Ir para conteúdo

Dicas do Butão


heka

Posts Recomendados

  • Respostas 54
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • 2 semanas depois...
  • Membros

Olá. Galera, fiz a transferencia pelo city bank para a agencia lhomen no butao. Hje o banco me liga falando que aconteceu um problema: eles nao encontraram a conta! A empresa lhomen diz que a conta esta certa! E agora? O pior eh que além de nao ter efetuado a transação o banco ainda vai me cobrar um monte de taxas... Alguém tem alguma idéia de onde pode ter ocorrido o erro?? E se vcs passaram por isso!! Obrigado

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Não se te dizer. Quando eu fiz a transferencia deu tudo certo pra mim, não tive problemas de transferencia. A Lhomen não tem outra conta? Eles passaram o swift code certo?

Pega os dados de trasnferencia deles e confere pra ver se o banco realmente usou os numeros certos. Um só nr diferente já dá errado.

Pergunta pro Mike Weiss se deu problema e pede pra ele os dados bancarios pra conferir se ta certo. Que eu saiba ele já deve estar viajando por lá.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Olá... Deu tudo certo! Vou relatar aqui pois pode ser útil para algum outro colega! Apesar de "lhomen" ter postado todos os dados, que segundo a empresa, mandam para todos os viajantes do mundo... faltava o número da conta final do butao, pois ele soh havia me enviado do swift code do butao e todos os dados inclusive conta do banco intermediário, EUA, no caso!!! Mas o detalhe, eh que o banco nao revela o que esta faltando e acertei meio na sorte!!!!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Fala Pessoal!

Acabei de voltar... olha André, para mim eles mandaram a referencia de pagamento completa, inclusive com o destinatário final. A minha transferência caiu lá um dia depois deu eu realizar, foi bem rápido.

 

A experiência:

Tenho muito, muito a falar... e nem sei por onde começar.

Meu vôo pela Drukair foi absolutamente caro... a lição que o Mike Weiss aqui dá para o pessoal é tentar ir para o Butão por terra ou mesmo pegar um trecho mais barato da Drukair com Dhaka - Paro ou Kathmandu - Paro.

 

Meu vôo de Bangkok saiu pontualmente para Paro mas não havia possibilidades de pouso. Sobrevoamos Paro por uma hora e meia... foi um voo panoramico grátis excelente... cansei de ver as montanhas nevadas dos Himalayas. rs Acabamos pousando num aeroporto indiano para reabastecer e chegamos em Paro com quase três horas de atraso. A imigração foi tranquila mas é preciso dizer que não é possível levar mais de 250 gramas de tabaco para o Butão. Eu havia comprado tabacco para narguile no Qatar e preferi declarar na Alfândega... acabaram retendo e eu perdi... nada demais...

 

Fui recebido no Aeroporto pelo pessoal da Lhomen, que prestou um serviço impecável. Meu motorista - Guembo e minha guia, Choki foram excelentes e davam muita liberdade para eu alterar o roteiro, parar sempre que quisesse... enfim, liberadade de tempo e local foi excelente.

Embora eu tivesse pago a taxa com desconto, foi providenciado um carro 4x4 Santa Fé muito novo e confortável... sempre havia água potável em garrafas no carro.

 

Muitos turistas chegam no Butão pensando que o lugar é Shangri lá... calma! Butão é um Nepal budista bem melhorado, mas continua sendo um país pobre, muito pobre.

A população local é talvez mais feliz do que o normal, ou mais inocente que o normal... talvez até mais alheia da realidade ocidental que o normal, isso traz algum conforto e calma a um povo que é muito manipulado pela mídia local e pelo isolamento cultural. Tal falta de contato com o capitalismo voraz de seus vizinhos faz com que o país consiga manter uma atmosfera muito mais tranquila internamente o que também subsidia muito o budismo.

 

Mas nem tudo são flores. Os butaneses são preguiçosos (generalizando), pois a maioria dos empregados de obras e de serviços braçais são indianos. Há imensa falta de saneamento básico, problemas de acesso à educação, infraestrutura de transportes precária... males típicos de países pobres.

 

Não quero roubar a surpresa de quem vai viajar para lá tentando descrever os locais, os dzongs... mas garanto que com o devido conhecimento, com um bom guia e com a cabeça aberta - a sua estadia no Butão será fenomenal, de uma aprendizado extremo... indo de assuntos de relações exteriores, budismo, compaixão pelas pessoas e pelos animais, arquitetura e paciência... viajar é aprendizado e como não poderia deixar de ser, aprendi muuuuito no Butão.

 

Fizemos uma celebração do meu batismo budista com alguns Lamas, vesti o "kilt" local que virou meu maior souvenir já alguma vez comprado, subi o Tiger Nest e perdi o fôlego pelo ar rarefeito e pela beleza absoluta do lugar... vi uma celebração no Dzong de Punakha (na minha opinião o mais bonito de todos) com direito a muita música e dança (foi de arrepiar), pendurei bandeiras budistas no alto do Dochula Pass... são muitas histórias em só 6 dias!

 

Enfim... aos poucos vamos falando aqui e vou dando as dicas que o pessoal precisar. Estranhamente são muitos os brasileiros no Butão, muitos mesmo... encontrei com pelo menos 10 enquanto estive por lá. Acredito que seja a "modinha" de ir para lugares exóticos... é uma pena que a maioria dos brasileiros não saiba absorver e aproveitar bem o privilegio de ir para tais lugares.

 

É isso... estamos aí para dicas se precisarem.

Abraços

Mike Weiss

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...