Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Passes de Trem na Europa - Perguntas e Respostas


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Depende dos seus interesses, mas par a fazer as coisas com um pouco de calma, seriam ao menos: Roma(4), Florença/Pisa(2), Siena/San Gimignano(2), Veneza(2), Milão(1), Torino(1 ou 2), Munich/Fussen(4) e Paris(5), ou seja, é possível, mas pode ser meio corrido, você terá que organizar muito bem os transportes entre as cidades para não perder muito tempo, o que pode significar gastar mais dinheiro num voo as 20:00, que lhe deixará o dia todo livre, em detrimento a pegar um voo super barato ao meio-dia, que lhe estragará um dia inteiro.

 

Dentro da Itália você pode fazer tudo de trem de uma forma bem mais barata. Ir de Torino para Munich, que seria a melhor opção considerando somente a Itália, pode ser complicado, pois duvido que tenha algum voo low-cost barato entre as duas, e muito menos trens diretos. Pode ser que você tenha que ir a Milão pegar um voo, o que pode acabar lhe estragando um dia inteiro, ou então pagar caro num voo direto de Torino, ou então ir da Toscana a Milão/Torino e terminar a Itália em Veneza, e de lá tentar um trem noturno para Munich.

 

Não existem mais trens noturnos entre Munich e Paris, ou seja, ou você perde um dia inteiro no trem indo a Paris durante o dia(a viagem leva umas 6 ou 7 horas), ou então pega um voo, que geralmente é meio caro.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 477
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

Olha, desculpa postar esta dúvida aqui, mas acho que é melhor que abrir um novo tópico (se ficar ruim, por favor apaguem). Desculpa também por voltar a um assunto chato, mas é que é importante para basearmos nossas escolhas.

 

Seguinte: Qual a análise que vocês fazem quanto à segurança do transporte ferroviário na Europa. Digo isso, pois, que eu me lembre, dos que eu já utilizei, somente no Eurostar, você passa por detectores de metal.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Olá AdrianoLB, muito obrigado por me ajudar.

Como você citou que não tem mais trem noturno munique paris, o que me sugere fazer. Sabendo que vou do BR a roma e volto por paris. Sei que tem trens da italia a Suíça. Então eu poderia alterar os planos e ir para Suíça e não faria alemanha ou tem outro jeito de ir alemanha incluindo a Suíça sendo por trem noturno. Se não tiver jeito, possivelmente farei como me sugeriu.

 

Grato

 

Leandro

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra
Olá AdrianoLB, muito obrigado por me ajudar.

Como você citou que não tem mais trem noturno munique paris, o que me sugere fazer. Sabendo que vou do BR a roma e volto por paris. Sei que tem trens da italia a Suíça. Então eu poderia alterar os planos e ir para Suíça e não faria alemanha ou tem outro jeito de ir alemanha incluindo a Suíça sendo por trem noturno. Se não tiver jeito, possivelmente farei como me sugeriu.

 

Grato

 

Leandro

 

Não há trens noturnos da Suíça para Paris, só trens diurnos. O único trem noturno que lhe serviria seria o trem noturno da Thello entre Veneza e Paris, o trem passa por Milão.

 

Pelo que eu vi, você está pensando em pegar trem noturno para economizar diária de hotel, então incluir Suíça não te ajudará muito na economia de dinheiro, pois na Suíça, apesar de ser espetacular, tudo é muuuito caro, o que você gastaria para ficar 4 dias na Suíça dá para pagar 8 ou 10 dias na Itália...

 

Parece que agora abriu alguns voos low-cost entre Munich e Paris, com um pouco de sorte e comprando com antecedência de uns 2 ou 3 meses, talvez você consiga uma passagem em conta...

 

Leve em conta que trem noturno sempre é meio caro, muitas vezes chega a passar de 100 Euros o trecho num couchete, e por este preço, muitas vezes dá para pegar um voo low-cost e pagar um hostel e dormir bem...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra
Olha, desculpa postar esta dúvida aqui, mas acho que é melhor que abrir um novo tópico (se ficar ruim, por favor apaguem). Desculpa também por voltar a um assunto chato, mas é que é importante para basearmos nossas escolhas.

 

Seguinte: Qual a análise que vocês fazem quanto à segurança do transporte ferroviário na Europa. Digo isso, pois, que eu me lembre, dos que eu já utilizei, somente no Eurostar, você passa por detectores de metal.

 

Então... Esta é uma discussão que divide opiniões não só aqui como lá na Europa...

 

A Ideia central do Espaço Schengen é permitir a livre circulação de pessoas entre os estados membros, se for implementado algum controle nos trens, praticamente mata a ideia básica do espaço Schengen que é promover a livre circulação de pessoas.

 

Também tem a questão de infraestrutura, as estações de trem na Europa não são preparadas para realizar este tipo de procedimento, implementar um controle destes envolveria altos investimentos em adequação física das estações, compra de equipamentos, contratação de pessoal, etc, tudo isto tem o seu custo, e consequentemente aumentaria o custo das passagens, uma vez vi uma reportagem na tv alemã discutindo isto, e segundo um especialista, o custo de implementar controles iguais ao do Eurostar nos trens das Alemanha faria as passagens internacionais de trens aumentar 20 Euros só para cobrir os custos.

 

No geral eu considero os trens na Europa bem seguros, o maior problema são os batedores de carteira e roubo de bagagens e isto detectores de metal não resolveriam... Atentados armados como os que aconteceram nos trens da Thalys são muito raros, se não me engano, foi o primeiro e único caso até agora...

 

Uma teoria que circula na Europa hoje, é que o problema de terrorismo na Europa tem origem na Bélgica, mais especificamente em Bruxelas...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Bom dia Adriano LB,

 

Acho que o trecho do trem noturno da Itália, mais precisamente saindo de Milão para Munique, retornou.

Consegui fazer a simulação pela Rail Europe, conforme exposto abaixo:

21:05MILANO CENTRALE

06:30 (DIA+1) MUENCHEN HBF 9h 25m

Direta CITY NIGHT LINE.

 

Então acho que tem como ir. Apenas tenho que comparar realmente se vale a pena ir... comparando com o voo low-cost e diária de hotel.

O trecho desse trem noturno está saindo 138euros o casal.

O que acha??

 

Leandro.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Olha, desculpa postar esta dúvida aqui, mas acho que é melhor que abrir um novo tópico (se ficar ruim, por favor apaguem). Desculpa também por voltar a um assunto chato, mas é que é importante para basearmos nossas escolhas.

 

Seguinte: Qual a análise que vocês fazem quanto à segurança do transporte ferroviário na Europa. Digo isso, pois, que eu me lembre, dos que eu já utilizei, somente no Eurostar, você passa por detectores de metal.

 

Então... Esta é uma discussão que divide opiniões não só aqui como lá na Europa...

 

A Ideia central do Espaço Schengen é permitir a livre circulação de pessoas entre os estados membros, se for implementado algum controle nos trens, praticamente mata a ideia básica do espaço Schengen que é promover a livre circulação de pessoas.

 

Também tem a questão de infraestrutura, as estações de trem na Europa não são preparadas para realizar este tipo de procedimento, implementar um controle destes envolveria altos investimentos em adequação física das estações, compra de equipamentos, contratação de pessoal, etc, tudo isto tem o seu custo, e consequentemente aumentaria o custo das passagens, uma vez vi uma reportagem na tv alemã discutindo isto, e segundo um especialista, o custo de implementar controles iguais ao do Eurostar nos trens das Alemanha faria as passagens internacionais de trens aumentar 20 Euros só para cobrir os custos.

 

No geral eu considero os trens na Europa bem seguros, o maior problema são os batedores de carteira e roubo de bagagens e isto detectores de metal não resolveriam... Atentados armados como os que aconteceram nos trens da Thalys são muito raros, se não me engano, foi o primeiro e único caso até agora...

 

Uma teoria que circula na Europa hoje, é que o problema de terrorismo na Europa tem origem na Bélgica, mais especificamente em Bruxelas...

 

É, estou com receio de usar o TGV... Vamos ver como as coisas ficam até a época da minha viagem, mas estou pensando em alugar um carro.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Leandro, faça as contas para ver se vale a pena...

 

Mas nâo esaueça decolocar na balança o cansaço de uma viagem noturna, pois trens noturnos não são confortáveis igual a uma cama de verdade e poucas pessoas conseguem realmente dormir e descansar bem... Veja se você não tem sono leve e passe a noite em claro, chegando em Munich morto de sono, cansado, com dor se cabeça e mau humorado, e isto acabar estragando um dia...

 

Pessoalmente eu evito ao máximo trem noturno, pois sei que não consigo dormir direito e no dia seguinte não presto para muita coisa...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Gente, eu não sei como eu consigo manter a calma nuna situação dessas, pois nesse ano, é a segunda vez que eu estava em viagem pela Europa e acontece um atentado em Paris.

 

Eu estava em Londres no dia 07 de janeiro, embarcando em Heathrow para Berlim, quando aconteceu o atentado contra o Charlie Hebdo.

 

E agora em 13 de novembro, eu estava jantando com minha mãe e meu irmão num restaurante em Barcelona quando recebi uma ligação de um familiar perguntando onde estávanos e nos informando sobre a série de atentados em Paris.

 

Voltei ao Brasil ontem, no dia que já estava marcada a viagem de volta.

 

Sobre a segurança nos trens europeus e na Europa em geral (atrações turísticas, monumentos, etc) eu entendo o que o Adriano diz sobre a finalidade do Espaço Schengen e sobre os custos de se manter uma estrutura de segurança como existe em aeroportos e no Eurostar.

 

Mas eu creio que poderia haver um pouco mais de cuidado, especialmente na situação mundial que existe hoje.

 

Cito como exemplo algumas situações que eu presenciei na Europa nessas duas viagens que eu fiz esse ano:

 

1) Em janeiro, meu roteiro envolvia Londres - Berlim - Paris. Eu tinha hotel reservado em Paris e passagem ("avulsa") pela Air France, de Berlim a Paris para o dia 12/01/2015, mas em razão da repercussão dos ataques e por insitência da família no Brasil, eu cancelei de última hora a estadia em Paris e mudei o itinerário para Praga, comprando de última hora uma passagem de trem de Berlim para Praga e cancelando o voo da Air France e o hotel em Paris. Tudo muito fácil, apesar de eu ter perdido alguns euros nessa troca (compensados pelos preços muito mais em conta em Praga na baixa temporada).

 

Pois bem, quando eu embarquei no trem para Praga na Hauptbahhof de Berlim e me dirigi à cabine onde era o meu assento, eu vi uma mala abandonada, sozinha, na tal cabine (essas cabines pequenas com 6 assentos). Me apavorei e saí do trem e falei com a fiscal que estava fora do trem, avisando que tinha uma mala sozinha na cabine. Ela nem me deu bola, dizendo que deveria ser de um passgeiro que foi comer algo no vagão restaurante .... Ok, eles devem ser acostumados com esse tipo de situação, mas eu acho que uma mala sozinha no minimo merece um certo cuidado, uma certa investigação! ....Voltei para a cabine com mil pensamentos ruins na cabeça ... O dono da mala voltou, pareceia ser um alemão podre de rico, mas putz, aquela mala sozinha para mim foi muito perturbadora!

 

2) Na viagem que eu fiz agora em novembro com minha mãe e meu irmão, quando estivemos na Sagrada Família em Barcelona, tinha um guardinha com um detector de metal na entrada. Ele apenas pedia para abrir a bolsa e passava aquele detector muito rapidamente por dentro. Bem, minha bolsa tinha mil e uma coisa com metal (celular, niqueleira, máquina fotográfica, etc) e o tal detector sequer apitou. Qando foi a vez do meu irmão, que estava com uma mochila superpesada, carregada de lentes e flashs fotográficos, ele simplesmente disse para o guardinha que ali tinha equipamento fotográfico e o guardinha deixou ele passar sem sequer revistar a mochila ou passar o detector de metal...Nem quero pensar, mas qualquer maluco com uma arma poderia dar uma desculpa parecida e não ser barrado na entrada.

 

Me lembro também que não é só no Eurostar que tem o esquema de segurança. Na Espanha, pelo que eu me lembre, nas estações de trem há detector de metais, como nos aeroportos, para os trens de médio e longo curso (até mesmo no trecho Madrid - Toledo), esquema implantado após o atentado de 2004 na Estação Atocha. Mas não vi tal equema em Barcelona, na Estação Sants, quando peguei o trem regional para ir à Cava Freixenet, na cidade de Saint Sadurni d'Anoia.

 

Abs,

 

Cris

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...