Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Naja

Trem da Morte

Posts Recomendados

Fala galera!

 

Eu gostaria de saber se viajar no trem da morte na classe pullman ou primeira é realmente perigoso, ou é balela? O primeiro não entram vendedores, e o segundo além de entrarem vendedores pessoas andam em pé, não é mesmo?

O perigo é só de furto se vc der bobeira, ou mesmo tomando precauções há perigo?

 

Abraço,

 

João.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Patrícia,

Pq vc não aconselha a andar no trem da morte? Fiz Puerto Quijarro-Sta. Cruz e a viagem foi muita boa e por mim, recomendo sim! Eh uma excelente forma de imersão na cultura boliviana.

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na real, entra vendedor em todas as classes, eu fui de primeira, que de primeira só o nome,hehehe.

É um pouco perigoso pq tu acaba dormindo e nao cuida a tua bagagem e o pessoal vai pulando do trem em varias paradas. Tem que ficar bem ligado com as mochilas e com o dinheiro.

Mas nao é nada de outro mundo, é normal, é bem sujo e tem de tudo desde mochileiro ate indio, é uma experiencia bem boa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que tem que ver os dois lados da moeda, tem a parte boa e a parte ruim de pegar o trem, mas com certeza é uma super experiencia, se tu ta disposto a se aventurar o trem é uma ´´otima pedida.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cansado das um tanto precárias condições de viagens pela Bolívia, eu viajei de super pulmann e paguei um pouquinho só a mais, mas viajei tranquilo, sem vendedores ambulantes entrando e saindo no vagão. Como tava no "começo da temporada", o trem tava tinindo de limpo, tudo funcionando perfeitamente.

 

Jantei (bem, por sinal), assisti um filme muito melhor do q os filminhos de avião e curti a trip. realmente "nada do outro mundo" como a Isabela bem falou.

 

Esse papo de "trem da morte" eu acho balela. Ouvi histórias de outros mochileiros q pegarem a classe mais simples e se arrependeram no momento, mas depois até q curtiram as histórias q tinham pra contar.

 

fui

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bem, me botaram o "maior terror", com essa parada do trem, mas eh sussa, não tem nada demais e se duvidar eh mais limpo que o metro aqui da nossa estação Sé (SP)!!

Claro que vc deve tomar aqueles cuidados básicos e não ficar marcando, falow!

Abraços

Cintia

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

é muito tranquilo. Vá de classe Pullman. Leve uma cordinha e amarre sua bagagem no negócio de ferro (desculpa, esqueci o nome agora) que fica acima de sua cabeça que serve para vc colocar a bagagem. No mais, o fato de vendedores entrando a todo momento é algo até interessante, e que serve para vc contar casos engraçados depois. De meia em meia hora é uma gritaria só: pollo frito!!! pollo frito!!! café caliente!! cafe caliente!!! é muito engraçado....

um abraço

Bruno Scarpelli

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Peguei o trem da morte tem um mês, e achei super tranquilo. Não me senti ameaçado em nenhum momento. É claro que ficamos ressabiados em alguns momentos, mas nada demais. Conforme disse a Naja, é uma excelente oportunidade de interação com a cultura local, o que pelo menos era um dos meus objetivos na viagem.

Bruno Scarpelli

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera, o pullman é mais esquema. Depois fomos ver que talvez seja o meio de transporte mais confortável que tivemos em toda a Bolívia.

Comprem a passagem no dia da viagem, pela manhã. O trem sai às 18h

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Toma cuidado por que sempre tem um pessoal de agencias em porto suarez (a cidade da fronteira) dizendo que você não vai conseguir passagem e tentam te vender por uma taxa as passagens, eu cai nessa e o trem estava vazio. Pullmam eh a melhor, a primeira eh a pior e a segunda (eu viajei na volta) eh terrivel.

Tem um trem que sai mais tarde que tem um vagão cama e me disseram que tem até vagão restaurante, ele eh mais rapido ~mas eh mais caro. Eu acho que ir no pullmam eh super tranquilo.

ate onde eu sabia o tem um trem que sai as 15hs e esse eh o mais lento eque não tem trem cama. O que sai mais tarde eh o mais rapido. Essa info eu tenho do começo desse ano, não sei se mudou alguma coisa.

O tempo dos das 15hs era de 20 horas de viagem...........

 

fui

 

Luana

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por HugoNuary
      Então galera, pretendo sair agora día 4 ou 5 de outubro, e fazer a rota: SP rumo a Campo Grande ou Corumba - MS (a rota que ficar mais em conta) seguir para Puerto Quijarro depois tomando o trem da morte rumo a Santa Cruz de la Sierra. Sendo meu destino final Lima. Tenho 30 dias para seguir essa rota, e tentando gastar o mínimo possível durante toda viagem. Meu maior temor é quanto aos valores dos transportes da Bolivia rumo ao Perú, onde se hospedar por la num preço legal. E onde consigo fazer câmbio de Real para BOB e para SOL. 
    • Por HenriqueSantos
      Mochileiros, estou planejando uma viajem, começando dia 2 de janeiro em Campo Grande - MS, até Machu Picchu. Preciso de conselhos e dicas sobre o que posso melhorar no meu roteiro.
      Posso estender a viagem por alguns dias, mas tenho que chegar até dia 18 em Campo Grande.
      Planejo gastar cerca de R$ 2.500,00, mas tenho mais grana pra imprevistos. E a ideia seria ir sem gastar muito com luxo, ao mesmo tempo visitando alguns pontos turísticos interessantes, como o Lago Titicaca, Machu Picchu e Lima. Estou aberto a qualquer tipo de sugestão. Por enquanto eu pretendo ir sozinho, mas aceito companhia
      Valeu!

      Roteiro
      Viagem de Ida
      02/12/19 Campo Grande – Corumbá. Ônibus (6,5h)
      Sair de ônibus a noite de Campo Grande e chegar de manhã em Corumbá. A passagem de ônibus para Corumbá custa cerca de 130 Reais.
       
      03/01/19 Dourados - Pt Quijarro – Santa Cruz.  Trem (17h).
      Chegar em dourados, ir para Pt Quijarro cedo, de ônibus municipal ou taxi, e comprar ticket do trem da morte. O trem sai 13:00h (Horário Local). Arranjar almoço e café da manhã pela região mesmo, antes de pegar o trem.
       
      IMPORTANTE: Ir para a fronteira cedo para evitar fila. Tem que entrar na Polícia Federal do Brasil e a aduana boliviana, DUAS FILAS que podem ser demoradas. Verificar onde trocar reais por bolivianos. A comida e água do trem é cara, levar comida e água. E comprar a passagem do trem o mais cedo possível. Levar um livro para a viagem do trem, são =~18h de trem. Corumbá tem 1h a mais que Pt Quijarro.
       
      04 e 05/01/19 Santa Cruz - La Paz - Copacabana. Ônibus (=~25h).
      O trem chega dia 04 em Santa cruz, por volta das 5:40 da manhã.
      Opção 1 (Preferida): Comprar passagem completa com viagem de Santa Cruz a Copacabana. =~250 B, 25h no total.
      Procurar ônibus direto de Santa Cruz a Copacabana. Tem ônibus ao preço de 250 Bolivianos. A viagem dura cerca de 25h no total. Não há muita diferença de preço entre as opções, mas tem diferença de tempo de duração.
      Opção 2: Comprar passagem para La Paz e (180-220 B, 18h), de lá, para Copacabana (35 B, 4h).
      Importante: A indicação de tempo é a de duração de viagem. Não há garantias que conseguirei ônibus com horário colado um no outro. O mais provável é que tenha que esperar algumas horas pelos próximos ônibus.
      Tem que procurar passagem para La Paz na rodoviária, talvez tenha que fazer uma escala em Cochabamba. A duração da viagem varia entre 18 e 24 horas, dependendo da presença de escala ou não. O preço do ônibus para La Paz varia entre 180 e 220 Bolivianos.
      Chego em La Paz e procuro passagem de ônibus para Copacabana. A viagem dura cerca de 4 horas e tem passagens por 35 Bolivianos. Ao que parece, o último ônibus barato sai as 13:30h. Achei outros ônibus depois disso, mas todos estavam bem caros.
       
      05/01 Copacabana e 06/01 Copacabana – Cusco. Ônibus (12h).
      Chego em Copacabana no meio da tarde do dia 05/01, ou início da noite. Durmo num Hostel local, tem Hostel mais barato, por cerca de 60 Reais. A média de preço na região é por volta de 100 Reais.
      No dia seguinte (06/01) procuro viagens à noite para Cusco, e passo o dia conhecendo o lago Titicaca.
      Têm várias Ilhas turísticas no lago, Isla del Sol e Isla Luna são destinos famosos. O barco para levar até as ilhas custa por volta de 30B, assim que chegar na ilha um guia deve aparecer e oferecer um tour por ela. Comida custa mais caro nessas ilhas. Gasto esperado pelo passeio todo: =~ 150 B.
      A passagem para Cusco de Copacabana custa cerca de 150 B, e a viagem dura 12h. Para ganhar tempo e economizar uma grana é bom dormir no ônibus para Cusco.
      A noite pego o ônibus para Cusco.
       
      07/01/19 – Cusco.
      Assim que chegar devo procurar um hostel em Cusco. Tem alguns baratos, na faixa de 70 Reais, ao que parece.
      Comprar o ingresso para Machu Picchu no Museu, negociar um pacote de viagem para o dia seguinte à Hidrelétrica, incluindo a volta, alguns hosteis oferecem esses pacotes e ele custa por volta de 70 Soles (=~ 80 Reais). A tarde devo ter tempo visitar a cidade.
      O ingresso para Machu Picchu custa 152 Soles, aproximadamente 170 Reais (1,12 Reais o Sole). Compro a entrada para o dia 09/01.
      Comprar o ingresso no Museu Casa del Inca Garcilaso de la Vega (Rua Calle Garcilaso, s/n. A um quarteirão da Praça de Armas de Cusco, na esquina com a Plaza Regocijo).
      Na manhã seguinte pego a van para a hidrelétrica.
       
      08/01/19 Cusco – Machu Picchu Pueblo (Águas Calientes). Van (8h) e caminhada (3h) =~11h.
      Vou de van, pelo pacote até a hidrelétrica, e faço caminhada até Águas Calientes, 13km a pé, seguindo o trilho do trem. O percurso de Van dura aproximadamente 8 horas e a caminhada pé leva até 3 horas. Devo chegar perto da noite em Águas Calientes.
      Águas Calientes é uma cidade pequena e tem muitos hosteis. Vale a pena pesquisar e achar um hostel barato. Na internet achei vários na faixa de 100 Reais, mas dizem que lá tem outros muito mais baratos por até 30 Reais.
      Passo a noite num hostel local.
       
      09/01/19 Machu Picchu e Águas Calientes
      Acordo cedo para subir Machu Picchu de escada.
      Para subir em Machu Picchu tem um ônibus, que custa 24 dólares ou caminhada de 2 horas, subindo escada, vou de escada por que 24 dólares é muito dinheiro.
      Visito Machu Picchu e passo o restante do dia em Águas Calientes. Volto no dia seguinte, de volta a Cusco.
      Passo a noite num hostel local.
       
      RETORNO
      10/01/19 – Águas Calientes – Cusco - Copacabana. Caminhada (3h) e Van (8h) =~11h.
      Volto de manhã para a caminhada até o posto das vans, na hidrelétrica. É só refazer o mesmo caminho da ida.
      Volto a Cusco com as vans, o pacote comprado em Cusco deve inclui o retorno. Devo chegar em Cusco por volta do fim da tarde.
      Verificar se tem passagem direto para La Paz de lá, o destino final para o dia é La Paz. Mas como é um destino longe, entre países, eu não sei se encontrarei passagem. Se não encontrar passagem direto é melhor passar a noite em Cusco e viajar no dia seguinte cedinho.
      A viagem de Cusco para Copacabana leva cerca de 12 horas. Saindo as 22 horas de Cusco, devo chegar por volta das 10:00 em Copacabana.
       
      11/01 Cusco – Copacabana – La Paz. Ônibus 12h e Ônibus 4h. 12/01 La Paz, 13/01 La Paz - Santa Cruz. Ônibus 18h.
      Em Copacabana procuro passagem para La Paz e parto assim que der. A viagem de Copacabana para La Paz leva cerca de 4 horas e custa entre 17 e 45 Reais.
      Se tudo der certo devo chegar dia 11 (Sexta-feira) em La Paz, perto do fim da tarde.
      Passo alguns dias em La Paz, e parto dia 13 para pegar o trem na segunda, dia 14.
      Fico em La Paz e conhecendo os locais turísticos próximos a cidade até o dia 13. Partindo de volta a Santa Cruz na tarde do dia 13, para chegar dia 14, segunda, de manhã em Santa Cruz e pegar o trem.
      Gastaria com hosteis, turismo e alimentação dos dias extras.
      Esses dias em La Paz também servem de margem para algum possível imprevisto.
       
      14/01/19 Santa Cruz de La Sierra – Pt. Quijarro. Trem (17h).
      Saindo na tarde do dia 13, em La Paz, devo chegar em Santa Cruz dia 14, de manhã, a tempo de pegar o trem. O trem mais barato de Santa Cruz a Pt Quijarro só sai segunda, quarta e sexta, sempre as 13:20h, dia 14 é segunda então partiu Porto Quijarro.
       
      15/01/19 Pt Quijarro - Corumbá - Campo Grande.
      Dia 15 chego em Pt Quijarro na parte da manhã, vou para a fronteira e para rodoviária em Corumbá. De lá, para casa. A passagem de volta, comprada no dia, custa cerca de 170 Reais.

       
       


×
×
  • Criar Novo...