Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Entre para seguir isso  
tabatajac

Camping em Trindade - Semana Santa - Março 2016

Posts Recomendados

Já que não tínhamos viajado no carnaval, queríamos muito acampar na Semana Santa, só não sabíamos onde. Começamos pensando em serra, Teresópolis ou Guapimirim mas acabamos, como todo mundo, decidindo ir à praia. No começo estávamos pensando na Praia do Sono, mas achamos um camping mais barato em Trindade e acabamos indo para lá mesmo.

 

MAPA-ILUSTRADO-DE-TRINDADE-2015.jpg

 

Sobre o camping:

 

Pesquisamos alguns campings entre os mais conhecidos, como Guaiamum, Cabeça do Índio e Menina Flor, mas as diárias estavam um pouco caras por causa do feriado além de alguns cobrarem estacionamento. Fechamos então com o camping Ponta da Trindade que saiu R$ 100 os três dias para cada um (duas diárias) e sem cobrança de estacionamento. O camping tem capacidade para 50 barracas e de acordo com o pessoal lá estava mais ou menos com 70% de ocupação. Achei o espaço bem organizado, com marcações no chão para as barracas, postes de iluminação com tomadas, banheiros femininos e masculinos (se não me engano 5 ou 6 para cada) e cozinha comunitária, além de ficar na beira da praia! Achei um ótimo custo-benefício.

 

A viagem:

 

Saímos do Rio na sexta de manhã, mais precisamente às 9:00 e seguimos pela Rio-Santos, que por acaso estava bem tranquila. Chegamos em Paraty por volta de 13:00 e paramos para almoçar em um restaurante de comida turca bem agradável que fica por trás da rodoviária. O lugar é simples mas bem gostoso e com preço bem razoável, o prato executivo saiu por R$ 25 com macarrão ao forno, legumes fritos, salada com molho de iogurte e couve-flor.

 

sCNBVeuCnHrvoHArDYLNW78DhfzZu78H10qWJ_sbAYxjZsBqMHRex6HXQ_K08x8w1gVDby00DDmAInKXBSVnDql68lppdmEc8PK1qHdsO73KlX66u2KG2isHz2vsjCquAZtMtxoJnY6NcED9wjyT5UrN29_eghzXEPh7mt_OMdR0BYyJTH52nWW07kFrFiPfdS7x0MgnpZ7pJa3g-X0zmJKZAEkc-A7Td2QLMnod0OFosDBowQRo8VuWmtJL7kcjCVcbTslyAZVK5_TUPwnfosb9yzsYuNZ4dt5U_WmMaqk4ZWkZj3vDbtFeI3IQ_p17c2qGfeLCRTfxH7q9KjdlydQ47rVWLC9STFbUhkmviTu2iJjcni0sVL8rfGF4DiSvn_ytwbv6wJaBp4Q0BhTn_V3ovNR7ih8E6e4ZDwIUz0uX_cjanpLLMgqcFvZXw7FLebzocvn7efSJaLig1UQUfW1x1ZG5_jVl8H8K7xm5uEyLyHWQGcuK2pQez3DoVAg9Ewu72090LVxleYR1aFjUMdvLtXO6j52P-qkUqILOUCltNpL9FQ00Q8LG77i_qq4HfKVv=w997-h667-no

O turco responsável pela comida

 

bSIUoxFKefzV4Tv4xr521wuDszmbmWHjVgITDDanyQEBLXOfZCr3QiYYUXKNCRbkGLqClV1HeaUfpxOQUDq3ppkMyQjGSZNQHeSURIORyFO__VgrH7h0JSXcNkKc2EO7OYEHkKEwg1FT0BIhkJgFcYZrIfkmkKhDm1ODQpary3PzDy8lHGc_UZEs7v11Ct-OvYkq2rJxrBG82HH5qy_0SqFrqU0jsPfMTPu-q2DZavg-XYnti46RZ4CL5lA3pGWh4JjnUHO3oUJvP2cUzJ5VMcKppZUPwRo8XJeS0L6nyRYT0GJgi5f6VYa5dzAhJLcHN_RoBHA15y5Of63ZswwEq1yqTAE4YF7gaOwsttdVlxfo-HWy9PY7Oxn5POyz-A6HvPoOEYhWi3qvD1Y1ImI6_ag08iZoZTh95WfhsbDBY7E5x2U4OUYyWhev-stCYdAamVQdHvNzGMCexWhq9oSHTY4ZNXE668EcrOk2Fv_nhMEUkpjq0ojSlojw3JAVq1MI9r3gj-OpXfZnd9JpZT-BuuhC-rkmlARhxqrlfQcG3aVt-AC6aXmuezFG9k44heEkjdwV=w997-h667-no

Huummmm (como diria Ana Maria Braga)

 

Depois do almoço passamos a tarde andando pela cidade, tomamos um sorvete e seguimos viagem.

 

NoJwcAfvnHp-ggKLdDbXQorTZZdhaCbYbIgeuliTs-BNGr2Zh-pcD89kzIN9fF7DPfwzUTfO6U7Ul0Wm61KVdmHC6TAuM84FvxQGJ7NZlm6xyPIIvuw90pcuPvUWFg9SpIjSuEShgvrx4pC8taO_5hSQa-5zJIaqp-V1NbyH9J7r_Gi-x2VSWsNxdiBQ1d0antqzrHsfxgXJdWPTn8hUWxqFBQ-rdqlaABCr_58mkYCH2zhpcMRx9Y2YCeKnxJelsWqcLPeomOJALh4aZ4BKEiKkPxPPp9uwI-Jh0BWVkUXbmC6gtUM8O7sz-AvNUdq3_XwEBKArM3WkQRIPzkzOnwh_9gnqn3ZC6oBAuS1HHAtiIqXdQTG5KaXkI-5riyREUHQ0dZslj3G9zNIAG2ArwGSddlFWSQyvPzScfHJRDQ4iD8T6nhxKXSJws3ncToL6Z_5uKNXqcB7Q5fTrxNcra8xoWzkRZZes-K3bX9R3qhOz7JgX-N8CSkajwcKJlE-fCshQAMYnsj7LeMR0Vfb0O6DgWo_TYiOeB823tzVFcHZ2O57spEs4bBYpd9G9wFZ1ECVl=w997-h667-no

 

M-yblV9KVPRvCJkuo3Iy5h_s7eaw4gKi0e3WWI_sJRj0mZrGF7eMSIwDUBzYoZzisnPMPtFDIUu6qxMQIXmZzNfjqNEDyaRyeeuMPc46Xr5NmV_L83eaZhTLKv-sRMLvcjA1l1RpdBUqvnEo8feBBLEDpbkEj2_OoSJu_f1xSF-z1yhZ0AjRnr6i3ZQ0hJhviDU7nsB9rF_MUz1wbz7jqm-vy8xW26DXOiMBysZtJEn2hbcx1tBY4nVitausB4kmKUDVMRbq0FaBs6Mx80Vz_mevhEGdMqWKq1yR4TkHdImXkVCKl3Of8SUGZfXzuU23E9Bq2IaznLXp5j95XD8F4QF9ukDdVoVP0Qs6YB8PirRMxtE_Y03KQFjs1XdvepCUUUkvX7O5kQtYS3g1jtAhsANtcgfuKq25bT02yq-N8uvRrZPalVoFYI6YB70_UVnrjXT3BleeGU3tPRNxF2XJWgZXn5DWuITvN2KbGE9i0WEjwrm3wOPg6Y6x60yP3y4pWeYky4cYVZSpKeRxDq7KPg6K8sPPByTyRlYA01Olu15snIwPj8G6HpGMXgT-8wEKptRT=w997-h667-no

 

Chegamos no camping em Trindade no fim da tarde, montamos a barraca e ainda deu tempo para uma caminhada na Praia de Fora, onde fica o camping. Depois que o sol se pôs fomos dar uma volta pela rua central e sentamos para tomar uma cervejinha mais que merecida (Heineken de 600ml por R$ 10, só não lembro o nome do restaurante, sorry). O céu ainda estava um pouco encoberto e depois do miojo o cansaço bateu e fomos dormir. A noite choveu bastante com direito à relâmpagos e trovoadas, mas a barraca nova (Arpenaz XL da Quechua) aguentou bravamente sem um pingo d'água para dentro.

 

No sábado acordamos cedinho com sol ainda um pouco encoberto. O planejamento era seguir até as piscinas naturais de Caxadaço (ou Caixadaço ou Caixa d'Aço, ainda não descobri qual é o certo) e depois ir voltando. Juntamos os petiscos, a canga e a câmera nas mochilas e seguimos na direção da Praia do Meio. Chegamos lá bem rapidinho, diria que entre 10 a 15 minutos de caminhada do centro. A Praia do Meio é bem pequena, com uma pedra no meio de onde o visual é bem legal. Por ser pequena já estava um pouco cheia quando chegamos e por isso resolvemos seguir.

 

PjyccUl-zR6hX7IE-Uck4TfdZmKvxRt170MIvotUcGwQu75KY4Lhqur6yz6AjvEdKMsSJw115yJzV2bwcETgvtu48iz9yhwxhbJpQ0b3KR6iWrpL2UWg0fC5rBcQ4zrIV3PJTV5TSsXZ2lsf01hTwn0yNiK_77uJd5jUjDUFZxLcIyurxgnNqTSE3Zmx_a7VopjUF4p6r1TPj1SlNJxAkRBYk5saL5hXgrPkkZ3VwCdqsbYCwjRXp_Kcjgvzt-pcV-SQBdz5Hh3vdmyzemQIpuryVYN7QTORCPM5Dr9T6t634J-gue10cxaxwzhy9tKu3OJcYHQTYuV9imJJbBtaMpwgm1Za-UL7U3po_KHUvzB5qt-HTzSO_xT8WczEGz2D958_BgzEcsu0IdeTZUgj7_CAJl2YsbBktlOBw7pQjpGYRkxRrKQS1dWELUmH1OUu-1yXS5lmoS-qvvoIYZzEhrdU-mgAT6138613kNhqdZ36aNOMiAzzplSoWWv57_9jJ9WyqsjvQ3y6PX6tr0v2gTbEkV5elHKwnqYBVZSH46asaNsY3w2lz72BJ0jfZBPFramz=w997-h667-no

Praia do Meio

 

5bGeVvCCAglAJ8OhugnHTp7OXnCzl_kMpewobAGKQ4gc5-OPmya-2rn2wLWsO04byQiRWcsGyIo2f0viO5u7UBSJHJVUiC2G13ikVgn0RG-1MIlCBkTUm9CRTrcmg6QnEJ_nUbMICsfus9EKjz58QvbeQAI9Oa6Njj5QN5FV9TMwZTUlRk-hpdtqyhPyCQMU7BrWWFZQiV18K2PZvoSnaEQ2mOseG1qWV9l_y8fBebw8YvUomUssgjpGO4SRGMlW6ugvXNCEqFORsEv9r0bNXljuLWq2afujsQTP1uEN7pv70L_KSIpgG03V8h8VWAuFaOe6FVyA9l_sm9vLpm-IMtfjOjtqYjLw4G3Y0Bl8ARi_GGLnN4izmB1peBnvJKQbkgnOTTBF0hA8hPUR7A3kL9TIm-KMsPxq5JO-KOznzyMTVaIfcbw91cb72rJ7-jNDeEZd9YBagUgHDReiukqaQ0rgrar8lIufvvTC-9suIibM9RYd493ZMgSg6qyVA8AdEmgdkGnl1D5zGXJQks_UWiWsv55XxYq5vnS4IOpYVkLi-orFHaZahCWywxMQTJYVdN-B=w997-h667-no

Visual de cima da pedra

 

Para chegar em Caxadaço é preciso pegar uma trilha também pequena, de uns 10 ou 15 minutos e com bastante subidas e descidas mas com o "engarrafamento" que pegamos nela demorou um pouco mais que isso. Caxadaço é uma praia comprida e super agradável sem muita estrutura, só vi dois restaurantes, um mais arrumadinho e um mais simples com um camping entre as árvores. O mar ali parece um pouco bravo mas passando a arrebentação fica uma delícia. A praia parecia uma procissão de pessoas indo para as piscinas naturais, mas ela é tão bonita que resolvemos parar um pouco antes da entrada da trilha para as piscinas, estendemos a canga e demos um mergulho.

 

J2NnW984oO9HnYr2iomVvc4xh8jTQ6IqNQ1cr2PaPPAwfFgOSO9l17bu3aLRSxUn42vAWZbORfcvjD0W1bod537gxqgjEx5KfhP4rTMwDtF56oOmtWXyAUGSeU6jfI8Cv-dWOs5TTrM9aod-SiLEpSVowA6pYeYkii8eRX1rU4qtVj-1GIxd-Ba91dOOXjeg0oqffSOOSRtsBQ8P28iCzGFiRozWLlQ9IQaNMsZxIp1pGXoo5OVyeT6p5EjJCKxvn0dmv6tGJBBubrNbdknmDGi10fFoYawy7B0HVgPZtZvQcMwWIrUU04CRpy7pPlfOZavNwEFRZpC8CqWpoFGGQAie0G2LHRE1P35CE3p3Y6kBV3ZgFrff8Kb-_QnJe7ve-92z1KS1q9dXj7YFFwjkwXILsU8SxfWG_Gom-yFTX6sOv2e8O99NyIJnWaG01CbiVjSU4nUesQoxpwZ6zZmPG1nyLRIay77h0qcEyY6fPJfyjPRd6GFQOo_mFo932W9pnmHHh_fMJDc0tBnvEFJW8rJWlxt5Wv_MFlfwsB1vf8XPnKu0Iq_TKZxadgdXYYJJ39nB=w997-h667-no

Trilha entre a Praia do Meio e Cachadaço

 

kKZ-X2aBN9oE21zkeZyjFWdm-u3ufhDTMGawZm3m3MZVvyEX2-K64AjdGOF2A84MqhoBQq6Q5Lzn70bSjQGt9nZq3_7FUgB4Yfpf9NWydyJCp-4mzWkqoGwm9hz0c0FFySE3NdD4FS9yBeS7H45irVg7JtfVYVEXUUHnb9zUF7CxPwIdIuMleXMxRMFoP8ACmphWC4T4NpGe8ZXV9anrYj36AjFxZ58VyB8xJN5JgOCdAfRZ70ZbWqnFsgNNDrnge7pzZDH3WBAae1emrrzaaIefBfFtbjRLoNDrzTOx_KH3txLhqcklCkqoLYK0rmaVvdydJkDrVNv2kmYq_dky0qs1xxogzBBp3_cKr37EEI8P7aironcmOjTZ2LF8BDp9ghiprM2IBpwc8Kxs-eI6gG6tG8raEocUjxz06-GZ6M4apIQ8n_l39rG7E67gbmn3TVr9ZO2UtKsbBnYNRT17-0aVg9jb4Nw7jBFo0j089ynjEkPAZa2mczyzQTqAJa5IpBo8HkRvKYcyGjW38pyAela-Vo5BHmOmQsoVkMHWys4NrcrLeNVJcGjiiE5wCuop9Z5m=w997-h667-no

Vista da Praia do Meio de cima da trilha

 

FVNXnd_b7-GOboRHbHOQkYuflmcjoK0TTNiUUOvbdIkQSY2bEc67tgi43syh--2NwoeUdTmp4MR9gIlL-v6ywQT9rS7N1nBkbajTwlQAQ8gxU5bqaqhhezaKDVMAZ68UuR3L0qiBISCtzY3947CQjs8hnkBn8PDI3rF3eggUUaRze-GeOjDE5HDYkJvwEGenVpW5dxkljxWNW4LUQ3HiLyBDwUMaVM-gs7wMvnE0iUiI5Wk2PvM3ZZ23ECUNz1R-rHWRdY2rwJ9m96m3gf4qxRfuO0eD8qKlLH-DLZTZvJr-QE4t0a7dTmY3Xai9Iw9P6r3JhsCewKutnK-dHwQknYC_8ENRXzzWm0j2rJR59uiyggKzga3icXpHcDQKt_Rb7mXAMdsi46kINIT_JbURlZ2eW5hExGOCg5D9uW4BeJioLFKnwAPooNz5D9YJOzQbUNzVT-6Ajgrq0WsItu1R64EzBvQwC9mPJEKRA4lYeOmZAg7ge3S23vt8isiOOfmx4RtWcX6FGCg-f2HjlXmjlpTri_mLwbUCk6kCSdb6hoqWegx0lGcjCR-ZCPPK_CDnVvUN=w997-h668-no

A procissão

 

_Q21ECnHcL-09rVNFCl_WgyNfbUnJ_AZfuwuq5TvGQvmeMzPw07FCDth6VzMRYiaPV5ZJWkXw5LSg9VUWDkhGNHSNiPkXzngJdudCJWI2gi3f1pVef4n_EdJbrCJ9C6i3qtZxR_4MVO94eY01VMBMYs5VBOCCKnZQEhvjX5wcJE_-tyKsnT-Q3m0TRuxQhEq0NSJzwOdPQB5lfAyVao1LkDf6aHdzc6eFce2fhFz8OirfkQFrO9WSp58e2r-P7dChVg9CRfHYGmUrD5eRHCzBybSDoFQ8hyRwBSQZBlnY5fTcY3pGwWlMGktb1v5BXwylxLDl_fZy-8nxEOQnaQf-tYwVQn7Ufy7KeZsd1s0VZwZGFWtj0m-HsX0JBU3XnIj5QC3pYu1bnYEyTYvk2v2fWjU1PnDnZV-uXmG32mt-TJ3zKZkDy2f-Ra_83iTdgtVtB7y_NwJphIhnXEHFij8NGKoio5RpgSnPFi6WUAeOEGDj7kIFEHeRNWQP-qWTdpYohIWWSYyZt3Z-MJ8RSxolobpBpmLSZXhTx_UYWEXxLFs3Hbe1-GenghBjiMzACKh5Bio=w1001-h667-no

Caxadaço

 

A quantidade de pessoas indo para as piscinas começou a ficar inacreditável, qual seria o tamanho daquilo? Brincamos que íamos entrar no mundo de Lost e nunca mais voltaríamos. Depois de outra trilha (essa um pouco mais longa e também bem engarrafada) chegamos às piscinas e ali estava o mar de gente. Realmente, o lugar é paradisíaco, mas aquela vibe de Piscinão de Ramos quebrou um pouco o clima. Brinquei um pouquinho com a câmera e os siris e voltamos para Caxadaço.

 

QPBgnLhpNHGMZp2RDA-VRvTyN5VIKIawQ4cM8k4f_-4lGCJ_Z7rp0ZES06YVCCqrFnhMcEji4xkAabJcqcdvOx9Mh6URghFKDi14PCXo2BKY-YQTFoGIZSQhWcm2bFQsbM-AlWV6KVaGrenynS_BGOrJ8VGGnAdks1mXqi4QE9JzVvrRuQio0AF8OHob1CNtaYHbBcmo9PNW_0-aDkBM5tiA9rDQ_qjUCMWAdVwUwKWy00LEgjawPFc0IlrbNd4ESuti1B-cC5OZ4dExVG9TzUFY4BnQvx3yXNBhOleQS-YAzI2w2yv1Ow5F6NAPBwl3LRlaVoH2k08V3x16UPo78uuR09Vyo0nPnh5MMiSmovkGIERUMsStTH_vQ_COWT9GsTWJrrHwy1vW4eoxPDPKCBvbOz425fzhENY79OkxbyVJDTVKbQVifXIVlIpcirBQvXhlzxCVJt3IGQDEqkuiTZ45JOw6NBAm6FPayQMolvZX5pqzcFBJ4z-OaRoBaY6AgLzHfsyegjPAckO8HQ9RaxB7C_L3zM6VruSbOR88fIivF3IBKzW3OU04xbeWpCLykSPt=w997-h667-no

O piscinão de Ramos

 

1Ni8gyvEV6evM7dLEleff2xckxSRLH886rru90Uy2jiDCePlW8qTpuQTuoKlnDpQRv5UchR9SF93JMgculsCA1XvlkCQFeYkz54qVJ7VF3PuIj1SA3s_Gqoic46CK9QbpfHPoafzBp2R3Zu1_v1L16HMJBrYnDILGAnzhBQ1MnK5J33cPa6JkmUId8dqDF8ratF4yCaRMdNxQb_vTnatrTG546syls3xCd7k_4RRR_sYaVxrqkfrr7RaY37sbs6AZ7XwbT3Brjs1_8w3uyleLO2peCGwZFArlYnWR5kico1aGslNP0ZP6FZtvE9wgDyJKTScBQCiouNuIYS_sIvBvUHUo3zyU_Kl5bsIMsyev7SuAbL9nxzAyIql5gLSjSrLBvC0hpcOrjZU91E0NfBSr27qfNwxCwlabZZv9wwVLydy1nT_4mJTTFdWGnEOmf6RIerrOSvHQSUsuSk4lmer1X2GjvKwfcM0ABISzsu2Nmzy51gi1KYTCQHWB2gOYjB9Jn1nKeftNq0FcfojSJxZqe52xbun4OtPDoB2AeYM0cc5QlXL3iqRvYBARyG8P0dFsToq=w997-h667-no

Caxadaço na volta com um pouquinho mais de sol

 

Paramos no restaurante mais simples para outra também muito merecida cervejinha, que se transformou em quatro e um pastel de queijo, tomate e orégano que dava para alimentar uma família (uma delícia, R$ 10).

 

Depois dali seguimos de volta para o centro para pegarmos a trilha para as cachoeiras. A dica aqui para não fazer como a gente é a seguinte: no centro tem uma placa indicando a direção da cachoeira, que é o sentido contrário da Praia do Meio, mas esse caminho, que foi o que pegamos, vai pelo lado direito do rio. A trilha "certa" sai da Praia do Meio e vai pelo lado esquerdo do rio, chegando até a pedra que engole.

 

Por causa disso tivemos que atravessar o rio e subir um barranco para pegar a trilha certa, já que estávamos do outro lado. Nos juntamos aos outros transeuntes e chegamos às cachoeiras. Sinceramente, não achei a cachoeira lá essas coisas, também estava bem cheia e o tempo estava um pouco fechado, o que não ajudou. Ficamos pouco ali e descemos de volta para tomar banho de mar, que parecia mais negócio.

 

Yf6NwDKZM17VB1eCxalKeC0VLZDV1tmRC5kTXEumU8hKbqpZW--OgCa7zkZNtWI-5Sb7GipZksm07C5QsHGnl3KxT0b34uSf8UjzRL4P-ZD8wCo_0Gjr48d6cEIsbHhE-UCXOpeeAsnIxylzovhlKKdquhibN0CfyJxAJnHDrDmGdhpZEcVEjj4ImDtXAPOj4_QazhF4A0kU4StTTFZAe4FviEaMXQ-qfSNK7uNjV6kRKIrz2CPQcwV_dWbI2jlyicvy4ZKxOwpQMuLEuYY1QP9FeygnbNGboMnvnLwdRclZfQGFdm-geT3LqmoD_dDLK1tQJiDYnfgxu9MOGaJYd_lOxibkf7YfwZAFcWVH3UaioIlZqSczap48kALd3XOElEGpcFyh-PeAdQn6uefJ9N1P1mqjnXko12abxI0lJEvNWEfmoilLHqYc239dy0YPeeCWYt9oDicHl_fmoSO2_Kyqslt2JwabQ5uUU-BwCma1854ZdxUf6mhwsX-ET-T3649HPz7-QmsAPnws7vJWRVpDi7chOBhGlBK58PBpOWx-TsNUxNn9Cq7UQ9iTzyF4zwAV=w447-h667-no

Cachoeira antes da pedra que engole

 

Voltamos pela rua central e fomos para a Praia de Fora, onde rolou um mergulho de mar e um cochilo na areia com direito à som ao vivo do restaurante ao lado do camping.

 

Depois do banho e da maçaroca de "arroz cremoso" que fizemos para o jantar demos um pulo na rua central para comprar água e para presenciar uma procissão de sábado de aleluia com direito à velas, violão e música do Raul Seixas. De volta ao camping foi a vez da garrafa de vinho na beira do mar. Ficamos embasbacados pela luz da lua refletida no mar e o céu tão estrelado, ainda mais depois de um dia nublado. Meia garrafa de vinho foi suficiente para o game over depois de um dia agitado e fomos dormir, sem chuva essa noite.

 

O domingo amanheceu lindo, com o céu totalmente aberto. Tínhamos que sair até o horário do almoço, então juntamos o que sobrou de beliscos e fomos para a Praia do Meio, já que não tínhamos tomado banho lá ainda. Estendemos a canga, ficamos um pouquinho e a quantidade de gente de novo não animou muito. Como Caxadaço foi a que nos conquistou, pegamos a trilha de novo e fomos para lá para um último mergulho de mar.

 

NmJQ1q_tT8csDJPk0nnuvtIktDtnWnpgXtbTvuoPlG-DE1Wm9dkvqpTKRWeXVWfP2le7eDgrDQvbNdliTfsSrPXqVXfSeKOfyv8RYyL0vpVhDy7QqmlRWakaPM_z0HfPXo_90DlcTk4xiU0rDgAeXt-OxPXD7rT3thlSincK0SrwYwfWefaQdUPzrgFFNaY2pF-Rm4FZF621YhbLTl_aNjCHiTi4rz2CbF5BWrj1zUgDGdsodbcb63MpN8weKNEWpxCT_iKOjQqZMPd2hBKOsmSs92V-g0Nk2FBMwljmnFXXvexUjX4NiWh_MYryT8N8np5bDC-9I6WhP-JcuD5Edl2FNEcvu5UboKb9oT75P-BwezTwfCRUPDCrhCxh2t-ayv90wLTrfv3B_LxRNweqYbjAFs8NmWDZPLZTCqPxUYV3DdnZF7pvG9uQuElzzrFa5lTohVrU6Ta-hzX-HkCZ06k3BjECJuQmSO5GsG2CMprvsIISOvyFTELDyCMzJjFfzT3l9sp_BMXJkgkf7EAXTzCtXf9ev6fyNyqOFKECFBON06a_oNGikrDvnpthyAuMrwuG=w447-h667-no

Mais uma da Praia do Meio de cima da trilha, agora com sol

 

oNJ_9RsUZJIrdf__2cJ_cUbAHjhoJR2Rd7liwempAevN6zxaP92oygBWMmadJuDSttq1GJJCffSAFAoS_fDA337ZBuC99CYsYvqoEf3RyUYZhY2-5nhVhiQBxj1MReTwfDdB9C5W0wKvK-Q8UtrAePqTVtjTzXkL6VRntKsjXRVrJ1RnMOyuOmFXQKNsiV90UtJkQ4dJo0GlMkciKj6UGxbWZTw5VTLCcCIF3IenSaNakDNfymwB2ZWFj6g_v9MwVF-poBe7dkhLss_PmRQC7pTLgKYmoD8aZcxW02uvUOVYxAwJiAPXe78xIE8SViv4VuiXJU7m7cqBIuls-Y529hoUkAeMsFzq1-lwc41cIi-XEZP3oP_Y62T4K46Tdfyxx0BgfAgZHRJVSFZR0XFxV9f_QjMR109fq3-QEMUKOEX4IWfUPq8ezR8rxsLFKk8ITK-6cWhBq-uVfnr5Uecj0TYX9B708iX8ZkCCSTN4z3-LanOIaWNTvkK7BRKhHjt89GPx7BGid155pd4E2dllX-7i4drN2hspf0ABa_TiUcPe14WFNtxWuJ8osPxAEw0AX6Vs=w997-h667-no

Caxadaço super ensolarado

 

Chegou a hora então de desmontar a barraca, que foi até mais rápido do que imaginamos. Tomamos um banho e seguimos viagem de volta ao Rio. A estrada estava um pouquinho mais cheia, mas nada demais.

 

sdnpHdcBp0EFwmnSfa8UN1ISht885c2ViZ4yRwfvOyqD-NMg5qG6f6o3aB3hy2MRXqL_MexJvjavhmlSH_9R5f6Gb2TJGwfS6MvjA9la71d8pr3OgBBOCWsvKSwFfr64cSGJ1zl7eQVQwpIB8G6mzOWAbjx6_Jr6f0SVSAJwO8OcHrHwsP4JYN78o5ikelZJRj0lTcDyJQYmyZ6FZodLCSiK_eYU95hlnYjCE-Qi9vm0KGeUx8s52Iq6TSEsM-vPDnHCW9k3p8IY-N2YNbYqv1SUaI0iyNJIHDEwVKuw45QNWL63JWeJsTVrlqzEoGQ50rMcbRPT85XkEFEVZ67NPm9fTnPtRHUZMTtfquTcpLup4lwez9VmZvVzzuVIPQ2YaqB_AjaXaDmtA7-K-Ngzs6ps3JkBEdZLRGxUmGljRaFqBwjnzap2oGSFcUE-QiwBdDUU8sfBumW5K3kTrZB58gZxLK9SwdRS6tH9eYePwILhLVbh29HfqiBIynI8yluFUmsWDnJaEEvRRw-CoagOCbcrLlhE_gWcu6HuwusNHlxdvN2yzYaLNC8k1WmzglX4XLNM=w997-h667-no

A barraca meio bagunçada

 

8L6T5Cs4_WRFtRhxo5prGcaK2ga048ObMBwI-PRNEwWyyC_rUiP5LomYtNzssuNqzBGdj8VAeBxHtp2z6C7pMly6_p8u9SgvAUGu0ru_NRucSsqM8jxYq3OEIMe9vxip25a7i92xVIrXx4hYvZ2sHy2MvrdPj2_LGzJyhHOaPaEo9LFK7kA44NXvOZI8NuZARuNujmmudnJ7mv3l3ab29PXP6hAXulGT5WtCsNB0eH7496gSFq0G_MxPzH14cb4G7dK8bgYcdQVNwk-2qCAAmziAi_mfdN7jaqgSwoTrRXFwc5Ib-sQ3jmqhyQd23u29g977jh2mWlFvXQff57TplTGvqdvxoUSi1nWYIxHvYooipUkeSru3oPLCwQdl4ZY7yQtvbP2c3lvIiHmB-2OqMk6eb_lQ1a1J4GHX02Hb3u-YvigD7mmaEQt4Zl24F1s4qRBNVycYbtZoWvPBRM8jfFMApJYHPe0H004BSiJy-gxK-xmvm6Dqe4fwxagr5_t49SutnGjj2QUONR0OaGLd-A65PTZVHfz_1j8qWMSSYXyN6zh_gXRitdn8JZ2PPOQuFFFc=w997-h667-no

Praia de Fora vista do camping

 

Em resumo, Trindade é linda. As praias paradisíacas e a noite animada valem muito a viagem, mesmo que em feriado com a cidade cheia. Nós não estávamos no clima de balada (na verdade, acho que nem temos mais) mas vimos bastante movimento no fim da Praia de Fora, com música a noite toda. Para quem está afim de uma coisa mais animada, parecia uma boa pedida. Para quem quer algo mais tranquilinho, uma cervejinha debaixo do céu estrelado é mais do que maravilhoso.

Compartilhar este post


Link para o post

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  


×
×
  • Criar Novo...