Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Juliana Champi

RELATO: CEARÁ na baixa! Fortaleza, Cumbuco, Morro Branco, Águas Belas, Jericoacoara e muito mais!

Posts Recomendados

Salve a todos!

Embora haja uma quantidade relativamente boa de informações sobre o Ceará, vou tentar atualizar valores e falar um pouco sobre viajar na época das chuvas e sobre segurança... tentarei escrever um relato mais sucinto do que me é de costume, rs. Mas não sei se vou conseguir, haha! (Obs - não vou).

Esta viagem ocorreu entre 3 e 15 de abril, com cidades-base de Fortaleza e Jeri. Os viajantes: eu e meus meninos companheiros de sempre, Gui (marido) e João (filho, 10 anos). O padrinho do João, Lio, tb parceiro de outras aventuras, passou uns dias conosco.

O Ceará surgiu aleatoriamente nas minhas buscas rotineiras por passagens baratas... embora tenha comprado passagem para o período das chuvas, o preço ridiculamente barato me convenceu a ir whatever. Normalmente uma passagem pro nordeste saindo do interior do Paraná custa em torno de 800-1000 reais por pessoa. Pagamos 1500,00 nas 3, ida e volta, com 1 mala despachada.

Surgiu tb do meu filho pedindo pelamordedeus pra gente viajar pra um lugar quente, com água, e com um pouco de descanso. Segundo ele, não aguenta mais viajar pro frio, acordar cedo e andar muito (fomos pro Japão em dezembro, kkkkk), então, conseguimos atender aos pedidos dele pra comemorar sua primeira década de vida!

E eu tenho amigos no Ceará!!! Melhor coisa ever rever amigos!

ROTEIRO
Dei uma pesquisada no que fazer por Fortaleza, onde chegaríamos, e arredores. Muito se fala em Canoa Quebrada (ao sul) e Jericoacoara (ao norte), mas tem muito mais do que isso no Ceará. 
Certeza que tem muita gente que iria aproveitar pra conhecer estes dois destinos mega famosos, mas pro meu jeito slowtravel de viajar não cabiam nos dias que me programei, então escolhi ir só pra Jeri e explorar mais outros destinos mais próximos de Fortaleza, como Cumbuco, Águas Belas, Morro Branco e etc. Mas com calma, sem ser só pra tirar foto. E justamente por isso alugamos carro, pra não depender das excursões. Mas pra quem não quer alugar carro, recomendam muito uma agência chamada oceanview. 

HOSPEDAGENS, CARRO ALUGADO E TRANSFERS JERI
Logo que comprei as passagens comecei a dar uma olhada no booking e airbnb em busca de um teto. Quem já leu meus outros relatos sabe que eu sou hiper fã de airbnb e sempre dou preferência para experiências mais locais. E em Fortaleza não foi diferente. Só que quando comecei a procurar achei e apaixonei num apto meio patrão numa região nobre da cidade. Cabia 6, de início estávamos só nós 3. Mostrei pro marido que resolveu topar um conforto uma vez na vida, kkkk, e alugamos. Depois veria se mais alguém queria ir junto, o que acabou acontecendo, mais ou menos.
O link do apto está abaixo. Achamos ele bem bonzinho... 1500 reais por 7 noites, se quisesse pra dividir em 6! Amo muito airbnb!

https://www.airbnb.com.br/rooms/13183920

O dono é belga mas super fala português, trocamos mensagens pelo whatsapp depois de concretizado o aluguel via airbnb, e ele alugou o caro dele pra nós. Era um Gol simples, mas ninguém queria mais que isso. E com a comodidade de não bloquear todo seu limite de cartão na franquia do aluguel. O apto era bom, mas pra 6 ia ser forçado! Pra 4 é o ideal! Sacada de frente pro aterro de Iracema, tudibom! Um amigo dele taxista faz check in e demais burocracias!


Sobre o airbnb: nunca tive experiências ruins, mas sou muito cautelosa. Nunca negocio ou troco mensagens importantes fora do site. Se vc ficou afim de experimentar, se cadastre com o link abaixo que eu e vc ganhamos crédito de viagem! ;)


www.airbnb.com.br/c/jcarneiro3


Em Jeri acabamos optando por uma pousada. Embora tb tenha opções de airbnb. A pousada foi achada no booking mas tb troquei mensagem pelo whatsapp com a dona (italiana) pq adicionei um dia a mais depois da Latam ter alterado minhas passagens (sempre) e eu poder esticar mais um dia no paraíso. 
Espaço Nova Era Pousada, pessoal bacana, lugar HIPER fofo, 250 por noite num quartão pra 3 com mosquiteiro, ar, frigobar e tudo mais, super recomendo, um sossego.
 

E pra chegar em Jeri?? 

Opções:
1. Ônibus Fretcar, em que se vai até Jijoca de busão normal e lá troca por um estilo pau de arara pra chegar até Jeri. Mais barato, menos confortável e mais lento. Cerca de 80 reais por pessoa, cerca de 7h de viagem.


2. Transfer privativo em 4x4. Mais caro, confortável e rápido. Em média 500 reais o carro fechado por trecho, cerca de 4-5 horas de viagem.
Me recomendaram: Marcel – 088 99956-0419. Falei com ele, foi atencioso, mas acabei não utilizando os serviços.


3. MELHOR: Vans que pegam a gente em horários fixos e levam até Jijoca, e de lá seguem com 4x4 pau de arara. Preço tabelado, 75 reais por pessoa por trecho, 150 reais ida e volta. Cacei na internet e optei pela empresa abaixo. Fiz o contato pelo site, me responderam por email e whatsapp. Fechei com eles mesmo. Depositei um sinal de 180 reais para reserva (total 450) e paguei o restante em dinheiro no dia do embarque. Eles me pegaram na “porta de casa” rs.


S. Frank // (55) 088 - 99868-0254 // http:jericoacoara.biz/ (Ceará Rotas)


Este tipo de transporte tb oferece adicionais tabelados... na ida levam até a pedra furada e na volta, saem de Jeri de manhã, param na Lagoa Paraíso pra almoçar e curtir mais um pouco, e depois seguem pra Fortaleza chegando lá ao fim do dia.
Recomendo a empresa contratada, mas na verdade é tudo uma zona! Eles repassam clientes de uma empresa pra outra dependendo do tanto de passageiros e na volta achamos o motorista da Van um babaca, dando em cima de uma passageira e bem pouco atento a estrada!
Mesmo assim, sem sombra de dúvida, esta é a opção mais barata e confortável, já que o pau de arara de Jijoca até Jeri é o mesmo da fretcar (não tem mais ônibus, é só de caminhonete adaptada), mas em Fortaleza os caras te buscam em “casa”.


SEGURANÇA EM FORTALEZA
Eu li gente dizendo que tava o Ó, e li gente dizendo que não era tão foda assim. Dias antes da viagem fui apresentada a um fortalezense (isso mesmo) que me botou puuuta medo... matam 30 por dia, não carregue nada com vc e por aí vai. Mas tb tenho dois amigos que moram lá e me tranquilizaram... relaxa que a bruxa não é tão feia como pintam. E assim achei.
Dá pra andar dando sopa com celular e câmera em que lugar do Brasil? Fortaleza não é diferente! 
Já adianto que no dia que ficamos zanzando pela parte histórica de Fortaleza evitamos celulares na mão, nas imediações do mercado municipal é ruim. Idem no dia da praia do Futuro, cujas barracas contam com seguranças na areia! Na feira beira a mar a noite foi sempre sussa. Não vi nada demais, e comparado ao Rio de Janeiro, achei bem tranquilo, kk.
Em Jeri é só sossego!


DETALHES DO ROLÊ
Como foi ir pro Ceará no período das chuvas? Valeu a pena? Choveu eterno? 


Logo mais!
 

 

Compartilhar este post


Link para o post

Massa, sim, não.

Como dizem os nativos... Fortaleza é a terra do sol e chuva não é problema! E choveu quase todo dia. 10 minutos! Me perdoem mas o praiômetro do Viaje na Viagem tá furadasso pro Ceará! O sol aparecia sempre, todo dia, e ardido.

Vantagens da época das chuvas: alérgicos ao sol e albinos aprovam (oooe), preços baixos, sossego. Desvantagens: fotos menos lindas com menos céu azul, mas o calor é garantido.

Eu voltaria mil vezes nessa época! Sol na medida certa, tranquilidade, preços baixos, principalmente em Jeri! Mas pode chover todo dia na sua viagem em abril super forte o dia todo? Pode. Choveu na minha? Não! :)

E então vamos começar a contar tudo!

 

3 de abril – terça-feira: chegada (foto 1), feira e bar!

1rm.jpg.6b803b013536cda2069cacef182c6f6b.jpg

Foto 1: indo!

Chegamos às 18:30 em Fortaleza! Calor calor calor! Fomos de Uber do aeroporto pro airbnb, encontramos o parça do anfitrião, fizemos cadastro no prédio e partiu andar.

Obs: cadastro de digital, cadastro de endereço e o escambau me fez pensar que estava em um hotel. Num complexo de prédios de alta rotatividade a preocupação era a exploração sexual de crianças... uma triste realidade do destino. Coisa que vimos no dia a dia de Fortaleza, infelizmente!

Mochilas deixadas em casa já fomos no mercado perto e conhecer a feirinha beira a mar, que era super perto. Calçadão da praia de Iracema muito tranquilo (foto 2) e feira beeem legal e barata... deixe pra comprar roupa de banho no Ceará se no seu estado só estiverem vendendo blusa na época da viagem, kk.

2rm.jpg.05fa0b388026e4881903fb679dee2d5f.jpg

Foto 2: Calçadão beira mar - Iracema!

Curtimos demais o calçadão, dá até vontade fazer exercício, kkkk... gente correndo, andando, enfim. Além de visitar a feirinha, sentamos na “Barraca da Boa” pra comer e beber (cerveja ridiculamente barata, R$5,49... porção de camarão bem servida – R$30,00)... pé na areia (foto 3)... tava precisando muito! Fomos dormir animados pro dia seguinte!

3m.jpg.a79133e79ac39dacd081b0bf7962406c.jpg

Foto 3: cerveja barata na "Barraca da Boa" à beira mar!

 

4 de abril – quarta-feira: Dragão do Mar de Arte e Cultura, Museu do Ceará, Museu de Arte Contemporânea do Ceará, Mercado Central, piscina do prédio, passeio por Iracema.

Tomamos café em casa e avistamos a piscina do prédio (foto 4)... o calor era tanto e ela tava chamando... mas tomamos café e fomos de Uber pro Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (foto 5), onde além de visita-lo, tb visitamos o Museu do Ceará, Museu de Arte Contemporânea do Ceará (foto 6) e andamos pelo lugar (fotos 7 e 8). Bem legal. De lá fomos pro tão famoso mercado central (foto 9)... é bem grande, legalzinho, tem coisas baratas, mas as imediações do mercado são péssimas! Sujeira pra toda parte e muita gente errada... sem comprar grandes coisas (pq tudo que tinha lá tb tinha na feira a beira mar que íamos toda noite) acabamos voltando pra casa pra curtir a piscina a tarde! (foto 10)

4m.jpg.3acedf827cab143d9205d7ac7a02df77.jpg5rm.jpg.3bf9c4bbdf38c827089d0b5e625ef31a.jpg

Foto 4 e 5: piscina do prédio e Centro Dragão do Mar!

6rm.jpg.63c7c885185cb1eb9d0b37d0052b115d.jpg

Foto 6: relax no museu!

7rm.jpg.cc15e30c7c8c7aa16555f8127877f704.jpg8rm.jpg.92c448d00f0a696cb0572a0dd425406d.jpg

Foto 7 e 8: Por perto do Centro Dragão do Mar!

9rm.jpg.4abe45d563a5fbc1109948a44a2c7ffa.jpg

Foto 9: Mercado Cetral

10rm.jpg.00923f70e1915ffb71a2fbd11ffe30c4.jpg

Foto 10: curtindo a piscina do prédio.

Ao fim da tarde fomos andar pela praia, e a noite acabamos jantando de novo numa barraca perto da feira a beira mar, começa com Z, kkk, esqueci o nome! Deu 88 pila com cerveja, camarão, suco... achei o preço bom tb.

 

5 de abril – quinta-feira: Praia do Futuro, Chico do Caranguejo

Acordamos esportistas! Fomos andar/correr no calçadão. Tomar água de côco a 2 reais é algo que não tenho costume, então tomamos vários! Lindeza! Voltando pra casa nadamos mais um pouco na piscina do prédio e esperamos o Lio chegar no fim da manhã, início da tarde. Assim que ele chegou fomos pra praia do Futuro, famosa... na barraca Chico do Caranguejo (foto 11).

11rm.jpg.3e9390514cd44fa5d7587e32a02e3acf.jpg

Foto 11: entrada da barraca Chico do Caranguejo

A praia do futuro não tem nada de especial... nem a barraca Chico do Caranguejo... achei tudo caro demais pra nada de mais! Mas passamos a tarde lá bebendo, comendo e gastando um rim. Tem muita gente vendendo muita coisa, enche o saco um pouco, mas dizem que é a única praia de Fortaleza que é sossego pra nadar... não vi graça, rs. Gastamos 135 reais pra passar a tarde por lá... o Uber custou 20 reais.

A noite fomos na Barraca da Boa de novo, gastamos 60 pila.

 

6 de abril – sexta-feira: Beach Park

Acordamos cedo, tomamos café numa padaria na frente do prédio e fomos de carro pro Beach Park. Choveu um pouco e alagou a cidade inteira, impressionante. As entradas do Beach Park são muito muito muito caras... compramos na hora. O parque é legal mas os preços são surreais! A água de côco que na praia custava R$2,00 lá custava R$8,00... só pra dar um exemplo. A bilheteria e entrada do parque são desorganizadas tb dado o número de pessoas que recebem, e olha que estávamos na baixa temporada.

Nos divertimos bastante, fomos em todos os brinquedos, mas gastamos com entradas, estacionamento, alguma comidinha e armários mais de 800 reais. É divertido, mas penso que não gastei isso no Universal Studios Japan, que tem uma estrutura ridiculamente superior... penso que o Ody Park aqui próximo de Londrina tem uma estrutura de atendimento ao público bem superior... aí penso que o Beach Park é caro demais... mas se fosse mais barato tb eu não sei que tamanho iam ficar as filas, rs. (fotos 12, 13 e 14)

12rm.jpg.1157952596391386bf0f09cbbb293a76.jpg13rm.jpg.9bf457a6d3b783857600a0f32bb2945c.jpg14rm.jpg.f673b4bc185dd5021c1cb4b3f315e305.jpg

Fotos 12, 13 e 14: Beach Park

Na volta passamos no mercado e a noite ficamos em casa, estávamos exaustos!

Continua com cidades próximas a Fortaleza.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post

7 de abril – sábado: Águas Belas – Cascavel/CE.

Dia de pegar a estrada! Saímos pela manhã com direção a Águas Belas, cidade de Cascavel, distante 65km de Fortaleza. Estrada tranquila e bem sinalizada. Paramos, por indicação de blogs e relatos, no engenho São Luiz (foto 15), que vende mil tipos de doces típicos. Rapadura de tudo que é jeito... com gosto de menta, açaí, côco e por aí vai (foto 16). Compramos uns docinhos e uns livretos de cordel... e seguimos viagem. Tem vários engenhos no caminho.

15m.jpg.cc0d177d466120b59abeb663d29e7c20.jpg

Foto 15: Tinha um engenho no meio do caminho!

16m.jpg.e36c200c5942d05ca599d5421109d411.jpg

Foto 16: rapadura de todo tipo de gosto, rs!

Chegando em Águas Belas estacionamos perto do restaurante “Delícias da Jangada” que foi indicado em algum lugar que li e saímos dar uma andada pela praia (foto 17)! Sentamos em uma barraca na areia enquanto o filho curtia o mar e jogava bola com um povo da areia e bebemos uns drinks (foto 18), gastamos 55 reais. De lá fomos nadar no rio que encontra o mar, formando lagoas... por isso Águas Belas. Praticamente só tinha a gente e foi muito gostoso nadar na água doce, mas o visual não é nada deslumbrante como falam! A água tava bem quente e a correnteza arrastava a gente lentamente... foi bem relax!! (fotos 19, 20 e 21)

17m.jpg.6a7e93bbfcf7b4b092c4c213b9470f3d.jpg

Foto 17: caminhando pela praia de Águas Belas.

18m.jpg.3277335fdb513fc958d6d73b599a2f19.jpg

Foto 18: uma caipira que ninguém é de ferro!

19m.jpg.b6c2b4848ccc6d140b463a2bb2e295c2.jpg

Foto 19: Águas Belas

20m.jpg.536db37a6736f3ddc752f16aad21833b.jpg

Foto 20: relax na água doce!

21m.jpg.e1948d6859e0ad24715af75fef946dc7.jpg

Foto 21: calor de matar!! apesar de estar nublado tava muito quente!

Depois de cansar de nadar voltamos pro restaurante Delícias da Jangada, onde tinha uma piscina que o filho derreteu de tanto brincar (foto 22) e onde comemos comidinha boa e curtimos o resto da tarde (foto 23)! Gastamos 120 dinheiros nessa tardinha!

22m.jpg.94c78c92db04ca6ce743bfe7eab2c12d.jpg

Foto 22: Piscina do "Delícias das Jangadas".

23m.jpg.09d49c9d33b71a4e08f76aa33f6dd81a.jpg

Foto 23: rango bom!

Voltando pra casa passamos no mercado e na feira e jantamos em casa!

 

8 de abril – domingo: Cumbuco – Caucaia/CE

Mais um dia de pegar a estrada, rumo ao Município de Caucaia, praia de Cumbuco! Logo que chegamos veio um monte de bugueiro atrás da gente... e acabamos contratando um, gente fina, que fazia o passeio clássico pelas lagoas, brinquedos, dunas e etc! Conseguimos fechar por 200 pila e durou a manhã toda (fotos 24, 25, 26 e 27). O passeio foi gostoso, mas se paga por tudo... os brinquedos por exemplo, eskibunda, tirolesa e tobogã (fotos 28 a 31)... gastamos 100 reais com isso! Daí vem um carinha que tira umas fotos “3D” kkkkkkk, segundo ele, e cobra uns trocados (foto 32)... são fotos com efeito tipo aquelas que tiramos em perspectiva no salar do Uyuni ou Torre de Pisa, mas bem mais fraquinhas! Enfim, curtimos mas pra quem vai pra Jeri depois não vale a pena gastar aqui não.

24m.jpg.17c16715f5c17be2711ecca080753c9f.jpg

Foto 24: bugueiro credenciado, fiquem espertos!

25m.jpg.368d710f1ada3df0580dec2773bfe684.jpg26m.jpg.bd88353d3ef2a3c8178b390e2f0ecc12.jpg

Fotos 25 e 26: restinga sua linda! Cumbuco!

27m.jpg.7b9d1641758f9a38302122e229294615.jpg

Foto 27: pelas areais das dunas de Cumbuco.

28m.jpg.75950d9d0b2cf2856c9e4f3236a1b0cd.jpg29m.jpg.6bf8ed88e719598e18ee77293bb02388.jpg30m.jpg.0a97972946acfdb5000f7650c4cdf69b.jpg31m.jpg.8d0a785d4b72891923b185262b059940.jpg32m.jpg.28e949b87dc0d6d92b2f49b427b40ff2.jpg

Fotos 28, 29, 30, 31 e 32: esquibunda, tiroleza, tobogã e foto pega turista!

Depois do passeio ficamos na praia de Cumbuco mesmo, curtindo o sol, o mar e a barraca (foto 33)! Ficamos na barraca Milano, gastamos 120 reais.

De volta pra casa fomos encontrar um casal de amigos a noite, só pra variar comemos numa barraca perto da feira beira a mar!

33m.jpg.35ec10ee91e819d3215daac47def655a.jpg

Foto 33: cervejinha na praia de Cumbuco!

 

9 de abril – segunda-feira: Morro Branco e Praia das Fontes – Beberibe/CE

Último dia de Fortaleza, fomos pra cidade de Beberibe, visitar as praias de Morro Branco e Praia das Fontes. Distante 85km de Fortaleza, estrada tranquila e bem sinalizada.

Ao chegar tivemos alguma dificuldade em achar o local onde queríamos estacionar, e logo veio um rapaz nos oferecer passeios guiados. Depois de alguma negociação e de não achar por onde começar a ver as areias coloridas, fechamos que o moço ia nos guiar no nosso carro. Ele foi com a gente no labirinto das falésias de Morro Branco, passou numa feira de artesanato local e foi conosco até a praia das fontes, em algumas fontes e na gruta. Cobrou 80 reais.

Não é necessário fazer o passeio guiado não, mas o cara era gente boa e foi contando histórias, foi legal. Curtimos muito as areias coloridas! Andamos bastante, o sol tava rachando!!! (fotos 34 a 38) Paramos pra tomar um côco num ponto de apoio e seguimos caminhando. Depois voltamos pro carro e fomos pra praia das fontes... as fontes são sem graça, bicas de água doce bem pouco naturais, encanadas... a gruta só vimos por cima pq a maré tava alta e não dava pra ir por dentro (fotos 39 a 42).

34m.jpg.e5f88745dd30dcd99c1518005cf52176.jpg35m.jpg.1f62e23de35ba3f335ad252385915aef.jpg36m.jpg.320b2a97a49217fce9805c8918935f98.jpg37m.jpg.32d74d15737c039f284d5969ffaad897.jpg38m.jpg.5fc8173fc002f7baf1f712287cdf25ba.jpg

Fotos 34 a 38: Labirinto das Falésias, Morro Branco e suas areias coloridas!

 

39m.jpg.5196724b5ea7dfa482af2dee44fb62fb.jpg

40m.jpg.2beafb4e85b4aee9c623d1527e0eac1c.jpg

Fotos 39 e 40: Praia das Fontes!

41m.jpg.26ca96365a503ef3b9917acdc5ca7a38.jpg

Foto 41: Linha do horizonte com linha das cores! Praia das Fontes!

42m.jpg.8b8300dceb14c38ee9c27281a1c8a1e3.jpg

Foto 42: Gruta vista de cima, praia das Fontes!

 

Terminamos o passeio e ficamos no Hotel das Falésias pra almoçar (foto 43)... visual lindo e piscina massa. Comemos (110 reais), nadamos até enjoar e partimos de volta pra Fortaleza. Cerca de 15h o sol começa a ficar fraco, portanto é bom aproveitar a manhã (amanhece muito cedo).

43m.jpg.3b83dfb53980b7da89dbcddc14d65ce2.jpg

Foto 43: Almoço delícia no Hotel das Falésias, no alto da Praia das Fontes!

Voltamos pra casa bem cansados e já ardidos e arrumamos nossas malas, no dia seguinte partiríamos pra Jeri!

Continua.

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post

JERICOACOARA

10 de abril – terça-feira: partiu Jeri – Pedra Furada

Acordamos cedinho e tomamos café na padaria da frente! Conforme já explicado no começo do texto, nós fomos pra Jeri de transfer coletivo. A empresa entrou em contato com a gente na véspera, combinamos horário e na hora marcada eles passaram nos buscar.

Uma enrolação sem fim pra buscar outros passageiros... gente folgada é foda. Mas depois de buscar todo mundo saímos mais ou menos no horário rumo a Jijoca de Jericoacoara. Estrada monótona, paramos no meio do caminho para... nada, até Jijoca. O motorista vai dando algumas dicas, falado sobre algumas atrações, parcerias e estas coisas.

Chegando em Jijoca a gente já paga a taxa de turismo e troca de carro. Não importa se foi de Van ou ônibus, a partir deste ponto todo mundo pega pau de arara, que são caminhonetes adaptadas para levar mais gente. FOTO 44

44.jpg.1ac9284e055469d213693354fc159a7a.jpg

FOTO 44: Pau de Arara!

O caminho até Jeri não tem estrada, é pela areia, pela água, bem divertido. Tinha chovido muito dias antes e tava tudo alagado. Muito sacolejo, vento e areia na cara! FOTOS 45 e 46.

45.thumb.jpg.ce947e70f916c7dd7afd17d86ce272d3.jpg46.thumb.jpg.0ce1d40f6a0b9691ffe28fd564a5e02f.jpg

FOTOS 45 e 46: Lama do caminho até Jeri e esfoliação grátis!

Chegamos em Jeri por volta das 14hs, a Van nos deixou na nossa Pousada. Adoramos a Pousada, super bonitinha, staff bacana e bom café da manhã. As donas são italianas e estão sempre lá. Tudo é muito bem cuidado, adoramos! O quarto era bem amplo, enfim, super recomendo: Espaço Nova Era Pousada.

Deixamos as coisas e saímos para reconhecimento local e achar comida, rs. Já de caro curtimos muito a “vibe” da vila... sentamos no Dona Amélia pra tomar uma cerveja e comer alguma bobeira. O cara da Van tinha nos dito que todo dia, da frente do restaurante do Bigode, perto das 17h, sai um cara pra guiar quem quiser até a pedra furada. Ele não cobra nada, mas se vc quiser ajudar é só comprar água e cerveja dele (ele carrega um carrinho desses de sorvete), e esperamos pra ir com ele.

Junta uma galera e a “trilha” até a pedra furada é bem tranquila, por uma estrada... mas tb dá pra ir pela praia dependendo da maré. Depois de cerca de 1h de caminhada debaixo de uma garoa fina, chegamos perto da pedra furada, aí tem um morro pra descer e chegar de fato até a pedra, mas bem sussa. FOTO 47

 47.thumb.jpg.d7d7a1a2a2032e2134d1b6781e75b824.jpg

FOTO 47: Caminho para a Pedra Furada

Junta aquela galeeera pra tirar foto da pedra... enquanto isso ficamos perambulando por perto vendo mil cores nas pedras dali, como é lindo. Apaixonei! Depois de caminhar bastante por ali, e já com quase todo mundo indo embora, fomos enfim curtir a pedra furada! FOTOS 48 a 51

 48.thumb.jpg.b0474b6ca47da562d579e4f36531c366.jpg49.thumb.jpg.d31b008026722fbcc331a73f64f3fcbf.jpg50.thumb.jpg.8302a240528668cc9d8a9f872ff47dde.jpg51.thumb.jpg.30b7a7d61cf11b008b7bda37e03de7af.jpg

FOTOS 48 a 51: As cores lindas da Pedra Furada!

Pra ir embora é só fazer tudo de volta. A garoa já tinha engrossado... mas depois acabou parando. Tem uns caras que ficam ali esperando de charrete pra levar gente embora... e cobram caro por isso... além de eu achar que o trato dos animais não estava a contento. Voltamos a pé mesmo. Fomos pra casa tomar banho e nos preparar pra night!

Vc pode gastar muito ou muito pouco pra comer em Jeri, tem opções pra todo gosto e bolso. Andamos bastante e acabamos optando por um restaurante baratinho, que tinha PF e opções de lanches e pizzas. Chama-se Jerimuun... é comida pra matar a fome, nem ruim nem boa. Mas bem barata. E tava bem lotado.

Depois acabamos parando em um restaurante chiquezinho bem perto da pousada, na rua do Forró, onde tomamos um vinho e comemos um brigadeiro de erva-doce MUITO bom, sério. Tudo caro, claro. FOTO 52

52.thumb.jpg.211e1ebd3c54274e2cc0315f8995f438.jpg

FOTO 52: brigadeiro de erva doce e vinho!

Passamos no mercado comprar guloseimas e uns vinhos e fomos pra casa!

 

11 de abril – quarta-feira: Lado Oeste: lagoa da Tatajuba, Mangue Seco e dunas radicais

O tempo estava firme, mas não tinha um super sol. Na noite anterior já tínhamos pesquisado alguns bugueiros pra fazer passeios mas nenhum me convenceu muito. Depois de tomar um café da manhã bem bom na pousada, saímos sem muitos planos. Depois de algumas abordagens que recusei, acabamos conhecendo o Didil, que opera pela empresa JumenTur (risos).

O cara é gente fina demais, muito profissional, tem muita experiência, é credenciado e explica tudo, como são os passeios, preços e etc. Ele deixa a gente bem a vontade e o tempo é nosso, ficamos o quanto queremos em cada lugar... a maioria dos outros pré-determinava os tempos. E além de tudo, ele fez preços melhores. INDICO DEMAIS!!!!

Contato do Didil: 88 99616 6396 – 88 99992 4719 – [email protected]

Pra este dia fechamos o passeio lado oeste (Lagoa Tatajuba, Mangue seco, Dunas Radicais), já que o tempo não estava de sol. Queria aproveitar o lado leste (Lagoas Azul e Paraíso) pra quando tivesse bastante sol... e o próprio Didil nos aconselhou assim tb! Fechamos o bugue só pra nós por 280 reais neste dia, os demais estavam cobrando de 300 a 320.

Tivemos um dia incrível! Saindo de Jeri o Didil nos mostrou algumas coisas da vila, igrejas, contou histórias... depois seguimos pela praia até chegar nas dunas radicais! Eu já tinha feito alguns passeios em dunas e desertos, mas este foi o mais frio na barriga. Descemos dunas de mais de 50 metros. Foi muito legal. Nós escolhemos o passeio TOP adrenalina, pode-se pedir pra ser menos se alguém tiver medo. Mas o Didil mostrou muita experiência e segurança, então ficamos tranquilos. Foi delícia! FOTO 53 e 54

53.thumb.jpg.377bf3687f27595c299d93e431be798e.jpg54.thumb.jpg.5ed969c215589486b8549bbe54422575.jpg

FOTOS 53 e 54: Partiu Dunas!

Depois disso atravessamos de “balsa” pra cidadezinha ao lado, Camocim, onde visitamos o mangue seco, bem legal. FOTOS 55 a 57

55.thumb.jpg.9dc5e09028e1e33c339b6197f7a039a1.jpg

FOTO 55: A "balsa"!

 

56.thumb.jpg.8512ed139858831e7d84a4a741f29137.jpg57.thumb.jpg.c898cfd971b300da53e8f8d9f3be03cf.jpg

FOTOS 56 e 57: Mangue Seco

Seguimos pelas dunas, mas agora mais leves, e o Didil parou em uma e tirou fotos da gente! FOTO 58

58.thumb.jpg.8c042c61ccbb032917ef73be01234c02.jpg

FOTO 58: JUMP nas dunas!

Enfim seguimos até a lagoa de Tatajuba! O Didil nos recomendou a barraca Sabores do Ceará e de fato foi uma ótima opção. Comida muito boa e de um lado menos muvucado da Lagoa. Pegamos uma mesa dentro da água, com redes por perto e alugamos um stand up paddle por 20 reais! Ficamos nadando e comendo por bastante tempo, gastamos 150 reais na barraca, mas o peixe estava divino e bebemos bastante, rs! FOTOS 59 a 61

59.thumb.jpg.c5db8d2590a95b2bec32bf37cb614184.jpg

FOTO 59: Vida bem de boa na lagoa Tatajuba!

60.thumb.jpg.c2b2dda633a5cf7ddb5731cc24d076ca.jpg61.thumb.jpg.c058b9a3b893816bd8e614579767e532.jpg

FOTOS 60 e 61: SUP em Tatajuba!

Quando cansamos pedimos pra voltar... passamos por trechos de riozinhos, em que o Didil foi bem cuidadoso sentir a profundidade... e vimos dunas engolindo palmeiras, muito doido! FOTO 62

62.thumb.jpg.2b90838bd4db15ab716b1fbeb6467681.jpg

FOTO 62: Atravessando riozinhos!

Combinamos com o Didil fazer o passeio lado leste com ele no dia seguinte se o tempo estivesse bom! Voltamos pra casa já bem ardidinhos de sol, embora tomássemos todo cuidado... tomamos banho, demos um tempo e saímos pra jantar. Estava garoando... fomos num restaurante que eu tinha achado bonitinho mas achei o atendimento péssimo, saímos. Acabamos comendo pastel e refri e voltamos tomar um vinho em casa pq a chuva tinha engrossado.

 

12 de abril – quinta-feira: Andar pela praia, Duna do pôr do sol, barraca central

Amanheceu chovendo. Ligamos pro Didil cancelando o passeio e dormimos um pouco mais. Tomamos café lentamente lamentando a chuva e saímos mesmo assim, e a chuva logo parou... era umas 11hs. Tentamos verificar se dava pra ir pra pedra furada pela praia, mas as marés estavam bem cheias durante o dia e não rolava... fomos andar pro outro lado da praia e curtir o mar! Subimos na duna do por do sol e depois fomos looonge caminhando, uma delícia! FOTOS 63 a 65

63.thumb.jpg.f243f4ec5e9d53c34135f2836faa32e0.jpg64.thumb.jpg.832899ba6449b7b87e046bf91ff30af6.jpg65.thumb.jpg.8cfdb71675820da7e9f2cdb2c7794639.jpg

FOTOS 63 a 65: Rolê pelas praias e lagoas de Jeri!

Voltamos e o sol já tinha saído... acabamos ficando a tarde toda na Barraca Central, na praia de Jeri mesmo. Tomamos kilos de caipirinha de Cajá, que delícia! Comemos porcarias por lá mesmo e curtimos a tarde na praia. Aluguel de cadeiras e Guarda Sol: 25 reais. Caipira de Cajá: 10 reais

Voltamos pra casa molinhos, hahahahauaha, e a noite fomos jantar no restaurante Pura Vida, numa travessa entre a Rua Central e do Forro. Comemos uma massa muito boa, entradas, João Gui quis sanduíche e ficou 100 pila, com as bebidas, gostamos. Saímos de lá e fomos tomar drinks na praia, na Rua Principal. Tomei trocentas caipiras de tudo que é gosto... siriguela, cajá, e etc... cada um 15 reais. E assim, apesar do gosto ser ótimo, aquela Smirnoff é batizada... tomei muitas muitas, em barracas diferente... e assim, não fez efeito nenhum, kkk.

 

13 de abril – sexta-feira: Lado Leste: Arvore da Preguiça, Lagoa Azul, Lagoa do Paraíso

Tinha que amanhecer sol, era nosso último dia! E putz... amanheceu O DIA MAIS LINDO DO MUNDO! Demos muita sorte. Partimos com Didil para o passeio lado leste (300 pila) que comtempla as lagoas azul e do paraíso, a árvore da preguiça, a pedra furada, que dispensamos, e a praia do Preá.

O caminho foi ótimo... passamos numa duna gigantesca... e no caminho estávamos passando por uma Lagoa linda... lagoa Amâncio... pedimos pro Didil parar... gente, que coisa linda! A água era transparente e estava uma delícia! FOTOS 66 a 72

66.thumb.jpg.43a21cc284e3cc613437efbf51ee6ff5.jpg

FOTO 62: Duna gigante!

67.thumb.jpg.fe2f2284b654938046461eb118f0f5ed.jpg

FOTO 67: no meio do caminho tinha uma Iguana!

68.thumb.jpg.fa1a2316703febbaa65af59d2300b42e.jpg69.thumb.jpg.e4df8cf526ad3473404e90e41a393c2c.jpg70.thumb.jpg.b24ba84f5dcb445ddf2ee09237bc415d.jpg71.thumb.jpg.97af9833010c2cb3a193eb3dda56be06.jpg72.thumb.jpg.0a69bb8fce16b1deabe9d63cd17b3450.jpg

FOTOS 68 a 72: Lagoa Amâncio, linda de ver, delícia de nadar!

Seguimos caminho mata a dentro rumos às Lagoas e gente... elas são tudo aquilo mesmo que a gente vê nas fotos. Impressionante de lindo! Totalmente azul, é de fato um paraíso, as fotos falam por si! FOTOS 73 a 79

73.thumb.jpg.f8d0492d871336a4369da786deff2ef9.jpg74.thumb.jpg.e766e2a096ff102d7d84533a520b2e3d.jpg75.thumb.jpg.213323e8971ae979945ca9ce1ecaac64.jpg76.thumb.jpg.97fd080f8195d1ac232e705404ea5767.jpg77.thumb.jpg.aecc72c0c16689a9fd359464ec3e9e2d.jpg78.thumb.jpg.80b19b0a802e847186a72816a37069d1.jpg75.thumb.jpg.213323e8971ae979945ca9ce1ecaac64.jpg

FOTOS 73 a 79: Lagoas Azul e do Paraíso! Coisa maaaais linda!

Na Lagoa Paraíso ficamos na Barraca Lua Cheia, indicada pelo Didil. Achamos MUITO boa, estrutura ótima e bem tranquila... gastamos 130 reais com comes e bebes. A tal da Alchmist que é a mais famosa cobra preços exorbitantes e não sou obrigada, rs. Depois das Lagoas começamos o caminho de volta. Paradas na famosa árvore da Preguiça e tb na Praia do Preá, que é linda... mas não quisemos nadar! FOTOS 80 a 83

80.thumb.jpg.f9a437f2b4d9975cb1395a2781d69f2f.jpg81.thumb.jpg.82b7a92782a99749f996db8d95737b60.jpg

FOTOS 80 e 81: Árvore da Preguiça

82.thumb.jpg.3aea4d4194d8d1ba86bfd55899358e52.jpg83.thumb.jpg.2f62f7ea57712e0f3009d9afed365948.jpg

FOTOS 82 e 83: Praia do Preá!

Despedimos do querido Didil (FOTO 84) e fomos pra casa descansar pra nossa última noite em Jeri! Não lembro onde jantamos, mas fotos depois disso tomar nossos últimos drinks! FOTO 85

84.thumb.jpg.f8caca7ea49da578b3f7b1569ee054d8.jpg

FOTO 84: Nós e o Didil!

85.thumb.jpg.7bbac597fb0d9f9f53d694a851d6961e.jpg

Foto 85: O último drink de Cajá!

14 de abril – sábado: Retorno pra Fortaleza

Neste dia acordamos cedo, era dia de voltar pra Fortaleza. Fomos de Pau de Arara até a Barraca “Brisas Paradise” (Lagoa Paraíso) onde ficamos até o almoço, uma porcaria de barraca... muvuca, estrutura ruim, comida ruim... não recomendo. Nem as fotos valem a pena! Fomos lá pq faz parte do retorno e como já tínhamos ido em uma muito boa no dia anterior não quisemos andar pra ir em outra barraca, mas umas meninas foram até a Alchmist! Ficamos nadando e depois seguimos até Jijoca, e de lá até Fortaleza. Já relatei que a volta foi bem ruim, com um motorista retardado... esta parte tá lá no começo do relato. Chegamos no fim da tarde na casa de uma amiga, a Lígia, onde ficamos papeando e comendo. No dia seguinte iríamos embora!

 

15 de abril – domingo: voo às 10:45

Acordamos cedo na casa da miga, tomamos café e fomos de Uber pro aeroporto! Era o fim das nossas férias lindas!

 

SOBRE JERI

Não tem mais essa de baixa temporada não. O Didil disse que na época das chuvas, quando fomos, é claro que o movimento é menor, mas não para mais igual antes. E eu imagino que na alta temporada seja bem complicado de gente e preços! Ele disse que os passeios que fizemos (280 e 300) custam 50% mais na alta!

Eu não sei se demos muita sorte, mas o pouco que choveu não atrapalhou em nada. E é preciso chover, ou as lagoas secam! A única coisa que não rola mesmo nesta época é o por do sol na duna, que deve ser espetacular. Mas eu troco o por do sol pelo sossego e preços baixos de abril sem dúvida!

Não sou muito fã de praia, mas Jeri mora no coração. TEM QUE IR!

 

CUSTOS

A estimativa de custo total da viagem foi a seguinte, pra dois adultos e uma criança – 12 dias: passagens: 1.500,00 // Hospedagem: 2.200,00 // Carro: 480,00 // Transfer Jeri: 450,00 //Passeios, comida: 2.500,00

TOTAL: 7.500,00

Muito, pouco? Não sei. Me programei pra isso e boa. Viajei mais relax do que normalmente, dá pra baratear infinito estes custos.

 

ATÉ LOGO E OBRIGADO PELOS PEIXES

(ref. ao Guia do Mochileiro das Galáxias, kk)

Pessoas, obrigada a quem leu mais este relato! Foi uma viagem adorável, leve, do jeito que eu precisava num momento muito difícil em que passava na vida, a perda do meu pai.

Já se passaram 4 meses desta viagem e eu só terminei agora este relato... e ainda pq prometi terminar antes de viajar de novo, o que vai acontecer daqui dois dias! Vai ser meu quarto continente, e vcs sabem como fica a ansiedade de viajantes em véspera de aventura neah... estou insone!

Vem aí... mama africa!

 

79.jpg

  • Gostei! 3
  • Vou acompanhar! 1

Compartilhar este post


Link para o post

@Juliana Champi Esse transfer não é o mais indicado a Jeri,sim ononibus da fretcar,cobra menos,te leva direto a Jijoca no conforto do ar condicionado e,lá,a jardineira está te esperando.

Seja como for,a velha Jeri não existe mais devido ao aeroporto. 

Compartilhar este post


Link para o post

Oi Fabiano!

Na verdade ficou mais barato pelo transfer de van e achei bem confortável, apesar do motorista mané da volta, hahaha! Eles buscam em casa e a gente não precisa ir até a rodoviária! Ao chegar em Jijoca as camionetes tb já estão esperando. Recomendo sim.

E como fui este ano na baixa peguei bastante sossego, mas imagino que na alta seja O CAOS, hahaha, tenho uns primos que vão agora em fevereiro, vamos ver como será. Não sei quanto tempo faz que vc foi, mas será que o aeroporto influencia tanto assim? As passagens são mega caras e nem tem voo todo dia acho... mas é fato que Jeri tá cada vez mais na moda!

De qualquer forma, assim em abril com Jeri bem tranquila eu amei, não sou muito fã de muvuca por isso optei por esta época!

:)

Compartilhar este post


Link para o post

Retornando ao bom e velho Mochileiros.com e me deparo com esse post maravilhoso da minha terrinha. Que bom que gostou e volte sempre. Já vou dar uma olhada nos seus outros relatos e te seguir.

Estamos parados devido aos dois filhos hehehehe. Não vemos a hora de voltar a viajar.

Abs

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post

1 hora atrás, Alisson&Ione disse:

Retornando ao bom e velho Mochileiros.com e me deparo com esse post maravilhoso da minha terrinha. Que bom que gostou e volte sempre. Já vou dar uma olhada nos seus outros relatos e te seguir.

Estamos parados devido aos dois filhos hehehehe. Não vemos a hora de voltar a viajar.

Abs

Obrigada! 🤗

A gente deu um tempinho de 2 anos com o nosso pequeno tb, fazendo só viagens curtas e light, mas logo ele caiu na estrada e já é um super mini mochileiro! :)

Compartilhar este post


Link para o post

@Juliana Champi Fui em agosto de 2008 e 2012,na época a empresa de ônibus era a Redenção que depois perdeu a concessão. Os ônibus não saem da rodoviária, mas sim da Beira Mar e do aeroporto, levam europeus que fazem kyte surf por lá .

Compartilhar este post


Link para o post
6 minutos atrás, D FABIANO disse:

@Juliana Champi Fui em agosto de 2008 e 2012,na época a empresa de ônibus era a Redenção que depois perdeu a concessão. Os ônibus não saem da rodoviária, mas sim da Beira Mar e do aeroporto, levam europeus que fazem kyte surf por lá .

Ah, legal! Verdade, eles param ali perto do clube náutico na beira mar e no aeroporto, somente os horários do site é que mostram só os da rodoviária, acho que dá pra sair de lá sim de acordo com o que pesquisei! Pra quem vai direto pra Jeri, sem ficar em Fortaleza, é uma boa mesmo ir de busão, já que passa no aeroporto. E as vans só saem pela manhã até onde sei, então pra nós foi mais prático e um pouquinho mais barato! Mas o importante é chegar! :)

Abs

  • Vou acompanhar! 1

Compartilhar este post


Link para o post

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por Trip-se!
      Nossa viagem começou no final de dezembro, para passar a virada do ano no Ceará, em Icaraí de Amontada, carinhosamente chamada de Icaraizinho, um pequeno vilarejo a 200km de Fortaleza, destino de muito amante do kitesurf, por seus ventos perfeitos pro esporte. A vila é tranquila, as ruas são de pedra, o que dá um charme a mais e a praia é extensa, de mar calmo e morno.
      O aeroporto mais próximo de Icaraí de Amontada é o de Fortaleza. De lá, é possível pegar um transfer (cerca de 2 horas e meia de viagem, em torno de 400 reais) ou um ônibus para Amontada (cerca de 4 horas de viagem, 25,45 reais com a empresa Fretcar). Optamos por seguir de ônibus. A viagem foi super tranquila e passamos por paisagens lindas, principalmente na região de Tururu. Chegando em Amontada, fomos de carona para Icaraizinho (cerca de 50 minutos).
      Alugamos uma casa por 5 dias, o que foi uma excelente escolha. A localização era ótima, a 100m da praia, com uma área verde cheia de árvores frutíferas e palmeiras que bailavam no vento. Uma delícia total. Ainda fizemos uma fogueira, que rendeu muitos churrascos de frutos do mar. Às noites, o céu estrelado e o silêncio davam uma sensação de calmaria.
      Icaraizinho é um desses lugares que te permite se perder no tempo. Tudo é tão tranquilo que a impressão que temos é de que o tempo passa diferente e isso é uma maravilha para quem gosta de viagens para se desligar um pouco de tudo.
      Além de curtir a praia e principalmente o mar-piscina, há uma série de passeios lindíssimos para descobrir por lá.

       

       

       

       

       
      Próximo a Icaraizinho, tem a Lagoa das Flexeiras, ou Lagoinha, um paraíso de água doce cercado de muito verde. Há alguns barzinhos simples e rústicos que servem cerveja, peixe frito, batata e outros petiscos. Maravilhoso passar a tarde nesse lugar. Eles colocam redes na lagoa para quem gosta de relaxar na água.

       

       

       
      Um dos passeios mais famosos da região é assistir ao pôr do sol nas dunas do chamado Lençóis Cearenses. O lugar é realmente mágico. Uma paisagem belíssima e um pôr do sol inesquecível. Alguns guias oferecem esse passeio por cerca de 350 reais. O passeio leva o dia todo e deve ser feito num 4X4. Começa pela praia, passa pelas antenas aeólicas nas dunas de Moitas, pega uma estrada coroada de lindos coqueiros e faz uma primeira parada à beira rio para fotos e para ver os barcos de ostras que atracam por ali. Apesar da vista linda pro rio, essa parada não tem nada demais, assim como a segunda parada, num restaurante super cheio, feito para receber grupos turísticos, caro e com um serviço péssimo. Resolvemos pedir só uma água de côco, que para piorar, estava quente. A terceira parada é no alto da duna, com vista e mergulho no rio. Ali você se vê diante da imensidão e da soberania da natureza. A última parada é também no alto de outra duna, com vista para a ferradura do rio, bem onde o sol se põe. 

       

       

       

       

       

       
      É por ali, a creca de 30 minutos de carro, o cemitério mais lindo que já vimos na vida. As lápides ficam na areia, de frente pro mar, lugar perfeito para o “descanso eterno”. 

       
      5 dias foi tempo suficiente para curtir esse paraíso cearense. Para sair de Icaraizinho, pegamos um transfer até Amontada (150 reais o carro) e de lá o ônibus da Fretcar na linha Amontada-Fortaleza, por R$22,40, de onde seguimos para Pernambuco, rumo às ladeiras de Olinda.

       

       
      Do que não gostamos:
      Um transporte comum em Icaraizinho são as carroças de boi. Sabemos que faz parte da cultura e do meio de sobrevivência e trabalho local, mas dá dó ver os bichos magros, com sede, se arrastando pelas ruas de pedra. Muitos são mal tratados, o que é de cortar o coração.
      Muita gente anda de carro e moto na areia da praia. Um hábito terrível que provoca danos à natureza e perigo a todos que estão curtindo a praia.
       
      Para comer:
      Vila Icaraí - é uma pousada super aconchegante e charmosa. O bar da pousada é aberto também para quem não está hospedado lá e oferece opções deliciosas de sanduíches, que você come à beira da piscina. O preço é muito bom, o atendimento excelente e os drinks são ótimos.
      Restaurante Hibisco - é o restaurante que muita gente indica. Fomos 2 vezes. Na primeira comemos um camarão com leite de côco gostoso e bem servido. Da segunda vez optamos pelo PF e não foi uma boa escolha. A comida chegou fria e sem nenhum tempero. É caro para o que serve.
      Papaya Beach - de frente pro mar, o bar é um grande lounge. Cervejas, drinks e petiscos. Música alta, mas uma opção para quem está na praia e quer tomar um goró e curtir o pôr do sol atrás das aeólicas. 
      Posto 1 - mais um barzinho em frente ao mar. Tem cerveja, caipirinhas e um bolinho de arroz com calabresa muito gostoso. O preço é bem bom. 
       
      Horários dos Ônibus:
      Fortaleza-Amontada

       
      Amontada-Fortaleza

       
       
      instagram.com/trip_se_
       
       
    • Por Damarens Santos
      Olá galera viajanteeeee. 🤩 Vim fazer falar um pouco sobre minha viagem em 02/2020 em Fortaleza e Jeri   Comprei minhas passagens para Fortaleza pela decolar em uma promoção 657,00 saindo de GRU (uma semana depois baixou para 400,00 kkkkkkkk DIFICIL ). Fizemos as reservas pelo site Airbnb com cupom de desconto  (vou deixar o cupom no final do post) fechamos 4 dias em Jeri na Pousada Casa Flor do Mar e 4 dias em um Flat no hotel Tulip. Como boa viajante, fiz a reserva do flat no meu nome e da pousada no nome do meu namorado, ambos tinham descontos então saiu bem em conta pra nos (400,00 em cada lugar).   06/02 a 12/02 - SP x FOR   1º dia: Nosso voou saiu as 23:30 de SP com chegada as 03:00 em FOR. Decidimos ir pra Jeri primeiro para curtir o fds lá e fortaleza depois, então fechamos com a agência Enseada Turismo  o transfer até Jeri. Do aeroporto até o ponto de partida para Jeri no centro, pegamos um Uber, que deu R$ 19,50 e fomos direto ao ponto de encontro para saída a Jeri, que seria as 04:00. Fechamos o transfer até Jeri com passeios do lado Leste incluso por R$150,00 cada (OBS: existe a empresa Fretcar que faz esse serviço de transfer, porém ele sai em horas fixas... se não me engano o primeiro sai as 07:00 e custa em torno de R$30/40 reais, mas pra otimizar tempo optamos pelo transfer, estava incluso ida e volta + alguns passeios do lado leste). Depois de horas de ônibus (aproximadamente 5:00 com parada pra café da manhã) chegamos até um ponto de apoio onde pegamos as Jardineiras (4x4) pra começar os passeios. O nosso estava incluso o Passeio pela Lagoa do Paraíso, Árvore da Preguiça, entrada free na famosa Alchimist Beach Club e Pedra Furada, como passeio adicional havia a Lagoa do Amâncio por R$30,00 (durante os passeios as malas ficam na própria jardineira). Fechamos na nossa pousada por volta das 17:15 da tarde e saímos pra jantar.   OBS E DICAS: *No café da manhã eles pararam em um local que o café é por peso (pão com frios + copo de leite com café saiu uns R$9,00/11,00) Na hora do almoço estávamos no Alchimist Beach Club, não comemos lá pq achamos as coisas mtt caras (uma cerveja long neck lá custou R$17,00 KKKK). Tomamos um café mais reforçado justamente para não consumir nada neste local por conta dos preços. *A ida até a Pedra furada se resume em caminhada rs. Lá eles falam que o caminho é pesado, 40 minutos de caminhada com uma decida ruim... tudo isso pra vc fechar com os “juber” ou seja charretes, mas a caminhada é tranquila... fizemos em 30 minutos até a pedra. *Na rua SAN FRANCISCO, na vila de Jeri vc encontra refeições a partir de 10,00. ISSO MESMO, nem em Campinas eu encontro estes preços kkkkk (eu não como frutos do mar então os PF’s da vida me fazem mtt feliz, ainda mais quando pago barato. Comi barato e MTT bem, obg). *O que mais me incomodou na vila foi as moscas, puts isso me estressou pq toda vez que vc senta pra comer vem umas 20 em cima da mesa, da comida e tal. Então procure por restaurantes climatizados caso queira paz. A noite tem varias barraquinhas pela rua que vende comida... porém este valor que paguei foi sempre em restaurantezinhos. Aproveitamos que estávamos pelo centrinho anoite para andar e procurar pelo passeio do Lado Oeste, já havíamos cotado com várias empresas antes da viajem (a média de valor era R$350,00 no buggy privativo, R$175,00 buggy compartilhado, R$400,00 quadriciclo e R$75,00 a jardineira), mas optamos por fechar lá em busca de encontrar algo em conta e BINGOOOOO. Encontramos o passeio de quadriciclo por 350,00 e o buggy 300,00.   2º dia: Acordamos e vimos o dia lindo, corremos e ligamos para agência de quadriciclo que iriamos fazer o passeio para fechar para aquele dia. Saímos para o passeio as 9:30, pegamos um guia tão legal que nos deixou super a vontade, passamos pelo mesmo local mais de uma vez para aproveitar quando estava vazio *-* o passeio durou cerca de 5/6 horas. (o guia vai na moro e vc vai pilotando o quadriciclo)   3º dia: tiramos o dia pra descansar. Fomos até a praia de manhã (praia da vila) e a tarde ver o por do sol nas dunas   4º dia: Fomos até a praia da malhada que é mtt linda e aproveitamos pra ir no comercio a tarde, voltamos pra fortaleza as 16:00. Da Vila de Jeri até o ponto de encontro fomos de 4x4 e levou cerca de 1:00. O ponto de encontro é a única parada que se faz até fortaleza, la ficamos 2:00 esperando todas as 4x4 chegarem para lotar o ônibus e irmos embora. Chegamos em nosso flat em fortaleza as 24:00   5º dia: Já havíamos fechado com o Felipe (fechei via whats na volta de jeri para o dia seguinte) o passeio pelas 3 praias (Morro Branco, Praia das Fontes e Canoa Quebrada) de buggy por R$ 110,00 cada (canoa quebrada fica 250 km de Meireles então o passeio foi mtt cansativo rs não achei que compensou mtt, a praia das fonte na minha opinião é uma enganação tremenda kkkkkkk pq são 3 bicas de água escrito que é fonte, fora que se vc não fechar o buggy vc tem que ir caminhando até as falésias e morro branco (que é bem longuinho) então praticamente eles te forçam a fechar o buggy pra conhecer).   6º dia: Compramos o passeio pelo peixe urbano por R$60,00 o casal com a Girafa tur. O passeio saiu as 7:00 com chegada as 19:00. Chegando la eles vão te deixar em um restaurante carinho tbm, porém, na mesma rua do restaurante na frente dos buggeiros tem um restaurante, comida caseira mtt gostosa, prato para 2 pessoas por 35,00. Descendo o restaurante já na praia, tem um quiosque a direita com preços excelentes! (Cerveja por 9,00 600ml). A noite fomos jantar na Barraca da Boa na orla de Meireles, ceva por R$ 9,00 prato de picanha pra 2 por 60,00 (achamos o preço ótimo).   7º dia: Fomos para a Praia do futuro, pois queríamos conhecer o famoso Croco Beach, achei o local mtt cheio e os preços mtt salgados, então fomos pra barraca ao lado esquerdo Barraca Marulhos e fechamos um bangalô na areia com R$100,00 de consumação. Os preços de lá são excelentes e o serviço de primeira. Eles deixam um cooler do seu lado com cerveja já pra vc ficar à vontade. RECOMENDO. A tarde resolvemos andar pelo mercado central e depois ja fomos pro aeroporto.
      CUPOM DE DESCONTO Cadastre-se com meu link e você vai ganhar até R$179 de desconto em sua primeira viagem. https://abnb.me/e/H1L0MFhG83?suuid=9cccd5d0-3bc8-4949-b7ad-25927809bf1e&slevel=0

      Tel do Pedro (agente de fortaleza): 85 9665-9503 Tel do Quadriciclo de Jeri: Kart Cross Roades 88 9849-4619 Edvaldo
      Tel da agencia  Enseada Turismo: 85 9608-1222





    • Por mariana_
      Eu e meu namorado queríamos algo diferente no ano novo, eu doida para viajar. Até que surgiu uma promoção SP - Paris R$2.500,00, tudo bem que não é a passagem mais barata porém era réveillon. Tinha escala no México, e precisei comprar passagem de NVT para SP. 
      Dia 1: 25/12 - Embarcamos NVT para Guarulhos, passamos o dia todo lá no aeroporto e o primeiro perrengue: descobri que havia esquecido minha carteira, sorte q passaporte e dinheiro estavam na soleira comigo. Pensei em emergência usar o cartão do meu namorado. Nosso voo foi pela Aeroméxico noturno.
      Dia 2: 26/12 - Chegamos bem cedinho na Cidade do México, imigração foi tranquila e tivemos nosso primeiro carimbo no passaporte. Tínhamos 16h de escala, sendo assim alugamos um carro e fomos até as piramides de Teotihuacan, fica 1h de distância, paramos num posto e tomamos café da manhã. Alugamos o carro por ser mais em conta que excursão. Não queríamos depender de ônibus e Uber pois ficamos com medo de perder o voo. E foi super tranquilo dirigir por lá, havia lido relatos que era confuso. Voltamos perto das 14:00h, queria comer uma comida tipica e não achei nada na estrada principal e acabamos indo pro aeroporto mesmo. Embarcamos cansados para Paris. No voo servem tequila, vodka e foi um jantar muito delicioso de carne com batata. 
       
       
      Dia 3: 27/12 - dia dos Perrengues: Finalmente em Paris chegamos pelo Charles de Gaulle, imigração mega tranquila. Mas ai começou o segundo perrengue. Fomos pegar o trem porém estava tendo a greve, até então os trens funcionavam, mas para nossa surpresa desespero não estavam mais. Buscamos informações no free wifi do aeroporto e compramos tickets de ônibus Roissybus, sua parada final era na Ópera. Pensamos que seria mais barato pegar um uber/táxi de lá. Fila estava imensa do ônibus, depois de 1h na fila percebemos que esquecemos uma mala de mão na parte das esteiras. Até tentei ir lá recuperar mas seria impossível pois meu namorado não colocou identificação na mala COLOQUEM ATÈ NA DE MÂO, as minhas estavam todas etiquetadas. (minha prancha estava na mala fiquei chateada pra caramba e cabelo aos ventos em quase toda viagem). 
      Chegamos na Ópera, cansados 2 malas grandes, 1 de mão sem rodinha, mochila e mais minha bolsa imensa e pesada. Subimos na galeria Lafayette (do outro lado da rua) com todas as malas, vimos lá de longe a torre. Aproveitando a galeria quentinha olhamos no maps e parecia ser perto o hotel. Engano nosso, com malas não foi nada fácil. Já estava escuro, era quase umas 19h. Eu estava cansada e com fome. Parei na primeira banquinha de comida e peguei um kebab fritas e refri. Pedi um uber até o hotel pois não aguentava mais. Hotel simples e pequeno conforme o site, sem surpresas. Ficava no Belle Ville, bairro chinês tudo em volta era chinês, até um mercado. Andamos um pouco encontramos um carrefour, pegamos uns lanches e bebida. Colocamos as bebidas do lado de fora da janela para resfriar.
       
       
      Dia 4: 28/12 (Sábado) - Acordamos cedinho, amanhecia umas 8:30h e escure umas 16:30h então queríamos aproveitar. Iriamos alugar as bikes Velib, já que metro estava em greve, aluguel de 24h custava 1,70€ e usava free por 30min, depois disso é cobrado por tempo. Ficamos mais de 1h tentando e não deu certo. Foram 300-élysées felizes. Na volta pro hotel, passamos pela feirinha natalina novamente e encaramos um brinquedo, mega radical 10€ cada um, mas super valeu a pena era algo que eu nunca tinha visto, e olha que eu já fui em vários parques. Retornamos ao hotel mortos.
       

       
      Dia 5: 29/12 - Acordamos cedo e pegamos a Velib antes que expirasse as nossas 24h, fomos até a catedral de Notre Dame, ela estava em reforma fizemos nossas fotos. O dia colaborou, estava sem nenhuma nuvem, céu bem azul. Fomos caminhando até o Pantheon, 1km bem pertinho embora fosse um morrinho acima. Logo depois fomos ao Jardim de Luxemburgo, caminhada rápida também de uns 15min. Lá tem umas cadeirinhas onde as familias sentam, as crianças ficam brincando. Bem agradável, aproveitamos o solzinho e ficamos ali sentados também pensando como iriamos para a torre, pois de lá sairia nosso mini cruzeiro. Encontramos um ponto de ônibus, na qual tem certinho os ônibus. Esperamos congelado e pegamos o nosso super lotado ônibus, como não tínhamos ticket fui pagar ao motorista, ele não cobrou, não sei se é por conta da greve. Fomos a ponte de bir-hakeim, onde em baixo dela da para fazer muitas fotos legais. e logo ali próximo tinha o pier onde saem vários cruzeiro. Eu comprei no Groupon e acompanhava crepe + refri. (já foi nosso almoço), tem um mini bar a bordo. Passa por vários pontos e tem um guia. Desembarcamos e mais uma vez nós na torre. Pegamos mais espumante e apreciamos o fim de tarde lá. E acabei caindo em um truque "onde esta a bolinha" lá perdi 200€ pronto, acabou minha viagem. Como fui estupida. Mas bola pra frente. Fomos ao hotel, comemos coisinhas do super mesmo.
      Dia 6: 30/12 - inicio da ROAD TRIP:  Iriamos pegar o carro no aeroporto, precisávamos ir até lá segunda-feira horário de pico. Logo chamei um táxi 50€. Uber estava 95€ Devido a demanda sem metro/trem acredito q por isso estava muito alto. Carro havia sido locado e pago pela Budget - PÉSSIMA FINAL EXPLICO O PQ - Planejávamos sair cedo e chegar em Bruxelas pro almoço e turistar. Precisávamos passar 1300€ de caução, e o cartão não passou. Lembra que já ficou 600€ de caução da velib, pois então não havia sido estornado ainda. Depois de horas de negociação, tiramos o seguro deles, nosso cartão já incluia seguro, (no Brasil era de madrugada, estávamos tentando ligar para aumentarem o limite, conseguimos e passou 900€. E pé na estrada.
       

       
      Como nosso itinerário estava atrasado devido essa locação, chegamos la já era escuro demos uma passadinha no Atomium e fomos pro Delirium Café. Segunda-feira estava socado, é muito divertido. Isso que eu não gosto de cerveja, então comprava nas liquors e bebia na rua. Comemos as famosas batatinhas fritas. São divinas. Fomos pro hotel Campanile, muito bom.
      Dia: 31/12 - Mais uma vez cedinho acordamos e fomos rapidinho nos pontos principais da cidade, pois iriamos pegar estrada até Amsterdã. Nosso hotel era na cidade vizinha,  pois estava muito caro para o ano novo. Paramos no hotel Bastion Hotel Schiphol Hoofddrop, outro hotel maravilhoso. Aquela parada básica no mercado, abastecendo as nossas bebidas para o ano novo, iriamos passar na praça Museumplein. Em Amsterdã não se pode beber na rua, então coloquei a vodka numa garrafa de água e lá fomos nós, paramos relativamente perto, na rua mesmo. Ficamos no ring de patinação era super cedo ainda, bebemos, comemos nossos petiscos. Conhecemos uns brasileiros, q ficaram conosco o resto da noite. Queima de fogos, quase não dava de ver pois tinha muita neblina. Meia noite estouramos champagne e logo fomos embora - (Para usar o banheiro se pagava 1,5euros)
    • Por Fora da Zona de Conforto
      Está pretendo ir a Portugal durante o inverno e não tem certeza se vale à pena? Pode ir que vale!
      Apesar do inverno ser considerado como baixa temporada na Europa, essa época do ano também atrai muitos turistas para o velho continente. Muitas vezes os viajantes querem economizar, evitar as cidades lotadas ou aproveitar o melhor da estação: a neve.
      Portugal no inverno é um destino muito procurado, tanto por quem mora na Europa, quanto por quem vem de fora. Mas tem neve? Chove muito? O que tem para fazer no país? Quais cidades visitar durante essa época do ano?

      Continue lendo: Roteiro para Portugal no Inverno: 5 Lugares Deslumbrantes para Visitar



×
×
  • Criar Novo...