Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Arquivado

Este Post foi arquivado e está fechado para novas respostas.

Roberto Brandão

Governo de SP lança rota trekking com 92 quilômetros

Posts Recomendados

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado do Turismo, lançou um roteiro de 92 quilômetros que pode ser realizado a pé ou de bicicleta pelas cidades do Vale Histórico Paulista. Apelidada de Caminho da Bocaina, a iniciativa é definida como uma espécie de peregrinação da natureza, já que atravessa o Parque Nacional da Serra do Bocaina, o maior do sudeste brasileiro.

O percurso, que vai de oeste a leste, começa em Silveira e termina em Bananal, na divisa com o Rio de Janeiro. Durante o trajeto, o aventureiro passará por diversos destinos interligados ao parque da Bocaina como, por exemplo, Areias, São José do Barreiro e Arapeí.

 

É nesse parque que está o maior pico do Estado de São Paulo, conhecido como Pico Tira Chapéu, a mais de dois mil metros de altura. De lá, é possível avistar as cidades do Vale do Paraíba, toda cordilheira da Serra da Mantiqueira, além da baía de Paraty, no Rio de Janeiro.

 

Rico em biodiversidade, com direito a cobras, insetos, macacos e onça, o circuito Caminho da Bocaina será organizado pelo Instituto Natureza e poderá ser realizado em cinco dias a pé ou em três dias de bicicleta. A rota também foi pensada para o treinamento de pessoas interessadas em percorrer o Caminho de Santiago de Compostela na Espanha. Apesar não ter cunho religioso, o percurso brasileiro é bastante parecido com a proposta espanhola.

 

“A proposta é oferecer um intercâmbio cultural, um dos atrativos no percurso. A vida rural é muito presente entre os moradores da Serra da Bocaina. Refeições e hospedagem na casa dos 'bocaneiros' permitirão muitas horas de história e a experiência de viver o modo de vida diferente do cotidiano das cidades”, argumentou o prefeito de São José do Barreiro, José Milton Serafim.

 

“Será possível levar as memórias do local por meio do artesanato, doces, queijos dentre outros. Aventura, autoconhecimento, cultura e natureza exuberante é o que o Caminho da Bocaina oferece”, completou Serafim, que trabalhou ao lado de Carolina Luchini como guia turístico para consolidar o projeto. O diretor técnico da Secretaria de Estado do Turismo, Vanilson Fickert, também fez parte da idealização.

 

Fonte :Site da Panrotas

Compartilhar este post


Link para o post

Visitante
Este post está impedido de receber novas mensagens


×
×
  • Criar Novo...