Ir para conteúdo

CHILE BOLÍVIA E PERÚ - 27 DIAS DE AVENTURA POR US$ 1800 DÓLARES (JAN/2016)


lucaslaragao

Posts Recomendados

  • Membros

Hahahaha que massa Lucas!! O passeio pelo Salar tem seu lugar no top 5 da minha viagem! Acho que as preocupações com as agências são padrão pra todo mundo mesmo. Quanto a ir no fundo do carro... Putz... infernal ::lol4::::lol4::

P.S. também fiquei felizão quando trouxeram o segundo prato no jantar ::lol4::::lol4::::lol4:: Achei mesmo que ficaria naquela sopa de batata com batata e batata, água e pão. kkkkkkkkkk

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
Fala Lucas, meu conterrâneo. Feliz em ter contribuído pra sua viagem. Esses feedbacks nos fazem ver que o esforço do relato vale a pena. Um ajudando o outro, é esse o espírito. Parabéns pelo tópico. Já vi que vai ser dos bons e vai inspirar muita gente também! ::otemo::

 

Abraço!

 

Vale muito a pena! Seu esforço não foi nem um pouco em vão... e me fez querer também retribuir! É assim que a gente fortalece o mochileiros ;) valeu!!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Um toque pra quem está com a viagem marcada (ou pra quem tbm é mega curioso e adora programas de viagem):

 

No último fds o programa Mundo Segundo os Brasileiros disponibilizou o novo episódio da 6ª Temporada, que fala sobre Cusco/Qosqo/Cuzco!!! ::otemo::

 

Tem algumas boas dicas:

 

Bjos e ótimas viagens pra todos nós! ::cool:::'>

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

CAP 3 - Na Bolivia 'Tudo es posible, pero nada Seguro' - Dia 03

 

Acordamos por volta das 06:30, e tomamos o café da manhã simplão. Hoje seria o dia mais divertido e longo, muitas atrações para ver: lagunas altiplânicas, aquelas belezas de lagoas coloridas lotadas de flamingos, Árbol de Piedra e o Deserto de Siloli. ::otemo::

 

Nesse dia estava me sentindo bem mais disposto... o que concluí foi que a altitude tinha me pegado um pouco desde que tinha chegado... mas no geral em Uyuni, nos 3 dias, eu mal senti efeito da altitude.

No caminho, a primeira parada foi num trilho de trens para tirar umas fotos. Lá deu pra se divertir com as pedrinhas. ::lol4::

598dd6d9e4af8_mandanudes.JPG.ec2ac5de0309da3259b2e84091b93a4e.JPG

Saímos de lá e seguimos por esse caminho bonito, rodeado de montanhas e vulcões. Tinha montanha tanto à direita como à esquerda... todas naquele mix de cores laranja, vermelho, cinza, verde claro...Eu estava bobo... tudo era tão incrivelmente bonito e diferente do Brasil... ::dãã2::ãã2::'> ::hahaha:: pelo menos aqui no ES as ‘montanhas’ são todas baixas e chapadas, nada de picos igual uma seta apontando pro céu. À esquerda já era o Chile.

 

Depois fomos para próximo de uma fronteira com o Chile, com mais um cemitério de trens. Esse era mais feio e não era tão bom para o parkour como o primeiro hahah...Num dos vagões eu encontrei um cara que estava simplesmente acampando alí...::ahhhh:: hahaha esse é corajoso... No fim achei parar lá desnecessário, podíamos ter pulado.

598dd6dc7fb84_cemiteriotremdia2.JPG.cc5dc39de1044bd06e5d7e3d96d0505e.JPG

A terceira parada foi numa espécie de mirante, onde vimos o vulcão Ollague ao fundo. Eram umas formações geológicas de cor alaranjada, cheio de curvas.

598dd6d989032_primeiraparada2.JPG.6acba271f64839594b23840fc8973434.JPG

598dd6d94a1ed_primeiraparada3.JPG.96c06083b88a84d5a0d86749046f141f.JPG

Depois disso fomos ver a primeira laguna, a Cãnapa. Nela passamos muito rápido e depois fomos almoçar na segunda laguna, a Hedionda. Saímos antes e fomos caminhando na beirada dela. Elvis foi na frente para preparar o almoço. A lagoa é bem bonita, deu pra ver os flamingos de perto. Até tentei contar ::tchann:: hahahaha, mas parei nuns 300 e poko... devia ter mais de 2000 lá fácil... ::dãã2::ãã2::'>

lagoa1.JPG.eae2c19982639f2503cc444585ec2b00.JPG

598dd6daa86bf_lagoa2paraalmoo2.JPG.1f8095fe53aaa0df7954015baf1576e2.JPG

598dd6da8ef6f_lagoa2-flamingostyle.JPG.4bf465a34311174216e3f9c63827f78b.JPG

598dd6da5c76a_lagoa2-vista.JPG.445813f9054a6053e81e3695ba8f3ae2.JPG

O almoço foi bacana! Um frangão empanado que parecia uma panqueca e um macarrão ok, mas estava tudo muito bom! Lá descobrimos que a coreana Isabel não gostava do nome dela... ::mmm: (Na verdade o nome dela não é Isabel, é costume de chineses, coreanos e países em geral com nome difícil terem um nome ‘ocidental’). Fiquei pensando que maneiro seria poder escolher um segundo nome... :lol: hahahahaha.. Ela diz saber diferenciar chinês de coreano, de japonês... daí eu aponto para um casal em outra mesa e ela diz serem chineses. Fui perguntar e eram Taiwaneses... ::lol4:: kkkkk.. acho que é realmente impossível diferenciá-los.

 

Ao sair do local, quando ajeito meu óculos no rosto, um barulho, TEC! Ele se parte... =’/ foi triste :shock:::grr:: , deu ate pra usar uns dias, mas depois ele se esfacelou todo.. no Chile foi um pouco ruim estar sem ele, é muita luz gente, invistam bem num óculos bacana e confiável.

 

Saímos de lá e pegamos um caminho bem longo, rumo a algumas lagunas e ao Árbol de Piedra... Colocamos todo tipo de música, e quando o Elvis gostava, ele estendia um papel para a gente anotar o nome da música :lol: hahah... Lá ele fez várias piadinhas... perguntou se conhecíamos a Biscate boliviana... disse que veríamos ‘logo ali’... na verdade ele estava falando é da Biscacha, um roedor que parece um coelho e que se esconde em pedras no deserto ::tchann::::hahaha:: hahaha...

Logo depois, passamos bem rápido pela laguna Honda e por uma outra laguna que não lembro o nome... Segundo o Elvis, não era muito normal parar alí não.

598dd6db08dcd_lagoa3-pulando.JPG.df4d477235f9fe195c1a8cab6c2d0692.JPG

lagoa4.JPG.955b80ff8dc04dff564b2d08b0e72bd8.JPG

Passamos por um caminho muito estreito, era tipo um vale com pedras de todos os tipos de tamanho. Pareciam que iam rolar por cima da gente a qualquer momento =p Segundo Elvis, eram pedras de erupções antigas...

598dd6db64251_caminhoestreito.JPG.2ca0e1911398561f42c1a2cd1c96fb64.JPG

Acabamos chegando na parte mais alta do deserto de Siloli, um dos desertos mais áridos do mundo. Estava a mais de 4500m de altitude (estou sem fotos =/)

 

Depois fomos para o Arbol de Piedra. Sou suspeito, mas eu achei aquele lugar o mais completo do dia, quase um PARQUE DE DIVERSÕES ::otemo:: hahahaha, a ‘árvore de pedra’, não foi nada se comparado ao ‘resto’ kkk... Ao lado do Arbol tem imensas pedras recortadas de uns 4 metros pra cima, próximas umas das outras... escalei todas, sem exceção, ::tchann::, macaquei muito mais que no cemitério! Sério, pra quem gosta de escalada ou parkour, aquele lugar é um paraíso, além de muito bonito! O engraçado é que muita gente pode se machucar lá, mas no geral na Bolívia, não tem cercas, avisos ou guardinhas tomando conta de você ou das coisas... se você quiser entrar na laguna pra brincar com os flamingos, fique a vontade! Só vai sentir uma leve coceira nos seus ossos... ::putz:: hahaha... foi meio que nesse contexto que o Elvis depois falou: ‘Na Bolivia, tudo es posible pero NADA seguro’ ::lol4::::hein: Kkkkkkkkkkkkk...

598dd6db4681c_arboldepiedra-apedra.JPG.c18a98464d41c39a1755beb7d6fa6252.JPG

598dd6dca3ebe_arboldepiedra3agalera.JPG.c21dcc8be4b0464639160554ed024d51.JPG

598dd6dc05aba_arboldepiedra-matrixvento.JPG.577a0a56b8dc187be4c1c92881dae56a.JPG

598dd6dbbca01_arboldepiedra-jumpdamorte.JPG.f89019833b8feafe67541c0392f051b9.JPG

Logo depois fomos para a tão esperada Laguna Colorada. A mais bonita do passeio!

Para entrar lá, pagamos outra taxa, pois ela fica dentro do Parque Avaroa. A entrada custa 150bob. Não perca isso - os guardinhas estarão loucos para te cobrar novamente - Chegamos lá meio que em cima da hora. Elvis diz que, por causa disso, teríamos que ficar só 20min... A lagoa é espetacular, tem um tom rosado/vermelho junto com a maior quantidade de flamingos entre todas as lagoas, mais de 11mil, com uma vista repleta de montanhas e vulcões ao fundo, sério, é surreal esse lugar, colocaria fácil numa das 7 maravilhas do mundo... ::ahhhh::

598dd6dce11c9_lagunacolorada1.JPG.0ef1aec9a8cb648de55cc0a8197960f7.JPG

598dd6dd50a8c_lagunacolorada2-agalera.JPG.f589f9224ce3f439c4644ba7827c30b6.JPG

598dd6dd27440_lagunacolorada3.JPG.2dbcc90a2d55f8941060512f5d73f852.JPG

Fiquei inconformado por ser só 20 minutos, tentei aproveitar ao máximo tudo, mas é difícil ‘sentir’ o lugar nessa correria... uma hora, tentei ver a lagoa do outro lado, onde tem menos turistas, e quando estava indo, vejo o resto do grupo já entrando no carro, ‘Putz, vou atrasar geral’, por isso comecei a correr para chegar logo perto da lagoa, para ver e voltar. O que eu não imaginava é que, a 4700m, correr não era nem um pouco aconselhável... Voltei pro carro muito ofegante, faltava muito ar, fiquei um bom tempo sugando ar até me acalmar de novo.. hahahaha... ::lol3:: não tem MESMO oxigênio..., não vem nada, não importa o quanto você respire fundo.. ::putz:: hahahah

 

Dica: Galera, a lagoa colorada, é, sem dúvida, o ponto auge do passeio. Não foi nada legal chegar naquele paraíso e só ficar 20min, foi uma das coisas que a Cordillera pecou ao meu ver, por isso, saibam antes bem o roteiro, tracem antes com o guia e converse com seu grupo para priorizar os lugares que querem ficar mais tempo! Também vi, no relato do Rodrigo, que o guia deixou eles na Laguna e eles voltaram andando. Se eu tivesse lembrado dessa ideia eu com certeza optaria por isso. No fim, achei esse dia, muito cheio de atrações, com todas meio corridas. Podiam ter passado por menos lagoas e dar mais tempo para a Colorada, ou poderia eliminar o outro cemitério de trens...

 

Peço desculpas pro pessoal.. ::putz:: e seguimos para ir embora, achei que fosse levar horas, mas o hotel é logo alí mesmo, dentro do Parque Avaroa, não deu nem 15 minutos, fiquei bem bolado na hora, pra quê a pressa se o hotel era logo ali? ::grr::

 

O hotel dessa vez não é de sal e tem uma estrutura melhor. Também parecia um hotel só para clientes da Cordillera, o que foi legal, realmente parece que eles tem uma certa exclusividade, mas não sei como é com as outras agências... Alí esfriou bem mais que no primeiro dia #sepreparem. É bom lembrar que o banho quente custou 15bob. Não deixei de tomar depois desse passeio hardcore e cheio de poeira... O jantar foi sopa e macarrão, tudo ok =) Depois tomamos banho e compramos uma cerveja por 10bob (QUENTE) mas foi, depois daquele dia cansativo, não podia faltar uma cervejinha pra fechar a noite! hahaha. Dormimos logo, amanhã seria o dia dos Gêiseres e teríamos que acordar cedin às 04:00.

--

Gastos dias 03 – Uyuni 2° dia

Cerveja: 10 bob

Banho quente: 15bob

Entrada Parque Avaroa: 150bob

Total: 170bob = US$ 25.17

 

Próximo Capítulo: Um cagaço na fronteira: O primeiro dia em San 'Perro' de Atacama!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 meses depois...
  • Membros

CAP4: Um cagaço na fronteira: O primeiro dia em San 'Perro' de Atacama! – dia 16/01

 

Acordamos às 04:00 da manhã. Nada fácil. Até agora, eu não pude dormir mais do que 6 horinhas, então, o cansaço já está um pouco acumulado.

Nesse último dia do passeio, tivemos que despedir da boliviana Gabriela, que voltaria para o equador, enquanto nós seguiríamos para o Chile. No lugar dela, entram novos dois companheiros de viagem, Debbie, dos EUA – uma professora de Golf e Jimmy, da Argentina – um jogador profissional de Poker. É isso mesmo, é inacreditável quão diferente são as pessoas que encontramos nessas viagens... e os dois viajavam com um dinheiro de um prêmio que o Jimmy conquistou recentemente... ANIMAL hahaha ::hahaha::

 

Levamos uns 30 minutos para chegar nos Geisers e estava bem cheio. Achei bem bacana, deu pra fazer mtas fotos e engolir uns quilos de enxofre hahha =D

G1411563.JPG.9d385b397b1f6971a4d77996332d5223.JPG

G1391556.JPG.f6f971c477d815136436635a6b5696c8.JPG

De lá mesmo conseguimos ver o nascer do sol entre as fumaças...

Depois dali seguimos para o Deserto Salvador Dalí, chamam assim pois se parece muito com um quadro que ele pintou, mesmo ele nunca estado lá... era uma parte parecida com o 2° dia em que vimos vários pedregulhos. Ficamos pouco e partimos.

G1431568.JPG.ff4e8cd64d738b4a7fbf5b8cff98717a.JPG

Depois seguimos para a Laguna Verde, que não estava verde por falta de vento, segundo o Elvis. Mas é linda, dava pra ver o reflexo do vulcão logo ali, o Licancabur, já no Chile. Também logo em seguida passamos bem rápido numa última laguna, a Laguna Blanca.

G1451574.JPG.969217796e584c3fcdf2d8596efdb8d3.JPG

IMG_2831.JPG.3a8ade104cce7c72f6fc12883ba77df6.JPG

G1461576.JPG.c490022de7fa595993ea6fef796b530f.JPG

Depois da laguna blanca, era próximo das 10hrs e já nos dirigíamos à fronteira com o Chile. No meio do caminho, o nosso grande motorista rock n’ roll, Elvis, colocou a mesma música que tinha colocado no 1° dia, para ‘fechar’ a viagem. Bateu a maior nostalgia, a viagem chegava ao fim e sem dúvida meu mochilão começava com CHAVE DE OURO! Com um passeio irado e uma galera irada!

 

Ok chegamos à fronteira e é aí que toda alegria se dissipou e se transformou em desespero. ::essa::::ahhhh::::putz::

 

A fronteira era uma casinha menor que meu quarto. Tinha uma pequena fila e algumas outras vans também já na área, trazendo mais turistas. Logo que entrei, os guardinhas pediram um tal papel que ganhei na chegada na Bolívia, o documento da imigração que recebemos dentro do avião, antes de chegar no país... ok, era só procurar na minha pasta de documentos, né? Não estava lá, o canário do papel não estava em lugar nenhum. E pra piorar, os guardinhas disseram que para quem não tem esse papel, deveria pagar 300 Bolivianos........ NEM FU*!!! Voltei pra van, abri minha bolsa inteira desesperado, enquanto todos já estavam prontos e o ônibus já esperava a todos para partir para o Chile, e NADA...perguntei pro Elvis o que faria e ele estava com uma cara de... ‘brother, sei lá!’, pensei, putz, beleza, vou ter que pagar isso não acredito... só que na hora entra em cena o Jimmy, o jogador de Poker profissional, ele fala que não vai dar em nada, que ninguém ia pedir isso, que os bolivianos não tinham controle algum no sistema para perceber que eu não tinha entregue.. de que ele já fez isso várias vezes e talz.. hahaha... cara, na hora eu não sabia o que fazer, mas esse cara me deu tanta confiança de que ia dar tudo certo que eu confiei nele, mesmo não confiando... hahah, entrei no busão de ‘ilegal’ me cagando de medo de alguém fazer algum tipo de chamada com o que foi feito na casinha com os bolivianos... mas nada ocorreu, só uma lista com os nomes das pessoas lá. Fui tenso a viagem inteira de 15 minutos até o Chile... e só relaxei quando entreguei o novo papel da imigração Bolívia-Chile e tinha o carimbo que atestava estar oficialmente no Chile, pulei de alegria e agradeci muito ao Jimmy... hahahah.. certeza que os bolivianos iriam colocar os 300 bob no bolso se eu tivesse pagado... mas, não façam isso que eu fiz, aliais, recomendo que não percam esse papelzinho =p

 

Papel fronteira https://www.google.com.br/search?q=papel+imigra%C3%A7%C3%A3o+bol%C3%ADvia&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwip9MHcvtPNAhWKlZAKHQdmA0sQ_AUICCgB&biw=1366&bih=643#imgrc=wNFU1CtGgjY8dM%3A

 

É só você passar a cancela da ‘fronteira’ que tudo começa a mudar repentinamente. Placas, sinalização bem feita, a estrada ótima e bem pintada... enfim chegávamos ao Chile! Saíamos do país mais pobre e íamos para o país mais desenvolvido da Am. Latina, é chocante a experiência... Wi-fi! Comida boa! Um pouco mais de conforto... Salmão! Hahahah... estávamos animados.

A imigração no Chile foi de boa. Rápida e sem perguntas. Você ganha um papelzinho dentro do ônibus mesmo para preencher antes das filas.

 

Estava quente viu... putz, devia estar mais de 30 graus e aquele clima seco que não ajuda em nada. A primeira impressão do Atacama foi ótima. Uma pessoa na rua parou para ajudar a gente, sem ao menos pedirmos ajuda e nem pediu proprina por isso! Os cachorros eram mais limpos, mais bonitos e pareciam até mais alegres e saudáveis que os pobres cachorros da bolívia... kkkk e é pela quantidade de cachorros que também chamam San Pedro de Atacama de San ‘PERRO’ de Atacama.. haha. A cidade é super jeitosa, parece um vilarejo, super roots, LOTADA de turistas e cachorros e mais cachorros... eles entram nas agências e até fazem tours.. =P

 

Era mais ou menos 12:00 quando chegamos no Chile e dava pra fazer ainda algum passeio hoje, por isso fomos correndo trocar moeda, comer rápido, encontrar o hostel e ir direto já fechar o passeio do Valle da Luna hoje, que começava às 16hrs.

 

Para trocar moeda, tinham várias casas de câmbio, então fomos de uma para outra, nos dividimos em 3, depois nos juntamos para verificar a melhor cotação. Fechamos a 715 por dólar na época, uma cotação até boa! Também aproveitei e troquei alguns pesos chilenos posteriormente com outros brasileiros... isso é uma ótima ideia pra quem tem alguns restos de moedas ou pouco dinheiro de um país que não vai voltar mais, geralmente acaba se conseguindo uma cotação bem legal também...

 

Almoçamos salmão com batatas frita e suco de pêssego, tudo por 4000 pesos (+- 6 dólares, pouco mais de 20 reais, ou seja, de boa!)... estava tudo incrível, neste momento, zero saudade da Bolívia... hahah, é foda como ficamos comparando tudo né. O nome do restaurante é Cafeteria Yalí, acredito que seja na calle Caracoles, uma das ruas que partem da pracinha principal.

598dd91054e4c_2016-01-1818_17_18.jpg.2e265adcc920b4f524ca65e5dfdb9e58.jpg

Ficamos no Hostel Backpackers San Pedro, que saiu bem em conta (já adiciono quanto paguei) > fotos aqui: https://www.tripadvisor.com.br/Hotel_Review-g303681-d2502155-Reviews-Backpackers_San_Pedro_Hostel-San_Pedro_de_Atacama_Antofagasta_Region.html O hostel tinha um preço legal pro Atacama, com um ambiente bem jovem e ‘relax’... Deixamos nossas coisas lá na recepção mesmo e fomos fechar o passeio.

 

Como tínhamos pouquíssimo tempo, só olhamos duas agências. Acabamos fechando na Colque Tours por 8000 + 3000 de entrada no Parque. Era um preço em conta na época, pelo que tinha pesquisado. O guia foi normal, mais calado no durante, mas sempre fazendo as explicações. O microbus era confortável e com ar.

G1531603.JPG.24fcc365d5ebd4fc2e700e37d3fe9a69.JPG

Junto com a gente tinham um grupo de 4 brasileiros que vinham de moto do Brasil até o Chile. Eles chamavam o guia de Evo e zuavam tudo... logo ficamos amigos e foi bem divertido. Após o Valle da Luna, seguimos por alguns caminhos entre pedras e fomos ver as Três Marias... uma formação que foi quebrada por um turista alguns anos atrás, por isso não podíamos nos aproximar mais... (fiquei imaginando a sensação do cara de quebrar uma obra de arte da natureza milenar... kkk)

G1611628.JPG.dcfaf3743cd9978670b7b8b4490715fe.JPG

Após as 3 Marias, fomos ver o pôr do sol, no Valle da Morte. Um pouco antes, nosso guia o Evo, fez uma explicação muito bonita - sob rajadas de vento - sobre o Por do Sol, que significava uma renovação. Fez isso e apontou para um dos brasileiros que tinha caído de moto.. foi mágico e um momento bem espiritual... todos ouvimos atentamente e em silêncio. O pôr do sol nesse terreno exótico foi indescritível...

G1671650.JPG.841fd433dd60dbd026c1e8aec47f828a.JPG

G1691667.JPG.4ae4506c54a6bb9442e99dc2ddbb247e.JPG

Uma coisa que ví em outros relatos é que alguns tiveram a tal Piedra Del Coyote onde puderam ver o pôr do sol. Nós não passamos nela, mas subimos nesse morro que era um dos pontos mais altos da área do Vale da Morte e valeu muito a pena mesmo assim, verifiquem isso antes.

Chegamos de volta à vila próximo das 22hrs. Como a maioria das agências já estavam fechadas, só deu tempo de fechar lá na Colque Tours mesmo. Fechamos os outros dois passeios que queríamos fazer: Lagunas Altiplanicas por 40000 + 5000 entrada e Salar de Tara por 73333 pesos chilenos. Os valores caíram um pouco porque pechinchamos e estávamos em 3 pessoas.

No caminho de volta para o Hostel passamos num pequeno mercado onde compramos macarrão, molho, bananas, água e fizemos um rango tarde da noite. Foi 3500 para cada um. Voltamos pro Hostel e sobrava pouco tempo para acessar wi-fi, dar um alô para família, tomar banho e se preparar para amanhã, o passeio das Lagunas Altiplânicas, às 07hrs da matina.

 

Gastos:

- Almoço: 4000 pesos chilenos

- Passeio Valle Luna + Valle Morte: 11000 pesos chilenos

- Passeio Lagunas Altiplânicas: 45000 pesos chilenos

- Passeio Salar de Tara: 73333 pesos chilenos

- Mercado: 3500 pesos chilenos

TOTAL: 130 dólares

Próximo capítulo: Lagunas Altiplânicas e o INCRÍVEL Salar de Tara

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 mês depois...

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...