Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Entre para seguir isso  
Diego Coelho

Buenos Aires - 05 Dias (24 a 28/02/2010)

Posts Recomendados

Essa é minha primeira postagem, portanto estou aberto a qualquer crítica e/ou sugestões.

 

Bom, minha família(4 pessoas) decidiu ir a Buenos Aires e eu fiquei encarregado de organizar a viagem. Optamos por organizar por conta própria essa viagem, uma vez que os pacotes turísticos, como se sabe, são restritos, sendo que muitas vezes somos obrigados a ir com determinado vôo ou ficar em determinado hotel, enfim, são extremamente rígidos. Além dos motivos expostos, é extremamente gratificante organizar uma viagem e ver as coisas se concretizando por seu mérito, pela sua pesquisa.

Passei a ler revistas e sites buscando dicas sobre hotéis, pontos turísticos, transporte etc... e realmente não há forma melhor de organizar uma viagem bem-sucedida se não desta forma.

No começo foquei minha pesquisa na escolha da companhia aérea. Basicamente fiquei entre escolher a GOL, a Trip e a TAM. Acontece que a GOL tem horários muito complicados para o destino. A Trip tinha uma tarifa interessante, mas todos os vôos paravam em Montevideo, então acabamos deixando de lado. Escolhemos a TAM, pois foi a única companhia com vôos diretos e horários que permitiam aproveitar mais a cidade, pois se encaixavam com os horários de check-in e check-out dos hotéis. Escolhi o vôo de Ida no dia 24/02, saindo de Porto Alegre as 12:16 e chegando 14:10 em Buenos Aires e o vôo de volta, no dia 28/02, saindo às 15:20 e chegando às 16:40. Aqui vai uma dica importante com relação a realização da compra no site da TAM. Quando selecionei o vôo para 4 pessoas o valor deu acima de R$700,00 por pessoa, sendo que sempre que havia pesquisado o valor era menor que R$600,00, porém sempre colocava 1 passageiro na pesquisa. Tive a idéia de pesquisar então o vôo para 3 pessoas e para minha surpresa o valor de abaixo de R$600,00. Após ter feito a compra para 3 pessoas, restou realizar a aquisição do passageiro que faltava, o que acabou acontecendo com a tarifa também abaixo dos R$600,00. Essa brincadeira acabou nos poupando mais de R$500,00, portanto fiquem atentos. Importante ressaltar que todas as taxas estão incluídas no valor, não precisando recolher nenhuma tarifa no aeroporto, para entrar na Argentina, como acontecia a alguns anos atrás.

 

Passei então a escolher o hotel e foram vários pesquisados (+ de 15). A escolha do hotel é uma questão muito pessoal e com certeza depende muito do que você quer ou pode pagar. Nossa família não buscava nenhum grande luxo, tão pouco um hotel que tenha nome. O que foi decisivo na escolha do hotel foram 3 aspectos: limpeza, localização e atendimento. Pois bem, optamos pelo hotel Waldorf (após vários e-mails trocados em Portunhol com vários hotéis), pois além de parecer ser um hotel limpo, era muito bem localizado(a 1 quadra da Galeria Pacífico) e a funcionária foi muito prestativa e interessada nos e-mails trocados. Fiz a reserva online e mandei um e-mail perguntando se estava tudo ok. Outro grande ponto positivo deste hotel era que disponibilizava quarto para 4 pessoas a um preço ótimo (US$110 por noite).

 

Para não dizer que a viagem foi 100% organizada por conta própria, meu pai não abriu mão de contratar um City tour diretamente de uma empresa, o que, na minha opinião não era necessário, mas enfim, resolvemos contratar o serviço e , servindo de mais uma prova de que é melhor organizar uma viagem por conta, foi o único serviço que acabou atrasando e acabamos perdendo mais de 1 hora e meia.

 

 

1° Dia (24/02)

 

Para começar, é importante saber que as filas para sair e entrar do país existem e você tem que ter muita paciência, pois serão muitas. Na saída de POA precisamos ficar mais de 30 min. na fila para então apresentar nossas identidades a polícia federal e sermos autorizados a sair do país. A vontade que tinha era de sair correndo, pular o balcão e entrar correndo no Duty Free que estava 10 metros a frente do balcão da Polícia Federal, mas essa espera fiquei um pouco frustrado pois os preços no Free Shop não estavam tão bons quanto esperava. Entrando no vôo com destino a Buenos Aires, me surpreendi positivamente com o serviço de bordo da TAM ( até então havia viajado somente com a GOL e Azul). Logo na chegada, foi distribuído um kit com fone do ouvido, escova e pasta de dentes, alguma coisa que parece ser um produto de beleza para mulheres e proteção para ouvidos e olhos(para poder dormir). Após a decolagem recebemos Travesseiro e manta e para minha surpresa, pois o vôo era curto, foi servido almoço com opção de lasanha ou carne, além de outros itens que acompanhavam a bandeja, além de sobremesa. Para beber, alem dos tradicionais sucos e refrigerantes, vinho tinto e branco, alem de cerveja.

O vôo foi muito curto e mal da tempo de comer que já esta na hora de chegar. Na chegada ao Aeroporto de Ezeiza uma fila monstruosa para entra no país, ficamos mais de 1 hora esperando, mas a espera valeu a pena pois logo em frente existe uma loja gigantesca da Duty Free, onde praticamente gastei minha cota em produtos já na chegada. Aqui faço uma ressalva, pois realmente vale a pena visitar e comprar nos Free Shops e fica a dica para você se segurar e não comprar nada no Free Shop dos aeroportos brasileiros, pois os preços fora são bem melhores. Outra questão interessante é que a cota é de US$500,00 por pessoa e não US$300 como muitos pensam. Com relação ao Free Shop, os preços são exatamente os que estão disponíveis no site ( vá no Google e digite duty free ezeiza).

Logo que saímos do aeroporto fomos contratar o serviço de transfer até o hotel. Logo na chegada, duas senhoras muito simpáticas nos deram a dica de não pegar táxi, mas sim um serviço de transfer que tem logo na saída do portão de desembarque. O serviço custou 110 pesos e já deixamos combinado para a volta por 100 pesos(vale lembrar que Ezeiza esta a 30 km. do Centro de Buenos Aires. Para aqueles que voarem com a Trip, o aeroporto que opera com esta companhia fica a apenas 7 km. do centro de Buenos Aires).

Chegando ao hotel fizemos o check-in, tudo certo com a reserva e saimos bater perna pela Calle Florida, caminhamos bastante e fomos até a Rua Lavalle que tem muitas lojas. Logo de cara notamos que os preços valiam a pena, mas decidimos esperar para comprar nos tão famosos Outlets da Av. Córdoba. A noite fomos passear na Galeria Pacífico, que impressiona pela sua beleza. De janta, comemos Mac Donalds. Vale a dica do preço do Mac Donalds ou Burger King em Buenos Aires que é muito barato ( Um sanduíche custa cerca de 8 pesos, algo em torno de 4 reais e um Mac Combo 18 pesos, ou 9 Reais). O hotel foi uma opção que se mostrou correta, pois encontramos cômodos limpos e camas confortáveis, sem contar que sempre nos ajudavam com varias dicas. Outra coisa que me surpreendeu em Buenos Aires foi a quantidade de mapas que são distribuídos nos hotéis e ruas. Por 2 vezes me entregaram mapas da cidade na rua, com os principais pontos turísticos e no hotel haviam vários confortáveis.

 

2° dia

 

Havíamos combinado o City tour para este dia, pela manhã, e o horário que ficou combinado para as 9:00 não foi cumprido, sendo que só foi começar as 10 e 40. o city tour vale a pena pois as explicações sobre os monumentos e historias da cidade são fantásticas, por mais que você já tenha lido a respeito, passar por um monumento e saber todas as historias e peculiaridades dele é uma coisa realmente muito interessante. Durante uma das paradas, o guia convenceu meu pai que os outlets da Av. Córdoba não valiam a pena e que eles tinham um Tour de Compras gratuito. Como outras pessoas haviam reservado esse tour, meu pai achou que seria interessante e marcamos para o dia seguinte. O city tour nos levou a vários pontos que são indispensáveis para se conhecer em Buenos Aires, como o Caminito e a Casa Rosada. Antes do city tour acabar, pedimos para ficar em Puerto Madero e almoçamos em um restaurante chamado Siga La Vaca, que serve a tão famosa parilla argentina. Pra quem gosta de carne e com o bom gaúcho eu gosto, a carne é saborosa e com certeza vale o preço pago. Aliás vale muito, pois por 54 pesos(25 Reais) comemos uma parilla e cada um tinha direito a uma garrafa de vinho ou uma jarra(isso mesmo eles servem em jarras) de coca cola ou outro refrigerante, alem de sobremesa que são servidas na mesa e são uma delicia, sendo que você pode optar entre várias como petit gateau ou outra. Como estávamos perto da Bombonera, fomos conhecer o famoso estádio do Boca. Optamos pela visita completa, que custa 35 pesos. Eu sou fanático por futebol e achei o Maximo. A visita te leva ate as arquibancadas, ate a grama(onde se pode por 30 pesos tirar foto dentro do gramado com uma replica da Taça Libertadores), passando por vestiários e sala de imprensa e acabando num belíssimo museo. Se prepare para ficar ao menos 2 horas nesse tour. Importante citar que eles tem outras opções de visitação (somente museu, somente arquibancada e museu, etc... e os preços variam).

Pagamos todas as despesas com Cartão de Credito, ficando com apenas alguns pesos para pagar certas coisas. Voltamos ao Puerto Madero e percorremos toda sua extensão até o hotel, passando pela bela Fragata Sarmiento, onde fizemos uma visitação que vale muito a pena. A noite fomos ao Sr. Tango, uma casa de tango muito famosa. Antes de sairmos, haviam nos dito que não podíamos levar câmeras fotográficas, o que foi uma grande infelicidade pois todos estavam tirando fotos da bela casa de tango, somente sendo proibido tirar fotos das apresentações dos artistas. A janta foi Frango, peixe ou Bife de Chorizo (embora havia comido no almoço carne, pedi novamente um suculento bife) e cada um tinha direito a uma garrafa de vinho ou refrigerante. A janta é deliciosa e o espetáculo é muito bonito, uma apresentação quase que teatral, com cavalos no palco etc...

Chegamos no hotel cansados e fomos direto dormir.

 

Logo postarei a continuação...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

3° dia

 

Tomamos café da manhã e aqui faço uma ressalva, pois pelo que pesquisei o café da manha dos hotéis na Argentina não são como nos nosso hotéis (cheios de coisas e com muita variedade). Após o café da manhã esperamos o tour de compras, que como eu já suspeitava foi uma furada. Nos levaram a uma loja de couro que tem preços acima dos que são praticados no Brasil. Logo depois fomos a um outlet da Nike onde não achamos muito vantajoso, já que os preços eram praticamente os mesmos que eram vistos nas lojas da Calle Florida, por exemplo. A 3° parada foi uma loja que vende diversas marcas entre elas Lacoste e Puma e mais uma vez não gostamos dos preços. Não que estivessem caros, mas preferimos esperar para ir até a Av. Córdoba. O tour ainda teria mais uma parada, mas como já havíamos programado visitar o bairro da Recoleta e o seu famoso cemitério, acabamos não voltando para o tour e ficando ali mesmo, exatamente atrás do Cemitério da Recoleta. Almoçamos pizza em um restaurante atrás do cemitério, logo ao lado da loja que havíamos visitado. Após o almoço fomos conhecer o Cemitério e realmente é algo incrível, devido a grandiosidade das construções que abrigam os restos mortais de grandes famílias ricas de toda a Argentina. O cemitério é muito bem cuidado e cheio de turistas, que buscam o local onde esta enterrada Evita Perón. Após o passeio, caminhamos pela Recoleta e entramos em um shopping localizado mais ou menos 2 quadras dali, onde existem varias lojas e o Hard Rock Café. Pegamos então um taxi rumo ao Jardim Japonês que fica em um bairro vizinho a Recoleta. A entrada no Jardim Japonês custa 5 pesos e eu recomendo a visita, seja você um admirador ou não da cultura oriental. O local é muito bonito, todo arborizado e, logicamente, inspirado nos parques japoneses(Alias o Parque foi um presente da comunidade Japonesa para a cidade de Buenos Aires). Vale a dica de entrar na loja de presentes que existe dentro do parque, pois os preços são bem interessantes. Se você gosta de chá, não deixe de tomar uma boa xícara olhando para o Parque. Após esta visita, pegamos um taxi rumo a Recoleta para trocar alguns reais por pesos, já que não se pode pagar tudo com cartão de crédito. Aqui faço um parênteses para falar sobre esta questão relativa a câmbio e compras. O mais vantajoso, com certeza, é pagar com cartão de crédito, portanto não abra mão de levar um cartão com limite razoável, pois você sempre vai acabar comprando algo a mais. Para fazer cambio, existem varias lojas na Calle Florida que cobram um valor alto pela conversão, mas que vale a pena se você estiver usando cartão e não precisar de tantos pesos assim. Varias pessoas ficam abordando você na rua para dizer que trocam dinheiro e que não é para você trocar nas casas de cambio por serem mais caras, porem o risco de adquirir uma nota falsa é alto, sendo que nestas casas de cambio a chance é zero. Outra ressalva que faço é tomar cuidado, pois no aeroporto de Ezeiza nos deram moedas(isso mesmo, moedas) falsas. Outra questão relevante com relação a este assunto é procurar fazer o câmbio antes das 15 horas, pois após esse período fica muito mais caro. No geral as empresas de câmbio da Florida ficam abertas até depois das 18 horas. Continuando com o relato, após fazer a conversão, pegamos um taxi até a Av. Córdoba. Fica a dica para os que querem realizar compras realmente irem ate a Av. Córdoba. La existem outlets de varias marcas, como Adidas, Nike, Levis entre varias outras marcas famosas. Se você é do tipo de pessoa que, assim como eu, também usa roupas que não sejam de grandes grifes e marcas como estas citadas, fique de olho nas varias outras lojas que existem na Córdoba, pois os preços são muito bons. Após muitas lojas e compras, tomamos um sorvete delicioso de Dulce de leche em uma sorveteria antiga que existe a 1 quadra da loja da Nike (não tem como errar). O sorvete é artesanal e a loja existe a varias décadas. Recomendo. Voltamos ao hotel e jantamos perto dele, passeando mais uma vez na majestosa Calle Florida( Com relação a esta rua, fique sossegado para andar nela a noite, pois é bem movimentada, só procure não sair dela, pois existem, como em qualquer cidade, elementos de olho nos turistas. È bom não sair com bolsas e ficar com a câmera bem guardada, pois presenciei uma correria de policiais atrás de um sujeito, bem no coração da Florida. Mas no mais é muito segura, cheia de turistas e bem policiada.)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

4° Dia

 

Logo pela manhã fomos conhecer a Praça dos Ingleses(que oficialmente mudou de nome quando surgiu o impasse das Malvinas), onde existe uma bonita torre presenteada pelos ingleses a cidade de Buenos Aires. Na frente da praça existe uma estação de trem muito grande e decidimos (seguindo a dica de um taxista) pegar o trem rumo ao Delta do Tigre. A passagem custa cerca de R$0,75e o percurso é de cerca de 30 km. A viagem é muito bonita e cruza mais de 10 estações. A dica que nos deram e que seguimos, foi de não levar câmeras fotográficas e outros pertences que o rotulassem como turista, já que todo tipo de gente utiliza o transporte público, não sendo uma atração turística propriamente dita. Me chamou a atenção que por 2 ou 3 vezes quis ceder meu lugar para idosos que estavam de pé, mas estes sempre recusaram e agradeceram de forma entusiasmada. O trajeto até o delta dura quase 1 hora e logo que chegamos (sem conhecer nada e sem nenhuma referência) notamos um grande fluxo de pessoas que iam para um mesmo lugar. Logicamente seguimos a massa e logo avistamos um parque de diversões muito legal, onde varias pessoas faziam filas para ingressar. Seguimos adiante e passamos por um grande cassino, em direção ao Mercado de Frutas, que sinceramente me surpreendeu. O mercado de frutas é um local todo fechado, com muita segurança, onde existem muitas, mas muitas lojas que vendem de tudo, desde frutas mesmo até itens de decoração, móveis, utensílios domésticos etc... O passeio é muito legal e recomendo já que este mercado fico na beira do rio, onde podem ser realizados passeios de catamarã ou até mesmo sentar e admirar as velhas embarcações que estão abandonadas na outra margem do rio. Voltando do passeio (também de trem) fomos passear nas ruas que faltavam e comprar coisas do tipo souvenirs, alfajores e ainda um tênis que queria. Com relação a compra de tênis, vale muito a pena, comprei um Nike Shox que na minha cidade custa mais de R$500,00 por apenas R$240,00. Não achei interessante comprar nos outlets pois os preços são iguais aos praticados na Calle Florida, sem contar que esta loja possui muitos modelos de varias marcas. A loja se chama Solo Deportes e fica a umas 3 quadras da Galeria Pacifico, em uma esquina na Calle Florida(Va no Google e digite Solo deportes que ira direcionar a um endereço da loja com os preços e modelos de tênis que eles possuem). Fique atento que eles aceitam real e pagam muito bem. Quanto aos alfajores comprei 1 caixa do conhecido Havana (lojas em todos os lugares, incluse na Galeria Pacifico), 1 caixa de Cachafaz(vendem nas varias lojas 25 horas espalhadas na cidade, na Florida deve ter mais de 5). Quanto a esse alfajor, achei melhor que o havana. Comprei também o alfajor da milka que é excelente pra quem gosta de chocolate.

 

 

5° Dia

 

Acordamos e fomos visitar a Feira de San Telmo, um local onde as pessoas se reúnem e vendem tudo que vocês possam imaginar. Seria uma espécie de Brique da Redenção. Achei varias raridades, desde garrafas antigas a discos raros, entre varias outras coisas. A feira se realiza ao redor de uma praça, mas vale a dica de seguir 1 quadra adiante e entrar nos cortiços(tipo vila do chaves) onde as pessoas também vendem varias coisas antigas e raras. Voltamos ao hotel e fomos ao aeroporto. Chegando em Ezeiza, mais uma fila para poder sair do país. Desta vez foram mais de 50 minutos de pé na fila e após a espera, mais compras no Free Shop, já que a loja era ainda maior daquela existente no Desembarque. Se você gosta de Doce de Leite, compre um(no próprio Free Shop) chamado Chimbote. É muito bom e vale a pena. O vôo atrasou um pouco mas foi tudo ok, com mais um ótimo serviço de bordo da TAM, com lanche quente e sobremesas. Vale lembrar que os vôos da TAM (Ida e Volta) tinham monitores. Chegando em Porto Alegre, outra fila e mais de 30 minutos esperando, para então pegar as malas e... mais uma fila, mas desta vez rápida, onde a Policia Federal da uma olhada(10 segundos) pra ver se o turista não comprou alem da cota.

 

 

Bom, espero ter ajudado. Desculpem pelos erros de Português, porque realmente não fiz a correção. Estou aberto a qualquer duvida.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ainda não li tudo, mas a parte que ja li ta muito bom.

tambem pretendo ir pra lá, mas ainda estou começando.

vou tentar programar para jan/2011, quando estou de ferias.

este seu relato esta me ajudando a arrumaar algumas coisas. se tiver uma planilha ou algo com base de quanto gastou.

me envie, assim terei uma melhor consciencia de quanto ter para viajar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fiz uma viagem pra BsAs tb mas não postei ainda meu relato por pura falta de t.

 

Muito boas todas tuas dicas.

 

Por acaso te deparaste com algum taxista querendo "cambiar" a Cristina pelo Lula???

 

::lol3::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

terminei de ler.

achei sensacional este roteiro, pois vc passou varias dicas.

é um roteiro simples e com lugares indispensaveis para visitar.

se puder me passar uma base do q gastou, sera um adianto para mim.

obrigado pela dicas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu pelas otimas dicas.

Hoje vamos comprar nossas passagens para BA, echo que embarcaremos dia 29 de abril, pretendemos ficar 5 noites por la, suas dicas vao ajudar bastante.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Guilherme

Que bom que voce gostou do relato

Vou tentar resumir os gastos abaixo.

Nos gastamos( 4 pessoas):

$440 (dólares) em hotel por 4 noites.

R$2.250,00 (Reais) em Passagens aereas

R$700,00 O show no Sr. Tango e o City Tour

$36(dólares) Museu do Boca (Visitação Completa)

$24(Pesos) Jardim Japones

 

Com relação a taxi:

Florida-Palermo(onde fica o JArdim Japones, passando pela Recoleta) - $25 pesos

Florida- Feira de San Telmo - $13 pesos

Puerto Madero - La bombonera - $12 pesos

AV. Cordoba-Florida - $20 pesos

 

O transfer entre Ezeiza-Hotel(Perto da Galeria Pacífico, conformei relatei) - $110,00(pesos)

Hotel-Ezeiza - $100,00(pesos)

 

Com relação a alimentação seguem alguns preços:

Almoço no SIga La Vaca - $54 pesos

Um Lanche do Mac Donalds, com batata e refri sai por uns $16 pesos

Em média um almoço no centro sai entre 25 e 30 pesos

No aeroporto tambem existe um Mac Donalds, que é uma opção bem em conta pois tudo é caro.

 

Olha, para cinco pessoas, gastamos em torno de 5 mil Reais (tirando compras).

 

Pessoal se voces quiserem eu posto os valores que paguei por tenis, perfumes, eletronicos etc...

Qualquer dúvida estou a disposição.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  



×
×
  • Criar Novo...