Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

edson83

Buenos Aires em Julho/2010 - relatos da minha viagem

Posts Recomendados

Pessoal aí vão dicas que ninguém sabe e se sabem não dizem por puro egoísmo ou ignorância de Buenos Aires:

 

Clima:

O clima no mês de setembro em Buenos Aires é seco e com temperaturas que vão de 15°C pela manhã até 23°C à tarde, sempre com vento, pois a cidade é muito ventosa. O clima é idêntico a Porto Alegre-RS.

Descida no Aeroporto Ezeiza: O aeroporto internacional de Ezeiza está localizado a 35 Km da Capital Federal. Após pegar as malas, não troque a sua moeda por peso argentino dentro do saguão de desembarque, porque o câmbio neste lugar paga muito mau! Para vocês terem uma idéia, com R$ 1,00 recebia $ 1,87 pesos em setembro/2010. Portanto, saia do desembarque e logo a direita estará o Banco de La Nacion, que fica aberto 24h. e paga pelo dolar uma cotação mais convincente. Em setembro de 2010 eles me pagaram por R$1,00 , $ 2,18 pesos. Mas uma dica troque ali apenas o suficiente para pegar o taxi até o seu hotel/hostel/apartamento que for parar.

Transporte EZEIZA até o Centro: Caso forem de Taxi, não peguem os taxis que oferecem no saguão. Vão até o quiosque do TaxiEZEIZA que fica na frente da porte de desembarque e contratem o mesmo. Ida ao centro $ 128 pesos e volta do centro ao Ezeiza eles fazem a promoção por $ 98 pesos.

Caso esteja sozinho a dica é pegar o ônibus da Empresa Manuel Tienda León que cobra $ 45 pesos até a sua sede no centro e de lá te cobram mais $ 5 pesos para deixa na frente de seu hotel. O último ônibus sai às 23:59h e seu quiosque fica a direita do portão de desembarque.

A barbadinha para quem não quer gastar muito: Pegar o ônibus (chamado de "colectivo") linha 8-Liniers x Faculdad Medicina (Línea Otcho como os catelhanos dizem), que se pega na parada à esquerda da saída da porta do aeroporto (caminham-se mais ou menos 20 metros). Ele é seguro, limpo e muito barato, pois paga-se $ 2 pesos a passagem. Mas um aviso, demora 1:45h. para chegar ao centro e é preciso pagar em moedas, pois não se aceita cédulas. Sempre é bom pedir ao motorista que avise quando chegar ao seu lugar de destino (eles são muito cordiais).

Comer: O prato típico é a Parrilla (Parricha como os Argentinos dizem), custa de $ 30 pesos por pessoas até $100 pesos, dependendo do local e vem um monte de carnes variadas, bem como a Morcilla (morcicha) e Chorizo (sansichão). A maioria dos lugares já está incluída a gaseosa (refrigerante) e o postre (sobremesa).

E uma dica, peça gaseosa de Pomelo da marca Paso de Los Toros (da Danone) ou Qua4ro (da Coca-cola), são uma delícia, pois Pomelo é uma Laranja Grande.

Restaurante bom e barato: Há dois restaurantes bons e baratos que servem Parrilla em BsAs. Eles estão localizados no microcentro. Um é o Restaurante Dalí, que está na Av. de Mayo, por volta do n. 950, quase ao lado do Hostel Avenue que serve parrilla libre, com gaseosa e sobremesa por $ 37 pesos/pessoa (setembro-2010) a surpresa fica por conta do famoso Helado (sorvete) de Dulce de Leche, que possui em sua composição pedaços de chocolate. Há quem diga que servem o melhor sorvete de Buenos Aires, superando a popular, mas nem tão gostosa sorveteria Freddo, que me pareceu estar vivendo mais de marketing das agências de turismo do que da qualidade de seus “helados”. O segundo restaurante, se chama La Caserola que fica na Calle Venezuela pelo n. 885 e serve uma Menu Executivo por $ 26 pesos que é uma delícia e já vem incluído a gaseosa e sobremesa ( peça o Flan misto que é sensacional.)

Este restaurante fica cheio aos domingos, pois o pessoal que vai à feirinha de San Telmo procura fazer uma boquinha lá.

A parte boa de comer nos restaurantes é que não se cobra os 10% do garçom e paga-se gorjeta (propina) se quiser.

Barbadinha: para quem está com fome no fim da tarde após longos passeios, a dica é passar na Pizzaria Ugi’s (que tem em toda cidade) e pegar para levar ou comer ali mesmo a famosa Pizza de Mussarela (tem muito queijo). Custa $ 14 pesos a grande e segundo muitos é a melhor massa de pizza da capital federal. Este “lanchinho” antes de sair para a noite é tradicional.

City Tour. Não contrate city tour no saguão do seu hotel, pois o pessoal oferece o mais caro para ganhar a comissão em cima do otário que cair na lábia deles.

Dê um passeio pela Calle Florida no microcentro(calçadão) que irão te oferecer no meio da rua city tours baratos de 3h.

Barbadinha: é ir agência de turismo Thiales Tours Empresa de Viajes Y Turismo que localiza-se na Tucumán 580, quase esquina com a Florida no microcentro e contratar este City Tour. Cobrava-se $ 40 pesos até setembro de 2010 e a melhor parte é que te busca e te deixa no hotel após o passeio. São super pontuais.

Compras: Quem gosta de ir ao supermercado conhecer os produtos locais e o modo de alimentação do porteño (aquele nascido na capital federal) a dica é comprar as águas saborizadas que são uma delícia. Tem de tudo que é sabor, marca e preço. Gostei da marca Valle Del Sur. A de uva verde é um néctar.

Quanto à parte de alimentação os argentinos estão muito a frente de nós brasileiros, haja vista, a quantidade de produtos que não existem em nossos supermercados. Um exemplo é a cerveja. Existem várias marcas internacionais (Heineken, Budweiser, Warsteiner, Stella Artois) em garrafas de 1 litro por no máximo $ 6 pesos a unidade.

O supermercado mais popular da capital federal é o COTO (www.coto.com.ar).

Barbadinha: Para quem quer trazer da viagem vinhos argentinos, a dica barata é comprá-los nos mercadinhos de bairro, aos quais os seus donos são chineses (Chinos), pois não sei a mágica que estas figuras fazem, ao vender vinhos das Bodegas Concha y Toro, Finca Flichmann e outras por preços inferiores aos aplicados pelos supermercados. Para ter uma idéia, existem vinhos como o Tocornal da Concha y Toro por inacreditáveis $ 8 pesos (setembro de 2010).

Telefonia: Neste ponto a Argentina está atrasada em relação ao Brasil. Quem pensa em levar seu celular da operadora TIM, por exemplo, vai se comunicar no máximo via mensagens, pois dificilmente consegue completar a ligação. Buenos Aires é dominada pela Telefônica de España e a Claro. E mesmo com estas operadoras a coisa não anda muito bem.

Barbadinha: Para quem gosta de se comunicar diariamente com alguém no Brasil, a dica é ir a uma banca de revista e comprar um cartão telefônico internacional para falar em um orelhão. Custa de $5 a $ 10 pesos. Prefira o de $ 10 pesos e da marca “HABLEMÁS bonus”, é todo azul e vem com bônus em dobro. Para se ter uma idéia, com um cartão de $ 10 pesos se fala para São Paulo ou Rio de Janeiro por até 33 minutos, ligando para um telefone fixo. Ligação para o Brasil 00 + 55 + código da sua cidade + o número que deseja ligar.

Notas falsas: cuidado com as notas falsas que circulam pela Argentina. Sempre que receber uma nota de qualquer valor, coloque contra a luz solar ou artificial e confira se possui a marca d’agua (rosto da personalidade homenageada). Isso se faz na frente daquele que te passou a mesma. Não é constrangimento, pois já virou cultura no país vizinho, devido os sucessivos fracassos econômicos. Os taxistas são campeões em passar notas falsificadas, principalmente à noite, pois dentro do carro e no escuro ninguém consegue conferi-las.

Casas de Câmbio: A dica é trocar seus reais na casa de Câmbio América que está localizada na Av. Sarmiento 501 esquina San Martin, no microcentro. É a melhor e mais segura casa de câmbio de Buenos Aires e o melhor, paga-se a melhor cotação para o Real. Ninguém a supera. Até 30 de setembro de 2010 ela pagava por cada R$ 1 o valor de $ 2,28 pesos. Confira as melhores cotações das casas de câmbio em Buenos Aires no site www.dolarhoy.com. Sempre leve sua carteira de identidade munida de comprovante de entrada legal no país que lhe será dado pela alfândega Argentina.

Já ia me esquecendo. Leve para viagem somente Real, pois é aceito por todas as lojas e tem ótima cotação na casa de Câmbio acima mencionada.

Uma dica: em Buenos Aires o único banco brasileiro que possui agências é o Itaú, o Banco do Brasil não possui nenhuma agência, mas pode-se retirar dinheiro nos caixas eletrônicos dos bancos locais que possuem a bandeira LINK ou BADELCO, mas a cada retirada de dinheiro tu irás pagar uma tarifa em dólar. O melhor é levar toda o dinheiro vivo que irá gastar e também um cartão de crédito ou abrir uma conta no Itaú antes de viajar para poder sacar na agência própria sem pagar tarifas desnecessárias.

Transporte Público: Para quem quer conhecer realmente a cidade e o modo de vida porteño a dica é usar os ônibus da Capital, chamados de colectivos. São abundantes, seguros, práticos, limpos e muito, mas muito baratos. Custam $ 1,20 pesos e te levam para toda a parte. Mas uns probleminhas, só aceitam moedas como forma de pagamento, pois não existe a figura do “cobrador de ônibus”. Quem prefere maior agilidade e rapidez o metrô (subte como eles falam) que possui 6 linhas (a,b,c,d, e, h) é uma boa pedida. Custa a bagatela de $ 1,10 e com esta tarifa tu podes fazer várias combinações com as outras linhas do metrô até chegar ao seu destino. É uma verdadeira brincadeira.

Os taxis não estão mais tão baratos como outrora, e quando eles notam que é turista brasileiro, dão voltas e voltas e aplicam um preço irreal. A dica é combinar o preço antes de sair ao seu destino e se possível contratar um Taxi remis que é mais seguro e barato.

Um dado interessante é que o transporte público da capital federal é todo subsidiado pelo governo federal, o que torna muito barato.

Quanto ao Trem, existem duas estações: Uma que liga capital a zona sul da província de Buenos Aires (Estacion Constitución) e a outra que liga a zona norte e rica da província (Estacion Retiro). O trem também custa $1,10.

Barbadinha: quem quer pegar o TREM DE LA COSTA para conhecer o norte rico de Buenos Aires e a cidade de Tigre, basta pegar o trem que vai a Tigre na Estacion Retiro e descer na Estacion Bartolomé Mitre ao custo de $ 1,10 pesos, descendo nesta estação automaticamente tu irá caminhando entrar na estación TREM DE LA COSTA, assim, basta ir na “bilheteria” (Boleteria como falam lá) e comprar a passagem ida e volta a Tigre pelo preço total de $ 30 pesos.

Uma dica minha: Vá no sábado a este passeio e no meio do caminho, já no TREM DE LA COSTA, pare na Estacion San Isidro e tire umas 3h. para almoçar nesta cidade, dar uma volta na feirinha que está localizada na praça central da cidade e depois tomar um belo helado na Freddo que localiza-se dentro da estação. San Isidro é uma cidade colonizada por ingleses e toda neste estilo, sendo que seus dois principais esportes são o Rúgbi e o Pólo. Lá situasse os dois principais clubes de Rúgbi da Argentina o San Isidro Club (SIC) e o Club Atlético San Isidro (CASI).

O melhor e mais chique restaurante de San Isidro se chama “La Vaca”, está sempre cheio. Ofereçe uma parrillada sensacional para 6 pessoas ao preço de $ 280 pesos, não incluída a bebida e nem a sobremesa. Vale à pena conferir. Depois desta ceia, pegue novamente o TREM DE LA COSTA sem precisar comprar novo bilhete e siga até Tigre.

Inflação: A Argentina sofre uma inflação de 24% ao ano em média, assim a cada 4 anos os preços dobram, creio que daqui a uns 4 anos em termos de preço não será tão atrativo para os brasileiro comprarem produtos locais.

O que trazer da viagem: Alfajor e vinhos são incontestavelmente os melhores pedidos. Eu incluiria também o Dulce de Leche, que não é “batizado” como o brasileiro, porém, este produto por ser de origem animal será apreendido pelo Ministério da agricultura, logo que passar pelo raio x do desembarque internacional no aeroporto brasileiro. Não tem escapatória. E o pior, irão abri-lo e jogá-lo no lixo na tua frente, mesmo pedindo para que eles doem para uma instituição de caridade, tal produto.

 

Espero que tenha ajudado.Ernesto Ataliba.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal aí vão dicas que ninguém sabe e se sabem não dizem por puro egoísmo ou ignorância de Buenos Aires:

 

Clima:

O clima no mês de setembro em Buenos Aires é seco e com temperaturas que vão de 15°C pela manhã até 23°C à tarde, sempre com vento, pois a cidade é muito ventosa. O clima é idêntico a Porto Alegre-RS.

Descida no Aeroporto Ezeiza: O aeroporto internacional de Ezeiza está localizado a 35 Km da Capital Federal. Após pegar as malas, não troque a sua moeda por peso argentino dentro do saguão de desembarque, porque o câmbio neste lugar paga muito mau! Para vocês terem uma idéia, com R$ 1,00 recebia $ 1,87 pesos em setembro/2010. Portanto, saia do desembarque e logo a direita estará o Banco de La Nacion, que fica aberto 24h. e paga pelo dolar uma cotação mais convincente. Em setembro de 2010 eles me pagaram por R$1,00 , $ 2,18 pesos. Mas uma dica troque ali apenas o suficiente para pegar o taxi até o seu hotel/hostel/apartamento que for parar.

Transporte EZEIZA até o Centro: Caso forem de Taxi, não peguem os taxis que oferecem no saguão. Vão até o quiosque do TaxiEZEIZA que fica na frente da porte de desembarque e contratem o mesmo. Ida ao centro $ 128 pesos e volta do centro ao Ezeiza eles fazem a promoção por $ 98 pesos.

Caso esteja sozinho a dica é pegar o ônibus da Empresa Manuel Tienda León que cobra $ 45 pesos até a sua sede no centro e de lá te cobram mais $ 5 pesos para deixa na frente de seu hotel. O último ônibus sai às 23:59h e seu quiosque fica a direita do portão de desembarque.

A barbadinha para quem não quer gastar muito: Pegar o ônibus (chamado de "colectivo") linha 8-Liniers x Faculdad Medicina (Línea Otcho como os catelhanos dizem), que se pega na parada à esquerda da saída da porta do aeroporto (caminham-se mais ou menos 20 metros). Ele é seguro, limpo e muito barato, pois paga-se $ 2 pesos a passagem. Mas um aviso, demora 1:45h. para chegar ao centro e é preciso pagar em moedas, pois não se aceita cédulas. Sempre é bom pedir ao motorista que avise quando chegar ao seu lugar de destino (eles são muito cordiais).

Comer: O prato típico é a Parrilla (Parricha como os Argentinos dizem), custa de $ 30 pesos por pessoas até $100 pesos, dependendo do local e vem um monte de carnes variadas, bem como a Morcilla (morcicha) e Chorizo (sansichão). A maioria dos lugares já está incluída a gaseosa (refrigerante) e o postre (sobremesa).

E uma dica, peça gaseosa de Pomelo da marca Paso de Los Toros (da Danone) ou Qua4ro (da Coca-cola), são uma delícia, pois Pomelo é uma Laranja Grande.

Restaurante bom e barato: Há dois restaurantes bons e baratos que servem Parrilla em BsAs. Eles estão localizados no microcentro. Um é o Restaurante Dalí, que está na Av. de Mayo, por volta do n. 950, quase ao lado do Hostel Avenue que serve parrilla libre, com gaseosa e sobremesa por $ 37 pesos/pessoa (setembro-2010) a surpresa fica por conta do famoso Helado (sorvete) de Dulce de Leche, que possui em sua composição pedaços de chocolate. Há quem diga que servem o melhor sorvete de Buenos Aires, superando a popular, mas nem tão gostosa sorveteria Freddo, que me pareceu estar vivendo mais de marketing das agências de turismo do que da qualidade de seus “helados”. O segundo restaurante, se chama La Caserola que fica na Calle Venezuela pelo n. 885 e serve uma Menu Executivo por $ 26 pesos que é uma delícia e já vem incluído a gaseosa e sobremesa ( peça o Flan misto que é sensacional.)

Este restaurante fica cheio aos domingos, pois o pessoal que vai à feirinha de San Telmo procura fazer uma boquinha lá.

A parte boa de comer nos restaurantes é que não se cobra os 10% do garçom e paga-se gorjeta (propina) se quiser.

Barbadinha: para quem está com fome no fim da tarde após longos passeios, a dica é passar na Pizzaria Ugi’s (que tem em toda cidade) e pegar para levar ou comer ali mesmo a famosa Pizza de Mussarela (tem muito queijo). Custa $ 14 pesos a grande e segundo muitos é a melhor massa de pizza da capital federal. Este “lanchinho” antes de sair para a noite é tradicional.

City Tour. Não contrate city tour no saguão do seu hotel, pois o pessoal oferece o mais caro para ganhar a comissão em cima do otário que cair na lábia deles.

Dê um passeio pela Calle Florida no microcentro(calçadão) que irão te oferecer no meio da rua city tours baratos de 3h.

Barbadinha: é ir agência de turismo Thiales Tours Empresa de Viajes Y Turismo que localiza-se na Tucumán 580, quase esquina com a Florida no microcentro e contratar este City Tour. Cobrava-se $ 40 pesos até setembro de 2010 e a melhor parte é que te busca e te deixa no hotel após o passeio. São super pontuais.

Compras: Quem gosta de ir ao supermercado conhecer os produtos locais e o modo de alimentação do porteño (aquele nascido na capital federal) a dica é comprar as águas saborizadas que são uma delícia. Tem de tudo que é sabor, marca e preço. Gostei da marca Valle Del Sur. A de uva verde é um néctar.

Quanto à parte de alimentação os argentinos estão muito a frente de nós brasileiros, haja vista, a quantidade de produtos que não existem em nossos supermercados. Um exemplo é a cerveja. Existem várias marcas internacionais (Heineken, Budweiser, Warsteiner, Stella Artois) em garrafas de 1 litro por no máximo $ 6 pesos a unidade.

O supermercado mais popular da capital federal é o COTO (www.coto.com.ar).

Barbadinha: Para quem quer trazer da viagem vinhos argentinos, a dica barata é comprá-los nos mercadinhos de bairro, aos quais os seus donos são chineses (Chinos), pois não sei a mágica que estas figuras fazem, ao vender vinhos das Bodegas Concha y Toro, Finca Flichmann e outras por preços inferiores aos aplicados pelos supermercados. Para ter uma idéia, existem vinhos como o Tocornal da Concha y Toro por inacreditáveis $ 8 pesos (setembro de 2010).

Telefonia: Neste ponto a Argentina está atrasada em relação ao Brasil. Quem pensa em levar seu celular da operadora TIM, por exemplo, vai se comunicar no máximo via mensagens, pois dificilmente consegue completar a ligação. Buenos Aires é dominada pela Telefônica de España e a Claro. E mesmo com estas operadoras a coisa não anda muito bem.

Barbadinha: Para quem gosta de se comunicar diariamente com alguém no Brasil, a dica é ir a uma banca de revista e comprar um cartão telefônico internacional para falar em um orelhão. Custa de $5 a $ 10 pesos. Prefira o de $ 10 pesos e da marca “HABLEMÁS bonus”, é todo azul e vem com bônus em dobro. Para se ter uma idéia, com um cartão de $ 10 pesos se fala para São Paulo ou Rio de Janeiro por até 33 minutos, ligando para um telefone fixo. Ligação para o Brasil 00 + 55 + código da sua cidade + o número que deseja ligar.

Notas falsas: cuidado com as notas falsas que circulam pela Argentina. Sempre que receber uma nota de qualquer valor, coloque contra a luz solar ou artificial e confira se possui a marca d’agua (rosto da personalidade homenageada). Isso se faz na frente daquele que te passou a mesma. Não é constrangimento, pois já virou cultura no país vizinho, devido os sucessivos fracassos econômicos. Os taxistas são campeões em passar notas falsificadas, principalmente à noite, pois dentro do carro e no escuro ninguém consegue conferi-las.

Casas de Câmbio: A dica é trocar seus reais na casa de Câmbio América que está localizada na Av. Sarmiento 501 esquina San Martin, no microcentro. É a melhor e mais segura casa de câmbio de Buenos Aires e o melhor, paga-se a melhor cotação para o Real. Ninguém a supera. Até 30 de setembro de 2010 ela pagava por cada R$ 1 o valor de $ 2,28 pesos. Confira as melhores cotações das casas de câmbio em Buenos Aires no site www.dolarhoy.com. Sempre leve sua carteira de identidade munida de comprovante de entrada legal no país que lhe será dado pela alfândega Argentina.

Já ia me esquecendo. Leve para viagem somente Real, pois é aceito por todas as lojas e tem ótima cotação na casa de Câmbio acima mencionada.

Uma dica: em Buenos Aires o único banco brasileiro que possui agências é o Itaú, o Banco do Brasil não possui nenhuma agência, mas pode-se retirar dinheiro nos caixas eletrônicos dos bancos locais que possuem a bandeira LINK ou BADELCO, mas a cada retirada de dinheiro tu irás pagar uma tarifa em dólar. O melhor é levar toda o dinheiro vivo que irá gastar e também um cartão de crédito ou abrir uma conta no Itaú antes de viajar para poder sacar na agência própria sem pagar tarifas desnecessárias.

Transporte Público: Para quem quer conhecer realmente a cidade e o modo de vida porteño a dica é usar os ônibus da Capital, chamados de colectivos. São abundantes, seguros, práticos, limpos e muito, mas muito baratos. Custam $ 1,20 pesos e te levam para toda a parte. Mas uns probleminhas, só aceitam moedas como forma de pagamento, pois não existe a figura do “cobrador de ônibus”. Quem prefere maior agilidade e rapidez o metrô (subte como eles falam) que possui 6 linhas (a,b,c,d, e, h) é uma boa pedida. Custa a bagatela de $ 1,10 e com esta tarifa tu podes fazer várias combinações com as outras linhas do metrô até chegar ao seu destino. É uma verdadeira brincadeira.

Os taxis não estão mais tão baratos como outrora, e quando eles notam que é turista brasileiro, dão voltas e voltas e aplicam um preço irreal. A dica é combinar o preço antes de sair ao seu destino e se possível contratar um Taxi remis que é mais seguro e barato.

Um dado interessante é que o transporte público da capital federal é todo subsidiado pelo governo federal, o que torna muito barato.

Quanto ao Trem, existem duas estações: Uma que liga capital a zona sul da província de Buenos Aires (Estacion Constitución) e a outra que liga a zona norte e rica da província (Estacion Retiro). O trem também custa $1,10.

Barbadinha: quem quer pegar o TREM DE LA COSTA para conhecer o norte rico de Buenos Aires e a cidade de Tigre, basta pegar o trem que vai a Tigre na Estacion Retiro e descer na Estacion Bartolomé Mitre ao custo de $ 1,10 pesos, descendo nesta estação automaticamente tu irá caminhando entrar na estación TREM DE LA COSTA, assim, basta ir na “bilheteria” (Boleteria como falam lá) e comprar a passagem ida e volta a Tigre pelo preço total de $ 30 pesos.

Uma dica minha: Vá no sábado a este passeio e no meio do caminho, já no TREM DE LA COSTA, pare na Estacion San Isidro e tire umas 3h. para almoçar nesta cidade, dar uma volta na feirinha que está localizada na praça central da cidade e depois tomar um belo helado na Freddo que localiza-se dentro da estação. San Isidro é uma cidade colonizada por ingleses e toda neste estilo, sendo que seus dois principais esportes são o Rúgbi e o Pólo. Lá situasse os dois principais clubes de Rúgbi da Argentina o San Isidro Club (SIC) e o Club Atlético San Isidro (CASI).

O melhor e mais chique restaurante de San Isidro se chama “La Vaca”, está sempre cheio. Ofereçe uma parrillada sensacional para 6 pessoas ao preço de $ 280 pesos, não incluída a bebida e nem a sobremesa. Vale à pena conferir. Depois desta ceia, pegue novamente o TREM DE LA COSTA sem precisar comprar novo bilhete e siga até Tigre.

Inflação: A Argentina sofre uma inflação de 24% ao ano em média, assim a cada 4 anos os preços dobram, creio que daqui a uns 4 anos em termos de preço não será tão atrativo para os brasileiro comprarem produtos locais.

O que trazer da viagem: Alfajor e vinhos são incontestavelmente os melhores pedidos. Eu incluiria também o Dulce de Leche, que não é “batizado” como o brasileiro, porém, este produto por ser de origem animal será apreendido pelo Ministério da agricultura, logo que passar pelo raio x do desembarque internacional no aeroporto brasileiro. Não tem escapatória. E o pior, irão abri-lo e jogá-lo no lixo na tua frente, mesmo pedindo para que eles doem para uma instituição de caridade, tal produto.

 

Espero que tenha ajudado. Ernesto Ataliba.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara, (Edson83) adorei seu relato! Você conseguiu ser susinto ao mesmo tempo que passou dicas interessantes. Será que vc poderia me indicar um lugar em BA para comprar agasalhos? Mas óh.... quero nada caro não, gostaria de dicas onde eu pudesse comprar roupas de frio com o preço mais acessível, viu isso por lá? Prefiro economizar porque vou descer até a Patagônia. Se puder me indicar, ficarei eternamente grata.

 

Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ah... Ernie, parabéns pelas dicas totalmente úteis a quem pretende fazer uma boa viagem. Valeu cara! Esse é o espírito de mochileiro.

 

Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fiz essas mini dicas para uma amiga que vai viajar. Achei valido enviar para a galera do mochileiros, já que pedi varias dicas com vcs aki.

 

 

RECOLETA

É o bairro mais chique de Buenos Aires, como se fosse um alto Leblon.

 

Se quiser, vá ao cemitério, é de graça e lá estão enterrados as celebridades portenhas, inclusive Evita Perón. Mas é um cemitério igual a qualquer outro.

 

Ao lado tem o Centro Cultural Recoleta, que quando fui tinha uma exposição de quadros bem legais.

 

Não fui ao Malba (Museu de Arte Moderna). É de graça as quartas feiras. Dizem que é muito legal.

 

Não tem metro para ir la. Eu fui de ônibus comum, mas pode ir de taxi ou então no ônibus turístico.

 

Lá tbm tem a flor. Que se abre com o sol e se fecha a noite. É muito grande e bonita, não sabia que podia descer pra tirar fotos perto dela... só descobri depois que estava no Brasil.

“Floralis generica é uma obra artística do arquiteto Eduardo Catalano, doado à cidade de Buenos Aires. Ele está localizado na avenida Figueroa Alcorta, em frente ao Museu de Belas Artes, e monumental da Faculdade de Direito (Universidade de BA)”

 Opinião do site

 

PLAZA DE MAYO E AVENIDA DE MAYO

 

Casa Rosada – É aonde fica a presidenta. Cheguei um dia as 17hs e a visitação já estava encerrada. Procurar saber os horários. Não sei se é cobrado.

 

Café Tortoni – Lugar tipo Confeitaria Colombo. Tem um show de tango mais simples e mais barato, que já me disseram q é bom, mas eu nunca fui a um show de Tango.

 

CENTRO

 

“Teatro Colón (Cerrito e Tucumán) É um grande orgulho para Buenos Aires possuir um dos melhores teatros líricos do mundo. Mesmo que você não possa assistir a um espetáculo não deixe de realizar uma visita guiada e conhecê-lo por dentro”

 Opinião do site. Quando fui la esse teatro estava em obra e portanto sem visitação. É do lado do Obelisco na 9 de Julho (a Presidente Vargas de BsAs)

 

LA BOCA

 

É um lugar longe e dizem que perigoso, então cuidado para não irem muito tarde.

Fui no ônibus de turismo. É aonde fica o estádio do Boca Juniors.

 

Você chega e dá de cara com aquelas casas coloridas, tem umas pessoas vestidas de dançarinos (as) de Tango e sósias do Maradona que cobram pra tirar foto. Muitas lojas de souvenirs, e muuuuitas coisas de Boca Juniors, de cuecas à canecas e chaveiros. A entrada no estádio acho q custa uns 13 pesos, vale a pena conhecer. Vc entra no estádio, no vestiário, vê os troféus, etc... similar só conheço o Museu do Futebol em São Paulo, mas o brasileiro é melhor e não estou dizendo isso por rixas futebolísticas.

 

 

PALERMO

 

É o bairro mais moderno e descolado de BA.... como se fosse uma Ipanema. É aonde tem os barzinhos mais descolados, as boliches (boites) e é meio caro pra comer, mas nada comparado a Puerto Madero.

 

Tem o Jardim Zoológico da cidade, aonde se pode alimentar alguns animais e eles ficam beeem mais pertos do que os do Rio. Agora o Zoológico mais famoso é o que fica localizado a 67 km da Capital federal Buenos Aires, na cidade de Lujan, aonde vc pode tocar os animais.

 

Segue uma matéria que achei na Internet:

http://www.aroundtheworld.com.br/joom/index.php?option=com_content&view=article&id=430:zoo-lujan-uma-experiencia-unica-&catid=45:argentina&Itemid=67

 

Lá também tem o Jardim Japonês, acho q custa 5 pesos. É um lugar mega zen, com carpas, símbolos japoneses, musica ambiente de meditação... enfim tudo muito cuidado, limpo, mas é um jardim como qualquer outro. Mas, turisticamente falando vale a pena ir, até pq é muito barato a entrada.

 

SAN TELMO

 

A feirinha de San Telmo acontece todo domingo. O bairro é tipo uma Santa Teresa, cheia de paralelepípedos e ruelas. A feira é basicamente artesanato e souvenir e acho q fica até umas 17 ou 18hs. Se forem tarde verificar o horário.

 

Se não for fresca, coma uma empanada das mulheres que vendem nos carrinhos. Foi a melhor empanada que comi em BA... a minha preferida é de verduras, mas tem de vários outros sabores.

 

E se for fresca coma uma empanada em uma lojinha bonitinha, só não deixe de comê-la.

 

PUERTO MADERO

 

É um bairro novo em BA. Com a ponte de La Mujer, que segundo o arquiteto é a posição de uma dança de tango. Confira!

 

Lá tem um restaurante famoso por aki que se chama Siga La Vaca, na época paguei 49 pesos, sem cobierto e tinha direito a comer carnes, acompanhamentos, sobremesas e bebidas (vinho, cerveja, água e refri) à vontade.

 

Mas comer por lá é caro. Muito caro. Se não forem na Vaca, vejam o cardápio antes para não tomarem um susto. E não se esqueçam de ver o valor do Cobierto.

 

O que é cobierto? É quanto eles cobram para o aluguel dos pratos e talheres. Se vc for só beber não tem cobierto. E isso não é o nosso 10%, vc pode ou não dar alguma propina a eles, que ai corresponde a nossa gorjeta.

 

 

 

 

 

COMPRAS

 

Florida e remediacoes são os melhores lugares pra se comprar e se compra muito, cuidado!!! É mega turístico, e todos falam português.

 

Tem vários outlets. Eu só fui ao da Nike, no shopping Alto Palermo, mas se jogar no Google se acha os das outras marcas.

 

Vale a pena comprar la:

 Artigos esportivos

 Perfume (pesquisando) – loja Falabella tem ótimas promoções

 

Não vale a pena comprar la:

 Óculos Escuros (é absurdamente caro!)

 

Fui tbm no Abasto Shopping (http://www.abasto-shopping.com.ar) É um shopping como outro qualquer. Dá pra ir de metrô.

 

Dizem que não vale a pena os eletrônicos (não sei pq não estava a procura disso).

 

Agora preparem os bolsos no free shop da volta de BA. É surreal... tem tênis Nike shox a USD80... tem vários óculos da Vogue, Armani a USD100 (eu comprei 3 modelos pq fiquei louca e tive que vender um quando cheguei aqui pra pagar o resto.... kkk).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fiz essas mini dicas para uma amiga que vai viajar. Achei valido enviar para a galera do mochileiros, já que pedi varias dicas com vcs aki.

 

 

RECOLETA

É o bairro mais chique de Buenos Aires, como se fosse um alto Leblon.

 

Se quiser, vá ao cemitério, é de graça e lá estão enterrados as celebridades portenhas, inclusive Evita Perón. Mas é um cemitério igual a qualquer outro.

 

Ao lado tem o Centro Cultural Recoleta, que quando fui tinha uma exposição de quadros bem legais.

 

Não fui ao Malba (Museu de Arte Moderna). É de graça as quartas feiras. Dizem que é muito legal.

 

Não tem metro para ir la. Eu fui de ônibus comum, mas pode ir de taxi ou então no ônibus turístico.

 

Lá tbm tem a flor. Que se abre com o sol e se fecha a noite. É muito grande e bonita, não sabia que podia descer pra tirar fotos perto dela... só descobri depois que estava no Brasil.

“Floralis generica é uma obra artística do arquiteto Eduardo Catalano, doado à cidade de Buenos Aires. Ele está localizado na avenida Figueroa Alcorta, em frente ao Museu de Belas Artes, e monumental da Faculdade de Direito (Universidade de BA)”

 Opinião do site

 

PLAZA DE MAYO E AVENIDA DE MAYO

 

Casa Rosada – É aonde fica a presidenta. Cheguei um dia as 17hs e a visitação já estava encerrada. Procurar saber os horários. Não sei se é cobrado.

 

Café Tortoni – Lugar tipo Confeitaria Colombo. Tem um show de tango mais simples e mais barato, que já me disseram q é bom, mas eu nunca fui a um show de Tango.

 

CENTRO

 

“Teatro Colón (Cerrito e Tucumán) É um grande orgulho para Buenos Aires possuir um dos melhores teatros líricos do mundo. Mesmo que você não possa assistir a um espetáculo não deixe de realizar uma visita guiada e conhecê-lo por dentro”

 Opinião do site. Quando fui la esse teatro estava em obra e portanto sem visitação. É do lado do Obelisco na 9 de Julho (a Presidente Vargas de BsAs)

 

LA BOCA

 

É um lugar longe e dizem que perigoso, então cuidado para não irem muito tarde.

Fui no ônibus de turismo. É aonde fica o estádio do Boca Juniors.

 

Você chega e dá de cara com aquelas casas coloridas, tem umas pessoas vestidas de dançarinos (as) de Tango e sósias do Maradona que cobram pra tirar foto. Muitas lojas de souvenirs, e muuuuitas coisas de Boca Juniors, de cuecas à canecas e chaveiros. A entrada no estádio acho q custa uns 13 pesos, vale a pena conhecer. Vc entra no estádio, no vestiário, vê os troféus, etc... similar só conheço o Museu do Futebol em São Paulo, mas o brasileiro é melhor e não estou dizendo isso por rixas futebolísticas.

 

 

PALERMO

 

É o bairro mais moderno e descolado de BA.... como se fosse uma Ipanema. É aonde tem os barzinhos mais descolados, as boliches (boites) e é meio caro pra comer, mas nada comparado a Puerto Madero.

 

Tem o Jardim Zoológico da cidade, aonde se pode alimentar alguns animais e eles ficam beeem mais pertos do que os do Rio. Agora o Zoológico mais famoso é o que fica localizado a 67 km da Capital federal Buenos Aires, na cidade de Lujan, aonde vc pode tocar os animais.

 

Segue uma matéria que achei na Internet:

http://www.aroundtheworld.com.br/joom/index.php?option=com_content&view=article&id=430:zoo-lujan-uma-experiencia-unica-&catid=45:argentina&Itemid=67

 

Lá também tem o Jardim Japonês, acho q custa 5 pesos. É um lugar mega zen, com carpas, símbolos japoneses, musica ambiente de meditação... enfim tudo muito cuidado, limpo, mas é um jardim como qualquer outro. Mas, turisticamente falando vale a pena ir, até pq é muito barato a entrada.

 

SAN TELMO

 

A feirinha de San Telmo acontece todo domingo. O bairro é tipo uma Santa Teresa, cheia de paralelepípedos e ruelas. A feira é basicamente artesanato e souvenir e acho q fica até umas 17 ou 18hs. Se forem tarde verificar o horário.

 

Se não for fresca, coma uma empanada das mulheres que vendem nos carrinhos. Foi a melhor empanada que comi em BA... a minha preferida é de verduras, mas tem de vários outros sabores.

 

E se for fresca coma uma empanada em uma lojinha bonitinha, só não deixe de comê-la.

 

PUERTO MADERO

 

É um bairro novo em BA. Com a ponte de La Mujer, que segundo o arquiteto é a posição de uma dança de tango. Confira!

 

Lá tem um restaurante famoso por aki que se chama Siga La Vaca, na época paguei 49 pesos, sem cobierto e tinha direito a comer carnes, acompanhamentos, sobremesas e bebidas (vinho, cerveja, água e refri) à vontade.

 

Mas comer por lá é caro. Muito caro. Se não forem na Vaca, vejam o cardápio antes para não tomarem um susto. E não se esqueçam de ver o valor do Cobierto.

 

O que é cobierto? É quanto eles cobram para o aluguel dos pratos e talheres. Se vc for só beber não tem cobierto. E isso não é o nosso 10%, vc pode ou não dar alguma propina a eles, que ai corresponde a nossa gorjeta.

 

 

 

 

 

COMPRAS

 

Florida e remediacoes são os melhores lugares pra se comprar e se compra muito, cuidado!!! É mega turístico, e todos falam português.

 

Tem vários outlets. Eu só fui ao da Nike, no shopping Alto Palermo, mas se jogar no Google se acha os das outras marcas.

 

Vale a pena comprar la:

 Artigos esportivos

 Perfume (pesquisando) – loja Falabella tem ótimas promoções

 

Não vale a pena comprar la:

 Óculos Escuros (é absurdamente caro!)

 

Fui tbm no Abasto Shopping (http://www.abasto-shopping.com.ar) É um shopping como outro qualquer. Dá pra ir de metrô.

 

Dizem que não vale a pena os eletrônicos (não sei pq não estava a procura disso).

 

Agora preparem os bolsos no free shop da volta de BA. É surreal... tem tênis Nike shox a USD80... tem vários óculos da Vogue, Armani a USD100 (eu comprei 3 modelos pq fiquei louca e tive que vender um quando cheguei aqui pra pagar o resto.... kkk).

 

Qualquer duvida podem enviar email para [email protected]

 

bjss

 

Lu

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...