Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Bruno Marinho

África e Ásia- Dubai, Maurícios, Seicheles, Maldivas, Sri Lanka, Tailândia, Cingapura, Vienã, Hongkong, Macau e Shanghai

Posts Recomendados

Depois de algum tempo afastado aqui do Mochileiros, voltamos agora com as dicas desse roteiro que acabamos de fazer. Foram 32 dias de viagem por locais muito exóticos, pelo menos para nós, brasileiros. Fomos para Dubai e de lá voamos para as Ilhas Maurício, onde embarcamos em um cruzeiro que passou por Seicheles, Maldivas, Sri Lanka, Tailândia, Cingapura, Vietnã e Hong Kong, onde desembarcamos (o cruzeiro seguiu até Shanghai, mas preferimos descer em Hong Kong), depois fomos de ferry boat até Macau, pegamos um avião até Shanghai e, já retornando ao Brasil, fizemos uma parada em Dubai e voltamos para casa.

Vou fazer um relato detalhado de todos os lugares, com algumas fotos para ilustrar melhor a nossa aventura.

1. Dubai

A nossa ida para Dubai foi precedida de uma grande dificuldade para conseguir pagar a taxa do visto de turista. Primeiro por causa das datas de antecedência, pois o site nos direcionava para um visto com múltiplas entradas, que custa quase U$ 500,00. Depois desse susto inicial, verificamos que seria ideal pegar dois vistos de 96 horas, que sairia MUITO mais barato, aproximadamente U$ 75,00 cada.

Depois disso, nenhum dos meus cartões de crédito foi aceito. Liguei para o cartão e eles informaram que não seria possível realizar o pagamento por questões técnicas. Pedi ao meu irmão e consegui pagar como dele, do Banco do Brasil. Os meus que não foram aceitos são da Caixa Econômica e American Express.

Metade do problema foi resolvido, pois o visto da segunda passagem só poderia ser tirado com menos de 30 dias de antecedência. Com isso, teve que ser tirado durante a viagem.

Mas blz, conseguimos fazer tudo. Agora vamos a Dubai!!!

O voo foi muito tranquilo. Eu tinha uma grande preocupação de como seria ficar 14 horas dentro de um avião, mas foi muito menos chato do que eu imaginava. A variedade de bons filmes no sistema de entretenimento da Emirates ajudou muito a passar o tempo. A comida servida foi boa em quantidade e qualidade.

Chegamos em Dubai à noite e ficamos impressionados com o aeroporto, pela sua grandiosidade. Passamos tranquilamente pela imigração e pegamos um taxi para o hotel. Muito fácil a comunicação em inglês com eles. Parece que todos falam inglês.

Ficamos hospedados no Ibis, que tem praticamente o mesmo padrão em todo o mundo, mas com uma grande vantagem, o café da manhã, que estava ótimo!!! Muita variedade de comidas, tanto árabes, como de outros lugares do mundo.

Pela manhã saímos logo cedo em um ônibus grátis que passa no hotel, com direção ao Dubai Mall. Lá visitamos o Shopping, que é o maior do mundo e fomos no Burj al Kalifa, que é o maior prédio do mundo.

Tudo realmente impressionante e com preços muito acessíveis.

Depois fomos até a ilha em formato de palmeira, a Jumeirah, onde almoçamos no hotel Atlantis e demos uma volta para ver a grandiosidade do lugar.

Após isso, fomos ao Mall of the Emirates, onde existe uma pista de esqui na neva, gigante, no meio do shopping. Depois voltamos para o hotel para descansar para o voo para Maurícios.

fbaxw3.jpg

 

10f2ex2.jpg

 

28gxpnt.jpg

 

wjgmjr.jpg

 

2dmea20.jpg

 

Em breve seguiremos com os relatos da viagem!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigão, pq vc pagou o visto de turista se voou com a Emirates? A empresa aérea fornece esse documento no próprio site após a compra dos bilhetes. Fiquei com essa dúvida ao ler o seu relato. Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Amigão, pq vc pagou o visto de turista se voou com a Emirates? A empresa aérea fornece esse documento no próprio site após a compra dos bilhetes. Fiquei com essa dúvida ao ler o seu relato. Abraços.

 

O visto é tirando pelo site da Emirates, mas não é gratuito. Pelo menos quando eu comprei a passagem não era gratuito.

Pouco depois surgiu uma promoção de vistos grátis, mas eu não fui contemplado, então tive que pagar mesmo. rsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Prosseguindo com os relatos...

No dia seguinte pegamos o voo em direção a Maurícios. Demos uma sorte absurda, pois fizeram uma promoção para a classe executiva para esse voo, que foi no avião A-380. Pagamos somente mais U$ 300,00 para o upgrade (depois fomos tentar fazer o upgrade nos trechos entre Xangai e Dubai e entre Dubai e Rio, mas aí não foi possível, já que custavam U$ 5.000  e U$ 4.000 respectivamente). O voo foi uma atração à parte. Muito conforto em todos os sentidos. Tenho quase 1,90m e consegui ficar deitado em encostar os pés na poltrona da frente. Comida excelente o tempo todo e ainda tinha um bar no final do avião, onde eram servidos drinks e aperitivos.

O voo transcorreu sem problemas e chegamos em Maurícios, com  clima tropical, mas um calor bem suportável. De lá pegamos um taxi e fomos nos hospedar no hotel, que fica na beira da praia, que tem um mar com várias tonalidades de azul. A vista da varanda era realmente espetacular.

Ali, ficamos somente da manhã deste dia até a noite do dia seguinte. Fizemos um city tour em cada dia. No primeiro dia andamos mais perto do hotel e no centro da ilha. Visitamos algumas fábricas de barcos em miniatura, fomos ver a "Torre Eiffel" de Maurícios e outras atrações pela cidade, além de aproveitar a praia do hotel.

No segundo dia ficamos na praia e fizemos um passeio de barco com mergulho de snorkel, almoçamos e fomos para o navio onde fizemos o checkin. Mas como o navio só zarparia à noite, saímos e fizemos o segundo city tour, só que agora na capital, Port Louis.

 

IMG_0907.JPG

IMG_0922.JPG

IMG_0966.JPG

IMG_0988.JPG

IMG_1020.JPG

IMG_1092.JPG

IMG_1135.JPG

 

IMG_1233.JPG

IMG_1303.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quando voltamos para o cruzeiro no fim do dia fomos conhecer o navio e aproveitar a mordomia a bordo. O cruzeiro teria o seguinte roteiro:

1° dia - embarque em Maurícios

2° dia - navegação

3° dia - navegação

4° dia - Seychelles

5° dia - navegação

6° dia - navegação

7° dia - navegação

8° dia - Maldivas

9° dia - navegação

10° dia - Colombo (Sri Lanka)

11° dia - navegação

12° dia - navegação

13° dia - navegação

14° dia - Pukhet (Tailândia)

15° dia - navegação

16° dia - Singapura

17° dia - navegação

18° dia - navegação

19° dia - Da Nang (Vietnã)

20° dia - navegação

21° dia - Hongkong (desembarcamos aqui em Hongkong, pois queríamos ir a Macau. Contudo, o cruzeiro continuou por mais 3 dias, conforme se segue)

22° dia - navegação

23° dia - navegação

24° dia - Xangai 

Muitas pessoas podem se assustar com a quantidade de dias em um navio, ou os longos trechos de navegação. Mas nós adoramos e achamos até pouco. Um de nossos sonhos é fazer a volta ao mundo de cruzeiro. Muitos pensam que os dias são monótonos. Já eu, acho que monótono é ter que acordar todos os dias e ir para o trabalho durante 11 meses para conseguir um mês de férias e aí sim, realmente viver.

Nossa rotina extenuante no navio é a seguinte: acordar, dar uma caminhada na pista existente no convés. Tomar o café da manhã. Ir para a piscina e depois para a jacuzzi. Depois comer mais alguma fruta e ir para a cabine. Descansar um pouco na cabine. Ler algo ou assistir algum filme. Almoçar. Dormir um pouco depois do almoço. Jogar cartas, ler ou andar mais um pouco. Participar de alguma atividade do navio. Jantar. Assistir algum show ou ouvir música ao vivo em algum dos bares do navio.

Sinceramente sentimos muita falta dessa "rotina" quando o cruzeiro acaba!!!

E o balanço do mar? Já fizemos duas travessias do Brasil pra Europa, sem balançar nada. Um cruzeiro na Europa, também sem balançar nada. Um cruzeiro para o Sul do Brasil, onde balançou demais (esse foi o primeiro que fizemos), outro no Brasil super tranquilo e um na Amazônia, também sem mexer nada. Esse só ficou mexendo demais em um período de umas 30 horas. Não chegou a dar medo, mas incomodou muito. Nada que pudesse derrubar as pessoas ou fazer cair copos ou talheres das mesas, mas foi um balanço contínuo e por muito tempo, o que deu um pouco de dor de cabeça e só. Depois que passou nem lembramos mais disso. E, como eu disse, não foi nada assustador, só chato mesmo.

 O navio Neo Romantica, da Costa Cruzeiros era pequeno, em comparação com outros que já fomos, como o Preziosa, da MSC. A comida era muito boa, mas um pouco repetitiva. Parecia que tinham uns três cardápios que se repetiam sempre. 

Agora vamos seguir com os locais visitados.

Seychelles era um lugar que queria conhecer desde 1998, quando li uma matéria sobre o País na revista Terra. As formações rochosas nas praias parecem que foram feitas à mão, de tão bonitas e detalhadas. A natureza levou milhões de anos fazendo um trabalho impecável.

Como as ilhas são distantes e o tempo de parada era curto, contratamos uma das excursões do navio, que nos levaria às Ilhas de Praslin e La Digue. Pelas fotos vocês vão verificar que valeu cada centavo gasto na excursão.

IMG_1371.JPG

IMG_1397.JPG

IMG_1457.JPG

IMG_1464.JPG

IMG_1470.JPG

IMG_1471.JPG

IMG_1472.JPG

IMG_1476.JPG

IMG_1481.JPG

IMG_1511.JPG

IMG_1543.JPG

IMG_1613.JPG

IMG_1677.JPG

IMG_1685.JPG

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Vini_Borgis
      Galerinha, tudo bem?
      A gente passa por fases da vida que  vamos vendo o tempo passar e alguns sonhos ficando para trás.Como dizia  Eleanos Roosevelt "O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos", então bora lá construir desenvolver os sonhos.
      Estou iniciando um planejamento de um world trip algo entre 12-18 meses, ainda não defini o percuso mais a ídeia é fazer Brazil>Europa>Africa>Asia>Oceania>Hawaii>America do Norte>America do Sul, está tudo bem cru ainda mas boas idéias na mente. Procuro pessoas para trocar informações e idéia, quem sabe achar um parceria de trip
       
      Enfim, um grande abraço á todos


×
×
  • Criar Novo...