Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

De Limeira-SP a Caldas Novas, Pirenópolis e Cidade de Goiás - carro


Posts Recomendados

  • Membros

Férias de fim de ano sempre são boas, mas melhor ainda é você colocar o pé na estrada e explorar uma cidade que ainda não teve a oportunidade de conhecer. Sendo assim, minha namorada e eu três meses antes (setembro/2016) começamos nossa pesquisa a vários lugares pelo Brasil que fosse possível fazer de carro e também não fosse tão longe, já que passaríamos somente a semana do dia 24/12 a 30/12. Portanto, não era viável que gastássemos um ou dois dias somente de estrada como fizemos quando fomos a Porto Seguro – BA em julho/2016.

Roteiro na mão, cidade escolhida: Caldas Novas e Pirenópolis com direito a conhecer a cidade de Goiás num bate volta de quase 3 horas de duração e 190 km de Pirenópolis onde ficamos hospedados. Pois bem, vou falar do trajeto que é o assunto mais importante nesse momento.

 

Limeira – Caldas Novas

 

Já em Limeira pegar a rodovia Anhanguera BR -050 e dirigir até Araguari –MG, lá a rodovia muda de nome, de Anhanguera para Chico Xavier, mas continua sendo BR- 050. Chegando em Araguari, achei que as coisas ficaram um pouco chatinha de se entender, mas nada que uma parada num posto de gasolina não resolva e um frentista bem informado não me indicasse o caminho correto para chegar em Caldas.

Depois de Araguari –MG a pista foi simples, mas tudo muito bem sinalizado, bem conservado, com acostamentos e sem nenhum pedágio a vista.

 

Ficar atento somente com os radares porque há muitos, tanto em Minas Gerais quanto em Goiás. (alguns de 80km, 60km e 40km)

 

Saímos de Limeira às 04:00 estávamos na porta do Hotel Flat Residence às 14:30 – vale mencionar que fizemos várias paradas ao longo da viagem em postos para ir ao banheiro, comer algo e abastecer .

 

IDA (24/12/16)

Modelo do Carro: Corsa Classic 2013

 

TOTAL RODADO = 653 KM

VALOR PEDÁGIOS = R$ 69,70

COMBUSTÍVEL = R$ 217,00 ETANOL ( bem rodado até mesmo dentro da cidade por 3 dias)

DICAS NA CIDADE

 

Parques há inúmeros, vale a pena você pesquisar em sua casa e ligar se for o caso, assim como eu fiz dias antes da viagem. Há parques que oferecem promoções bem legais, outros não. O que também se percebe é que ingressos comprados na portaria são geralmente mais caros então deixe para comprar na cidade em quiosques, agências – digo isso porque fiz e notei vários pontos de vendas para diversos parques no centro da cidade. (Os parques também contam com piscina de águas frias, já que quente e morna muitas vezes é insuportável no calor do centro-oeste.)

A noite da cidade no fim de ano é uma delícia, feirinhas, sorveterias e supermercados abertos até muito tarde, não sei dizer se isso acontece fora do período de férias. A comida goiana é um sabor a parte, já que tudo tem acompanhamento de mandioca ou uma saladinha.

Quanto a hotéis, melhor reservar antes, eu o fiz pelo booking.com, mas há outras opções também e para os que gostam de tudo na hora, há pessoas que oferecem promoções de diárias de hotel no centro da cidade, são os panfleteiros.

 

DE CALDAS RUMO A PIRENÓPOLIS

 

Também muito tranquilo, fui rumo a Goiânia e da capital rumo a Anápolis – houve momentos que dirigi por estradas simples – até Piracanjuba, depois da cidade você passa por Professor Jamil e pega a BR-153 (rodovia Transbrasiliana) e nisso dirigi numa estrada dupla até Anápolis sem percalço algum. (lembre-se dos radares, há muitos ao longo da estrada) até Pirenópolis peguei somente 2 pedágios. Um na altura de Prof. Jamil e outro em Goianápolis, somando em R$7,70.

Passando Anápolis, redobre a atenção à sinalização você volta a dirigir por estradas mais simples, com alguns buracos e trechos sem acostamentos, mas nada que seja difícil, já que o movimento não é tão intenso quanto nas cidades maiores.

 

Fique tranquilo de Anápolis a Pirenópolis e pertinho cerca de 65 km.

 

(sai às 10:00, cheguei às 15:30)

 

TOTAL RODADO = 288 KM

PEDÁGIOS = R$ 7,70

COMBUSTÍVEL = R$ 65,00 (voltei a abastecer o carro só quanto fiz o bate volta para Goiás velho – a km do carro rendeu bastante)

 

DICAS NA CIDADE

 

Pousadas existem inúmeras, as ruas são um convite a voltar ao passado na cidade que foi um dos polos de exploração de ciclo do ouro no Brasil naquela região. Restaurante, bares e sorveterias para todos os bolsos. A noite é um encanto, há várias lojinhas de lembrancinhas e também para quem gosta de brincos, anéis e acessórios em prata e pedras preciosas o lugar é ideal para fazer tais compras, já que a cidade conta com muitas lojas nesse ramo.

Quanto a cachoeiras existem inúmeras, escolhemos no caso a cachoeira das Araras que dista 23 km da cidade e tem infraestrutura para turista e não necessita se fazer trilha para chegar nela. Mas se você é do perfil aventureiro e prefere trilhas e cachoeiras mais perigosas há também outras opções na cidade. Estando na cidade, consulte a recepção da pousada eles saberão te indicar a melhor, foi o que aconteceu comigo. Dá para ir de carro em todas, se você contratar uma agência lá para te levar vai pagar mais caro.

 

Sobre a Cavalhada – essa cidade é famosa por esse evento épico, tendo até arena construída pelo governo para a encenação. Segundo informação precisa do dono da pousada que fiquei que participa dela anualmente, a mesma ocorre 40 dias após a Páscoa. Portanto, não há uma data e mês fixo. Se quiser vê-la olhe o calendário e/ou ligue para uma pousada ou prefeitura.

 

BATE VOLTA PIRENÓPOLIS A GOIÁS (Cidade de Goiás ou Goiás Velho)

 

380 km IDA E VOLTA

190 KM entre as duas cidades.

 

Já que estava em Goiás e não deixaria essa oportunidade escapar pelos meus dedos somente por preguiça de dirigir, já que até o momento tinha dirigido 940 km. Então resolvemos ir rumo à primeira capital de Goiás nos idos de 1700 e cidade da escritora Cora Coralina. Valeu a pena, mas o cansaço foi grande já que além dos muitos quilômetros percorridos a estrada GO 070 é uma aventura a parte.

Saindo de Pirenópolis pela GO – 388 e pegando a BR -153 sentido Jaraguá, você entrará num trecho onde o que marca a entrada dessa estrada é uma grande barraca que vende Abacaxi, (isso passando o Postão da cidade de Jaranápolis) Você verá a barraca e entrará, não fique assustado, não há asfalto por um trecho de 2 km – só terra, à medida que percorre essa estrada encontrará trechos totalmente asfaltados, com acostamento, faixas e sinalização. Mas, haverá momentos que verá somente terra de chão batido, pinguelas (ponte muito estreita) e bois cruzando seu caminho do nada.

(essa gastura se dará até a cidade de Itaguari – depois desse trecho o caminho é asfaltado por completo)

 

Não há pedágios nesses trechos percorridos! Aliás fui informado que essa estrada este em construção há anos, o mais incrível que vi que há trechos em manutenção com homens trabalhando. (essa estrada faz a chegada a Goiás Velho demorar, mas se você percorrer outro caminho tornará a viagem ainda mais longa)

 

(sai às 09:00, cheguei às 12:00) (sai às 16:00, cheguei às 19:00)

 

DICAS NA CIDADE

 

A cidade é essencialmente histórica, as ruas, casebres, igrejas e prefeitura. Há museus para visitar e também a casa da escritora Cora Coralina que fica ao lado do Rio Vermelho que corta a cidade. Na estrada rumo a cidade trecho Itaberaí GO-156 verá inúmeras vendinhas onde comercializam –se panelas de barro, alumínio, polvilho entre outras coisas. Não aguentei e comprei 2 panelas de barros grandes e até o momento cozinhei muito nelas.

Uma turista de Brasília que encontramos lá nos disse que na cidade existem também inúmeras cachoeiras, assim como em Pirenópolis, só que um pouco mais longe.

 

De Pirenópolis - SP a Limeira – SP

 

Retorno dia 30/12

 

Dirigi por 13 horas seguidas, com paradas para abastecimento do carro e também comilanças em postos. Peguei um trecho muito mais simples, saí direto de Pirenópolis até Anápolis e peguei a BR-153 sentido Sul, Goiânia – São Paulo. Fui por essa rodovia até Itumbiara e cruzei a ponte chegando em Uberlândia – MG, passando por Monte Alegre de Minas e Xapetuba. Estando em Uberlândia peguei a BR -050 e dirigi até chegar novamente em Limeira.

 

(sai às 10:00 e cheguei às 23:30)

 

Foi bem cansativo a viagem tanto a ida quanto a volta, mas se me perguntar se eu faria de novo, te responderia: SIM!!!

Glórias a Deus tudo transcorreu da melhor forma possível, conheci lugares lindos, comi muita comida gostosa, conheci gente bacana e minha namorada se divertiu muito!

 

TOTAL RODADOS = 955 km

TOTAL EM PEDÁGIOS = R$ 79,90 (3 em GO, 2 em MG e 7 em SP)

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...