Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Van/DF

Buenos Aires - Perguntas e Resposta

Posts Recomendados

Oi Rafael! Entrar na jaula é tranquilíssimo e de longe uma das experiências mais legais que já tive na vida. Veja meu relato e minhas fotos.

 

Para chegar lá é o seguinte:

Pegar o metrô até Plaza Itália, atravessa a rua e tem uns guichês, onde se pega o ônibus para Luján. O ônibus vai para a cidade de Luján, vc fala para o motorista parar na estrada, onde fica o zoo. O valor é $10 o trecho, atenção pq devem ser pagos em moedas ou vc compra o bilhete ida e volta nesses guichês, antecipados.

Recomendo vc ir cedo, pra poder ficar mais tempo nas jaulas! Eu fui na dos tigres adultos e na dos filhotinhos que tinha um cachorro dentro...rsrs Muito legal!

 

boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mah_Dias,

 

Valeu mesmo, é fácil assim? Não tem muito dificuldade né? Vou anotar tudinho aqui, pois quero muito conferir esse Zôo de perto e entrar nas jaulas! Vc sabe quanto custa a entrada no zôo? Incluindo a entrada nas jaulas, se é que tem alguma diferença de preços né...Nossa é muita moeda que temos que levar, mas sentem essa opção de comprar ida e volta nos chichas menos mal né, mas no guichê eles aceitam cédulas ou só moedas Tambem? Vou ver seu relato.... Valeu!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal...

estive pesquisando e descobri o 'temaiken'..

vi fotos e relatos, e parece que é muito bom !

minha pergunta:

mesmo agora em julho, no frio, é uma boa ?

digo, será que os animais estão mais reservados ou coisa do tipo ?

vlw!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não lembro se aí pra trás alguém botou esses links, mas vai de novo caso alguém precise:

 

- ônibus = http://www.omnilineas.com/argentina/buenos-aires/city-bus/ - vc marca o início, o fim do trajeto e ele diz quais as linhas disponíveis - lembrar que por lá eles aceitam apenas moedinha. Você fala pro motorista pra onde vai, pois o preço é proporcional ao tamanho do trajeto, então você joga as moedas na máquina. Se der mais ela te dá o troco.

 

- metrô = http://www.subte.com.ar/contenido/subte-pocketmap.pdf - É o link pro mapinha do Metrô. É um jeito bem rápido de andar por lá. Pra chegar em Retiro onde fica o terminal de ônibus é bem prático pegar a linha C, que vai de Constituicion até Retiro. Evita trânsito e evita perder a hora. Fiquem tranquilos se estiver muito lotado, porque todo mundo desce na estação Diagonal, porque ela é transbordo pra outras duas linhas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Po pessoal estou com problemas pra ver quanto custa em media o almoço e janta em buenos aires..

Não conseguir achar a media do preço de la,queria saber quanto custa em media jantar e almoçar la?

Nao precisa ser em lugares caros,pode ser em lugares mais simples....

Tambem nao achei os valores dos passeios la,queria saber quanto fica em media...

grato galera

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Donsparrow,

 

Buenos Aires não é uma cidade cara.

Come-se bem lá gastando cerca de 30 reais por refeição..mas caso queira gastar menos,encontrará muitas opções mais baratas também.

 

Sobre os passeios..Quais seriam?

 

Abs.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ah seria o passeio do tigre,tour pela cidade,ir ao zoologico,tango,ir ao estadio do boca,o estadio do river é muito longe?se fosse perto,gostaria de ir....

não sei mais quais passeios sao legais,algumas dicas?

vou 6/09 com minha irmã,fico ate dia 12/09 e só tenho isso em mente...

grato ;]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O City tour do onibus amarelo sai por 70 pesos 1 dia e 90 pesos 2 dias (48hrs), Te aconselho pegar 2 dias

O estadio do boca sai por 30 pesos para visitar o museu do estadio do boca, e 35 pesos com o guia (desnecessario)

Em relacao a comida que voce tinha perguntado antes: Mac Donald Promocao Big Mac com batata e coca: 21 pesos (Eu e minha namorada comiamos sempre a promocao do big mac com a do big taisty e saia por 49 pesos)

Para almocar e jantar eu gastava em media de 80 a 100 pesos

Recomendo no cafe tortoni assistir o show de tango no subsolo (FANTASTICO), custa 110 pesos

Nao consegui assistir o Senor Tango, fui ao Madero Tango ( 80 dolares), sinceramente eu achei o do Cafe Tortoni mais legal

 

Abuse de taxi... muiiiitoooo barato, dificilmente sua corrida ira ficar acima de 25 pesos ( 10 reais)

La voce consegue pesos ate tarde, tem uma casa de cambio la chamada Metropolis que tem em toda esquina, a cotacao e muito ruim, mas no aperto quebra o galho.... tem em todos os shopping e funciona nos mesmos horarios do Shopping e nos FDS. Se seu banco for Santander, vc saca no caixa santander la com boa taxa de conversao (que tem varios)

 

La tem varias outlets (pura enganacao) cuidado com elas... no free shop vai achar mais barato

 

abracao e boa viagem

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Buenos Aires é a capital da Argentina. Uma metrópole, que não difere muito do Rio de Janeiro ou São Paulo, exceto por ser um pouco mais limpa e pelo idioma espanhol.

 

Há muitas opções de coisas para fazer/visitar em Buenos Aires, acredito que 7 dias seja tempo suficiente para ficar na capital.

Estive apenas por 3 dias nesta cidade, mas já deu para ter uma noção de como as coisas funcionam por lá.

 

O peso esta bem desvalorizado em relação ao real (março-2010), então estamos em uma ótima época para conhecer a Argentina em geral.

 

O transporte na capital argentina em geral é barato, o metro atende toda a cidade, embora eu não recomende nos horários de pico, além de ficarem superlotados e não terem ar condicionado, você vai encontrar com pedintes em praticamente todos os vagões. O sistema de ônibus (coletivos) é um pouco confuso, além de possuírem paradas especificas, só podem ser pagos com moedas e eles não possuem roletas, o que pode ser um pouco inacreditável para os brasileiros, ou pelo menos foi, pra mim. Recomendável mesmo é transitar pela cidade de taxi, as corridas não são caras. Mas atenção, pague sempre com notas pequenas, para não cair no golpe de receber notas falsas de troco.

 

Em relação a culinária, os portenhos adoram comer carne, os pratos nos restaurantes em geral vem apenas com um ou dois acompanhamentos. Adicionar outras coisas ao prato pode torna-lo bem mais caro. Não sei se não visitei bons restaurantes ou se a impressão que tive está mesmo correta, achei que as carnes não levam tempero, nem sal... você realmente vai sentir o GOSTO da carne.

 

O que fazer por lá?

 

Eu comecei dando uma voltinha na rua Florida e no shopping Galerías Pacifico. A rua é destinada a compras, mas os preços são para turistas, mas não deixe de ir, além de ser um ponto turístico recomendado em muitos guias de viagens, pode ser que você encontre alguma promoção. O shopping tem uma arquitetura belíssima, vale a pena uma paradinha na praça de alimentação, nem que seja para um café, e uma foto, claro.

E por falar em café... em Buenos Aires você vai encontrar muitos Cafés, desde os mais simples ao mais requintados. Eu recomendo sempre uma paradinha, após uma refeição.

 

 

Seguindo pela Av. Corrientes fui parar na Av. 9 de Julio, que os portenhos fazem questão de lembrar que é uma das mais largas do mundo com 140 metros de largura entre suas calçadas. O ponto alto desta avenida é o Obelisco, que tem 68 metros de altura. As quatro faces do monumento ilustram fatos históricos, e são eles: A primeira fundação de Buenos Aires em 1536, a refundação da cidade em 1580, a criação da capital federal em 1880 e o primeiro hasteamento na bandeira nacional na igreja de San Nícolas, que existia no mesmo local.

 

A noite visite Puerto Madero, que pode ser considerado um lugar a parte. Puerto Madero é um antigo porto de Buenos Aires que foi totalmente reformado fazendo de suas antigas docas, restaurantes, hotéis, pubs, boates entre outros, um lugar extremamente romântico. Prepare-se para gastar um pouco mais, pois nesta área os restaurantes costumam ser mais caros que no restante da cidade, e não deixe para ir muito tarde, os principais restaurantes fecham entre meia noite e duas da manhã.

Uma paradinha para uma foto da Ponte de La Mujer é essencial.

 

 

Comecei o segundo dia num city tour, o qual já estava agendado desde a minha saída do Brasil. Foi um pouco corrido, devido a enumera quantidade de atrativos turísticos que a cidade oferece, mas da para ter uma idéia de tudo o que você vai querer voltar para rever depois, e o que vai deixar para a próxima vez.

Começando pela Plaza de Mayo, uma paradinha para foto na Casa Rosada, Banco de la Nación, Cabildo e Catedral Metropolitana.

 

Seguimos para os bairros mais antigos de San Telmo e La Boca. Em La Boca, uma parada fundamental no Caminito, que se trata de uma rua-museo de exposição permanente, onde você vai encontrar além de todas aquelas casas coloridas, artistas locais vendendo suas obras, casais dançando tango, e muitas lojinhas de souvenirs com preços bacanas.

Contam que as casas tem aquele aspecto, pois se tratavam de cortiços, e como não tinham dinheiro para construir, os moradores pegavam no porto ( o primeiro da cidade,que também esta desativado) que fica no final desta rua, restos de materias utilizados para construir as embarcações e os restos das tintas que eram utilizadas para pintas os mesmos. Como nem sempre a quantidade de tinta era suficiente, tinham que ser complementadas com outras tintas, o que acabou dando o aspecto colorido nas casas.

O restante do dia foi para conhecer a parte nobre da cidade, ou seja, os bairros de Palermo e Recoleta, e é lá que você vai encontrar as melhores grifes internacionais, os melhores shoppings e o “centro verde” da cidade, como o jardim botânico, jardim zoológico, jardim japonês e o parque três de febreiro.

 

O dia se encerrou numa parada em frente a famosa estação de trem retiro, mas especificamente na torre monumental, ou torre dos ingleses se preferir, essa segunda denominação foi dada, pois a torre foium presente dos ingleses aos argentinos como parte da celebração do centenário da revolução de mayo de 1810, e só mudou de nome após um conflito em 1982.

 

O ultimo dia na capital serviu para voltar nos locais que me chamaram atenção, um deles foi o estadio do Boca Junior, mundialmente conhecido como La Bombonera, e tem este nome por lembrar uma caixa de bombom. O estádio ainda comporta uma lojinha de souvenir e o Museo de La Pasión Boquense, que além de contar a historia do clube, conta com uma estátua gigante de Diego Maradona logo na entrada.

Para o estádio recomendo a visita guiada, assim você terá não só acesso as arquibancadas, mas também ao vestiario e ao final do tour ainda podera tirar fotos com os trofeis conquistados pelo clube na Libertadores (ps: as fotos são cobradas).

 

Antes de ir pro aeroporto, ainda tive tempo para uma paradinha no Jardim Japônes, que é um lugar fantástico, e trás uma paz interior...

 

 

Acredito que Buenos Aires é um lugar para amar ou odiar e 3 dias não foram suficientes para conhecer toda a capital, talvez eu volte para verificar o que ficou faltando.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...