Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados


Value Added Tax, ou VAT, é um imposto aplicado na maioria das transações comerciais que envolvem a transferência de serviços ou produtos em todos os países da União Européia (UE), incluindo o Reino Unido (UK). No Brasil, ele é traduzido por “Imposto sobre Valor Acrescentado (IVA)” e, basicamente, é o equivalente europeu do ICMS.

 

Cada país da UE estipula quanto será cobrado pelo VAT. Na terra da rainha, cobra-se 17,5% sobre o valor líquido da grande maioria dos produtos e serviços. Normalmente, este valor já está incluído no valor total do que se compra. No entanto, em alguns casos aparece a informação “PLUS VAT” ao lado do preço, isso quer dizer que no caixa será acrescentado o valor de 17,5% sobre o preço da mercadoria. Você já deve ter percebido essa porcentagem discriminada no recibo de praticamente tudo o que você compra por aqui.

 

Alguns raros produtos são taxados a 5%. Outros, como o transporte público, livros e jornais, não são taxados.

 

Obviamente, apenas as empresas registradas para recolher o VAT podem cobrar o imposto do consumidor. Você é obrigado a pagá-lo, a não ser que desconfie que a empresa não seja registrada para cobrá-lo. O número de registro da empresa pagadora de VAT deve estar impresso no recibo. Se você está desconfiado que anda pagando imposto para empresa furada, ligue para o National Advice Service (0845 010 900 – atendimento das 8h às 20h, de segunda à sexta) ou acesse o site www.europa.eu.int/ (em inglês). Eles podem informar quando a requisição para pagamento de VAT é legítima ou não.

Compartilhar este post


Link para o post

Reembolso

 

A boa notícia é que se você é turista na Europa e não possui cidadania européia , pode solicitar o reembolso de muitos dos VATs pagos durante as suas férias. Você precisa ficar ligado nas lojas que oferecem este benefício. Geralmente, elas têm um adesivo na porta com os dizeres “TAX Free Shopping”. Contudo, muitas lojas que oferecem o reembolso do VAT podem cobrar uma taxa administrativa, ou seja, você provavelmente não receberá os 17,5% de volta, apenas parte dele. Pergunte ao lojista sobre o valor cobrado pois é variável.

 

Vale a penar alertar que só pode ser pedido o reembolso para ítens comprados há menos de 3 meses da data de embarque. Ou seja, se você está morando aqui há algum tempo, não adianta pedir o VAT refund para aquele Ipod comprado no Natal... Pois é...

 

Ao fazer compras lembre-se de guardar todas as notas e preencher uma guia no aeroporto antes de embarcar de volta ao Brasil. Normalmente as lojas também fornecem este guia. Você poderá ser abordado pela aduana e terá que mostrar os produtos para os quais você está solicitando o reembolso do imposto. Portanto, deixe-os em um lugar de fácil acesso, como a sua bagagem de mão. Os reembolsos quiosques para este fim numa série de aeroportos, incluindo os aeroportos de Londres Heathrow, Londres Gatwick, Manchester, Glasgow e Stanstead, nas partidas do Reino Unido.

 

Aviso aos businessmen e businesswomen

 

Se você tem uma empresa no Reino Unido e a sua empresa tem um turnover (volume de negócios) no valor de 60 mil libras anuais ou mais, você deve se registrar para recolher o VAT. Isso também vale para os autônomos. Resumidamente, você pagará o VAT ao comprar bens e serviços e cobrará o VAT ao vendê-los.

 

Alguns tipos de serviços não precisam cobrar o VAT. Por exemplo, empresas de seguros, empréstimos, treinamento e alguns tipos de educação.

 

Empresas com turnover abaixo do mínimo exigido podem se registrar voluntariamente para pagar o imposto. Algumas empresas o fazem para ganhar mais credibilidade, apesar da burocracia que o processo envolve.

Se você tem uma empresa que faz negócios com o Reino Unido, você também pode solicitar o reembolso. Para obter maiores informações, acesse o site: www.vatbrasil.com.br

Compartilhar este post


Link para o post
Deixa só eu esclarecer: alguns cartões oferecem seguro-VIAGEM, sim, o problema é que são normalmente aqueles mais exclusivos (que a maioria de nós não pode adquirir). Então é sempre uma boa ver com atenção o prospecto do seu cartão e, se puder, ligar para saber se o seguro-viagem está incluído.

 

Com o Travel Assist Plus você poderá contar com:

 

Coberturas:

 

Assistência médica de até R$ 5.000,00 em caso de acidente no Brasil;

Assistência médica de até R$ 20.000,00 em caso de acidente ou doença no exterior;

Adiantamento de até R$ 20.000,00 para cobertura de gastos médicos no Brasil e de até R$ 20.000,00 para cobertura de gastos médicos no exterior;

Adiantamento de despesas jurídicas no exterior de até R$10.000,00;

Seguro Viagem de até R$ 50.000,00 em caso de morte acidental ou invalidez permanente total;

Seguro Bagagem de até R$ 10.000,00 no caso de perda, furto, roubo ou dano da bagagem segurada;

Reembolso de passagem aérea;

Serviço de reserva de hotel, passagem aérea, aluguel de automóveis e transfers.

E mais:

 

Prolongamento da estadia do associado no exterior em razão de acidente ou doença, desde que sob recomendação médica;

Transporte e estadia de um familiar do associado para companhá-lo durante o período de hospitalização;

Viagem de regresso do associado e de seus acompanhantes, caso ocorra a morte do mesmo, de algum parente de 1° grau ou sinistro em sua residência;

Emissão e entrega de passagens aéreas;

Informações em caso de perda ou roubo de documentos no exterior.

Viaje ainda mais tranqüilo. Solicite já o seu Travel Assist Plus por apenas R$ 5,80* ao mês, debitados na fatura do seu cartão de crédito

Compartilhar este post


Link para o post

estou de volta e consegui visitar só a Heineken e a Pilsner Urquell.

 

Na Heineken, o brinde mudou para um abridor de garrafa de metal, num estojo especial em forma de garrafinha, bem legal também. O preço é mesmo 10 euros, e fique esperto porque fecha as 18hs, mesmo que você esteja lá dentro... eles param de servir chopp e de entregar brindes, quase fiquei sem.

 

A Pilsner Urquell fica em Plzen, a mais ou menos 1h30 de trem de Praga. Pegamos o tour das 14hs em inglês. É bem legal, mas não tão divertido quanto o da Heineken. O preço era 120 coroas tchecas (uns 5 euros e pouco) e no final você ganha 1 chopp direto do barril e uma latinha da cerveja. Logo em seguida almoçamos no restaurante da fábrica, a um preço muito bom, inclusive a caneca de 500ml a 27 coroas (1 euro). Vale tb passar na lojinha, as camisetas das cervejas da fábrica saem por 200 coroas (pouco mais de 20 reais).

 

Na Erdinger fui só na loja, e as coisas são mto baratas apesar de ser em euros. Compramos camiseta a 6 euros, jaqueta a 20... e vc ganha de brinde da simpática velhinha do caixa balinhas em forma de copo de cerveja.

Compartilhar este post


Link para o post

Uma amiga minha teve um grande problema com o seguro de viagem do cartão Platinum: ela tinha um Plantinum Mastercard que teoriamente dari o seguro viagem que cobriria os 30,000 EU pra entrar na Europa.

Ela telefonou mil vezes para o cartão e para o banco e cada um mandava que ela entrasse em contato com o outro, sem resolução e ninguém nunca enviou nenhum comprovante desse seguro pra ela.

Resultado:quase em cima da hora de viajar, ela teve que fazer um outo seguro e optou pelo ISIS do STB, que é o melhor custo-benefício do mercado.

 

E foi o que eu fiz também, que é realment emuito bom.

 

Atenção então para os seguros "inclusos" nos Cartões de Crédito!

Fica o toque.

 

Paula

Compartilhar este post


Link para o post

Pessoal, irei passar 3 meses na Espanha e gostaria de saber se esse papo de Comprovante de Beneficiário do INSS serve mesmo como o seguro saúde.

Fazer um seguro saúde por 3 meses que cubra os 30.000 euros fica muito caro, se esse papo do INSS servir será uma mão na roda.

Caso não funcione, existe a possibilidade de contratar por lá um seguro de saúde que cubra os 30.000e obritatórios e que seja mais economico?

Compartilhar este post


Link para o post

...até agora neste tópico não teve uma única alma que precisou mostrar o tal seguro p/ as autoridades migratórias na Europa. O que dá a impressão - mesmo sabendo que é um documento teoricamente obrigatório - é que existem muitas empresas tocando o terror para que os viajantes contratem o tal seguro.

Pelo repertório dos relatos, a minha opinião é que os viajantes contratem o tal seguro se realmente sentirem a necessidade de ter esse serviço para os imprevistos de uma viagem longe de casa e não apenas por se sentirem obrigados.

Compartilhar este post


Link para o post
Você está certa JU. O convento de Veneza é somente para mulheres.

Vi sim o site do The Beehive (achei tb muito bom em todos os sentidos), mas o Alessandro me pareceu mais animado, tem café da manhã (O Beehive não)e café dia inteiro, serve pizza grátis 1 ou 2 vezes no semana no jantar, tem um Pub, internet, ar condicionado se estiver fazendo calor, vigilancia monitorada e...... poderei fumar. Confesso e admito minha culpa: sou fumante.

Ciao!!

 

Mariangela

 

MAriangela, estou chegando agora do Alessandro. Estou agora em Firenze no Archi Rossi. Eu ja estava ficando preocupado, por que até agora eu tinha ficado em Paris no Dartagnan e em Roma no Alessandro. Nenhum deles se compara com o Archi rossi nem mesmo com ho hosteis e ja fiquei em outros países. Sinceramente o alessandro deve ter mudado muito desde que você foi pra lá. O lugar esta ultra comercial e caro. Para tudo se paga..

 

A internet está super cara lá. Há um problema generalizado devido aos recentes ataques terroristas, então existe um controle mais acirrado, mas o pessoal está aproveitando e ganhando grana em cima disto.

 

Ar condicionado no Alessandro, só depois das 11:30 da noite (tem um sistema que liga e desliga o bicho sozinho). E estava fazendo uns 40 graus de calor a noite (exagero, mas tava quente até) e nao se podia ligar ele manualmente..

 

A tal festa da pizza, deu até raiva.. fiquei esperando e na hora a pizza estava fria e dura . isto mesmo, parecia sola.. E o pub, no alessandro palace, é caro as pampas e não se pode levar bebida de fora..

 

O pessoal até que é gente boa, tem uns italianos metido a engraçado, mas o lugar é limpo pelo menos. E com acesso fácil a aprtir da rodoviária e das estações de trem. Por falar nisso, dica: o passe de metro em roma pode ser comparado para 1 viagem, 1 dia ou 4 dias. tem uns outros que eu nem prestei atenção por que nao interessava. Vejam quanto tempo pretendem ficar..

 

vou tentar montar um "relatos de viagem" e colocar umas sugestões pra galera.

 

Até mais.

Compartilhar este post


Link para o post

Aí, galera!!!

 

Alguém aí já teve dor de dente?? Pois é... imagina ter dor de dente lá na Suiça e precisar ir ao dentista!!! Aconteceu com a minha sogra e o seguro cobriu as despesas.

 

Então, para o pessoal que acha desnecessário fazer seguro aí vai uma dica: Não faça seguro só por que é obrigatório, mas FAÇA SEGURO porque você realmente pode precisar dele.

 

O meu eu fiz pelo MIC, saiu a US$ 75,00 e tem um por US$ 45,00 (mas esse é com franquia). O site é www.micbrasil.com.br

 

Valeu!

Compartilhar este post


Link para o post
Visitante
Este post está impedido de receber novas mensagens



×
×
  • Criar Novo...