

 

Endereço: Jan Luijkenstraat, 1. Aberto de 9h às 17h.

 

Valor da entrada: 17,5€ (Site oficial)

 

Stedelijk Museum – Museu urbano de arte moderna.

 

Endereço: Museumplein, 10. Aberto de 10h às 18h, exceto quinta feira que fecha às 22h.

 

Valor da entrada: 15€ (Site oficial)

 

Casa de Anne Frank

 

A garotinha judia que viveu durante o período de perseguição nazista e contou sua história pro mundo ! Eu acabei não indo (terei que voltar), mas acredito que vale muito.

 

Endereço: Prinsengracht, 267. Aberto de 9h às 19h (Julho e Agosto até às 22h)

 

Valor da entrada: 9 € (Site oficial). É bom comprar o ingresso pelo site, e agendar horário para evitar filas.

 

Como chegar: Pegue os trams 13, 14 ou 17, ou de ônibus 170, 172 ou 174 e desça na parada Westermarkt.

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • Por Jonatas Elias
      Relato da viagem pela França
       
      Relato da viagem pela Itália
       
    • Por Jonatas Elias
      Relato da viagem pela França
       
      Relato da viagem pela Holanda
       
    • Por OtávioVBM
      Boa noite! Estou procurando alguém para dividir acomodação, alguém que comprou ou irá comprar apenas um voucher.
    • Por eloisacanedo
      Olá pessoal!
       
      Estou indo para londres e farei uma conexão longa em Amsterdam (8h) pela KLM e gostaria de conhecer rapidamente a cidade (somente os principais pontos, sem entrar em nenhum museu). Chego 12:30 e meu vôo para londres sai às 20:30. Sei que passarei pela imigração tanto em amsterdam como em londres, mas no desembarque em amsterdam eu vou sentido "conexão" ou vou para saída normal, como se estivesse já no meu destino? terei que pegar as malas despachadas ou elas irão direto para londres? Como devo responder na imigração? Digo que estou em conexão mas gostaria de deixar o aeroporto para conhecer a cidade? quais documentos vocês consideram importantes p/ apresentar?
      Sei que são muitas dúvidas mas to mega perdida (e com medo de ficar perdida lá tbm kkkkkk) Consigo sair do aeroporto de metrô?
      Alguém tem dicas de roteiro nos pontos principais da cidade? Pensei em fazer tudo de bike, mas nem sei como funciona pra alugar e nem se é um meio rápido de se locomover.
       
      VALEU GALERIS❤️
    • Por panda
      Meu primeiro mochilão pela Europa foi no longínquo ano de 2004 (mesma época em que entrei aqui no fórum).
      Acredito que a frase acima já lhe permita imaginar como minha viagem foi bastante diferente, levando em conta o quanto o mundo evoluiu em 15 anos.
      Sem mais delongas, vou citar abaixo 10 itens/coisas que levei em meu primeiro mochilão e que hoje poderia dispensar.
      As imagens são meramente ilustrativas.
       
      1. Câmera Fotográfica
       

      Eu sei exatamente o que você está pensando: em 2004 câmeras digitais já eram (quase) populares.
      Sim, já eram. Inclusive levei uma delas comigo (daquelas fininhas point and shoot).
      O problema é que minha câmera digital usava pilhas palitos que se desgastavam rapidamente.
      Além disso, meu irmão tinha uma câmera analógica semiprofissional da Canon e eu a levei acreditando que as fotos ficariam muito melhores do que na outra.
      A Canon era pesada, com uma lente grande...e não era fácil de guardar em uma mochila.
       
      2. Carregador de pilhas

      Mais barato do que comprar pilhas todos os dias para a minha câmera, eu comprei um carregador com 4 pilhas recarregáveis.
       
      3. MP3 Player

      Nada como ouvir uma boa música enquanto você espera o trem chegar...ou antes de dormir, depois de andar quase uma maratona para conhecer o maior número de pontos turísticos na cidade que se visita.
      Aliás, cabe salientar que meu mp3 player também usava pilhas palito.
       
      4. Despertador/relógio

      Levei dois relógios de pulso (um com o fuso do Brasil e o outro com o fuso local), mas descobri alguns dias antes da viagem que ambos tinham o som do alarme muito baixo (e eu o sono muito pesado).
      Diante deste problema, corri para uma loja de 1,99 e comprei um despertador (só pra garantir...sabe como é...).
       
      5. Lanterna

      Quando você dorme em um quarto com 8 ou 10 pessoas que você não conhece, é sempre bom ter uma lanterna pra encontrar o caminho do banheiro ou algum item perdido na sua mochila bagunçada.
       
      6. Dicionário

      Como já tinha certo conhecimento da língua inglesa, levei comigo um dicionário português/francês, pois passaria por 3 países francófonos.
       
      7. Diário de viagem

      Para guardar boas lembranças, além de registrar informações importantes (que depois compartilhei aqui no fórum), levei um caderno ou diário de viagem. Tenho ele guardado até hoje.
       
      8. Guia de viagem / mapas em papel /outros tantos papéis

      Levei um livro/guia de Amsterdã que emprestei de um amigo, além de várias páginas impressas com dicas que encontrei na rede (como ir da estação de trem/aeroporto até o hostel, principais pontos turísticos, onde comer gastando pouco, etc).
      Lembrando que o mochileiros.com tinha apenas 2 anos na época e a internet ainda não dipunha de tantas informações compartilhadas entre viajantes.
      Além disso, me utilizei de vários mapas em papel que ganhei ou comprei pelo caminho.
      Sem falar, é claro, nos tickets de trem/ônibus/avião que eu precisava guardar em minha mochila.
      Enfim...muitos papéis.
       
      9. Roupas em excesso / Peso em excesso

      Ainda que o mochilão tenha ocorrido no inverno, calculo que levei quase o dobro de roupas que eu efetivamente usei. Lavei algumas peças nos hostels e outras nem cheguei a usar.
      Isso impactou principalmente no peso de minha mochila (e em dores nas costas).
       
      10. Kit de costura

      Pensei muito se incluía ou não este item na lista, pois ele efetivamente salvou a minha vida (metaforicamente, é claro).
      Em razão do citado excesso de peso em minha mochila, somado ao fato desta não ser de uma qualidade muito boa, sofri um acidente quando aguardava meu trem na estação de Bonn, na Alemanha.
      Minha mochila simplesmente rasgou o fundo, despejando minhas coisas diante de uma plateia de alemães incrédulos com a cena.
      Embora inicialmente desesperado, vi o kit de costura no chão e o usei para costurar minha mochila.
      Entretanto, não foi tão fácil assim.
      As linhas do meu kit eram de má qualidade e quebravam quando eu tentava costurar um material tão duro quanto a mochila. Diante de tal infortúnio, não tive dúvidas: costurei com algo muito mais resistente, fio dental.
      A mochila ficou feia, mas aguentou o resto da viagem sem problemas.
      Pensando melhor...talvez seja bom manter o kit de costuras...
       
      Enfim, esta é a minha lista.
      É fácil perceber que o smartphone substituiu a maioria destes itens que citei, dentre outros que acabei não citando aqui (talvez em uma parte 2).
      E você? O que não levaria no seu próximo mochilão?
       

×
×
  • Criar Novo...