Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Júnia Pimenta

Valparaíso e Viña del Mar

Posts Recomendados

Realmente estive em santiago e fiz como disseram aqui no fórum, peguei o metrô até a estação Universidad de Santiago, la fui abordado por um agente de turismo da RodoTur e me ofereceu o pacote para viña, valparaiso e reñaca. As passagens eram através da TurBus e chegando e valparaiso teria uma pessoa ja me esperando para entrar na van. Achei o preço muito bom, 15mil pesos por pessoa + 5mil pesos de passagem da turbus ida e volta. No total gastei 40mil pesos para 2 pessoas.

No hotel chegaram a me oferecer um city tour la por 32mil pesos por pessoa!

Vale a pena conhecer estas cidades, são muito bonitas!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

olá pessoal,

Vou para o Chile pela primeira vez em novembro. Vou chegar ao aeroporto de Santiago as 9:30 da noite e gostaria de saber como faço para chegar a Valparaíso. Como chegarei a noite estou com receio de que algo dê errado. Por favor me ajudem. Grata, Erica

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá pessoal,

 

Vou para o Chile no dia 30 de dezembro e estou pensando em passar o Reveillon em Valparaíso ou Viña del Mar.

 

Tenho dúvidas inicialmente com relação a hospedagem. Tirando os preços extorsivos da noite da virada, minha questão é com a localização. Alguma dica de onde estão os melhores hotéis ou hostels?

 

Vou viajar com minha esposa, então preferimos quartos privativos com banheiro, mas se o preço ficar salgado teremos que abrir mão disso.

 

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estarei chegando em Santiago no sabado e programei de ir a Valpo, Vina + praias e Isla Negra, vou visitar tb amigos em Valpo, por isso devo ficar 3 noites por lá, queria saber como chego a estação onde pego ônibus p\ Valpo direto do aeroporto, sabem se é tranquilo com bagagem pegar esse ônibus p\ Valpo ?

Minha ideia é em Valpo alugar 1 carro talvez por 1 dia p\ ir a Isla Negra e percorrer o litoral conhecendo as praias Vina, Renaca e Concon. Acho que sair de Santiago de carro talvez não valha a pena pois em Valpo penso em bater perna um pouco p\ conhecer a cidade, então acho que o carro ficaria parado, e queremos sair à noite, beber e dirigir não deve ser permitido (assim como aqui). Vamos apenas eu e meu marido, poderiam me indicar o que valhe mais a pena em termos de grana e deslocamento ? Já li todas as respostas por aqui, mas ainda não consegui esclarecer minhas duvidas.

Se puderem indicar um hostel legal em Valpo que tenha suite c\ banheiro agradeço.

obrigadão !

Denise

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sou nova por aqui, gostaria de saber se alguem ja ouviu falar de um catamara que sai na noite de rev eillon de valparaiso e se vale a pena, tb gostaria de saber de algum lugar legal para passar o reveillon em vina como baladas, restaurantes ou ate mesmo um catamara.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Denise,

 

Não sei se existem onibus direto para Valpo do aeroporto. O que você pode fazer é pegar no aeroporto o onibus Centropuerto (http://www.centropuerto.cl/) e descer no metro Los Heroes. De lá você pode pegar o metro até a estação Universidade de Santiago, que fica ao lado do Terminal Allameda. Nesse terminal você pode pegar onibus direto para Valparaiso (fui na semana passada pela empresa TurBus (http://www.turbus.cl)). Eu sei que durante o dia tem onibus saindo a cada 15 minutos desse terminal. São onibus de viagem normal, iguais ao do que tem aqui no Brasil. Tanto no onibus Centropuerto quanto no metro é bem tranquilho de andar com bagagem.

Não sei se vale a pena ir de carro pois não tenho a minima ideia de preço da locação. A passagem de onibus de Santiago para Valpo na semana passada eu paguei 3700 pesos chilenos. Me parecem que existem outras tarifas mas nada muito diferente disso.

 

Em Valparaiso\Viña\Isla Negra é provavel que valha a pena alugar um carro. Dessa forma vocês podem fazer os passeios que quiserem com maior tranquilidade. O onibus urbano normal entre Valparaiso e Viña é bem barato, mas você perde um pouco de tempo. Tem a opção do metro também, mas para usar você tem que comprar uma especie de cartão que custa 1200 pesos chilenos, então se você só vai uma vez não vale muito a pena. Em Valpo é legal andar a pé mas é bem cansativo também. A cidade é toda cheia de subidas/descidas. Se vocês vão ficar 3 dias e querem sair a noite talvez valha a pena ficar com um carro lá, dependendo de quanto isso for custar. O Taxi na cidade não me pareceu muito barato. Paguei 3500 pesos chilenos da rodoviaria até o Cerro Bellavista.

 

Eu estive lá na semana passada e fiquei no Hostel Caracol (http://www.hostalcaracol.cl/hostel_valparaiso/). Fiquei no dormitório, mas com certeza eles tem quartos privados com banheiro. O hostel em si é muito bom, o único porem para mim é a localização (Cerro Bellavista). Com exceção da Casa do Neruda e do Museu a Céu Aberto não tem muita coisa na região, especialmente a noite. Se forem de carro certamente é uma boa opção, senão eu recomendo que procurem algo na região do Cerro Concepcion\Cerro Alegre. Essa região me pareceu mais agitada e acessível.

 

Bom acho que é isso, se precisar de mais alguma coisa é só perguntar.

 

Abç,

 

Bruno Caimar

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, tenho uma dúvida:

Ñ dá pra conhecer as 2 cidades a pé? Qdo viajo, eu sempre gosto de andar...penso q é a melhor forma de ver as coisas...ñ é nem questão de economia, mas sim de estar livre pra conhecer e parar em qq lugar.

Iria p/ Viña, conheceria tudo a pé, e depois pegaria um bus p/ Valparaíso....

É viável?

Se for inviável, é + vantagem alugar um carro ou ir de bus e contratar alguma van q faça o passeio pelas 2 cidades? (são 2 pessoas)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom dia, pessoal!

 

Gostaria de uma franca opinião de vcs. Em julho estarei indo pro Chile. Ficarei apenas 4 dias. Chego numa terça às 9h30 da manha e vou embora no sabado de manhã. A principio tinha pensado em pernoitar todas as noites em Santiago e fazer um bate-volta Viña/Valparaiso. Entretanto, estudando sobre os destinos tenho pensado seriamente em pernoitar uma das noites em Valparaíso, talvez a noite de quarta-feira. Pensei nessa possibilidade pelo fato de gostar de lugares historicos e tb pq as fontes q eu tenho lido sempre pontuam a boemia dessa cidade litoranea. Por outro lado, eu receio q essa noite a menos em Santiago pudesse comprometer conhecer a cidade. Gostaria de saber do pessoal q conhece a região se essa pernoite significa uma grande perda, diante dos numeros de dia q eu estarei no Chile e se realmente vale a pena.

 

Ah, e antes q alguem me pergunte, ou sugira, eu nao incluirei vinicolas no Chile dessa vez pois logo em seguida estarei indo pra Mendoza.

 

Grato pela ajuda, um abraço,

 

Gabriel.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ana,

Dá sim pra conhecer a pé os principais pontos turístico das duas cidades. Já conhecia as duas, mas estive novamente por lá mês passado e fiz tudo a pé combinando às vezes com o metrô. Acho que o que exige mesmo transporte é ir de uma cidade para a outra, pois as melhores atrações de Valpo são para o lado contrário de Viña.

 

Cavichioli,

Sinceramente, não sei se vale a pena passar a noite em Viña no inverno. Já estive lá no inverno e no verão e, se fosse nesta estação, te aconselharia com certeza, pois a cidade ferve, é linda e ótima! No inverno já é bem menos frequentada e fica frio, principalmente à noite. Acho que valeria passar apenas o dia no inverno, mas é só uma opinião pessoal.

 

Abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Banes Gonçalves
      Galera, vou ficar 6 dias em Santiago, 28/01 a 03/02) hospedado em um hostel na zona norte da cidade, quem quiser me acompanhar nessa aventura, provavelmente alugarei um carro um ou dois dias para conhecer as montanhas, de resto será bem roots, metrô, bus e etc...isso se não pintar umas caronas por aí.
      insta @banesgoncalves
    • Por Jeffersonwbds
      Nossa primeira viagem ao Chile foi incrível! 
      A primeira vez na neve a gente nunca esquece, né!? 
      Como recordação produzi um vídeo contendo trechos de diversas partes do chile, espero que gostem! ♥
       
       
    • Por guilherme.hotz
      Olá Mochileiros! Irei em agosto para o Chile e uma das minhas tantas dúvidas era quanto me custaria estar por lá durante uma semana.
      Para tanto fiz um esboço de roteiro que irá contemplar uma diversidade de atividades, que serão alteradas ainda devido à proximidade da viagem, clima na semana e disponibilização do calendário do Campeonato Chileno de Futebol (pois quero ver um jogo).
      Todavia, segue o esboço de forma que outros viajantes tenham uma noção de preços, e o que fazer.
      Fico à disposição para discutir possibilidades, sanar dúvidas e ouvir sugestões.
       
       
      CRONOGRAMA CHILE-1.pdf
    • Por Daniela Alvarez
      Estivemos em Valparaíso em setembro de 2018, em uma viagem pelo Chile, que também contemplava as cidades de Santiago e San Pedro do Atacama, com seu espetacular deserto. Tudo isso relatado em posts descritivos de cada cidade.
      Nos hospedamos na parte baixa da cidade. Ficamos 2 noites no hostel Casa Plan, um charmosíssimo prédio que funciona como hostel, café, galeria de arte e espaço cultural. Excelentes quartos, banheiros e áreas comuns. Tudo bonito, espaçoso e muito confortável. E ainda tem a simpatia e atenção do Gabriel, idealizador desse lugar múltiplo. Teríamos ficado uma noite a mais. Saímos com a sensação de não termos conhecido tudo.
      Valparaíso é uma cidade que requer tempo. É pequenina, mas tão adorável e que desperta tantos sorrisos, que te deixa pensando por que os amigos recomendam ir, mas ninguém fala que você vai embora com muita vontade de ficar.
      Na rua vende-se de tudo: fruta, comida pronta, papel higiênico, cigarro, remédio fora da caixa, desinfetante, roupa, tudo. Pessoas dançando no meio da calçada, de alegria ou embriaguez, também chamaram nossos olhares, em meio àquela oferta de tudo e qualquer coisa, que não tem como não nos vidrar.
      E antes de conhecermos a cidade, conhecemos os cachorros. Já tínhamos reparado que os cães de rua em Santiago eram bem cuidados, mas em Valpo, como eles a chamam, os cachorros são parte não só da cidade, como da vida das pessoas, que espalham potes de água e até casinhas por todos os cantos. Eles caminham pela cidade como pessoas e dormem no sol da praça como idosos aposentados.
      A cidade baixa é conectada à cidade alta por funiculares, que levam a diferentes paisagens dos inúmeros miradouros que nos permitem não só admirar a vista, mas também entender a construção da primeira cidade portuária do Chile e fuga de muitos presos políticos durante a ditadura de Pinochet.
      A parte alta é dividida em cerros, que são como bairros. Cerro Alegre e Cerro Concepcion são os mais charmosos. São repletos de casas coloridas de zinco e de casarões transformados em hotéis, lojinhas e restaurantes, grafite e arte por todo lado. Lemos em algum lugar que Valparaíso é uma mistura de Santa Teresa, Bairro Alto, Olinda e Caminito. É mesmo. Mas é muito além.
       

       

       

       

       

       
       
      Cerro Cárcel
      Um pouco fora do circuito turístico de Valparaíso fica o Cerro Cárcel, local onde funcionava uma prisão de tortura para presos políticos e que, mantendo-se toda a estrutura para que detalhes da história do país jamais fossem esquecidos, ignorados e tampouco modificados, foi transformado em parque e centro cultural. As salas são exatamente do tamanho das celas, com suas micro janelas no alto com barras de ferro, lembrando a todo tempo onde estamos. Fotografias de mulheres presas se espalham pelas paredes, com seus nomes e um sensível relato das roupas que vestiam e do local em que estavam no exato instante em que foram capturadas.
      Uma homenagem forte a um jovem militante assassinado ali, com um testemunho duro e detalhado de um amigo que assistiu à crueldade sem nada poder fazer. Gonzalo Muñoz Aravena.
      O coração doeu ao lermos e, de certa forma, revivermos toda aquela história entre aquelas mesmas paredes, onde quanto à energia que ali paira não há arte que acalente.

       

       

       

       
      O edifício faz parte do Parque Cultural de Val Paraíso, que é ao mesmo tempo centro cultural e parque aberto para a  comunidade.
      O parque abre de quarta a domingo, das 10h às 18h no inverno e das 10h às 21h, no verão.
      Endereço: Calle Cárcel, 471
       

       

       

       

       
      O que faltou fazer?
      - Não visitamos a La Sebastiana, casa museu do Neruda em Valpo. Ela fica mais distante, em um cerro mais alto. Nos arrependemos imenso, mas não tivemos tempo.
      - Walking Tour para saber mais da história da cidade. 
       
      Dicas
      - Tours 4 Tips - caminhadas guiadas de cerca de 3 horas em que você paga o quanto quiser para o guia. 
      - Pan de Magia - uma pequena casinha  roxa e amarela na cidade alta que serve empanadas deliciosas e baratas. Fica na Calle Almirante Montt, 738. 
       
      https://www.instagram.com/trip_se_/
       



×
×
  • Criar Novo...