Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Entre para seguir isso  
marcelvinicius

Mochileiro tupiniquim = Backpacker?

Posts Recomendados

Criei este topico pra discutir o conceito backpacker, tradicionalmente arraigado no Primeiro Mundo, no qual jovens ja o tornaram estilo de vida. A pergunta visa saber se esse conceito se adapta à realidade do pais ou por aqui ele adquire uma peculiaridade q o torna singular aos demais. Lembrar q td backpacker é mochileiro, mas nem todo mochileiro é backpacker...

Enfim, existe esse conceito aqui?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A variedade de "formas e estilos" de viajar é tão grande que o termo backpacker hoje já não se resume a um único "conceito". Existem centenas de estudos sobre isso nos países que prestam mais atenção a esse "mercado" e as definições variam muito.

 

Há backpackers de finais de semana, de feriados, de férias de 15 dias e de um mês. Há backpackers que não fazem planos, enquanto outros até contratam empresas de consultoria.

 

Talvez o conceito mais aceito, ou o estereótipo mais convencional, seja daquele europeu recém graduado que quer aprender mais sobre o mundo do viu em salas de aula, e então resolve passar 12 meses viajando com uma mochila nas costas por uma região pre-selecionada, com certa liberdade no roteiro, antes de voltar ao seu páis para entrar no mercado de trabalho.

 

Este tipo é para poucos brasileiros, pois a realidade financeira da maioria juntamente com a realidade do mercado de trabalho do país, as barreiras de idiomas e valor da moeda, não sustentam a aventura por tanto tempo.

 

Mas uma coisa é certa:

BACKPACKER = MOCHILEIRO

 

Claro que no Brasil encontramos peculiaridades, e por isso vamos acabar dizendo que são coisas difrentes, mas... no fundo, eles se traduzem mutuamente. Infelizmente o termo em inglês, como quase sempre, ganhou mais "status". E o preconceito com o "Mochileiro Brasileiro" ainda é uma realidade que com o tempo e "desenvolvimento do mercado" tende a se perder.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

de fato, Marcel, o conceito q se faz aqui é justamente o do gringo q vem mochilar por aqui.. mas o proprio termo "backpacker" constitui um alglicismo q se resume exclusivamente à cultura externa, pois o Brasil definitivamente nao possui cultura backpacker, nao no mesmo estilo gringo. Ainda engatinha nesse sentido. E embora backpacker ao pe da letra signifique mochileiro, nao considero backpacker algume q viaja com a mochilinha p/ Sao Tome das Letras, vende incensos e artesanatos, se entope de maconha e emporcalha o ambiente com garrafas de vinho. Nem os grinos considerariam isso parte do mundo backpacker, e muita gente confunde isso.

Dai q eu sempre falo, tem mochileiros e backpackers..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Peraí, tem mochileiros e "mochileiros" né!

 

Alguns desses comportamentos q vc citou acima são de farofeiros, sejam eles com mochila nas costas ou com mala de rodinhas.

 

De qq forma, é um tanto quanto estranho tentar definir um backpacker ou um mochileiro... então, alguém me responde: "O que é ser mochileiro???"

 

Eu sei lá... eu sei que sou uma espécie de "viajante independente", que curte ir pra lugares às vezes não tão convencionais, ou ainda q o destino seja "normal" procuro fugir dos roteiros "comuns", sempre por conta própria e gastando o mínimo possível. Nisso tudo ainda acrescento meu gosto por montanhas e outros ambientes naturais ... não sei se isso é mochilar, sei que é assim que eu viajo. :-)

 

[]´s

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então... esses backpackers/mochileiros/farofeiros que emporcalham determinado local também existem na Australia por exemplo... mas não ouvimos falar deles aqui... eles agem localmente heeehhe

 

mas pior que também existem os que emporcalham o país alheio... em Morro de São Paulo havia uma inglesa com tais comportamentos e que quando o dinheiro acabava durante a baixa temporada ligava para os pais pedindo mais....... pessoas assim não denigrem apenas o estereótipo mochileiro, mas também o hippie

 

bom... no fim são apenas rótulos que deveríamos ignorar ao invés de ficar tentando encontrar padrões para eles (mania acadêmica?)

 

o negócio é viajar com o MÁXIMO respeito possível com o meio ambiente, onde inclue-se as demais pessoas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Concordo com os comentários do Samuel ... também me identifico com o termo "viajante independente".

 

Luis Fernando Verissimo em seu livro "Traçando Roma" tem um capítulo intitulado Mochileiros. Gostei muito deste texto quando o li pela primeira ... aproveito o tópico para dividi-lo com vocês. Ele fala um pouco do "espírito mochileiro" que estamos discutindo aqui.

 

quote:

Mochileiros

 

Veneza começou uma campanha contra os "sacco a pelo" ou mochileiros, turistas, na sua maioria jovens, que dormem dentro dos seus sacos na rua, na estação de trem ou onde der - o que em, Veneza, não inclui embaixo das pontes, claro. O prefeito de Veneza chegou a declarar que só o turista que gasta interessa, e esta categoria obviamente não inclui os "sacco a pelo", que não pagam hotel, não entram em restaurantes, não usam o transporte público e não compram souvenirs. A declaração do prefeito causou uma onda de indignação e para este fim de semana já estava marcada a primeira Festa Internazionale Del Sacco a Pelo em Veneza, organizada pela Federação Juvenil Comunista como um desafio ao elitismo das autoridades locais.

 

Na verdade o único turista digno deste nome é o mochileiro, pois é o que renuncia a tudo pelo simples prazer de viajar.

 

Há turistas que declaram, como uma prova de princípios espartanos e despojamento, que não pedem mais de um hotel do que água corrente e lençóis limpos. O "sacco a pelo" não pede isto - não pede nem hotel. Parte do prazer de chegar a Veneza, para nós, é a perspectiva de comer um misto do mar Adriático. A experiência dele do lugar também é sensorial, só que os sentidos são outros. Ele come a paisagem, sente a dureza do real do chão através do saco de dormir, respira todos os cheiros do relento, que nós, no nosso quarto de hotel, mesmo de uma estrela, nem desconfiamos que existam. Quem quer viajar com o chamado "mínimo conforto", na verdade não quer sair completamente de casa, quer levar um pouco de segurança da casa junto. O mochileiro não gasta porque não tem o que gastar ou porque está no lugar apenas pelo lugar. O mochileiro é o antijaponês que, como se sabe, não viaja: passa pelos lugares, grava tudo em tape e deixa pra viajar quando chegar em casa.

 

Olho com respeito e admiração estes jovens que levam o seu "mínimo conforto" nas costas. Muitos são casais com filhos pequenos, e o filho vai pendurado entre um cantil e uma caneca, feliz da vida. É lógico que cidades como Veneza, que vivem do turismo, e cobram caro do turista pelo privilégio de estar lá, não se interessam por eles. Mas certamente três entre quatro destes "sacco a pelo" voltarão mais tarde, possivelmente com dinheiro pra gastar, e então olharão os jovens da época dormindo no chão e comendo mortadela e se perguntarão como conseguiram fazer isto um dia.


id="quote">
id="quote">

 

Traçando Roma - Luis Fernando Veríssimo e Joaquim da Fonseca - Editora Artes e Ofícios - Porto Alegre, 1993id="size1">

63691.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

quote:Originally posted by marcelvinicius

 

Então... esses backpackers/mochileiros/farofeiros que emporcalham determinado local também existem na Australia por exemplo... mas não ouvimos falar deles aqui... eles agem localmente heeehhe

 

mas pior que também existem os que emporcalham o país alheio... em Morro de São Paulo havia uma inglesa com tais comportamentos e que quando o dinheiro acabava durante a baixa temporada ligava para os pais pedindo mais....... pessoas assim não denigrem apenas o estereótipo mochileiro, mas também o hippie

 

bom... no fim são apenas rótulos que deveríamos ignorar ao invés de ficar tentando encontrar padrões para eles (mania acadêmica?)

 

o negócio é viajar com o MÁXIMO respeito possível com o meio ambiente, onde inclue-se as demais pessoas.


id="quote">
id="quote">

 

concordo, porem aqui a cultura backpacker nao pegou nao somente por aqui ser Terceiro Mundo e sim pelo pessimo habito do brasileiro em rotular - pejorativamente - o mochileiro consciente e coloca-lo no mesmo saco dos farofeiros de plantao.. Se tivesse pego, a consciencia seria outra. Claro, sem contar as limitacoes financeiras do cidadao médio daqui, e da cultura mafiosa (lobby?) q nos obriga a pensar q sem uma agencia de viagens competente vc nao sai do lugar...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mochileiro (ou backpacker, whatever) para mim significa simplesmente aquele que gosta de viajar independente de qualquer horário estipulado, roteiro pré-determinado, dias contados e um grupo organizado. E não necessariamente use uma mochila para viajar, como é o meu caso.

Mas não que toda pessoa que viaje assim seja faroreiro (não mesmo), nem que toda agência de turismo organize só presepadas, que sejam todas destruidoras da natureza, sem consciência alguma dos efeitos que uma excursão possa causar ao meio ambiente. Há casos e casos.

No Brasil, se torna bem mais difícil ser um mochileiro, porque infelizmente não temos meios de transporte (e muito menos estradas, o que é o pior de tudo) que nos possam levar de um lugar ao outro rapidamente, de forma barata e em total segurança. O que acaba caindo diretamente em outro fator importante: tempo!

Mesmo com as passagens áereas mais em conta muito coisa ainda precisa ser feita. Mais albergues para começar, quem sabe.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  



×
×
  • Criar Novo...