Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros

Olá Galera

 

Sou Murilo Coelho, conhecido por Violeiro. Tecnicamente sou Acadêmico de Direito, Assessor Jurídico Ambiental e tenho projetos sociais de Educação Ambiental, com atuação na região de Caldas Novas-GO.

 

 

Sempre fui apaixonado por viagens e quando comecei a estudar apaixonei-me por geografia e história, percebemos que podemos viajar milhares de quilômetros sem sair do lugar pelas páginas de um livro.

 

Ingressei na faculdade de Direito na atual PUC - GO e conheci a pesquisa científica, instigante como física quântica.heheheh

 

Criei uma tese de Resfriamento das Águas Termais de Caldas novas, a qual se formou o objeto de minha monografia.

 

BOm, deixando de lado minhas peculiaridades subjetivos vamos ao que interessa.

 

 

 

Moro Goiânia, até Alto Paraíso de Goiás são aproximadamente 425km. O que seria aproximadamente 6 horas de viagem de Carro. Saí dia 29 de Junho de 2009.

 

Minha família tem um Buffet Infantil, o qual eu trabalho para conseguir dinheiro para minhas viagens (que não são poucas, porém a maioria dentro do estado). Já cheguei a viajar por um período de um ano, entre terça e quinta feira, divulgando meus trabalhos ambientais e levando a cultura pela Viola Caipira hehehe.

 

Olha a Danada:

20091204142534.jpg

 

 

Bom, no dia anterior trabalhei até aproximadamente 2 horas da manhã, e ainda extasiado com a viagem que faria no dia seguinte, ainda por cima dirigindo, mal consegui dormir.

O despertador tocou ás 4 horas da amnhã husdaufhsdfasusa, e aquela preguiça danada que foi vencida pela ansiedade de chegar em um vale sagrado me acordou.

 

Não consegui passar do Distrito Federal antes do Horário de pico, o que me atrasou em quase 2 horas, totalizando quase 7 horas de viagem.

 

Quando nos aproximamos da região fomos surpreendidos pela paisagem magnífica, frisado pelo sol baixo.

 

 

20091204142328.jpg

 

20091204142459.jpg

 

Passamos por uma pequena cidade que se chama São João D' Aliança, poucos quilômetros antes de Alto Paraíso. Dias Antes havia ligado em postos da cidade para checar exatamente qual o valor do combustível para fazer economia, afinal de contas sou totalmente quebrado uhsdafhusdfa. Constatei que na cidadezinha estava mais caro que Alto Paraíso, e por míseros trocados deixei para abastecer mais a frente, pois havia pouco menos de meio tanque udfahusdfsaf

Pobre é fogo

 

Como todo bom turista fui lendo as placas com atenção. Li Cachoeira Macaquinhos. Na minha pesquisa que realizava há 1 mês consegui juntar algumas fotos das principais cachoeiras e então resolvi dar um pulinho nessa tal cachoeira. Quando entrei na estrada de terra achei que alguns poucos quilômetros seriam suficiêntes para chegar na tal cachoeira. Lêdo Engado. Fui encontrando algumas pessoas no caminho e cada uma falava que estava distante, mas como já estava mais pra lá do que pra cá resolvi continuar.

A estrada não era como um tapete, mas ao menos não havia barro então fui adentrando, de olho no combustível abaixando duafhudasf.

Quando registrei uns trinta quilômetros calculei que poderiamos andar mais uns 5 km no máximo, pois deveríamos voltar ao asfalto e ainda seguir 25 km até Alto Paraíso.

As pessoas que moram nessas regiões são bem carentes, mas muito simpáticos e prestativos. Quando parei em uma fazenda, já agoniado perguntei à um senhor sentado e fumando um cigarro de palha (muito comum na região, para espantar mosquitos). Dissem-me que morava na região desde os quinze anos e nunca visitou a cachoeira, então o mais irreverente, porém de fase, Pablo Pereira (que não trazia contrabando da Bolívia mas curtia um Faroeste caboblo) dsuafhsdufa gritou:

 

Danou-se, O velho mora há 80 anos e nunca foi na cachoeira, deve estar longe pra caramba. udsfahdfa

 

Bom é uma pena que o sotaque de goiâno não seja possível de ser reproduzido, mas todos o imaginam, rsrssr e ficou um tal de "QUE TREM LONGE" !!!!!!!!!!!!!!!1

 

 

Resolvemos Voltar, pra quem viajava com orçamento curto já foi o primeiro Baque da viagem.

 

Chegamos então em Alto Paraíso de Goiás, quando desci do carro e pisei no chão da cidade senti algo Místico (sem pensamentos maliciosos por favor hehehe). A cidade é dotada de uma tranquilidade e energia incríveis, e olha que nem sou rippie.

 

O que tem de gringo não é brincadeira, tanto morando quanto viajando. Fomos a um restaurante que tinha estendida uma bandeira da França, logo pensei, esse não é do meu nipe, mas como estávamos com mmmmmmmuuuuuuuuuuuuiiiiiiitttttttaaaaaaaaaaaaa fome o Pereira foi chegar. Saiu com o Valor de aproximadamente 40 reais duafhusdfasf.

BOm Aqui em Goiás tudo é muito barato, e se espera comer bem e talvez com uma bebida por 10 ou 15 reais (mochilão contido hehehe pra não abaixar o nível). Então fomos a um restaurante que não apresentrutura confiável, nem me lembro o nome, mas é na avenida do Banco do Brasil. Pagamos uns 15 reais pelo almoço e então pensamos, Vamos ficar por aqui? Acampar? Hotel? BOm acho que o Orçamento do Pereira era de uns 250 ou 300 reais, então optamos por seguir para São Jorge, que é o Portal de Entrada para a Chapada dos Veadeiros.

 

Pegamos a estrada que é repleta de costelas de Vaca, udafhudsfas, pra quem vai com carro de passeio dá uma dó no coração. Vimos no meio do Caminho uma Plaquinha para o Vale da Lua. Mal sabíamos como as pessoas daquele lugar iriam mudar nossas vidas. Não sei a do Pablo e da minha Tia, mas a minha mudou para sempre e os terei no coração até que eu pereça heheheh.

Quando Chegamos estacionamos embaixo de umas árvores (pela quantidade seria uma piada se não encontrássemos árvores) hhehehehe e lemos a placa que estavam acabando de colocar (Preço de Entrada 5 reais). Quando olhei pra casa que estava recém construída, sem acabamento, nos tijolos mesmo e um bar também em construção, pensei comigo, vamos entrando, se eles cobrarem nós pagamos.

Mal demos um passo veio uma Figura, o Robson, que recebeu de nós todos e adentramos na tão famoso VALE DA LUA, que foi alvo até de uma visita do Jornalista-Comediante Danilo Gentilli do programa da BAND Custe o que Custar (CQC).

A trilha é muito tranquila, não sei exatamente a metragem entre o local onde deixamos os carros até o início da formação rochosa, mas deve ser algo em torno de 300 a 500 metros.

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204145407.jpg 500 375 Legenda da Foto]Casa do Robson, com vista Incrível [ ].[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204145540.jpg 500 375 Legenda da Foto]Primeira Visão Do VALE DA LUA. [ ].[/picturethis]

20091204145638.jpg

20091204145735.jpg

 

Minha primeira reação foi de perplexidade, ao contrário de Minha Tia e o Pereira, não tive a reação de turista de ficar deslumbrado com a beleza instantânea do Local, Pensei comigo quantos milhões de anos foram necessarios para moldar essas rochas e deixar esta característica. Esta reflexão me acompanhou durante toda a Viagem, todos os dias antes de dormir tinha meu momento reflexão geológica.

Passados os primeiros calafrios com tamanha beleza resolvemos andar um pouco e descobrimos que há uma área plana de rochas do tamanho de um campo de futebol, cercada de pedras mais altas ou mais baixas. Há pedras com mais de oito metros de altura. Incrível.

Ao descermos, pulando mesmo, de pedra em pedra, bastante arriscado, pois existem fendas de até quatro metros de profundidade, podendo fazer com que um turista deslumbrado caia ou quebre á perna ou o pé, então não reajam como reagimos e bastante atenção ao caminhar.

 

Uma característica bastante interessante da região é que os dias não são tão quentes como em Goiânia e Brasília, devido à flora abundante. As noites (para a opinião de um goiano, que não é acostumado com o frio) são geladas, heheheh vale considerar que dormimos em barracas.

 

Bom quando voltamos encontramos o Robson arrumando lenha para fazer a fogueira, então tivemos a idéia de pedir a ele para que pudessemos armar nossas barracas perto das árvores. Ele pensou um pouco, acho que imaginado se ia ou não com a nossa cara. Disse que poderíamos armar na latera, do lado do banheiro. Então nem comentamos de valores, estavamos extremamente exaustos depois da viagem, combinada com o "Le PAKUR" que eu e o Pereiraa fizemos udafhusdfuasfsuahu.

Ajudamos ele a armar a fogueira e revelamos que tocavamos instrumentos musicais. Eu toco Viola Caipira e Violão e o Pereira Violão. Eu sou Apaixonado em Música de Raiz, na Viola Caipira, aguento um sertanejo no violão e Apaixonado em Rock Nacional. Pereira é mais sertanejão mesmo, mas em GOiás o Povo adora udsafdfa.

 

Na Barraca Grande Ficamos eu e minha Tia e na Pequena o Pereira. Bom vale lembrar que o pereira ficou em desnível e dormia com a cabeça virada para a entrada da barraca (o que é altamente desaconselhável em uma região com tantos animais silvestres).

 

20091204150844.jpg

 

Após montarmos as barracas acompanhamos o Pôr do Sol. Sem Comentários

20091204151019.jpg

 

Ao redor da fogueira tocamos algumas músicas e bebemos um vinho que a esposa do Robson havia nos oferecido. Neste Momento começamos a perceber que estavam nos recepcionando muito bem, estavamos sendo tão bem tratados como as pessoas da família, iniciava-se uma amizade.

 

No diálogo Robson nos revelou que a entrada do Parque não era cobrada, porém havia a necessidade da contratação de um Guia. Ele conhecia um, mas o guia atendia pelo nome de TRAÍRA (é um peixe que se aproxima da presa, ganha sua confiança e assim a ataca com seus dentes afiados), que na gíria goiana significa pessoa em que não se pode confiar. Bom estranhamos o nome e perguntamos o motivo do apelido. Não nos foi revelado e ficamos com o pé atrás desde então, mas não iriamos rejeitar o guia se foi tão bem indicado.

Acerca de eventos ufológicos (extra-terrestres) hehhehe me considero um estudioso no ramo. Reuno informações e documentos sobre atividade ufológica e tiro minhas próprias conclusões, sem acreditar em céticos ou afixonados. Deixemos o mérito desta questão para o fórum de outra comunidade kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Mas Robson me disse que ele próprio já viu luzes que se moviam pela mata e que seu sogro já tivera uma experiência mais aprofundada. Seguindo diretamente para as mesmas histórias de todo acampamento, de onças e tal. Pereira ficou meio balançado, pois foi dormir sozinho, apesar de ter 1,90 de altura ou mais hehehehe.

 

Fomos dormir, encerrando o dia que consideramos cansativo, porém mais tarde descobririamos que foi o dia mais tranquilo.

 

Gastos: Combustível, que deu aproximadamente 80 reais por pessoa

15 reais de almoço de Cada

20 reais de Compras, para lanches durante a trilha do dia seguinte

5 reais de Entrada

Total por pessoa 40 reais, pois o combustível foi dividido no final.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 20
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

SEGUNDO DIA

 

 

Chegamos na Cidade de São Jorge aproximadamente 10 horas, o que seria bastante tarde para fazer uma trilha que não é tão curta, além de ficarmos parados em diversos locais, seja para descansar, comer ou tomarmos banho de rio.

Quando chegamos não encontramos o Traíra que nos guiaria, e esperavamos um precinho camarada. O encontramos na casa de um tio dele, e logo enchergamos nos olhos dele que não estava com grande animação para guiar ninguem hehehehehehe, coisa de nativo.

Mas falou que faria por 70 reais. todos nós demos um pulo, ae ele falou que faria por 60, e mais de 5 pessoas ele cobra 10 por cabeça.

Então fechamos. Fomos nos dirigindo ao parque de carro. Havia uns 4 ou cinco carros estacionados. Notei que dois eram alugados em Brasília, o que é normal, os gringos chegam de avião e alugam carros na capital federal para fazer esta viagem (a maioria vai até o deserto do Jalapão), afinal estamos a menos de 100 KM da divisa com Tocantins.

Na estrada conhecemos duas figuras. Um mochileiro que esqueci o nome, mas ficamos bastante chegados que namorava uma gringa (mais branca que papel higiênico bom) ufhuasdfhusdf, acho que ela era dinamarquesa e viajava de mochilão pela América do Sul sozinha, falando umas 3 palabras de português.

Então cada um pagaria 10 reais pro Traíra. Achei uma quantia extremamente pequena, diante de tais belezas. Quando vou viajar geralmente faço uma reserva, então não fico com mesquinharias, não quero passar vontades, então me divirto. O pereira achou meio caro e tals. Mas imagina um guia que anda quase 12 km entre subidas e descidas, aguentando turistas chatos, perguntando um monte de coisas heheheheehe. Acho que o Valor é baixo e ponto.

 

Bom preenchemos uma série de formulários no parque e entramos.

 

20091204153642.jpg

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204153708.jpg 500 375 Legenda da Foto]EU, Pereira e Robson ao Lado [ ].[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204153840.jpg 500 375 Legenda da Foto]Olha o grupo todo reunido, eu sempre com minha câmera, filmando tudo. [ ].[/picturethis]

 

Quando caminhamos em um trecho tão desgastante, seja pela irradiação direta do sol, subidas, descidas ou mosquitos impetuantes, não se tem muita noção de distância. Então acho que caminhamos uns dois quilômetros até chegar no ponto mais alto da trip, o salto do Rio Preto, com mais de 100m de queda. OS paredões são incríveis.

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204154354.jpg 500 375 Legenda da Foto]Paredão Incrível [ ].[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204154453.jpg 500 375 Legenda da Foto]Salto I ou II do Rio Preto hehehe, mas é o mais Alto [ ].[/picturethis]

 

20091204154552.jpg

 

Depois de apreciar por algum tempo esta queda o guia nos convidou para tomar um banho, então prontamente fomos deslocados. Eu dei algum trabalho, pois estava filmando concentrado hehheheehe.

Caminhamos mais algum tempo, creio que algo em torno de meia hora.

No caminho cruzamos com um grupo específico de gringos. Os guias que falam Inglês em São Jorge são raros, mas a linguagem do capitalismo e dólares sempre fala mais alto hehehe, então eles pagam e a maioria dos guias levam, os gringos contentam-se com a paisagem e esquecem das informações.

Eu dei muito trabalho pois o questionava bastante, e o guia não tinha um conhecimento tão aprofundado. Eu havia estudado tanto sobre a região que poderia guiar um grupo heheheh, mas como estava com os dias contatos continuamos a trek.

 

Quando chegamos ao Salto do Rio Preto, II, eu acho, que é o Mais alto. Vale lembrar que a nomenclatura de I e II foi feita pelos pesquisadores do parque então a maioria dos guias não sabe se a mais alta é o salto I ou II, mas isso não muda em nada, as paisagens que vemos nos emudecem.

Eu tenho asma, convivi sempre com a doença, sempre necessitando mais de uma bombinha de asma do que grana viva huasdfsdfhuasfhusdf, mas tudo bem. Já estava exausto quando chegamos neste ponto. Quando de longe avistei a queda enchi-me de energia, peguei a bombinha, dei duas respiradas profundas e saí correndo, acompanhando o pereira em mais uma emoção.

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204155352.jpg 500 375 Legenda da Foto]Sem palavras [ ][/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204155451.jpg 375 500 Legenda da Foto]Olhem a proproção entre nós e a Cachoeira [ ][/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204155541.jpg 500 375 Legenda da Foto]A gringa disse: Inclível, hehe, ela está aprendendo aos pucos. [ ].[/picturethis]

 

 

Estávamos todos com muito calor e eu com minha asma á mil resolvemos tomar um banho. Porém esqueci de um pequeno detalhe, a água é simplesmente GELADA usdafhusdfsuafua

E não estou brincando hehehehe

Mas tive que entrar na água e esbaldei-me, sem me preocupar com minha asma e vale lembrar que não havia levado toalha. Mas ao meio dia, pra que toalha não é?

O guia estava com um pouco de pressa, não sabia porque, mas não quis me intrometer demasiadamente, então seguimos a caminhada.

Esta agora consolidou-se como o trecho mais curto, quando nos demos conta chegamos em Cânions. PUtzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

 

Fiquei maravilhado e nem acreditava no que estava vendo. uma formação rochosa incrível. Em meu entendimento tão majestosa quanto o Vale da Lua.

Nesta até o guia entrou na água. Eu sou apaixonado em meio ambiente, mas entrar em rios com água escura nunca foi minha praia. dsuafusdffusfhuasdfafa

Mas nesta não havia como não entrar. Ha detalhe, estamos no Rio Preto kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Entramos na água e fomos para uma pequena queda d' água, a qual os guias chama de hidromassagem hehehehe, as que eu conheço são diferentes, mas os efeitos de relaxamento muscular são semelhantes. Me diverti a valer

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204160422.jpg 500 375 Legenda da Foto]O que tem de Bonito tem de Perigoso andar neste lugar hehehe, eu descobriria o quanto logo adiante. [ ].[/picturethis]

 

20091204160528.jpg

20091204160557.jpg

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204160633.jpg 500 375 Legenda da Foto]Isto é hipnotizante [ ].[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204160722.jpg 500 375 Legenda da Foto]Um ano antes desta viagem tirei uma foto em Porto de Galinhas-PE extremamente semelhante, a formação rochosa desta foto é semelhante á formação de corais da foto citada, Agora se perguntarem o que tem haver? Sei Lá, achei interessante ehhehe [ ].[/picturethis]

 

Eu estava escalando uma dessas formações e o Pereira já havia escalado, chegamos então no local desta última foto. Lá é extremamente escorregadio, não pelo lodo, mas as rochas que estão próximas á margem do rio preto são tão escorregadias como notas de 100 reais. E o Pereira foi andar e caiu de quatro. uahufhusdafuhusdfa. Nossa, não vi outra alternativa, tentei me manter, mas foi tão engraçado que comecei a gargalhar, e como tudo nessa vida é pago dsuafhudfusfdsfa, Cai também, cortei a mão hehehe, sangrou um pouco mas logo passou. Então fiz a observação hehehehhehehe Cortei a mão mas não caí de 4, então estou é no Lucro kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

 

Bom depois de tantas gargalhadas, suor e sangue udafhusdffahusdfasf,

Fomos ao meu carro, e éramos 7 pessoas kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, eu não queria deixar o colega mochileiro e a gringa volterem à pé, é pertinho, mas pra quem gastou tanta energina até 1 km é muito hehehe. Então Fizemos do meu Golzinho um coração de Mãe e nos apertamos, bom, menos eu né, motorista, ninguem pediu pra vir no colo kkkkkkkkkkk

Chegamos na cidade( heheheheh modéstia à parte), no povoado de São Jorge, fomos remetidos pelo guia ao Bar do Pelé. hehehehehe O nome é pela semelhança do dono do bar com o jogador de Futebol, nem achei tanto, ele deve ter uns 1,60m udafudsfsafdfa exagero ou não ele ficou com o pé atrás, pq fomos chegando e descarregando os violões e a Viola caipira.

Então foi juntando uma galerinha animada, mas tinha muito mais turistas que nativos. Fizemos um som e pedimos uma Cerveja, O Pereira assustou com o Preço da Cerva, 3,50, mas cá entre nós, é o preço de qualquer botequinho em Goiânia. Comemos mas coxinhas, de 2 reais cada uma, se não me engano. Mas é incrível, o preço da cerveja eu nunca esqueço, e ainda há estudiosos que falam sobre amnésia alcoólica kkkkkkkkkkkkkkkkk

No Bar conheci o tio do guia, que era evangélico, mas queria me conhecer, bom, ele disse q queria conhecer o violeiro, hehehehehehe fizemos amizade, tocamos uns dois dias juntos e ele gostou de nós todos e nós dele.

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204162018.jpg 500 375 Legenda da Foto]Esse ae é o Tio do Traíra, que é Evangélico mas viu uma Viola caipira e não resistiu, foi passar a mão na danada, segundo ele tinha muitos anos que não sapecava a bichinha. [ ].[/picturethis]

 

20091204162242.jpg

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204162306.jpg 500 375 Legenda da Foto]Pensa se tem gente soltando o Gogó, hehehe, tem gente que diz que cantar ajuda pra asma, fazendo bem ou mal uma Antarctica bem gelada sempre ajuda heheheheh [ ].[/picturethis]

 

Este dia foi incrível e descobrimos que este seria o dia mais cansativo de todos. Mas depois de tudo isso não estava nem próximo de acabar hehehe.

Bom todos os lugares onde se passa a mão na viola costuma-se chamar a atenção, não por cantar bem ou beleza udsafhusdfasu que não passa nem perto de mim udasfusdfuauf mas pela Viola Caipira. Violão todos tocam, agora viola é Tradição do nosso Sertão, mas vai desde Os Repentistas do Nordeste até os Catireitos de Goiás. Minha praia é farra e estudar as culturas. Bom ao que interessa passou uma moreninha até ajeitadinha, como se diz em Goiás, hehehe Dá um Caldo.

O Guia falou que ela estava interessada e tals, ai já virou meu amigo é Claro dusafhusdfuasf, só que tinha um problema, o Pereira iria ficar chupando o dedo? Naooooooooo.

O guia falou pra ela arrumar uma amiga, o que eu não contava ocorreu, o Pereira ficou meio tímido e nem quis me acompanhar na casa da senhoria. Fui eu e o guia. Ela quis ir pro Vale da Lua, já era Noite, mas a amiga dela empacou. Ae logo pensei, teria que trazer as minas de madrugada pelas estradas um pouco melhores que trincheiras da primeira guerra dusahfdfhafuadusaf

Logo abandonei, por diversos fatores é claro hehehehehheee

 

Assim chegamos exaustos no Vale da Lua, já era noite, nem rolou fogueira kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Mas o Robson ainda fez um Churrasco para jantarmos. Ele é de Boa d+++, Sem Noção de TUDOOOOOOOOOOO

Nos resguardamos a dormir. E que Noite Maravilhosa de Sono.

 

 

Fechamos o dia tendo gastado

 

Guia: 10 reais por pessoa

Bar do Pelé 10 reais

Só udhafudsfufhfahusdfashfhuasdfas 20 reais, pq já haviamos comprado mantimentos no mercado no dia anterior.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

TERCEIRO DIA

 

Putz, só de lembrar do que estou escrevendo agora está me dando uma saudade Louca de lá, se eu pudesse iria agora mesmo, saudades das pessoas e dos Lugares, hehehe mas Continuando.

 

Acordamos mais cedo hehehehe, mas também né pra quem dorme antes das 10 da noite e com o corpo extremamente cansado, não há outras alternativas.

 

No dia anterior haviamos combinado com o Traíra que iriamos ao Raizama, não preciso nem citar que se trata de uma cachoeira né. hehehe

 

Quando encontramos o Traíra em São Jorge ele nos falou que o lugar mais bonito de todo o complexo natural existente na região, segundo ele o mais bonito do Brasil chama-se SEGREDO atentem-se para este nome, pois ainda quero ir até lá e contribuir aqui no fórum, ou se alguém for antes. Então fiquei extremamente entusiasmado, porém ele logo falou que cobraria 60 reais pra nos acompanhar. Como a única profissão dele é guia, e a temporada estava fraca, ainda era praticamente Junho, o Fluxo grande Começa em Julho. Ele já era quase nosso amigo usdafhusdfasuf Putzzzzzzzzzzzz. Ae logo falei, agora descobri porque seu apelido é Traíra usdafhdfhusdfhusda.

Ele tentou justificar, mas ficou no meio e falou que gostava muito de nós e que iria nos acompanhar até o Raizama. Vale lembrar que Raizama é muito bonito, mas é muito turístico e de fácil acesso, como o Vale da Lua. Eu sou mais aventureiro, gosto de lugares mais inóspitos, intocados e de beleza inigualável.

O Pablo e Minha Tia então não queriam desembolsar mais grana udafhusdfsfsfa, quanto já gastamos né, mas tudo bem, cada um com suas "nóias". Então prontamente ofereci 40 reais para ele, ele negou. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Fiquei Louco e questionei, você prefere ficar sem ganhar nada e nos acompanhar no Raizama ao invés de ganhar 40 reais para nos levar ao segredo? Ae ele me falou que seriam 16 km de caminhada no Total. hehehhehe Ae o Perdoei. Eu estava animadíssimo, mas minha Tia, que está entre os 40 e 50 já sentia o peso da caminhada do dia anterior então não criei muito caso e deixei como estava.

 

 

Gente, só lembrando: Raizama e Vale da Lua não precisam de Guia.

 

Quando chegamos no Raizama, antes de entrar fiquei pasmo. Como sempre tive um interesse inexplicável com a Cultura, meu canal de Carteirinha é o Canal Brasil. Certo dia assisti um Documentário que se Chamava UTROPIC- O UMBIGO DO MUNDO de Ana Karolina de Carvalho e Luciana de Mello. O documentário de 15 minutos foi Filmado em 2005, justamente na portaria de Entrada do Raizama.

Quando se chega neste local os feixes de olhares privam-se ás caixas de som, tambores, arquibancadas e decoração Psicodélica.

Havia quatro carros estacionados na parte mais afastada. Não havia movimento de uma única alma viva, apenas o vendo a nos movimentar os Cabelos (bem, ai estou mentindo, porque o único cabelo que o vento modificava era o da minha tia) udsahusdfahsdfhuasdf

 

Me senti como no Documentário, Milhares de pessoas dançando durante uma semana. Pessoas de Todas as nacionalidades. Desde crianças a gringos (noiados). Putz

Quando fechei os olhos e abri voltei a realidade, deixando meus pensamentos, foi uma das sensações mais impressionantes de toda a viagem. Não que eu goste de RAVES, TRANCES ou festas do gênero, mas compreendo essas correntes como ramificações culturais contemporâneas. heheheheh Outro comentário que deve ser inserido em outros fóruns udhahusd3fa.

 

Bom, adentramos á portaria e surgiu um jovem rapaz, meio loiro de cabelos curtos. Poderia chutar que seria um DJ. Vestia roupas leves, bem coloridas e tinha sotaque de Candango (Brasiliense, que são chamados de maneira pejorativa de Candangos pelos goianos, mas sem ofenças, adoro os brasilienses, mas tenho uma queda mesmo pelas brasilienses) (continuando a história, candangos foram os trabalhadores que migraram de todos os cantos do Brasil para construir Brasília, então ficou o apelido).

Compramos as entradas, que custaram 10 reais por pessoa. Bom, já estávamos acostumados com as tarifas de 10 reais hehehehe. A parte boa é que o guia não precisou pagar, é isento e eles sempre usam uniformes.

Gente, as tão comentadas fotos da entrada do Raizama serão postadas posteriormente pois estão em outro computador, então estou postando as que eu tenho aqui.

Prosseguindo, As trilhas de ida são extremamente fáceis, qualquer pessoa pode fazê-las. As de volta já são mais acentuadas, mas quem resolveu ir tem q voltar né usduafsdfha.

 

Considero o que vi como um Balneário, pois não se trata de uma queda d'água, mas de diversas, inclusive várias que se unem a uma única, é bom complexo de explicar, mas é lindo.

Quando você está na trilha quase nunca tem ac,essso diretamente aos raios solares, são em sua maioria barrados pelas folhas das árvores, o que não acontece tando nos outros lugares.

Só para constar, hehehe, em algum momento já comentei que a água é fria? Jáaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

 

Mas as águas daqui são extremamente mais geladas kkkkkkkkkkkkkkkkkk, creio que as nascentes são isoladas dos raios solares, assim como as pedras, fazendo com que a temperatura seja mais baixa que nos outros locais. É claro que não utilizei nenhum termômetro para fazer esta medição rsrsrs, apenas por instinto mesmo.

O primeiro trecho é formado por pequenas piscinas naturais que são dividas por quedas d' água, o que forma uma visão maravilhosa.

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204170859.jpg 500 375 Legenda da Foto]Lindos Caminhos. [ ].[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204170935.jpg 500 375 Legenda da Foto]Não se Iludam, esses buracos podem ter mais de 3 metros de profundidade [ ].[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204171033.jpg 500 375 Legenda da Foto]Região dos Cânions [ ].[/picturethis]

 

Muito bem, continuamos a andar, até chegar á queda principal. Confesso que foi o primeiro momento da viagem em que eu fiquei com medo. Existe uma cordinha de isolamento, a qual todos os turistas devem se afastar. Mas nunca fui turista, sou aventureiro kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Perguntei pro Guia se Poderia passar para Fotografar e ver a profundidade do Precipício. Ele disse que sim, mas com imenso cuidado e me contou a seguinte história.

 

Um gringo teve a mesma idéia, mas quis se aventurar demasiadamente (não é o meu caso, ao menos me resta consciência do perigo rsrrssr). Escorregou e caiu aproximadamente 100 metros. Segundo informações do traíra a cabeça dele foi decepada pelo impacto. Não consegui visualizar a maneira, mas acreditei. Segundo ele amarraram uma corda nele e foi puxado por 4 homens. Passaram-se 12 horas entre a queda e o resgate.

 

Bom já fui mais cauteloso que o de sempre kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Tirei fotos do lugar, porém não me arrisquei para pegar fotos do fundo, acho que foi por isso que estou escrevendo este tópico rsrsrs.

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204171734.jpg 500 375 Legenda da Foto]O que vemos ao fundo ainda não é o final da queda, as pedras escondem o que outros ângulos revelam.[ ].[/picturethis]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204171825.jpg 500 375 Legenda da Foto]Outro ângulo.[ ].[/picturethis]

 

COntinuamos em direção a uma área de banho que Traíra dizia que poderia pular. Eu nunca confiei, digamos que tive uma experiência desmotivadora na infancia rsrsrsrssr. Foi em piscina mas gato escaldado tem medo de água fria não é?

Traíra pulando Pereira foi em seguida. Pereira se arriscou, pois caiu bem perto da pedra. Mas é Deus que Olha nessas horas.

Minha função foi filmar as macaquices deles. No final vou postar os links do Youtube.

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204172156.jpg 500 375 Legenda da Foto]Reparem a distância do "spray" e a quina da pedra submersa. Na filmagem esta distância é mais visível. [ ]. r[/picturethis]

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204172555.jpg 500 375 Legenda da Foto]Poço do Salto. [ ].[/picturethis]

 

Quando chegamos na parte dos Cânions (aliás, quase tudo lá é cânion) o Traíra foi escalar um paredão, para que eu pudesse filmar. Deu de Cara com uma Jararacuçú (cobra peçonhenta do Cerrado). Teoricamente seria Uma cobra jararaca maior (UÇU), biologicamente são da mesma família mas com diferenças quanto a tamanho e peçonha. Salvo engano há imagens da cobra no vídeo.

 

Deixamos o Raizama com gostinho de quero mais, pois o trajeto foi curto se comparado aos nossos outros. Meu Programa baseava-se em uma atração por dia.

Então fomos para o Pelé, tomamos umas 2 geladas só, cantamos um pouco e nos despedimos dalí.

Fomos para o Vale da Lua e ficou combinado com o Guia de ele ir para assarmos uma carne à noite.

Quando chegamos na nossa casa emprestada heheheheh Haviamos comprado molho de tomate e macarrão. Minha tia ficou encarregada do preparo.

 

Ae então chegamos a um ponto em que acho que ninguem se lembrou rsrsrssr. E o Banho??????????????????????????????????????????????????????????????????????

 

 

 

Reparem que saímos de Goiânia há 3 dias kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

 

E na água Gelada. hehhehe. Pereira, vamos tomar banho lá em baixo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, acho q já está no dia, não ? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

 

O Robson foi conosco e havia inúmeras pessoas. AInda bem que levamos o anfitrião, que nos levou para a HIDROMASSAGEM, rsrs, se lembram?

 

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204173105.jpg 500 375 Legenda da Foto]Ae galera, sem gracinhas, mas essa foto foi tirada nem sei por quem, e o sabonete havia acabado de cair. QUem Abaixou pra pegar o sabonete? Ninguem kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk [ ].[/picturethis]

 

Continuando a História do Sabonete eu e o Pereira já haviamos nos ensaboado, claro que cada um ensaboou a si próprio né. Faltava o Robson, que meteu a mão na saboneteira (fenda na Pedra) uhdfuasa.

Agora façam-se minhas as palavras da minha tia: "Nada ruim que não possa ser piorado" 3 dias sem tomar banho, quando ela foi tomar, cade o sabonete? dafhusdfhfa Coitada.

Mas se não me falha a memória a esposa do Robson ofereceram o chuveiro para ela tomar banho hehehe e todos fomos pra fogueira felizes hehehehehe.

 

O Sogro do Robson adora Viola Caipira, ae cantei umas modas com ele, bebemos um vinhozinho na beira da fogueira (poisa lá faz um friozinho à noite, claro, frio de goiano) e chega o Traíra. Ele ficou um pouco, tomou umas geladas, foi embora e nós fomos dormir.

Antes nos despedimos, pois no dia seguinte levantariamos cedo e iriamos para Cavalcante de Goiás, em busca da que se intitula a cachoeira mais bonita do Brasil: Cachoeira Santa Bárbara.

 

 

Gastos do Dia:

 

Entrada no Raizama 10 reais.

Lucro do Pelé 6 reais

Felicidade: Não tem Preço hhehehee

Total: 16 reais mais Alegria

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

QUARTO DIA

 

Acordamos bem cedo,umas 5 da manhãm, para ir de encontro ao nosso principal objetivo da viagem, Cavalcante de Goiás, Cachoeira Santa Bárbara.

Não perdemos muito tempo com arrumação de barracas, as deixamos montadas pois voltaríamos.

Neste itinerário, tão corrido, todos já estão cansados, os nervos afloram-se rrsrrs.

Pegamos a Linda estrada, Cruzamos o paralelo 14, há um certo misticismo acerca disso. Passamos então pelo ponto mais alto do Estado 1676m. Para quem mora à 800 metros a nível do mar dá uma emoção rsrs.

 

20091204174901.jpg

20091204174913.jpg

 

A distância não é tão grande, mas a ansiedade nos tornou reféns do relógio, preocupados em chegar demasiadamente tarde e não dar tempo de fazer o passeio.

Quando atracamos em Cavalcante de Goiás lemos a Placa: "O progresso está chegando por aqui", achei interessante e comecei a dar risadas, pois parecia que ele ainda havia parado na estrada (que é ótima) e ainda estava por lá. Mas tudo bem.

A cidade é linda, pra que progresso se há cultura nas contruções e costumes? A minha primeira impressão foi de uma cidade interiorana, como Mossâmedes (também de Goiás), cercada de montanhas e um clima agradável.

Meu primeiro instinto foi de checar o GPS para encontrar o Serviço de Informações ao turista, meus olhos foram mais rápidos e é a primeira coisa que se avista na cidade, para nossa felicidade.

Pegamos informações que não foram exatas (as ruas são confusas) e quando se pergunta na rua muitas pessoas não sabem lhe passar informações.

Então segui rumo ao Sítio Calunga, este é um povoado de descendentes de escravos, que meio ao império capitalista ainda consegue manter alguns de seus costumes, como religião, culinária e atividade de subsistência.

 

Quando falei que eram descendentes de escravos minha tia deu um pulo e me perguntou se falavam nossa línuga rsrsrsrsrs. Parei para pensar e fiquei imaginando se seria capaz uma tribo manter todas suas culturas, inclusive linguísticas depois de tal intervenção turística.

 

Ninguem havia me alertado que seriam quase (ou mais, nem lembrei de marcar) 30 km de estrada de terra. Ninguém também me avisou que teria que subir a serra, pelo GPS, oscilamos mais de 200 metros, entre subidas e descidas.

Nem preciso comentar a situção das estradas de chão né (horríveis) e eu de Carro 1.0, dividindo espaço com caminhões gigantes, que faziam curvas a velocidades que imporiam medo a pilotos da fórmula Indy (exagero) hehehe, mas eram muito rápidos.

Peguei inclinação de subida que estimo que tivesse uns 60 graus.

 

Quando vi uma placa, para converter à direita e chegar ao Sítio dos Calungas fiquei animado (ledo engado). Ainda faltava o que seria o trecho mais acidentado.

Ainda na preparação da viagem vi vídeos que mostravam jipes passando por dentro de rios, mas achei que fosse opção kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Era obrigação. E lá vou eu com Meu golzihno preto 1.0 atravessando rios. Mas foi até tranquilo, emocionante, heheheeh Do jeito que eu Gosto.

 

Chegamos ao povoado e recebemo a pior notícia de toda a viagem. Um integrante da comunidade havia falecido naquela madrugada. Tudo estava fechado. A cidade tem de escola a igreja, fiquei impressionado. Mas me preocupei com os guias que estavam todos de luto.

Muito tempo nos lamentando apareceu um rapaz triste, que se ofereceu à nos guiar. Ele cobrou 50 reais.

Aceitamos e ele combinou que seriamos rápidos, para que ele voltasse à tempo do velório e enterro. Ninguem sabia a causa da morte, houve quem citasse tiros por briga em bar até queda do cavalo. Fiquei bastante triste também, estavamos todos sem sorte.

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204182917.jpg 500 375 Legenda da Foto]Sítio Calunga. [ ].[/picturethis]

 

Atravessamos o Rio Capivara, com águas mais cristalinas que seu copo de água mineral.

 

20091204180601.jpg

 

A caminhada total é de aproximadamente 12 Km (ida e Volta), mas é a caminhada mais leve que vivi em toda a viagem. São raros os desníveis, o rítmo corria tranquilo, mas minha tia já se queixava de dores musculares nas pernas.

Ele se manteve resguardado a me respoder o que era perguntado, sem grandes informações adicionais. Eu sou tararela né hehhehhee Perguntei muito. No final ele foi se soltando e conversando mais.

 

Quando chegamos na parte de baixo da cachoeira foi incrível, começamos a gritar e nos debater hehehehehheee.

A emoção foi muito grande, como citei na filmagem, me faltou palavras. Deixei a câmera gravando, arranquei a roupa e fui tomar um banho.

 

 

PPPPPPPPPPPUUUUUUUUUUUUUUTTTTTZZZZZZZZZZZ

 

Geladaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa. Chegava a bater os queixos, mas que emoção. Olhem as Fotos

 

20091204181006.jpg

20091204181021.jpg

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204181043.jpg 500 375 Legenda da Foto]Olhem a Cor desta água [ ].[/picturethis]

 

Achamos que havia acabado, quando o guia riu de nossa ingenuidade e nos convidou a continuar a caminhada, resistimos e olha o que nos esperava entre as árvores retorcidas:

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204181300.jpg 500 375 Legenda da Foto]Já se ve ao fundo a coloração da água. [ ].[/picturethis]

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204181348.jpg 375 500 Legenda da Foto]Me emocionei novamente rsrs. [ ].[/picturethis]

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204181431.jpg 500 375 Legenda da Foto]Minha Foto Preferida. [ ].[/picturethis]

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204181508.jpg 500 375 Legenda da Foto]Abismado Filmando!!!.[ ].[/picturethis]

 

Faltaram palavras agora para concluir o Post rssrrs, mas ainda aconteceu muita coisa, então vamos lá.

 

Voltamos sem querer voltar. Mas ficamos comovidos com a situação que o guia e sua comunidade vivia, então fomos embora sem reclamar.

Agora sentimos o peso da viagem, estavamos cansados e com muita fome. Os petiscos que compramos no primeiro dia em Alto Paraíso haviam acabado.

Quando chegamos em Cavalcante já eram 5 horas da tarde, o sol se preparava para se por então fomos até uma área de camping que ficava embaixo da ponte sob o rio das Almas. Lá pedimos 3 almoços, que seria janta ( que seriam servidos 1 hora depois) udhafhudfusuaufdsf

Conhecemos o dono do bar, MIRO, eta rapaz que foi interessante. Quando chegamos ele ficou intrigado, tal, pagamos as bebidas que consumimos na hora.

Comemos como uns loucos uhdsafsdfa, achamos que a comida do mundo iria acabar, pagamos 10 reais cada um, e houve que achasse caro (corto minha garganta mas não conto quem foi) hehehehhe

Fiquei até tonto dhahfudfuasfhsdauf

 

 

 

20091204182202.jpg

 

20091204182219.jpg

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204182232.jpg 500 375 Legenda da Foto]Acho que nunca senti tanto frio na Vida hudasdfa. [ ].[/picturethis]

 

Pagamos 5 reais por pessoa e ainda barulhamos ele e tomamos banho no chuveiro quente>>>>>>>>CHUVEIRO QUENTE. O Primeiro da Viagem kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Detalhe, agora o Miro era nosso amigo e não desconfiava mais de nós. Ae já acertei tudo a noite e falei q era pra ele não precisar acordar cedo.

Ele Acordou antes de nós e ainda coou um cafezinho, tem base.

Ha, detalhe ele é daqueles caras todo valentão, parece aqueles motociclistas de clubs, só tocava Rock internacional e tals.

Fui deitar umas 6:30 e só acordei no outro dia kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

 

 

Gastos do Dia

Guia - 17 reais por pessoa

Almoço - 10 reais

Camping - 5 reais

 

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204183023.jpg 500 375 Legenda da Foto]Rodovia-Alto Paraíso-Cavalcante.[ ].[/picturethis]

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

QUINTO E ÚLTIMO DIA

 

Acordamos bem cedo, bebemos o café fresquinho que o Miro Coou.

Desmontamos as barracas, nos abraçamos por ter sobrevivido a tal frio (goiano é tenso) hehhehe

 

Fomos à Fazenda São Bento.

 

Este lugar é mais elitizado, oferece hospedagens espetaculares por preços compatíveis, realiza esportes radicais como rapel, tirolesa (vôo do gavião, acho que maior do Brasil).

Acho que pagamos 15 reais cada um para entrar. Lá não há guias para este tipo de passeio que fizemos.

Como já estavamos muito cansados não nos comunicamos muito, apenas fizemos os trajetos das trilhas, que são bem sinalizados e tem caminhadas curtas porém cansativas pelos desníveis.

Este é outro lugar maravilhos, mas pelo que já tinhamos visto não nos deslumbramos muito.

Meu grande objetivo era fazer esportes radicais, porém o pessoa encarregado não havia chegado, são de Brasília e iriam apenas no sábado (era sexta feira).

 

As fotos deste lugar são imperdíveis.

 

 

20091204183908.jpg

20091204183924.jpg

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204183952.jpg 500 375 Legenda da Foto]Os sinais do cansaço são claros [ ].[/picturethis]

 

20091204184027.jpg

20091204184045.jpg

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20091204184108.jpg 500 375 Legenda da Foto]Esta é a Emily, filha do Robson, do Vale da Lua, e que ficou nos nossos corações. [ ].[/picturethis]

 

Gastos do Dia: 15 reais Fazenda São Bento

Almoço (cortesia Do Robson).

 

 

Quando Voltavamos de Cavalcante passamos em Alto Paraíso e Compramos Lembrancinhas para O pessoal Do Robson....]

 

Grandes Amizadesssssssssss

 

 

 

 

 

 

 

Gastos Totais da Viagem:

 

Aproximadamente: 200 reais.

 

 

Nunca fiz uma Viagem tão Barata quanto Essa. Com tantas Emoções e Diversão.

Ha, detalhe, nunca fiquei tanto tempo sem tomar banho. Mas Vejam em 5 dias Tomei 2 Banhos KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

 

Literalmente essa Viagem Mudou minha vida, e por isso me sinto responsável a passar para todos Vocês.

Gostaria de Ajudar as Pessoas 10% do que o Site Mochileiros está Me Ajudando pelo Mochilão pela América Do Sul que Farei em Janeiro

 

Muito Obrigado a Todos!!!!!!!!!!!!

 

 

Estou Pronto Para Ajudar. Ao longo do tempo vou Postando mais sobre o Estado De Goiás.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

Faaala Murilo

tenho loucura pra conhecer a chapada dos veadeiros!

Adorei seu relato, vc escreve mto e sabe passar suas emoções!

Depois da acompanhar essa aventura toda, ainda tive mais uma surpresa, vc tb vai fazer mochilão pela america do sul em janeiro neh?

Então eu to com meu roteiro pronto já, e parece que ontem um brother de brasilia aderiu a idéia!

Vamos começar em Santiago do chile, e de lá vamos subir ate Machu Picchu, passando pelo deserto do atacama, salar de uyuni, la paz, copacabana e Punp!

A aventura começa dia 10 de janeiro, se quiser embarcar junto nessa seja bem vindo!

Parabens pelo relato e pela experiencia!

Ja começou bem no site!

Abração e muita paz pra vc violeiro!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

Grande murilo....

 

Parabens pelo seu relato, você escreve muito bem!! Estou pesquisando sobre a chapada, vou conhecer agora nesse mês de

 

janeiro, creio que dpois do dia 15., chegando de Sp. venho so fazer um ''vale'' no serviço e sigo para a chapada.....

 

Boa sorte ai na sua viagem pela america do sul..... abraço

 

::otemo::::otemo::::otemo::

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Incrivel sua viagem ,amei!!!

quero ir em junho para alto do paraiso/chapado dos veadeiros ,sendo q não tenho carro ,to começando a fazer minhas pesquisas ,quero saber só se chegando no centor da cidade do Alto do Paraiso se lá é facil de se encontrar um guia para levar a esses lugares mágicos !!! Vale da Lua pricipalmente . ::kiss::

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...