Ir para conteúdo

Botas QUECHUA


Posts Recomendados

  • Membros

Otávio Luiz, vi que vc sempre responde os tópicos aqui e resolvi perguntar: a forclaz 500 aguenta vários km seguidos? Li em apenas um relato na decathlon que o solado se desgasta muito rapido e no caso a pessoa andava 23 km por dia. Pretendo fazer a trilha de Salkantay e a trilha de Santa Cruz em Huaraz, em fevereiro, sem contar que serão quase dois meses viajando e to em dúvida entre comprar uma bota mais cara, como a la sportiva garnet (mais por medo de comprar uma barata e ficar na mão) ou se invisto em uma nacional, como a forclaz 500. Tinha ficado apaixonado pela Finisterre e pela GS3000, mas pelos relatos, pude observar que a qualidade caiu bastante. O que me diz?

Link para o comentário
  • Membros de Honra

Quanto mais "mole" a borracha da sola mais aderência ela tem, mas desgasta mais rápido. E ao contrário, quanto mais "dura" a borracha menor o desgaste e aderência. Este desgaste alto deve levar alguns anos, com uso moderado pra intenso.

Se você for usar a bota toda semana, fazer 2 a 5 trilhas por mês talvez sinta o desgaste prematuro. Mas se o teu uso for moderado, 1 a 2 trilhas por mês, caminhadas urbanas esporádicas ela vai durar bastante, tanto que você vai esquecer o desgaste prematuro.

Outra conta bacana de fazer é: a Quechua custa 400 pilas e dura, suponhamos, 2 anos. A Garnet deve custar 800 pilas, vai ter que durar 4 anos, certo? Então, o custoxbenefício da Quechua torna-se atraente.

O meu problema com a Quechua foi a impermeabilização, mas se isso não for determinante, é uma boa compra. Ah! A bota que eu comprei passava água, já vi outras botas da Quechua realmente impermeáveis. Se a impermeabilização dura, não sei. Sei que das La Sportiva duram. ::otemo::

Link para o comentário
  • Membros

olá, pessoal!

essa é a minha primeira postagem, e tenho muitas dúvidas pois farei minha primeira viagem internacional! :)

irei para santiago na última semana de julho e tô um pouco preocupada com o frio, porque moro no Rio! hehe

pretendo ir para farellones um dia, será que preciso comprar uma bota para usar até colocar o equipamento de ski? não sei como funciona essa logística mas não pretendia gastar muito dinheiro caso precise, pois não tenho a intenção de fazer trilhas e/ou caminhar na neve tão cedo! vi essa na decathlon (http://www.decathlon.com.br/montanha---aventura/aventura-infantil/botas-de-frio-e-neve-38195/bota-impermeavel-arpenaz-100-warm-jr_159392?skuId=1730732) mas pelo preço não sei se vale a pena! vou na loja no fds que vem e posso ver mais modelos lá.. estou aberta a sugestões tb! ;)

muito obrigada!

Link para o comentário
  • 2 semanas depois...
  • Membros
Outra pergunta rapidinha, cuja resposta nao consegui encontrar em lugar algum: Quantos centímetros tem o cano da Quechuá Forclaz 500? Algum proprietário poderia me informar? ::mmm:

 

Pessoal,

 

A Decathlon colocou em estoque a Forclaz 500 de novo. Pelo preço e pelo que disseram aqui, além do fato de ser impermeável, optei por comprá-la. Achei interessante o preço. Parece ter um bom custo benefício. Chegou essa semana. Muito bonita e confortável. Segura bem o tornozelo. Acredito que atenderá as minhas necessidades.

Pretendo usar em mochilões urbanos, como o q farei no Peru e Bolívia (uyuni incluso) e alguns q envolvam alguma trip mais puxada, algum trekking q exija mais do calçado.

 

Luiz Felipe, eu também fiquei com esse receio e tal, medo de ficar mt grande e esquisito, mas arrisquei. Não é nada fora do comum. Tamanho comum, digamos assim. Uma coisa te asseguro: dá uma boa estabilidade ao tornozelo. Isso, pra trekking, acredito ser essencial pra evitar problemas como torções, enfim.

 

Vou ver se consigo enviar fotos calçado com ela.

 

Abraços

Link para o comentário
  • Membros

Acabei optando por uma The North Face Storm MID WP. O único ponto negativo que encontrei a respeito dela foi a membrana Hydroseal, no entanto, outros usuários relataram uma boa impermeabilidade e como estava só 100 reais a mais (78 se contar que o frete da Decathlon pra cá é R$22,00) que a Quechuá Forclaz 500, resolvi comprá-la. Ainda não chegou, mas assim que chegar, posto fotos e relato o que achei (no tópico de botas da The North Face). Abraços

Link para o comentário
  • 2 meses depois...
  • Membros
Neste fim-de-semana comprei a Forclaz 500 em promoção (na Raposo Tavares, SP), por R$120. Não ponho uma mega fé na durabilidade e no grau de impermeabilidade dessa bota, mas como não pretendo fazer trekking muito pesado nos próximos tempos, achei que seria uma pedida muito boa em termos de custo / benefício (ainda mais com a promoção).

 

A bota parece muito similar a uma Salomon que tive vário anos atrás, e que tinha "membrana" Climadry. Até onde entendo, tanto esse antigo Climadry como o Novadry não são propriamente um tecido que fica no núcleo da peça (como seria o caso do Goretex), mas filmes químicos aplicados por dentro e por fora; assim, são menos duráveis e encharcam mais rápido, mas podem ser bastante bons de respirabilidade.

 

A bota é leve, sola aparentemente bem desenhada, língua inteiriça -- deve dar conta de um bocado de chuva. (Mas: eu ficaria com certo pé atrás em usá-la para alguma caminhada de muitos dias -- o mesmo que sentia em relação a essa Salomon --, e não a usaria para caminhadas com gelo, não é adequada a isso.)

Atualizando este relato: a bota durou até julho/2015; descolou o solado (EVA esfarelando) durante uma trilha. Usei relativamente pouco nesse período, mas ela ficou bastante tempo parada (o que costuma ser problemático para a entressola de EVA). Considerando isso tudo, fiquei satisfeito com a durabilidade.

 

Meu diagnóstico no post acima tava correto -- a impermeabilidade é boa, mas ela enxarca em condições muito pesadas; em compensação, era uma bota leve e bem transpirável, boa para trilhas leves / moderadas no nosso clima, ou pra caminhar e pedalar na cidade em dias de chuva. Outro ponto positivo foi que calçou perfeitamente desde a primeira semana de uso (sem precisar amaciar).

 

O lado ruim foi ela ter me deixado fortemente na mão no meio da trilha (ambos os solados descolaram totalmente num intervalo de uma hora). Talvez sejam os ossos do ofício desses equipamentos de bom custo-benefício; se eu fizesse trilhas muito pesadas ou técnicas, acho que compensaria investir em uma gama mais cara.

 

Mas vale destacar: a Forclaz 500 à venda hoje é diferente dessa que eu tinha; hoje só há no site a "Forclaz 500 Warm Novadry", que é um pouco mais cara e pra climas mais frios (tem um revestimento de plush por dentro). O modelo disponível hoje e que é mais parecido com essa que eu tinha é o "Arpenaz 100 Novadry". Cano médio, Novadry; leve, solado básico. Em suma, muito parecida com a anterior; comprei uma mês passado (por R$200), e vou relatando minha experiência.

Link para o comentário
  • Colaboradores

BOTA QUECHUA ARPENAZ 100

 

Alguns meses atrás fiz um review positivo sobre esta bota.

 

No entanto após esse período apresenta os seguintes problemas:

 

- Deformidade na parte interna do solado. Um calombo excelente para criar calos e bolhas.

- A sola perdeu muito o grip, a bota ficou super escorregadia.

 

Eu queria uma bota leve para hiking e nem para isso ela funcionou.

 

Grande abraço !!!

 

Rodrigo Cavalcante

Link para o comentário

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...