Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
rodrigovix

Indonésia + Singapura + Tailândia (36 dias – out e nov/2017) A viagem dos SONHOS!

Posts Recomendados


Faaaala, galera. Desculpa o "sumiço". Tava colocando umas coisas em ordem, e agora acho que dá pra continuar escrevendo o relato (cada capítulo me consome o tempo livre de um dia inteiro ou mais rs).

Comecei a escrever aqui, e acho que amanhã já consigo postar o Capítulo 4.

Abraços!!!

  • Gostei! 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obs.: postei um comentário antes da hora e depois não soube apagar. Se alguém souber como faz, me avisa aqui. Tô um pouco perdido nesse formato novo do fórum rs.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Capítulo 5: Templos e praias de Bali, a ilha mágica.

5º dia (15 de outubro)

Acordamos um pouco antes do horário combinado com o Roby, pois nosso hotel não tinha café da manhã. Caminhamos uns 10 minutos pela beirada do asfalto até uma dessas vendinhas locais, e ali já deu pra sentir melhor o clima mágico de Bali. Pagamos Rp. 20.000 cada nuns biscoitos de gosto diferente e um café adoçado com leite condensado. Não foi a coisa mais gostosa do mundo, mas se alimentar como os locais era um dos nossos objetivos nessa viagem, e isso era empolgante demais.

Roby nos mostrou pontualidade quando encostou seu carro em nosso hotel às 7h55. Após uma breve apresentação, para o que se tornaria uma grande amizade de viagem, seguimos para a primeira parada do dia: o templo de Uluwatu.

Antes de continuar, vou deixar o roteiro do dia conforme havíamos combinado por e-mail. Toda a conversa sobre os melhores locais a se visitar foi feita com antecedência. Eu disse os locais que queria conhecer, e ele me deu os conselhos de melhor ordem e possibilidades. Fiquei muito satisfeito com o planejamento final, porque em nenhum momento ele quis me empurrar locais ou me desencorajar de outros - pelo contrário, ele foi muito sincero e realista, tentando ao máximo satisfazer nossas vontades. Afinal, é para isso que se contrata um motorista/guia particular.

O roteiro do dia ficou assim:

- Partida do nosso hotel em Uluwatu;
- Templo de Uluwatu (lê-se "Uluatú");
- Padang Padang beach (a praia que Julia Roberts gravou cenas pro filme "Comer, Rezar e Amar"; lê-se "Padãn Pandãn", quase engolindo o som do "g");
- Dreamland Beach (uma praia que pertence a um resort);
- Pausa pro almoço
- Green Bowl Beach (acredito que tenha esse nome "tigela verde" por conta das pequenas cavernas que ficam nos paredões);
- Nusa Dua Beach;
- Tanah Lot (o famoso templo no mar; lê-se "Tána Lót");
- Finalizamos no nosso hotel em Ubud.

 

Templo de Uluwatu

Começamos pelo famoso templo de Uluwatu. Já na entrada, dezenas de macacos nos recepcionavam, fazendo a alegria da gringaiada. Nós já estávamos espertos com nossos pertences, porque a fama deles por aqui não é muito boa rs. Costumam afanar as coisas em busca de comida, então todo cuidado é pouco.

01_cap5_uluwatu.thumb.jpg.d20e8760373982e019170cb44bd681a1.jpg

 

A entrada do templo custa Rp. 30.000 por pessoa, e inclui o empréstimo do "sarong" (lê-se "sarõn", engolindo o "g"), uso obrigatório no local. O local é grande e muito bonito, e pudemos presenciar uma aula de música para meninos balineses, a trilha sonora perfeita para a ocasião.

321010094_02_cap5_uluwatu(Personalizado).thumb.jpg.ca26445a516fd9d6a279f4879ab258d4.jpg

763625585_04_cap5_uluwatu(Personalizado).thumb.jpg.4541f5019f1566881c59c6278a0acf3c.jpg

2116890259_03_cap5_uluwatu(Personalizado).thumb.jpg.ba9917a44aafe73abc3ad4b733ba3e2b.jpg

 

Enfim, chegamos à parte do penhasco, onde era possível avistar o templo de Uluwatu (cuja entrada é restrita) bem na ponta, e toda a "orla" a ser percorrida pelos visitantes. Lindo demais!

1611297353_06_cap5_uluwatu(Personalizado).thumb.jpg.b71f9ad4a678145ab0851929a49899be.jpg

2058546345_06_cap5_uluwatu_2(Personalizado).thumb.jpg.3272acf827463ac3bd6f4d8d9973bd33.jpg

1340438256_07_cap5_uluwatu(Personalizado).thumb.jpg.8b01f2e728c5d4899db04953e6b810f9.jpg

 

Em nosso roteiro original, não fosse o vôo que perdemos em Bangkok, teríamos vindo aqui no dia anterior, por conta própria, presenciar o por do sol, que dizem ser muito bonito, e participar do famoso espetáculo de dança que acontece no final da tarde, e custa Rp. 100.000 por pessoa. Então fica a dica para quem tiver tempo.

 

Padang Padang Beach

Seguimos viagem para a praia de Padang Padang, que ficou famosa após a gravação do filme Comer, Rezar e Amar, estrelado por Julia Roberts. Pagamos Rp.10.000 cada na entrada, que acredito ser uma pequena taxa de preservação. A praia não é muito extensa, mas é bem bonita. Combinamos de ficar ali por 1 hora, então aproveitamos para relaxar, tomar uma água (Rp. 10.000) e, é claro, uma Bitang bem gelada (Rp. 40.000).

1981670202_08_cap5_padang_padang(Personalizado).thumb.jpg.4b68292bbb9397760894e8e54362ccb7.jpg

283581041_09_cap5_padang_padang(Personalizado).thumb.jpg.4ec4d619189c723d33d625ec4dd297e7.jpg

200712660_10_cap5_padang_padang(Personalizado).thumb.jpg.ad9dc3450678e15a5aa23c463e095a0c.jpg

1635834856_10_cap5_padang_padang_2(Personalizado).thumb.jpg.e31406f5a95adf171ce9b06f252f8579.jpg

 

 

Dreamland Beach

Nosso destino seguinte foi a Dreamland Beach, uma praia que pertence a um resort, porém permite acesso ao público de não hóspedes. Roby nos deixou num estacionamento, que era o ponto limite de onde os carros podiam ir. A partir dali, somente os carrinhos de transporte do resort podiam transitar, e para isso pagamos Rp. 10.000 cada (ida e volta), para que nos levassem até a praia.

Logo na chegada, havia uma feirinha, onde na volta compramos uma camiseta (Rp. 50.000) e duas águas de 500ml (Rp. 5.000 cada). Essa feirinha fica ao lado de uma água suja, não muito convidativa, mas que não tira a beleza da praia, até porque não faz contato com o mar (acredito eu).

Percorremos pela praia fazendo fotos, subimos um morrinho na entrada pra ter uma visão mais ampla, e depois fomos embora. Não quisemos gastar muito tempo ali.

1940711284_11_cap5_dreamland_beach(Personalizado).thumb.jpg.1e809f817907ad51096ed7ed44844dc9.jpg

1591767371_12_cap5_dreamland_beach(Personalizado).thumb.jpg.2fb3175273d9626eaff02659cb5cddf2.jpg

997710973_13_cap5_dreamland_beach(Personalizado).thumb.jpg.d635370146866064146e87361e92d177.jpg

1417129007_14_cap5_dreamland_beach(Personalizado).thumb.jpg.d077e1100c4c2e62ca1f0660610653e6.jpg

308158780_15_cap5_dreamland_beach(Personalizado).thumb.jpg.15f0d5a7b6b1209df3505a794fa68af1.jpg

1682726116_16_cap5_dreamland_beach(Personalizado).thumb.jpg.15e75d7fb399e0a064070a803af1c5a9.jpg

1146008551_17_cap5_dreamland_beach(Personalizado).thumb.jpg.8400167fb36f5482f3e284b93461ed96.jpg

 

Pausa para o almoço

O carrinho do resort nos levou de volta ao encontro do Roby, e era hora de uma pausa para o almoço. Pedimos a ele que nos levasse num lugar onde os locais almoçavam, e assim ele fez. Antes, paramos para comprar um chip de internet para Antenor (Rp. 80.000 para 4GB de internet), que aguentou bem os quase 10 dias que ficamos em Bali. Eu ainda estava usando o meu chip da EasySIM4U, embora não estivesse funcionando muito bem. No caminho, aproveitamos para trocar mais uns dólares na melhor cotação que achamos (Rp. 13.300 por dólar), não muito diferente do que pegamos no aeroporto.

O "restaurante" para onde ele nos levou (com muitas "aspas") era bem o que queríamos. Comida local e barata. Foram Rp. 20.000 por um prato de frango frito, arroz e um molho apimentado, e mais Rp. 5.000 numa garrafa de refrigerante local que parecia mais um chá. Valeu a experiência! Pagamos o almoço do Roby, também.

603467171_18_cap5_almoco(Personalizado).thumb.jpg.3c81db4f25b678d8f4f939f241267d6b.jpg

 

Green Bowl beach

A parada seguinte foi Green Bowl Beach, uma praia que prometia ser muito bonita pelas fotos que eu havia pesquisado. E ela não decepcionou. Pagamos Rp. 10.000 cada na entrada, e aproveitamos pra comprar uma garrafa de 1L de água por Rp.10.000. Afinal, seria necessário descer e subir muitos degraus por aqui. E sol tava daquele jeito!

1808950609_19_cap5_green_bowl(Personalizado).thumb.jpg.a55ef3de70de51cd913687b3419d5d1f.jpg

 

O visual da descida é deslumbrante! A praia não é muito longa, e os turistas ficam concentrados nas pequenas "cavernas" que dão nome ao lugar, creio eu. O mar é bem raso, com muitas pedras, uma leve correnteza, e uma água muito quente. Ideal para ficar relaxando e curtindo a vibe das férias.

1363542638_20_cap5_green_bowl(Personalizado).thumb.jpg.01a0b3883535c53681a516a6a9802e33.jpg

823560660_21_cap5_green_bowl(Personalizado).thumb.jpg.262d680ed6276f3a2d0a7f7257fbd93a.jpg

1255195219_22_cap5_green_bowl(Personalizado).thumb.jpg.09d1b11b39472bf9da17b68ec509c187.jpg

107351212_22_cap5_green_bowl_2(Personalizado).thumb.JPG.4cc4a6c7231ab831ca2c82e6d655273a.JPG

 

Nusa Dua Beach

Seguimos para a última praia do dia, Nusa Dua. Ficamos cerca de 40 minutos por lá, o suficiente para dar um mergulho e aproveitar a paisagem. Nessa praia, não pagamos nada para entrar, e também não quisemos ficar muito tempo, pois o objetivo era pegar o por do sol no Tanah Lot e a tarde já estava quase no fim. Lembrem-se: o trânsito em Bali pode ser caótico, então se antecipem a isso.

1782802872_23_cap5_nusa_dua(Personalizado).thumb.jpg.d949efce4cba14a61ee63afa58d0f2ad.jpg

1363938962_24_cap5__nusa_dua(Personalizado).thumb.jpg.80609e65c548eafcd58f47e7d72baf8c.jpg

 

Tanah Lot

Chegamos ao último ponto a ser visitado no dia, o "Templo no Mar". O Tanah Lot é o principal cartão postal de Bali, e isso ficou claro tão quando descemos do carro. Estacionamento, feirinhas, e muitos turistas na entrada do local. O por do sol é bem famoso por aqui, então espere sempre o lugar cheio. Pagamos Rp. 60.000 cada de entrada, e mais Rp. 10.000 numa água de 1L. Demos uma rodada pelo lugar e fizemos algumas fotos, mas não demoramos muito, porque eu queria mesmo era me posicionar bem para o por do sol. 

341182171_25_cap5_tanah_lot(Personalizado).thumb.jpg.a10f6b6bb90b134108579b15cbf1b6da.jpg

831462320_26_cap5_tanah_lot(Personalizado).thumb.jpg.646b41ae5ad6b1b1ed6bec49c7fa9e52.jpg

 

Avistei uns restaurantes numa parte mais alta, e subimos até lá. Era preciso consumir (quase uma obrigação moral, visto que os garçons já te abordam quando você chega), então pedimos uma Bitang (Rp. 38.000). Se valeu a pena? Bom, deixo vocês concluírem pelas fotos rs. Só sei que foi o tempo exato, pois, logo após o sol se por, começou a chover. 

1828796684_26_cap5_tanah_lot_2(Personalizado).thumb.JPG.205232b8aa1d7decd36d259435f1d72b.JPG

1353772765_27_cap5_tanah_lot(Personalizado).thumb.jpg.e9bf1f6270d5066ea3e168dc878ca34f.jpg

635827282_28_cap5_tanah_lot(Personalizado).thumb.jpg.d825bf9c9116c9e5e49f1d6ad51ca330.jpg

127400727_29_cap5_tanah_lot(Personalizado).thumb.jpg.c64a4607ad9b3ad97f3df8f9fbda8068.jpg

 

Juntamos as nossas coisas e fomos ao encontro do Roby no estacionamento. Era hora de seguir para Ubud. Antes, decidimos experimentar um "milho doce" na brasa por Rp. 15.000. Pedimos para o cara não colocar muita pimenta, mas foi o mesmo que nada. Tava tão apimentado que ficou impossível comer haha. Compramos uma água por Rp. 5.000 e partimos!

 

Ubud

Combinamos com Roby de que ele nos deixasse no nosso hotel em Ubud ao final do dia. Isso foi essencial para o nosso roteiro, visto que ganharíamos um precioso tempo com locomoção.

A ideia original era usar o dia seguinte para conhecer as proximidades de Ubud por conta própria, de scooter alugada (aquelas motinhas automáticas) e, no outro dia, usar os serviços do Roby novamente para conhecer algumas regiões mais afastadas. Ele nos perguntou se podíamos inverter os dias (provavelmente porque havia cliente querendo agendar com ele também no mesmo dia). O serviço dele foi tão satisfatório que não hesitamos em aceitar. Ele agradeceu demais pela ajuda!

Fizemos check-in no Angga Homestay, um dos poucos hotéis dessa viagem em que não foi preciso pagar tudo com antecedência. Foi uma das melhores hospedagens dessa viagem. Não à toa tem uma nota tão boa no booking. A dona, Putu (lê-se "Putú") nos tratou como filhos. Sem falar na arquitetura, linda demais! Bem típica do lugar. É como se você estivesse hospedado na casa de um balinês (o que não deixa de ser). Aproveitamos para deixar umas roupas com ela para serviço de lavanderia e saímos para jantar.

Ubud é um charme, e não foi preciso a luz do dia para perceber isso já no primeiro contato. A rua principal é repleta de restaurantes e um milhão de scooters estacionadas. É o principal meio de locomoção local. Ubud me deu uma sensação semelhante ao que senti em San Pedro de Atacama, no Chile. É como visitar Búzios, porém na versão cultural do país em que estamos haha. Não à toa é o lugar preferido da maioria dos que visitam Bali.

Jantamos num restaurante "melhorzinho" por Rp. 144.500 o casal. Depois de um dia cansativo, a gente merecia. Combinamos com Roby de nos pegar às 8h no dia seguinte. Muitos templos nos esperavam, e a nossa viagem estava só começando.

1118267699_30_cap5_jantar(Personalizado).thumb.jpg.a07cf07aca2644140e4beb3d1f7214b3.jpg

 

Mapas

Vou deixar aqui a imagem do mapa da ilha e de alguns dos principais pontos turísticos locais que achei no carro do Roby. Quebra um bom galho pra gente se organizar no roteiro a ser visitado.

00_cap5_bali_map.thumb.jpg.daf8b45b7e2fcd7bd1083c555f0e1839.jpg

00_cap5_bali_map_2.thumb.jpg.a7e48dbc934b69d515172788c1a0f936.jpg

 

SALDO DO DIA (por pessoa):

Rp. 20.000 - Café da manhã
Rp. 30.000 - Entrada Uluwatu Temple
Rp. 10.000 - Entrada Padang Padang Beach
Rp. 25.000 - Cerveja e água na praia
Rp. 10.000 - Entrada Dreamland Beach
Rp. 5.000 - Água 500ml
Rp. 50.000 - Camiseta na feirinha
Rp. 50.000 - Almoço de 2 pessoas com bebida
Rp. 80.000 - Chip com 4GB de franquia de internet
Rp. 10.000 - Entrada Green Bowl Beach
Rp. 10.000 - Água 1L
Rp. 60.000 - Entrada Tanah Lot
Rp. 10.000 - Água 1L
Rp. 19.000 - Cerveja
Rp. 15.000 - Milho doce apimentado
Rp. 5.000 - Água
Rp. 650.000 - Diária do Roby 
Rp. 144.500 - Jantar em Ubud

TOTAL: Rp. 1.203.500  (USD 88)

 

PRÓXIMO CAPÍTULO: Os templos de Ubud, o coração cultural da ilha.

  • Gostei! 2
  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 25/05/2018 em 22:19, rodrigovix disse:

Obs.: postei um comentário antes da hora e depois não soube apagar. Se alguém souber como faz, me avisa aqui. Tô um pouco perdido nesse formato novo do fórum rs.

clica em opções > desaprovar (se usa pc, navegadores) 

Screen Shot 06-06-18 at 09.33 AM.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 06/06/2018 em 09:32, Dan Wollker disse:

@rodrigovix show man .. ja pensou em escrever um livro futuramente ??? muito bom !

Hahaha valeu, Dan! Cê já pensou? Quem sabe um dia. 

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 06/06/2018 em 09:35, Dan Wollker disse:

clica em opções > desaprovar (se usa pc, navegadores) 

 

Obrigado!!! O jeito vai ser essa estratégia aí mesmo rs.

  • Gostei! 1
  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pretendo fazer sudeste asiático no mesmo período (outubro e novembro) e esse relato será bem útil. Inclusive tenho pesquisado bastante o roteiro a fazer por conta do raio das monções, e Indonésia, Singapura, Malásia e Tailândia pelo menos estariam no meu itinerário.

Aguardando o restante, mas até agora está muito bom!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Por iceflame23
      Hey pessoal! Td bemcom vcs??
      Seguinte, depois de ter feito um mochilão de 2 meses pela Europa com meu brother, gastando 10-15 libras/dia, wild camping, workaway, bem roots mesmo, estou planejando ir, no próx. Ano, pro sudoeste asiático, especialmente Tailândia e Vietnã onde vou fazer voluntariado num centro de cuidado com os animais e depois numa escola de inglês pra crianças. Após isso, eu pretendo lançar algum tipo de livro ou doc.
      Nesses meses que passei lá, resolvi fazer um ebook ensinando como comer de graça em Paris e Londres, pra quem é vegetariano/vegano pode se beneficiar também, aplicativos pra conseguir comida de graça, etc.
      Pra conseguir arcar com os custos da viagem pra Ásia, em um primeiro instante, eu coloquei um valor simbólico de 25 reais no ebook. Quem não puder, sem problemas. Se puder compartilhar com amigos, eu agradeceria imensamente.
      Pras primeiras 80 pessoas que comprarem, vão receber um Bônus extra de como ganhar $$$ comendo em restaurantes e pub’s na Europa (especialmente em Londres) e os aplicativos pra conseguir comida de graça. Só mandar um email pra [email protected] ou vc  pode deixar o seu email aqui que te envio o link de pagamento (via mercado pago).
      Gratidão.
       

    • Por Junior Chags
      Pessoal estou pensando em fazer um mochilão para Asia em Julho 2019, se alguem tiver interesse me add 85 9 8585-0850 para combinarmos algo.
    • Por Bre Ramos
      Olá, gostaria que alguém me ajudasse a sanar esta dúvida sobre o visto de trânsito para a China. Vou fazer uma conexão de 9h lá para ir para a Tailândia, porém as informações da internet estão mto confusas. Em alguns sites diz que eu tenho que aplicar junto a companhia aérea, outros dizem que se aplica na chegada do aeroporo de Beijin, outros dizem que tenho que preencher um formulário.
      Alguém fez recentemente conexão por lá e pode me ajudar nessa questão? Agradeço imensamente.
    • Por Bre Ramos
      Olá, gostaria que alguém me ajudasse a sanar esta dúvida sobre o visto de trânsito para a China. Vou fazer uma conexão de 9h lá para ir para a Tailândia, porém as informações da internet estão mto confusas. Em alguns sites diz que eu tenho que aplicar junto a companhia aérea, outros dizem que se aplica na chegada do aeroporo de Beijin, outros dizem que tenho que preencher um formulário.
      Alguém fez recentemente conexão por lá e pode me ajudar nessa questão? Agradeço imensamente.
       


×