Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

xaliba

Egito, Israel e Jordania - vistos em especial.

Posts Recomendados

Talvez alguns ja tenham lido isso, mas estou recolocando na parte de relatos pois acho q tem mais a ver pois postei em outro topico qdo tinha pouco conhecimento do mochileiros. La vai:

 

 

Vou falar do papo do visto irsrael, Jordania e egito. Estive na area em outubro de 2007.

 

Eu fui do egito (onde entrei sem precisar de visto previo) por terra para taba e entrei em eilat. Sem problemas (sem necessidade de visto previo tb), poucas perguntas, mas como colocaram aqui anteriormente na parte q esta em ingles apenas responda as perguntas por mais estupidas q elas parecam. Dai fui diretamente para aqaba, e novamente nao precisou de visto previo, visitei petra, dois dias eh legal, absolutamente fantastico, mas acho q 3 dias nao precisa, a nao ser q vc va ficar infinitamente vai tirar tempo precioso de outros passeios. Em wadi musa nao lembro onde fiquei mas era o lugar mais barato, um hostel. No lonely planet falava q era sem duvida o mais barato apesar do atendimento da mulher (se nao me engano o hostel tinha o nome dela) ser bem ruim, e foi mesmo, tipo ela nao esta nem ai pra vc. Mas nenhuma reclamacao, simples como todo hostel e pra quem nao tem frescuras, recomendo.

 

Ah, assim q entrei em aqaba eu rachei um taxi com uns canadenses pra wadi musa. Ali na fronteira mesmo.

 

Em petra no primeiro dia fui indo pelas 'ruas'. Eh lindo, mas achei q faltava algo. No segundo dia um amigo espanhol q fiz no hostel me falou qdo estavamos de frente para o templo do indiana jones 'eu li no lonely planet q tem uma rota alternativa subindo pelas paredes das falesias'. Bem ali fomos para a esquerda ate bater na 'parede' e comecamos a subir, subir ate chegar no topo das formacoes e ver tudo por cima, IRADO!!!!! Era isso q tava faltando. Ficamos horas a fio andando e depois procurando como voltar, nos perdemos um pouco no sentido de nao saber por umas 2 horas o caminho de volta mas na boa, nao tem como se perder ali de verdade.

 

Dai fui pra wadi rum, de onibus, pergunte na sua hospedagem q eles te informam como. Estavam bem caros os passeios para a grana q eu tinha e entrei sozinho andando, foi meio hardcore mas foi uma das experiencias mais alucinantes da minha vida. Fiquei dois dias. Levei agua e comida. So isso eh uma historia a parte. (Que esta escrito o relato e talvez seja em breve publicada numa revista de aventura).

 

Dai voltei pra israel, busao, pergunte novamente no deserto como faz, horarios e tal. Dessa vez a menina comecou a fazer umas perguntas do tipo, onde vc vai ficar e pra onde vai, eu respondi bem vagamente pq realmente nao tinha a menor ideia do meu itinerario, ela se irritou. Dai eu me irritei, tipo, 'po, nao posso viajar sem saber exatamente pra onde vou?'. Dai ela cut the crap e me deixou passar falando, 'calma, tb nao precisa ficar nervoso', hehe. E fui pra jerusalem.

 

Jerusalem foi um dos pontos altos de toda a viagem, mesmo pra um cara 120% ateu como eu. A piracao foi na diversidade cultural e na historia absurdamente complexa nesses ultimos tantos mil anos. Pra quem me pergunta eu falo q TEM q ir. La fiquei no Hebron hostel, baratinho e bem legal, dentro da cidade velha 'the old city'. Nem pense em ficar em outro lugar (digo a cidade velha).Eh alucinante.

 

Tanto egito qto israel qto jordania foram total tranquilos, sem medo algum de forma alguma. Me sentia mais seguro andando na rua nesses 3 paises do q me sinto dentro da minha casa em sao paulo.

 

Tours do egito, tipo de dahab pra jordania acho q eh cagada, vai por conta q vai ser muito mais legal e mais barato. A diversao de mochilar esta justamente nisso, se virar, pegar dicas, mas tb descobrir seus proprios caminhos. Nao concorda? q esta fazendo nesse site entao

 

Pra quem curte mergulho eh em sharm, nao eh em dahab ou eilat ou aqaba, confiem em mim. Mas se o seu negocio nao eh mergulho fuja de sharm como quem foge da cruz, tem coisas muito mais interessantes pra se fazer.

 

Para entrar em israel eu acho q rola com visto de outros paises arabes (sem ser jordania ou egito) mas vai rolar uma canseira. Conheci algumas pessoas q tinham vindo de outros paises (nao lembro quais exatamente) q entraram, depois de ficar tipo 4 horas esperando por nada. Em israel eles sao 'legais', tipo nao tem paranoia, o q eu acho eh q eh mais uma retaliacao pela restricao ao carimbo deles nos passaportes dos outros do q realmente um posicionamente politico. Essa foi a impressao q tive.

 

Agora o pulo do gato q ninguem mencionou aqui. Da jordania eh possivel entrar em israel sem ter o passaporte carimbado. Eu nao fiz isso ja q entrei de onibus mas conheci um cara q fez e pegou a dica no lonely planet. Tem q entrar em israel por uma fronteira na jordania chamada Alambi Bridge. Aparentemente eh o unico lugar q faz isso. Vc vai la e fala q nao quer ter o carimbo. Mas tem uma manha aqui. Nao eh de bom tom falar q vc nao quer o carimbo com todas as letras. Dai vc fala 'eh q eu estou indo para a asia por terra' 'i'm going to asia overland'. Quer dizer q se vc realmente estiver indo para a asia por terra (no caso desse americano) vai ter q passar por Siria, iraq e tal. Dai eles ficam com 'pena' de vc e te ajudam. Nao fale q eh pq vc nao quer ter o carimbo pra poder continuar curtindo suas ferias em paises muculmanos sem problemas. Mas isso funciona mesmo?? Sim, funciona sim. Fui com esse americano pra Ramala, uma das cidades palestinas (q por acaso eh onde o yasser arefat esta enterrado, esqueci o nome do lugar mas eh tipo o quartel general palestino, show, vale a pena ir la tirar uma foto do lado do tumbalo), qdo saimos de ramala no check point os soldados israelenses entraram no onibus e comecaram a checar os passaportes. Checou o meu, tranquilo, e checou o do Steve. Procurou o visto, procurou e finalmente virou e falou 'vc nao tem visto?'. 'Nao'. 'Como assim?'. 'Eu entrei por alambi bridge'. 'Como assim?'. 'I'm going to asia overland'. 'O que?'. Dessa vez steve respondeu bem pausadamente. 'I'm going to asia overland'. O cara nao entendeu direito, meio q entendeu, nao entendeu de novo e foi embora. Tranquilo sem mencionar o papo, 'eh q eu nao queria ter o carimbo no passaporte'. Sacou?

 

As historias sao muitas mas ja escrevi demais.

 

Ah qto a onibus de cairo pra jerusalem, nao vou falar q nao tem, mas eu perguntei e falaram q nao tinha, que tinha q ir pra taba, cruzar pra eilat e de la seguir. Tanto eh q conheci dois amigoes israelenses q conheci na rodo de cairo q moram em jerusalem q pegaram o mesmo onibus q eu, desceram em taba, cruzaram a fronteira e de eilat foram pra casa. Mas isso tb eh o de menos.

 

Boas baladas

xaliba

 

p.s.- caro editor, obrigado pelas consideracoes. Ja dei uma editadinha aqui. Acabei colocando no geral o q achei mais relevante, tipo dicas q eh dificil conseguir sozinho. Infelizmente nao anotei nem precos nem horarios de nada, ja faz mais de um ano, nao me lembro mais. No entanto isso sera remediado. Tem uma amiga indo mais ou menos nesse role q eu fiz e pedi pra ela anotar tudo, qdo ela voltar eu reedito e complemento o texto. Mas essa parte de horarios e precos eh mais facil. Gente, o lonely planet eh a biblia do viajante no exterior, tem tudo la, tudo mesmo. Se a grana ta curta, vai na secao budget de hospedagem, tem todas as opcoes de coisas baratas. Tem q ir aprendendo a usar os recursos q estao na mao. Ah mas o guia eh caro! Eh mesmo, e dica, se vc comprar na amazon.co.uk e mandar enviar no brasil eh quase 60% do preco de comprar na livraria cultura ou no proprio site do lonely planet mesmo com desconto qdo vc se cadastra. Acabei de fazer isso com o south america on a shoe string q estou esperando chegar. Sim, eh caro mas a grana q vc vai economizar e as facilidades q vc vai ter de longe compensam pagar pelo guia, mesmo q seja caro. Eu falo isso pq eu nunca tinha ouvido falar nesse guia ate estar em dahab, da pra acreditar? Pois eh, eu nao entendia como os outros mochileiros sempre sabiam como chegar e onde ficar e pra onde ir. Caramba, como esses caras sao bem informados! Mas como por la ta cheio de europeu e TODOS tem o guia vc sempre pode dar uma olhada no guia deles. Varias dicas eu peguei com os caras. Pergunte pra eles. Faca amizade. E mais importante de tudo, aprenda a falar ingles! Qto melhor, melhor, mesmo, acredite. Fiz amigos q nunca teria feito se houvesse a barreira da lingua. Amigos q se faz em minutos, eh engracado como nas viagens isso se torna mais possivel. Mas vc so vai ficar realmente amigo de alguem se falar da vida, das emocoes, de politica, da situacao do seu pais, do pais do cara, da mina q vc comeu, dos medos, vontades, saca? Com ingles macarronico isso nunca vai ser possivel. Jerusalem so foi o ponto alto pq eu conversava com as pessoas, discutia, fui em baladas locais nas casas das pessoas. E ainda bem q eles falavam ingles bem, as duas pontas tem q estar afiadas. Se vc tem q dispender muito esforco pra lingua a fluidez do papo danca e a coneccao cai. Acho q eh pra isso q viajamos, nao eh so pra tirar fotos e ir nos passeios. Israel nao eh um lugar bonito em si. Mas eh um dos lugares mais alucinantes q ja fui na minha vida. Qdo morei em londres trabalhava num mercado de comidas de toda a europa. No final do dia a gente ia tomar uma breja. Um dia eu contei, tinham 10 pessoas na roda, cada uma de uma nacionalidade diferente, da america do sul, europa, africa e asia, nao tinha nenhuma nacionalidade repetida, todos conversando numa boa, falando ingles, tipo amigo mesmo, como vc conversa com seus melhores amigos num bar numa noite das boas. Se tivesse macarronico la ja tinha ido embora pq tinha ficado de fora total. Gente, eh a lingua universal! imagina soh se cada pessoa no mundo soubesse a sua lingua e mais o ingles, TODAS as pessoas no mundo inteiro poderiam se comunicar sem barreiras de lingua, so ficaria a barreira cultural. Teria muito menos intolerancia e mais entendimento no mundo. E fora q como diz minha irma 'quem fala ingles nao se perde em nenhum lugar do mundo'. Essa eh boa neh? E a qtidade de info q vc consegue, foruns, emails pra deus e o mundo, enfim, o recado eh esse. Caro editor, se vc quiser colocar essas dicas em um lugar mais generico de viajar ao exterior fique a vontade pq eu sou novo aqui e nao sei como faze-lo.

 

Saudacoes a quem teve paciencia de ler ate aqui.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Xaliba!!

 

Dicas muito boas, valeu!!

 

Gostaria de poder contar com sua ajuda!! Eu e meu esposo estamos planejando ir para Israel, Jordania e Egito agora no mes de Maio ou Junho. Estamos em Sidnei, Australia e nosso voo de volta para o Brasil faz um stop em Dubai. De la vamos estender o retorno e ficar mais ou menos 15 dias para conhecer um pouquinho do Oriente Medio (possivelmente poderemos estender para 20, mas nao e certeza).

 

Quais lugares vc indicaria como prioritaios para visitarmos nesse periodo? Como o tempo e curto (15 dias) temos que ter foco e nao perder muito tempo.

 

Se puder nos ajudar, agradecemos!!

 

Abcs.

 

Eliane

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

oi eliane, cara, eu nao fiquei tanto tempo la assim e nao conheci tanta coisa assim...

 

conheci sharm el sheikh (se vc nao mergulha ou nao tem interesse nisso nao chegue nem perto, se vc mergulha TEM q ir pra la - top 10 do mundo!)

 

cairo logico.

 

dahab a galera vai muito mas eu nao achei nada de especial.

 

jerusalem TEM q ir - e olha q eu sou ateu!

 

mar morto TEM Q IR!!!!!! boiar la eh tb um dos maiores momentos mastercard da minha vida.

 

petra e o deserto foram 2 das melhores experiencias de toda a minha vida tb, recomendo muuuuuito.

 

fiquei muito a fins de ir no monte sinai mas nao rolou, eu iria se fosse vc.

 

o resto eh com vc e com sua pesquisa. Recomendo q vc compre o guia lonely planet middle east pois esses guias sao a biblia do viajante para qquer destino do mundo. Fique a vontade para perguntar mais.

 

tente tb a ferramente de busca aqui do site colocando palavras chave, vai na tentativa e erro q vc deve achar mais coisas.

 

boa sorte e boa pesquisa

 

ah, e estenda a viagem o maximo q puder. Qdo vc vai ter a oportunidade de voltar pra la??????? Nunca se sabe. Aproveite ao maximo cada gotinha da sua vida. ::otemo::::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Xaliba!!

 

Obrigada pelas dicas!

 

Vou continuar pesquisando e surgindo duvidas eu mando email de novo! Realmente o Lonely Planet eh bastante importante e acredito que aqui em Sydney deve ser facil de encontrar.

 

Valeu!

 

Abc.

 

Eliane.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi

 

se você for voar via emirates ou com qualquer compania que for fazer conexão ou stop nos Emirados Arabes Unidos (no caso Dubai) você n~~ao pode deixar que carimbem o seu passaporte em Israel pois do contrario vc não embarca... e muito mnos poem os pés nos emirados...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

êêêEÊê! Eu li até o final! \o/ To indo pra Israel dia 16 de abril com uma excursão daquelas, saca? mas depois do dia 28 de Abril, qndo a excursão acaba, penso em ficar de voluntária num Kibutz. Vc visitou algum?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nao sei sobre kibuts, talvez role se informando em associacoes do tipo cluba hebraica, casa de cultura hebraica, sinagogas, sei la. E claro, google.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigada pelas respostas, galera!

 

Já tá tudo certo. Entrei em contato com a KPC e to partindo pra Israel amanhã. Se pá escrevo de lá pra contar.

 

Abraçãozão,

 

Leandra Barros

rumo aos rumos...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Prezados,

 

Pretendo fazer esta mesma viajem (Egito, Jordania e Israel) em Setembro, praticamente o mês inteiro. Irei sozinho. Não sou judeu, muçulmano nem nada.

 

Vou comprar uma passagem de ida para o Cairo e volta de Tel Aviv. Já vi que para entrar no Egito precisamos de visto. Dá pra tirar este visto lá mesmo, quando chega no aeroporto?

 

Minha idéia é chegar no Cairo passar uns 4 dias lá e depois descer o vale do Nilo até Aswan e voltar pro Cairo (passando por Edfu e Luxor) - esta viagem deve durar mais uns 4 ou 5 dias. Pergunto: Acham que vale a pena fazer o cruzeiro que desce o rio Nilo, ou melhor pegar um trem até Aswan e ir subindo parando nas cidades? Como estou sozinho, pensei em comprar um pacote para fazer esta excursão, custa uns 300 dolares.

 

Quando voltar ao Cairo, sigo viagem para o Sinai, não sei ainda como fazer isto. Tem albergue ou lugar pra ficar no Sinai? Precisa passar um dia lá ou dá pra ver só de passagem mesmo? Vale comprar pacote pra isso também?

 

Depois de atravessar o Sinai, quero ir para Eilat, no sul de Israel (pretendo passar uns 2 dias nesta cidade, dizem que é bem legal). Do sul de Israel, quero ir para Petra, na Jordania, aí passar uns dois dias como sugeriu o colega do Forum. Será que preciso de visto para entrar na Jordania? Se precisar da pra tirar na hora?

 

Depois disso, o resto da viagem será só Israel. Dá pra sair de Petra e ir direto para o Mar Morto? Ou tenho que voltar para Aqaba e entrar por Eilat?

 

Acho que a parte de Israel é a mais tranquila, mais fácil encontrar transporte e albergue. De qualquer forma, quero passar pelo mar morto, ficar uns 4 dias em Jerusalem, subir até o norte, ficar emTiberias, Haifa e voltar pra Tel Aviv, de onde parte o voo de volta.

 

Se alguém puder me dar alguma dica ou responder minhas perguntas, mesmo sugerir cidades ou trajetos, eu agradeço muito.

 

Já fiz alguns mochilões e sei que viajar para estes lugares é um pouco mais complicado que pela Europa (estive no Marrocos ano passado).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Sonia Artur
      Decidimos viajar ao Egito, fizemos uma extensa pesquisa sobre os melhores guias que pudessem nos dar segurança e credibilidade nas informações, pois viajamos com crianças. 
       
      Através de indicações  De amigos, encontramos o guia Ibrahim. 
       
      Excelente guia, responsável, cuidadoso desde nosso primeiro contato. Nos orientou sobre todos os procedimentos desde o Brasil até chegarmos ao Egito. Acompanhou nossa família, cuidando de tudo. Sentimos realmente que temos um profissional responsável e cuidadoso. 
       
      Recomendo fortemente o guia Ibrahim (WhatsApp +20 1111161407). Certamente voltaremos com o guia Ibrahim.



    • Por Vitor Monaco
      Salve galera, é um prazer sentar para abrir meu primeiro tópico no site, é o começo de uma longa jornada! Será um prazer regar esta jornada com trocas das mais variadas.
       
      Estou começando a elaborar um roteiro para uma viajem de aproximadamente 1 ano e meio a 2 anos. A ideia é pegar um voo de SP para Portugal - onde tenho uma base para ficar sem custo, de Portugal cair pro Marrocos, e dali em diante a proposta seria fazer toda a viajem por terra. 
       
      Digamos que a "ida" tem como objetivo o percurso Marrocos > Vietnam, com foco no Marrocos, Egito, Israel, Índia, Tailândia e Vietnam, e a "volta" tem como objetivo pegar a ferrovia transiberiana e chegar em Portugal, com foco na China e Russia, depois passando por Berlin, Paris, Espanha e Portugal - lugares onde eu tenho bases de apoio.
       
      Entre as pesquisas que iniciei sobre este longo percurso, sobre os países, condições e possibilidades, abro esse tópico para uma primeira e grande dúvida, e com certeza não será a última.
       
      Aí vai: alguém já fez, ouviu, pesquisou, tentou ou sabe de informações reais e atuais em relação a fazer o percurso Marrocos > Egito por terra passando pela Argélia e Líbia? Sugestões de outras rotas possíveis são bem vindas.
       
      Espero poder desenvolver um ambiente de troca e enriquecimento de informações, reitero o prazer de abrir este tópico e desde já agradeço a todos pela parceria!
       
      Grande Abraço!
       
      Vitor
    • Por Guimg12
      Vamos lá, mais um relato, perdi minha outra conta então vamos lá
      Bom, essa viagem foi decidida meio que na sorte, eu tinha alguns pontos no programa da LATAM, e como para mim é melhor viajar final do ano por conta do recesso forense.
      Comecei a pesquisar possíveis destinos, como eu gosto de praia e sol me restringia um pouco.
      No final do ano poderia ir para a região da américa central, que até então era minha primeira opção, mas estava com receio de ir sozinho por conta da “má fama” da região por ser um pouco violenta.
      Com isso decidi ir para a África do Sul, achei a passagem de ida por apenas 28k milhas e dei a loca de ir. Como meu inglês é bem ruim, resolvi incluir um pequeno intercâmbio na África do sul.
      Fechei pelo site Intercambio direto, foi a melhor cotação que achei, era o mesmo preço da escola se eu pagasse por lá. Entrei em contato com a escola para saber se realmente eles faziam parceria com o site, pois iria pagar todo curso no brasil, então não poderia correr o risco de ser falso. Tudo certo, paguei o valor de 2.600 reais para 3 semanas de aula.
      Se tem intenção de fazer um intercâmbio faça por mais tempo, e não sei se na África do sul é uma boa, minha sala só tinha árabes então era muito difícil entende-los, havia alguns brasileiros também por lá.
      qualquer coisa só chamar no insta uaiguilhermee
    • Por eliseursouza
      Oi gente, tudo bem? 
      Dia 23/12 estarei indo de Guarulhos pra Cairo com conexão de quase 24h em Casablanca pela Royal Air Maroc, e ficarei um dia/noite em um hotel fornecido pela companhia. Gostaria de saber se vocês já ficaram esse tempo todo por lá, se precisaram trocar dinheiro (se sim, quanto?) porque quanto ao Egito, já estou instruído, mas me sinto 0 preparado pra essa conexão no Marrocos. Não sei nem se vou pegar minha mala ou se ela vai direto pro Cairo!! Se puderem me ajudar com respostas, ficarei muito grato. 
    • Por rafa_con
      Olá viajantes!
      Esse vai ser meu primeiro relato oficial aqui no fórum. Eu costumava ter (ou tenho?) um blog de viagens pra escrever minhas experiências, mas sinto que será mais útil se eu escrever aqui. Acabei escrevendo algumas várias páginas e já peço desculpas de antemão.
      Mas vamos aqui ao que interessa! Egito. Li muitas coisas (até um pouco assustadoras) aqui no fórum sobre o Egito e deixo aqui um agradecimento especial para a usuária deborah.wakin que tem um relato completíssimo sobre o país e foi por indicação dela que fique no Dahab Hostel e comprei todos os passeios com eles!
      INTRODUÇÃO
      Antes de qualquer coisa, quero falar que essa foi a viagem mais difícil que eu já fiz. Assim, eu não sou uma viajante tãããão leiga, já tinha visitados alguns países, inclusive mulçumanos, como a Turquia e os Emirados Árabes. Além disso, eu costumava viajar sozinha, mas casei o ano passado e essa foi a primeira viagem que fiz acompanhada, no caso, com o meu marido. Aliás, foi a primeira vez que ele saiu do Brasil (eu não peguei nem um pouco leve, né?) Massss... Foi o maior choque cultural que tive na vida e lidar com o povo egípcio não foi NADA FÁCIL PARA MIM. Eu acho que não tava preparada psicologicamente e principalmente, devido as inúmeras coisas ruins que li sobre, eu fui já com um preconceito estabelecido e isso prejudicou bastante a experiência.
      CUSTOS
      De forma geral foi o seguinte, a passagem aérea para duas pessoas ficou em R$ 7.957,52 pela Emirates.
      Levei US$ 1.450,00 e paguei tudo por lá. Não usei cartão de crédito e ainda teria sobrado umas 100 doletas. Se você entrar no site do Dahab Hostel (http://www.dahabhostel.com/) lá já tem o preço para todos os passeios (que já devem ter sido atualizados por que já faz um ano) no mais, o que eu for lembrando de valor, vou colocando aqui. Por exemplo, me lembro que a cotação estava 1 dólar para 18 liras egípcias (LE). E também me lembro que a cotação era a mesma em todos os lugares, só dentro do navio do Nilo que era um pouco mais cara.
      ROTEIRO
      11/Out/18 – Chegada no Cairo, check-in.
      12/Out/18 – Pirâmides, Saqarah, Dashur
      13/Out/18 – Khan El Kalili, Trem para Aswan
      14/Out/18 – Templo de Isis, represa de Aswan
      15/Out/18 – Abu Simbel, embarque no Cruzeiro do Nilo
      16/Out/18 – Kom Ombo, Edfu
      17/Out/18 – Luxor, vôo de balão, Vale dos Reis, Templo Hatshepsut
      18/Out/18 –  Templo de Karnak e Templo de Luxor, ônibus para Dahab
      19/Out/18 – Chegada em Dahab, descanso, de madrugada partida para o Monte Sinai
      20/Out/18 – Subida ao Monte Sinai, assistir ao nascer do sol. Volta para o hotel e descanso.
      21/Out/18 – Blue Hole, ônibus para o Cairo
      22/Out/18 – Chegada no Cairo pela manhã, Khan El Kalili e Voo de retorno na madrugada para o dia 23
      TEMPERATURA
      Eu fui em Outubro. Estava bem quente (mas poderia ser mais quente). Pegamos aí temperaturas entre 25 (a noite) a 38 graus (de dia). Então busque roupas leves, mas que cubram bastante o corpo pra não atrair muitos olhares. Aquelas calças de malha bem larguinhas são uma boa pedida.
      COMIDA E BEBIDA
      Eu tenho um paladar extremamente infantil, mas vou descrever mais ou menos o que se come em cada refeição:
      - Café da manhã: café com leite, pão daquele tipo árabe, feijão (beeeeem temperado), uma espécie de cream cheese e salada.
      - Almoço: arroz, katfa, frango assado, o mesmo pão árabe, salada, homus.
      - Jantar: a mesma coisa do almoço, ou fast food, ou coisas tipo shawarma, kebab, etc.
      Achei bem curioso eles comerem feijão no café da manhã e arroz como item de almoço ou jantar. Perguntei pra Selvia, uma moça que trabalhava no Hostel, “vocês já pensaram em comer feijão com arroz?” e isso foi seguido de uma cara de nojinho da parte dela HAHAHAHA que coisa não?
      Desnecessário falar que você precisa ter água com você o tempo todo né? É, então tenha água com você O TEMPO TODO. Mas ao mesmo tempo, se for fazer algum percurso de ônibus, lembre-se que não tem banheiro.
      CHIP DE CELULAR
      Não compramos. Talvez teria sido necessário sim, mas achamos algumas boas pessoas no nosso caminho que nos ajudaram. No mais, usamos apenas o wi-fi dos hotéis ou restaurantes.
      ASSÉDIO, NEGOCIAÇÕES E BARGANHAS
      O Egito é um país pobre. Quando o cara vê um turista ele vê ali também uma chance de ganhar dinheiro. É triste o desespero deles, mas ao mesmo tempo uma importunação para nós. Em cidades pequenas e turísticas, como Luxor, é quase impossível andar na rua em paz sem que muitas pessoas tentem te vender alguma coisa.
      Além disso, quando for comprar qualquer coisa é preciso suspeitar de primeira se aquele preço é justo. Muitas vezes eles triplicam o preço para turista, mesmo numa garrafa de água. Tem que ter muita, MAS MUITA paciência para lidar com essas situações. Outra coisa bem chata é que em nenhum lugar, nem em loja, nem em mercado, eles colocam os preços das coisas. Isso que ferra porque a pessoa pode por o preço que quiser quando você for pagar.
      TRANSPORTES
      No Cairo usamos apenas Uber (o pessoal do Hostel que chamou pra gente) e táxi (antes de entrar o táxi já mando o preço que quero pagar pra não ter surpresa e repito mais umas 5 vezes o preço pro cara entender bem o quanto vou pagar). Entre as cidades usamos trem e ônibus. Ônibus pode ser uma ótima ou uma péssima ideia (veja o relato do percurso entre Luxor e Dahab). Além disso, os ônibus não têm banheiro, você precisa usar nas paradas que ele fizer.
      GORJETAS?
      É... Então. Eu tinha lido muitos relatos aqui sobre essa ‘cultura’ e isso era o que mais me atormentava. Eu já cheguei no país com uma barreira com qualquer um que chegasse perto de mim achando que ia pedir dinheiro por qualquer mínima coisa. Eu fiquei com um preconceito tão grande que passava mais tempo preocupada se alguém ia querer me extorquir de alguma forma do que curtindo a viagem em si.
      Sim, tivemos algumas situações chatinhas, mas elas foram bem menos do que eu esperava. Eu podia ter ido mais tranquila. Devia ter me preparado mais mentalmente, devia ter feito muitas coisas, mas não fiz. E isso definitivamente prejudicou a minha experiência como um todo. Meu conselho é... Não seja como eu 🤦‍♀️
      ENTRADA NO EGITO (VISTO)
      Uma preocupação sobre a viagem foi o visto. Se você entra em contato com a embaixada eles dizem que você deve mandar o passaporte POR CORREIO COM DINHEIRO DENTRO DO ENVELOPE PARA PAGAR O VISTO E OS CUSTOS DE SEDEX. Isso pra mim foi absurdo num nível que nem sei explicar. Mas aqui no fórum e em outros lugares, muita gente falava que dava pra comprar o visto lá no aeroporto, na chegada. Pra confirmar essa info, um tempo antes da viagem fui até o aeroporto de GRU (moro perto) perguntar no check-in da Emirates o que precisava para embarcar pro Egito. Eles falaram que só o passaporte mesmo e tirava o visto lá. Então fiquei mais tranquila e foi isso que aconteceu.
      Chegando lá no Cairo é o seguinte, antes de passar pela imigração tem uns guichês de bancos. Qualquer um deles vende o visto, na época, custava 25 dólares pagos em espécie. É bem simples essa transação. Passamos pelos guichês da imigração também até que tranquilo, mas na saída deles tinha um cara que parou a gente. Daí lá vamos nós... Sim, eles encanam com a galera sul americana. Encontrei outros brasileiros e colombianos por lá que passaram pela mesma coisa. Primeiro um chá de cadeira básico. Daí vieram algumas perguntas clássicas e o fato de sermos casados no papel deixou eles bem surpresos. Depois, levam a gente prum espaço aberto por ali mesmo no aeroporto e abriram as nossas malas, fuçaram em absolutamente todos os bolsos e roupas e necessaires, depois levaram a gente pra uma salinha (mulher vai com mulher e homem com homem) faz a gente ficar semi-nu e ainda a moça pediu pra eu agachar pra ver se não tinha nada no fiofó. Na boa, nunca tinha passado por isso e fiquei indignada. Achei bem humilhante. Mas no geral estávamos bem calmos e não tínhamos nada a esconder. Duas horas depois, fomos liberados.


×
×
  • Criar Novo...