Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Heitor Lopes

Primeiro mochilão (EUROPA) - Estimativas

Posts Recomendados

Olá, pessoal. Este é meu primeiro tópico no Mochileiros, o que me trouxe aqui é porque eu e meu namorado estamos planejando um mochilão de 30 dias para a Europa em Setembro ou Outubro de 2019. Já começamos a pesquisar sobre diversos assuntos que envolvem passagens, alimentação, hospedagem, dicas, etc, mas se faz necessária a opinião de pessoas experientes nisso. 

Nós queremos fazer um trajeto para Roma, Veneza, Paris, Amsterdã, Londres e Dublin, e pretendemos usar todos os macetes para diminuir o custo de nossa viagem, como couchsurfing, hostel e voos low cost. Na opinião de vocês, qual o mínimo necessário para a viagem acontecer? Não incluindo passagens de ida e volta do Brasil, precisamos de um norte! Hahah

Obrigado desde já, gente! 

  • Curti 1

Compartilhar este post


Link para o post

Depende muito do que vocês escolherem, numa viagem de mochilão, ficando em quarto coletivo de hostel sem privacidade, dividindo quarto e banheiro com 4 ou 5 pessoas, sendo econômico nos gastos com alimentação, mas também não passando fome ou comendo a pior junk-food da cidade todo dia, andando de metrô quando necessário, e não ficar lá passando vontade de fazer aquele monte de passeios super legais que vocês vão ver lá, mas que custam 10 ou 15 euros de ingresso, eu estimaria uma média de gastos na faixa de 70 euros por dia e por pessoa, por que são todas cidades caras.

E mais uns 250 euros por pessoa em passagens entre as cidades.

Então 70 euros x 30 dias x 2 pessoa = 4.200 Euros + 250 Euros x 2 pessoas  = 4.700 Euros.

Se o Euro manter o preço atual de 1 Euro = R$ 4.30, convertendo para Reais seriam em torno R$ 20 mil Reais para duas pessoas gastarem com comida, hospedagem, metrô, passeios, ingressos e passagens entre as cidades, e nem as passagens Brasil x Europa, que devem custar mais uns 2.500 a 3.000 Reais por pessoal

Baladas e vida noturna não entram nesta conta, e alem disto precisa de seguro-saúde, passaporte, comprar mala/mochila se você não tiver, e é muito recomendável ter uma reserva de pelo menos uns 1.000 a 2.000 Reais de reserva para imprevistos que acontecem durante uma viagem destas.

Mas se vocês quiserem mais conforto, como por exemplo quarto privativo, quarto com banheiro e chuveiro no quarto ao invés de no corredor, este custo pode subir, pois quartos assim são mais caros...

  • Curti 1

Compartilhar este post


Link para o post
3 horas atrás, Heitor Lopes disse:

Olá, pessoal. Este é meu primeiro tópico no Mochileiros, o que me trouxe aqui é porque eu e meu namorado estamos planejando um mochilão de 30 dias para a Europa em Setembro ou Outubro de 2019. Já começamos a pesquisar sobre diversos assuntos que envolvem passagens, alimentação, hospedagem, dicas, etc, mas se faz necessária a opinião de pessoas experientes nisso. 

Nós queremos fazer um trajeto para Roma, Veneza, Paris, Amsterdã, Londres e Dublin, e pretendemos usar todos os macetes para diminuir o custo de nossa viagem, como couchsurfing, hostel e voos low cost. Na opinião de vocês, qual o mínimo necessário para a viagem acontecer? Não incluindo passagens de ida e volta do Brasil, precisamos de um norte! Hahah

Obrigado desde já, gente! 

@Heitor Lopes tenha em mente que o Couch Surfing não foi feito para ECONOMIZAR. O intuito do projeto é o intercâmbio de cultura.

O Couch Surfing é mais do que achar acomodação de graça. É conhecer gente nova, de uma cultura diferente (ou não) da sua para trocar experiências e ampliar seus horizontes.

Lembre-se que é de bom tom levar algum presente para seu anfitrião, assim como ajudá-lo nos gastos com comida, por exemplo. 

Boa viagem!

Compartilhar este post


Link para o post

@Heitor Lopes ,

como o 798791 disse tudo depende do padrão de gastos que você quer ter.

Para te dar um norte, ano passado fiz Madri, Córdoba, Sevilha, Pueblos Blancos e Málaga, que são cidades baratas em comparação as que você está querendo ir. Meu gasto médio, sem transporte entre as cidades ficou em 90 euros (30 euros de hospedagem mais 60 euros de gastos diários), mas eu não economizei em nada, entrei em todos os museus, igrejas e parques que tive vontade, fazia as 3 refeições bem feitas (comi fast-food poucas vezes durante a viagem) e mais alguns lanches durante o dia. De hospedagem preferi utilizar Airbnb que tinha preços próximos ou um pouco mais altos que hosteis, mas eu fiquei em um quarto só para mim, e em alguns banheiro só meu também. De transporte entre as cidades ficou na faixa d 300 euros, mas metade disso foi do carro que aluguei para fazer os Pueblos Blancos (melhor opção disparada para fazer esse trecho).

Eu na tua situação (prefiro pagar um pouco mais para ter um pouco mais de conforto) calcularia 100 euros diários para cada, com hospedagem inclusa, para se ter uma folga para fazer um passeio ou outro, ir a um restaurante bom em cada cidade e mais uns 250 a 300 euros de transporte entre as cidades, o que daria uns 6600 euros para os 2, o que daria uns 28 mil reais considerando levar somente em dinheiro, sem utilizar cartão. Arredondaria para 30 mil total para ter uma reserva para emergências e uma boa folga para a viagem.

Compartilhar este post


Link para o post
6 horas atrás, Heitor Lopes disse:

Olá, pessoal. Este é meu primeiro tópico no Mochileiros, o que me trouxe aqui é porque eu e meu namorado estamos planejando um mochilão de 30 dias para a Europa em Setembro ou Outubro de 2019. Já começamos a pesquisar sobre diversos assuntos que envolvem passagens, alimentação, hospedagem, dicas, etc, mas se faz necessária a opinião de pessoas experientes nisso. 

Nós queremos fazer um trajeto para Roma, Veneza, Paris, Amsterdã, Londres e Dublin, e pretendemos usar todos os macetes para diminuir o custo de nossa viagem, como couchsurfing, hostel e voos low cost. Na opinião de vocês, qual o mínimo necessário para a viagem acontecer? Não incluindo passagens de ida e volta do Brasil, precisamos de um norte! Hahah

Obrigado desde já, gente! 

sé o euro não subir 1,50 em 1 anos e 9 meses .. a estimativa citada pelo amigo @798791 é a bem colocada, porém vai subir mais (nossa moeda esta cada vez mais Fud$%) .. porém depende da cidade e estilo! aBRAZZ

 

Compartilhar este post


Link para o post

Os colegas acima deram uma explicação bem fundamentada.

De modo geral, é bastante simples: os custos para 2 pessoas são o dobro dos custos para 1 pessoa; os custos para 3 são o triplo do custo para 1, etc. Se são N pessoas, são N refeições (o padrão lá são pratos individuais), N bilhetes de metrô, etc.

Agora, quanto aos custos com hospedagem: normalmente viajo sozinha e vejo que, para meu estilo de hospedagem (pousadas familiares ou hotéis simples), a diária sai por volta de 85-90% da diária de casal.

Isso varia muito conforme o tipo de hospedagem:

- de um lado você tem os albergues com quarto coletivo, onde o preço é por pessoa: se 1 pessoa paga 20 euros, 2 pessoas pagam 40 euros;

- de outro lado você tem os hotéis como os Íbis e Mercure da vida, onde o preço é por quarto: se 1 pessoa paga 70 euros para ficar sozinha no quarto, 2 pessoas no mesmo quarto também pagam 70 euros (ou seja, 35 para cada um).

- No meio do caminho, situações como a que descrevi: 1 pessoa numa pousada em quarto individual pagando 35 euros, 2 pessoas pagando 40 euros.

Nesse caso, teríamos:

- 1 pessoa: 70 euros/dia -> 2 pessoas: em torno de 120 a 130 euros/dia ou 140 euros/dia ficando num padrão mais confortável do que a pessoa que viajou sozinha.

Aonde quero chegar?

- Viajar em dupla pode tornar a viagem um pouco (eu disse "um pouco") mais econômica para cada um dos viajantes. Desde que um não induza o outro a fazer compras o tempo todo!

- Não tenham preguiça de simular preços de hospedagem.

  • Curti 1

Compartilhar este post


Link para o post

Outros exemplos da diferença de custos para viajantes individuais ou em dupla:

- uber ou táxi geralmente são caros, mas para quem vai com mais 1 ou 2 pessoas pode ser uma solução atraente se comparada com transporte público em alguns casos;

- em algumas regiões é muito comum que os museus cobrem uma taxa de fotografia. Nesse caso, 2 pessoas podem se articular para que somente 1 pague a tal taxa. 

Porém, a maior parte das despesas depende diretamente do número de pessoas mesmo.

Compartilhar este post


Link para o post
6 horas atrás, anselmoportes disse:

@Heitor Lopes tenha em mente que o Couch Surfing não foi feito para ECONOMIZAR. O intuito do projeto é o intercâmbio de cultura.

O Couch Surfing é mais do que achar acomodação de graça. É conhecer gente nova, de uma cultura diferente (ou não) da sua para trocar experiências e ampliar seus horizontes.

Lembre-se que é de bom tom levar algum presente para seu anfitrião, assim como ajudá-lo nos gastos com comida, por exemplo. 

Boa viagem!

Sim, eu acho incrível a ideia do Couch Surfing e é algo que eu fiquei super interessado, tirando o fator do preço. Entretanto, querendo ou não, acaba saindo mais econômico aos bolsos, certo? Claro, com foco sempre na experiência em si! 

Compartilhar este post


Link para o post

@798791 Nós não nos importamos em dividir quarto com outras pessoas em hostel, utilizar a cozinha do local para termos uma ou duas refeições ali mesmo, etc. Sempre vamos tentar economizar, mas sem interferir numa boa experiência da viagem! Valeu!

@LF Brasilia Obrigado pelas dicas, nós estamos muito empenhados para pesquisar o máximo possível e sempre achar a melhor solução para tudo. E vejo também que não é tão significativa a economia ao viajar duas pessoas, mas já é algo. 

  • Curti 1

Compartilhar este post


Link para o post

A ideia do couchsurfing é esta mesmo que o pessoal falou, mas você nunca deve planejar a sua viagem contando com o couchsurfing para fechar o orçamento da sua viagem.

Pois couchsurfing não é algo garantido, não tem nenhuma garantia que você vai conseguir couchsurfing nos dias e cidades que você precisa, e mesmo que consiga, sempre pode acontecer de o seu anfitrião ter que cancelar faltando uma semana por que surgiu um compromisso inadiável.

Ou ainda, você pode ter azar e chegar lá na casa do seu host, e ele ser um pé-no-saco, mal caráter, ou colocar vocês para dormir num lugar insalubre, ele ser uma "maria-fumaça" e você não suportar o cheiro de "fumo", etc, etc...

E onde que você vai arranjar um novo local lá na hora? Vai dormir na rua se não achar um couchsurfing e se não tiver dinheiro para pagar um hostel?

Ou seja, mesmo que a intenção seja usar couchsurfing, sempre faça o orçamento da sua viagem como se você tivesse que pagar hospedagem, alimentação, etc. E o que você conseguir de couchsurfing é lucro, fazendo com que sobre dinheiro no final da viagem para alguma "extravagância" qualquer que normalmente você não faria,  para compras, etc, ou melhor ainda, trazer o dinheiro de volta para casa ele ser o começo da poupança para a próxima viagem.

 

 

  • Curti 2

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×