Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

BH e Ouro Preto (Corpus Christi 2017) - Sozinha e de ônibus (com fotos).


Posts Recomendados

  • Membros

Dia 04 – 18/06/17

Infelizmente o último dia nessa cidade maravilhosa tinha chegado. Acordei, tomei café com o pessoal e aproveitamos para deixarmos nosso recado na parede do hostel (o Uai hostel tem uma parede cheia de mensagens dos hóspedes, muito legal). De lá partimos para o Mirante do Morro São Sebastião, que é na verdade é só um murinho no meio de uma ladeirona, mas que tem uma vista incrível de Ouro Preto.

Tiramos várias fotos, aproveitamos um pouco mas eu deixei o pessoal lá e fui descendo a cidade porque queria visitar a Matriz da Nossa Senhora do Pilar por dentro, pois só tinha visto por fora nas festas juninas. No caminho passei pela Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, que é a única igreja em forma elíptica de Ouro Preto, e tem uma arquitetura incrível. Li que a visitação é gratuita, mas como não tentei entrar não sei dizer com certeza. Continuei passeando e me “perdendo” pelas ruinhas lindas de lá até chegar na Matriz. Lá a entrada custa R$ 10,00 a inteira e dá direito a visitação à Igreja e ao Museu de Arte Sacra anexo a ela. Vale muito a pena essa visita, até pra quem não é muito fã de igrejas como eu, pois o altar da igreja tem mais de 400 toneladas de ouro, seu interior é deslumbrante (e o museu é interessante também). Uma curiosidade que eu descobri lá é que o interior das igrejas não pode ser fotografado pois as fotos atraem os ladrões de artefatos históricos; aposto que você, assim como eu, pensou que não podia fotografar pois o flash danificava as obras.

Saí de lá com fome e resolvi caçar um restaurante por perto, porque eu queria comer comida mineira e barata e os restaurantes na Visconde de Bobadela estavam carinhos pro meu bolso. Achei um self-service por quilo bem pertinho chamado Restaurante Sabor das Gerais, na rua João B Fortes, 34. A comida era bem gostosa e tinha bastante variedade (embora estivesse um pouquinho fria, mas eu almocei tarde), e eu gastei uns R$ 15,00 e comi bem.  Falando em comida, outra opção boa (acho, me recomendaram, mas eu não provei) e barata é um restaurante/banquinha que fica no centro (Rua Xavier da Veiga, 443) chamado Box Mineiro. Eles também têm delivery e essa é a página do face pra quem quiser experimentar: Box Mineiro Ouro Preto.

Saí de lá e fui subindo as ladeiras (sempre ladeiras) sentido hostel, pois queria explorar a região por aqueles lados que eu não tinha ido muito, pois é o sentido contrário da Praça Tiradentes. Passei em frente ao Uai e continuei seguindo na mesma rua, observando sempre a arquitetura maravilhosa. Passei pela Ponte de Antônio Dias que tem uma pracinha muito linda embaixo, mas eu não sei como se faz pra chegar até ela, e logo em seguida já é a fonte Marília de Dirceu (aloooo tempos de estudo de Literatura no colégio). Ouro Preto tem diversas fontes dessas espalhadas pela cidade, mas elas são apenas decorativas, não me recordo de ver alguma que tinha água realmente. Continuei subindo a Rua Santa Efigênia (e que subida hein, nessa hora achei que eu ia alcançar a mão de deus) até chegar na Igreja Matriz de Santa Efigênia, que segundo a história foi formada por negros – escravos e alforriados. A igreja não estava aberta para visitação, mas foi possível subir as escadas e ter uma vista legal. Nessa parte a cidade já começa a virar um bairro normal, sem todas aquelas construções coloniais lindas; comecei a dar uma volta por ali mas um menino me alertou que não era muito bom eu ficar zanzando sozinha. Não me senti insegura, mas claramente eu estava com aquela cara de monga turista, como não conheço a dinâmica do lugar e já estava começando a escurecer achei melhor seguir o aviso e voltar para o hostel. Passei o restinho do tempo conversando com o pessoal lá e umas 18h20 fui caminhando pra rodoviária pois o meu ônibus saia às 19h. A viagem foi bem tranquila, teve uma parada e eu cheguei na rodoviária do Tietê umas 5h30.

Então amigos mochileiros, fica a dica: visitem Minas, amem aquele estado maravilhoso e vão pra Ouro Preto pois lá é incrível! Eu definitivamente voltarei!

Se alguém tiver alguma dúvida ou precisar de qualquer informação pode perguntar. :)

 

20170618_122216.jpg

20170618_122246.jpg

20170618_133210-PANO.jpg

20170618_140409.jpg

20170618_142240.jpg

20170618_145651.jpg

20170618_145723.jpg

20170618_155609-PANO.jpg

20170618_171456.jpg

20170618_173115.jpg

20170618_173154.jpg

  • Gostei! 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 10 meses depois...
  • 1 ano depois...

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • Por Fora da Zona de Conforto
      Você curte carnaval? Quer saber quais são as melhores cidades no Brasil para curtir o carnaval? O que cada uma delas tem de único? Então você está no lugar certo! 
       

       
      Tem quem acredite que o ano só começa depois do Carnaval. Então, nada melhor do que começar o ano com uma viagem, certo? O Brasil é mundialmente conhecido pelo carnaval e suas festas típicas de fevereiro. Muitos lembram de cara do Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, mas acredite há muito mais para ser explorado durante essa época do ano.
      Afinal, estamos falando de um dos países mais multiculturais do mundo. Então, se você quer descobrir novos ares nesse começo de ano, confira aqui 7 cidades para aproveitar o carnaval no Brasil. 

      Continue lendo: 7 das Melhores Cidades para Aproveitar o Carnaval no Brasil
    • Por GuilhermeMN
      Travessia Serra fina 9/3/2020 saindo de Belo Horizonte de BUSÃO !
    • Por casal100
      Esse relato é dividido em duas partes:
      A primeira foram mais de 900 kms (da página 1 até a 6), trechos de picos, travessias e alguns trechos no entorno de cidades;
      A segunda parte,  mais de 300kms, só teve uma travessia e muitos picos,  começa  na página n° 7.
       
      Vários amigos e familiares nos indagavam sobre nossas travessias, segundo eles, tudo era muito repetitivo(as fotos eram parecidas, repetimos várias vezes os mesmos caminhos, até pela falta de outros. Até tem, mas caminho particular, não faremos  mais). De certa forma eles têm razão, visto que a visão do picos e montanhas não tem comparação com fotos de estradas e, tem um detalhe mais importante: as principais atrações das cidades(tirando algumas) não estão dentro delas, mas nos arredores  (cachoeiras, picos, morros. ..). Nesses 2 meses,  caminhamos mais de 900 quilômetros é quase 10.000 kms de carro. Conhecemos pessoas maravilhosas por onde passamos, experimentamos emoções que nunca tivemos,  comidas deliciosas,  não tivemos nenhum problema mais sério, tudo muito tranquilo.
       
      O BRASIL É SIMPLESMENTE SENSACIONAL! 
      E mais bonito visto de cima. Diante disso e, até para comemorar meus 60 anos de vida (ingressei na melhor idade), neste verão resolvemos fazer algo um pouco diferente : fomos conhecer e rever alguns parques nacionais /estaduais /municipais e privados, subir alguns picos/montanhas  e alguns circuitos desses locais, região de cachoeiras,  e Brumadinho(Inhotim), poderíamos estar no dia do rompimento da barragem,  para nossa sorte desistimos em cima da hora.
      LOCAIS VISITADOS:
      Extrema - Mg (subida as base dos pico do lopo e do lobo)
      Munhoz - Mg(subida ao pico da antenas, caminhos)
      São Bento do Sapucaí - Sp(pedra do baú e roteiro)
      Marmelopolis -Mg(subida ao morro do careca, mirantes, pedra montada, roteiros e subida ao pico Marinzinho)
      Aiuruoca - Mg(subida ao pico do papagaio, matutu, cachoeiras)
      Visconde de Mauá-Rj - (subida a Pedra Selada)
      PN Ibitipoca - Mg (Janela do céu, pico, circuito das águas e grutas)
      São Tomé das Letras - Mg (cachoeiras e roteiros)
      Carrancas - Mg(cachoeiras e circuito serra de carrancas)
      Ouro Preto - Mg (centro histórico e subida ao pico do Itacolomi)
      Mariana-Mg: Bento Rodrigues, local destruído por outro rompimento de barragem da Vale.
      Serra do Cipó - Mg(todos circuitos dentro do parque e travessão)
      Conceição do Mato Dentro - Mg: cachoeira do Tabuleiro  (base e mirante)
      Lapinha da Serra - Mg(subida aos picos da Lapinha e Breu, cachoeira Bicame e Lajeado,  parte travessia Lapinha x Tabuleiro)
      Brumadinho - Mg(Inhotim)
      PN de Itatiaia - parte alta - Mg(base do pico das agulhas Negras e prateleiras, cachoeira Aiuruoca, circuito 5 lagos, subida ao pico do couto)
      Piquete - Sp(subida ao pico dos Marins)
      Infelizmente, por excesso de chuvas, não fizemos os picos do Itaguaré e da Mina( motivação da viagem). Entrou uma frente fria na semana que antecedeu o carnaval, tivemos que abortar por questão de segurança, pois não utilizamos guias e fazemos somente Bate/volta - fica para a próxima.
      As surpresas da viagem:
      Inhotim, Lapinha da Serra e Serra do Cipó. Pois não conhecia nenhuma delas.
      Algumas fotos
      Subida ao pico dos Marins - SP

      Pico do Itacolomi - Ouro Preto - Mg

      Cachoeira Bigame - Lapinha da Serra-Mg

      Subida para pico do Breu e Lapinha - Lapinha da Serra-Mg

      Vista desde o pico da Lapinha

      Cachoeira do espelho - travessão - Serra do Cipó -Mg

      A incrível JANELA DO CÉU 

      flora exuberante



      Cachoeira do Tabuleiro - Mg

      Pico da Bandeira - ES

      Pedra do Altar - Mg

    • Por Matheus Giampaoli
      Estou cogitando fazer uma road trip pelo Brasil (de carro, talvez 4x4), por enquanto estou bem no inicio, ideia surgiu a poucos dias e comecei montar algumas coisas, qualquer ajuda, dica etc e bem vinda (ficar mais/menos dias, preço de hostel, hotel, camping, principais passeios e preços, praias, o que não/fazer em determinada cidade, etc..) (se alguém que fez algo parecido puder me mandar valores, roteiros, passeios dicas etc aceito tb)

      Roteiro que pensei 21 dias 

          1º Dia 7h00
          São Paulo(SP) -> Búzios(RJ)  (já conheço o RJ de cabo frio para baixo)
          11h de viagem - 700km
          2º Dia 
          Passeio por Búzios
          3º Dia (compensa ficar 2 dias por la ou um so e suficiente para conhecer o que dizer ser um dos lugares mais lindos do brasil?)
          Passeio por Búzios
          4º Dia 6h00
          Búzios(RJ) -> Vitória(ES)
          8h de viagem - 500km
          Passeio a tarde/noite por Vitoria
          5º Dia (um dia para conhecer o principal da cidade e suficiente?)
          Passeio por Vitória
          6º Dia 7h00
          Vitória(ES) -> Porto Seguro(BA)
          10h de viagem - 650km
          Passeio a noite por Porto Seguro/Trancoso(BA)
          7º Dia
          Passeio por Porto Seguro/Trancoso(BA)
          8º Dia   
          Passeio por Porto Seguro/Trancoso(BA)
          9º Dia 7:00
          Porto Seguro(BA) -> Salvador(BA)
          10h de viagem - 600km
          10º Dia
          Passeio por Salvador e arredores
          11º Dia
          Passeio por Salvador e arredores
          12º Dia (compensa ficar 3 dias por la ?)
          Passeio por Salvador e arredores
          13º Dia 7:00
          Salvador(BA) -> Chapada Diamantina(BA)
          6h de viagem - 450km
          Passeio durante a tarde Chapada Diamantina
          14º Dia
          Passeio Chapada Diamantina
          15º Dia (sei q a chapada e gigante e 10 dias nao sao suficientes para conhecer tudo, mas sera q em 2 dias dou conta de laguns lugares principais ou seria melhor pensar em mais dias ?)
          Passeio Chapada Diamantina
          16º Dia 6:00
          Chapada Diamantina(BA) -> Montes Claros(MG)
          13h de viagem -> 900km
          17º Dia
          Passeio Montes Claros
          18º Dia 7:00
          Montes Claros(MG) -> Ouro Preto(MG)
          7h de viagem - 550km
          19º Dia
          Passeio por Ouro Preto
          20º Dia 7:00
          Ouro Preto(MG) -> Belo Horizonte(MG)
          2h de viagem - 100km
          Passeio por Belo Horizonte
          21º Dia 7:00
          Belo Horizonte(MG) -> São Paulo (SP)
          8h de viagem - 600km 
       
      Qualquer ajuda e bem vinda galera, vou dar uma procurada pelos tópicos aqui também, se soubrem de algum me mandem o link pf
    • Por Diego Minatel
      Para mim é algo realmente complicado traduzir em palavras os momentos vividos nos dias da minha viagem. Viagem esta que não se traduz num simples mochilão ou turismo de longa duração. Foi o encontro de uma pessoa comum com seu sonho de andar por terras que tanto o inspiraram, terras mãe da esperança, terras de homens e mulheres feitos de histórias e de coração, corações gigantescos. O sentimento que fica depois de quase seis meses na estrada é o de gratidão, do agradecimento as infinitas pessoas que ajudaram esse pobre viajante das mil e uma maneiras possíveis, para vocês meu muito obrigado.

      Foto 1 - A companheira de viagem
      Tinha uma vida igual a tantas outras, era bem razoável por sinal, mas a vontade de caminhar e estar frente a frente com o novo me atormentava todos os dias. Queria conhecer com meus olhos as diferenças, os sotaques, as comidas, as belezas. Desejava não ter pressa, fazer tudo no seu tempo necessário, não estar preso a rotina dos dias e principalmente aprender. Sim, aprender, não com fórmulas prontas e nem sentado dentro de uma sala de aula. Queria aprender com experiências. Queria conhecer pessoas. De alguma forma queria fugir da minha vida cotidiana, não por ela ser ruim, mas pelo desejo de se conhecer e assim, quem sabe, voltar uma pessoa melhor. Quando esse sentimento passou a ser insuportável decidi que tinha que partir.
      Por um ano ajuntei algum dinheiro, queria ficar seis meses na estrada. A grana não era o suficiente, mas suficiente era a minha vontade. Dei um ponto final no trabalho. Abri o mapa e não tinha ideia por onde começar. Decidi não ter um roteiro, apesar de ter muitos lugares em que eu queria estar.
      Assim começa a minha história (poderia ser de qualquer um). O relato está dividido da seguinte forma:
      Parte 1: de Rio Claro ao Vale do Itajaí
      Parte 2: Cânions do Sul
      Parte 3: de Torres a Chuí
      Parte 4: Uruguai
      Parte 5: da região das Missões a Chapecó
      Parte 6: Chapada dos Veadeiros e Brasília
      Parte 7: Chapada dos Guimarães
      Parte 8: Rondônia
      Parte 9: Pelas terras de Chico Mendes, Acre
      Parte 10: Viajando pelo rio Madeira
      Parte 11: de Manaus a Roraima
      Parte 12: Monte Roraima y un poquito de Venezuela
      Parte 13: Viajando pelo rio Amazonas
      Parte 14: Ilha de Marajó e Belém
      Parte 15: São Luis, Lençóis Maranhenses e o delta do Parnaíba
      Parte 16: Serra da Capivara
      Parte 17: Sertão Nordestino
      Parte 18: Jampa, Olinda e São Miguel dos Milagres
      Parte 19: Piranhas, Cânion do Xingó e uma viagem de carro
      Parte 20: Pelourinho
      Parte 21: Chapada Diamantina
      Parte 22: Ouro Preto e São Thomé das Letras
      Parte 23: O retorno e os aprendizados
      O período da viagem é de 01/10/2015 a 20/03/2016. De resto não ficarei apegado nas datas exatas em que ocorreram os relatos que irão vir a seguir, tampouco preocupado em valorar tudo. Espero contribuir com a comunidade que tanto me ajudou e sanar algumas dúvidas dos novos/velhos mochileiros.
×
×
  • Criar Novo...