Ir para conteúdo

Machu Picchu - Bate Papo


LiCo

Posts Recomendados

  • Membros

Eu vou com uma amiga mas chego à noite no sábado em Lima.

Vamos pra Cuzco na manhã de domingo e vamos pra Machu Picchu também no mesmo dia.

voltamos no mesmo período que você citou.Qual hostel vocês vão ficar?

Se quiserem agendar passeios com a gente meu email é [email protected]

 

Até lá!

Luciana

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 4 semanas depois...
  • Respostas 120
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • 1 mês depois...
  • Membros

Olá estou planejando dia 15 de janeiro partir em diração ao Peru .. mais precisamente chegar a machu pichu

nosso meio de transporte sera atravez de carona , caminhada e talvez pequenas viagens a lugares de onibus que saia o mais barato possivel. Em fim não somos os primeiros a fazer isso e tbm naão sera a primeira vez que faremos isso, pois já estive presente em mg, bahia, go, e em alguns lugares do litoral norte.

Claro que iremos com uma quantia "consideravel" de dinheiro, em torno de R$500,00. Gostaria de saber se alguem já foi em taiz condições ,dessa maneiro, para que possa auxiliar e informar facilidades e beneficios no qual uma podemos vir a nos encontrar. Obrigado

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 mês depois...
  • Membros
Vander, que aventura hein cara??? Final de trilha e acontece isso??? Deu medo??? Fala p/ gente!!!!! hehehehe

 

Oi,

 

Na segunda noite começou a chover ás seis da tarde e seguiu sem parar até amanhecer o dia. Estavámos no acampamento perto de um posto de controle do governo e vi quando chamaram um de nossos guias para ir no Posto de Cotrole. Logo depois os guias chamaram todos do grupo e informaram que o Posto de Controle ao lado tinha sido avisado por rádio que choveu muito na parte final antes de Machu Picchu e que ocorreram deslizamentos lá, tornando a trilha insegura. Diante disso fomos informados que seguiriamos até o último acampamento no dia seguinte, pernoitariamos lá e na manhã seguinte desceriamos até Águas Calientes para pegar o ônibus até Machu Picchu. Foi uma desolação total, mas logo todos se conformaram e entenderam que era para o nosso bem, para nossa segurança. Tinha chovido muito mesmo e descer a montanha e seguir pelo trilho do trem até Águas Calientes, era mais tempo de caminhada do que percorrer os últimos 8 km de Trilha Inca. Então sabiamos que não estavámos sendo enganados, pois não tinha lógica caminhar mais se não fosse pela nossa segurança. E pra piorar choveu praticamente o dia todo no último dia de Trilha e a última noite também.

 

Na manhã seguinte levantamos ás 3h30min pra descer a montanha e seguimos depois caminhando ao lado dos trilhos do trem. Voltou a chover muito e dava pra ver pelo caminho ao lado dos trilhos, pedras que tinham caído do morro naquela noite. Chegando em Águas Calientes encontrei por acaso, no meio da rua, o meu irmão. Ele tinha ido ao Peru depois de mim e como não gosta de caminhar, foi direto até Águas Calientes para pegar o ônibus. Meu irmão contou que ali tinha chovido a noite toda e que tinha ocorrido até um pequeno tremor de terra. Diante de tudo isso fiquei conformado em não ter feito toda a Trilha Inca. Fiz 90% da trilha, peguei dois dias de sol, então não dava pra reclamar, principalmente pq eu sabia que janeiro é época de chuvas por lá. Subimos até Machu Picchu e depois de uma hora e meia lá, começou a chover e não parou mais. Mesmo assim foi muito bom tudo o que vi, fiz e ás muitas pessoas que conheci.

 

Voltando para Cuzco perguntei em duas agências de turismo que vendem pacotes pra Trilha Inca, sobre o estado da Trilha. Informaram que está tudo bem, que ela está toda aberta. Mas desconfio de tal informação, pois o pessoal das agências não vai dizer que parte da Trilha está fechada, pois podem perder vendas. Ainda na trilha conversei com duas pessoas do governo peruano, que fazem o controle da trilha e me disseram que a mesma ficará fechada em sua parte final até meados ou final de março, para manutenção. Então não sei em quem acreditar, se no pessoal do governo ou no pessoal das agências. Acredito mais no pessoal do governo, pois eles não tem motivos pra mentir. Já o pessoal das agências tem, para não perder vendas. Pra eles é melhor dizer que está tudo bem, vender o pacote para a trilha e lá em cima a pessoa que comprou descobrir que a parte final está bloqueada, do que dizerem que a parte final está fechada e o comprador desistir da compra por esse motivo.

 

abraço,

 

Vander

 

 

Obrigado pelo relato, amigo, foi muito útil, já que pretendo (pretendia?...) fazer a trilha no dia 02 de março... agora já não sei.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

POis eh Marco, imagine sim, aconteceu comigo.... e com trilha reservada e tudo mais.... mas, to me preparando para ir esse ano e conhecer MP, passei na entrada de Águas Calientes e senti só o cheiro de MP, mas mesmo assim foi muito show minha trip....

 

Vou olhar com o Humberto para você Marco, esses dias não me contactou pelo MSN ainda e e-mail, então te aviso aí sobre a trilha. Falo com ele que vc está esperando retorno dele.

 

"Acredito mais no pessoal do governo, pois eles não tem motivos pra mentir. Já o pessoal das agências tem, para não perder vendas. Pra eles é melhor dizer que está tudo bem, vender o pacote para a trilha e lá em cima a pessoa que comprou descobrir que a parte final está bloqueada, do que dizerem que a parte final está fechada e o comprador desistir da compra por esse motivo."

 

Vander, isso é assim mesmo brodi, típico de Peruano e Boliviano.....hehehe, tem que ficar na cola e na pressão em cima deles se for o caso na policia de turismo e registrar ocorrencia, assim a Policia vai na agencia e determina devolucao de grana e tudo mais..... eh fogo cara!! Bota o relato lá com os detalhes, isso ajuda todo mundo de uma só vez cara....

 

 

No mais, Abrs a todos!!!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

ALELUIA!

 

Leiam estas duas notícias:

 

http://correoperu.pe/correo/nota.php?txtEdi_id=4&txtSecci_parent=&txtSecci_id=100&txtNota_id=543722 (01/02/2011) -- essa é a mais recente

 

http://www.peru.com/noticias/regional20110112/134990/Cusco-Restablecen-Camino-Inca-tras-derrumbe (12/01/2011) -- não sei se se refere ao acidente da viagem do Vander.

 

Enfim, parece que o problema já foi contornado ou está em vias de ser.

 

Uma das notícias fala que o deslizamento matou uma turista argentina e um guia peruano.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Moraes, essa noticia da morte da turista argentina foi no ano passado quando as águas devastaram Aguas Calientes e boa parte de Cusco.... eu fiquei a todo momento lendo, pesquisando sobre as possibilidades de retomar o turismo por lá até a data de minha trilhka, mas Infelizmente, não foi daquela vez....triste, muito triste....

 

Vi que estas noticias falam em 12 de janeiro..... deve ter mais atualizadas aqui: http://correoperu.pe/correo/nota.php?txtEdi_id=24&txtSecci_parent=0&txtSecci_id=69&txtNota_id=540803

 

Na verdade no link acima fala sobre o fechamento da trilha no mês de fevereiro para manutenção do parque. Fiquem atentos a quem comprar pacotes da trilha para o mes de fevereiro viu povo?

 

EXTRA!!! ** Aqui fala sobre o deslizamento desses ultimos dias: http://elcomercio.pe/peru/707206/noticia-via-alterna-machu-picchu-sigue-interrumpida-segundo-dia-seguido

 

Aqui no lilnk da ANDINA (jornal Peruano): http://www.andina.com.pe/Espanol/Noticia.aspx?id=lniO8FNREnE=

 

Fiquem de olho nos jornais pessoal.....

 

Abrs

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Mais notícias:

 

http://www.andina.com.pe/Espanol/Noticia.aspx?Id=uYQY5hy84g4=

 

http://www.aeronoticias.com.pe/noticiero/index.php?option=com_content&view=article&id=15765:evaluaran-danos-tras-deslizamiento-en-los-caminos-del-inca-&catid=47:47&Itemid=201

 

http://www.rpp.com.pe/2011-01-28-cerraran-camino-inca-en-febrero-para-labores-de-conservacion-y-mantenimiento-noticia_331562.html

 

De fato, a notícia do acidente com a argentina se refere a acontecimentos de janeiro de 2010. Mas, por outro lado, a notícia da "Aeronoticias" se refere a algo acontecido em janeiro de 2011, já que se refere à última terça anterior ao dia 17/01, data da publicação da notícia:

 

" Evaluaran daños tras deslizamiento en los Caminos del Inca

Lunes 17 de Enero de 2011 16:15 Oscar Guerrero

[...]

El primer derrumbe se produjo el último martes. Un día después se rehabilitó el pase a visitantes, gracias a los trabajos efectuados por la Dirección Regional de Cultura y el Servicio Nacional de Áreas Naturales Protegidas por el Estado.

El segundo deslizamiento ocurrió la mañana del sábado a 500 metros del puesto de control de Wiñaywayna. Hoy el pase es normal, luego de las acciones de rehabilitación ejecutadas, indicó."

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por leocaetano
      [align=justify]Relato de viagem de um mochilão pelo Peru. Foi minha terceira viagem para fora do Brasil e, como nas outras anteriores, fui sozinho. Passei 19 dias em território peruano e, pela primeira vez, não alterei o tempo de viagem! Valeu muito a pena, mas só não voltei alguns dias antes porque a TAM complicou um pouco para trocar as passagens.
       
      Para a viagem, fui com tudo planejado. Planejei quais atrações e locais que iria visitar na viagem, quantos dias passar em cada um, onde me hospedar, quanto gastar com alimentação, passeios e transporte e uma pequena margem para alterar uma coisas ou outra durante a viagem. Isso teria funcionado melhor se tivesse começado a viagem por Machu Picchu, mas devido a falta de vagas pra fazer a trilha alguns dias antes, não foi possível.
       
      Todos os valores estão expressos em nuevos soles, salvo quando houver o R, de reais, na frente do cifrão ou US, significando dólares norte-americanos. Na época da viagem, UM real equivalia a cerca de 1,62 nuevos soles e cerca de 0,59 dólares norte-americanos.
       
      Agradeço aos amigos e conhecidos que ajudaram, principalmente à galera aqui do Mochileiros![/align]
    • Por Paulonishi
      Episódio 1: A Preparação
      Depois de tantos anos, muitos lugares visitados, experiências maravilhosas, resolvi tirar um tempo pra organizar as minhas memórias e contar sobre a maior e mais marcante aventura que já vivi: a primeira viagem ao Peru! 
      Ela foi planejada nos mínimos detalhes e cheia de expectativa…
      Afinal de contas, era pra um destino que sempre sonhei: Machu Picchu. 

      Quer saber como foi essa jornada inesquecível e acompanhar todos os detalhes?
      Eu sou @Paulonishi e esta é a história de uma aventura inesquecível: a primeira viagem ao Peru! 
      Neste capítulo vou falar de toda a preparação para essa façanha, desde a compra das passagens e todas as etapas do planejamento… tudo isso pra ajudar e até inspirar a quem quiser saber como montar a sua viagem para o Peru.
      E se puder ajudar, deixe o seu comentário ou perguntas sobre o assunto....
      Vamos lá?

      Apesar de ter sido em 2016, ainda a considero como a mais desafiadora que já fiz, não só por ter sido o primeiro mochilão no exterior, mas pela complexidade envolvida....
      Eu costumo dizer que a distância entre o sonho e a realidade é o planejamento que precisa ser feito para realizá-lo… Tudo precisa ser levado em conta e friamente calculado…  E não poderia ser diferente nesse caso né?
      Bom, eu não tinha dinheiro sobrando… atravessava uma verdadeira tempestade na minha vida pessoal, com uma separação complicada, mudança de cidade e trabalho… Esse era o meu quadro pessoal no final de 2015. Mas no início de 2016 prometi para mim mesmo que tudo mudaria e que me reergueria e faria a tão sonhada viagem. 
      E esse foi realmente o começo de tudo!
      Comecei a pesquisar tudo sobre o Peru, fazendo uma verdadeira imersão na sua cultura e principalmente na história, além de começar a estudar espanhol pela internet… tudo de graça!
      Procurei fazer pesquisas de passagens aéreas em promoção… só aguardando a oportunidade… e ela chegou em abril!
      Sempre busquei fazer todos os meus gastos no cartão de crédito pra acumular milhas e com isso já vinha acumulado uma boa quantidade delas até então… Às vezes tinha que trocar por uns eletrônicos pra evitar perder quando estavam vencendo... E foi aí que teve uma megapromoção da LATAM (LATÃO ), para transferência de milhas pro programa de fidelidade Multiplus (hoje LATAMPASS), onde consegui mais do que dobrar a quantidade de milhas que eu tinha e que estavam pra vencer!… Agora sim já poderia pegar essas milhas e trocar por passagens aéreas…Então a busca começou. 
      Fiquei por dias fazendo a simulação de passagens saindo de Florianópolis com destino ao Peru, mas a quantidade de milha era muito alta. Até dava pra trocar, mas resolvi esperar um pouco mais... Aí, numa das noites seguintes, consegui encaixar um intervalo de 18 dias, entre a saída do Brasil e o retorno. Chegaria em Lima no mesmo dia da partida, no dia 7 de outubro e estaria de volta em Florianópolis no dia 24 de outubro. Dias para aproveitar mesmo seriam 14. O resto perderia nos voos e conexões. 
      Agora sim, consegui as passagens aéreas eliminando o maior custo da viagem, praticamente de graça, e mesmo assim sobraram muitas milhas, que usaria pra viajar no ano seguinte.
      Com as datas já definidas, era só trabalhar no roteiro e no planejamento completo da viagem!
      A maior motivação em ir pro Peru sempre foi a de conhecer Machu Picchu... mas como sempre costumo fazer, não iria só pra conhecer esse lugar.  Procurei aproveitar a oportunidade pra otimizar a viagem e conhecer a melhores atrações no caminho entre Lima e Cusco, que percorrendo o caminho de ônibus. 
      A base de todo o roteiro foi o Google Maps. Consultava o mapa, via as atrações em potencial e ia marcando como favoritas… aí, partia pra pesquisar na internet, principalmente no site Mochileiros.com e no youtube, pegando as dicas do lugar: tipo se era realmente bom, o que tinha pra se ver e fazer, como chegar, os custos de ingressos e transportes… 
      E os valores que eu ia levantando já anotava na minha planilha de gastos.
      Assim, fui completando o roteiro e buscando agora os horários dos ônibus pra ver se dava pra conciliar o deslocamento e também as possíveis hospedagens. Resolvi escolher a empresa Cruz del Sur, pelas recomendações de outros viajantes no Mochileiros e também por ter linhas para todos os destinos do meu roteiro. 
      Apesar de ser mais cara, resolvi optar pela segurança. O site dela é bem completo e consegui excelentes descontos em promoções com compra antecipada. Assim, já comprei as passagens de ônibus no cartão ainda no Brasil e mesmo que pagando o IOF de 6,28% e a conversão do dólar, a economia foi de mais de 50% no valor normal… Porém, não permitia a troca e nem o reembolso da passagem em caso de necessidade… Mas é o custo da oportunidade!
       
      Depois disso, com os lugares mapeados e as passagens de ônibus compradas, me concentrei nas hospedagens, fazendo buscas entre o booking e o airbnb. Novamente, a busca foi baseada no Google Maps, levando em conta a localização do hostel, a distância da rodoviária pra evitar pagar táxi, se tinha café da manhã, avaliações positivas e é claro, o preço.  Outra coisa bem legal pra se olhar é se tem cozinha compartilhada, pra poder fazer uma comida à noite e economizar um pouco mais. Visto tudo isso, já fui fazendo as reservas, mas sem ter que pagar nada antecipadamente… Só quando chegasse pagaria em dinheiro… Lá não aceitavam cartões ou cobravam uma taxa muito alta e não compensava.
      Tirando as passagens de ônibus, a única coisa que comprei antecipado foi o acesso à Machu Picchu, porque tem um limite diário de visitantes. Esse detalhe é essencial e deve ser muito bem observado! Por isso ter certinho a data de ir é tão importante, principalmente agora que também ter que escolher se vai ser no período da manhã ou da tarde! 
      Para não correr nenhum risco, fiz a compra para garantir que no dia 21 de outubro pudesse conhecer o local… Melhor do que contar com a sorte! Imagina só chegar lá em Machu Picchu e não poder entrar por estar lotado… Parece incrível, mas eu vi acontecer lá… O custo do ingresso foi de 133 nuevos soles, aproximadamente 39 dólares.
      Como viajar MAIS gastando POUCO!
      O roteiro ficou o seguinte:
      07/10 - Florianópolis x Guarulhos x Lima .
      08 a 10 - Lima
      11/10 - Lima x Ica
      12/10 - passeios em Paracas
      13/10 - Viagem a Nasca e sobrevoo
      14/10 - Arequipa
      15/10 - Vale do Colca
      16/10 - Arequipa x Cusco
      17/10 - Cusco
      18/10 - Trilha Salkantay
      21/10 - Machu Picchu
      22/10 - Cusco x Lima
      23/10 -Lima x Guarulhos
      24/10 - Guarulhos x Florianópolis
      O maior desafio da viagem seria a trilha Salkantay, uma trilha inca em grande altitude, chegando a mais de 4200 metros, percorrida por entre as montanhas mais sagradas da região de Cusco e com o final em Machu Picchu, com o diferencial que não precisa de guia e nenhuma taxa pra pagar. A previsão mais otimista de terminar a trilha era de 3 dias, segundo os relatos que encontrei.


      Assim, durante essa viagem, enfrentaria vários climas e uma grande variação de altitude, aumentando de intensidade bem na parte final da viagem.
      Para tudo isso, resolvi comprar uma boa mochila de 60 litros da Trilhas e Rumos… Achei um bom tamanho pra levar tudo e também era bem resistente e com várias regulagens nas alças pra deixar bem confortável mesmo quando cheia.
      Tive que comprar também roupas adequadas ao calor e ao frio. Pra isso, passei na Decathlon e comprei 3 camisas de manga comprida com proteção solar, uma calça e jaqueta impermeáveis e também calça e blusas térmicas, além de uma toalha de microfibra que seca bem rapidinho… E isso fez diferença, porque na maioria dos hostels não forneceram toalha de banho. 
      Na internet, comprei ainda um par de bastões de caminhada e 2 power banks. Separei para levar um par de tênis, chinelos, botas de cano médio impermeável, luvas, cachecol, gorro, boné e chapéu, além de uma série de câmeras fotográficas, gopro, celular e um tripé… 
      Pra a viagem, comprei dólares no câmbio de R$3,42… ô saudade desse valor! 
      Levei um total de $400 dólares só pra garantir, além do cartão de crédito internacional por segurança.
      Agora, com tudo reunido, roteiro pronto e planejamento completo, estava tudo pronto para iniciar a épica aventura… 
      Mas isso é assunto para o próximo capítulo!
      Espero você na continuação dessa viagem, acompanhando a partida do Brasil e a chegada na capital peruana!
      Deixarei 2 vídeos aqui do meu canal no youtube para inspirar outros viajantes...

      É isso aí... Até o próximo capítulo!  ✌️🤠
      Partindo de Florianópolis em direção à Lima!
       
    • Por edufehrer
      esse foi nosso roteiro, ordem dos passeios:
       
      ·        Cusco
       
      ·        Valle Sagrado
      (Pisac, Salinas de Maras, Moray, Chinchero,  Ollantaytambo)
       
      ·        Valle Sul
      (Tipon e Pikillaqta, Andahuaylillas)
       
      ·        Macchu Pichu + Wayna Picchu
       
      ·        Banhos Termais de Colcamayo (Santa Teresa)
       
      ·        Laguna Humantay
       
      ·        Cerro Colorado/Montañas de Colores/Rainbow Mountain
       
       
       
    • Por roteiroviagemdemochileiros
      A Cidade de Machu Picchu já está aberta pra visitações. Mas primeiramente você precisa responder essa pergunta: Você quer somente visitar a cidade de Machu Picchu ou quer também subir alguma das montanhas do Parque??? Essa resposta é importante pra definir que tipo de ingresso você irá comprar, pois existem três tipos de entrada/ingresso. Lembrando que fica inviável subir as duas montanhas no mesmo dia. 
      Cidade de Machu Picchu  Montanha Machu Picchu + Cidade Machu Picchu Cidade de Machu Picchu + Montanha Huayna Picchu  Lembrando que não é necessário escalar essas montanhas para tirar aquela foto clássica que estamos costumados a ver na internet. 😉
      Se você quiser visitar a cidade de Machu Picchu em 2020 ou reservar para 2021, ainda no Brasil é muito importante reservar Online. A necessidade de comprar com antecedência é que o número de visitantes por dia na cidade já era limitado antes da Pandemia do Coronavírus, agora foi mais reduzido. Acesse a informação no blog sobre o (Editado pela administração) e também vai encontrar dicas sobre: As duas Montanhas de Machu Picchu, o Passeio pelo Vale Sagrado, Ruínas de Moray & Salineras de Maras, City Tour & Roteiro a pé no Centro Histórico de Cusco, Boleto Turístico de Cusco e Curiosidades sobre Cusco e Machu Picchu. 
       
    • Por Yara Almeida
      Ei, tudo bem?
      Alguém sabe me dizer como está Machu Picchu para 2021? Digo com relação à liberação do Parque e etc. Obrigada! Uma amiga e eu estamos nos organizando para irmos em Julho, caso tenha mais alguém, entre em contato pra gente combinar um comboio legal rsrs. 

×
×
  • Criar Novo...