Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

marcelanuol

Aiuruoca, MG - fevereiro de 2017 (4 dias)

Posts Recomendados

Meu povo, aqui volto eu pra compartilhar informações sobre mais uma viagem, dessa vez estive em Aiuruoca-MG. Cidade bem pequena, tranquila, naquele estilo de 1 rua pra ir e outra voltar, praça e igreja. A estrutura turística é bem básica, mas nada que atrapalhe a conhecer as belíssimas cachoeiras do local.

 

Como ir

Fomos de carro, saindo do Rio de Janeiro. Jogamos no google maps, ele ofereceu o caminho mais curto e fomos. NAO FAÇAM ISSO!!! ::putz::::putz::::putz:: (a não ser que vc tenha um carro off road, o que nao é meu caso)

 

Chega um momento em que a estrada é de terra que, devido as chuvas de verão, virou lama. Passamos um super sufoco, e só encontramos passando por ali tratores e uma galera de motocross.

 

Enfim.. depois desse sufoco, percebemos que a melhor maneira, mesmo nao sendo o caminho mais curto, é ir pela 040 até Juiz de Fora e depois pegar a Vital Brazil. ::otemo::

 

Sobre ir sem carro. Acho bem complicado, pois as cachoeiras ficam bem afastadas, fora que nao há transporte público na cidade. Logo, vc ficaria obrigado a contratar o serviço de guia e translado ou pedir carona.

 

Onde ficar

Nao encontrei mt informação de hospedagem pela internet e fui na intenção de acampar no "O Panorâmico" http://www.opanoramico.com.br/

 

Mas depois do estresse da estrada e das chuvas diárias que cairam, acabamos optando pela Pousada Ajuru http://www.ajuru.com.br/

A pousada é simples, os funcionários são solícitos e o café da manhã é uma delícia. No local tb é oferecido o serviço de guia e translado Caxambu x Aiuruoca.

 

Uma outra dúvida que surge é ficar na cidade ou ficar no Vale do Matutu. Eu fiquei na cidade, pois achei mais prático ficar no "meio", visto que eu queria conhecer o Matutu, mas tb o vale dos Garcias.

Mas acho válido se hospedar no Vale do Matutu tb e aproveitar a paz local.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

1º dia - estrada errada e escolha de pousada

 

Saímos de casa pela manhã com objetivo de chegar em Aiuruoca a tempo de montar barraca, almoçar e dar um pulo em alguma cachoeira próxima, mas ... como falei acima, os planos foram mudados devido a piscina de lama, chamada estrada, onde me enfiei :shock:

 

Aí vai uma foto pra mostrar que estávamos até curtindo a estrada, lugares bonitos e tal, até ela se transformar numa lama rs

 

IMG-20170227-WA0009.jpg.975e07e9888e529076def31fcdce746e.jpg

 

Chegamos em Auiroca no início da tarde, demos uma volta pela cidade, nada que leve mais de 5min, e paramos pra almoçar no bar e restaurante do Tiaozinho. Comida bem simples, poucas opções, mas gostinho de "feito em casa". O esquema é self service sem balança por 15 reais.

 

Depois começamos a saga por hospedagem, como era segunda-feira de carnaval, as pousadas estavam cheias e só tinha vaga a partir do dia seguinte, acabamos encontrando um quarto na Ajuru, R$180 a diária em quarto de casal com café incluso.

 

Segue os links de algumas pousadas que buscamos vagas:

Pousada do Waldir. Fica bem no Centro, próximo ao hospital da cidade.

http://www.pousadadowaldir.com.br/index.php

 

Pousada 2 irmãos. Tb no Centro, próximo a igreja.

http://www.planetabrasileiro.com/pousada-dois-irmaos-aiuruoca-mg-F1B09C40613D0

 

Pousada Pico do papagaio. Fica um pouco distante do Centro, uns 3km da praça central, tem uma vista linda.

http://pousadapicodopapagaio.com.br/

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

2º dia - Vale dos Garcias ( Cachoeira dos Garcias, Prainha, Poço Joaquim Bernardo e Pocinho)

 

Nesse dia acordamos cedo, o café começa a ser servido às 7:30, bom pra quem gosta de começar cedo as trilhas. Depois de um café reforçado, com mt pão de queijo e geleia artesanal, seguimos pro vale dos garcias.

 

Pra chegar ao vale vc pega a estrada como se tivesse retornando para casa e entra a esquerda na placa que indica o Parque Estadual Serra do Papagaio. Há placas em ambos os lados da estrada.

 

20170228_141631.jpg.c7ade0f65edb9172634fe3b3b2dcdc18.jpg

 

De lá não tem mt erro tb não, no caminho vc verá várias placas indicando a cachoeira dos Garcias e o poço Joaquim Bernardo. A estrada tem trechos bem íngremes, mas dá pra chegar com carro comum sem grandes problemas, principalmente pq tem cascalho (ou alguma pedra que não sei qual) pavimentando, então mesmo com chuva durante toda a madrugada, acessamos o local.

 

20170228_122719.jpg.580030b078c4d1c891367280da34db79.jpg

 

A única dica que recebemos do pessoal da pousada foi para estacionar antes da cachoeira, pois, devido as chuvas, talvez não conseguíssemos retornar a estrada se entrássemos com o carro até o estacionamento que fica próximo ao início das trilhas.

 

20170228_100124.jpg.801cb08c5f4f916989f65e19787d6930.jpg

 

Do local onde deixamos o carro até o início das trilhas, levamos uns 10min de caminhada. Quando chegamos lá primeiro pegamos uma trilha, curta, mas com a chuva estava escorregadia, mas não é difícil o acesso e chegamos a cachoeira dos Garcias, num local que dava pra vê-la bem de frente, nao chegamos até o poço, pois estava muito frio e não ia rolar um mergulho.

Ficamos um tempo ali admirando e fotografando o local. A cachoeira é linda demais! ::love::

 

DSCN6061.JPG.65a481c15dba1b0035e4fd9e4e8c6820.JPG

 

Retornamos ao ponto inicial e resolvemos ir até a Prainha. A sinalização não é das melhores e acabamos indo pro local errado, sorte que encontramos uma moradora local que nos levou ao início da trilha pra Prainha. Na verdade a seta na tá direcionada exatamente pro início da trilha, então a boa é vc procurar essa entradinha da foto:

 

20170228_115300.jpg.37729be944fdded609eb0ac77e7f0546.jpg

 

Depois de uma caminhada bem curta vc chega ao local onde tem que atravessar o rio, dá pra atravessar de boa, até eu, que sou mega medrosa, fui sem grandes problemas.

 

20170228_114924.jpg.e8bb293bee162f8c87bbe6ca20af1923.jpg

 

A prainha é um lugar bem agradável. Tem uma pedra grande que dá pra ficar lagarteando ao sol, além da faixa de areia grossa. É bem pertinho e a trilha de fácil acesso, então da pra ir com criança sem problemas.

 

DSCN6078.JPG.07751c269a8cf7f6046edb5207361a54.JPG

 

DSCN6072.JPG.ebb594f8216f57e05c6fb1d2b2af9f68.JPG

 

De lá voltamos pra estrada e sigamos em direção ao Poço do Joaquim Bernardo. A estrada é sinalizada, até que chega em uma bifurcação sem placas. Nessa hora vá pra esquerda, como se estivesse indo para o "abrigo de montanha".

 

20170228_124358.jpg.3e2f8e01b128e6262c658352fc3c7758.jpg

 

Logo logo chegará no poço. No local tem um estacionamento imenso e gratuito. Novamente o frio impediu o mergulho. O poço é bem grande, como não entrei, não sei a profundidade, mas parecia dar pé. No local tinha uma galera fazendo slackline numa altura de uns 8m :o

 

DSCN6086.JPG.d4626ba951abcc7f50e5b34474a5cbe7.JPG

 

DSCN6090.JPG.69e1fbc85e93f010a991f4b0ca16ce3c.JPG

 

Nesse dia almoçamos no restaurante da Pousada 2 Irmão, comida a kg. 2 refeições e 2 cervejas - R$50.

 

Como ainda estava cedo, umas 15h, e o sol tinha resolvido aparecer, perguntamos por um local que fosse de fácil acesso, nos indicaram o Pocinho. O local nao é bem uma cachoeira, fica bem pertinho da cidade, no caminho para Matutu. No Pocinho a água fica represada para formar uma grande piscina natural. Não curti muito, mas percebi que era um local com muitas crianças.

 

DSCN6093.JPG.9f51ee801f8c9a2dfda99b1f13b7ec3a.JPG

 

A noite fomos conhecer a pizzaria Dona Azeitona, bem famosa na cidade. A pizza faz jus a fama, bem gostosa! E a caipirinha de amora com hortelã é divina, experimentem!!! ::otemo::

Pizza para 2, cerveja e caipirinha - 80 reais

 

20170228_195025.jpg.436e3b50cdf1cf46362dae0e4df8ec28.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Massa!

Também já fiquei na pousada Ajuru. É bem isso que você falou mesmo.

Aiuruoca é muito legal. Dá pra fazer muita coisa.

::otemo::

Abrass,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

3º dia - Vale do Matutu (Cachoeira do Fundo, Cachoeira do Meio e Cachoeira das Fadas)

Dirigimos por aproximadamente 17km por uma estrada de terra. Devido as chuvas tenho que falar que foi meio ruim chegar até lá, a estrada tem partes íngremes e o carro deu uma sofrida pra subir ladeira na lama, mas chegamos. ::mmm:::mmm:

o vale é um lugar lindo e tem uma energia mt boa. :D

 

DSCN6144.JPG.23112b9414cfa00cc73cf190ce7665ff.JPG

 

Pagamos R$10 pra estacionar, pelo que falaram a taxa só é cobrada em feriados que o vale enche mt. Pegamos informação com um guia local e fomos direto pra cachoeira do fundo.

 

Levamos 1h e 30min até a cachoeira. A trilha estava bem sinalizada e a dica que recebemos foi "ao chegar no rio, atravesse para a outra margem que a trilha continua lá".

 

Eu nunca fiz tanta trilha abrindo e fechando porteira, na verdade acho que foi a primeira vez na vida que fiz trilha dessa forma, para chegar nas cachoeiras passamos por propriedade particulares, então não esqueça de fechar bem a porteira para os animais não fugirem. ::cool:::'>

 

Começa a trilha passando em frente a vila onde está localizado o restaurante da Tia Iraci, e vc segue as indicações. Não tem mt erro, apesar de ser uma trilha mais longa, achei boa a sinalização. Em um momento vc encontra a cachoeira do meio, mas não parei, deixei pra visitar na volta.

 

Chega o momento em que a trilha dá num rio e a grande hora de atravessar pra continuar a trilha na outra margem. Eu que sou medrosa, tirei a bota e atravessei pela água, mas acho que uma pessoa mais experiente pode ir pulando nas pedras.

 

20170301_125526.jpg.f681e2ac05264c8fe62ea60fd87c9b61.jpg

 

Um pouco depois de atravessar o rio e seguir pela trilha, vc já pode avistar a cachoeira. Aí dá um gás e vc acelera o passo pra chegar logo. A cachoeira é linda bem grande.

 

DSCN6106.JPG.99b8fbaa8b81644e24718fcf0277d84f.JPG

 

Há a opção de continuar na trilha, subir essa "parede" aqui e chegar a partes mais altas da cachoeira, cheguei a subir até uma parte, mas o guia havia avisado que éramos as únicas pessoas na trilha, acabou rolando um receio de subir mt, acontecer algo e não ter ninguém por lá pra dar uma ajuda.

 

20170301_120904.jpg.1fb924b09b8556ec2c8c677d2d5bcd2b.jpg

 

DSCN6116.JPG.1d8f758b91685bcc3a2d33ef3905be52.JPG

 

Ficamos pouco tempo por lá por causa da chuva fina que começou a cair, como tinha que atravessar o rio de volta, achamos melhor não demorar por lá.

 

Na volta a chuva parou e paramos na cachoeira do meio, onde ficamos por um bom tempo aproveitando a massagem da queda da água.

 

DSCN6139.JPG.d0a7492e58fccd991851e67b2a37e4cb.JPG

 

Na volta paramos para almoçar no famoso restaurante da Tia Iraci. O lugar é super aconchegante, a comida e DELICIOSA e por R$35 vc se serve, no fogão a lenha, quantas vezes achar necessário. Acho que é um lugar obrigatório no vale do Matutu. ::love::::love::

 

Além da comida maravilhosa ainda bebi uma cerveja artesanal de maracujá divina.

 

Depois da trilha e da comida a vontade real era de deitar na grama e dormir, mas fomos conhecer a cachoeira das fadas. A trilha é bem curtinha, em menos de 10 min, saindo do casarão do Matutu, vc chega na cachoeira.

 

DSCN6146.JPG.9ecb91c8d8dbee89e7fe28cb979b9330.JPG

 

Depois desse dia delícia no vale chegou a hora de pegar a péssima estrada de volta pro centro de Aiuruoca.

Esse dia era quarta-feira de cinzas, a missa foi na praça e os bares/restaurantes não abriram. Foi um sufoco encontrar um lugar pra comer algo a noite.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Andressa,

 

ainda tenho que finalizar, mas estou com problemas para concluir o relato.

 

o site nao permite que eu edite o relato e/ou inclua fotos e emojis.

 

epero que o problema seja resolvido em breve.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

4º dia - Cachoeira Deus me livre e volta pra casa

 

Nosso ultimo dia em Aiuruoca. Aproveitamos a parte da manhã pra conhecer a cachoeira deus-me-livre. Pegamos a estrada em direção ao vale do Matutu e a entrada da cachoeira é logo após o Pocinho, super perto do centro. Foi uma ótima opção para o último dia.

 

Na estrada há uma placa sinalizando a cachoeira. Larguei o carro na estrada mesmo e entrei na porteira. No começo vc fica um pouco constrangida em entrar "na casa dos outros", mas no final já estava mais acostumada. Atravessei um pasto e a direita a trilha continua mais próxima ao rio, em um momento terá uma ponte para cruzar o rio, atravesse.

 

20170302_105829.jpg.c73379abe794661c24c645e9ff5e820b.jpg

 

Depois da ponte a trilha dá uma piorada, aí vc entende o pq do nome da cachoeira, mas nada que impossibilite fazer a trilha e garanto que chegando lá será mt bem recompensado. O lugar é realmente INCRÍVEL!!!! Ficamos um bom tempo nos banhando por lá. Super recomendo! ::otemo::::otemo::

 

DSCN6150.JPG.cbb901a847b8aa8028426a2e12ea2425.JPG

 

DSCN6191.JPG.32bd983b2e7353bc08da9dccb4b438b3.JPG

 

Depois retornos a pousada para tomar banho, pegar as coisas e voltar ao Rio de Janeiro de corpo e mente renovados.

 

Aiuruoca vale mt uma visita!!! ::love::

 

IMG-20170302-WA0015.jpg.d2323c902ba5f1396b8e3fbfe4cbe74a.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por casal100
      Esse relato é dividido em duas partes:
      A primeira foram mais de 900 kms (da página 1 até a 6), trechos de picos, travessias e alguns trechos no entorno de cidades;
      A segunda parte,  mais de 300kms, só teve uma travessia e muitos picos,  começa  na página n° 7.
       
      Vários amigos e familiares nos indagavam sobre nossas travessias, segundo eles, tudo era muito repetitivo(as fotos eram parecidas, repetimos várias vezes os mesmos caminhos, até pela falta de outros. Até tem, mas caminho particular, não faremos  mais). De certa forma eles têm razão, visto que a visão do picos e montanhas não tem comparação com fotos de estradas e, tem um detalhe mais importante: as principais atrações das cidades(tirando algumas) não estão dentro delas, mas nos arredores  (cachoeiras, picos, morros. ..). Nesses 2 meses,  caminhamos mais de 900 quilômetros é quase 10.000 kms de carro. Conhecemos pessoas maravilhosas por onde passamos, experimentamos emoções que nunca tivemos,  comidas deliciosas,  não tivemos nenhum problema mais sério, tudo muito tranquilo.
       
      O BRASIL É SIMPLESMENTE SENSACIONAL! 
      E mais bonito visto de cima. Diante disso e, até para comemorar meus 60 anos de vida (ingressei na melhor idade), neste verão resolvemos fazer algo um pouco diferente : fomos conhecer e rever alguns parques nacionais /estaduais /municipais e privados, subir alguns picos/montanhas  e alguns circuitos desses locais, região de cachoeiras,  e Brumadinho(Inhotim), poderíamos estar no dia do rompimento da barragem,  para nossa sorte desistimos em cima da hora.
      LOCAIS VISITADOS:
      Extrema - Mg (subida as base dos pico do lopo e do lobo)
      Munhoz - Mg(subida ao pico da antenas, caminhos)
      São Bento do Sapucaí - Sp(pedra do baú e roteiro)
      Marmelopolis -Mg(subida ao morro do careca, mirantes, pedra montada, roteiros e subida ao pico Marinzinho)
      Aiuruoca - Mg(subida ao pico do papagaio, matutu, cachoeiras)
      Visconde de Mauá-Rj - (subida a Pedra Selada)
      PN Ibitipoca - Mg (Janela do céu, pico, circuito das águas e grutas)
      São Tomé das Letras - Mg (cachoeiras e roteiros)
      Carrancas - Mg(cachoeiras e circuito serra de carrancas)
      Ouro Preto - Mg (centro histórico e subida ao pico do Itacolomi)
      Mariana-Mg: Bento Rodrigues, local destruído por outro rompimento de barragem da Vale.
      Serra do Cipó - Mg(todos circuitos dentro do parque e travessão)
      Conceição do Mato Dentro - Mg: cachoeira do Tabuleiro  (base e mirante)
      Lapinha da Serra - Mg(subida aos picos da Lapinha e Breu, cachoeira Bicame e Lajeado,  parte travessia Lapinha x Tabuleiro)
      Brumadinho - Mg(Inhotim)
      PN de Itatiaia - parte alta - Mg(base do pico das agulhas Negras e prateleiras, cachoeira Aiuruoca, circuito 5 lagos, subida ao pico do couto)
      Piquete - Sp(subida ao pico dos Marins)
      Infelizmente, por excesso de chuvas, não fizemos os picos do Itaguaré e da Mina( motivação da viagem). Entrou uma frente fria na semana que antecedeu o carnaval, tivemos que abortar por questão de segurança, pois não utilizamos guias e fazemos somente Bate/volta - fica para a próxima.
      As surpresas da viagem:
      Inhotim, Lapinha da Serra e Serra do Cipó. Pois não conhecia nenhuma delas.
      Algumas fotos
      Subida ao pico dos Marins - SP

      Pico do Itacolomi - Ouro Preto - Mg

      Cachoeira Bigame - Lapinha da Serra-Mg

      Subida para pico do Breu e Lapinha - Lapinha da Serra-Mg

      Vista desde o pico da Lapinha

      Cachoeira do espelho - travessão - Serra do Cipó -Mg

      A incrível JANELA DO CÉU 

      flora exuberante



      Cachoeira do Tabuleiro - Mg

      Pico da Bandeira - ES

      Pedra do Altar - Mg

    • Por tiagokxuera
      Salve Galera!
       
      Gostaria de postar algumas fotos do rolê que fizemos eu e a Dona Onça pra Aiuruoca/MG.
      Saímos de casa cedo, pouco depois do nascer do sol.
      Pra nós seria pouca distancia, coisa de 200Km.
       
      Partimos para Santa Rita do Sapucaí, depois São José do Alegre e uma paradinha em Pedralva:

       
      Depois em Carmo de Minas, terra do café e do gado Gir leiteiro. Um café com pão de queijo, claro. hehehehe

       
      Chegamos por volta das 10 horas. Ficamos na Pousada Ajuru. Muito simples e com o pessoal muito atencioso. Diária de R$140,00 o casal.
      Deixei a tralha da moto e partimos rumo ao Matutu.
      No caminho:

       
      Em Aiuruoca, pra onde você olha, vê cachoeiras:

       

       

       
      Mais uma fotinha pelo caminho:

       
      Procuramos a Cachoeira dos Macacos. Segundo o pessoal, é depois da ponte de concreto, entrando no "quebra costela". Deu o que fazer pra entender do que se tratava. Na minha terra é chamado de "passador". kkkk

       

       
      Deixei a moto na estrada e adentramos na trilha:

       
      Enfim a Cachoeira dos Macacos:

       

       

       
      E mais Cachoeiras pelo caminho:

       

       
      Chegando no Matutu, um vilarejo muito bacana, onde o pessoal ainda mantém uma serie de tradições. Muito maneiro o lugar.

       
      O casarão sede da comunidade:

       

       

       

       
      Casarão antigo que só!

       

       

       

       

       
      Segundo o pessoal, lá é tão silencioso, que dá pra escutar o capim crescendo! kkk

       

       

       

       
      A escola local:

       
      Partimos então para o almoço na dona Iraci. No começo ficamos meio perdidos, pois não há estradas. O pessoal usa muito pouco conduções motorizadas.
       
      A vista para a Cachoeira do Fundão. Muito bonita, porém não visitamos. Ali nos tomaria umas 3 horas de trilha. Ficou pra próxima.

       

       

       

       
      Eita sossego!

       
      A vista para o Pico do Papagaio:

       
      E o tal restaurante da Dona Iraci:

       

       

       

       

       

       

       
      Após quase 1 hora de espera (previamente avisada pelo pessoal do restaurante), serviram o banquete. Eita comidinha boa!

       

       
      Continua no próximo post!
    • Por ROTA da AVENTURA
      e ai galera vai ai mais rapido relatinho com algumas fotos !!
      nesta travessia foram eu /Carla de SJC e Cris e Diana de SP foram 45 km em 3 dias de pernada!
      nos encontramos em SJC e saimos as 4da matina rumo Aiuruoca ! depois de 3 horinhas chegamos em Aiuruoca , e ja fomos para uma padoca tomar um cafe da manhã e ja ir de encontro com nosso taxi resgate AJURU com o Marcos

      As 8:30hs tudo pronto e la vai nois rumo ao matutu onde ficariamos na metade do caminho na placa "camping do Saulo" !! uma fotinho do inicio da travessia e la fomos nos rumo ao 1º destino do dia pico do papagaio com seus 2100mts !!

      vencido a subida chegamos na bifurcação onde deixariamos a cargueira e fariamos o ataque ao pico do papagaio , mochilas entocadas e la vamos nois ate o cume e mais 40m chegamos no alto , com um visual alucinante de varias montanhas e cachoeiras , batemos algumas fotos , esticamos o esqueleto e descemos para pegar novamente a cargueira !!

      como a viagem da Cris e Diana foram cansativas vararam a madruga, resolvemos acampar na bifurcação e descansar o restante do dia !!
      Dia seguinte mais pernada rumo ao retiro dos pedros (antigo abrigo dos tropeiros), mochila nas costas e VM k VM , passamos pela pedra quadrada e ja começamos a subir rumo ao pico do tamandua com suas 3 pedras em destaque , vencido mas este morrinho fomos de encontro com o retiro dos pedros com seus muros de pedras , visualizando o pico do bandeira e o canjica !!

      chegando no retiro mais um descansinho com um lanche e encher de agua as garrafas fomos ate o mirante do vale do gamarra , aproveitando que foi quase tudo descendo !!curtimos aquele vale e "tem tem" vai nois ate encontrarmos o "totem " do seita santo daime que fica no meio do nada hehehe !!

      o proximo trecho seria um matinha fechada na crista , ai resolvemos corta-lo por uma estradinha de terra que foi bem puxadinho ( agora acho que era melhor ter varado o mato heheh) passado este trecho começamos a chegar nos trechos onde existe varias quedas de agua com varias cachus intocadas na mata
      este trecho vencido e mais uma pernada ate o proximo acampamento que fariamos ao lado do rio ,acampamento montado , meias do pantano penduradas e chegou a hora da janta , uns com calabresa acebolada com arroz , outros com peito de frango desfiado com macarrão e saladinha e um vinhozinho para relachar !!esta noite foi bem molhada pois ficamos num vale !!

      no outro dia tudo guardado e la vamos nois rumo a travessia do rio com sua linda cachoeira

      ai que chegamos na travessia do rio , na outra vez que estive por la o rio estava bem baixo , mas desta vez o bixo tava bombando e com correnteza ai la vai agente ensacar as cargueiras e atravessar o rio !!

      depois de vencido o trecho agora iriamos ate a cachoeira do juju , no caminho para o juju resolvemos que iriamos acabar por ali a pernada , pois queriamos comemorar e descansar no domingo pra não chegar acabado demais !! então toca pernada e chegamos no juju e la de cima ja vimos que não estariamos sozinho , ja tinha umas 5 barracas montadas no unico lugar para acampamento , como não acampariamos mais por ali , curtimos a cachu e demos uns bons mergulhos naquela linda cachu com seu visual aluciante !!!


      mergulhos e fotos e vamos nois tentar fazer o celular pegar algum sinal e e

      ....... nada de sinal , tivemos que dar uma boa pernada em estrada terra para conseguirmos sinal do celular e depois de uma pernada obaaaaa sinal , conseguimos falar com o Marcos regate AJURU , e o ponto combinado seria o bairro de PIracicaba ( que estaria a +4km de onde estavamos) , então mais pernada ate chegarmos num barzinho no bairro de Piracicaba !!!!
      uhuuu !!! chegamos e algumas brejas e pão com mortadela ate o nosso resgate chegar !!
      todos no resgate rumo a Aiuruoca , chegamos 21:00hs na city e ja fomos os 4 do pantano na pizzaria D.azeitona devorar uma super pizza e tomar mais algumas brejas geladas ! (foto do celular haihuhia)

      todos ja daquele jeito e fomos ate a cachoeira dos garcia fazer o ultimo dia de acampamento !!
      no dia seguimte cedo tinha um pessoal montando um rappel na cachu , descemos curtimos a cachu !!

      é isso ai mais uma pernadinha nas montanhas !!

       
      faloww !!!
      Kombi táxi e resgate do Marcos: http://www.ajuru.com.br/taxi/

       
      mais fotinhos : https://picasaweb.google.com/bznbru/Tra ... _7hZmP1QE#
       
      falow
      mais inf./ mapas/ tracklog no guia do Sandrão : http://www.mochileiros.com/travessia-da-serra-do-papagaio-minas-gerais-t48353.html
    • Por Erlon Pereira
      Turma
      Antes de termos nossos filhos acampamos muitas vezes em Aiuruoca e andamos por todas aquelas montanhas em caminhadas longas e fantasticas.
      Agora nossos filhos estao maiores e gostariamos de leva-los la, porem eles ainda nao aguentam a puxada.
      Alguem sabe me dizer se conseguimos chegar ao Retiro dos Pedros em Aiuruoca de carro/jipe?
      Obrigado!


×
×
  • Criar Novo...