Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Melhor Forma de pagamento na Europa


Posts Recomendados

  • Membros

Prezados, estou de mochila pronta para ficar 34 dia na Europa (Portugal, Itália, Inglaterra, Fraça e Espanha), gostaria de saber qual a forma mais segura e econômica para eu levar o dinheiro para gastar, pois não quero ficar com todo ele em espécie por medo de furto, perder e etc e não gostaria de gastar no cartão de crédito ou débito por causa do IOF, alguém tem uma ideia melhor?

Link para o post

  • Membros

Rapaz, mas só existem duas formas básicas de pagar algo: dinheiro ou cartão.

 

Se você quer evitar essas duas, sinceramente, então vai ter que pagar com prestação de serviços, barras de ouro ou bitcoin. ::lol4::

 

Brincadeiras à parte, numa boa, todo mundo sempre quer evitar pagar (mais) impostos - é normal. Mas para mim vale muito a pena ter o sossego e segurança de um cartão de crédito/débito ou VTM.

 

Você pode passear tranquilamente sem ficar neurado com o bolo de dinheiro na doleira (meia, cueca ou qualquer outro lugar), com medo de ser assaltado, roubado no hostel, etc. Eu prefiro prezar pelo sossego e segurança, mesclando dinheiro e cartão. Especialmente porque muitos lugares (restaurantes) não aceitam cartão.

 

Não se esqueça: você estará de férias. Então sossego e tranquilidade são palavras-chave para você aproveitá-la numa boa.

Link para o post
  • Membros

A mais segura é utilizar Cartão de Crédito/Débito ou VTM, mas tem IOF, a mais econômica é usar dinheiro em espécie, mas é mais arriscado devido aos furtos.

 

Tem outras opções como Remessa ou transferência bancária, mas os custos das taxas fixas para estas operações fazem com que não valha a pena para pequenos valores, vai começar a valer a pena para valores acima de 10 mil Euros.

 

Ou seja, não tem para onde correr, qualquer opção que você escolha ou vai pagar mais IOF ou será mais arriscado, então é melhor dividir os custos e riscos em 2 ou 3 opções.

 

Pessoalmente eu recomendaria dividir o dinheiro meio a meio entre dinheiro e cartão, ou então 40% dinheiro e o resto cartão, conforme você se sentir confortável. Assim você não fica com um monte dinheiro no bolso o tempo todo, mas também não paga IOF alto em tudo.

 

Como o colega acima comentou, muitos bares e restaurantes não aceitam cartão para despesas abaixo de 20 Euros, então é bom andar sempre com algum dinheiro no bolso, não muito para não ficar paranoico com medo de furtado, mas o suficiente para as despesas do dia-a-dia.

Link para o post
  • Membros

Não conheço ninguém que tenha feito tal coisa (levar dinheiro e abrir uma conta na Europa) só para viajar a turismo, mesmo que em estilo mochilão......

 

Será que vale toda essa burocracia?

 

Eu sempre escolho levar uma parte em dinheiro e outra parte no cartão/VTM.

 

Na verdade, eu prefiro miuito mais usar o VTM do que o cartão de crédito, porque pelo menos para mim, "psicologicamente falando", eu controlo melhor meus gastos com o VTM do que com o cartão de crédito, porque o valor carregado no VTM já está em Euros e então, não preciso me preocupar com a conversão ou ficar encucada para saber se o limte vai extrapolar ou não. Eu uso o cartão de crédito principalmente para despesas "fixas", ou seja, aquilo que eu sei quanto vai custar, como a estadia no hotel, por exemplo. `Para todo o resto, eu uso cash ou VTM.

 

Em minhas primeiras viagens, inclusive, eu levei mais cash do que valor carregado no VTM emesmo asssim nunca tive problema de perda/furto de dinheiro. Basta levar na doleira na cintura. É muito, mas muito raro acontecer na Europa tentativa de furto com violência. O mais comum é furto simples, do tipo batedores de carteira em metrôs ou lugares co muito fluxo de turistas, Por isso, se levar uma quantia significativa em cash, fique com apenas uma pequena quantidade no bolso ou na carteira, suficiente para as despesas do dia, e o resto leve na doleira ou deixe no cofre do hotel, se sentir que é seguro fazê-lo.

 

Também tenha em mente que muitas vezes não é apenas em restaurantes ou supermercados que não aceitam cartões. Na Alemanha, por exemplo, eu não consegui usar meu cartão MasterCard para comprar uma GoPro na Loja Saturn (uma grande rede loja de eletro-eletrônicos), porque naquela filial específica, eles só aceitavam American Express. A sorte é que dentro da loja havia um caixa eletrôncio, e eu tive de sacar dinheiro para poder efetuar a compra (e não era um valor pequeno!!!).

 

Por outro lado, a menos que a pessoa esteja mesmo com recursos muitos limitados e grana muito, mas muito apertada mesmo, eu não vejo diferença significativa entre o IOF mais baixo pago para a moeda estrangeira em cash e o IOF de 6,38% no VTM ou no cartão de crédito.

 

Por exemplo: considerando o valor hipotético de 1.000,00 (mil) Euros, você vai pagar hoje R$ 3.730 no cash e R$ 3.930,00 no VTM (cotação mais baixa de hoje em Porto Alegre). Ou seja, uma diferença de apenas R$ 200,00, o que eu considero um preço justo a ser pago para garantir um pouco mais de segurança.

 

Não se esqueça também que se optar por abrir uma conta na Europa somente para usar essa conta para um simples mochilão de 34 dias, provavelmente você vai ter de pagar algum tipo de taxa para abrir a conta e outra para encerrar. Isso sem contar com a burocracia e o tempo que você vai perder para abrir e encerrar a conta....

 

 

Abs,

 

Cris

Link para o post
  • Membros

Pra que complicar a sua vida sem necessidade? Ficar esquentando a cabeça com abrir conta, depois fechar ela, perder uns 2 dias de viagem indo a agência bancária, depois se preocupar com a Receita Federal aqui no Brasil, etc..

 

Geralmente o cartão também não fica pronto na hora, leva uma ou duas semanas para ficar pronto e eles enviam pelo correio, você vai mandar entregar ele onde? Ou vai voltar lá em Lisboa no meio da viagem para buscar o cartão na agência bancária? O seu voo de volta é por Lisboa para que você possa ir lá na agência fechar a conta? As contas básicas com taxa de manutenção baixa costumam cobrar taxa para sacar fora do pais de origem lá na Europa...

 

Também leve em conta que a cotação de moeda em espécie também é mais cara que no cartão, o que anula parte da economia.

 

Exemplo com valores Reais a atualizados aqui de Curitiba:

 

Espécie | Cotação | R$ | IOF | Custo Total

 

2.000 | 3,69 | 7.380,00 | 81,18 | 7.461,18

 

cartão | Cotação | R$ | IOF | Custo Total

 

2.000 | 3,62 | 7.240,00 | 461,91 | 7.701,91

 

Economia 240,73

3,2%

 

Ou seja, levando 2.000 Euros, você teria uma economia real de menos de R$ 250. Será que vale a pena você ficar fazendo tanto malabarismo para uma economia irrisória perante o custo total da viagem?

 

Eu me concentraria as energias em otimizar a viagem, otimizando os deslocamentos lá dentro da Europa, fazer da forma mais otimizada possível, encontrar um bom hostel numa localização central que evite que você gaste um monte de dinheiro com metrô, etc... Pessoalmente eu acredito que você conseguiria economizar muito mais dinheiro nisto do que ficar fazendo "malabarismos" com o dinheiro.

Link para o post
  • Membros

Estive na Europa por 22 dias e levei todo o meu dinheiro em espécie. Uma parte em real e outra em Euro. O Euro na época que fui em outubro estava mais barato no Brasil do que nas casas de câmbio na Europa oq me fez perder dinheiro ::putz::

Estava com medo de levar esse din em espécie tbem por conta de furtos essas coisas.. mas em nenhum momento sentir medo de ser roubada por lá. Irei outras vezes da mesma maneira.. 2

Link para o post
  • 3 semanas depois...
  • Membros
Prezados, estou de mochila pronta para ficar 34 dia na Europa (Portugal, Itália, Inglaterra, Fraça e Espanha), gostaria de saber qual a forma mais segura e econômica para eu levar o dinheiro para gastar, pois não quero ficar com todo ele em espécie por medo de furto, perder e etc e não gostaria de gastar no cartão de crédito ou débito por causa do IOF, alguém tem uma ideia melhor?
Não conheço ninguém que tenha feito tal coisa (levar dinheiro e abrir uma conta na Europa) só para viajar a turismo, mesmo que em estilo mochilão......

 

Será que vale toda essa burocracia?

 

Eu sempre escolho levar uma parte em dinheiro e outra parte no cartão/VTM.

 

Na verdade, eu prefiro miuito mais usar o VTM do que o cartão de crédito, porque pelo menos para mim, "psicologicamente falando", eu controlo melhor meus gastos com o VTM do que com o cartão de crédito, porque o valor carregado no VTM já está em Euros e então, não preciso me preocupar com a conversão ou ficar encucada para saber se o limte vai extrapolar ou não. Eu uso o cartão de crédito principalmente para despesas "fixas", ou seja, aquilo que eu sei quanto vai custar, como a estadia no hotel, por exemplo. `Para todo o resto, eu uso cash ou VTM.

 

Em minhas primeiras viagens, inclusive, eu levei mais cash do que valor carregado no VTM emesmo asssim nunca tive problema de perda/furto de dinheiro. Basta levar na doleira na cintura. É muito, mas muito raro acontecer na Europa tentativa de furto com violência. O mais comum é furto simples, do tipo batedores de carteira em metrôs ou lugares co muito fluxo de turistas, Por isso, se levar uma quantia significativa em cash, fique com apenas uma pequena quantidade no bolso ou na carteira, suficiente para as despesas do dia, e o resto leve na doleira ou deixe no cofre do hotel, se sentir que é seguro fazê-lo.

 

Também tenha em mente que muitas vezes não é apenas em restaurantes ou supermercados que não aceitam cartões. Na Alemanha, por exemplo, eu não consegui usar meu cartão MasterCard para comprar uma GoPro na Loja Saturn (uma grande rede loja de eletro-eletrônicos), porque naquela filial específica, eles só aceitavam American Express. A sorte é que dentro da loja havia um caixa eletrôncio, e eu tive de sacar dinheiro para poder efetuar a compra (e não era um valor pequeno!!!).

 

Por outro lado, a menos que a pessoa esteja mesmo com recursos muitos limitados e grana muito, mas muito apertada mesmo, eu não vejo diferença significativa entre o IOF mais baixo pago para a moeda estrangeira em cash e o IOF de 6,38% no VTM ou no cartão de crédito.

 

Por exemplo: considerando o valor hipotético de 1.000,00 (mil) Euros, você vai pagar hoje R$ 3.730 no cash e R$ 3.930,00 no VTM (cotação mais baixa de hoje em Porto Alegre). Ou seja, uma diferença de apenas R$ 200,00, o que eu considero um preço justo a ser pago para garantir um pouco mais de segurança.

 

Não se esqueça também que se optar por abrir uma conta na Europa somente para usar essa conta para um simples mochilão de 34 dias, provavelmente você vai ter de pagar algum tipo de taxa para abrir a conta e outra para encerrar. Isso sem contar com a burocracia e o tempo que você vai perder para abrir e encerrar a conta....

 

 

Abs,

 

Cris

[Cris muito obrigado por sua resposta, realmente acho que estou me preocupando com uma economia besta como até o colega abaixo disse, obrigado a todos/quote]

Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...