Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Biamorim

BOLIVIA : IMPOSTO IVA E TAXA DE SAÍDA

Posts Recomendados

Oi galera!
 
No feriado de 7 de Setembro viajarei sozinha a turismo por 5 dias para Bolivia (Santa Cruz de La Sierra e arredores ) saindo do Brasil de aviao  (São Paulo)  e diversos blogs de viagem mencionam uma "taxa de saída do país" cobrado pelo governo boliviano para estrangeiros que voltam para seus países sem residência na Bolívia.
 
Gostaría de confirmar se isso é verdade e se é legal e também se é legal que hotéis agreguem ao valor da diária do hotel o imposto IVA que segundo relatos é ILEGAL a cobrança para turistas estrangeiros.
 
Não acho essas informações no site do consulado e já mandei vários mails para todos os consulados do país sem resposta. Alguém que já tenha viajado via aérea para lá sabe informar os procedimentos para obter este papel/carimbo de entrada e saída para Bolivia? Antes de eu passar pelo check in tenho que ir em algum setor especifico do aeroporto do DPF para obter esse carimbo de entrada para Bolivia ? E na saída é a mesma coisa? Tem um setor específico do aeroporto na Bolivia para ir antes de passar pelo check in ?
 
E alguém saber mais sobre esse imposto IVA ?
 
Caso alguém esteja indo para lá esse período me fale para nos encontrarmos lá. Como disse estarei sozinha e companhia é sempre legal. Meu mail: [email protected]
 
Desde já agradeço.
 
Beatriz Amorim

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você misturou tudo e entendeu tudo errado!!

 

IVA:

IVA é o equivalente Boliviano ao ICMS e ISS, que são impostos cobrados sobre o consumo de mercadorias e serviços, ou seja, toda vez que você compra alguma coisa no supermercado, numa loja, paga diária de hotel, paga refeição num restaurante, etc, você está pagando IVA.

Estrangeiros são isentos de IVA em alguns serviços, em alguns países as diárias de hotéis são isentas de IVA para estrangeiros. Mas o hotel tem que estar legalizado, com toda documentação e impostos em dia e estar credenciado pelo governo a conceder este desconto, muitos hotéis tem pendência com o governo e não conseguem se habilitar a conceder o desconto.

Eu não conheço os detalhes específicos da Bolívia, mas em todos os países onde este tipo de desconto existe, basta você apresentar o seu passaporte ou documento provando que é estrangeiro no momento do check-in no hotel e solicitar o desconto do IVA, que eles já abatem o valor do IVA das diárias a ser pago.

Taxa de Saída:

A "Taxa de saída" existe mas é cobrada de estrangeiros que ficaram mais de 3 meses na Bolívia,  ou não renovaram a estadia a cada 30 dias, uma vez que a permanência máxima como turista é de 30 dias, podendo ser renovada 2 vezes.  Ou seja é uma multa para quem ficou ilegal no país.

 

Taxa de Entrada:

Existe sim é uma Taxa de Entrada na Bolívia por via aérea, que todos os estrangeiros que entram por via aérea tem que pagar desde o ano passado, e que a partir de 2019 também será cobrada dos estrangeiros que entrarem por via terrestre.

Esta taxa é de 100 Bolivianos ou uns 50 Reais para quem entra via aérea, e se não me engano, já está embutido no preço da passagem aérea. Para quem entrar via terrestre, a taxa será bem menor, acho que uns 15 ou 30 Bolivianos, e será cobrada direto na fronteira.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 minutos atrás, 234234 disse:

Obrigada pela resposta!

Mas quero deixar claro que eu entendi exatamente como voce explicou .  Voce que não deve ter entendido a forma como coloquei as duas duvidas.

 

IVA= hotel / serviços

E

imposto de saida =  relacionado com o turista que está saíndo do país.

 

Mas obrigada pela explicação!

 

 

2 minutos atrás, 234234 disse:

 

Você misturou tudo e entendeu tudo errado!!

 

IVA:

IVA é o equivalente Boliviano ao ICMS e ISS, que são impostos cobrados sobre o consumo de mercadorias e serviços, ou seja, toda vez que você compra alguma coisa no supermercado, numa loja, paga diária de hotel, paga refeição num restaurante, etc, você está pagando IVA.

Estrangeiros são isentos de IVA em alguns serviços, em alguns países as diárias de hotéis são isentas de IVA para estrangeiros. Mas o hotel tem que estar legalizado, com toda documentação e impostos em dia e estar credenciado pelo governo a conceder este desconto, muitos hotéis tem pendência com o governo e não conseguem se habilitar a conceder o desconto.

Eu não conheço os detalhes específicos da Bolívia, mas em todos os países onde este tipo de desconto existe, basta você apresentar o seu passaporte ou documento provando que é estrangeiro no momento do check-in no hotel e solicitar o desconto do IVA, que eles já abatem o valor do IVA das diárias a ser pago.

Taxa de Saída:

A "Taxa de saída" só existe e é cobrada de estrangeiros que ficaram mais de 3 meses na Bolívia.

Taxa de Entrada:

O que existe sim é uma Taxa de Entrada na Bolívia por via aérea, que todos os estrangeiros que entram por via aérea tem que pagar desde o ano passado, e que a partir de 2019 também será cobrada dos estrangeiros que entrarem por via terrestre.

Esta é de 100 Bolivianos ou uns 50 Reais, e se não me engano, já está embutido no preço da passagem aérea.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa "taxa de saída" é ilegal e nada mais é do que uma propina cobrada pelos policiais da imigração nas fronteiras. Taxa que inclusive me recusei a pagar na fronteira Bolivia - Chile. 

Multa por permanecer no país depois do vencimento do visto é outra história. 

Já o IVA é um imposto para nacionais/estrangeiros residentes que não se aplica para turistas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu era quem devia cobrar desse país de m... minha saúde que nunca mais voltará. Se está com passagem comprada,desejo lhe toda a sorte do mundo para não lhe acontecer nada,pois se acontecer, todo cuidado e pouco,pois aquilo ali é um lixo,que já relatei na época aqui.

Taxa de saída eram 20 dólares cobradas no aeroporto de El Alto ao cônsul, não foi a mim,pois voltei de cadeira de rodas.Hoje não sei e nem quero saber de tanto ódio que esse lugar me causou.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 16/08/2018 em 12:55, henriquefarage disse:

Essa "taxa de saída" é ilegal e nada mais é do que uma propina cobrada pelos policiais da imigração nas fronteiras. Taxa que inclusive me recusei a pagar na fronteira Bolivia - Chile. 

Multa por permanecer no país depois do vencimento do visto é outra história. 

Já o IVA é um imposto para nacionais/estrangeiros residentes que não se aplica para turistas.

Eu cheguei a ligar para embaixada boliviana em Brasília para denunciar esse crime na saída da Bolívia para o Atacama. Seria bom que todos fizessem isso até que alguém tome uma atitude. 

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Mila coni
      Olá pessoal, estou viajando em maio/2019 pra um mochilão pela América do Sul. Procuro boas companhias 
      whats (75) 99255-2704
    • Por Moo
      Boa tarde!
      Estou tentando me organizar para fazer minha retirada do país e tentar a vida no exterior, provavelmente na Europa. Tenho a cidadania italiana então a questão de visto (acredito) não vem ao caso, porém, estou com muita dificuldade em entender como deve (ou a melhor forma de) ser feita a declaração de imposto de renda.
      Inicialmente penso em manter minha conta aqui no Brasil para um ano de teste no estrangeiro e depois vejo como faço. Nesse ano imagino que a declaração deva continuar sendo feita no Brasil mas, decidindo fazer minha retirada do país, vocês sabem como pode ocorrer?
      Sou freelancer e faço tudo pelo computador então a expectativa é ter renda vinda também de onde quer que eu esteja e aí é minha maior dúvida.
      Me indicaram o banco N26 dizendo que as taxas da Alemanha (origem desse banco online) são menores mas ainda assim não isentas.
      Preciso fazer dupla declaração de renda? Alguém aqui já passou por essa situação? Se sim, como fizeram?
      Obrigada!! 
    • Por omariomadureira
      Fala mochileiros!
      Estou montando o roteiro do meu primeiro mochilão, o clássico, Bolívia-Chile-Peru. Indo em abril (inclusive, quem quiser se juntar, só chamar no inbox!)
      Estou pesquisando o trajeto por ônibus e vi que a maioria dos relatos, o pessoal resolveu ir para Corumbá (MT), pegar um taxi até Puerto Quijaro (BO) e de lá pegar um ônibus ou trem para Santa Cruz (BO). No entanto, vi que tem um ônibus em Sampa que vai direto pra Santa Cruz, através da cia 'La Preferida'. Alguém já foi pra lá com essa cia? Já fizeram esse trajeto de outra forma?
    • Por carloshenriq94
      E então galera, beleza?
      De começo já vou informar que essa viagem foi realizada em Junho de 2017. SIM, 2017!
      Porém fiquei de fazer o relato e sempre enrolava, enrolava e agora estou com tempo e consigo fazer .. a viagem foi tão f*d que até hoje eu não consigo esquecer NENHUMA parte dela e vou passar minha experiência para todos vocês! (exceto a maioria dos gastos L)
      A minha viagem foi inspirada no relato do @RodrigoVix, com algumas alterações .. desde já agradeço @rodrigovix, seu relato foi inspirador e espero conseguir passar para outras pessoas também a minha experiência e dicas.
       
      ROTEIRO
       
      Rota “famosinha” aqui no site, fiz o mochilão entre 3 países, iniciando em Santa Cruz de La Sierra (BOLÍVIA), logo depois  Atacama (CHILE), Peru e depois voltando à Bolívia.
      Tem pessoas que preferem o inverso, porém, pesquisando prós e contras, preferi dessa forma e foi TOP!
      13/05 - Rio de Janeiro x São Paulo x Santa Cruz de La Sierra x Sucre
      14/05 - Sucre x Uyuni
      14/05, 15/05 e 16/05 – Salar de Uyuni
      17/05, 18/05 e 19/05 – Atacama
      20/05 – Atacama x Arica x Tacna
      21/05 – Tacna x  Arequipa
      22/05 – Arequipa
      23/05 – Arequipa x Ica x Huacachina
      24/05 / Huacachina x Ica x Cusco
      25/05, 26/07 – Cusco
      27/05 – Cusco x Águas Calientes
      28/05 – Águas Calientes
      29/05 – Águas Calientes x Cusco x Puno
      31/05 – Puno x Copacabana
      01/06 – Copacabana
      02/06 – Copacabana x La Paz
      03/06 – La Paz
      04/06 – La Paz x Santa Cruz de La Sierra x São Paulo x Rio de Janeiro
       
      O QUE LEVEI ?
       
      Fui com uma mochila de 45L qualquer, deu bastante coisa galera!
      Levei também uma mochila pequena, que serviu para usar em passeios rápidos, etc. (INDICO)
      Não lembro o número exato de camisas, tênis, etc. Mas levei o suficiente! Tente levar o máximo possível, NÃO ESQUEÇA CASACO (de preferência impermeável)!
      Antes de ir passei na farmácia e comprei MUITO REMÉDIO, e usei apenas 1, sério, gastei mais de R$ 100,00 em remédios, etc e usei nem 10%. Porém compraria novamente, uma viagem dessas pode haver diversos acontecimentos e se precisasse de algum remédio, já estaria na mão.
      Levei também uma pasta que serviu para guardar todos os meus documentos (Cartões de embarque, ingressos Machu picchu + huayna, cartão internacional de vacinação, seguro viagem e serviu para guardar todos os papéis de imigrações, entre outras coisas) .. INDISPENSÁVEL!
       
      PREPARATIVOS PARA A VIAGEM
       
      Bem, era +/- janeiro daquele ano, minhas férias estavam marcadas para maio e a meta seria viajar .. logo depois me questionei .. “viajar pra onde?”, “sozinho?” . Foi aí que eu comecei a procurar destinos na América do Sul .. encontrei um lugar chamado PUCÓN, fica no Chile, MEU DEUS! TOP DEMAIS! Decidi que iria para Pucón, comecei a ver passagens, relatos de viagens, entre outras coisas e tinha decido: VOU SOZINHO MERMO!
      Até que .. conversando com o Pietro, um amigo do trabalho, vi que ele iria tirar férias na mesma época e decidimos juntar idéias e mochilar juntos .. Falei de Pucon para ele e ele curtiu, mas vi que não levou muita fé .. depois de um tempo ele veio com papo de ROTA DAS EMOÇÕES, no nordeste .. NÃO! QUERIA IR PARA A AMÉRICA DO SUL, ele tentou ainda me enviar orçamentos, entre outras coisas, prontamente negado, estava centrado em mochilar ..  hahahaha
      Até que navegando pelo mochileiros, vi o relato do @rodrigovix, sobre a viagem Bolívia x Chile x Peru, foi amor à primeira vista por esse roteiro, logo mostrei para o Pietro e ele curtiu a idéia, estava aí a viagem marcada e destino definido.
      Fizemos que nem o Rodrigo e garantimos somente algumas coisas antecipadas:
      ·         Passagens aéreas BRASIL X BOLÍVIA X BRASIL (R$ 1.119,00) e Santa Cruz de La Sierra x Sucre ($ 30)
      ·         Seguro Viagem Assist-Med 24 dias (peguei com um desconto de 30% na época) – R$ 189,71
      ·         Machu Picchu + Huayna – +/- $90
      ·         Ônibus Sucre x Uyuni - $15
      O resto foi na marra e ficaria para acertar na hora mesmo! (melhor coisa que fizemos)
      Sobre o cartão de vacinação: Como na época teve surto de febre amarela aqui no Rio de Janeiro, foi HORRÍVEL de conseguir uma vaga, eu consegui a ÚLTIMA vacina do dia que eu fui (tinha sido a 3ª tentativa), isso mostrando passagem comprada, entre outras coisas.
      Pietro não teve essa sorte, tentou tomar e não conseguiu, FOI NA CARA E NA CORAGEM SEM O CERTIFICADO e deu sorte, não pediram em nenhum momento.
    • Por joshilton
      Se você tivesse que escolher ir ao Titicaca, Qual lado você iria ? Bolívia ou Peru ?
      Meu tempo é extra curto, terei de escolher e quero a opinião de quem já foi nos 2 lados, me ajudem.


×
×
  • Criar Novo...