Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

Ca Carneiro

RELATO Europa Jun/2018: Budapeste-Bratislava-Praga-Cesky Krumlov-Gent-Bruxelas-Bruges-Amsterdam (18 dias)

Posts Recomendados

Deslocamento Bratislava - Praga: Trem České dráhy

 

Procurei as passagens pelo BusRadar, um site super fácil e inteligente que mostra todos os ônibus, trens, caronas e etc de um lugar ao outro. Assim fica bem prático comparar e optar pela melhor opção para o seu caso.

Comprei a passagem de trem no site da companhia (www.cd.cz), super em cima da hora da viagem. Custou 622 CZK = 24,40 EUR.

 

Depois disso pedi um Taxify (tipo um Uber, a Isa que me indicou) e fui até a estação de trem. A corrida custou 5.55 €, e por sorte o motorista conseguia se comunicar um pouquinho em inglês – mas não seria um problema se ele não conseguisse, porque o destino já é informado pra ele antes... só ficaríamos quietos a corrida toda hahaha.

 

Entrei no trem e veio o desespero: cadê as “estantes” pra colocar as malas grandes? Não encontrei no meu vagão. Entrei com a mala mesmo.

Olhei pro bagageiro em cima do meu assento, olhei pra mala e pensei: Nunca vou conseguir levantar essa mala sozinha. Deixei no assento ao meu lado.

Quando passou a mulher conferindo os tickets dos passageiros (outra que falava inglês graaaaças a Deus!), eu perguntei se teria problema deixar a mala ali comigo, e ela disse que não – por sorte o trem estava bem vazio.

E assim fui a viagem toda, com a mala do meu lado. Ufaa!! (veja na foto abaixo “meus dois” assentos, claro que eu estava do outro lado só pra tirar a foto hahaha

IMG_2672.thumb.JPG.d36294f3ca80118ed9f1c2c61f7a1b3e.JPG

 O trem era até que confortável, tirando que o assento não deita né (esse é o pior detalhe dos trens, na minha opinião). Em determinado momento da viagem uma mulher passou vendendo café e snacks, deu aquela salvada na fome haha

 4 horas de viagem e cheguei em Praga... espero que a próxima parte do relato não demore tanto como demorei pra postar até aqui hahah

  • Gostei! 1
  • Vou acompanhar! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Em 18/10/2018 em 16:24, Ca Carneiro disse:

Ahhhh eu não imaginava que escrever sobre a viagem levava tanto tempo e que, depois de voltar das férias, a vida volta ao normal e nunca sobre tempo pra isso. Mas prometo que vou tentar escrever mesmo que aos pouquinhos, até finalizar esse relato!! Vamos lá...

 

Bratislava: 12 a 13 de junho

 image.png.08cc5af3bfe83492404d3b5e86a58061.png

Obs: foto provisória por motivos de – estou no aeroporto e, nas minhas fotos da viagem que estão salvas aqui, não acho nenhuma que tenha ficado boa. Vou tentar lembrar de baixar umas da GoPro depois e atualizo aqui :) 

 

Cheguei na Bratislava no meio da tarde, minha amiga chamou um Taxify (tipo Uber) pra me buscar na estação de ônibus e levar até a casa dela. Deixei minhas coisas e pouco depois saimos juntas para fazermos o Free Walking Tour. Eu fiz o convite, e ela disse que nunca tinha conseguido fazer o tour, mesmo morando lá há 2 anos, então ela topou.

O clima estava ruim, bem fechado e logo começou a chover. Ainda assim o tour foi bastante útil, a guia era local e tinha muitas informações sobre a história e curiosidades da cidade. Para quem tiver interesse: http://www.befreetours.com

O tour fica nos entornos do centro histórico, que é bem pequeno, então foi ótimo pra conhecer quase tudo em pouco tempo – útil pra quem visita a cidade como bate-volta também.

 

image.png.6aab62d11d0da6e4e905d1c3d178ae37.png

Foto na famosa estátua, tirada durante o walking tour. O guarda-chuva é o charme hahah

 

Quando acabou, nós duas caminhamos até o Castelo de Bratislava (esse da foto acima), tiramos algumas fotos, curtimos a vista lá de cima, passeamos pelo jardim do castelo, e descemos.  É um local bem agradável, não tinha muitos turistas, dá pra ver boa parte da cidade e a UFO tower.

Também é possível visitar o interior do castelo (vi em um blog que custa EUR 7), mas minha amiga disse que não é muito interessante, então pulamos essa parte.

 image.png.94c107fce938f6438143a1e343afd73e.png

Tempo ruim no Castelo de Bratislava 😓

image.png.d416c2bd2916a6e2c9532cb5572f8d4e.png

Caminho na volta do castelo, indo para o centrinho jantar.

                                                                                                                                   

Já estava na hora de jantar e a chuva tinha dado uma trégua, então fomos comer em um restaurante que a Isa adora e conhece os donos. Nada como ter dicas de alguém que mora no lugar, né? Ela me recomendou comer um prato bem típico, e eu adorei (vou falar dele mais abaixo na parte de comidas).

Depois do jantar tomamos um sorvete delicioso e fomos caminhando até a casa dela. O caminho envolvia atravessar a ponte UFO, a mais famosa da cidade, que também tem uma visita bonita.

 

A cidade parece ser muito segura, nós fomos embora a pé já era meio tarde (acho que umas 23h) e foi tudo tranquilo. Ela comentou que costuma caminhar em qualquer horário do dia também.

 

O centro histórico é lindinho, cheio de lojas e restaurantes e traz uma sensação de voltar no tempo. Durante o dia fica muito cheio de turistas que fazem bate-volta na cidade (como na foto abaixo), e a noite vai acalmando.

 image.png.b1cd329b2594c1ead1b9490ee14d4d46.png

 Como parte da antiga Tchecoslováquia, a Eslováquia também tem uma cultura forte da cerveja, portanto nos lugares onde fiz alguma refeição, eu costumava pedir alguma cerveja local.

 

Voltando ao relato... chegamos na casa da Isa e eu precisava decidir qual horário ir para Praga no dia seguinte. Como eu não havia comprado passagem ainda, tive essa flexibilidade – o que foi muuuuito bom nesse caso! Portanto, pense bem o quanto realmente vale a pena já ter todos os deslocamentos comprados com antecêdencia. As vezes uma pequena economia na passagem não compensa a falta de flexibilidade.

 

Como nesse primeiro dia estava um clima chuvoso e a previsão era continuar assim no dia seguinte, eu decidi que se acordasse e visse sinais de chuva, já iria pra estação de trem rumo a Praga. Mas se estivesse sol, eu já tinha planos pra mais umas horas na Brastislava.

 

Fico feliz em ter dado essa chance ao sol, que veio lindamente alegrar meu dia hahah

Acordei cedo e fui então para o Hrad Devín (or Devin Castle), lugar lindooo e que recomendo fortemente! Vejam:

image.png.c4d7663b2332b8edd0494e064189a40a.png

Fui e voltei de ônibus, fácil e barato. Para saber como fazer isso, é só jogar o percurso no Google Maps e ele mostra qual linha de ôninus. Tem uma que para bem perto do castelo, só continuei a pé por uns 10 minutos.

A entrada do castelo custa EUR 5 – a atração mais barata da viagem hahaha

Lá na verdade estão as ruínas de um castelo super antigo, mas é bem impressionante imaginar como ele seria se ainda estivesse lá... além da vista que é linda de todos os lados.

Eu cheguei lá por volta de 10-11h, e percebi que quanto mais o tempo passava, mais chegavam crianças em excursões de escola, o que deixava o lugar um pouco barulhento e também mais difícil para tirar fotos hahah então a dica é chegar cedo! Mais fotos...

image.png.5659dc368d05f1cbe75f0bde89881c45.png

image.png.c7dc2c5c64e2004e0ce9c69e702269f1.png

Hospedagem: casa de amiga :) 

Dinheiro: Euro, simples assim :) 

Custos em Bratislava:

image.png.ba9fdc71714217925477a2350047cefa.png

Transporte público

Andei de ônibus e achei super prático e de boa qualidade.

O ticket precisa ser comprado nessas máquinas, que ficam perto de alguns pontos de ônibus:

 image.png.edd65727c30bd2d309bbc82a2c010090.png

 Existem algumas opções de tickets dependendo do tempo que você precisa utilizar o ônibus. Como eu faria viagens curtas, comprei 2 de 30 minutos cada, no valor de 0,90 EUR cada um. Achei bem barato! Apesar da língua lá ser bem complicada, consegui comprar o ticket sozinha. Ah, as máquinas só aceitam moedas!

 

Recomendações:

Comidas típicas + Recomendações de restaurantes:

Tem várias, é só dar uma olhada nessa seção dos menus.

A Isa me recomendou um prato bem típico e eu adorei, mas é meio pesado/gorduroso: Se chama Halušky, é uma massa parecida com nhoque, com molho de queijo de cabra e bacon crocante por cima. Vejam a foto:

 image.png.a81b01b78cba39215d9a0e1bea98c6c2.png

RE:FRESH Music Club & Restaurant

Ventúrska 267/5, 811 01 Bratislava, Eslováquia

 

No almoço do segundo dia comi uma carne de pato com purê de batata, estava bem saboroso também:

 image.png.da6ea63e00b50a844fcab05d33607fbf.png

Restaurant Camel

Bratislava I, 811 01 Staré Mesto, Eslováquia

 

Bratislava: impressões gerais

Sobre a Bratislava acho que é isso... passei praticamente 24 horas lá, e pude conhecer um pouco do centro e outra parte mais afastada, dois cenários bem diferentes nesse curto período de tempo. Acho que foi bem aproveitado. Não é uma cidade imperdível, mas como está localizada próxima de algumas outras que são incluidas em tantos roteiros, e por ser barata comparada à vários lugares da Europa, acho que vale a pena uma passadinha. Quebrar a viagem de Budapeste à Praga foi uma ótima ideia porque não curto deslocamentos muito longos (mais de 4 horas já acho demais). Também fica bem perto de Viena, dá até pra ir de barco.

Muito bom todo o relato! Gostei demais!!!! Parabéns por dedicar esse tempo para dar informações.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...