Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
rodrigovix

Indonésia + Singapura + Tailândia (36 dias – out e nov/2017) A viagem dos SONHOS!

Posts Recomendados

2 minutos atrás, rodrigovix disse:

Capítulo 3: Bangkok, tempestade e a corrida contra o tempo.

01_cap_3.thumb.jpg.1c284b4594e61df8da349e286bd951e8.jpg

3º dia (13 de outubro)

A alegria de chegar a Bangkok estava potencializada por finalmente termos saído de dentro de um avião. Eu não aguentava mais tantas horas de voo. Chegando no Aeroporto Internacional de Suvarnabhumi (BKK), seguimos direto para a fila do Health Control, um controle de saúde que, basicamente, no nosso caso, irá atestar o nosso Certificado Internacional de Vacina contra a Febre Amarela. Aqui fica então a primeira dica. Não adianta ir pra fila da imigração sem ter passado pelo Health Control antes. Vai perder tempo.

Atestado nosso Certificado, seguimos para a fila da imigração, que foi bem tranquila. Em seguida, pegamos nossos mochilões e fomos trocar dinheiro. Trocamos apenas 50 dólares, pois sabíamos que aqui não seria a melhor das cotações. Mas, no final das contas, a diferença da cotação no aeroporto para a região da Khao San Road (a melhor que encontramos na viagem) foi de THB 1,72. Na prática, significa uma diferença de R$ 17,20 para cada 100 dólares trocados. Há quem goste de economizar em tudo (como eu), mas há quem opte pela praticidade e não ligue pra essa diferença. Vai de cada um.

Compramos um chip de internet ilimitada 4G para Antenor, 15 dias de uso (conta os dias usados, e não tempo corrido). Saiu por THB 499 (era da marca AIS 12C). Entretanto, acabou antes do previsto. Ou a mulher nos enganou, ou não soube explicar direito, ou nós não entendemos direito. Fizemos as contas de 15 dias corridos e não bateu (durou mais que isso). Fizemos as contas de 15 dias usados e não bateu (durou menos que isso). Só se for uma franquia que acabou (mas nos venderam como ilimitado). Enfim, informem-se bem.

Seguimos até a estação de metrô que fica no próprio aeroporto. Compramos as passagens nas maquininhas de tickets (THB 45 cada). Você coloca o destino e aparece o valor. Insere a nota ou as moeda e pega o troco. Bem simples.

Seguimos até a estação de Paya Thai, que é o mais próximo da região da Khao San Road que conseguimos chegar de metrô. Depois disso, era preciso pegar um táxi até lá. Essa forma é mais barata de sair do BKK em direção a KSR. No metrô, conhecemos dois brasileiros que também estavam indo para a mesma região, então decidimos rachar um Uber. A corrida total deu THB 150. Optamos por pagar THB 100 (THB 50 cada), pois os dois brasileiros iriam continuar no Uber depois que saímos.

Paramos em frente ao nosso hotel, Rambutri Village, localizado na rua Rambutri. É bem próximo a Khao San Road (5 minutos andando). Descobrimos que, além de ter que pagar toda a hospedagem no ato do check-in, ainda tínhamos que deixar um valor de THB 1000 de caução, que seria devolvido depois no check-out. Então saí para trocar 200 dólares, paguei a hospedagem (THB 1200) para 1 diária quarto casal + THB 1000 de caução.

04_cap_3.thumb.jpg.a55e8ed5cf5b9f4ffba98ffe358f24ce.jpg

Tomamos um banho pra tirar a "inhaca" de viagem e fomos descansar do tal jet lag, o efeito que dá na gente quando mudamos o fuso horário assim bruscamente. O corpo precisa se acostumar com os novos horários de "dia" e "noite". 

Acordamos mais à noite e saímos para conhecer a Khao San Road. É basicamente a rua mais famosa de Bangkok. Uma concentração de mochileiros de todas as nacionalidades, em meio aos letreiros luminosos e às mil e uma barraquinhas de tudo-quanto-é-coisa.

Já aproveitamos para iniciar os trabalhos na culinária tailandesa. Pedi um Phad Thai (lê-se "pá tai") por míseros THB 50 e Antenor um Fried Rice por THB 70. Estava uma delícia, inclusive pelo tempero "preço" de um jantar a 5 reais haha.

02_cap_3.thumb.jpg.71ecc6da199ccf96b79d3b022b5c75a9.jpg

03_cap_3.thumb.jpg.b9c3888e64d44f4f0c56e621f38e816d.jpg

05_cap_03.thumb.jpg.ac0635b7a10ab656c0b61adcd0834179.jpg

Outra estreia que fizemos foi na 7Eleven. Trata-se de uma rede de lojinhas de conveniência, tipo essas que vemos em postos de gasolina no Brasil, porém com coisas extremamente baratas. É o paraíso de um mochileiro. Tratamos de comprar o nosso "café da manhã" do dia seguinte, e gastamos apenas THB 60 para o casal (sim, 6 reais o casal).

Seguimos para o hotel logo em seguida. Afinal, precisávamos dormir cedo, pois madrugaríamos no aeroporto DMK (não confundir com o BKK) para pegar o voo para Bali.

Só que nem sempre as coisas saem como planejado.

 

4º dia (14 de outubro)

O barulho da chuva nos acordou antes mesmo do despertador. Eram 2h da manhã, e nosso voo estava marcado para as 5h50. O céu estava desabando em água e relâmpagos, eu nunca havia visto uma coisa daquelas. Eram as monções nos mostrando que os relatos dizem bem quando nos pedem pra evitá-las.

Pegamos nossas coisas, que já estavam arrumadas, e descemos pra recepção. O térreo do hotel já tinha água transbordando de dentro da própria tubulação. O pátio em frente estava completamente alagado. "Táxi nenhum virá até aqui, vocês terão que caminhar até a rua principal", disse a recepcionista, com um olhar de pena pra cima gente. Nos deram sacos de lixo para que pudéssemos nos proteger um pouco da chuva. Fizemos o check-out e pegamos nosso depósito caução de THB 1.000 de volta.

A água batia acima dos nossos joelhos. Andávamos devagar com medo de pisar em algum buraco. Eu já imaginava as mil e uma doenças que eu poderia estar pegando ali, mas não dava tempo de lamentar. Era preciso arrumar um táxi. Mas como? Nenhum louco estava na rua, só a gente.

Cruzando a esquina, vimos um taxista deixando uma senhora na frente de um hotel, no único metro quadrado que não estava alagado. "MOÇO, PLEASE, PELAMORDEDEUS, WAIT", foi uma mistureba de português com inglês no desespero, mas conseguimos chegar e pedir pra que ele nos levasse ao aeroporto, ou perderíamos nosso voo. Ele pensou e disse "THB 500". Nem esperamos ele acabar de falar e já fomos entrando no carro, aceitamos na hora. "50 reais" era uma pechincha perto da distância e das condições que ele nos levaria até o aeroporto.

Quanto mais ele avançava pelas ruas, mais a água subia. Ela já estava batendo no meio da porta do Corolla do pobre coitado. O que a gente via de carro quebrado no meio da enchente não era brincadeira. Eu não fazia ideia de como aquele taxista estava sendo louco de encarar aquela enchente pra nos levar. Mas sei que ele devia estar um pouco arrependido, porque ficava murmurando umas coisas em tailandês, que eu imagino que fosse "meu Deus, que merda que eu fui fazer?". Eu compadeci mais ainda daquelas orações quando senti meu pé molhar. A água já estava começando a entrar no carro na parte de trás. "Agora fudeu", pensei.

Antenor gravou uns stories, vou postar aqui:

06_video_cap_03.mp4

Em um certo momento, depois de entrar em mil ruas e atalhos diferentes, tentando fugir das ruas mais alagadas, ele parou próximo a um cruzamento. "Não dá mais", disse, em Tailandês. Toda nossa conversa era baseada no google translator do celular, porque ele não falava inglês. Disse que dali em diante não conseguiria passar, pois nenhum carro estava passando, só caminhões.

Do lado de fora, havia uma guarita dessas de policiais de trânsito. Ele ainda tentou nos ajudar perguntando se não havia outro caminho. Pois não havia, era só aquele. Lamentando, ele nos cobrou "apenas" THB 300. Quase paguei os THB 500 só pela coragem e bondade daquele homem de nos levar até ali.

Ali ficamos, no meio do "nada", observando aquelas centenas de faróis dos carros parados, aguardando a água baixar. Já estávamos convencidos de que perderíamos o voo. Uns moradores locais que estavam ali perto da guarita, com pena da gente, pararam um caminhão que estava passando. Perguntaram se não poderiam nos levar até o aeroporto. Ficaram uns 5 minutos negociando em Tailandês, que mais pareceram 5 horas. Faltava menos de 30 minutos para o voo. Precisávamos correr.

"Eles estão pedindo THB 30 por cada um de vocês", disse uma adolescente num inglês engraçado e gentil. "YES! YES!" e já fomos subindo na caçamba do caminhão. Lá em cima, nos deparamos com dois indianos que estavam na mesma situação que a gente, e também com uma série de toneis azuis que ocupavam tudo ali. "Subam em cima dos toneis, cuidado para não cair dentro", disse um dos indianos.

Quando eu olho para dentro de um dos tonéis, imediatamente me arrependo de ter olhado. Eles estavam todos carregados de, acreditem, LAVAGEM DE PORCO. Antenor quase caiu duro quando viu kkkkkkk. Era inacreditável. Lá estávamos nós, correndo contra o tempo para chegar ao aeroporto, numa enchente cinematográfica, dividindo com dois indianos a caçamba de um caminhão carregado de lavagem de porco.

07_cap_03.thumb.jpg.3a04c1a33713648b776e72185e1d8344.jpg

08_video_cap_03.mp4

Essas histórias, depois que passam, viram as nossas preferidas hahaha.

O cara foi voando, com certeza acima dos limites permitidos praquela via. Conseguimos chegar no aeroporto, convictos de que lá estaria um caos, com voos atrasados e tudo mais. Porém, tudo normal, como se nada tivesse acontecido na cidade. Não sei se é o costume desse povo em relação às monções, ou se lá não choveu tanto assim (duvido), mas por uma questão de 15 minutos nós perdemos o voo para Bali, e não havia reembolso ou remarcação possível.

Só nos restava aceitar a merda e comprar outras passagens. Ou compraríamos pela mesma companhia, a Malindo Air, porém só para o mesmo horário do dia seguinte, e comprometeríamos 1 dia de roteiro em Bali, ou então compraríamos uma mais cara, pela AirAsia, que sairia ao meio dia, e nos faria perder apenas uma tarde do roteiro. Com dor no coração, pagamos THB 9940 em 2 passagens.

Depois fomos comer o café da manhã que compramos no dia anterior e esperar as 6 horas até o voo. Como deu mais fome depois, compramos mais comida do lado de fora do aeroporto. Sanduíches, sucos e chocolate por THB 117, e também tomamos dois frapês antes de embarcar (THB 80 cada).

Depois de aproveitar pra tirar uns cochilos, colocar o celular pra carregar e mandar notícia pra família, deu a hora do embarque. Dissemos o nosso "até logo" para Bangkok, torcendo para que a cidade nos recebesse com mais calma no nosso retorno.


SALDO DOS DIAS (dividido por pessoa):

THB 499 - Chip internet
THB 45 - Passagem metrô
THB 50 - Uber até KSR 
THB 600 cada - 1 diária Rambutri Village
THB 75 - Jantar
THB 30 - 7Eleven
THB 150 - Táxi 
THB 30 - Caminhão
THB 4.970 - Passagem Bali 
THB 59 - Lanche no aero 
THB 80 - Frapês

TOTAL: THB 6.588 (USD 200)

 

PRÓXIMO CAPÍTULO: Roby, o motorista mais gente boa de Bali.

show, lendo kk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Os vídeos saíram como anexos pra download. Tô colocando no YouTube e depois edito aqui.

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não tenho previsão de fazer esse roteiro. Mas, estou aqui lendo tudinho por ser uma leitura tão maravilhosa. Parabéns, Rodrigo. 

Fiz Perú em 2016 Bolívia e inclui vários lugares por conta do teu relato anterior.

Continue assim, obrigado e parabéns novamente pela viagem e pela escrita.

:)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mais um relato fantástico!

Você me ajudou bastante no mochilão pela América do Sul. Sempre que me pedem dicas eu tenho o link daquele relato salvo para compartilhar hehe.

Ansioso pelos próximos capítulos, abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 16/04/2018 em 10:52, joel.hallow disse:

Não tenho previsão de fazer esse roteiro. Mas, estou aqui lendo tudinho por ser uma leitura tão maravilhosa. Parabéns, Rodrigo. 

Fiz Perú em 2016 Bolívia e inclui vários lugares por conta do teu relato anterior.

Continue assim, obrigado e parabéns novamente pela viagem e pela escrita.

:)

Ahh que coisa boa de ler, Joel! Valeu mesmo!!!

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 20/04/2018 em 23:51, calmonneto disse:

Mais um relato fantástico!

Você me ajudou bastante no mochilão pela América do Sul. Sempre que me pedem dicas eu tenho o link daquele relato salvo para compartilhar hehe.

Ansioso pelos próximos capítulos, abraços!

Gostei de ver, Calmonneto! haha Obrigado, de coração.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É, gente. Esse relato tá mais difícil ainda de escrever que o anterior. Tempo corrido demais. O jeito é eu começar a escrever menos nos capítulos, ser mais objetivo e menos narrativo. Assim tá pra postar mais capítulos e de forma mais rápida.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 30/04/2018 em 10:22, rodrigovix disse:

É, gente. Esse relato tá mais difícil ainda de escrever que o anterior. Tempo corrido demais. O jeito é eu começar a escrever menos nos capítulos, ser mais objetivo e menos narrativo. Assim tá pra postar mais capítulos e de forma mais rápida.

não mesmo...kkkkk...prefiro que demore a postar, mas que relate detalhadamente tudo, do que ser mais objetivo e deixar passar algo...

seus relatos são os melhores por isso, muito bem explicado em cada detalhe...e muito engraçado tambem.

continua do jeito que está brow...

abraço!!!

p.s.: 1 de agosto to embarcando pra Tailandia e Indonesia...to anotando tudo ...

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

nossa adorando o seu relato... muitoooo bom...está de parabens 

Esperando ansiosa pela continuação.

Pretendo ir pra Tailândia em outubro desse ano e estou anotando as dicas....único problema está sendo as passagens... estão altíssimas... estou acompanhando os valores desde janeiro e até agora nada de baixar :(:(

Vou esperar mais um pouco pra ver se aparece alguma promoção ou então vou ter que mudar de destino..aguardo continuação...

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 06/05/2018 em 15:16, Analy disse:

nossa adorando o seu relato... muitoooo bom...está de parabens 

Esperando ansiosa pela continuação.

Pretendo ir pra Tailândia em outubro desse ano e estou anotando as dicas....único problema está sendo as passagens... estão altíssimas... estou acompanhando os valores desde janeiro e até agora nada de baixar :(:(

Vou esperar mais um pouco pra ver se aparece alguma promoção ou então vou ter que mudar de destino..aguardo continuação...

 

Oi Analy, poxa comprei as minhas pela Emirates em Fevereiro, paguei 8.600 para duas pessoas, ida X volta.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Por Junior Chags
      Pessoal estou pensando em fazer um mochilão para Asia em Julho 2019, se alguem tiver interesse me add 85 9 8585-0850 para combinarmos algo.
    • Por Bre Ramos
      Olá, gostaria que alguém me ajudasse a sanar esta dúvida sobre o visto de trânsito para a China. Vou fazer uma conexão de 9h lá para ir para a Tailândia, porém as informações da internet estão mto confusas. Em alguns sites diz que eu tenho que aplicar junto a companhia aérea, outros dizem que se aplica na chegada do aeroporo de Beijin, outros dizem que tenho que preencher um formulário.
      Alguém fez recentemente conexão por lá e pode me ajudar nessa questão? Agradeço imensamente.
    • Por Bre Ramos
      Olá, gostaria que alguém me ajudasse a sanar esta dúvida sobre o visto de trânsito para a China. Vou fazer uma conexão de 9h lá para ir para a Tailândia, porém as informações da internet estão mto confusas. Em alguns sites diz que eu tenho que aplicar junto a companhia aérea, outros dizem que se aplica na chegada do aeroporo de Beijin, outros dizem que tenho que preencher um formulário.
      Alguém fez recentemente conexão por lá e pode me ajudar nessa questão? Agradeço imensamente.
       
    • Por Stéfano Amaral
      Fala pessoal!!
      Estou planejando uma viagem de 21 dias para o Sudeste Asiático (Tailândia, Malásia e Singapura), se puderem dar uma "mãozinha" com o meu roteiro.
      Estou viajando para conhecer os templos e as cidades, mas não vou deixar de curtir as praias da Tailândia.
      Olha o roteiro aí:
      1º Dia) Viagem Brasil --> Bangkok
      2º - 5º Dia) Bangkok: vou ficar 03 dias na cidade e 01 dia vou até Ayutthaya;
      6º Dia) Viagem Bangkok --> Krabi: avião + 3h, chego em Krabi e conheço o local;
      7º Dia) Krabi ---> Koh Hong: bate volta;
      8º Dia) Krabi --> Koh Phi Phi: Sleep May Bay (durmo no barco e não gasto hostel)
      9º Dia) Koh Phi Phi: ficar em um resort e relaxar (só uma noite, a noite do luxo)
      10º Dia) Koh Phi Phi: conhecer praias 
      11º Dia) Phi Phi --> Langkwai (Malásia): + 8 horas de balsa
      12º Dia) Langkwai
      13º Dia) Langkwai --> Kuala Lumpur: 8 horas (balsa e trem)
      14º - 15º Dia) Kuala Lumpur
      15º Dia noite) Kuala Lumpur --> Singapura: trem noturno
      16º - 19º) Singapura
      20º Dia) Singapura --> Brasil
      Eai, o que acham?? 
       


×