Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

noiscasa

Bolivia, Peru, MP, Argentina, Uruguai - 24 dias videos-fotos

Posts Recomendados

Deixando meu relato pra ajudar a todos tambem!

 

Notas:

1 – todos os valores estao em moedas locais, exceto alguns passeios em q se cobra em dolar mesmo;

2 – as cotacoes q eu peguei foram: 7 bolivares por dolar, 2.90 novos soles por dolar, 3.84 pesos argentinos por dolar, 20 pesos uruguaios por dolar;

3 – Costumo escrever historias, e como essa viagem foi uma verdadeira aventura q merece ser contada em detalhes, vou caprichar, logo esta aq vai parecer um livro! Vou tentar não torna-la enfadonha, pois ela é um “pouco longa”. Ahahahah entao se preparem!;

4 – As fotos eu so postarei algumas, já q tiramos fotos dmais, entao ta tudo neste link aq: os videos eu vou postar em algum lugar ainda a definir!;

5 – A maioria das fotos qm tirou foi a Ana p, já q eu não tenho camera, por isso não terei fotos de tudo, pena;

6 – vou tentar inserir videos tambem, na medida do possivel;

7 – não me lembro de tudo com muitos detalhes, mas tentarei ser o mais preciso possivel.

Tentarei inserir nomes de hostais, restaurantes e empresas se bus conforme rolar o relato;

8 – Parte do relato foi escrito em pcs q estao em espanhol, logo não tem ascento em todo o texto pq este foi escrito em varia partes e em diferentes pcs;

9 – Meus gastos medios ficaram em torno de 1900 reais, incluindo passagens dentro do brasil e a viagem em si, estou preparando uma tabela no excel com os dados de gastos meus, mas não inclui gastos superfulos, como internet e presentes q julgo não necessario e dos quais eu quase não usei e não comprei (grana curta!);

10 – mas pra qm qr saber, o valor da internet em todos os paises varia entre 2 a 4 bolivares-pesos-soles, muda de pais mas o valor continua o mesmo por media, a diferença fica na cotação;

11 – já vou pedindo desculpas, pq eu tento não usar girias de SP, mas as vezes passa, entao peço paciencia pessoal!

 

La e de volta outra vez, um conto meu! Apesar de estar plageando um livro... haahhha

 

Prefacio:

 

Não podia deixar de comentar o inicio da viagem, minha viagem comecou a uns 2 meses +/-, quando o meu amigo e irmao fausto veio com o papo dq tinha descoberto uma forma de chegar a machu picchu de trem, eu tinha acabado de sair do meu emprego e sem ter nada para fazer pensei: “pq não?”, e la vou eu, fazendo pesquisa, descobrindo foruns e tal (como o mochileiros), levantando muita informação e já montando roteiro da viagem, e chamando minha amiga Ana P para se juntar ao grupo (topou de imediato sem pestanejar), alguns dias depois, visto q já sabiamos em media qnto tempo levariamos ate MP o 1º revez, fausto não poderia ir conosco pq a PM aq não liberou ele de ferias para nos acompanhar, frustracao pq o mentor da coisa não ia mais, logo apos algumas coisas aconteceram comigo e eu desisti por hora da viagem, mas só por hora, esse era nosso 2º revez, mas eis q o mundo da voltas e outros revezes no sentido contrario aconteceram e eu novamente estava com a viagem em curso, e com roteiro pronto nos preparamos comprando equipamentos (ou no meu caso pegando emprestado do fausto quase tudo q precisava – valew mano!!!!), entao marcamos a data de saida (29/9/9) e de volta (22/10/9).

 

O dia chegou e entao inciamos a nossa mais fantastica jornada ate hj, ir rumo ao desconhecido, e sem falar uma palavra em espanhol! Hahahah

 

Inicio:

 

1º Dia:

Partimos dia 29/9/9 num voo da Azul de Campinas/SP as 13:10 hs rumo a Campo Grande, paguei barato – mas podia ter sido mais barato – 160 reais com taxa de embarque incluso, o voo foi rapido e tranquilo, de pouco mais de 1 hora. Saindo do aeroporto – atrazamos nossos relogios em 1 hora - pegamos informação de como chegar na rodoviaria no guiche de informacoes turisticas – algo q utilizamos muito na viagem – e seguimos pro ponto do bus na frente do aeroporto, pegamos um bus la q passava na rodoviaria, pagamos 2.50 reais pela passagem, viagem novamente tranquila, e conhecemos um senhor portugues muito simpatico na casa dos 60 q já tinha feito a mesma viagem e morava hj em campo grande, descendo do bus na rodoviaria minuscula de la – pensei q ela seria grande... juro! – seguimos para comprar passagens a corumba pela Andorinha. Ai descobrimos q o roteiro q eu tinha feito e a Ana P impresso foi esquecido dentro do aviao pela mesma e eu não lembrava de tudo – isso se tornaria uma pedra no sapato pq eu tinha q ficar entrando na internet em todas as citys para pegar indicacoes de hostals e empresas de bus, etc etc.... De qualquer forma estavamos la e dava pra seguir tranquilo ate corumba, ao chegar ao guiche eu consegui comprar a passagem de uma moca q não ia mais no bus e me vendeu ela mais barato, 70 reais – no guiche eram 75 – so q cometemos o erro de não esperar o bus das 23:40 e pegamos o das 17:00 horas, grande erro, seguimos com o bus apos uma boa espera na rodoviaria – 3 horas – curiosidade aparte, apos 4 horas e umas paradas um casal de mochileiros q tava no bus desceu no meio do nada perto do pantanal, achei aqilo estranho pq não tinha nada la! E nada é nada mesmo!. Apos 6 horas de uma viagem tranquila – o onibus da Andorinha é bem confortavel - as 23:30 chegamos em corumba, e fomos atraz de um hostal para dormir, eu com minha cargueira e a Ana P com a geladeira, ops mochila, rodamos a essa hora atraz de um, e a referencia dq tinha um hostal bom e barato perto da rodo caiu por terra pq não o achamos – vimos hoteis proximos, mas nem queiram saber o preço! – e estavamos com receio de ficar rodando a city nessas horas – eu não disse q tinha sido um erro pegar o bus aqela hora? – no fim achamos um, o Timoneiro pagamos 50 reais (25 por pessoa), o cara da recepcao era legal, mas o quarto.... agua fria, baratas mortas, cama ruim, cobertas com um cheirinho.... dormimos la pra 1 da manha, mas como q a essa hora eu ia reclamar? Peguei e nem liguei muito na hora. E la se foi nosso primeiro dia.

 

DICA: Corumba e uma city tranquila, mas tem uns caras la metidos a malandros, pra sua seguranca, fique na sua e não encare e nem mexa com ninguem por la, no mais pegue informacoes com policiais pela city q não tem problema!

Não recomendo o Timoneiro hotel pelos motivos citados ai.

 

Fotos:

s73068931.jpg

hoteltimoneirocorumba.jpg

 

2º Dia:

Comecou grudado com o 1º, as 5 da manha um cara – q eu acho q tava com tuberculose ou complexo de lobo mal que qr derrubar o hostal – comecou a soltar os pulmoes no hostal de tanto q ele tossia, logo estavamos de pe, café da manha tomado – com um pouco de cabelo no meio, e partimos rumo a fronteira, pegamos um bus circular chamado “Fronteira” – sugestivo não? – bonito por fora e um terror por dentro! Haahahah, na fronteira passamos pela aduana brasileira – chique no urrrrtimo! - e paramos na boliviana q ta caindo aos pedacos, ai comecou a exploracao... um policial nos viu de mochilas e fez a de agilizador, nos cobrou 10 reais por pessoa para nos dar o maldito papel verde... mas logo vi q toda pessoa q fosse turista tava tendo q pagar... eu q conheço policial malandro não qis arrumar confusao e paguei, troquei 100 dolares ali mesmo – cotacao 7 bolivares – e pegamos um taxi ate a ferroviaria, os fdp dos taxistas ali tavam de armacao pra cima da galera, como tinham poucos na hora, eles cobraram 20 bolivares (10 pra cada) pra nos levar ate a ferroviaria, e nenhum qria fazer mais barato... como eu tinha trocado muita grana fiquei com receio de andar por ali, paguei... mas ele me deu boas dicas q no fim me valeram um arrependimento algumas horas mais tarde... não pelo conselho... mas sim pq ele veio tarde dmais... na ferroviaria compramos tickets para o ferrobus – trem mais caro e q prometia melhores servicos – comprei para ele pq vi q aqele trecho era o mais longo sem lugar para descancar pra valer e qis mais conforto ate La paz, e me ferrei legal vcs vao ver... pagamos 222 bolivanos pelo semi-cama, mas o trem so partia as 19 hs, atravessamos a rua e ficamos na pousada cochabamba, não posso falar muito sobre ele, pq eu nem vi a cama, so dormi o dia todo, a city la e muito quente e abafada, mesmo dormindo muito vc não descança... mas pelo q me lembro não era ruim, mas a dona tinha uma cara de mercenaria!!!! E por isso pagamos 50 bolivianos por um com banho compartilhado (25 para cada), mas nem liguei eu queria e precisava dormir... logo foi barato pq se ela tivesse cobrado mais caro era perigoso eu pagar!. Andamos pela city no fim da tarde e daí tirei algumas impressoes: so tem carro da toyota por la e na bolivia toda, e tudo igual e usado, se eu tivesse um daqueles eu não achava mais no meio de tantos iguais, alias o transito e uma piada, sinal de transito são as buzinas, não existe mais nada q regule a coisa, e o mais impressionante? Não vi um acidente sequer! Alias não vi nenhum a viagem inteira, a galera atravessa na frente dos carros a distancias minimas e ninguem é atropelado... se fosse no brasil... as feiras rolam soltas pela city e se vende de tudo por la a ceu aberto, higiene zero! Mas a agua mineral e boa, compramos muitoooooo pra viagem. As 19 hs estavamos na estação despachando as malas qndo topamos com uma figura q se juntaria a nos, Andre, capichaba, q tava indo sem destino definido, conversamos um pouco e ele acabou seguindo com a gente quase toda a viagem. Bem ai vem a parte do me ferrar q eu tinha dito, todos aq tinham dito q o super-pullman é um trem tranquilo mas não li uma linha sobre o ferrobus, pensei q ele seria bom, bem entramos no trem, nos acomodamos – ultima fila do segundo vagao (ele só tem 2) – e tudo começou... vimos q os bancos semi-cama não reclinavam direito, o trem é mais velho e mal conservado q a minha vo q já ta com mais de 80 de vida sofrida, ar-condicionado forte pra diabos e q tava com o duto furado – não adiantava fechar a valvula acima da cabeca q jorrava vento frio em mim! – o trem saiu, velocidade minima dentro da city, filme passando – TAKEN – e o trem comeca a balancar um pouco... dali a pouco ele acelera e ai a coisa fica agitada... e agitada é agitada mesmo! Aqela porcaria balança mais q maquina de lavar veia de filme americano! Balança pros lados, e pra cima quase fazendo o movimento em circulos! Nessa hora eu me lembrei do taxista em porto quijarro, ele disse: “eu não gosto desse trem pq ele balanca muitoooooo”. Falei pra mim mesmo: “to fudido”. Dali a pouco as ferromocas vieram servir a janta... e q janta, o frango (pollo) tava queimado e frio, o arroz congelado – eu quase podia usar ele como arma tacando na cabeca de alguem de tao duro, juro! – e a batata ainda tinha resquicios de calor... como eu tava azul de fome eu encarei... erro dnovo! O estomago ai foi pro brejo junto com a vaca. Eu passei mal a noite toda, e o ar-condicionado ajudando, isso me “forneceu” uma gripe q não me largou ate agora e me infernizou a viagem toda. Hora de dormir e as ferromocas la colocam os carrinhos de comida ao lado da porta do trem – e consequentimente ao meu lado, vcs podem notar tudo isso q eu comentei no video, o lixo ta junto a porta – para poder dormir no deposito de malas, ai aqele cheiro de comida sobe e eu quase jogo tudo pra fora... foi uma noite longa... como eu não dormi eu vi umas paisagens muito belas, a lua estava cheia e eu pude admirar muita coisa bonita na paisagem, vale a dica se pegarem essa jossa de trem la pelas 2 da manha ele passa por algumas montanhas incriveis! Vale a pena. Assim termina – ou não, depende do ponto de vista – o 2º dia.

 

DICA: Ao chegarmos na aduana, vimos o bus das 23:30 hs da Andorinha chegando la com os passageiros, logo se tivessemos pego ele teriamos chegado na mesma hora e economizado o hostal em corumba, se for para la não desca do onibus na rodoviaria de Corumba, a base deles é la, mas o bus vai e atravessa pro lado boliviano, e vc economiza uma grana boa!

 

Fotos e Videos:

fronteira.jpg

estacaoferroviaria.jpg

andreh.jpg

(Balanço do Trem Da Morte)

 

 

3º Dia:

Pra mim esse dia foi fundido com o 2º, já q eu não dormi, mas tudo bem, as 5 da manha o sol surgiu e eu já não aguentava ficar sentado, tinha um espaço atraz do meu assento e la fui eu ficar em pe... não demorou e mais 2 pessoas me seguiram, todo mundo tava muito mal dentro do trem, mas nada q ta ruim não pode ser piorado – lei de murphy – eis q surge um cara com um DVD de cancioneiros populares bolivianos – NÃO!!!!!!!!! – gente, aqilo tinha 3 musicas com clipes difentes pra elas... pensei ate q tudo das bandas se resumiam as 3 musicas... foi um terror absoluto!!!! Tomamos o desayunio e contamos os minutos pra chegar em Santa Cruz de La Sierra. As 9 da manha chegamos e pra alivio de praticamente todos desembarcamos no terminal Bi-Modal de Santa Cruz de La Sierra – pra qm ainda não sabe a ferroviaria e rodoviaria estao unidas la – vimos um bus Cama pela empresa Transcopacabana – 150 bolivianos por pessoa, um dos mais baratos q achamos e muito bom diga-se de passagem, cobertores, bancos confortaveis e tal, recomendo mesmo. Ai sem ter o q fazer ficamos de bobeira pela city, o transito q eu já achava caotico em Quijarro, piorou ali, na verdade acho q ali era a onde a coisa tava mais caotica em toda a bolivia, mesmo assim nenhum acidente. Seguimos ate uma farmacia pra comprar as SorroPills, e pedimos indicacao de um bom lugar pra comer – pó vc confia sua saude em remedios a pessoa, pq não o ato de comer tambem? – e demos sorte, ela nos indiciou um lugar muito bom, um restaurante argentino chamado Bufalo – fica a umas 2 quadras a esquerda de qm sai da rodoviaria, não tem erro – muito bom!!!!!! Pedimos um prato de 50 bolivianos para 2 pessoas com salada free e os 3 comemos ate não aguentarmos!!!! Tinha parrilada, arroz e mandioca cozida, tudo muitoooo bom, recomendo, para beber uma Pancena gelada, otima tambem! Apos o almoco ficamos pela city e na rodo vendo o tempo passar, qndo seguimos para embarcar – apos pagar a taxa de embarque de 3 bolivanos – o andre encontrou uma holandesa q parecia uma menina q ele tinha conhecido em Bonito/MS dois dias antes de se encontrar com a gente, q já estava ali a 2 dias e tava seguindo para Uyuni, ate agora não sei o q ela fez esses dias la... realmente não encontramos nada para fazer em Santa Cruz. Pegamos nosso bus as 16:30 hs e seguimos para La Paz, viagem ate q tranquila no inicio, no meio da noite paramos para comer na ultima parada antes da Cordilheira, e o Andre – doido q só vendo – encarou uma bisteca na chapa suspeita pra kct – q mais parecia um sapo aberto, notei muitas casas na beira da estrada no meio do mato por la, pensei q tipo de gente vivia por ali... deve ser dificil viver por la, mais tarde comecamos a subida da cordilheira, coisa loca dmais, vc sobe, sobe, sobe e continua subindo e as montanhas não ficam menores, mas o precipicio abaixo sim! Hahahhaahha o nosso motorista era meio loko – como quase todos os bolivianos no transito – ele ultrapassava a toda hora na contramao e não tava nem ai pra qm tava vindo no sentido contrario... foi uma aventura ate chegarmos la em cima, vi muitas coisas bonitas e a lua cheia ajudava na vista, creio q eu dei sorte nesse ponto, todos dormiam e so eu vi todo aqele explendor. Assim terminou o 3º dia, comigo acordado pra variar! Ahahahahah

 

DICA: não achei comida melhor em santa cruz q no Bufalo, saia da rodoviaria, vire a esquerda na avenida e qndo chegar na 2ª esquina vire a direita, na primeira quadra vc o encontra, ele fica de esquina, bom e barato.

 

Fotos:

tremdamorteferrobus.jpg

restaurantebufalo.jpg

coragem.jpg

 

4º Dia:

Chegamos em El Alto as 7 da manha e eu já tive uma vista dos montes gelados ao fundo, Potosi, Chalkataya, Illama e outros, fazia muito frio, as 7 da manha estavamos em La paz, minha impressao foi q em El Alto tudo era mais parecido com uma city e em La paz tudo era mais como uma favela. Saindo da Rodoviaria pegamos um taxi por 10 bolivanos (3 por pessoa) ate o hostal TORINO – calle Socabaya 457 – disse q amigos tinham indicado o lugar, q no forum ele era super bem indicado – puxamos o saco legal - e ficou por 35 bolivianos por pessoa uma habitacion – quarto – para os 3 com banho compartilhado, segui a recomendacao da Maria Emilia e peguei o quarto 36 no fundo do hostal e não o q ele qeira me dar la q era de frente pra rua! Dica nota 10 Maria. Tomamos uma ducha – e q ducha! A melhor da viagem – dormimos um pouco e fomos tomar desayunio no Alexander coffe – fica na mesma rua do torino, na esquina de baixo, tu não andas mais q 40 passos ate ele – 32 bolivianos o café americano... gente aqilo parece uma refeicao pra um exercito! Eu sou grande – alto e gordinho – e não dei conta da coisa, da um liga na foto dpois, e olha q agente já tinha comido parte dele na hora! Tudo por 32 bolivianos por pessoa!? Fizemos a festa. Apos, contratamos no proprio Torino os passeios ate o Chalkataya – 80 bolivares pessoa - e o Down hill em coroico – 240 bolivares pessoa – pros 2 dias seguintes respectivamente, e passeamos pela Plaza Murillo q é a praca do governo, muito bonita e limpa, fica na rua de cima do Torino, fomos no mercado das bruxas, onde eu comprei um presente pra mamae, conhecemos 2 brasileiros q tavam fazendo a nossa rota ao contrario, e passamos em outros lugares pra conhecer a city um pouco melhor... dpois usamos a internet e dormimos mais um pouco. Anoite eu conheci uma espanhola muito legal – da qal eu não me lembro o nome infelizmente – enquanto eu ia tomar mais cha de coca pra gripe (q é muito bom), ficamos so um pouco viciados na coisa por la... ela me contava das suas trips e vida, adorei ela e ficamos umas 2 horas conversando muito.

 

DICA: Hostal TORINO, muito bom, acomodacoes otimas, pessoal q trabalha la e super atencioso e prestativo, bem tranquilo ate, pra mim q qeria um lugar pra descancar sem muita zona foi o melhor q eu podia ter conseguido! Digam q ele foi indicado por amigos q tu consegues um desconto! A agencia deles e boa, o nivel dqm executa os passeios não, mas não vi nenhuma outra pessoa fazendo um passeio de forma melhor q nos!

O mercado das bruxas é um lugar pra se chorar, chorar e muito no preço, o povo la acerta o preço baseado na sua cara, se tiver cara de gringo já viu ne? hahahahah

 

Fotos:

rodoviarialapaz.jpg

hostaltorino.jpg

comidaalexanderscoffe.jpg

 

5º Dia:

Acordamos as 7 tomamos café num restaurante abaixo do Torino, não era como no Alexanders coffe mas foi mais barato e leve – 20 bolivares, mascamos umas folhas de coca que compramos no mercado das bruxas, pq estavamos com uma leve dor de cabeca e a dor sumiu em 5 minutos... verdade!!! as 8 chegou o guia pra nos levar ate o Chalkataya, não prestei muita atenção no relogio e nem no guia pq a vista é muito bonita – pq como notei na bolivia e peru os guias só falam em ingles, pros gringos e pouca coisa em espanhol, já q a atenção é toda voltada pros gringos, a estrada ate o alto do chalkataya é adrenalina pura, ao chegarmos la em cima a Ana P não tava bem e não foi alem do refugio, toda a galera foi subindo, nisso conheci 2 brasileiros q tava fazendo a trip de motoka pela america, gente boa os caras, mas não subiram tudo pq não aguentaram – eles disseram q ficaram com medo pq tinha gente perto da motos. Apos 1 hora eu – o ultimo – cheguei no alto... morrendo!!!!!! É dificil pacas subir aqeles poucos metros ate o cume – dpois olha o tamanho da “subidinha” na foto antes de me zuar pq eu cheguei la morrendo e sem ar, é algo muito dificil de se fazer eu digo, jamais imaginei q teria tanta dificuldade pra subir, dava uns 10 passos e parava pra tomar folego, o mais estranho pra mim era q ventava dmais la e o ar ainda assim faltava, mas de pouquinho em pouquinho eu subi, foi uma vitoria pra mim, quase no fim eu já não aguentava mais e quase desisti, tava muito dificil e achei q eu ia ter um ataque, mas descobri o segredo pra subir, qndo eu parava eu descançava ate o ar voltar totalmente, mas isso tava me deixando mais esgotado ainda, percebi q se eu recomeça-se a andar antes fazendo então pequenas paradas e não paradas longas eu aguentava andar mais pq não perdia o ritimo, assim consegui subir mais tranquilamente, chegando em cima eu parecia o Rock, só q morrendo de cansaço e sem musiquinha! hahhahah Mas eu comemorei muito ao chegar lá! Apos tiramos muitas fotos e demos sorte pois naqueles dias tinha feito muito frio e chovido, logo vimos neve pela primeira vez, e como qualquer brasileiro q nunca viu fizemos nossa primeira guerra de neve... a primeira ninguem esquece!!! Ahahahaha, mas eu e o Andre ficamos lokos era pra ir no Huana Potosi q tava completamente coberto de neve... fica pra proxima, há la em cima conhecemos outro brasileiro q tava no grupo, não lembro o nome dele, mas o apelidamos de black kamem rider, por causa dos oculos dele lembrarem o personagem. Apos seguimos para o valle de la luna, formacao geologica interessante, mas nada de fantastico, o guia já tava com pressa e ficou nos empurrando, os gringos expertos fingiam q não entendiam nada doq ele falava e ficaram atrasando todos pra tirar fotos, eu com cara de gringo me juntei ao grupo e ficamos mais um tempo enrolando por la pra desespero do guia! Hahahahah chegamos no fim da tarde, e anoite fomos jantar na pizzaria Napole q fica na rua de cima da Plaza Murillo, 66 bolivianos a pizza familia – grande q vcs não fazem ideia!!!! O sonho de qualquer morto de fome!. Nessa altura já estavamos tao cansados q ao chegar no Torino nem ligamo pro fato de metade de La paz estar la pra uma festa no melhor estilo mexicano... era sabado... fato é q eu nem vi a cama, acho q fui dormindo pro quarto... no dia seguinte iriamos a Coroico!

 

DICA: Pizzaria Napole, pizza boa, mas cerveja quente, mas tudo barato.

Não deixe de fazer o Nevado Chalkataya, mesmo sem neve ele impressiona e muito!!! Eu dei sorte e o peguei com neve. Algo q eu percebi dpois foi q eu não me dei tempo para aclimatar, um dia só foi pouco, se puder se poupe mais antes de faze-lo, mesmo assim eu consegui, mas se pude-se teria evitado a fim de não correr riscos desnecessarios. Agora pros loukos de plantao o Potosi é a deixa, ao longe ele já impoe respeito imagino de perto!

 

Fotos:

subidachalkataya.jpg

noisb.jpg

valedalua.jpg

 

so pra ter uma ideia da estrada ate la, esse video é da descida e dura uns minutos, vou ver se posto o da subida (q ta completo), mas ele é grande (1 gb) e vai demorar pra upar.

(Descida do Chalkataya)

 

6º Dia:

Acordamos as 6, e no Domingo a essas horas não encontramos viva alma na rua e nenhum lugar pra comer o desayunio... as 7 o guia chega pra nos levar pro Down Hill.... viagem longa, grupo variado, franceses, israelences, eslovacas, e por ai vai. Pegamos as bikes, vestimos as indumentarias e nos preparamos pra descer... instrucoes repassadas comecamos a descida... coisa alucinante de fazer eu digo... não esperava q fosse tao bom! Não tinha um velocimetro, mas creio q cheguei aos 80 km/h no minimo! Asfalto na primeira parte e uma vista de tirar o folego! Propicia a qualquer um uma emocao sem limites, vc pode descer qnem um louco a toda velocidade ou pode ir so no freio pra curtir a paisagem, eu fiz as duas coisas, o engracado e q os gordinhos como eu tem vantagem na descida, eu nem fazia esforco e tava vuando – eu e a Ana P – já os magros pra nos alcancar tinham ate q pedalar!!! Isso na descida!!! Pode? Hahahah Me diverti como uma crianca la foi muito bom mesmo. Logo foi servido um desayunio para nos e dpois migramos pra parte de terra, a verdadeira estrada da morte, estreita, com muita pedra, escorregadia, com trechos com muita agua e barro, vc não consegue grandes velocidades, mas o risco e muitoooo mais alto e a adrenalina tambem, alem da vista ser de floresta intocada, um erro... e bau-bau pra ti. Tava curtindo pra karamba, mas eu tinha q aprontar uma... proximo do almoco agente parou pra esperar os atrasadinhos e eu fui numa queda dagua pra me refrescar... so q o lesado aq não se segurou direito e... cortou a mão legal! Sangue pra tudo q e lado (a foto não faz jus ao tanto de sangue perdido). E o mais legal foi q o guia me disse q eu ainda ia ter q fazer um trecho com a mao daqele jeito pq ali não dava pra fazer nada... ai vai eu com a mao desse jeito tocando pra frente ate o local do almoco! La ele fez um curativo muito mal feito. Me perguntou se eu queria ir pro bus ou continuar... q q vcs acham? Haahhaah Eu me lancei devolta a pista, só q ai já tinha q controlar pq o freio de traz tava na mao ruim... dado ponto da descida o guia me ultrapassou e mandou eu parar pra arrumar o curativo, resultado? Eu puxei o freio da frente muito forte e virei o super homem! Voei ate a parede e me estabaquei dnovo! Sorte q não tava apontado pro outro lado, senao eu tinha ido conhecer são pedro mais cedo! Hahahahahaah mas no fim eu consegui, sobrevivi a estrada da morte de verdade e pra comemorar tomei um pancena (gelada!) de 1 litro sozinho.... e de estomago vazio... fiquei muito doido na hora, mas tava otima... dali seguimos pro hotel em coroico, tomamos banho e almocamos – hotel não é la essas coisas, os banhos la são meio “adaptados” e a comida não tava quente, tirando a sopa. Logo estavamos voltando pra La paz, o chato nessa parte q o onibus era muito ruim e demorou uma eternidade pra voltar... chegamos as 21:30 hs!!!! Mas ainda tivemos tempo pra conversar com um casal q tava no nosso grupo – um italiano e uma espanhola – q disseram q ficaram “só” um mês em cuzco... hhahaha nisso voltamos pro Torino e fomos jantar... no alexanders coffe.. adivinha o q pedimos? Desayunio!!!!!!!!! As 22 horas! O garcom ficou embasbacado... pior foi q a Ana P não qeria tudo e pediu só a salada de frutas “caprichada” vcs acham q alguem ficou olhando pra gente? Paramos o restaurante!!!! Hahahahaha assim terminou o 6º dia.

 

DICA: não deixe de fazer sob nenhuma hipotese o Down Hill em Coroico!!!! Seja la se for fazer de moto ou de Quadriciclo!!!! E tem como fazer de quadriciclo!!!! Foi a coisa mais alucinante q eu fiz na viagem e q me deixou com vontade de quero mais!!!! Mas tome muito cuidado, eu fui ao chao 2 vezes, e os proprios guias alertam q cair no desfiladeiro é morte certa e q ninguem vai la se juntar a vc – tentar te resgatar!.

 

Fotos:

buscoroico.jpg

galeradownhillcoroico.jpg

descidacoroico.jpg

uhu.jpg

qmcaiu.jpg

executoradamerda.jpg

merdafeita.jpg

s73070291.jpg

 

 

7º Dia:

Acordamos cedo e só tomamos um Batido – milkshake – no alexanders (21 bolivares-pessoa) e seguimos com um bus q passa na porta do torino rumo a copacabana, onibus muito bom e confortavel, pagamos se não me falha a memoria 50 bolivianos pessoa – ta é caro, mas economizei taxi ate o cementerio, fui confortavelmente e ainda dormi mais pq ele passa mais tarde – no caminho entraram 2 brasileiros do Rio de Janeiro – Rodrigo e Maiena – galera super simpatica e pra cima, ela entao nem se fala, doidinha q so vendo! No caminho vc já comeca a ver a grandesa do lago TITICACA, serio gente, é impossivel descrever a grandesa dele, impressionante mesmo, pagamos pra atravessar o lago – 1.50 bolivianos pessoa – e seguimos ate copacabana. La nossos amigos cariocas usaram dicas q eu tinha na mao – vindas do mochileiros – pra escolher o hostal, eles ficaram no Hotel Utama, não lembro qnto eles pagaram, mas foi mais caro pq pegaram quarto pra casal com banho, mas visto q foi indicacao minha o cara do hostal foi legal e guardou nossas cargueiras pra gente na faixa, e qndo voltassemos ele ia com a gente comprar as passagens pra cuzco, tudo pq eu falei q o hostal dele era super bem indicado pela galera mochileira... ;) Pagamos 15 bolivianos/pessoa pra seguir num barco pro sul da ilha do sol, viagem boa, barco vazio só com 8 pessoas, no barco conhecemos um senhor Aimar gente boa, falava com a gente em espanhol e Aimar e explicava coisas sobre a ilha pra gente, foi um bom “guia” hahaha aprendemos muito com ele, so não lembro do nome dele ou se ele comentou, mas pro vovô fica o nosso agradecimento, chegando no sul as 16 horas, pagamos 5 bolivianos da entrada pra galera credenciada, e pensamos em atravessar ate o norte, qndo vi a escadaria Inca, juntei o meu cansaco + o fato da Ana P não estar se adaptando bem a altitude = desistimos. Eis q um grupo de gringos já tava negociando com o ultimo barqueiro q tinha la pra ir pro lado norte, o cara esfolou os gringos, pediu 150 bolivares pra levar eles, e eles tavam esperando mais gente dos ultimos barcos pra ver se arrumavam mais alguem pra rachar... e esse foi o nosso problema, sabiamos q era mais barato, mas o barqueiro tava negociando com os gringos e não ia levar agente mais barato... no fim resolvemos pagar 25 bolivianos pessoa – um assalto – pra seguir ate o norte, não queriamos mesmo ficar no sul, la só tem hostal e mais nada, pareceu a mim um grande shopping... e só! A escadaria era a única coisa q tinha pra ver... Seguimos pro norte, vista paradisiaca pra variar, chegando la uma menina com uns 10 anos veio oferencendo um hostal, seguimos ela e chegamos no hostal Cultural, negociamos com a propria guria, parecia gente grande! Pagamos 20 bolivanos/pessoa por um quarto triple com camas q pareciam de casal de tao grandes... e sem exagerar... pra mim foi o melhor hostal em q fiquei, lugar familia, super limpo, bem cuidado, com cara de novo, os donos eram os pais da menina, gente simples e simpatica. Como ainda tinhamos tempo seguimos ate as ruinas, trilha dificil pra qm já ta cançado, mas recompensadora, a visa é fantastica, 1 hora dpois chegamos ate as ruinas incas, vou dizer q não me impressionou muito não... pagamos 10 bolivianos pra passar por la e aguardamos a Ana P q não tava aguentando andar mas conseguiu chegar la, queriamos ver o por do sol tao comentado dali, mas o tempo tava nublado e não vimos nada, alem dq tava ventando muito e frio, junte q o lesado aq deixou a blusa no hostal, ou seja não ficamos muito tempo “parados” ali, mas ali tambem vimos a trilha q ia do norte pro sul por cima da ilha, e parecia facil seguir dali, mas só iriamos no dia seguinte, e seguiriamos pela trilha do litoral e não por essa. Voltamos, tomamos um banho rapido – uma coisa, la não tem agua encanada entao o dono abastece a caixa dagua usando latas e ficou muito agradecido (não sei pq!?) qndo tomamos um banho rapido e veio nos agradecer pessoalmente. Jantamos num restaurante a 4 casas de distancia do hostal, e comemos a truta do lago, otima mesmo! E muito bem preparada! – se não me falha a memoria uns 20 bolivares - Comemos ela em outros lugares e não tinha o mesmo sabor... o restaurante foi maneiro pq era pequeno e tava cheio de mochileiro! Tinha uma aura legal! A noite andei pelas duas praias q cercam o povoado, engracado foi q de uma lado o lago tava calmo e do outro parecia q tinha um furacao passando, detalhe a distancia entre uma praia e outra e de 200 metros com o povoado entre elas e só!

Voltei e dormi muito bem!

 

DICA: durma no lado norte, recomendo o hostal Cultural, mas creio q em breve havera mais opcoes pois tem muita coisa sendo construida por la agora.

So pague a entrada do lado sul (5 bol) e/ou norte (10 bol), qualquer outro lugar so ta te enrolando e querendo te roubar!

 

Fotos:

escadariasul.jpg

titicaca.jpg

ruinasilhadosolnorte.jpg

povoadoilhadosolnorte.jpg

 

8º Dia:

Acordamos cedo, nos despedimos do hostal e tomamos um desayunio, dali seguimos pela rota do litoral, rota dificil, vc sobe muito e desce tudo de uma vez pra subir tudo dnovo varias e varias vezes.... não sei se a rota q vai por cima é mais facil, mas eu sei q essa não o foi. No meio da caminhada tivemos um problema, o Andre q é bem magrinho – chamamos ele de meio quilo – conseguia sempre andar mais rapido e foi se adiantando, eu tentava acompanha-lo mas ficava pra traz e a Ana P não conseguia me acompanhar, no meio do percurso estavamos os 3 separados, e num ponto onde a trilha bifurcava não vi por onde o Andre foi e ai qndo a Ana P me alcancou seguimos pelo caminho contrario... lei de Murphy eu sei!!! Andamos mais de 1 hora nessa trilha procurando por ele, no fim resolvemos q continuariamos em frente e tentariamos a sorte de encontralo na junção das trilhas... nisso a agua tinha acabado, o sol tava de rachar e a Ana P não dava 10 passos sem parar exausta, eu tambem estava, mas conseguia andar bem mais q ela sem parar. Eis q na altura da juncao eu vi um grupo descendo a trilha alta do norte e avistei o Andre numa outra um pouco mais baixa, nos reencotramos passamos um sermao nele e seguimos, ao chegar na junção das trilhas veio um cara me cobrar os passes eu mostrei e ele veio qerendo me estorquir mais 5 bolivianos pra outro ticket, eu fiquei loko quase parti pra cima do kara, o cara ficou assustado com a minha reacao e apos dizer a ele q eu já tinha pago o q devia, peguei minhas coisas e larguei todo mundo pra traz, dpois o andre e a ana me alcancaram. Chegamos no sul pouco após o horario do almoco, umas 2:30 h de caminhada +/- e não encontramos lugar pra almocar facil viu... hora de cesta!!!! Qndo achamos um, a comida não era boa... mas serviu... – 20 bolivares - descemos ate o porto do sul, tomei um banho na agua q jorra ao lado da escadaria inca e ficamos a esperar o barco de volta – 15 bolivianos/pessoa – nisso vi uma coisa bizarra, chega um barco, desce uma “perua” de salto alto e cheia das roupas de coro, e inventa de subir a escadaria... olhei e disse: “so pode ser brasileiro” na pura brincadeira... e adivinhem!? Não e q era brasileira mesmo? piada pura... qndo entramos no barco topamos com nossos amigos cariocas q tavam voltando tambem – eles dormiram em copa, pegaram o 1º barco pro norte as 8, fizeram a trilha pro sul e não curtiram o sul tambem e resolveram não pernoitar la. Voltamos todos juntos e ao chegar no hostal pegamos nossas mochilas e cade o cara q ia ver o bus ate cuzco? Sumiu! Tinha um veio gordinho e baixinho, q veio cheio de ma vontade pra cima da gente so pq não eramos hospedes, eu ia passar um sermao nele dizendo q 2 hospedes dele só o eram pq eu indiquei aqele pardieiro, mas o andre ficou loko, loko mesmo! Saiu bufando e correndo desesperado pro centro com medo de não achar bus ate cuzco e nem me escutou, acabou comprando passagens caras – 125 bolivianos em bus cama q nunca vimos – e uma cotacao muito ruim no soles - 2.85 qndo eu tinha conseguido a 2.90. Por isso vai ai a dica, jamais se estresse com as coisas pq vc vai meter os pes pelas maos e se ferrar, se o andre tivesse ficado de boa, teriamos ficado ali o tempo suficiente pro outro cara chegar – eu vi o carro dele chegando ao longe mas tinha q ir atraz do doido do andre – e teriamos feito as coisas com mais calma e nos dado melhor. De qualquer forma seguimos em um onibus bom ate qndo fomos atravessar a fronteira, o 1º alerta, do nada um cara foi e se trancou no banheiro do onibus... encrenca a vista, provavelmente traficante, mas eu fiquei de bico fechado, encrenca naquele dia já tava acima do permitido, passamos na fronteira e seguimos ate Puno, la trocariamos pro bus cama (hahahahha) comemos alguma coisa na rodoviaria de la e fomos pro bus cama (hahahahaha), bus ruim, não reclinava direito, sem calefacao – prometida – parava toda hora, vidros trincados, uma zona total, o q nos salvou foram os sacos de dormir, muito bons os 2 q o fausto me arrumou, fomos no pinga-pinga ate cuzco.

 

DICA: faça tudo com calma, sempre tentam te sacanear, seja pra pegar mais grana seja pra te fuder mesmo, seja paciente pra não se complicar mais ainda.

O Hostal Utama em copacabana e muito bonito e limpo, nossos amigos cariocas disseram a nos no barco q ele é muito bom mesmo e o cara q nos atendeu qndo chegou fez todas as suas vontades pra agradar (maldito véio gordinho!), por isso não vou deixar de recomendar este hostal, mas se forem e virem o véio gordinho com cara dqm fez exame de prostata a 5 minutos sem vaselina acertem um murro na cara dele por mim ok?

Precos de balsas giram em torno de 15 bolivianos-pessoa, não paguem taxas alem das de entrada em cada parte da ilha do sol, cuidado com a agua da escadaria inca ela não e propria pra consumo e vai te dar uma baita dor de barriga!

 

Fotos:

fontedeaguasul.jpg

brasileirasopodia.jpg

 

9º Dia:

Chegamos em Cuzco la pelas 7 da manha, e nem bem botamos os pes dentro da rodoviaria já tinha gente querendo nos levar para hostals, eu tinha algumas indicacoes aq do mochileiros, mas o andre ainda tava doido de raiva pelo dia anterior, e mais ainda pq o bus era horrivel e ele passou frio pacas anoite – só tinha 2 sacos de dormir, q q aconteceu? Veio um cara veio nos oferecer um hotel 3 estrelas por 15 dolares o dia - +/- 45 soles – eles qeriam, mas eu recusei e falei q achava coisa melhor por menos e ai ele deixou por 10 dolares - +/- 30 soles – ai fui vencido, não tinha ido muito com a cara do lugar não sei pq... chegamos la e o taxi nos tivemos q pagar – 7 soles – mas o cara do hotel disse q era por conta dele antes e desconversou... o Inca hotel era bonito por dentro, mas o quarto... apertado muito apertado!!! As camas grudadas umas nas outras, o banho ate q era bom, mas demorava pra esquentar e do nada ficava fria dnovo, por isso não vou recomendar este hotel pra ninguem, os meus amigos não reclamaram. Tomamos 2 desayunios, um na hora em q chegamos – q não tava incluso e do dia seguinte – mas este não pagamos, pq ninguem veio cobrar e eu não lembrei eles por causa do taxi, sou muito correto com o q devo, usei pago, combinado é lei, mas deu mancada leva o troco. Dpois o cara veio oferecer passeios pra gente, mas eu não quis, o andre tinha gostado da ideia de fazer o caminho ate MP de Toyota Hilux como o LeoRj, entao pensei em procurar o Leo, ai veio o golpe, o Leo tinha saido da city um dia antes deu chegar... puro azar, entao saimos pela city a busca de pacotes bons, passamos na pumas trek recomendada aq tambem e falamos com um cara la q é a maior figura, muito estranho, preco bom, mas não tao bom qnto alguns comentarios diziam, mas sendo justo era mais barato q qualquer outro lugar q tinhamos visto. Mas ai o andre pensou e disse q qeria ver o carro, passamos num lugar q alugava carros e a moca queria 85 dolares de aluguel na Hilux, choramos e ficou por 75, a moca ate nos deu um mapa e mostrou a rota q deveriamos fazer, só q o andre tava apriencivo com o seguro do carro e em largar ele na hidreletrica, e sem o Leo la ele acabou desistindo, so q na mesma sala uma outra moça veio e nos fez o pacote do BY CAR por 100 dolares-pessoa!!! Fechamos com ela, fomos almocar e dpois jantar no bar/pub AMA LUR – Calle Plateros 327 – bom e barato +/- 10 soles-pessoa, o cara de la ficou brigando com um outro cara de outro restaurante na rua pra ver qm ia nos levar pra onde! Comedia pura!!! Apos o almoco o andre foi fazer um city tour com a mesma agencia do by car, e eu e a ana p fomos fazer um city a pé mesmo. Cuzco é linda, muitos lugares antigos e bem conservados, muitas pracas e igrejas, eu vi ate um cortejo funebre! Mó festanca! Dpois eu achei o único macdonalds q eu vi no peru e na bolivia! Dpois de jantar comprei uns livros numa feira la, pra melhorar meu portunhol, e dormimos.

 

 

DICA: comida AMA LUR – Calle Plateros 327 – boa e barata.

Opiniao pessoal minha, não vale a pena comprar o boleto turistico, vc não consegue visitar tudo q tem nele se não ficar muitos dias por la, e da pra conhecer cuzco muito bem a pe com um mapa turistico q tu arruma em qualquer lugar por lá, o centro é muito bonito. Mas se vc for fazer um city tour por agencias pode comprar o “meio-boleto” q da direito a metade dos lugares – os mais famosos – q normalmente são os visitados pelas agencias, ele custa 75 soles e não 130 do completo.

Não fique no Inca hotel vc pode ate gostar, mas eu não curti, caro e muito apertado, alem de longe do centro.

 

10º Dia:

Bem cedo a agencia veio nos pegar no hotel, subimos em uma van lotada, mas em q ficamos confortaveis, pensamos q a aventura só ia comecar em MP, só impressao, o nosso motorista era o schumacher!!!!! O cara era muito rapido! E a estrada é boa e sem movimento... logo, mais velocidade!!!!! A pista mao dupla era um autodromo pro nosso motorista! O cara sabia como levar agente, e nem por um instante eu senti q ele ia nos matar... a ana p não vai dizer o mesmo. O percuro ate aguas calientes tem 250 km e parte em asfalto e parte em terra, a parte de asfato é linda, montanhas, mata, cachoeiras q descem na pista, muito lindo, nesse ponto o andre passou mal, a altitude só agora pegou ele, mas nada q umas folhas de coca não resolvesem. Ao passarmos pro Ollantamboio (q pareçe um campo de obras), chegamos na terra e a coisa mudou, a falta de uma suspensao de 4X4 fez falta, agente pulava igual no trem da morte! Ate q o schumacher chegou na parte mais trash do caminho! Ele chegou na estrada q vai pra hidreletrica, só cabe ali um caro, se vem outro no sentido contrario vc para numa especie de ponto de onibus na beira do precipicio e deixa o outro passar, qndo isso ocorria o schumacher dava cada freiada q agente quase voava pela janela, e voltava de ré sem olhar as vezes e parava o carro a 5 cm do barranco! Dentro do carro ele com a maior cara de tranquilidade e todo mundo se jogando pro lado contrario ao barranco pra fazer contra-peso e não cairmos!!!! Haahhahahahahah Foi uma viagem com muita adrenalina!!!! Almocamos num lugar proximo a hidreletrica – santa teresa se não me engano no nome, leve repelente ai, já tem mosquito pra tudo q e lado! - Comida boa ate, seguimos pra hidreletrica, passamos no posto policial la – leve documentos! – e chegamos no trem, bem a maioria da galera ia subir caminhando, mas todos ficaram cansados da viagem de carro q dura umas 5 horas pelo menos (só dentro do carro) e descidiram ir de trem – 8 dolares/pessoa – eu e um frances não, nosso guia nos levou ate o ponto de saida e falou: “tao levando repelente, agua e lanterna?” – tudo na mao comecamos a subir... a trilha não é dificil, basicamente vc segue o trilho do trem, só q tem muitas pedras e mato alto, alguns pontos tem uma trilha bem definida de terra limpa, mas na maioria tu vai no trilho ou nas pedras dos dormentes, por isso va com um calçado bom! Como eu tava saindo já meio tarde pra subir e não tinha camera fotografica – so a ana p levou, ei eu sou pobre! Da um tempo! – eu só fui admirando a paisagem das montanhas, da trilha e do rio q é linda!!! Mas isso gerou um problema, qndo percebi o frances tinha sumido! O cara andava muito rapido! E eu não consegui acompanhar ele e qndo vi ele já tava longe pacas!!! Bem eu não nasci grudado nele, entao continuei de boa, dpois de uns 45 minutos o trem me alcancou e eu fiz pose pra fotos! Todo mundo q tava no trem tirou foto de mim!!!! Hahahahaah Logo eu cheguei num ponto onde eu suei frio... na ponte, não qis atravessar pelos dormentes, eu já tava cansado e um erro ali era agua pra mim – eu não sei nadar – entao fui pela passarela, q cagaço me deu... aqela coisa é feita de placas de ferro de 4 metros de comprimento po 1 de largura +/- presas umas nas outras e na extrutura da ponte – q só pega as placas pelos lados - só com rebites!!!!! No meio das placas não tem nada!!! Tipo vc tem q andar pelas laterais pra sentir algo firme embaixo da placa! E no meio da ponte eu reparei q varios rebites já tinham se soltado, imagina um gordinho andando ai e se borrando!? Se imaginou pensou em mim! Mas eu sobrevivi, continuei seguindo, no meio da caminhada o meu repelente acabou – eu tinha passado antes de sair e deixei o vidro com a galera, grande erro!!! – comecei a brigar com os mosquitos e comecei a perder! Perder pedacos de mim obvio!!! Ate q eu encontrei com o Jaspion! Tinha um japones parado no trilho com uma cara visivel de esgotamento, sorte q ele tinha repelente e me emprestou, meu heroi!!!! Como ele não mostrou sinais dq ia me acompanhar eu segui sozinho – não nos entendiamos pq ele mal falava ingles, espanhol entao... vixi – continuei, apos 1:40 hs um casal me alcançou – Olivia a neozelandeza e o namorado marcos hungaro – fui conversando com eles ate o fim da trilha, e foi a sorte deles, pq escureceu logo em seguida e eles sem lanterna, so eu tinha, e ainda bem q eu levei, pq senao eles tinham caido nos riachos q passam por baixo dos trilhos um monte de vezes hahaahah (isso quase aconteceu com eles mesmo com a lanterna) e a lanterna ajudou na hora dos tuneis em q vc não enxerga nada!!!! Apos 2:30 de caminhada chegamos em aguas calientes, mas fiquei sabendo q algumas pessoas – inclua o japones – q tavam atraz de mim gastaram mais de 4 horas pra chegar e muitas no escuro sem lanterna!!! Bem na estacao nos separamos e fui encontrar Andre e Ana p. o hostal q me passaram foi trocado e a sorte foi q o andre me achou no caminho pra me levar pro lado certo (hostal Imperio de los Incas), tomei um banho e descemos pra jantar, detalhe q antes eu tive q voltar ao hostel para pegar meus documentos pro ticket de MP só q em aguas calientes so tem ladeira, e eu cansado, meu hostel la no topo e o restaurante la em baixo perto da estacao de trem, ate eu dormir eu subi tudo aqilo 3 vezes... cheguei morto ao hostal e cai duro na cama por causa disso, o jantar não foi aqelas coisas – claro pelo preco q eu paguei eu esperava oq ne? - no restaurante mesmo recebemos instrucoes de como subir ate MP, achar os guias, e qndo deveriamos voltar. Ali encontrei com 3 brasileiras q o andre a ana p conheceram no trem subindo, mas eu não sei o nome delas pq tava esgotado e nem lembrava qm eu era!!! So sei q duas são de campinas – minha city – e uma de minas gerais e é medica apesar da cara de adolescente.

Voltei ao hostel e apaguei.

 

DICAS: se não puder alugar um carro, faça de By car, é mais barato e muito gostoso, apesar de cansativo, a adrenalina rola solta, se for de carro alugado não tenha pressa e siga o mapa q não tem erro!!!

Pra subir ate aguas calientes caminhado, va com roupas leves, calcas compridas e blusa de manga longa daqueles materias q secam rapidos e são muito leves, leve repelente pra não virar comida de mosquito, leve agua, na medida da sua sede, se suar muito leve 2 litros pq não tem onde arrumar na trilha e outros trilheiros nem sempre tem sobrando. E acima de tudo, leve uma lanterna, de preferencia as de led com dinamo pq vc carrega ela na hora e não fica no escuro!!!!!

De preferencia a uma bota de trekking, o risco de torcer o tornozelo ali e alto dmais!!! A minha bota me salvou varias vezes!!!

E acima de tudo se não estiver cansado faca a caminhada, a vista é linda e recompesandora!!!

Sobre hostal eu nem posso falar direito sobre esse em q ficamos, pois mal o usamos, so achei uma folga deles fazerem o check out as 9 da manhã, pra q qndo vc volte não de tempo pra tomar um banho e ai eles te cobram a parte, eu de desaforo voltei sujo mesmo!

 

Fotos e Videos:

hostalaguascalientes.jpg

(Schumacher ao volante)

(Olhantamboio)

 

11º Dia:

Andre acordou antes de nos – as 4 da manha – pois iria subir MP caminhando, eu como não aguentava mais andar resolvi ir de bus – 16 dolares pessoa para subir e descer – e a ana p nem tinha muita escolha, ele iria com a medica, nos acordamos mais tarde – as 5 – e fomos ao ponto do bus, q fila!!!! Compramos e esperamos, mas logo chegam os bus, 22 microonibus muito bons q so tao la pra isso, não demorou 15 minutos e já estavamos subindo e vendo muita gente indo caminhando, a estrada é boa em zigue-zague, e no caminho da subida vimos muita gente parada pegando folego... é uma subida muito pesada mesmo. Chegamos em MP entramos, achamos o andre e a medica ai fomos atraz do nosso guia Jorge (RorrrrRE hehehehe) gente boa – me lembrava o jaime palilo da novela carrossel hahahahaha sem ser perjorativo pq eu curtia a novela qndo criança! – nosso grupo era pequeno já q a maioria falava ingles e ficou com o outro guia o Frederico (frederico tesouro!!!!! kiko do chaves hahahah – não sei daonde eu tiro essas coisas) logo o Jorge tinha tranquilidade pra nos explicar as coisas, nos deu muita informacao sobre o lugar, ele foi considerado um dos melhores guias q tivemos, e dpois nos deixou livres pra andar pelo lugar, o andre e a medica logo sumiram pq foram pro Wayana Picchu, eu preferi ficar ali já teriamos q retornar pra estacao de trem as 12 horas pra descer e pegar o carro – esse é o único incoveniente de ir de By car, o tempo é muito contadinho. Eu e a ana p, mas 3 argentinos e 2 turistas q pegaram carona no nosso guia, ficamos de bobeira pelo lugar, tirei muitas fotos – a ana p praticamente cartografou o local de tanta foto, o lugar e lindo e tem uma aura fantastica, vc se sente outra pessoa dpois q chega ali, não da pra descrever muito MP, vc tem q ir e ver por si! E algo único e q cada um vive de forma diferente! Entao o q vc ta esperando! Vamos levanta essa bunda daí arruma a mochila e parte agora!!!! Vai ficar esperando ganhar na mega senna e ir de helicoptero? A vida é curta dmais pra achar q vc vai conseguir planejar pra ir dq uns 3 anos!!!! Entao tira ferias do trabalho mochila na costas e pe na estrada! Ahhahahahahaha retornamos ao meio dia para a estacao de trem com as mochilas e ai descemos de trem – a volta de todos é inclusa – pegamos a van e pé na estrada novamente. No caminho o schumacher já tinha deixado um monte de onibus e vans pra tras, quando o pneu da nossa van estourou, e não sobrou muito do pneu viu... ele trocou o pneu e pouco antes de sair um cara passou e perguntou se ele queria ajuda, ele recusou e disse: “daqui a pouco eu alcanço vcs!”. Nunca na minha vida eu escutei algo tao verdadeiro!!!! Hahahahaha Nem preciso dizer q em 20 minutos todos q tinham uma boa vantagem já tavam pra traz de nós ne? Hahahahahaah Chegamos as 19:00 hs em cuzco, jantamos e pegamos nossas coisas, rumo a rodoviaria, não iriamos ficar no peru muito mais tempo, pq nossa grana tava acabando e grana na bolivia rende mais. As 22:00 horas nosso bus semi-cama saiu rumo a La paz via desaguadeiro, pagamos 55 soles-pessoa, mas não lembro a empresa, pegamos a ultima q tinha tickets, mas não era ruim, e como as empresas não lotaram um bus cada mesclaram os tickets q tinham vendido no mesmo bus. O andre ficou loko dnovo pq pro ascento dele tinha mais 2 pessoas, mas dpois tudo se resolveu.

 

DICAS: subir caminhado ate MP e algo legal mas muito cansativo, se não tiver um bom preparo fisico vá de bus pra poder conhecer o lugar com mais calma e sem se matar, lembre-se MP é o objetivo de todos, andar vc anda em qualquer lugar. Da mesma forma digo sobre Wayana Picchu, se tiver tempo contado deixe ele pra la e visite as ruinas e grude no guia aprenda sobre este lugar fantastico, aproveite e desfrute muito de MP vc nunca sabe qndo vai voltar. Se não tiver um guia grude no de algum grupo pequeno q eles dão mais informação e não ligam pro fato de vc estar la, ate eu fiz isso dpois do Jorge já ter ido embora. Subir no Wayana so pra bater fotos e deixar MP de lado é quase um pecado, mesmo q nele tenha ruinas tambem.

 

Fotos:

jorgerorrrre.jpg

tremhidreletricaaguas.jpg

s73079381.jpg

s73079321.jpg

s73079171.jpg

s73078341.jpg

img0923f.jpg

img0953l.jpg

img0781x.jpg

img0946i.jpg

img0948p.jpg

img0949fx.jpg

 

 

 

12º Dia:

Viagem tranquila de Cuzco ate Desaguadeiro, chegamos as 7, mas a aduana lá é uma zona, uma hora so pra bater o carimbo no papel, dpois qndo iamos atravessar a ponte a policia peruana resolve revistar todo mundo pq um frances foi preso por trafico de drogas no mesmo dia... mais demora, na aduana boliviana ate q foi rapido, ai todo mundo no bus e nada dagente sair... tinha um retardado q foi fazer compras!!!! E agente ficou esperando a bimba – era uma bimba gringa (Ui!) – voltar! Aqilo já me fez o sangue ferver, pq era sabado, eu não tinha mais roupas limpas e queria chegar logo em La paz e ver se conseguia lavar algumas. Doce ilusao, o maldito motorista é o oposto do schumacher, era lento, qndo chegamos nos aredores de La paz entao ai fudeu geral, a selecao brasileira tava chegando na mesma hora!!!! O jogo era no Domingo! Ai o motorista parou do lado do aeroporto e ficou vendo o aviao pousar... e o povao fazendo a maior festa.

Chegamos em La paz mesmo quase meio-dia, roupas pra lavar? Hahahahah ia ficar pra dpois, por isso eu queria já seguir direto para Uyuni, mas o andre e a ana p estavam cansados e queriam passar a noite la e o andre queria ver o jogo no dia seguinte, bem, vencido fomos ate o Hostal Loki q o andre queria conhecer, só tinha quarto para 8 pessoas e queriam +/- 40 bolivares pessoa, me recusei e a ana p não curtia ficar em quarto com tanta gente, voltamos ao Torino e ele tava totalmente lotado devido ao jogo do Brasil. Ai o jogo pro meu lado virou, convenci eles a não ficar em La paz, comemos no Alexanders Coffe novamente e voltamos pra rodoviaria, compramos tickets para Uyuni pela Planasur semi-cama (nenhuma empresa faz com cama e se fizer so vai ate Oruro e dpois troca pra semi pq a estrada e de chao batido e muito buraco e ninguem coloca um bus cama pra rodar la!) por 80 bolivianos pessoa, saindo as 19 horas, mais a taxa de embarque de 2 bolivares pessoa, usamos a internet, e tomamos um banho na rodoviaria por 7 bolivares.

 

Mas agora vem o alerta, dpois q usamos a ducha teve o maior barraco la, a ducha é mixta e pegaram um cara com um celular ligado (segundo as pessoas) tirando fotos das pessoas nas cabines de banho (elas são todas juntas, uma do lado da outra e sem serem fechadas por cima), teve policia na area, mas segundo contaram o cara tava limpo, deve ter limpado o cartao de memoria, por isso fiquem espertos caso forem usar as duchas la!!!!!

 

Mas como já disse antes, nada ta ruim q não possa ser piorado ne? Na hora de embarcar no bus para Uyuni, o Andre ainda não tinha tomado banho e mesmo com o problema da ducha la se foi ele, seguimos pra plataforma e a ana p foi despachar a cargueira dela e eu fiquei a tomar conta das outras mochilas, do nada veio um cara na minha direcao pela direita me perguntando se já podia embarcar, eu achei aqilo estranho e respondi q sim, e ele refez a pergunta, eu ignorei e qndo olho dnovo pra frente percebi q um cara q tava ali não tava mais, levei 3 segundos pra processar a informacao, e olhar pra direita, o cara q sumiu – um gordinho baixinho – tinha levado a mochila de ataque da ana p. o sangue na hora ferveu e eu ganhei o golpe comum em rodoviarias aq – vc e distraido por um lado por um dos meliantes e o outro vem pelo outro lado e leva a tua mala sorrateiramente, só q eu sou macaco veio de cidade grande e cheia de bandido, ganhei a jogada dele na hora e já sabia pra onde ele tinha ido, e sai correndo atraz dele, qndo o vi eu gritei: “EU VOU TE PEGAR E TE MATAR FDP!!!!!” – tenho certesa q ele entendeu a parte de matar - foi o suficiente pra ve-lo largar a mala e correr mais ainda, principalmente pq ele deve ter se borrado todo, qndo viu um cara com o dobro do tamanho dele com +/- 1.88 de altura e 120 kilos correndo alucinado atraz dele gritando q vai matar ele e vendo q nem dei bola pra mala da ana p abandonada. Eu so queria pegar o pescoco dele e bater a cabeca dele no chao um pouquinho!!!! O cara nisso passou por traz de um bus e subiu na plataforma e essa foi a sorte dele, eu já estava a 3 metros dele e me preparando pra fazer churrasquinho de ladrao boliviano e ser mais noticia na tv dq a selecao brasileira por matar bandido pe de chinelo, qndo eu pulei pra plataforma eu escorreguei e quase arrombei a porta do galpao, tamanha foi a pancada q eu dei nela ela ficou toda torda e eu com o joelho estourado e ralado, tudo pq eu tava de havaianas – foi o primeiro dia em q eu as coloquei, justo nesse dia!!! Se eu tivesse de bota ele não tinha escapado – nisso ele ganhou uma dianteira mas qm disse q o safado diminuiu o ritmo? Continou correndo pra sobreviver, nesses segundos preciosos eu percebi o meu erro! Tinha o outro safado ainda la! E eu larguei as malas sozinhas! Corri de volta gritando pela policia pra pegar o gordinho ladrao, e torcendo pro q me distraiu nao ter saido fora, cheguei la e as malas tavam intocadas, revistei o busao e nada do cara, ia voltar pra dentro da rodoviaria, mas já sabia q era tarde dmais pra pegar ele, despachei a mala e entrei todo ralado com uma cara dqm iria matar alguem, o povo do bus ficou ate assustado comigo, e a ana p sem nem ter se tocado dq aconteceu!!!! Contei a ela e logo em seguida chega o andre q ficou pasmo! E doido de raiva pq se ele tivesse comigo agente tinha pego o meliante! Mas eu paguei bronca geral em todo mundo na rodoviaria! Mas eu fiquei puto mesmo pela falta de respeito comigo! Ladrao pé de chinelo, q não tem nem tamanho pra tentar dar golpe e vê um cara com 2 vezes o tamanho dele e ainda acha q pode ser dar bem em cima de mim!!!! Desaforo!

Mas fica ai o alerta, eu q sou malandro veio q mora em city com mais ladrao dq arvore já tava esperto e por isso não rodei, mas em todas as rodoviarias fiquem espertos pra não perder bagagem!

Bem no mais o busao seguiu caminho de boa, a certa altura entrou uns bolivianos muito suspeitos – ou eu q tava casçando encrenca mesmo – e fiquei de olho neles – com a minha cara de qm ia matar alguem – ate Uyuni.

Dia bem agitado ne? hahahahahahah hj eu dou risada mas foi o pior dia da trip.

 

DICAS: vale pra qualquer lugar, mas na rodoviaria de La Paz fique mais alerta ainda! Safados nos banheiros e ladroes nas plataformas q tao espertos pra roubar suas coisas se vc se distrair! E eles tem a vantagem da altitude, logo se vc não percebe o roubo rapido vc não aguenta correr muito se não tiver acostumado e o safado escapa!

Outra coisa, se for de La paz a Uyuni de bus, não pague pelo bus cama, pq eles não seguem em um, se sair em um de La paz vai perceber q em Oruro (3 horas dpois) eles trocam de bus e vc vai no semi-cama, pq como e estrada de terra uma boa parte eles não colocam bus cama pra arrebentar! Não caia nessa, qndo chegamos em Uyuni vimos os outros bus, e percebemos q o nosso era o melhor!

 

13º Dia:

Chegamos a Uyuni cedo, eu ainda na loucura de arrumar uma boa briga por causa do dia anterior, e o resto da galera já de boa, ao sair do bus já fomos abordados pela galera vendendo pacotes pro Salar, não pegamos e corremos a city atraz de um, na Colque tava caro e so tinha vaga pra 2 pessoas, entao uma mulher chamada Fatima (Wara expeditions) nos abordou e acabamos dpois de muita conversa com ela fechando o pacote, 77 dolares-pessoa, com tudo incluso e já deixamos pagos os tickets de trem de Uyuni para Villazon pra mim e a ana p de Segunda classe – 63 bolivares pessoa, o andre ia partir para San pedro do atacama. Tomamos o desayunio e logo o nosso motorista-mecanico-cozinheiro-guia LINO apareceu, cara super gente boa, muito bom guia e cozinheiro diga-se de passagem, o carro cabia 6 turistas e mais motorista e um cozinheiro, como o Lino fazia o papel dos 2 sobrou espaco pra gente no carro, saimos as 10:30 hs e fomos ate o cementerio de trens – q o lino chama de museu, ele nos contou algumas coisas tiramos fotos e dpois nos levou ate o salar, pra parte de extracao de sal, ate a parte em que brota ar debaixo do salar como num geiser, e dpois ao hotel de sal, rodamos pacas, dpois ele fez o almoço pra gente e seguimos pra ilha Incahuasi q é uma ilha com cactos gigantes milenares, muito bonita! Paga-se 15 bolivares pessoa pra entrar, e o banheiro é de graca, dali seguimos pro segundo hotel de sal onde passamos a noite la ao chegarmos a surpresa!? A ducha não tava inclusa e tinhamos q pagar 7 bolivares-pessoa pra usar! Bem não tinha jeito, no refugio do dia seguinte não tinha banho e em Uyuni eu não ia ter onde tomar banho... logo fudeu, paguei e tomei o banho, quarto pros 6 (um casal frances Sebastian e Kajal. um argentino chamado Ernesto - q ficou conhecido como Tio Ernesto q vivia doidao e doidao qr dizer doidao mesmo! E nós) antes da janta fomos ao meio do salar novamente para ver o por do sol (grande Lino) e foi lindo, e engracado pq assim q o sol sumiu a temperatura despencou!!!!!!! Ficou muito frio!!! Voltamos, jantamos e dormimos.

 

DICA: cuidado com as empresas q oferecem muito, deixe tudo muito claro no “contrato” e peça pra ver o carro e conhecer o guia, o nosso guia o Lino sempre fui muito bom conosco, mas eu vi cada um por la q so de ver vc já percebe q o cara não é flor q se cheire! Se bem q isso ai vale pra qualquer passeio, mas na bolivia e meio dificil de ver as coisas antes de sair.

 

Fotos e Videos:

lino.jpg

cementeriodetrensuyuni.jpg

ateparece.jpg

extracaodesal.jpg

s73081621.jpg

hoteldesaldestivado.jpg

ilhaincahuasi2.jpg

ilhaincahuasi.jpg

refugio1dia.jpg

pordosolnosalar.jpg

(Ilha no Salar)

 

14º Dia:

Acordamos as 6 da manha, desayunio rapido, e seguimos caminho rumo ao deserto, passamos por uma antiga linha de trem q liga La paz ao Chile, q hj so transporta carga segundo o Lino – apesar dagente ter cruzado com um trem com vagoes de passageiros) passamos por lugares muito bonitos e montanhas de diversas cores, Lino nos fornrceu muita informacao e vimos muitos lagos nesse dia, cada um com uma coloracao diferente, e muitos flamingos, e um passarinho muito interessante, o piru-piru, ele e parecido com um pardal, menor e da mesma cor q a vegetacao por isso ele quase não voa, ele so surrupia comida sem vc ver e se esconde camuflado, dpois seguimos ate um lugar onde agente viu umas formações bem legais de rocha – como a arvore de pedra, não lembro o nome direito - e o mais interessante foram as biscatis – um tipo de parente do coelho q parece uma mistura deles com um esquilo – apos seguimos pra reserva nacional de fauna andina Eduardo Avaroa – peguei o nome no ticket! – pagamos 30 bolivianos pra entrar la – os tickets não eram inclusos mesmo – e fomos ate a lagoa vermelha, muito bela, e com montanhas na borda q me lembraram o solo da lua, uma coisa q eu não comentei, o Lino nos disse q as cores das lagos so aparecem se ventar, por sorte ventou muito aqeles dias, ate eu q era grande tinha dificuldade pra andar! E não sei como eles não usam todo aqele vento pra gerar energia pro pais usando o sistema Heolico! Bem dpois seguimos pro refugio, chegando la, eu notei q o Lino parecia ter algum squema muito forte com a galera desse lugar, pq enquanto todo mundo ficou no segundo refugio – acredite aqilo ficou lotadoooooo – no nosso só ficou agente!!! O Lino ascendeu a “lareira” tomamos o banho de gato com toalha molhada e jantamos, o Lino fez um spaguete bem gostoso, mas ele fez pra umas 20 pessoas! Dpois ficamos a beira do fogo, com nossas roupas semi molhadas ou suadas pra secar ao lado. La pra umas 21:00 hs eu sai do refugio, e fui olhar o ceu....... q ceu!!! Eu nunca na minha vida sequer imaginei q o ceu fosse daqela forma! Tinha tanta estrela no ceu!!!!! Parecia uma imagem do Houble só q eu era o Houble, eu tava vendo tudo aqilo q jamais imaginei q veria. É algo indescritivel!!!!!! Foi dmais!!!!!!!!!!!! Pena q a camera não conseguia tirar uma foto daqilo! Foi tao incrivel q eu nem notei q tava descalco com uma calsa de pano fino sem blusa num frio de 5 graus!!!! Fiquei la uma meia hora admirando aqilo. Dpois todo mundo pra cama q no dia seguinte levantamos as 5!!!!

 

DICA: abuse do guia e pergunte tudo sobre tudo, vimos montanhas e coisas inexplicaveis, vulcoes inativos e um ativo, lagos, animais, e muita coisa bonita!

 

Fotos e Videos:

arvoredepedra.jpg

s73000451.jpg

s73000331.jpg

s73000181.jpg

(Lago Verde)

 

 

15º Dia:

Esse dia prometia, levantamos as 5 da manha, sem desayunio, e corremos pro deserto dnovo! Em meia hora o sol já tava dando as caras e chegamos aos geisers! Q loucura!!!! E q cheiro de ovo podre!!!! Hahahaha Mas é uma visao impressionante! Os gases vazando a altas pressoes e algumas poças de cedimentos vulcanicos misturados com agua e enxofre borbulhando! Foi dmais, e como tava frio pra kct – uns 2 negativos na hora – agente quase entrava nos jatos de gas dos jeisers pra se esquentar. Mas ai o Lino justificou o pagamento dele, enquanto todo mundo ficava a distancia olhando aquele “lago” o Lino levou agente la dentro! Ele conhecia uma rota segura e nos levou! Só nós!!! Todo mundo ficou com inveja dagente!!!! Mas ai a mula aq tinha q aprontar dnovo... eu parei pra admirar um pouco e tinha tanto gas em volta q eu não vi onde o Lino tinha ido, ai fiquei com dois caminhos entre 3 poças pra seguir, e murphy foi implacavel, eu escolhi o errado e adivinhem? Afundei as pernas ate a coxa! Sorte q eu me segurei! E me puxei pra fora! Senao eu tava chegando no centro da terra agora! Sobrevivi a estrada da morte e agora a vulcao!!!!! Fiquei todo enlameado de barro vulcanico! E cheirando a ovo podre!!!! Na foto eu ja to “meio limpo” dpois disso vcs pensam q me deixaram entrar no carro facil? Hahahahaah bem dali passamos por mais 3 poços de geisers e o Lino nos contou q foi uma empresa japonesa q perfurou eles pra gerar energia pra regiao, mas q o gas não tem pressao suficiente pra faze-lo e eles viraram atração turistica. Alguns minutos dpois chegamos nas fontes termais.... la so o Andre e o Ernesto não entraram, agua quentinha... muito boa... e com cheiro de enxofre, mas tava otima!!!! dpois eu lavei minhas roupas naquela agua mesmo, tirando o barro e ficando com o cheiro – sorte a minha q eu deixei pra lavar umas roupas em Uyuni pensei – dpois desayunio, e lagos novamente, vimos varios, verde, vermelha, branca e por ai vai, apos o Lino tinha q levar o Andre ate a fronteira pq ele seguiria para San pedro do Atacama, e dpois voltariamos por uma rota diferente ate Uyuni, nos despedimos de nosso amigo meio na correria, pq os bus de la já tavam saindo, foi uma despedida the flash hahahaha, mas ele partiu já com a promessa de nos reencotrarmos em Buenos aires em 1 semana +/-, ele seguiu seu caminho e seguimos o nosso devolta pra Uyuni, passamos por lugares muito bonitos na volta, cordilheiras, vales, lagos, vimos muitos animais e pedreiras q o Lino nos disse q tinham sido recortadas pela natureza mas pra mim tinham cara de coisa Inca ou de alguem, pelas formas e perfeicao do corte na pedra, já bem no fim da tarde chegamos em Uyuni, apos encontrar papel higienico – um saco cheio e lacrado – e um chapel perdidos na estrada que ficaram com o Lino. Chegando em Uyuni, nos despedimos de Lino, e fomos ate a agencia preparar as mochilas, pegamos nossas roupas q foram tao bem lavadas q voltaram ate mais sujas, e nos preparamos pra pegar o trem. Os franceses seguiram para La paz as 20:00 hs e eu, ana p, e ernesto seguiriamos de trem ate a argentina. Jantamos por la iorgute e bolachas uns 15 bolivares, e retornamos as 21:30, só q a mulher da agencia não tava com os tickets do trem... pensei: “la vamos nos dnovo!!!!!”, ela me disse q tinha reservado Segunda classe e o cara da estacao reservou primeira classe, eu disse q não tinha grana pra pagar a diferença e ela ia ter q se virar!!! E ela se virou, pq eu já tava pra chamar a policia, e o trem pra partir qndo ela veio com as passagens de Segunda classe – q não perde em nada pra primeira – embarcamos e eu dividi banco com o ernesto e o ronco dele, a ana p com um boliviano q roncava e dormia no ombro dela com bafo de ceboja (cebola) hahahahaha. O trem não e ruim é rapido e balanca pouco, mas vou dizer, eles fizeram o maldito trem – como todos os meios de transporte na bolivia – pra bolivianos q são baixinhos e compactos, gente grande como eu q é alto e gordinho entala facil naqueles bancos, basicamente eu fiquei travado a viagem toda, mesmo dpois da parada em Tupiza onde a maioria do povo do trem desceu! E eu joguei o Ernesto pro banco do lado e fiquei com aqele so pra mim!

 

DICA: cuidado com as agencias, eu fiquei tranquilo, mas deveria ter pedido os tickets do trem como de tudo logo na hora em q voltamos do salar pq como ela não tinha ela teria ido la comprar e não deixado pra ultima hora e quase nos ferrado, mas na media a agencia q usamos foi boa.

Me disseram la em Uyuni q se eu tivesse passado ao lado chileno eu teria chego em La Quiaca antes, pq não teria voltado para Uyuni e perdido tempo, mas eu não sei como funcionava, mesmo pq eu teria q entrar no chile e os precos chilenos são incompativeis com os bolivianos, eu não comprovei, mas dizem q tem uma rota de san pedro ou uma outra cidade proxima q não lembro o nome q faz direto ate La quiaca e gasta 6 horas apenas pra chegar la. So não vi ninguem q tenha feito pra comprovar.

 

Fotos e Videos:

s73083331.jpg

ondeeucai.jpg

depoisqeucaiemelimpei.jpg

eulimpinho.jpg

termas.jpg

noisnastermas.jpg

lagoacolorada.jpg

lagoaverde.jpg

tremvillazonlaquiaca.jpg

sdc10534r.jpg

(Geisers Vulcanicos)

 

16º Dia:

Chegamos cedo em Villazon, pegamos um taxi em 3 e pagamos 7 bolivares ate a fronteira com a argentina, trocamos no lado boliviano os bolivares q sobraram e dolares por pesos argentinos, pois do lado argentino não tem casa de cambio e nem qm faca isso na rua, e seguimos pras aduanas que novamente foram enroladas, isso so pra deixar o maldito papel q agora era branco e não verde, e seguir pra aduana argentina, preenchemos os docs, passamos pela revista e ficamos esperando o ernesto... bateu um medo dele ter uns baguios na mala ser preso e falar q agente tava junto com ele na hora.... mas ele passou de boa, seguimos pra rodoviaria de La Quiaca pagando 10 pesos – muito mais caro q na bolivia – compramos la passagens pra Salta pela Balut - 55 pesos por pessoa, 7 horas de viagem, pensei em ir ate Humauaca e seguir ate Uruya mas tava cansado dmais e já tinha feito tudo q qeria, agora era viagem de turismo/pesquisa mesmo pra ver como era a argentina pra voltar na proxima viagem pra la de moto!!! Entao eu relaxei e seguimos de bus, q é estranho diga-se, vc embarca, e da uma proprina – e como todo mundo chama a gorgeta por la – daí o bus sai anda 5 minutos e para, ai vc tem q descer do bus, pegar a sua bagagem e subir em outro – q pelo menos era melhor! – e esperar!!!!! E esperar!!!! Quase uma hora dpois ele saiu do lugar e foi, sem explicacao nenhuma! Bem uma coisa pelo menos foi boa, eu economizei uma grana boa em ter seguido direto de bus, pois o bus passa por Humauaca, Purmamarca, e eu vi tudo q tinha proximo as estradas, ou seja as montanhas coloridas, obvio q não vi tudo, mas deu pra aprecisar a vista, so não fui pra uruya, mas vi o bus q vai pra la, simplao de tudo, mas dizem q la e muito bonito, um dia qm sabe eu passe por la, mas de qualquer forma seguimos ate Salta, vendo TAKEN novamente ahhahahah. Chegamos as 20 hs em Salta e já fomos abordados pela galera oferecendo hostais, o Ernesto queria ir pra um de 40 pesos e eu sabia q achava um mais em conta, já tava vendo q a grana tava ficando curta dmais, isso pq eu tava só pegando tudo abaixo do orçamento q eu fiz, entao nos separamos do Ernesto e a Carola do Quara Hostal, nos ofereceu uma habitacion por 25 pesos por pessoa, quarto pra 6, com banho privado, a ana p torceu o bico pra ele, mas eu vi q ele ficava longe do centro – umas 6 quadras – e q deveria estar mais vazio, bingo! Chegamos la e eramos os unicos hospedes!!! Todos q trabalham la são muito legais – O Lucas q trabalha anoite – olha a cara da figura na foto, a Raquel... a Raquel.... q trabalha d manha, e a Alicia q trabalha de madrugada - não tirei foto delas droga. Pegamos o quarto e dormimos, 12 horas diretaço!

 

DICA: se vc não se importa tanto em ver de bem pertinho as montanhas coloridas da quebrada de Humauaca, pegue o bus direto a Salta, vc vai ver e muito bem de dentro do bus.

Outra coisa, na bolivia e no peru agente sempre leva muita agua mineral pro bus pq é quase obrigatorio, na argentina e desnecessario! Tem agua avontade no bus pra vc tomar! Levar peso extra so se vc ainda tiver trazendo da bolivia!

E Hostel pode ficar no Quara, é bom, simples, um pouco afastado do centro – 5 quadras, logo bem silencioso, mas é bem proximo dos bares e restaurantes de Salta, tem internet free, pc bom, cozinha, geladeira, e vc pode ir no carrefour perto dali a umas 5 quadras e comprar muita coisa q eles ate ajudam a preparar o rango, o Lucas faz ate churrasco no telhado la! Hahahahaah

 

Fotos:

carolaarg.jpg

lucasarg.jpg

quarahostal.jpg

 

 

17º Dia:

Tiramos o dia de folga, andamos pelas praças de Salta – q são bonitas mas careciam de uma aguinha!!!! – dpois subimos no Cerro San Bernardo no teleferico - 20 pesos ida e volta por pessoa, qndo vc olha a montanha parece morta, mas ao chegar la, vc topa com um jardim lindo e bem cuidado, com um sistema de quedas daguas direcionadas expetacular! Muito belo mesmo. La a ana p conheceu um argentino, o cara caiu pela mulata e ela nem deu bola pro rapaz (ahahhah), almoçamos – gastando uns 20 pesos cada - e andamos pelo centro. Voltamos e dormimos!

 

DICA: va ao Cerro San Bernardo, o lugar e lindo e vc tem uma visao panoramica da city, da pra ir caminhando ou de carro, mas o teleferico foi legal.

Na argentina pra comer fora vc vai gastar em media 20 pesos por pessoa, se comprar a comida no mercado e preparar no hostal isso cai pra uns 10 por pessoa dependendo da comida.

 

Fotos e Video:

serrosaltaarg.jpg

(Serro em Salta)

 

18º Dia:

Acordei tarde novamente e isso matou o dia, andamos pela city novamente e fomos no carrefour comprar rango pra prepararmos e muita agua.

E ficamos de bobeira por la, estavamos muito cansados pq a viagem ate agora tinha sido uma correria só, só q nos planos originais teriamos feito a trilha inca do Salkantaya de 5 dias, como não fizemos ganhamos 3 dias pra gente fora q não ficamos presos em lugar nenhum, e ganhamos mais 2 dias, como so usamos 1 dia em Uyuni, ainda tinhamos tempo e resolvemos ficar 4 dias em Salta e descancar muito, entao dormimos pra karamba!!!!! Nesse dia em questao só fizemos isso, iriamos pra San Lorenzo (se não estou enganado no nome) pra visitar o bairro e os parques q me disseram q eram muito bonitos, mas já era tarde e fizemos outras coisas pela city, voltamos e fechamos com a Raquel um passeio de Rafting pro dia seguinte, pagamos 160 pesos pelo passeio, um dos mais baratos e recomendado pela Raquel... a Raquel... , bem eu tava meio cansado de fazer passeios tradicionais e não quis fazer o Cafayate e outros, entao embarcamos nesse!

 

DICA: va para San Lorenzo pra visitar o bairro e os parques q são lindos, compre sua comida e prepare vc mesmo, vc economiza bem. Em salta a mercados bons.

 

19º Dia:

Logo cedo a agencia Chacana veio buscar agente, e nos levou ate a represa q fica no meio do caminho para Cafayate, la nos juntamos a uma familia argentina – q parecia a familia do Tio Ernesto, tava todo mundo doido, feliz, cantando sem parar, pensei ate q eles tavam doidoes tamanha era a felicidade deles! – e um casal cinquentao. Bem chegamos no rio – q segundo o guia era de nivel 2 e 3 de dificuldade para o rafting q vai ate 5, nos deu dicas e la fomos nos, 2 barcos a familia em um e nos em outro. Foi muito legal, corredeiras, agua fria, quase cai na agua 2 vezes, 9 corredeiras rapidas e muita adrenalina, o mais legal de la e q os guias nos mostraram q nas paredes há muito fosseis de corais marinhos e nos disse q ali era mar antes e q ao subir das placas aqilo veio a tona no decorrer de milhares de anos, tambem vimos montanhas de coloracoes diferentes e muito belas, no fim agente se joga na agua – se quiser – pra boiar ate a margem, eu fui e quase me mato, o colete flutuava, mas as minhas pernas não, eu não sei nadar e qndo bati nas pedras no fundo eu fiquei de costas pra descida, ai a ana p q é tao pequena qnto eu se jogou tambem, mas entrou em panico! Nisso o guia foi resgatar ela e não conseguia volta-la pro barco e eu lá boiando e descendo o rio e ninguem nem vendo!!!! Alias nem eu tava vendo, não via pra onde tava indo!!! Ahhahahahah dali a pouco eu bato com tudo no bote do guia q tava parado resgatando a ana p e tive q me agarrar no barco, senao ninguem me via!!! Ai o cara me tirou do rio e nos levou devolta pra margem!!! Adrenalina pura!!!!! Hahahahahaha dpois disso almocamos e voltamos pro hostal, muito legal mesmo, os guias são otimos, atenciosos e bem preparados, vc não se sente abandonado nunca!

 

DICA: existem “n” passeios em Salta, vc pode ir a viniculas, formacoes rochosas, biking, tem o trem das nuvens q é dificil pacas de fazer, tem o by car de carro igual a rota do trem, quadriciculo, budjumping, tiroleza, paraglaider e varios outros esportes radicais alem do rafting, eu so posso recomendar o rafting, mas lá opção é o q não falta, não é caro, mas tambem não é barato! Mas em comparação com o brasil, vale a pena.

 

Fotos:

p16101231.jpg

raftingsalta.jpg

 

20º Dia:

Nesse dia eu virei vagal total, era Domingo, eu comprei umas pizzas, almocei com a galera do hostal, vi formula 1 GP Brasil - coitado do rubinho... – e fiquei por lá, a ana p foi nos museus – 3 pesos pessoa – e viu muita coisa legal segundo ela, esse museu fica no centro da city de Salta. La pras 17 hs partimos para a rodoviaria, já tinhamos comprado as passagens 2 dias antes pela Andesmar bus semi-cama por 210 pesos pessoa, para uma viagem de 22 horas ate Buenos Aires, levamos nossos sacos de dormir pra dentro do bus – como em praticamente todos os onibus e trens q pegamos, menos no da morte – e o bus partiu. O cara do bus tentando passar a trilogia Bourne – odeio esse filme – e o dvd não colaborando, travava toda hora, eu contei ate o fim da noite 5 tentativas de passar e nada. La pras 23:00 hs a janta foi servida, boa, quentinha, lasanha, pao com presunto (jamon) e quejo, alfajor, refri, e um arroz q tava meio frio e nem toquei. Dormimos e la fomos nós pra BsAs.

 

DICA: A Andesmar foi indicação aq do forum e não me arependi! É muito boa.

 

21º Dia:

As 7 da manha fui acordado pelo cara do busao pra tomar o café, detalhe, ele me acordou e foi embora sem me servir o café! Ahahah. Passamos o dia no bus novamente, passando por varias citys, Rosario foi a q mais me impressionou, ela fica a 3 horas de BsAs é muito bonita e verde, com muitas praças, parques e catedrais, um dia eu passo la dnovo. Outra coisa q eu notei é o perigo na estrada de salta ate Rosario, faixa simples e mao dupla, sem acostamento, e os bus e caminhoes são maioria na estrada q é plana, agente tirava cada casquinha dos outros carros q iam no sentido contrario.... mas dpois de rosario ate BsAs a estrada aumenta e melhora muito. Chegamos em BsAs as 16 hs dpois de 11 tentativas do cara do busao de passar a bendita trilogia bourne e finalmente conseguir. Tinhamos jogado bingo no bus e eu não ganhei por 3 numeros! Valia um vinho de Mendoza. Saimos da rodoviaria sem comprar as passagens para Porto Alegre – q custam ali 304 pesos-pessoa em bus semi-cama, 18 horas de viagem – pq queriamos encontrar o Andre e ver o q fazer, nos já estavamos praticamente sem grana alguma pra sair do roteiro original. Dali pegamos um taxi – 15 pesos – ate o Milhouse hostal, la em BsAs tem 2, bem proximos, fui la por indicação do forum q disse q eles são uns dos melhores por la. Bem eu vou discordar q eles sejam minamente bons e dizer o pq, se vc qr lugar tipo balada, cheio de gente clichê, q se acha a ultima bolacha do pacote, nariz empinado, q so qr saber de falar ingles, e qm não fala vira motivo de chacota e piadinha! Cheio de mulheres bonitas – ta essa parte eu gosto, metidas a estrelas, festas todas as noites ate altas horas, se é isso q vc qr vai pra la. E o povo q trabalha la!? hahahaha piada pura! A maioria finge q não sabe falar em espanhol pra ser cool! Eu ri a beça, eles são esquisitos, pouco prestativos e totalmente desinformados, perguntamos onde tinha algum mercadinho por ali a moça ia nos mandar por outro lado da city! E tinha um bem em frente! Eu como mochileiro qria um lugar pra descancar o esqueleto, uma boa, confortavel e grande cama. E não consegui isso la, a cama e minuscula! O colchao duro feito pedra, e a beliche parece q vai desabar a qualquer instante, ainda nos colocaram em um quarto q dava pra avenida q passa em frente! Adivinhem se eu dormi!? Ta ai vcs vao dizer: “entao pq vc não foi pra outro!?” e eu respondo: “eu fui pela cara da recepcao e da cozinha – q são muito boas e pensei q o quarto ia seguir o mesmo padrao” me entao resolvi ficar e paguei os 2 dias q eu ia passar por la adiantado como eles pedem e já sei o pq (pra não deixar vc fugir pra outro) são 40 pesos por pessoa, o cara do taxi me disse q eu não ia achar nada na city mais barato q nele pq tava tendo congresso e tava cheio de universitarios por la esses dias – ou seja eu tava amarado, erro meu fato, mas serviu pra eu ver tudo isso sobre esse hostal, vai ter gente q vai discordar de mim, mas q se dane. Foi essa a impressao q eu tive la e eu repasso, vai saber se tem outros iguais a mim por aq lendo isso e qerendo evitar hosteis assim?

Nesse dia ainda tentamos achar o andre q tava no outro Milhouse mas ele não tava na hora no quarto, mandei um e-mail na única hora em q eu vi o pc livre – não consegui dpois disso nem chegar perto dele! Haahahha compramos comida e comemos macarrao feito la, a única coisa boa la foi ter conhecido a Paraguaia Celeste, gente finissima! Ela tava com uns norte-americanos playboys q moram no rio de janeiro e se achavam os tais, e tavam impressionados com um confronto da policia do rio com traficantes... hahahahaha mas de boa, foi engraçado eles falando mal do brasil e dos brasileiros em ingles e achando q eu não tava entendendo nada haahahhaha mas playboy é tudo assim mesmo... eu nem dei bola. Na media ate chegar em BsAs eu so conheci mochileiros de todo o mundo e todos super gente fina, cheguei em BsAs e não vi nenhum alem da gente e da Celeste, tudo gente esnobe.

 

DICA: minha opiniao claro, mas eu e a ana p, não gostamos do Milhouse.

Em BsAs compre e faça a comida nos hostais, fica muito em conta, a comida por la e muito cara!!!!!

 

22º Dia:

Seguindo um conselho da celeste, saimos pra andar pela city e achar o city tour q ela fez, chegamos na praca rosada apos passar pelo parlamento, tiramos fotos muita gente por la!!! dpois andamos uma quadra e chegamos no local de partida do city tour, um bus amarelo com fones de ouvido em q vc escolhe a lingua em q vai escutar o guia (gravado), tem em portugues, dura 2 h e 40 minutos o tour completo pela city vc ve de tudo, pode descer em qualquer uma das 12 paradas, visitar o local por conta, voltar pro mesmo ponto e pegar outro bus igual sem pagar, isso qntas vezes qiser durante o dia pagando apenas 25 pesos por pessoa! No Milhouse eles queriam me cobrar 50 pesos pessoa!!! Peguei ainda mais bronca do hostal! Entao la fomos nos dnovo! Curtimos o tour, visitamos lugares lindos, o porto, jardins – Jardin japones é uma otima pedida, praças, monumentos e andamos por toda a city, muito bom e recomendo! Vale a pena!

Voltamos compramos o rango dnovo, e jantamos, ai deu um problema com a ana p, no dia anterior compramos vinho entramos e bebemos no jantar, so q nesse dia o cara viu e não deixou agente entrar com ele, a ana p ficou loka, pq é engraçado, vc não pode entrar com bebidas pq são “normas da casa”, só q eles vendem todo tipo de bebidas la dentro! ou seja, levar não pode, mas se eu consumir deles eu posso!? Ai vai se fu*******. Foi a gota dagua pra mim naquele lugar. Ficamos bebendo na calçada na porta do hostel e eu tava loko pra policia vir encher o saco, eu ia levar eles la pra dentro do hostal e fazer um escandalo estilo “rodar a baiana!” Dpois disso descobrimos q o andre tinha passado la atraz da gente e pediu pra gente ir no hostal dele, so descobrimos dpois q fomos abrir o vinho pra beber la fora. Chegamos la as 22:00 hs e acordamos ele, ele ficou no quarto maradona!!!! Ahahahahahhah bebemos e pedimos uma pizza e ele ficou muito feliz em nos ver assim como agente, falou de santiago e mendoza, e varias outras citys em q ele passou e fez tour como em Mendoza – um dia eu vou em Mendoza – e disse q ia na manha seguinte pro uruguai, colonia-montevideo de barco, e chamou agente pra ir junto. Disse q ganhariamos umas 6 horas da travessia do rio da prata, agente já não aguentava mais pegar bus e ficar o dia nele entao topamos. Voltamos e dormimos.

 

DICA: city tour em BsAs, va e compre diretamente, custa 25 pesos pessoa e tem muitas vantagens, vc ve tudo q tem de bom em BsAs e confortavelmente! O bus anda pela city e vc ve ele por todo lugar, e um bus amarelo com o andar superior aberto, a bilheteria dele fica perto da casa rosada (não lembro o nome), se não me engano vc saindo da casa rosada pega a avenida perpendicular a catedral a direita e segue por uma quadra e bingo! Chegou!

 

Fotos:

parlamentoarg.jpg

casarosadal.jpg

jardimjaponesarg.jpg

 

23º Dia:

Acordamos as 6 da manha nos trocamos e caimos fora daqele muqifo de hostal! Pegamos um taxi, e ai foi estranho, tava acostumado a combinar a corrida e esse tinha taximetro! Mas o da rodoviaria não tinha, não sei o pq, mas la se qiser pagar barato vai ter q parar os taxis e ter a cara de pau de dispensar os q tem taximetro! Pagamos 15 pesos para ir do hostal ate o porto – muito mais perto q a rodoviaria, lugar muito chique!!! A empresa q faz a viagem usa uns barcos gigantes muito bonitos, pensei q ia participar do Titanic 2. Entretanto a empresa é muito enrolada, vc pede a passagem em um balcao, paga em outro, despacha as malas num 3º, dpois vai ate a imigracao e passa a papelada pra sair da arg e entrar no uruguai – nessa hora eu encontrei um torcedor do Guarani q é um time de futebol aq de campinas, ele trabalhava na imigracao uruguai e é uruguaio! Vai entender!?, pagamos 142 pesos pessoa pela passagem ate colonia no barco expresso q gasta 1 hora ate la, tem barcos mais lentos – 3 horas – e mais baratos, mas queriamos ganhar tempo, entao seguimos nele. Saimos as 9:30 hs, e eu nem vi a viagem, dormi quase q no mesmo instante em q sentei. Mas o barco é bonito, confortavel e não balança!!! E olha q tava chuvendo por la na hora, o saco é q tinha uma galera da torcida do time do San Lorenzo q ia pra Montevideo pro jogo do time deles, eles faziam muita zona!!! Descemos do barco, e ai compramos pela mesma empresa do barco uma passagem de bus de colonia a montevideo e pagamos em pesos argentinos ainda - 17 pesos pessoa tudo isso pela empresa Buquebus – qualquer semelhança com o senhor dos aneis pros mais fanaticos igual a mim é mera coincidencia! Haahaha. Pretendiamos passar algumas horas em colonia e ver a city q dizem ser muito bonita, mas estava chovendo ainda e isso estragou nossos planos. Uma hora e meia dpois chegamos a montevideo, minha impressao e q eles gostam dos anos 80, pq as musicas q tocam na radio são dessa epoca, as casas tem o estilo dessa epoca, e ate o vestuario é puxado dessa epoca, não q fale isso como se fosse ruim, eu adoro os anos 80 e por isso q me impressionou. Em pouco tempo chegamos na rodoviaria, ai foi uma decepcao geral, como estavamos no meio do caminho pensamos q a passagem para porto alegre seria pelo menos mais barata q em BsAs, doce ilusao! Era mais cara! Quase tive um ataque! Mas não tivemos escolha compramos pela EGA – muito boa – por 1541 pesos uruguaios cada uma! O Andre ficou muito chateado pq ele viu nossos trocados – meu e da ana p – acabarem ali, por sorte deu pra chegar ali! E q nos teriamos economizado uma grana se tivessemos ido direto de BsAs e eu falei q tinha receio de ficar sem grana ali, mas no fim ainda deu pra sairmos dali, como tinhamos tempo livre, fomos andar pela city, q é um muito bonita, mas não vimos muito pq tava chovendo ainda e o guarda volumes na rodoviaria la guardam as suas malas por 2 horas se vc tiver uma passagem de busao, na faixa, mas se passar... 20 pesos uruguaios por hora, e não tinhamos mais grana, ou seja ficamos na rodoviaria so vendo as pessoas passarem e irem, não q tenha sido de todo ruim, eu nunca tinha visto tanta mulher linda por metro quadrado como no uruguai, impressionante la ate mulher feia é linda! Na argentina a media era um pouco menor, mas boa ainda, no peru existem mulheres bonita (alem das estrangeiras), mas na bolivia... aq eu tenho q falar a verdade... não vi nenhuma. Chegada a nossa hora embarcamos, nossos RGs ficaram com o cara do busao pra ele fazer todos os tramites na fronteira pra nos, isso foi muito legal e em nenhum outro lugar fizeram isso, o onibus da EGA são muito bons, bancos em couro, semi-cama, mas q praticamente era um cama, so levava uns 15 passageiros, vimos o filme A Ilha – nem bom nem ruim – dpois jantamos as 20:00 hs, comida quente e boa! Lasanha, pao, alfajor, presunto, queijo e biscoitos, alem do refrigerante. O cara do bus tambem deu muitas instrucoes pra gente, e no bus tinha agua, café e cha a vontade, no fim passamos por varias citys uruguaias q eu não sei o nome, mas muito bonitas, e eu o andre, e a ana p finalmente tivemos um banco duplo so pra nos!!!! Dormi qnem criança no meu saco de dormir!!!!! Hahahaha

 

Fotos:

sdc10628f.jpg

 

DICA: se quiser ir pro uruguai da argentina va de barco, é rapido, e confortavel, e não é caro, empresa Buquebus, e em montevideo ate porto alegre usamos a EGA empresa de bus muito boa! Na opiniao da galera o melhor bus q pegamos na viagem toda!

 

24º e ultimo Dia:

Chegamos as 7 da manha em porto alegre, mas as 5 o cara do bus acordou agente pra tomar um desayunio muito bom, descemos e o andre já comprou passagens para Florianopolis, agente pegou informação de como chegar no aeroporto usando o metro, como tinhamos tempo, o bus do andre só saia as 12:45 hs e o nosso aviao só as 18 hs andamos pela city, visitamos uma exposicao audiovisual gratis, o mercadão municipal, e fiquei frustrado pq a feira do livro só ia comecar na semana seguinte, vimos praças e fomos ao mercado municipal, a city de porto alegre me lembrou são paulo, muito suja, mas nem de perto com o cheiro ruim, e uma coisa, pra cuecada q não consegue uma mulher pra casar, va pra la! tem mulher sobrando por la, era engracado pois quase não viamos homens na rua, so mulheres, numa proporcao de +/- 7 mulheres pra cada homem q viamos! Ahhahhhaah bem chegado a hora do andre partir dnovo e agora em definitivo, nos despedimos do nosso grande camarada de trip q ia continuar ate floripa pra ver um amigo, emoção grande na hora e ele se foi. Seguindo nos pegamos o metro linha norte pagando 1.70 reais e seguimos ate a estação aeroporto, de la pegamos uma van da infraero ate o aeroporto de graça, e aguardamos o nosso voo. Tirei um tempo pra mim nessa hora pra pensar em tudo q vi e vivi nessa trip, e nem acreditei q fiz e vivi tudo isso!

Chegada a hora de embarcar, pegamos nosso voo da Azul – porto alegre, escala navegantes/SC, campinas por 160 reais-pessoa – voo tranquilo, comemos muito – 2 vezes por causa da escala – eu tava com fome pq não tinha comido nada o dia todo entao aproveitei, o engraçado foi qndo estavamos chegando em campinas, pegamos turbulencia e eu tinha acabando de encher o copo com coca-cola... pintei o aviao por dentro de coca!!!! e tomei um banho junto!!!!! A aeromoca so q ria... eu tinha q aprontar uma ultima ne!? isso pq foi sem querer!!!! Eu adoro coca-cola!

Chegando em campinas as 20:20 hs me separei da ana p, ela seguiria com um bus ate hortolandia – casa dela – e eu pegaria outro ate minha casa, dpois de fazer um tour com esse bus pela city – ele da uma volta enorme – e andar uns minutos, eu finalmente cheguei em casa... as 22 horas, exatamente 23 dias e meio de viagem – já q sai as 10 da manha do 1º dia, mas qm conta ne? Hahahahahah

 

DICA: Em porto alegre, existem muitos museus e feiras gratuitas o ano todo, o porto tambem é uma boa pedida pra ver, o mercadão impressiona por fora, mas pela manha não tinha muito o q ver, e pra tudo q for ver tente ver se o metro passa perto, e tranquilo viajar nele e barato, senao deixe de ser preguiçoso e vá andando! Haahahha.

 

Fotos:

sdc10630q.jpg

sdc10631j.jpg

s73092661.jpg

 

 

Considerações:

 

Qndo eu pensei em fazer essa viagem eu jamais imaginei q viveria uma aventura como essa, foi a coisa mais impressionante que eu fiz na minha vida e isto me marcou muito, me mostrou q o mundo é muito maior dq eu pensava, e q existem muitas coisas e pessoas pra gente ver nesse mundao a fora.

 

E pra mim q gosto de ler, principalmente Tolkien foi inevitavel a comparacao com alguns de seus personagens, me vi como Bilbo Bolseiro, q viveu algo tao intenso em suas aventuras e q dali pra frente não se prendeu mais na sua villa robbit e ganhou o mundo incontaveis vezes, e espero fazer o mesmo, vi a ana p como o sanwise q não sabe pra onde esta indo mas desfruta de tudo! E o andre q pra mim parecia com o Aragorn, um cara vivido e já muito viajado, q agora viu o apice de suas viagens e volta pra sua casa dpois de muito tempo!

 

Mas no fim de toda a minha reflexao sobre essa aventura de mochila, me veio uma frase do filme Apollo 13 – em dado momento Jim Lovell se pergunta qndo alguem ira enfrentar novamente aqela aventura para chegar a lua, e eu me pergunto, qual sera a minha proxima aventura, qndo ela ocorrera, com qm estarei e encontrarei?

 

Galera pra qm nunca fez isso, fica ai o meu relato pra mostrar q se vc tem vontade, va e faca, e algo único q vai marcar a sua vida, e algo q ninguem pode fazer por vc!

 

E como diz Bilbo Bolseiro: “Cuidado com os seus pes, pq dpois q vc da o primeiro passo não sabe ate onde eles podem leva-lo!”

 

Boas viagens a todos!

E q venha a proxima!

 

DICAS GERAIS:

 

1. Converta dinheiro em citys com menos movimento turistico, as cotações são melhores;

2. Leve dolares, jamais reais – apenas pra despesas no brasil – o dolar vale muito por todos os paises da america do sul, o real não!;

3. VTM – visa travel money – e uma boa dica, a cotacao dele e boa (em media 1 centavo menor dq o q vc pega na troca de dolar em especie – as vezes e igual) e com a vantagem de não andar com muita grana em especie por ai, alem de sacar notas sempre verdadeiras e novas em caixas eletronicos;

4. Leve sempre muita agua pra tudo q e lado na bolivia e peru, principalmente em onibus e trilhas, compre em citys grandes q é mais barato – 2 litros medias de 5 bolivares, 5 soles, 2 pesos argentinos;

5. Leve saco de dormir, no bus ele ajuda a enfrentar o frio, e eles não tem costume de fornecer cobertores!;

6. Leve protetor ou bloqueador solar, protetor labial, repelente pra altitudes inferiores a 1500 metros, lanterna (se possivel de led), chapeu/gorro/bone, pra usar no sol e pra dormir usando como mascara pra luz q o povo ascende no bus a toda hora!;

7. Faça um roteiro em q passe por citys grandes as vezes e q fique pelo menos 2 dias, pra q vc possa mandar lavar roupas e q de tempo, eu me enrolei e so consegui mandar lavar em Uyuni, paguei 10 bolivares por kilo de roupa, mas em La paz eu vi por 7 bolivares! Assim vc leva menos carga e ta sempre de roupa limpa;

8. Tenha em mente q vc não vai conseguir tomar banho todos os dias!;

9. Tudo q disserem pra vc q vai ter no tour mande colocar no papel!;

10. So coma em lugares indicados, e jamais na rua, se tu passar mal, ta ferrado, hospitais e prontos socorros la praticamente não existem;

11. Qnto mais pessoas forem com vc mais barato taxis, hostais e passeios ficam! Mas vale sempre lembrar, chore, chore muito!!! E uma coisa importante: se vc tem cara de gringo – branco, grande e olhos claros igual eu – se ta ferrado, pq eles mesmo agente falando q é brasileiro não da desconto! Por isso pegue um bronze antes de viajar, o q salvou eu e o andre foi a ana p q é mulata e negociava tudo, falava q era brasileira, desempregada, sem dinheiro e tava sempre com moedas no bolso pra comprovar q não tinha grana e ai os precos baixavam!

12. Onibus são tudo semi-cama, não caia no conto do cama, e pague mais barato, dpois de 2 dias vc vai dormir qnem nenem aonde enconstar entao pague menos!;

13. Transito na bolivia não existe, so existe o caos, cuidado pq vc se acostuma com ele e qndo chega em outros paises quase morre – como eu – no transito normal;

14. Fazer esportes radicais na bolivia tem um risco, os guias em geral não tem preparo para socorrer vc! Entao cuidado na hora pra não se arrebentar!;

15. Viagem a noite, durma no bus e economize grana, mas de qualquer forma, praticamente todos os bus q eu peguei nessa viagem so saiam a noite justamente pela procura ser maior pra esse horario;

16. Viagem se puder fora da temporada, os precos q eu peguei foram sempre abaixo ou no maximo iguais aos q eu tinha orçado!;

17. Na boliva vc gasta em media 25 bolivianos pra comer bem por refeicao, no peru uns 12 soles, na argentina 15 pesos, sempre por pessoa;

18. Leve roupas de frio e anorak para vento, no salar e nos picos nevados venta muito e é muito frio!;

19. Não encontrei dificuldade com o idioma, o portunhol é bem reconhecido, recomendacao fale pouco, devagar, e tente ser o mais conciso no q qr dizer e não tera problemas, eles por media vao entender, se falhar desenha!;

20. Nunca feche um pacote de tour, hostal ou compre nada sem ver em outro lugar e usar o primeiro pra chorar no segundo! Funciona!;

21. Minha impressao sobre o povo, na bolivia o povo e gentil e receptivo, mas fique esperto com malandros, no peru o povo não da ponto sem nó, fique mais esperto ainda, na argentina, em salta o povo é mais tranquilo e receptivo, em buenos aires o povo é mais fechado como em sampa. No uruguai o povo não ta nem ai pra gente; mas em geral todos gostam de brasileiros;

22. Nas fronteiras se for com o RG, fique esperto pq o papel q eles dao pra vc qndo carimbam a saida vc tem q ir tirar copia pra entrar na aduana do pais seguinte, sempre tenha alguns centavos com vc pra isso! Se for de passaporte sem problemas;

23. pra qm for inventar de fazer um mochilao, uma dica importante, arrume bem a sua mochila cargueira e tente levar poucas coisas nela, lembre-se, de q vc ira passar por citys onde pode lavar roupas!!! Logo não precisa levar o guarda-roupa junto! eu levei coisas dividadas entre a cargueira e a de ataque, mas ainda assim uma entrava na outra e eu conseguia carregar apenas a cargueira qndo precisava... a Ana P, levou ate a geladeira, ela tinha uma mochila de 75 litros mais uma de ataque q sempre estavam lotadas e viraram um inferno para carregar, ela ficou conhecida como muambeira – como são conhecidos aq os sacoleiros do paraguai – de tanta coisa inutil q levou! E so fez peso! Lembre-se mochilao não e levar a casa, se for levar compra um motor-home! Hahahahah

24. use os guiches de informacoes turisticas existentes em rodoviarias, aeroportos, portos, e nas citys pra saber aonde ir e como ir, as vezes tu descobre q da pra ir quase de graca e sozinho, na falta pergunta no hostel ou pra policia (q tenha cara de confiavel – principalmente em relação a bolivia);

25. todas as rodoviarias no peru e na bolivia combram a taxa de embarque, em guiche separado, na argentina eles pedem proprina (gorgeta) pros garotos q trabalham colocando sua mochila no bageiro do bus, mas é facultativo – claro vc qr ver a sua mochila inteira dnovo? Entao paga! Mas so na hora de colocar, na retirada não.

26. Procure ver como são as notas (papel moeda) dos paises pra onde vc vai, pra não pegar notas falsas, na bolivia tem um problema com as notas de 100 dolares da serie B ou F q fazem com q eles não aceitem ela nem por decreto, devido a falsificaçao.

27. Sobre o mal da altitude, a Ana p sentiu mais, mas no geral agente ficou bem, nada q mascar umas folhas de coca não resolve-sem... funciona!

28. Pra qm tira muita foto, gravar cds e dvds pra limpar o cartao da camera é caro por la, e nem sempre tu consegues carregar as pilhas dela onde esta – as vezes não tem tomada, as vezes nem energia como no salar, entao lembre-se de economizar bateria e não tirar fotos de qualquer bobagem.

29. Cuidado com o horario do check out dos hostais, em geral a maioria nem liga se vc pagar direitinho e te dao uma colher de cha, mas na argentina, expecificamente em BsAs se tu passar 1 minuto amais eles te cobram o dia!

30. Fique atento as companhias aereas no brasil, ta tendo uma verdadeira guerra entre elas e os precos tao baixando, dpois q voltei e me ferrei no uruguai vi q valia mais a pena (se eu soube-se claro) vir de Bs As de aviao pela Gol dq de bus, e q poderia ter ido de Sampa direto pra Santa cruz pela mesma empresa gastando 50 reais a mais! Isso é bom pra evitar dias de viagem na estrada! E gastar com turismo mesmo!

31. Não esquente a cabeça em antecipar pacotes de tour, hostais ou passagens de bus, vc consegue sempre na hora e muito mais barato, normalmente, ao chegar nas citys antes de vc sair do bus já tem gente se acotovelando pra te oferecer isso!

 

Valew galera! Qualquer duvida é so perguntar!

E desculpem se faltou alguma coisa, espero q tenha sido uma leitura agradavel para todos!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá!!!!

 

Nossasenhora, adorei seu relato, quase morri de rir aqui, hauhuahuah

Pode ter certeza que irei usar algumas dicas

 

Até,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Só li por cima ainda, mas já adorei.

Cara, tava torcendo pra voce pegar o safado do ladraozinho emUyuni...heheh/

Vou ler com mais calma , ano que vem estarei fazendo essa viagem!

Parabéns pela bela viagem e pelo relato!

Sueli

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

paulaboracini e SaraJ,

 

legal q tenham se divertido com o relato, ate eu rio qndo lembro das lambanças q eu aprontei... hahahah ::lol4::

 

MariaEmilia,

 

eu é q agradeço, as suas dicas valeram muito pra gente! ::otemo::

 

nhioka2,

 

ate hj eu me sinto frustrado em nao ter pego aquele ladraozinho larapio nanico e safado,

 

mas eu gosto de pensar q ele ta correndo de mim ate hj!!! ::lol4::

 

e so deixando dois links aq pra vcs:

 

esse aq é de uma planilha bem simples q eu fiz com os gastos gerais da viagem, com comida, hostais, passeios, taxas e tickets de viagem. Não é nada muito requintado, mas eu peguei os valores q ja estao aq e lançei eles mais ordenadamente na planilha, com formulas e valores de cotação, logo vcs podem usa-la para simular a sua propria viagem mudando a cotação e tal, serve pra qm ja tem valores medios pesquisados, e pra pesquisa simples mesmo.

 

http://www.megaupload.com/?d=VT5FWNZ7

 

outro link é do album de fotos de tudo q a Ana P tirou na viagem, aq eu so postei algumas fotos basicas, mas la tem todas e todas é todas mesmo... tem foto pra karamba! hahaahah ::lol4::

 

http://picasaweb.google.com.br/Wesok.Surak

 

ha, so comentando, antes de fazer a trip eu pesquisei muita coisa aq e montei um roteiro (aqele q a ana p esqueceu no aviao) se alguem qise ele me avisa q eu mando blz?

 

abraços a todos!

e boas viagens!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu cara! Ótimo relato, bem completo... certamente tiro dele muitos infos importantes.

 

Boas mochiladas !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara... estou rindo até agora... principalmente pq somos um pouco parecidos... eu um pouquinho menor que vc (1,72x105kg)... mas bem desastrado...já fiz um pedaço do seu trajeto... mas ainda falta conhecer, na bolíva, uyuni e fazer o passeio de bike para coroico... que não fiz e tenho muita vontade de fazer. Machu picchu é indescritível... ainda me arrepio quando lembro de lá... é muito fod... quero voltar e subir até wanna picchu.

voltar a ilha do sol... e descer da parte norte até a sul... e quem sabe conseguir outra foto linda do pôr-do-sol.

quando li sobre o baixinho... que tentou te roubar... filho da ::carai:: esse cara se ele passar por aqui... eu pego ele e dou boas bolachas nele... pode deixar. quero fazer uma viagem no meio do próximo ano mas vou pelo Brasil até o sul... de lá fazer sua viagem inversa até certo ponto... de buenos aires quero seguir para santiago e subir até o perú e voltar ao Brasil pelo acre... por onde eu voltei quando viajei. passa a planilha pra mim... por favor...

[email protected]

Abraços e boas mochiladas sempre!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara, seu relato está sendo simplesmente a mola propulsora para a minha 1° viagem de mochila.

 

Se Deus quiser, em janeiro agora eu vou rumo a Bolivia, Peru, Argentina e Chile. O que você indicaria: Chile ou Uruguai? A princípio eu penso no Chile.

 

Obrigada por saber dividir suas experiências. Tem sido de grande valia para a construção do meu roteiro.

 

Parabéns pelo texto, ficou muito divertido e interessante ao mesmo tempo.

 

Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Cara... estou rindo até agora... principalmente pq somos um pouco parecidos... eu um pouquinho menor que vc (1,72x105kg)... mas bem desastrado...já fiz um pedaço do seu trajeto... mas ainda falta conhecer, na bolíva, uyuni e fazer o passeio de bike para coroico... que não fiz e tenho muita vontade de fazer. Machu picchu é indescritível... ainda me arrepio quando lembro de lá... é muito fod... quero voltar e subir até wanna picchu.

voltar a ilha do sol... e descer da parte norte até a sul... e quem sabe conseguir outra foto linda do pôr-do-sol.

quando li sobre o baixinho... que tentou te roubar... filho da ::carai:: esse cara se ele passar por aqui... eu pego ele e dou boas bolachas nele... pode deixar. quero fazer uma viagem no meio do próximo ano mas vou pelo Brasil até o sul... de lá fazer sua viagem inversa até certo ponto... de buenos aires quero seguir para santiago e subir até o perú e voltar ao Brasil pelo acre... por onde eu voltei quando viajei. passa a planilha pra mim... por favor...

[email protected]

Abraços e boas mochiladas sempre!

 

só posso dizer isso: faça!

são lugares q ninguem devia deixar de conhecer, qndo vc for vai descobrir o pq, fotos e relatos nunca te dão a ideia exata da imensidão dq vc vai ver, viver, e presenciar. MP por si só ja vale a viagem, pena q eu nao tive tempo gostaria tambem de ter ido ate o Wanna picchu.

 

fiquei com inveja de vc ter tido a sorte de ver o por do sol de la... eu so vi nunvens...

 

e por favor se ver o baixinho arrebenta o safado! ::carai:: por mim!

 

e se for pelo chile vou deixar a recomendaçao do Andre q nos acompanhou, nao deixe de ir ate Vinha del Mar e Valparaiso, segundo ele sao lindas

 

sobre a planilha eu deixei o link no comentario anterior, mas ta aq, e so clicar e dpois mandar fazer o download

http://www.megaupload.com/?d=VT5FWNZ7

 

abraço!

qualque duvida é so perguntar!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...