Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Juliana Champi

AFRICA DO SUL “AT YOUR OWN RISK” – Joburg, Kruger Park, Capetown e muito mais!

Posts Recomendados

Conforme havia previsto, fechamos nossa viagem para a África do Sul! haha! Vamos dia 13 de março e ficamos até dia 29. Nosso roteiro ficou parecido com o seu, porém preferimos cortar Joanesburgo e investir mais nos destinos de paisagens e atividades ao ar livre que são mais nosso estilo. 

Se puder ajudar com alguns detalhezinhos...

1) Sobre o aluguel de carro, foi tranquilo pelo site da Rentalcars? Já fiz reservas com "mediadores" antes mas parece que no balcão da locadora de verdade sempre olham torto ou tentam dificultar algo quando a reserva vem por estes meios. O pagamento foi antecipado? Em dólares? Pergunto pois, realmente, pela Rentalcars, a tarifa mais barata de carro automático está legal até, na faixa de 100 reais por dia com km ilimitada, enquanto que diretamente nos sites das locadoras, o preço está consideravelmente pior. Eu preferia fazer a reserva direto pela locadora e recusar todos os seguros para usar o do meu cartão Platinum, mas a Rentalcars está mais barata e ainda inclui já alguns seguros básicos...

2) Você menciona que a taxa de câmbio no aeroporto foi ruim. Li o relato faz um tempo e não lembro se durante o relato diário você comenta algum outro local para trocar dólares por rands. Alguma dica neste sentido? Viu locais para fazer câmbio no Kruger e em Cape Town? Tenho acesso à câmbio de reais x dólares um pouco mais barato por morar perto de Foz do Iguaçu, e lá rola bastante câmbio informal, sem IOF etc, então preferia levar o máximo possível de dólares em espécie para trocar rands lá, evitando um pouco o uso de cartão.

3) Com relação a hospedagem em Cape Town, estamos pensando ficar em Sea Point ou Gardens, já que consegue-se casa de temporada bem bacanas com preços melhores do que em Waterfront. Olhando pelo mapa, tudo parece perto e tranquilo, mas o que você me diz após ter passado uns dias lá? Vi que seu airbnb era num bairro vizinho ao Gardens, achou legal ficar por lá? Os deslocamentos são tranquilos? Estando de carro, consegue estacionar fácil perto dos pontos de interesse? 

Acho que é isso. Agradeço desde já! Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Em 25/01/2019 em 16:21, Elder Walker disse:

Conforme havia previsto, fechamos nossa viagem para a África do Sul! haha! Vamos dia 13 de março e ficamos até dia 29. Nosso roteiro ficou parecido com o seu, porém preferimos cortar Joanesburgo e investir mais nos destinos de paisagens e atividades ao ar livre que são mais nosso estilo. 

Que legal que vai dar mesmo certo! Vamos lá!

1) Sobre o aluguel de carro, foi tranquilo pelo site da Rentalcars? Já fiz reservas com "mediadores" antes mas parece que no balcão da locadora de verdade sempre olham torto ou tentam dificultar algo quando a reserva vem por estes meios. O pagamento foi antecipado? Em dólares? Pergunto pois, realmente, pela Rentalcars, a tarifa mais barata de carro automático está legal até, na faixa de 100 reais por dia com km ilimitada, enquanto que diretamente nos sites das locadoras, o preço está consideravelmente pior. Eu preferia fazer a reserva direto pela locadora e recusar todos os seguros para usar o do meu cartão Platinum, mas a Rentalcars está mais barata e ainda inclui já alguns seguros básicos...

Foi super tranquilo! Nos EAU por exemplo, a locadora fez a gente contratar vários outros seguros no balcão... na África do Sul isso não aconteceu. Recusei o seguro inclusive do site (pq aquele seguro incluso é do rentalcars não da locadora) pq tb utilizei o do cartão, e no balcão não me ofereceram nada. Foi tranquilo tanto na Bidvest (Joburg) quando na Budget (CPT), mas com a Budget tive que chamar um fiscal da empresa para marcar umas avarias no carro que não estavam relacionadas no relatório inicial. Paguei antes pelo site, na hora só bloquearam a franquia que depois foi estornada rapidamente.

 

2) Você menciona que a taxa de câmbio no aeroporto foi ruim. Li o relato faz um tempo e não lembro se durante o relato diário você comenta algum outro local para trocar dólares por rands. Alguma dica neste sentido? Viu locais para fazer câmbio no Kruger e em Cape Town? Tenho acesso à câmbio de reais x dólares um pouco mais barato por morar perto de Foz do Iguaçu, e lá rola bastante câmbio informal, sem IOF etc, então preferia levar o máximo possível de dólares em espécie para trocar rands lá, evitando um pouco o uso de cartão.

A cotação em si foi ok no aeroporto de Joburg, o problema é que cobraram uma taxa administrativa de 80 dólares... achei um puta assalto! Na ocasião troquei 1000 dólares. Depois disso só precisei trocar mais 500 em CPT, troquei num shopping perto de casa, o Garden Shopping, numa casa de câmbio que nosso anfitrião airbnb nos indicou! Foi bem melhor que no aeroporto. No Kruger não sei se oferecem câmbio e não sei das taxas, pois não precisei trocar lá. Vale a pena dar uma pesquisada pq os preços do Kruger não são proibitivos, no mercado por exemplo, então se tiver câmbio talvez ainda fique melhor que no aeroporto.

 

3) Com relação a hospedagem em Cape Town, estamos pensando ficar em Sea Point ou Gardens, já que consegue-se casa de temporada bem bacanas com preços melhores do que em Waterfront. Olhando pelo mapa, tudo parece perto e tranquilo, mas o que você me diz após ter passado uns dias lá? Vi que seu airbnb era num bairro vizinho ao Gardens, achou legal ficar por lá? Os deslocamentos são tranquilos? Estando de carro, consegue estacionar fácil perto dos pontos de interesse? 

Adoramos o bairro em que ficamos! Muito tranquilo. Tinha mercadinho, bar, restaurante, loja de bebidas... e ali no Gardens tb tem shopping com mercado e tudo que vc vai precisar. Para deslocamentos, a Cidade do Cabo é muito boa... tem lá seus períodos de congestionamento, mas o trânsito flui muito bem. Vários viadutos, pistas triplas e quádruplas, o acesso a qualquer ponto ficando em Gardens não vai ser complicado, acho uma boa! Não tivemos problemas pra estacionar em nenhum lugar, sempre tinha vaga e muitas vezes gratuitas!

Vai dar tudo certo! Depois quero ver seu relato! :)

  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Juliana Champi

Muitíssimo obrigado pelas respostas. 

Ficamos entre 3 airbnbs bem bonitos, sendo um no centro, próximo a Long Street, um no bairro vizinho ao Gardens, próximo ao Devil's Peak, e outro em Sea Point. Após muita indecisão, acabamos fechando no de Sea Point. Parece bem localizado, tinha comentários de brasileiros e muitos elogios ao host. Vamos ver como será.

Sobre o aluguel do carro, vou fechar essa semana. Poderia comentar como fez para recusar o seguro incluso da Rentalcars? Quando vai para fechar a compra tem como desmarcar essa opção? Pois é necessário fazer algo assim mesmo para poder emitir o certificado do seguro do cartão, né?

E nossa, que chato essa taxa de 80 dólares para fazer o câmbio no aeroporto, heim? Vou tentar pesquisar outras opções, porque é muita grana! Tenho ainda um fator complicador que é sair direto do aeroporto rumo a Panorama Route, que apesar de turística, não deve ter tanta estrutura, casas de câmbio etc. Mas enfim, vou tentar encontrar algo. Mas muito obrigado por alertar sobre a tal taxa!

  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Elder Walker

Isso mesmo, vc desmarca a opção de seguro que já vem marotamente marcada no rentalcars, rs! Mesmo assim ainda fica alguma coisa automática inclusa, mas o importante é não ter seguro da locadora, que é um critério para que o do cartão possa ser acionado!

Com relação a hospedagem, creio que tb não vá ter nenhum problema com locomoção a partir de sea point, principalmente pq vai acabar fazendo tudo de carro mesmo, e sem contar que o lugar é lindo né!

@Diogo Souza Fontes

Meninos, quanto ao câmbio, pode ter sido desatenção nossa tb, vale a pena pesquisar bem antes pela internet e lá na hora sobre estas taxas... Quando chegamos ficamos um tempão na loja de simcard (tava cheia) e estávamos ansiosos pra "chegar logo" rs. Demos uma olhada por cima nas taxas de câmbio de todas as lojas que ficam uma ao lado da outra e optamos pela melhor taxa de câmbio, mas acabamos não perguntando taxa de administração, o que é um erro. Trocamos juntos (nós e o casal de amigos que estava conosco) 1000 dólares cada casal, ou seja, 2000 dólares no total, o que pode ter contribuído por esta taxa mais alta.

Deve ter algum estabelecimento melhor de câmbio no aeroporto.

E Elder, na rota panorâmica, como eu só passei por ela, sem me hospedar na região (tem quem fique uns 3 dias por lá), não reparei em casas de câmbio e não acho que tenha ali na beira da estrada... melhor garantir no aeroporto mesmo. Mas vc pode trocar pouco pq se já estiver com games e reservas do kruger pagos, não vai gastar rios de dinheiro no Kruger, hahaha, a não ser que surte com as fofurices vendidas nos mercados lá dentro, kkkk, mas tb aceita cartão em tudo na pior das hipóteses! 

  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Juliana Champi

Obrigado mais uma vez pelas dicas.

Vou pesquisar mais sobre o câmbio no aeroporto de Joanesburgo e verificar lá no dia essa questão da taxa. Também pensei dessa forma, em trocar poucos Rands nessa primeira parte da viagem, que já estará quase toda paga, e usar mais o cartão de crédito, mas se essa taxa de 80 dólares for fixa por cada vez que fizer o câmbio (e não vinculada como % do valor trocado), aí que não compensa trocar pouco mesmo! haha! Se for proporcional, troco só um pouco para não ficar na mão e depois troco o resto em Cape Town.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 26/05/2019 em 23:46, Juliana Champi disse:

E ai @Elder Walker como foi a viagem de vcs? Foram em março deste ano certo? Já tem relato?

Oi, Juliana. Foi ótima! Fomos em março sim e deu tudo certo! Ainda não escrevi o relato pois estou num momento bastante agitado aqui com troca de emprego e de cidade, mas pretendo contar tudo certinho depois num relato bacana.

De qualquer forma, apenas para antecipar e compartilhar com quem for pesquisar pelo seu tópico, ficou assim: chegamos em Joanesburgo num vôo pela manhã, pegamos o carro e já partimos para Graskop, sem nem entrar em Joanesburgo. No dia seguinte, saímos de Graskop e passamos em praticamente todas as paradas da Panorama Route e depois pernoitamos em Hoedspruit. De lá, pegamos o Orpen Gate e fizemos no self-drive até o Skukuza, onde ficamos 2 noites e fizemos alguns dos drives com o próprio parque. Depois saímos pelo Malelane Gate e fomos até Joanesburgo, pernoitamos perto do aeroporto e no dia seguinte pegamos um vôo para Cape Town, onde ficamos num Air BnB por 4 noites (ótimo, por sinal!). Fizemos o básico lá pela cidade e deu vontade de morar lá! haha! Depois partimos para a Garden Route, pegando um desvio bem bacana pela região de Gordons Bay, numa estrada belíssima. Pernoitamos em Mossel Bay, passamos por Knysna e pernoitamos também em Plett. Bay. Fomos até a Bloukrans Bridge mas o tempo estava ruim e não rolou bungee-jump! Voltamos e pernoitamos em Swellendam, muito acolhedora! De lá, pegamos uma estradinha fantástica também até Franschhoek e pernoitamos 1 noite, mas também gostaria de morar lá! haha! Coisa mais linda a cidade! Pra nós, nem se compara com a vizinha Stellenbosh. Visitamos algumas vinícolas nos 2 dias que ficamos e fomos direto para o aeroporto no final do segundo dia, onde pegamos o voo de volta para Joanesburgo e depois para o Brasil.

Para o nooooosso gosto, gostaríamos de ficar mais tempo no Kruger (minha namorada não queria muitos dias porque tinha medo e porque achava que não teria tanta graça, no final ela já parecia uma "spotter" tentando achar os bichos e querendo ficar muitos dias a mais por lá), mais tempo em Cape Town e mais tempo em Franschhoek. A Garden Route realmente não tem nada de mais na estrada, bem sem graça. Tem cidades legais pelo caminho, mas aí é necessário bastante tempo para fazer as trilhas etc, que são o que tem de bonito, ou as atividades de ação que também atraem bastante gente. A passagem mais tranquila pela Panorama Route valeu MUITO a pena, ficamos realmente maravilhados pelo cânion e pelas paisagens de lá. Todo o caminho para fazer "a volta" nele é legal. Enfim, em resumo são estes os altos e baixos, mas depois posto mais detalhadamente...

Abraço e obrigado mais uma vez pelas dicas!

  • Obrigad@! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...