Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Arquivado

Este Post foi arquivado e está fechado para novas respostas.

regiscunha

Visa Travel Money - Perguntas e Respostas

Posts Recomendados

Por favor, alguém sabe se as corretoras de câmbio cobram taxa para fazer recargas no cartão VTM?

Pelo que me informei, o Banco do Brasil cobra uma taxa de R$ 40,00 a cada recarga (não tenho certeza se o valor ainda é esse), será que há outras opções de VTM que não cobrem esta taxa?

O cartão VTM é bem aceito na Itália?

 

 

Que eu saiba, apenas o Banco do Brasil cobra pela taxa de recarga nos VTMs, e salvo melhor juízo, os relatos são muito negativos quanto ao VTM oferecido pelo BB. Já li várias reclamações de cartões desse banco que deram problema, que foram engolidos pela máquina de ATM, etc.

 

Quanto aos VTMs oferecidos pelas outras corretoras, tipo Confidence Câmbio, ou os emitidos por outras corretoras através do Banco Rendimento, não há nenhuma taxa de recarga além da cotação da moeda e o IOF.

 

Eu tenho dois VTMs, um da Confidence (Bandeira Master) e outro emitido pelo Bnco Rendimento (Bandeira Visa). Nunca tive problemas com eles e sempre foram bem aceitos, digamos que em 98% dos lugares que eu já usei, inclusive na Itália, desde hoteis a supermercados. Até para retirar bicicleta dos postos de aluguel de bicis espalhados na rua em Londres, pelos totens, eu consegui com o VTM de Bandeira Master, sem ter sido debitada nenhuma caução. Nesse caso específico, o VTM de bandeira Visa não funcionou

 

De resto, só não consegui usar os VTMs em outros dois lugares: nas máquinas de tickets de metrô na Alemanha e em Lisboa. Mas na França, consegui usar tranquilamente para o mesmo fim. Também consegui comprar tíckets de tram e ônibus na Suíça nas máquinas dee rua, e se não me engano, também na Áustria e na Espanha. Na República Tcheca, as máquinas de venda de tickets só aceitam moedas, que eu me lembre, huahua, então, nesse caso, eu tenho certeza que eu sequer pude usá-los.

 

O ideal para não ter problema de aceitação é você obter um VTM que tenha chip, número de 16 dígitos e seu nome impresso. A grande maioria vem com esses três itens, mas parece que os VTMs do BB não tem chip ou nao vem com o nome impresso, algo assim, e por isso, acaba dando vários problemas.

 

Muito obrigado pelas informações criskeune, foram muito esclarecedoras e úteis.

Você sabe se é possível solicitar o cartão VTM on-line ou só presencialmente?

Embora esteja ciente das desvantagens do VTM (e também das vantagens que você bem descreveu), estou considerando seriamente levar um para minha viagem, como uma alternativa para reduzir o montante em espécie e não depender tanto do cartão de crédito. Com a incerteza quanto à situação do câmbio daqui a alguns meses, o cartão de crédito pode gerar surpresas bem desagradáveis no fechamento da fatura.

Compartilhar este post


Link para o post

Por favor, alguém sabe se as corretoras de câmbio cobram taxa para fazer recargas no cartão VTM?

Pelo que me informei, o Banco do Brasil cobra uma taxa de R$ 40,00 a cada recarga (não tenho certeza se o valor ainda é esse), será que há outras opções de VTM que não cobrem esta taxa?

O cartão VTM é bem aceito na Itália?

 

 

 

A cotação do dólar/euro acaba sendo mais alta no VTM. Não existe almoço de graça, as corretoras não cobram taxa, mas aumentam a cotação da moeda quando a compra é no VTM. Em espécie a cotação é menor. Por que você não usa seu cartão para fazer saques? Mais fácil

 

Percebi isso, Rodrigo, a taxa é diluída no valor da cotação (da mesma forma que o IOF também costuma ser incluído na cotação pelas casas de câmbio, mesmo nas operações em espécie). A principal vantagem que vejo no VTM é poder substituir o dinheiro em espécie. Já em relação ao cartão de crédito, se houvesse certeza de câmbio estável ou favorável daqui a alguns meses, optaria somente pelo crédito, mas infelizmente não há. O cartão de crédito é vantajoso se o preço da moeda estrangeira baixar. Já o VTM compensa se ela encarecer depois. Acredito que o uso inteligente de ambos ajude a equilibrar as contas.

Compartilhar este post


Link para o post

Muito obrigado pelas informações criskeune, foram muito esclarecedoras e úteis.

Você sabe se é possível solicitar o cartão VTM on-line ou só presencialmente?

Embora esteja ciente das desvantagens do VTM (e também das vantagens que você bem descreveu), estou considerando seriamente levar um para minha viagem, como uma alternativa para reduzir o montante em espécie e não depender tanto do cartão de crédito. Com a incerteza quanto à situação do câmbio daqui a alguns meses, o cartão de crédito pode gerar surpresas bem desagradáveis no fechamento da fatura.

 

Que eu saiba, dá para fazer o VTM on line, sim. Basta entrar nos sites das corretoras e a grande maioria dela tem a opção de fazer o cartão on-line. Eu fiz presencialmente proque foi conveniente para mim: trabalho na frente de um shopping center que tem pelo menos 3 corretoras de câmbio que emitem esses cartões. A confidence tem lojas presenciais, mas também dá para fazer on-line.

 

Quanto à alegada "diluição" de taxas no VTM, ou de cobrarem mais pela cotação no VTM, não é bem assim. O que deixa o carregamento do VTM mais caro do que o valor da moeda em cash é o fato de que o IOF do VTM foi aumentado para 6,38% há uns dois anos atrás, enquanto qu o IOF da moeda estrangeira em cash foi mantido por um tempo em 0,38% e agora está em 1,1%.

 

Apenas a título de exemplo, em uma corretora aqui de Porto Alegre, a cotação SEM IOF de 1 Euro em cash estava hoje em R$ 3,60, enquanto que 1 Euro em VTM estava em 3,59. Ou seja, a cotação do VTM chega a ser muitas vezes até menor do que em cash, mas o que pesa mais no VTM é o IOF e isso não é de responsabilidade das corretoras, mas sim do Banco Central e da política cambial e tributária.

 

Para falar a verdade, cada método de pagamento tem suas vantagens e desvantagens e a escolha deve passar pelos critérios que a pessoa acha mais adequado. De minha parte, eu não me sinto confortável para usar cartáo de crédito no exterior, justamente pela incerteza e pelo clima de instabilidade política e econômica que impera hoje no Brasil. Nâo há bola de cristal cambial para saber se o câmbio vai estar favorável ou um "terror" no momento da viagem ou do fechamento da fatura.

 

Eu prefiro ter a segurança do câmbio já estabelecido no momento em que eu carreguei o VTM ou comprei a moeda estrangeira e uso o cartão de crédito somente como plano "z", ou eventualmente para pagar despesas já pré estabelecidas (como uma estadia em hotel, por exemplo, que já tem um preço "fixo", diferentemente do que tu precisar para o dia a dia durante a viagem, que pode variar muito de local para local).

 

Mas tem outras pessoas que preferem "arriscar" uma baixa na cotação no momento da viagem e assim quem sabe ter gastos menores com a viagem. Tem gente que também prefer usar o cartão de credito por causa das milhagens, etc. Ou podem ter outros critérios que só um economista ou operador cambial é capaz de saber, kkk

 

Quanto ao saque no exterior pelo cartão de debito, eu nunca usei, porque meu banco é a CEF e o cartão de debito da Caixa não é autorizado no exterior....

Compartilhar este post


Link para o post
Visitante
Este post está impedido de receber novas mensagens


×
×
  • Criar Novo...