Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

juniorvaz

Lua de Mel - 10 dias Playa del Carmen/Cancun Abril 2017

Posts Recomendados

Boa noite gente, resolvi criar o tópico aqui pra ajudar os futuros viajantes. Apesar de Cancun ser ja um destino bem explorado e ter muitas informações pela Net, vi que muitas coisas não são reais ou mudara, enfim.

 

Nosso roteiro foi ficar 4 dias em Playa del Carmen (PDC) e 5 dias em Cancun. Esta escolha foi muito acertada, tendo em vista que os principais passeios da região ficam super perto de PDC. Outro ponto importante foi que achamos uma boa opção de hotel e com bom preço, bem diferente de Cancun. Ficamos no Fiesta Inn Playa del Carmen, que fica na 10º Av, a uma quadra da 5º Av.

 

Voamos pela Latam, que por sinal vem perdendo bastante a qualidade depois da Fusão. Ja havia viajado com a LAN antes e era uma companhia ótima. A TAM sempre foi bem razoável também, mas agora, sinceramente me decepcionou um pouco, principalmente o trecho BOG-CUN, onde fomos com um A320 bem básico, pra um voo de quase 4 horas. O lanche neste trecho tb era horrível. Enfim, nos levou e trouxe, isso no fim é o que importa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

1º Dia- BOGOTÁ 17/04/2017

 

Bem, nosso voo foi FLN-GRU-BOG-CUN. Na ida houve uma pernoite em Bogotá, então pegamos um Hotel próximo ao Aeroporto El Dorado (que por sinal é um ótimo aeroporto, muito moderno). Nesta noite aproveitamos pra conhecer o Bar/Restaurante Andres DC que é bem famoso por lá, muito temático e exótico. A comida e o atendimento não foram tudo aquilo, mas no geral vale a visita pelo local mesmo. Pagamos em torno de R$ 100,00 por dois pratos de carnes e algumas brejas.

 

Segue uma foto que peguei na NET pra mostrar bem o local.

AndresDc.laptop_1040_529.jpeg

 

 

Ficamos hospedados no Hotel Airport Travel, pertinho do aeroporto, bom hotel visto o valor baixo R$ 120,00. Ficaria novamente...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

2º Dia - Playa del Carmen 18/04/2017

 

Chegamos no aeroporto de Cancun em torno das 15:30 hrs, a imigração é super tranquila, nem nos olharam direito, porem um pouco demorada porque são muitos e muitos turistas chegando a toda hora, loucura mesmo. Saindo da área de desembarque, ja existe um guichê da ADO (se lê soletrado, A - D - O). Comprei ja nossas duas passagens de ônibus até PDC, acho que custou U$$10,00 por pessoa só ida, ali ja percebi que não valeria muito a pena trocar os dólares por peso, pois lá td é dolarizado e se fosse converter perderia dinheiro, poucas coisas que não valiam a pena, mas pra isso trocava de vez enquanto uns dolares por pesos.

 

Os ônibus da ADO são muito bons e saem regularmente pra vários destinos da Riviera Maya, é bem tranquilo mesmo. Pra pegar ônibus vc vai virar pra direita quando sair do aeroporto e seguir até o fim, lá irá ver outro guichê e o local de embarque, uns 5 minutos caminhando com as malas, mas bem fácil e seguro.

 

Segue foto da plataforma onde ficam os ônibus:

images?q=tbn:ANd9GcSB9hLIJz0OBrZsesumOREQuncTRj0cMS07i5Q1GEfBzG6NCmrW

 

Chegamos no terminal em PDC por volta das 18:00 e pegamos um taxi pois nosso hotel era um pouquinho longe do terminal e com as malas atrapalhava um pouco, mas o taxi ali foi barato, acho que 7 dólares.

No restante do dia só descansamos e saímos a noite pra andar na 5º Av, por sinal muito animado e gostoso andar por lá, já gostei de cara.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

3º Dia - Playa del Carmen 19/04/2017

 

Acordamos meio cansados, após a longa jornada de nossa viagem e também ainda havia o cansaço do casamento, abrimos a cortina e pra nosso desanimo chovia, um tempo bem cinzento. Nosso hotel não havia café incluso, era caro pra pagar por dia, R$ 44,00 por pessoa por dia. Saímos então em busca de um café, rodamos, rodamos e acabamos em um Starbucks, por sinal bem caro, mas enfim, seria só este dia mesmo, depois pegamos o jeito.

 

Ficamos rodando pela cidade quase o dia inteiro, mas nosso primeiro passeio acabou ficando de lado por conta da chuva. Este dia até foi bom pois conhecemos todo o centrinho de PDC e tiramos o cansaço, porém nas previsões seriam 4 dias nublados e chuvosos. :(:(:(

 

Neste dia aproveitamos pra ir comprar um CHIP da TelSel pro meu celular. Paguei $ 50,00 pesos, algo em torno de R$ 10,00 e fiquei com internet 4g uns 5 dias por este valor. Vc tb pode pegar ja um pacote melhor para mais dias ou recarregar depois, mas pra isso peça pro atendente anotar o seu numero mexicano. :lol:

Pra comprar o chip, qualquer loja de conveniência la vende, porem comprei em uma lojinha de assistência que ficava na 30º Av, tem várias nesta AV, pois achei que precisaria cortar o Chip pro Iphone. Vc ja deve pedir pro atendente liberar pra vc, se for nas conveniências eles não irão fazer pra vc. Na lojinha ja sai com 4g a mil. ::otemo::::otemo::

 

Também na 30º Av existem 2 grandes supermercados, um Walmart e outro chamado Mega. No inicio eu só ia no Walmart achando que era melhor, mas o outro no fim achei muito melhor. Como são próximos vc pode ir conhecer os dois. Aqui vale relembrar que nos supermercados de lá vc comprar muitos dos souvenir que vendem nas lojinhas, os mesmos, mas por menos da metade do preço. Compramos muita coisa, de essência de baunilha a bolsa e chinelo.

 

Também comprei uma caixa de isopor, uma bolsinha termina pequena com alça, cerveja e gelo. Pode parecer feio fazer isso viajando, mas acredite, é super comum e barato. Só como coparação, cheguei a pagar em uma Corona R$ 15,00 em uma praia, e no Walmart comprava 12 Corona por R$ 20,00 mais ou menos. O gelo custava em torno de R$ 3,00 e a caixa de isopor custou R$ 18,00. Como eu gosto de uma cervejinha valeu muito a pena.

No walmart tb comprábamos nosso café da manhã pro dia seguinte, pão, manteiga, presunto, queijo, geleia, não gastava nem R$ 20,00 e comíamos muito bem.

 

 

Walmart

280216_MD_beers2.jpg;w=630

 

 

Mega

Playa-del-Carmen-travel-guide-Mega-Grocery-Store.jpg

 

Este dia foi basicamente isto, deu pra passar boas dicas do que aprendemos nesse inicio de viagem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

4º Dia - Chichen Itza 20/04/2017

 

Como a previsão não era das melhores, resolvi que iriamos pra Chichen Itza, pois caso estivesse nublado seria um dos passeios possíveis de fazer pra não perder mais um dia da viagem. No dia anterior ainda a noite fui ver os preços dos pacotes e me assustei, U$$ 77,00 por pessoa o transfer até Chichen Itza, Cenote Ik-kil, entradas e um almoço, que pelos comentários que li na internet era péssimo.

Resolvi cotar o aluguel de um carro, que me custou U$$ 50,00. Além deste valor gastei em torno de R$ 120,00 de pedágios ida e volta pela Carretera 180D (existe uma opção paralela, mas achei em muita má condição). Fazendo por conta cheguei a economizar um pouco, alem de ter me sentido realmente no México, dirigindo por la, parando onde queria e ficando onde queríamos, eu pagaria até a mais. Gastei R$ 85,00 de gasolina pra este dia.

Li muitos relatos desencorajando a alugar carro lá, porém minha impressão foi totalmente oposta, achei os policiais muito solicitos quando perguntava algo inclusive, porém vale ressaltar pra andar na linha, cuidar com bebidas, velocidade, com certeza vc não terá problema nenhum.

 

O sítio arqueológico de Chichen Itza é muito legal, realmente diferente do que somos acostumados e é um dos passeios imperdíveis de quem viaja pra aquela região. O que estraga um pouco é a quantidade absurda de turistas e vendedores de artesanato. Como fomos de carro chegamos razoavelmente sedo e pegamos ainda um pouco vazio, mas logo estava lotado de turistas. Não vou entrar em detalhes sobre o local pois minha intenção e relatar mais a viagem mesmo.

 

34200266950_b37caa5f55_k.jpg

 

Saindo de lá tocamos pro cenote Ik-kil que fica 3km a frente da entrada do Chichen Itza. O cenote é surreal, lindo lindo, porém novamente centenas de turistas estragavam um pouco, não consegui tirar nenhuma foto legal como queria.

A Agua do cenote é um verde escuto e um pouco gelada, mas valeu muito a pena ter mergulhado nele, vc tem uma visão bem privilegiada e uma sensação super diferente, tem que fazer.

 

 

No retorno para PDC entramos na cidade de Valladolid, tem uma arquitetura pré colombiana, uma igreja e alguns casarões muito bonitos, mas não achei uma obrigação entrar na cidade, se não tiver muito tempo pode tocar embora sem problema.

 

Resumindo, pra chegar em Chichen Itza de carro não precisa nem GPS, é super fácil e tranquilo, eu recomendo muito ir por conta neste passeio.

 

Este dia se encerrou comendo uma pizza e uma Sol Mexicana pra comemorar o primeiro dia aproveitado da viagem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

5º Dia - Cozumel 21/04/2017

 

Neste dia, já com o tempo aberto de vez, resolvemos em cima da hora ir conhecer Cozumel. Fomos a pé desde nosso hotel, cerca de 10 min caminhando e compramos nossos tickets no local, não lembro o valor exato, mas acho que foi em torno de U$$ 60,00 dolares pros dois.

O proprio ferry ja é um passeio, cerca de 1 hora apreciando aquele mar incrível. Chegando em Cozumel vc se assusta com a quantidade de Transatlanticos ancorados simultaneamente, realmente estão muito a frente em questão de turismo naquela região, tudo funciona muito bem. Como minha namorada não gosta muito de mergulhar, não optei por fazer mergulho, então alugamos um Jeep pra circular e conhecer melhor a ilha. Pagamos U$$ 70,00 pelo carro.

Seguimos em direção ao sul da ilha, passando por diversas paisagens lindas. Também existem muitos beach clubs com ótimas praias, onde a entrada é gratuita, caso vc queira uma espreguiçadeira basta consumir alguma coisa do beach club. Seguimos um pouco mais e de repente começou a se formar uma tempestade, como o Jeep era aberto dos lados resolvi retornar. Chegando no centro novamente, olhamos pra trás e a tempestade havia passado, então resolvemos cruzar por uma avenida bem no centro da ilha que cruza ela pro lado Leste. Neste dia batemos muitas fotos legais e conhecemos a ilha de ponta a ponta, confesso que fiquei na hora triste por não ter mergulhado naquele paraíso, mas minha tristeza acabou no dia seguinte.

 

Retornamos a PDC la pelas 18:30, pegamos um lindo por do sol.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

6º Dia - Tulum 22/04/2017

 

Este seria nosso quarto e ultimo dia em PDC, então logo sedo saí pra alugar outro carro, deste vez um Volks Vento (Nosso Bora, mas modelo novo), pois precisava de um carro com porta malas pra ja levar nossas malas. Este dia foi muito vantajoso sair com o carro, visto que economizamos com o transfer pra Tulum e também economizando também com o Transfer pra Cancun, pois combinei um valor fixo pra devolver o carro em Cancun.

 

Saímos de PDC por volta das 8:00 hrs e seguimos pela Carretera Cancun-Tulum. O caminho é super fácil e tranquilo, muito bem sinalizado, nem liguei o GPS. Cerca de 1 hr depois chegamos em Tulum. A entrada do parque ja é sinalizada desde a rodovia e fica a poucos metros em uma entrada bem identificada, não tem como errar.

 

Eram por volta das 9:30 e o estacionamento estava relativamente vazio. No local existem alguns guichês de informações muito úteis. Apesar de os guias também venderem passeios, não me senti forçado a comprar nada e por este motivo acabei comprando um passei que incluía a entrada ao parque e um passeio de barco para ver as ruínas desde o mar, com um guia explicando sobre o sítio arqueológico. O passeio ainda compreendia um mergulho na barreia de corais que fica relativamente próxima da praia e que foi o ápice deste dia. Custou U$$29,00 por pessoa.

 

Inicialmente entramos no sitio e devagar fomos apreciando tudo, fotos e mais fotos...

 

34423935152_712f8a2252_k.jpg

 

Com um mapa fornecido pelo guia, seguimos em direção a tal da Playa Maya. O que não foi dito era que a entrada para a praia ficava a cerca de 20 min caminhando debaixo de uma torreira de sol de matar. Não estávamos muito animados e nos sentindo enganados até que thãram, surge a praia com aquele degrade de azuis que encheram nossos olhos.

 

34544694856_63a21a6d84_c.jpg

 

 

O mergulho com Snorkel na barreia durou apenas uns 45 min, porem suficiente pra ficar maluco de tanta beleza. Haviam muitas tartarugas, raias, barracudas e diversos peixinhos coloridos. A transparência da agua foi a maior de tudo que conhecemos, fácil fácil chegava a 20 metros ou mais.

 

Saímos de lá realizados, até minha esposa que não gosta muito de mergulho saiu super feliz, realmente valeu a pena ter ido até lá. Por volta das 15:30 hrs saímos em direção a Akumal, porém um guia nos indicou um passeio a um Cenote da região (queríamos ter ido ao Dos Ojos) mas não vi recomendações pra ir nele caso vc não mergulhe e pegue um guia pra atravessar entre Os Ojos. Este cenote indicado era bem próximo de Akumal, o que ajudou na escolha, se chama Aktun Chen. Entramos na porteira onde tinha a placa e andamos uns 10 min. Quando chegamos lá ja eram 16:00 e o parque fechava as 17:00. Tentei um desconto pois só queríamos entrar pra bater umas fotos e conhecer e tal, mas não quiseram dar desconto (e era bem caro a entrada, pois era tipo um parque), resolvemos abortar e seguimos pra akumal.

 

Em Akumal deixei o carro no estacionamento e fomos para a praia, que por sinal cheia de Sargaços e muitas famílias mexicanas. Entrei na agua com meu snorkel mas a visibilidade estava muito ruim, parecia ter uma poeira na agua. Como ja havia visto as tartarugas no mergulho anterior tocamos embora.

Ainda no caminho pra Cancun, entramos novamente em PDC pra pegar nossas roupas na lavanderia e passar no Walmart pra reabastecer os suprimentos. kkkkkk

 

Chegamos em Cancun ja a noite e quando entramos na zona hoteleira nosso queixo caiu no chão, o que é aquilo??? Uma mini Las Vegas pra dizer o mínimo. Ficamos encantados com a suntuosidade de tudo. Fomos passando devagarinho e olhando aqueles mega hotéis que não sairão mais da cabeça, até que chegamos ao Km 9 onde ficava nosso hotel e tb o centrinho de Cancun pode-se dizer assim, ou ao menos onde ficam as baladas.

 

Ficamos hospedados no hotel Krystal Cancun, que foi um dos melhores custo/beneficio que consegui. Ele já é um hotel antigo, porém reformado. O hall do hotel e atendimento na chegada te surpreende, porém os quartos possuem um cheiro forte de mofo/ar condicionado velho. Pegamos um quarto no segundo andar, abrimos nossa sacada e apesar de ser noite e não conseguir ver nada, aquela brisa do mar e o som do mar nos cativou.

 

Deixei minha esposa no hotel e aqui se passou um fato. Fui na locadora devolver o carro, porém faltavam 10 min pra fechar e eu ainda tinha que completar o tanque. Sem conhecer ainda a região, saí meio desorientado atrás de um posto e acabei fazendo uma burrice, retornando em um local proibido (mas não tinha placas). De cara um carro da policia me abordou e uma Policial mexicana veio no vidro me enchendo. Mantive a calma e disse que não havia placa, ela então me deu mil explicações e queria levar minha carteira como garantia da multa, mas que se eu pagasse diretamente pra ela sem recibo eu seria liberado. kkkkkk Falei que não tinha muito dinheiro (ela me mediu 1200 pesos, em torno e 80 dólares). Então fui puxar dinheiro e saiu U$$ 20,00 da carteira, que ela arrancou da minha mão e saiu sem nem me olhar mais. Mesmo tendo ocorrido este fato não me arrependo de ter alugado carro no méxico, e alugaria novamente. Confesso que depois de 4 dias com carro alugado eu ja havia perdido o medo e estava andando normal sem me preocupar muito o que favoreceu ao erro.

 

Emfim voltando ao hotel, saímos pra caminhar em frente as boates pra sentir o clima e vimos como realmente Cancun e Playa não tem nada a ver uma com a outra, são dois Life styles diferentes. Cancun muito agitada e PDC bem cidade praiana.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

7º Dia - Cancun 23/04/2017

 

Este dia começou sensacional, ainda lembro da sensação incrível da minha esposa me chamando na sacada pra ver o mar. Ainda era sedo, umas 7:30, e quando abri os olhos realmente doeu um pouco em ver aquele azul incrível, juro por Deus. Ficamos um tempo na sacada tomando nosso café e admirando, realmente a praia de Cancun onde estávamos era tudo aquilo que imaginávamos, ou mais.

 

34412933900_0fb70e80d3_z.jpg

33956650644_48af753ec4_c.jpg

 

 

 

Preparamos nossos mantimentos (Digo cervezas) e descemos para pegar um pergolado na praia, ai ocorreu um detalhe ruim do hotel. Chegamos na praia por volta das 8:15, somente metade dos pergolados estavam ocupados, porém nos demais havia igualmente uma toalha seca esticada e uma garrafa de agua sobre ela. Em todas elas havia uma placa escrita que era proibido reservá-las com algum objeto, então ignoramos as garrafinhas e sentamos. Ficamos ali por cerca de 1 hora até que percebemos qual era o esquema. Os hóspedes do hotel, na maioria americanos, davam uma gorjeta para os carinhas do hotel que cuidavam da praia para eles reservarem as camas (o que era proibido), então vimos diversas vezes o pessoal chegando e dizendo que a cama eles estavam usando e o pessoal tendo que sair, o mesmo aconteceu conosco. Fiquei meio puto na hora, mas pra não estragar o dia saímos de boa e fomos pras espreguiçadeiras.

 

33989581683_9bcd37a41f_z.jpg

 

 

 

Curtimos a manhã por lá e a tarde fomos tentar fazer o Parasailling, que segundo informações do hotel o local ideal era a playa tortugas. Fomos até lá, que é a praia onde fica o hotel Rio. Achamos a praia muito feinha, muitos sargaços e como era aberta, estava cheia de gente. É também a praia onde saem os ferryes para Isla Mujeres. Resolvemos abortar por o visual ali não era o mais bonito.

 

Pegamos o bus novamente e fomos até a outra ponta da zona hoteleira, em Playa Delphines, esta sim magnifica. Fomos ver o preço do parasailling lá, mas percebemos que ventava muito e não estava legal, como era caro o passeio, resolvemos deixar pra outro dia. Aproveitamos para fazer algumas fotos no letreiro escrito CANCUN que fica lá, preparem para uma fila de 40 min no sol, mas valeu a pena, são ótimas recordações as fotos lá.

 

34636948252_6511f3d98c_z.jpg

 

 

Voltamos ao hotel e ficamos curtindo o resto do dia relaxando naquele mar que nunca mais iremos esquecer.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por mspriscila
      INFORMAÇÕES GERAIS (2018)
      Visto: dispensa de visto por até 90 dias
      Passaporte: passaporte com pelo menos seis meses de validade
      Vacinas:  não exige vacina de febre amarela
      Quando ir: o ano inteiro; entretanto dez-fev é alta temporada e mar-abr é período de spring break, portanto, fuja dessas datas
      Moeda: peso mexicano MXP ($)
      Idioma oficial: espanhol
      Cod. telefone: +52 (código de Cancun 998)
      Padrão bivolt: 127V
      Tomadas: A, B
        Dica 01: Escolha Playa del Carmen como sua base para a maioria dos passeios, já que eles estão muito mais perto de Playa do que de Cancun.
        Dica 02: Deixe Cancun para o final, apenas para descansar e curtir praia e balada.
        Dica 03: todos os passeios negociados diretamente em Cancun ou Playa foram mais baratos do que aqueles negociados pelos sites de internet, portanto, COMPRE TUDO LÁ.
        PLAYA DEL CARMEM
        Existem ônibus diários, da Empresa Ado, que saem do aeroporto para Playa de Carmem (1h de viagem), a partir das 08:30h até 23:59h por U$10 ou $190.
        Hospede-se na 5a Avenida.
      Playa Del Carmen é base para os passeios em X-caret (fica ao lado), Cenote Rio Secreto (museu de cristal), Tulum, Xel-Há e Cenotes Dos Ojos, todos a 50km, Cozumel (em frente, ferry-boat de hora em hora por 45min), Akumal (40km e point das tartarugas; tempo de passeio: 1,5-3h), ruínas Chichén-Itzá (2,9km).
      Não há necessidade de carro.
      As baladas em Playa ficam na Calle 12 entre a 5a avenida e a praia.
        Restaurante em Playa: Alux
        Como locomover-se em Playa, Cancun ou Tulum:
      Existem VANS para a maioria dos pontos turísticos que custam entre 40 a 45 pesos ou R$7,50 a R$8,00.
      Em Playa, as vans passam na Calle 2, entre as avenidas 15 e 20; em Cancun, as vans ficam no centro urbano (não passam na Zona Hoteleira), na Avenida Tulum com a Avenida Uxmal (no estacionamento do supermercado Mega Comercial Mexicana, em frente ao Terminal da ADO; use a linha de ônibus R1 para ir da Zona Hoteleira até lá); em Tulum é na avenida principal da cidade.
      O caminho do colectivo, saindo de Playa, é mais ou menos o seguinte: Playa del Carmen -> Xcaret -> Xplor -> Praia Paa Mul -> Puerto Aventuras -> Cenote Cristalino -> Cenote Jardín del Éden -> Cenote Azul -> Xpu-Há Beach -> Akumal -> Xel Ha -> Ruinas Tulum -> Tulum (cidade).
        Roteiro dia a dia
      Dia 01: descanso
      Dia 02: Akumal (praia das tartarugas gigantes)
      Pegue uma van e desça em Akumal. Paga-se cerca de $600 (R$119) pesos pela entrada e aluguel do equipamento com guia (snorkel e colete).
            Playa de Akumal Dia 03: Cozumel
      A viagem para Cozumel pode ser realizada de Ferry, que dura cerca de 35min a partir de Playa. As operadoras são:
        Ultramar
      Preço: $390, U$20 ou R$77,00
      Endereço: Terminal Marítima NAVEGA, Av. Benito Juárez, de h em h de 7-22h
        Mexico Water Jets
      Preço: $280, U$15 ou R$55,00, de h em h de 8-20h
        Barcos Caribe
      Preço: $270, U$16 ou R$53, somente de Cozumel-Playa del Carmen
      Obs.: ponto mais famoso para mergulho é a praia de Palancar
      Operadora de mergulho: Blue Magic Scuba; U$79 mergulho com cilindro + U$22 equipamento (7:30/13h) ou U$80 com equipamento comprado no quiosque da 5a Avenida.
        Obs.: Ultramar é a mais confortável.
                  Mergulho em Cozumel Dia 04: X-plo
      Ingresso X-plo: U$152,99 (transporte e alimentação no site do X-plo) ou U$109 com transporte e alimentação comprado no quiosque da 5a Avenida
      Dia 05: cenotes
      Cenote dos Ojos: $550 mergulho com colete e snorkel; fica na estrada entre Playa e Tulum; dá pra ir de van
      Cenote Rio Secreto: U$79 (R$269,00); dá pra ir de van
          Cenote Dos Ojos Dia 06: ruínas
        Tulum
      Horário: 8-16h
      Preço: $70 (R$13)
      Obs.: pode-se ir de van; reserve uma manhã ou uma tarde.
        Chichén-Itzá
      Horário: 8-16h
      Preço: $64 (R$12)
      Obs.: alugue um carro ou pague uma condução específica; reserve um dia, pois fica a cerca de 2h30min de Playa.
            Chichén-Itzá   Dia 07: Cancún MUSA
      O mergulho com cilindro no MUSA custa cerca de U$82 (R$310) e sai às 10:30am.
              Dia 08: Tubarão-baleia
      O mergulho para ver os tubarões-baleia saem tanto das Ilhas Holbox ou Contoy, como da Isla de las Mujeres, todas perto de Cancún.
        Opção de operadora de mergulho: Blue Magic (Cozumel), Phanton Divers, Solo Buceo.
        O mergulho com tubarão-baleia tem duração de 5h e custou cerca de U$165 (R$620) pela Solo Buceo. O passeio saiu às 6:30am.
        Obs.: tudo foi comprado e agendado no próprio hotel, durante a nossa estada.
            Dia 09: Isla de las Mujeres
      Ferry para Isla Las Mujeres: trajeto feito por Ultramar
      Horário: de h em h de 9-17:15h
      Preço: $374 (R$74)
      Endereço: Cancún, Playa Caracol, Blvd.Kukulcán km 9.5, Hotel Zone Dia 10: retorno
      OBSERVAÇÕES DE CANCUN
      Baladas: Cocobongo, Daddy O., Señor Frogs.
      Melhores hoteis: na barra superior do 7 (Dream Sands, Riu Cancún e Riu Palace das America’s).
      PONTOS TURÍSTICOS DE CANCUN
      Paroquia de Cristo Resuscitado
      Museo Maya de Cancún
      Horário: ter-dom de 9-18h
      Preço: $70 (R$14)
      La Isla Shopping Village
      Um shopping a céu aberto, bastante original, nos arredores de uma marina de onde partem vários passeios para ilhas adjacentes. Considerado um dos shoppings com o maior custo-benefício de Cancún, com preços que podem ser comparados aos que são praticados no Brasil.
       
      Publicado em: https://mspriscila1.wixsite.com/meusite/blog/roteiro-cancun-2018-10-dias
    • Por tqueel
      Pessoal agora em agosto viajei para Cancun sozinha, minha primeira viagem. Foi incrivel, lugar maravilhoso, fiz muitos amigos, precisando de dicas eh só mandar!!!
      Complementando o post, eu era mochileira de primeira viagem, segue abaixo relatos de gastos:
      Então eu gastei 5 mil, pq paguei MUITO cara a passagem, pois nela não consegui comprar com antecedência e por medo fiz por agência, desses gastos R$2.500,00 foram de passagem, a única coisa que me arrependo, se fosse hoje eu teria comprado por conta a passagem também, comprei o seguro viagem que ficou em uns R$200,00, então R$2.700,00 foram gastos extras, de passeios deixei um para cada dia, esses são mais caros, pois todos cobrados em dólar. Fiquei em hostel gastei apenas R$300,00 os 9 dias, até pq como nos passeios ficamos o dia todo fora não compensa pagar o resort (ao meu ver), não fiquei na zona hoteleira, mas o acesso do centro foi super fácil e a cidade não para, quando fui para coco bongo e señor frogs voltei de ônibus e de madrugada. No total ficou até o que expliquei R$3.000,00. Os outros R$2.000,00 foram divididos entre passeio, lembrancinhas e alimentação que comprávamos no mercado mesmo, cervejas. Será q agora expliquei bem?! Desculpa!

      Passeios que não faria mais, nadar com os golfinhos, a foto custava acho que mais de $50,00 MUITO CARO e não permitem entrar com câmera!!!! Foi no Xel Ha, alimentação vale a pena, o restante não gostei.
      Amei o cenote, passeio que mais vale a pena!!!!!!!!!
      Fui para Isla de las Mujeres por conta, vale a pena, praias maravilhosas!!!!!!
      Como estava sozinha fiz quase todos os passeios pela agência tio nenê (exceto Isla de las Mujeres), ele é super atencioso e chorando um pouco vc ganha coisas a mais nos passeios e brindes, rsrsrs Inclusive transfer, amei ele!!!
       
      RESSALVA:

      Então eu gastei 5 mil, pq paguei muito cara a passagem, pois nela não consegui comprar com antecedência e por medo fiz por agência, desses gastos R$2.500,00 foram de passagem, a única coisa que me arrependo, se fosse hoje eu teria comprado por conta a passagem também, comprei o seguro viagem que ficou em uns R$200,00, então R$2.700,00 foram gastos extras, de passeios deixei um para cada dia, esses são mais caros, pois todos cobrados em dólar. Fiquei em hostel gastei apenas R$300,00 os 9 dias, até pq como nos passeios ficamos o dia todo fora não compensa pagar o resort (ao meu ver), não fiquei na zona hoteleira, mas o acesso do centro foi super fácil e a cidade não para, quando fui para coco bongo e señor frogs voltei de ônibus e de madrugada. No total ficou até o que expliquei R$3.000,00. Os outros R$2.000,00 foram divididos entre passeio, lembrancinhas e alimentação que compravamos no mercado mesmo. Será q agora expliquei bem?! Desculpa!
       
    • Por Souza Marcio
      Olá, depois de um tempo de acontecido, venho dividir com vocês minha lua de mel em Cancún. A escolha se deu por parte da minha esposa, da minha parte eu iria para Punta Del Este.
      A chegada no aeroporto de Cancún deve ser com atenção, porque você é atacado por pessoas vendendo pacotes de passeio e taxistas igual fosse uma rodoviária grande.
      Dica: tem umas vans que vão para a zona hoteleira com o preço mais barato que os do táxis, igual regime de lotada, encheu partiu. 
      Não vá de táxi, a chance de você ser enganado é alta, melhor opção é a van, porque você vai com mais gente e o caminho é um só, todos vão para zona hoteleira (isso se você for se hospedar lá)
      Pois bem, fomos no mês de Setembro pra lá e todos os sites e dicas que eu pegava dizia que não é uma temporada boa pra viajar pra por causa do período climático de muitas chuvas, demos sorte de não pegar chuvas nem furacões no período que tivemos lá, só um dia que choveu a noite e só, mas na Cidade do México houve um terremoto de grandes proporções que me deixou bastante preocupado, porém conversando com os locais, me informaram que esses eventos em Cancún são basante raros.
      Ficamos hospedado no The Royal Islander.
      Prós: Infraestrutura ótima, funcionários excelentes. Vão faltar palavras pra descrever os pontos positivos, porém não posso deixar de mencionar alguns pontos.
      - Tem um mini mercado dentro do hotel que você pode comprar usando de um saldo calção que deixa na hora do check-in que pode ser usado para tudo o que você comprar dentro do hotel, se não me engano o mínimo que pode deixar é U$100,00 e com esse valor consegui me virar muito bem com itens como: água, lasanha de microondas, souvenires, sucos, biscoitos e os lanches nos restaurantes durante 5 dias. As coisas são muito baratas e o dólar comparado ao peso mexicano faz bastante diferença.
      - O hotel é grande suficiente para ter três restaurantes super bons, tem um restaurante mais chique, outro mais casual e outro para lanches, todos top demais.
      - A limpeza é impecável, jardins muito bem cuidados, o hall de entrada sempre limpo e cheiroso. O custo benefício em se hospedar lá vale muito.
      - Essa rede de hotéis tem a vantagem de te autorizar o trânsito nas partes comuns dos hotéis deles. Há um ônibus que te leva de um hotel a outro e o melhor hotel dos dois hotéis da rede é o The Royal Sands, esse é sacanagem de tão lindo que é, fui lá e tirei uma ondinha na piscina que parece que faz ligação com o mar.
      Contra: Longe do centro urbano, como toda a zona hoteleira. (aproximadamente uns 10 min de ônibus)
      - Café da manhã sem variedade, ainda mais para quem ficou 5 dias, nada que denigra a qualidade do café da manhã.
      The Royal Islander
      .
      The Royal Sands

      Os passeios são bastante comum a todos os visitantes da cidade e não tenho muito a acrescentar.
      Chichén Itzá opte por um passeio que não inclua a parada em tribo local para almoço. O bagulho é longe pra canudo estava um calor fora do comum uma umidade do ar nas alturas, comida ruim, nada pra ver de legal e uma chance de passar mal bem grande, minha esposa e eu estávamos preocupadíssimos um com o outro, se segurando pra não passar mal e não falamos isso pra não nos preocuparmos, tentam te vender todas as pedras dizendo que são energizadas. Pra quem gosta e é adepto de um passe de macumba, tem isso lá de graça. A companhia que fez nosso turismo pra lá foi a 13 Baktun não sei se todas incluem essa parada no roteiro, mas esta sim então fica a dica.

      Isla Mujeres: Vale a pena o passeio, vá até o cais no centro (para quem está no zona hoteleira, os ônibus passam lá 12 a 15 min de viagem. valor do passagem 1 dólar para todos os ônibus)  e pegue um ferry boat, há várias companhias que fazem o trajeto para a isla, veja a que valha mais a pena e bom passeio.
      Dica: Dentro do barco tem várias atrações legais, danças de países latinos, bebida liberada e muito sorriso, nesse trajeto vão te vender passeios na ilha, como andar de carrinho de golfe ou mini bug, esteja sóbrio e atento para escolher e estar ciente de todas as informações. Eu e minha esposa não somos adeptos a bebida alcoolica e passaram a perna em mim, comprei um passeio de mini bug e não me falaram que precisa estar com minha habilitação brasileira para dirigir o bug e eu nem perguntei, pois achava que não precisava e não valeria, mas chegando na ilha me pediram a cnh, quis cancelar o passeio, só que pra cancelar o passeio tem que pagar uma multa e pra dirigir o mini bug tem que pagar uma taxa de seguro, ou seja, te enrolam de todos os lados, se isso foi avisado? Claro que não, paguei a droga do seguro pra dirigir pela ilha.
      Valladolid: Foi uma parada na volta do Chichén Itzá. É uma pequena cidade, do tamanho de um bairro, que é centenária (datada de 1543), do período maia e é reduto de maioria do povo de origem maia. Culturalmente muito rico. Não faça esse passeio aleatoriamente, só se tiver atrelado a Chichén, é muito longe, umas 2 horas de viagem pra ir sozinho.

       
      Cenote: São vários em Yucatán, os roteiros que passam por chichén sempre incluem um cenote qualquer. São cavidades naturais na terra com águas muito profundas, te dão toda o equipamento para nadar no cenote, pagando alguns dólares por isso. (a época que fui foi 10 ou 15 dólares)
       


      Resumindo:  Não voltaria, a cor da água realmente é sacanagem, muito bonito, mas a água do mar é quente e no período que fui muito suja de alga. De bonito é isso e a parte de infra da zona hoteleira que foi construída sob medida pra isso. O centro urbano é precário e feio, achei parecido com a Uruguaiana no RJ rsrsrs. No mais é mais badalado do que realmente é. (minha opinião)
      Diferente do que achei de Barcelona, ahh mas é na Europa, ok. Porém achei que valeu muito mais a pena o investimento, falando financeiramente, gastei um pouco menos em Cancún, algo em torno de R$1,5K a menos, se pudesse colocaria esse valor e voltava pra Barcelona, sem dúvida.

      Leia meu relato sobre Barcelona aqui
       


×
×
  • Criar Novo...