Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
_maya

É possível viver mochileiro?

Posts Recomendados

possivel_mochileiro02.jpg.daa92ffa3d80614ac114422bfc1256ce.jpg

 

Juntei cerca de R$ 15 mil nos últimos 2 anos de trabalho.

Tinha a esperança de comprar um casa. Mas quer saber? Não quero mais essa vida. 8 horas por dia trancafiado em um escritório não dá mais.

Quero abrir mão de um sonho convencional (comprar uma casa) para realizar um grande sonho e a verdadeira independência, ou seja, quero ser feliz e aproveitar a vida que, assim como a terra, é muito pequena.

 

Sou jovem. Fã de aventuras e da liberdade. Tenho 25 anos. Pretendo planejar uma viagem pelo cone-sul e américa central até os meus 30 anos.

Tenho moto, ainda cogito a hipótese de usa-la. Mas talvez pretendo vende-la e fazer o percurso todo via onibus, carona, a pé, etc.

Ja fiz algumas viagens sozinho, mas nada audacioso e grande como dessa vez.

 

Sei que são 4 ou 5 anos de viagens e que 15 mil reais é pouco.

Daí que surgiu a idéia da viagem ser algo sustentavel e tornar o mundo (ou parte dele) a minha casa e o meu viver.

É possível? Alguém já fez isso ou conhece algo similar?

Sugestões? Incentivos? ou compartilha do mesmo sentimento?!

 

Abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

cara, da eu acredito q deva dar pra fazer. Eu conheco um cara q esta viajando pelo mundo ha mais de 5 anos, mas ele eh ingles e ficou 5 anos trampando como um camelo mas juntou beeeem mais de 15 mil reais, juntou 40 mil pounds!!! Acho q seus 15 paus nao dao nem pra um ano de viagem. A nao ser q vc use couchsurfing o tempo todo e va realmente de carona ou de bicicleta por grande parte do caminho. Qto mais rapido se deslocar mais grana vai gastar. E como vai estar de passagem pelos paises vai ter q se contentar com trampinhos mais bunda, q pagam pouco. De qquer forma caia na estrada e tente por si so. Boa sorte e se conseguir conte pra nos como fez. ::cool:::'> ::cool:::'> ::cool:::'>

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara

Se conselho fosse bom...a gente não dava..vendia...heheeh!

Quando eu era mais jovem, cheguei a cogitar algo do tipo, mas nunca tive coragem...

Não me arrependo do rumo que tomei, e não tem como saber como seria do outro modo.

Tenho amigos que ficaram trancados trabalhando, se deram bem e hoje podem viajar na boa curtindo!

Tenho amigos que sairam pra curtir e hoje estão na pior...

Tenho uma amiga que foi pra Europa com menos de U$ 1.000,00, passou 2 anos lá curtindo e trabalhando e voltou com grana para comprar um Ap.

Tudo pode acontecer...

Mas eu diria, se realmente está com muuuuita vontade, vá em frente!

15 mil é pouca grana, mas se estiver disposto pode fazer render!

É melhor se arrepender de ter feito uma burrada do passar o resto da vida se arrependendo de não ter feito nada!

Boa Sorte!

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

entao, tb ja vi os ripangos por ai q viajam anos vendendo pulseirinha e colar e os seus trampos pra galera, eles vao q vao. Tb tem gente q consegue trabalhos mais legais, por exemplo vc pode trabalhar em lugares fazendo trampo voluntario em troca de casa e comida, coisas assim, vai ter menos mobilidade mas eu acho q esse tipo de experiencia q vc vive e trabalha no local, 'como um local' sao as mais inesqueciveis. Ja trabalhei na inglaterra e no egito, foi sensacional, nao tem preco viver a cultura local. Conheci um espanhol q disse q ganhou uma grana boa ensinando espanhol para turistas em albergues na argentina. Enfim, entao tb depende da sua criatividade, mas a mensagem, eh, nao desanime e nem desista, mas mantenha na cabeca q vc vai ter q verter sua parcela de suor :mrgreen:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vou pedir licença para desviar um "pouquinho" do tema.

 

Uma vez ouvi um mochileiro americano falando sobre a vida dele (só para contextualizar, estávamos no Torres del Paine, Chile). O cara era professor primário. E, desde havia muito tempo, levava a vida da seguinte maneira. Trabalhava seis meses dando aula, juntava grana, viajava seis meses (pelo que entendi e me lembro, quase sempre América do Sul); trabalhava seis meses, juntava grana, viajava seis meses. Quer dizer, além do cara ganhar o suficiente para sobreviver e juntar para seis meses de viagem (mesmo de mochila), ele ainda conseguia emprego de novo sempre que voltava para os EUA!

 

Isso foi há uns seis anos, portanto, antes da crise, mas ainda assim é um exemplo de como precisamos avançar aqui ainda, né? (E como quem ganha bem por aqui mesmo precisa parar de reclamar um pouco e fazer mais para aproveitar a vida!)

 

Sobre a pergunta do amigo, acho que depende muito da sua expectativa para depois dos seus quatro, cinco anos de viagem... se você nem está pensando nisso, então pode ser que valha a pena arriscar.

 

Abraços a todos,

Rodrigo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que o exemplo do americano é o ideal.

 

Sou fã do conceito de ''meio-termo'', e acho que pode-se trabalhar o ano todo e viajar nas férias, ou trabalhar 1 ano, suar a camisa e viajar mais outro ano se quiser algo mais prolongado.

 

Na Europa pode-se até achar um emprego e conseguir se manter, agora na América do Sul ... difícil hein.

 

Agora largar tudo eu não faria, simplesmente porque no meu caso tenho projetos a concluir.

 

Mas não deixa de ser algo interessante, um desafio, e o máximo que pode acontecer é ter que voltar.

 

Mas o seu nível de desapego é tão grande a ponto de viver com conforto bastante reduzido por tanto tempo assim ?

 

abraços

 

Rodrigo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

SEmpre pensei em fazer isto tmb, porem se juntasse meu salario de professor de seis meses mal chegava ate a capital de meu Estado... ::lol4::

Juntei uns trocados pra vir pra Europa e depois de 6 meses ja to precisando de serviço...

Penso que aqui é possivel, visto que a moeda tem um poder de gasto maior do que paises da America, Africa e Asia.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sou daquelas que guarda o dinheiro no colchão e confiro cada 5 centavos de troco. Não me importo de pagar caro em algo que eu queira muito, mas detesto deixar a torneira pingando e desperdiçando coisas que resultam em menos dinheiro no meu bolso.

 

Minha opinião é de que R$ 15 mil é pouco para uma trip longa, mas é mais que o suficiente para um start em novas perspectivas. Acredito tbm que o meio termo é o mais adequado.

Aplica uma parte da grana (10 mil) e com 5 mil vc faz uma viagem bacana por aqui de uns 60 dias.

Trabalha mais um pouco, aplica mais um pouco e viaja de novo.

No final de 5 anos, se NADA na sua vida melhorar - nem um pouco - e vc continuar na mesma (o que é um cenário ruim), v terá 50 mil aplicados que renderão num CDB uma quantia considerável, uma entrada melhor para sua casa (o que significa um financiamento menor) e, no mínimo, 5 boas viagens e experiências diferentes.

Dessa forma, vc terá as viagens, a liquidez pra comprar uma casa e não ficará se culpando por ter sido emocional ou impulsivo e gastar a grana de 2 anos em algo que não deu tão certo qt vc gostaria. A gente mora no Brasil... temos que trabalhar, fazer 50 faculdades pós + mestrados + outras línguas + outras especializações e nos submetermos a salários menores que o que merecemos (na maioria dos casos). Somos capacitados, mas p reconhecimento não vem em forma de $$$. Então, penso que vc deve ser mais cauteloso e agir com prudência.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Isso me lembra os dizeres do Garfield sobre comerciais de TV - muito longos para se assistirem, muito curtos para se ir a geladeira pegar alguma coisa. ::lol4:: Estes R$ 15000,00 são uma grana boa para se fazer uma viagem, talvez de 6 meses, ou mais ou menos, dependendo do lugar que for. Mas acho que o dinheiro não daria para fazer os 5 anos. Mais recomendável seria que você fizesse esta viagem por etapas - nem que sejam de um mês apenas - até ter visitado todos os destinos que quer,

 

Muitos gringos fazem este tipo de coisa, de passar até um ano fora de casa viajando e depois voltar para trabalhar ou estudar. Mas vamos e convenhamos, nestes países a vida é bem mais fácil que a nossa. Uma vez conversei com uma irlandesa que pediu demissão de seu emprego - trabalhava num banco na irlanda e a irlanda já estava em uma crise braba -, estava viajando há quase 6 meses, tinha mais 1 mês de viagem a fazer ainda e, depois que terminasse ,iria para a Austrália procurar emprego - não tinha visto nada antecipadamente - para voltar a ganhar algum.

 

Se você é um cara dado a aventuras no estrangeiro, eu recomendaria procurar junto a Onu - talvez a Oea também tenha algo similar, ainda mais que quer viajar pela américa latina - programas que este organismo desenvolve em algumas nações. Muitas vezes há vagas interessantes ou próximas de lugares interessantes. Lembro que por volta de 2000 ou 2001, haviam vagas para trabalhar em timor leste. Certa vez, ouvi falar de um navio que faz uma viagem RTW com pessoas de quase todos os países e que faz parte de um projeto que visa mostrar que é possível a convivência humana das mais diferentes culturas. Que é difícil conseguir uma parada dessas, isso tenha certeza, mas se não procurar - e bem - não vai achar nunca.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora



×