Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Mochileiros.com

Novidades: Chegou agora ou está perdido? Leia este tópico!

Posts Recomendados

@LF Brasilia , concordo em gênero, número e grau quanto ao que disse sobre "categorizar as categorias". Assumo que nomenclaturar uma TAG é algo que ainda não está claro para mim (mas como o @Silnei bem disse, estamos no meio de um processo). Mas esse exemplo dado de "Floripa/Florianópolis" ou "bicicleta/bike" também me confundiu, bem como o nível de detecção e relação quanto a acentos (vi uma TAG 'Marco' e só depois compreendi que se tratava de 'março', além de outra TAG escrito 'mg...sp...'). Talvez deixar as TAGs especificadas apenas para seleção (como quem seleciona a profissão num formulário) seja uma forma de conter tais variáveis ou garantir ao menos duas fixas. Por exemplo, para poder publicar o tópico deve-se selecionar ao menos 2 TAGS fixas referentes a:

1) 'tipo de publicação' (perguntas e respostas, roteiros, relatos de viagem, mochilão roots, equipamentos, etc);

2) região(Brasil, e continentes)

Onde as demais podem ser preenchidas. Sei que pode soar paleativo porque continuará aberto para ser preenchido da mesma forma conflitante e ainda sem garantias de que sejam selecionadas de forma correta, mas garantir que ao menos duas tags sejam aplicadas "corretamente" (lê-se, com menos variáveis) me soa menos conflitante. Sobretudo quanto ao tipo de publicação e a região. Mas talvez esteja falando abobrinha tentando aplicar um raciocínio de diretórios onde não se aplica. Mas honestamente não compreendi ainda como a busca na navegação por TAGs não pode ser conflitante sem a sua padronização... Ou seja, num bom português, ainda não entendi como nomenclaturar a TAG direito! ::otemo::

Outra coisa que também não está claro para mim é o quesito "relevância" das publicações quanto as TAGs, pois se trata de um termo um tanto subjetivo, não? Como esse princípio de relevância tem sido julgado, Silnei? E esse princípio tem sido usado apenas nesse trabalho de TAGuear o acervo ou também se aplica nas publicações atuais? Explico a problematização: antropologicamente falando, o princípio de relevância implica em exclusão, não? Nunca acho a exclusão construtiva. Tô querendo dizer que jamais poderia trabalhar em um RH porque não me sinto feliz dizendo "sua publicação não tem relevância" hahahahaha ::mmm: ou seja, como se julga a relevância de uma publicação? 

E, ainda sobre TAG, qual a diferença de um selo vermelho para um selo preto?

E vou aproveitar para compartilhar um pensamento (lê-se devaneio para não dizer brisa). Me ocorreu: "E por que o mochileiros.com não pode também estar no whatsapp?"::hahaha::  Explico:

O raciocínio é o seguinte: como usar o que nos faz mal de maneira construtiva? Uma vez que o whatsapp é a linguagem de consumo do momento, por que não criar um grupo de whatsapp do mochileiros.com onde todos os dias ao meio dia uma mensagem com algum pequeno trecho de algum relato, roteiro, avaliação de equipamento, etc, é enviada chamando para conferir o conteúdo completo com tinyurl e inclusive dizendo que "você também pode publicar o seu ... (Roteiro, relato, avaliação). Também podem ser enviadas mensagens com o conteúdo que ensina como mexer no fórum. Pode parecer besteira mas o Silvio Santos fez a Jequiti crescer "só" com os flashes no subconsciente do telespectador! Hahaha

Estamos falando de PNL. Afinal o whatsapp está aí, é inegável e há demanda para esta linguagem. Há consumo. Que ao menos sirva de algo. Que ao menos ensine a mexer no fórum por doses homeopáticas, rsrs.

É óbvio que essa publicação em whatsapp passará por muitos (talvez a maioria) despercebida? Sim. É claro que terão vários "bom dias"? Sim. No entanto, acredito que talvez seja uma forma de suprir de certa forma essa necessidade de consumo, de fazer uso da linguagem de forma construtiva e principalmente uma autopromoção que oriente e dissemine os benefícios do fórum. De resto seria apenas ignorar o grupo (sem respostas ou conversa), fazer apenas a publicação diária, deixar geral falar e deixar eternamente silenciado!::lol4::

 

Mas para encerrar:

Silnei, se puder dar uma luz sobre como aplicar a nomenclatura das TAGs não só aos voluntários ficarei grata pois, mesmo ainda não podendo assumir o compromisso de colaboradora, gostaria de compreender para me orientar em minhas próprias publicações e para orientar os demais usuários quando preciso ou possível (tipo, devo colocar bicicleta e bike como tags?!).

LFBrasília, gratidão por ter aberto este tema de discussão!

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O problema do WhatsApp é que os grupos possuem um limite máximo de usuários. Até metade do ano passado era de 256 e agora acho que é de 512 pessoas.  O Mochileiros recebe por dia mais de 20.000 visitas de usuários. Desses 20.000, apenas 1% participam ativamente, é o que chamam de regra do 1% . No WhatsApp portanto fica impossível fazer algo.

Esse exemplo de uso que você citou, de criar um WhatsApp para divulgar os conteúdos do Fórum, nós fazemos em nossa página do Facebook e em nosso grupo do Facebook:

https://www.facebook.com/mochileiroscom/
https://www.facebook.com/groups/mochileiroscom/

Na prática o que faz o papel de trazer usuários para o conteúdo aqui é a página, já o grupo se tornou uma comunidade a parte, que como citei anteriormente, tem um perfil totalmente diferente do fórum. 

Em relação as tags, o primeiro critério é o Guia de Destinos:
https://www.mochileiros.com/topic/68399-guia-de-destinos-tags/

 

 

As tags com os nomes dos destinos trazem o conteúdo mais recente e relevante de cada destino. Relevante é ter informações úteis sobre a palavra-chave ou nome da tag. Esse é o critério. Por exemplo:Chapada Diamantina

Só os tópicos com informações úteis sobre a Chapada Diamantina recebem essa tag, assim quando alguém clicar nela visualizará todo o conteúdo relevante sobre esse assunto.  

 

Como no momento a ferramenta está aberta para uso de todos os usuários, algumas tags sem sentido estão sendo criadas o que a princípio não causa nenhum problema, mas causará quando passarem a incluir tags com nomes de destinos em tópicos sem informação, mas isso pode ser resolvido restringindo o uso de tags para usuários com menos de 10 posts na comunidade por exemplo. 

Vai ser necessário criar um novo tipo de membro para os novos usuários com menos de 10 mensagens para poder aplicar essa regra, faremos isso nos próximos dias.  

Para não embolar o meio de campo eu restringi temporariamente o uso das tags para o grupo "Membros". Os demais grupos seguem com acesso a ferramenta.

  • Gostei! 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não fazia ideia que o Whatsapp funcionava assim! Dessa forma, faz todo o sentido o grupo no Facebook... pelo o que pude olhar sem ter que criar uma conta realmente é bem diferente do fórum!

Obrigada por esclarecer estes pontos. Voltar para a civilização também é uma viagem! Hahahaha :D

Já havia visto o Guia de Destinos mas assumo que  não havia feito a conexão do nome com as TAGs. Agora entendi. E como minhas publicações geralmente não se referem a um lugar específico tinha dúvidas se deveria TAGuear 'mochilão' - vírgula - 'roots' ou 'mochilão roots', por exemplo. 

Também acredito que o número mínimo de publicações possa - a princípio - auxiliar na questão das TAGs avulsas. O resto o tempo vai dando forma. 

Ah, quando puder só me mata a curiosidade da cor das etiquetas das tags? Tem diferença a vermelha da preta? 

 

Muito obrigada pelas respostas. Assumo que as vezes sou tão "Caxias" que ver o outro fazendo errado me faz questionar o que eu tenho feito certo como se estivesse errado... Rsrs 

Segue o baile! Rsrs Ou melhor, segue o Guia de Destinos! Rsrs

 

 

 

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acabei de criar um grupo aqui na comunidade para desenvolvermos coletivamente a melhor solução para esse novo formato:

@LF Brasilia e @Viviana Ciclobeijaflorismo veja se o convite chegou pra vcs. Essa ferramenta é um teste também pra ver se poderá ser usada para outros propositos aqui na comunidade. 

 

  • Gostei! 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A fim de prover e registrar uma réplica quanto ao teste da ferramenta, não sei como o convite deveria chegar (se por inbox ou outra manifestação da ferramenta) mas nao chegou nenhum "convite". Apenas cliquei no botão 'participar' que estava aparecendo no link da mensagem e deu certo. 

Outra dúvida: sempre que quiser acessar este grupo e seu conteúdo devo vir até este link aqui? [Edit: já está aparecendo na seção 'grupos'. 3G gente! Rsrsrs]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

^^

Para mim não chegou... vi sobre o convite porque recebi notificações sobre novos posts aqui no tópico, e também porque fui mencionada nele. Vi o botão e cliquei.

  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, agradeço e parabenizo o empenho de vocês em buscar melhorias aqui para o fórum. Gostei muito da linha de raciocínio e das ideias que vocês estão elaborando.

  • Gostei! 2
  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Evelyze
      Oi pessoal, queria pedir a ajuda de vocês que tem mais experiências com viagens.
      Então, sendo bem objetiva, eu sou de Belém do Pará e decidi começar a viajar pós pandemia. Minha situação atual é essa aqui: 
      Pra onde quero ir? Ainda não sei. Tenho uma leve intuição de que seria legal iniciar pelo Brasil para adquirir experiência, mas também a Patagônia Chilena é um destino que me chama atenção a muito tempo. Enfim, não sei. O que sei é que os risco que eu vou correr pra ir aqui perto, serão os mesmo que ir pra mais longe. Eu acho!
      Tenho dinheiro? Um pouco, em torno de 2 a 3 mil que posso dispor de imediato, mas planejando, muito provável que eu consiga mais. Até Outubro, se eu tiver com tudo decidido, me programo para juntar.
      Tenho uma fonte de renda? Cara eu já trabalho em regime HomeOffice, tenho uma mini consultoria e apesar de meus clientes necessitarem da minha presença virtual todos os dias, já não estou vinculada a nenhuma empresa. O que tenho é um contrato de trabalho CLT que vai até Setembro de 2020. Eu trabalho com design gráfico, fotografia e como social media. Imagino que possa dispor dessas minhas habilidades para gerar renda durante AS VIAGENS, porque pretendo fazer mais de uma. Fora isso estou criando um e-book que vou tentar vender e gostaria muito de criar um canal no youtube e um instagram até pra guardar os registros de viagem.
      Tenho transporte? Eu tenho uma moto, uma Elite 125 que acredito que não seja possível viajar nela por ser uma shutter. Até porque não me sinto muito confortável com essa ideia. Pelo menos não agora. Mas não deixa de ser uma opção se tiver companhia. Então vai ter que ser mesmo por avião, ônibus ou frete de carro, sei lá.
      Tenho tempo? Aí é onde está a minha principal limitação. Eu tenho 2 cachorros lindos que, apesar de ter onde ficar enquanto eu viajo, não posso deixá-los por muito tempo, pois a responsabilidade é minha de qualquer forma. Por isso a minha intenção é fazer viagens curtas de 1 ou 2 semanas no máximo. Já pensei demais em levá-los comigo. Eu adoraria isso, mas não faço ideia de como posso fazer isso acontecer. Tenho medo de fazer isso sozinha.
      E quanto ao local para ficar? Imagino que deva ser mais fácil pra mim que não tenho muita experiência, viajar como voluntária e ir ficando nos hostels da vida. Porque acampar nunca nem vi. O Couchsurfing acho perigoso e mesmo assim me acrescentaria muito pouco em termos de conhecer e experimentar. Imagino que em hostels existe uma troca bem maior. Por isso penso na Worldpackers. Dormir em qualquer lugar tipo viagem roots, também não quero não. Não agora!
      Pois é pessoal, eu resolvi escrever esse post porque eu tenho essa vontade, mas estou muito confusa de como viabilizar isso. Acho que o medo tá me impedindo de seguir em frente. E mesmo assim, não sei por onde começar a planejar. Queria muito a opinião de vocês sobre possibilidades para mim. Talvez abra minha mente as mensagens de vocês. Fiquei até pensando se esse seria um post de busca por ajuda de como posso começar ou de incentivo para eu não desistir antes de tentar (rsrsrs). O fato é que eu preciso falar com alguém que possa me dar aquele empurrão. Talvez arranjar uma companhia pra essa primeira viagem. Talvez arranjar um lugar pra onde ir com propósito... Não sei.
      Fico aguardando as respostas. Espero realmente que tenham respostas.
      Abraço!
       
    • Por RoneyLaurent
      Galera, preciso da ajuda de alguém que tenha empatia e vontade de ajudar as pessoas. 
      Por favor atenção e leia até o final.
      Estou aqui em Punta Del Este no Uruguai, e consegui comprar uma passagem do Chuy até Porto Alegre, mas agora preciso comprar uma de Punta Del Este até o Chuy... 
      E depois de chegar até Porto Alegre preciso arrumar um jeito de voltar pra mina cidade Belo Horizonte em MG. 
      PRECISO DA AJUDA PARA CHEGAR ATÉ MINHA FAMÍLIA OU PARA TER UM LUGAR PRA FICAR EM POA. 
      Por favorme ajude! Eu estava num hostel aqui em Punta Del Este fazendo voluntariado, mas tiveram que manter 5 voluntários sair devido aos custos altos e devido ao surto de Coronavírus. 
      Já entrei contato com diversos hostels aqui no Uruguai e estão todos fechados. E entrei em contato com alguns hostels de Porto Alegre e muitos também estão fechados. 
      Por favor me ajudem... 
      Não tenho dinheiro suficiente para voltar para BH de avião e também não será possível de ônibus, afinal, as linhas de ônibus estão fechadas. Enfim... 
      Estou vivendo um dilema! 
      Não sei o que fazer. Agradeço de coração pela oportunidade. 
       
      Roney Laurent 
      Insta/@roneylaurent
      YouTube/mochileiroroots
      Twitter/@roneylaurent
      *NÃO TENHO LUGAR PARA FICAR*
      *NÃO SEI SE SERÁ POSSÍVEL CHEGAR*
      Galera, preciso da ajuda de alguém que tenha empatia e vontade de ajudar as pessoas. 
      Por favor atenção e leia até o final.
      Estou aqui em Punta Del Este no Uruguai, e consegui comprar uma passagem do Chuy até Porto Alegre, mas agora preciso comprar uma de Punta Del Este até o Chuy... 
      E depois de chegar até Porto Alegre preciso conseguir um jeito de voltar pra mina cidade Belo Horizonte em MG. 
      *PRECISO DE AJUDA PARA CHEGAR ATÉ MINHA FAMÍLIA OU PARA TER UM LUGAR PRA FICAR EM POA.*

      Eu tenho que sair dia 05/04 daqui do hostel em Punta Del Este eu que eu estava fazendo voluntariado. 
      A diretoria do hostel demitiu 5 voluntários, por isso, tive que sair devido aos custos e ao surto de Coronavírus. 
      Já entrei contato com diversos hostels aqui no Uruguai e estão todos fechados. 
      E entrei em contato com alguns hostels de Porto Alegre e muitos também estão fechados.
       
      Não tenho dinheiro suficiente para voltar para BH de avião e também não será possível de ônibus, afinal, as linhas de ônibus estão fechadas e as fronteiras também. Enfim... 
      Estou vivendo um dilema! 
      Não sei o que fazer...
      Agradeço de coração pela oportunidade. 
      Roney Laurent
      Insta/@roneylaurent
      YouTube/mochileiroroots
      Twitter/@roneylaurent
    • Por Jackson Branco
      Boa noite. Peço desculpa pelo textão se alguém puder ler e tiver algo a contribuir, fico agradecido. É que sou absolutamente novato nesse hobby, aliás, nunca fiz nada parecido. Faz um tempo que to procurando alguma forma de sair da rotina, e por acaso o grupo apareceu na minha TL. Eu tenho 10 dias de ferias para tirar até dezembro, e cogitei fazer um mochilinho (10 dias não da pra nada ne?).   Eu tava procurando algo por SC (moro em Chapecó), que fosse um trajeto curto, porém não achei nada que parecesse interessante aqui perto da minha cidade. Então pensei em pegar ônibus até Florianópolis (cerca de 550km daqui), e subir pela praia de Floripa até Balneário Camburiú. O caminho mais curto, pela BR-101, daria 85km, pela praia aumentaria um pouco.   As dúvidas iniciais, são: alguém um pouco acima do peso ideal, conseguiria fazer esse trajeto? Pensei em andar no mínimo uns 20km/dia. Quais seriam os itens básicos que eu deveria levar? Eu tenho uma barraca (nunca nem usei, nunca acampei, no máximo fiz trilha curta), pessoas que usam barracas para pernoitar, como fazem com relação a higiene básica? Qual a solução para banhos, roupas...? Um dos maiores medos é com relação a segurança, sobre onde acampar e tal, porque eu não teria grana pra pagar por hospedagens todos os dias.   Espero que alguém leia, se tiver alguma dica, conselho, indicação, fico feliz em receber.
    • Por Rodrigo P.C.
      Bom dia, amigos viajantes.
      Estou planejando uma viagem de carro pelos três estados do Sul do Brasil com minha namorada. Vamos passar todo o mês de maio viajando em busca de trilhas.
      O roteiro ainda não está fechado, mas alguns locais já estão na lista, como Ilha do Mel, Urubici e São José dos Ausentes.
      Vamos fazer algumas trilhas guiadas e travessias nos cânions.
      Acontece que a viagem será longa, e ficará financeiramente inviável se contratarmos guias todos os dias.
      Poderiam, por favor, sugerir trilhas auto-guiadas no Sul do Brasil? De preferência trilhas de um dia.
      Muito obrigado!
    • Por Orbitals
      Olá.
      Alguns de vocês devem ter conversado comigo por aqui. Pois é, nada consegui. As coisas pioraram. Já tentei fazer algumas coisas, nada deu certo. Retornei, pois não há nenhuma outra saída. Ando com a depressão. Almejaria por alguma companhia, alguém de confiança para poder caminhar comigo nessa jornada. Sim, ainda quero sair de casa. Se estiver com interesse em me ajudar e for do ES, entre em contato comigo.


×
×
  • Criar Novo...