Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Buenos Aires - Bariloche Express com Namorada (9 dias)


Posts Recomendados

  • Membros

INTRODUÇÃO

A ideia da viagem era, ao mesmo tempo, uma viagem ao estilo mochileiro e romântica com a namorada. Quem ler o relato vai perceber um pouco dessa mistura. Já havia feito essa viagem outras duas vezes, oq facilitava o planejamento.

Penso que o período ideal é o inverno, já que Buenos Aires e Bariloche ganham um outro charme. A primeira pelo ar europeu, pelos seus cafés/chocolates quentes e etc. A segunda pela neve, que tem beleza indescritível. Acho que a data ideal p/ essa viagem é a última semana de julho p/ Buenos Aires e primeira semana de agosto p/ Bariloche (quando começa a média temporada de ski, diminuindo o movimento e os preços). Entretanto, para esse período não poderíamos. Resolvemos juntar uma semana que poderíamos com o feriado de 7 de setembro, mas minha namorada soube que teria que trabalhar no dia 06/09, o que acabou com nosso feriado prolongado. Por fim, acabamos fechando a data de 27/08 (6a feira) a 05/09 (domingo), resultando em 9 dias de viagem.

O planejamento ficou um pouco corrido, ainda mais, porque tive que refazê-lo, pois percebi que iria ter jogo do Boca no dia em que eu tinha planejado o Caminito.

 

VÔO

Um vôo RJ-Buenos Aires está custando por volta de R$650/700 com taxas. Já uma passagem de ônibus de Buenos Aires p/ Bariloche, pela Via Bariloche (ótima cia.), pela qual já viajei outras vezes, está custando por volta de R$190,00 por trecho (P$390,00). Mesmo achando que essa viagem de ônibus é muito interessante (as poltronas parecem de primeira classe de avião, o ônibus não pára, refeições servidas por “rodo-moço”, 3 filmes passando, ver os montes nevados se aproximando), percebi que não está mais valendo a pena pelo preço e porque perde muito mais tempo..

Assim, fechamos uma passagem da Aerolineas Argentinas Rio-Bariloche-Rio c/ conexão em Buenos Aires tanto na ida, quanto na volta por R$1.047. Utilizamos o instrumento do “stop” na conexão e só pegamos a continuação do vôo alguns dias depois. Muitas pessoas não conhecem isso. É muito útil e, na Aerolineas, isso é de graça, mas a compra tem q ser feita pelo telefone, para que o vôo seja comprado todo certinho. Assim, iríamos 27/08 (6a feira), à noite, p/ Buenos Aires. Continuaríamos o vôo no dia 01/09 (4a feira) de manhã cedo p/ Bariloche. Voltaríamos sábado (04/09) à noite de Bariloche, passando por Buenos Aires e chegando ao RJ domingo (05/09), pela manhã.

Vale ressaltar que, de acordo com informação de funcionário da Aerolineas, aquela antiga taxa que se pagava p/ embarque p/ o Brasil, por volta de US$18,00, já tem sido incluída na compra da passagem, o que ocorreu conosco.

 

HOTÉIS/ALBERGUES:

. Buenos Aires – MILHOUSE (http://www.milhousehostel.com) – quarto de casal (reservado pelo http://www.hostelworld.com, porque não respondiam meu e-mail) – diária de $200 pesos por dia o casal, com 10% pagos na reserva, por cartão. 5 diárias – 27/08 a 01/09. Albergue bem movimentado. Festa todo dia, mas não tive problemas também p/ descansar, apesar de alguns comentários contrários daqui. Localização perfeita, bem no centro da cidade.

. Bariloche – Hosteria El Nire (http://www.elnire.com.ar) – quarto de casal (reserva por e-mail, sem pagamento adiantado) – diária $180 por dia o casal. 3 diárias e ½, porque negociei p/ ficar até a noite no dia 4 – 01/09 a 04/09. Hotel bem caseiro. Confortável, apesar de termos pego um banheiro pequeno (já fiquei em quarto melhor lá de outra vez). Ótima localização, no centro, próximo à Catedral. Tem uma agência, oq facilita a contratação de passeios.

 

Obs.: Outras dicas de hospedagem em Buenos Aires – Hotel Novel, na Av. De Mayo, 915, (http://www.novelhotel.com.ar) – hotel simples, um pouco antigo, mas tranquilo e muito bem localizado. Diária de $240 p/ o casal.

Em Bariloche: Hosteria Sur (http://www.hosteriasur.com.ar) e Casita Suiza (http://www.casitasuiza.com), ambos com boa localização e bom preço.

 

20100913234126.JPG

Casa Rosada

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 24
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

DINHEIRO:

De outras vezes, eu levei dólares ou euros, mas, pelos meus cálculos, atualmente, vale mais a pena levar tudo em reais. O real se fortaleceu. Consegui câmbio de até R$1-$2,20 (Câmbio América, na Sarmiento, 501, e Banco Piano, na San Martin, 345). Alguns dias depois da minha volta, meu amigo conseguiu a $2,22! O ideal é acompanhar as cotações pelo site www.dolarhoy.com, e ir no que tiver a melhor cotação do dia. Normalmente, é o Câmbio América. O Banco Piano, que foi indicado como melhor cotação pelo albergue, sempre estava um pouco pior, mas sempre cobria a cotação do América. Esses dois bancos são quase um em frente ao outro. Tive cuidado, mas não houve problemas com dinheiro falso.

Fiquei preocupado de chegar lá sem pesos e acabei trocando cem pesos no Brasil p/ cada um. É besteira. O câmbio aqui é terrível e tem casa de câmbio 24 horas em ambos os aeroportos da Argentina. Também não é uma boa cotação, mas é melhor que a do Brasil e serve p/ trocar só p/ o 1o dia.

Como cheguei no fim de semana, também fui obrigado a trocar um pouco de dinheiro a uma cotação ruim na Florida (R$1-$2), porque os principais bancos/casas de câmbio não abrem no fim de semana.

 

1o DIA – 27/08 (6a FEIRA):

O vôo atrasou um pouco e acabamos já chegando no albergue por volta de 1h da manhã. Do aeroporto (Aeroparque Jorge Newbery) p/ o albergue pegamos Remi da empresa Transfer Express, que está logo no desembarque (custou $49). Ainda deu tempo de ir no Tortoni. Não deixem de experimentar o chocolate espesso. É caro ($29), mas muito gostoso. Saímos de lá como últimos clientes.

-> Gastos individuais do dia:

. Remi - $24,50 (transfer express – aeroparque jorge newbery)

. Café TORTONI - $55 ($29 chocolate espesso + $32 academico roquefort + $18 chocolate quente + $23 pizzeta mussarela individual)

TOTAL do dia: $79,50

 

 

20100913233303.JPG

Café Tortoni

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

2o DIA – 28/08 (SÁBADO)

- Manhã:

. Primeiro, tivemos que trocar mais dinheiro na Florida (único local com casas de câmbio aberta). Andamos bastante e trocamos numa casa de câmbio dentro de uma galeria (R$1,00 - $2,00). Esqueci de anotar o nome da casa de câmbio. Tentamos pegar a melhor cotação, considerando ser sábado e um lugar não tão chamativo, mas com cara de seguro. Verificamos bem as notas, pelos relatos de falsificação. Tudo ok.

. Para estrear, comi, num kiosko, um alfajor milka por $3,00,.

. Tivemos dificuldade p/ trocar moedas para os ônibus, que só aceitam moedas. Ninguém queria fazer o favos de trocar.

. Fomos p/ Boca, conhecer o Caminito. A partir da Hipolito Yrigoyen (centro) pegamos o ônibus 64 - $1,20. Lá não resistimo a tirar umas fotos naquele painel p/ colocar o rosto e transformar-se em dançarinos de tango ($10). Fomos ao La Bombonera, mas não entramos no estádio. O ingresso mais barato era $35. Você vai até a arquibancada e tira umas fotos legais. Acho que vale a pena conhecer, mas a namorada não quis.

Voltamos no mesmo ônibus 64 ($1,20) p/ o centro, porque queríamos ir à Recoleta e não tinha ônibus direto.

- Tarde:

. Visitamos a Recoleta. Do centro, pegamos o ônibus 59 ($1,20). É só pedir p/ saltar próximo ao cemitério. Chegando, com fome, almoçamos no 1o lugar legalzinho q apareceu: $36 almoço ($27 milanesa de ternera + $9 coca light – Gabi $28 suprema de pollo). Lá visitamos o cemitério (vimos o túmulo de Eva Perón), a igreja Nuestra Señora del Pilar, shopping Buenos Aires Design (construção interessante, parece um pequeno castelo) e ficamos andando pela feirinha que tinha na praça (Praça Intendente Alvear) ali em frente (acho q tem todo sábado). Legal observar a quantidade de pessoas espalhadas pelo gramado, conversando, fazendo piquenique... tinha até um cara cantando e tocando ao vivo... Tomamos sorvete freddo (eu peguei uma casquinha de $14 e minha namorada uma de $13... minha bola tinha q ser maior, mas não teve nenhuma diferença). Como todos falam: não deixem de provar o sorvete de doce de leite! Atenção nas promoções da Freddo. Acho q demos bobeira e não pegamos algumas opções mais baratas que havia. Depois descemos a praça até a Av. Libertador, avistando a Faculdade de Direito e o Monumento da Flor Metálica ao seu lado. Voltamos a pé pela Av. Libertador até o Retiro. Andamos bastante e no caminho compramos água a $3,50 numa vendinha.

. No Retiro, tiramos fotos no monumento aos mortos na Guerra das Malvinas e na Praça San Martin, com a “cópia do Big Ben”. Pegamos a Florida e fomos subindo até a Casa Rosada. Já estava anoitecendo e entramos na Catedral, tiramos fotos do Cabildo e da Casa Rosada por fora.

. Pegamos o metro (todo antigo) da Linha A, na estação Peru($1,10). É um vagão todo de madeira, bem antigo, q você abre e fecha a porta com a mão. Interessante conhecer. Fomos até o Congresso nele. Lá tiramos mais algumas fotos. Do Congresso, pegamos a Corrientes até o Obelisco, vendo toda a iluminação das casas de espetáculo.

- Noite:

. O planejamento era um jantar numa churrascaria com tango que eu conhecia, porém, como os passeios terminaram muito tarde, ficou p/ o dia seguinte. Descansamos um pouco e acabamos só saindo p/ comer no Mc Donalds, aproveitando p/ economizar (apenas $18,90 a promoção completa do Big Mac). Comprei um alfajor da Havana ( $4,25) de sobremesa.

. Tava tendo pré no albergue (sempre tem uma pré no Milhouse) e a boate da noite era Pacha ($90 c/ transfer), mas não fomos.

-> Gastos individuais do dia:

. Alfajor milka - $3,00

. ônibus ida e volta p/ Boca - $2,40

. ônibus p/ Recoleta - $1,20

. Almoço - $36

. Sorvete na Freddo - $14,00

. Água - $3,50

. Metrô - $1,10

. Lanche no Mc Donald's - $18,90

. Alfajor na Havanna - $4,25

TOTAL do dia: $84,35

 

20100913233737.JPG

Caminito

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

3o DIA – 29/08 (DOMINGO):

- Manhã:

. Acordamos e fomos p/ feira de San Telmo, a mais tradicional e que ocorre todo domingo. Antes era só uma feira de antiguidades, mas, agora, como é turística, tem de tudo q tem nas outras feirinhas também. Fomos a pé, já que é próximo ao albergue. É só andar até a Rua Defensa, que começa lá na Praça de Mayo, a praça da Casa Rosada. A feira vai por toda essa rua até a Praça Dorrego, onde está seu ápice. Fomos e voltamos pela Defensa. P/ as mulheres: minha namorada comprou dois cachecóis q adorou por $15. Aproveitei p/ comprar meu alfajor do dia, da marca Jorgelin por $3.

. Na volta, no final da manhã/início da tarde, entramos na Casa Rosada (q era oq tinha faltado do Centro), p/ fazer a visita guiada, que é gratuita. Vale a pena! Acho que é só aos finais de semana.

- Tarde:

. Palermo: Pegamos o metrô - $1,10 (metrô – Linha D, a partir da Plaza de Mayo, saltando na Estação Pça. Italia). Chegamos e logo almoçamos. Almoço foi no Restaurante El Galeon, em frente ao Jardim Botanico ($49 massa sorrentini ao molho 4 queijos + coca light). Fomos ao Jardim Botanico (grátis) e ao Jardim Japonês (entrada - $8). Perto do Jardim Botânico também tem o Jardim Zoológico, q também é bem legal, mas não fomos, porque iríamos no de Lujan.

. Como estávamos muito cansados, voltamos de Taxi até próximo da Casa Rosa - $9 para cada um.

. De lá, fomos p/ Puerto Madero atrás da Casa Rosada. Tiramos fotos da Fragata Uruguai ($2 p/ entrar, mas não entramos), Fragata Sarmiento e Ponte de La Mujer. Paramos em um restaurante, tipo quiosque, na beira do rio, chamado La Puente. Tomamos chocolate quente suizo ($14) e media luna c/ queijo e presunto ($4). Gabi comeu media luna normal ($2). Voltamos a pé para o albergue.

- Noite:

. Jantar com tango no restaurante Los Leños (Rua Suipacha 441, perto da Corrientes). Esse restaurante é uma ótima dica, porque é uma churrascaria normal, mas q tem shows de tango gratuitos, num espaço grande que eles deixam entre as mesas. O melhor dia é sábado, quando tem dois casais dançando e o cantor. Nos outros dias, tem só um casal e o cantor. Fica bem mais barato q qualquer outro tango com jantar, mas, obviamente, é mais simples. Vale como uma segunda opção de show ou como única p/ quem é pão-duro. Entretanto, o cubierto é de $8,50. Comi Bife de Chorizo ($48) + papas fritas (meia-porção - $10)+Gaseosa $9,50. O bife é bem gostoso. A batata porção completa dá p/ dois fácil e custa $16. Minha namorada comeu uma salada bem bonita e bem servida, com frango, palmito, beterraba e arroz a $31 (parecia um “Prato Feito”). Acabamos pagando 10%, mas não é obrigatório.

. Comprei alfajor na volta a $3,00 (Terrabusi – muuuito semelhante ao Havanna).

. A Boate do dia, no hostel, foi a Wet e era $25, só de entrada, sem transfer. Não fomos.

-> Gastos individuais do dia:

. Alfajor Jorgelin - $3

. Metrô - $1,10

. Almoço - $49

. Entrada no Jardim Japonês - $8

. Taxi - $9

. Chocolate Suizo - $14

. Media luna c/ queijo e presunto - $4

. Jantar com tango - $82,75

. Alfajor Terrabusi - $3

TOTAL do dia: $173,85

 

20100913234946.JPG

Jardim Japonês - Palermo

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

4o DIA – 30/08 (SEGUNDA-FEIRA):

- Manhã e Tarde:

. Primeiro fomos trocar dinheiro, agora, nos câmbios de verdade. Porém, tivemos que esperar até às 10hs, quando eles abrem. Trocamos no Banco Piano (indicação do Milhouse como melhor cotação), porque eles igualaram a cotação do Cambio América (R$1,00 = $2,195).

. Dia do Zoo de Lujan: Resolvemos não almoçar lá, p/ economizar (avisados pelo forum dos mochileiros de que o almoço “tenedor libre” era $55 e que havia pouca opção) e perder menos tempo. Vimos no site do Zoo (www.zoolujan.com) que havia um ônibus expresso a Lujan saindo da plaza Once. Além de ser mais perto, pensamos ser mais rápido, oq a recepcionista do albergue confirmou. Fomos até a plaza once de metrô (Linha A - Estação Plaza Misere - Plaza Once, na verdade - $1,10 cada) e, em frente ao ponto, fizemos compras do nosso almoço no supermercado Coto ($27,50 – sanduíches de miga, sanduíches prontos no pão francês, caixa de alfajor Jorgelin e água grande). Descobrimos, porém, q o ônibus, por ser expresso, não fazia a parada no zoo. Como já estava ficando tarde, para não perder o passeio, pegamos o ônibus até a cidade de Lujan - $10,50 cada. Lá pegamos o ônibus 57 certo - $2,25. Aqui, fica o alerta: o certo, p/ ir direto ao zôo de Lujan é pegar o ônibus 57 comum da Plaza Itália (se chega lá pelo metrô linha D) e avisar ao motorista que quer saltar no Zoológico de Lujan.

Na cidade de Lujan ainda deu p/ ver, de longe, a Catedral de Lujan (q fica próximo à rodoviária de lá): é bem bonita. Vale a pena uma visita, mas ficamos com medo de não dar tempo de aproveitar o zoo direito. Aproveitamos p/ comprar logo, na rodoviária, o cartão de volta ($10 – tipo bilhete único), para não passar o perrengue com as moedas, porque a volta custaria $9,50 e, sem cartão, só pode pagar com moedas. Atenção hein!

Da rodoviária, então, fomos no ônibus 57 de volta até o zoo, como supracitado. Você salta no meio da estrada, no meio do nada. A entrada do parque foi $40. Pagamos mais $5 para alimentar os ursos. Teria q pagar também p/ alimentar o leão marinho, mas não aceitaram o pagamento. Muuuuito legal o zoológico. Dá p/ alimentar os elefantes, os ursos, o leão marinho, fazer carinho no tigre, no leão, na lhama, pegar o filhote de leão no colo, andar de dromedário... é tanta coisa! Só não está mais podendo dar mamadeira aos filhotes... mas de resto... tudo pode... tem um monte de pato e outros bichos soltos. Como já haviam falado, o parque não tem uma estrutura muito turística. Parece mais um sítio. Possui também várias máquinas rurais antigas e trens espalhados...por isso, as vezes, é um pouco feio... Mas isso não importa nem um pouco! Mais uma dica, dada pelos próprios funcionários do parque: vale mais a pena ir dia de semana, porque, no fim de semana, o zoo fica cheio com os próprios argentinos.

Ao contrário do q me falaram, tem um restaurante p/ almoço (acho q buffet) e uma lanchonete. Entretanto, como já tínhamos feito compras do nosso almoço, não sei informar os preços, mas acho q não são exorbitantes.

Voltamos num ônibus 57 comum (custava $9,50 e usamos nosso cartão de $10), que dá p/ pegar ao lado da entrada do parque. Para completar: nosso ônibus quebrou logo depois q saiu e tivemos q trocar, mas foi rápida a espera.

. O ponto final do ônibus é na Plaza Itália. Lá tomamos um Submarino num Café (San Martin Café), onde saltamos, em Palermo - $14. Gabi ainda comeu media luna a $3, além do submarino.

. Voltamos de metrô linha D ($1,10), saindo da Plaza itália. Fizemos conexão na 9 de julho, passando p/ Linha A – Diagonal Norte – e saltamos na Estação da Av. De Maio, perto do Milhouse.

- Noite:

. Fomos ao Cassino de Puerto Madero. O táxi custou $17 ida e volta p / cada um. Lanchamos no bar do Cassino. Dividimos um sanduiche gourmet muito bem servido (figazza de pollo crocante $33 – de frango à milanesa + Gaseosa a $9,50 e dei $1 de gorjeta ao Parreira – tive que zoar o nosso antigo técnico). Tinha um restaurante muito bonito na entrada c/ buffet livre a $86, com o preço mais barato no almoço e mais caro nos fins de semana também. Gastei $60 em apostas ($10 na roleta e $50 no black jack – observar valor mínimo nas mesas – acabei jogando na de $25 no mínimo, porque não vi a de $10). Gabi gastou $10 roleta + $7 em jackpots.

. A festa de hoje, por ser 2a feira, era no albergue mesmo. Com DJ e pista de dança inclusive. Tomamos um chopp Quilmes por $10.

-> Gastos individuais do dia:

. Metrô - $1,10

. Compras no supermercado p/ almoço - $13,75

. ônibus expresso p/ Lujan - $10,50

. ônibus de Lujan ao Zoo - $2,25

. Zôo de Lujan - $40

. Alimentação p/ ursos - $5

. Cartão de ônibus p/ volta de Lujan - $10

. Submarino - $14

. Metrô - $1,10

. Táxi p/ o Cassino - $17

. Lanche no Cassino - $27

. Apostas no Cassino - $60

. Chopp Quilmes - $10

TOTAL do dia: $211,70

 

20100913235557.JPG

Filhote de leão no Zoo de Lujan

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

5o DIA – 31/08 (TERÇA-FEIRA):

- Manhã:

. O planejamento era: conhecer San Isidro e Tigres, através do Trem de La Costa. Esse trem é turístico, vai pelo litoral do Rio da Prata, fazendo várias paradas e você pode entrar e sair quantas vezes quiser. Se não me engano, ele está custando $25 ida e $25 volta. Os passeios de barco em Tigres são bem legais e estão entre $30 e $40. Tigres é um balneário p/ onde os argentinos vão no verão. É considerada a Veneza deles. Eu tinha separado, ainda, $40 p/ almoço no cassino de Tigres que me disseram q valia a pena. P/ pegar o Trem de La Costa teria que pegar o trem normal no Retiro, que iria até Mitre. Em frente à Estação de Mitre, tem a Estação Maipu, de onde sai o Trem de La Costa. Iríamos voltar de trem normal, q acho q custa $1,10 e, assim, economizar na volta, porque não acho q vale a pena ir e voltar no Trem de La Costa, pois não tem nada demais e vale a pena economizar. P/ quem interessar, na cidade de Tigres, logo na saída do Trem de La Costa, tem o Parque de La Costa. Acho q é o maior parque de diversões da América Latina. A entrada, c/ direito aos melhores brinquedos, é $60.

. Entretanto, o planejamento foi por água a baixo, porque a Gabi perdeu a sua identidade (achamos que foi no Cassino) e não tinha levado o passaporte (é bom levar os dois p/ garantir). Então, fomos ao Consulado (Carlos Pellegrini, 1363, 5o piso – é uma das ruas que correm na lateral da Av. 9 de Julho). Obs.: a recepcionista do milhouse nos mandou à embaixada e ainda bem q era em frente. No Consulado nos orientaram a ir na Delegacia de Polícia e registrar que fomos roubados. Fizemos o registro ($10), que serviria p/ embarcar p/ Bariloche. Com o registro de ocorrência dá p/ viajar dentro da Argentina, porque eles querem mais é q a gente viaje. Voltamos ao Consulado e fizemos uma autorização de retorno ao Brasil. Fomos muito bem atendidos no Consulado.

. Fomos de metrô p/ fazer mais câmbio ($1,10). Comprei alfajor Terrabusi no metrô $3. Muito parecido com o Havanna. Gabi comprou novamente o alfajor B, branco com nozes - $2,50.

. Trocamos mais dinheiro, porque iríamos p/ Bariloche no dia seguinte, onde o Câmbio é horrível. Novamente, o Banco Piano (Av. San Martin, 345) igualou o câmbio do Cambio América (Sarmiento com San Martin), q era o melhor: R$1,00 = $2,20.

. Voltando, passamos no Tortoni e reservamos o show de tango p/ a noite.

- Tarde:

. Tarde de compras iniciada na Florida. Mulheres: Gabi comprou lápis de olho a $4 lá. De resto, nada nos interessou muito...

. Paramos p/ almoçar no famoso El Palácio de Las Papas Fritas, na Lavalle. Comemos o Menu Turístico (salada/entrada+prato principal+bebida+sobremesa), q tem várias opções e custa $78. Escolhemos: Salada de “dos jamons com ensalada russa” + prato principal mini bife de chorizo (q era grande) com papas soufle (famosas batatas do restaurante – minha namorada amou) + gaseosa + postre (duas bolas de sorvete). Batata realmente muito boa. O menu já incluiu o cobierto.

. Pegamos metrô p/ os Outlets ($1,10). Pegamos a Linha B, na Florida, com destino estação Malabia. Essa linha é a que corre paralela à Corrientes. A estação Malabia também é na Corrientes (altura do número 5000 e pouco) e deve-se andar mais uns 2 quarteirões p/ entrar na Rua Gurruchaga. Os Outlets começam nela até a Cordoba. Na Cordoba, também tem vários. Outlets de Puma, Nike, Levi's, Adidas, Lacoste, etc. Mas achamos tudo feio, de má qualidade... acabamos não comprando nada. Sei lá... até desconfiei de alguns, q poderiam ser falsificação...

. Seguimos na Cordoba até a Rua Scalabrini Ortiz. Subimos esta até a Corrientes. Voltamos pelo Metrô, linha B, mas dessa vez, pegamos na Estação Medrano ($1,10). Fizemos conexão na 9 de julho p/ a linha C e saltamos na Av. De Maio.

- Noite:

. O albergue ofereceu uma aula de tango de graça. Deu p/ aprender os alguns passo. Foi bem legal! Acho que tem toda semana no Milhouse.

. Tango no Tortoni: $80. Também tem shows por $100 numa sala um pouco maior, c/ o show um pouco maior também. Gostamos muito do show. Pelo que pesquisamos, parece ser o melhor custo-benefício, além de ser um dos cafés e shows mais tradicionais da Argentina. Durante o espetáculo, tomei um Chocolate espesso ($29) + gorjeta $2 (garçon tinha colocado conta a mais e acabei deixando). Gabi tomou café com leite ($12).

. Saindo do show, fiz um lanche no Ugi's. Pizza. É uma pizzaria bem simples e muito barata q tem em vários lugares. ¼ de pizza mussarela $3,00 + gaseosa $6. A pizza grande de mussarela sai só $12. Pizza simples, mas boa p/ matar a fome.

. Aproveitamos p/ tirar umas fotos no Obelisco.

. Compramos água ($6) no kiosko. Também comprei alfajor $3 (terrabusi), p/ o café da manhã, já que sairíamos às 5hs da manhã para voar p/ Bariloche. Gabi comprou 2 biscoitos clube-social - $1 cada.

-> Gastos individuais do dia:

. Registro de ocorrência - $10.

. Metrô - $1,10

. Alfajor - $3

. Almoço Palacio das Papas Fritas - $78

. Metrô - $1,10

. Metrô - $1,10

. Tango no Tortoni - $80

. Chocolate espesso + gorjeta - $31

. Lanche no Ugi's - $9

. Água - $6

. Alfajor - $3

TOTAL do dia: $223,30

 

20100914000045.JPG

Tango no Café Tortoni

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

6o DIA – 01/09 (QUARTA-FEIRA):

- Manhã:

. Acordamos 4hs da manhã p/ pegar nosso vôo. Remi de ida p/ Aeroparque Jorge Newbery: $20 p/ cada um.

. Comi, no aeroporto, uma media luna c/ queijo e presunto com a Gabi ($16 vem duas - $8 p/ cada um) e mais um achocolatado ($10). Gabi ainda comeu mais 2 media lunas normais ($3 cada uma).

. Embalei a mochila p/ garantir - $35.

. O vôo atrasou por problemas técnicos. Embarcamos às 6h45 e às 7h30 desembarcamos. O vôo q estava previsto p/ 7h15, foi reprogramado p/ 8h40. Chegamos às 10h50 em Bariloche. Fizemos amizade com uns brasileiros e acabamos dividindo o taxi c/ eles até o centro: deu $16 p/cada um. Acabou que valia mais a pena o Remi q tinha no aeroporto que custava $50 até o centro.

- Tarde:

. Estávamos atrasados e não deu p/ pesquisar muito p/ alugar as roupas de neve. Alugamos na loja Maluco (Mitre, 424 – uma loja escrito Outlets bem grande, num pequeno shopping) por 2 dias - $40. Roupa simples, só uma opção e sem luvas, devido à gripe suína, mas estávamos com muita pressa. Demos azar, porque a loja Cervato (Mitre, 615), que era a que queríamos estava fechada. Depois descobrimos que o dono estava entregando roupas. Na Cervato, o preço normal é um dia $30, 2o dia é $25, uma semana é $100. Depois, nos dias seguintes, Gabi fechou dois dias por $50 lá. Mas o dono é bem tranquilo e aberto à negociação.

. Acabei comprando uma luva qualquer a $35. Comprei mais um alfajor também - $3.

. Fomos correndo p/ o Cerro Catedral. O Ônibus para o Catedral, normalmente, se pega na Rua Moreno e vem escrito Cerro Catedral - $6. Tem um ponto sempre c/ alguém indo p/ lá atrás do Centro Cívico. Acabamos só comendo um pancho na base do Cerro p/ economizar tempo e dinheiro (Pancho $10 e Suco de laranja $6). Alugamos o snow (Loja Bajo Cero) por $60 (fizeram promo por já ser tarde). Compramos o passe de meio dia por $125.

. Acabei machucando a mão. Comprei protetor p/ minha mão por $30, dentro do shopping que tem na Vila Catedral. Fizemos um boneco de neve que virou atração turística! Hehehe O Cerro Catedral é ótimo. Tem uma quantidade imensa de pistas, uma grande estrutura e um clima empolgante em toda a vila da base. Acabamos voltando de van ($10), porque a fila do ônibus estava gigante e acho q só voltaríamos no ônibus da hora seguinte, além de ser mais cômodo. Deixei comprada a passagem de ônibus p/ outro dia ($6 cada).

. Ao chegar, ficamos passeando pelo Centro Cívico, tirando fotos. Tem vários São Bernardos e estava custando $20 p/ tirar 3 fotos com sua própria câmera. Um roubo! Por isso não tiramos. Vale a pena passar na Secretaria de Turismo, ali mesmo, na praça do Centro Cívico, e pegar dicas e mapas.

. Antes de voltar p/ o Hotel, minha namorada tomou sorvete no Rapa Nui (copo grande, 2 bolas - $10 – tem um sabor q mistura chocolate, doce de leite e merengue [chantily] q é mt gostoso) e eu comi o indicado alfajor do Del Turista de mousse de chocolate ($4). Não gostei. Acho que o recheio era de gianduia, que até gosto, porém o gosto era muito forte e parecia amendoim, por isso não achei bom.

- Noite:

. Jantamos no El Boliche de Alberto da Villegas (Villegas, 347). Acabei esbanjando um pouco e quis provar a provoleta. É uma entrada de provolone temperado feito na brasa e muito gostosa! Gastamos provoleta $25, bife de lomo (dividimos - bem melhor que o de chorizo e mais salgado) $65, batata frita $14, 2 gaseosas $16, suco de laranja $8. Meu gasto foi de $80. Observação: a porção de batata dá p/ dividir até por 3. Não tem cubierto e não pediram serviço, então não pagamos, apesar do bom serviço.

. Na volta p/ casa, compramos uma água grande no kiosko ($5).

-> Gastos individuais do dia:

. Taxi p/ aeroparque - $20

. Lanche no aeroporto - $18

. Embalagem p/ mochila - $35

. Taxi p/ o centro de Bariloche - $16

. Aluguel de roupa por 2 dias - $40

. Compra de luvas - $35

. Alfajor - $3

. Ônibus p/ o Cerro Catedral - $6

. Lanche na base do Cerro Catedral - $16

. Aluguel de snow - $60

. Passe da tarde p/ Cerro Catedral - $125

. Van de volta do Cerro Catedral - $10

. Alfajor Del Turista - $4

. Jantar - $80

. Água - $5

TOTAL do dia: $473

 

20100914000700.JPG

Todo mundo queria tirar foto com nosso boneco de neve!

 

20100914000959.JPG

Centro Cívico

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

7o DIA – 02/09 (QUINTA-FEIRA):

- Manhã e Tarde:

. Passeio ao Cerro Tronador: $130 + $40 de entrada no parque. O passeio foi marcado no final da tarde anterior, na agência (Limay Travel – Vice Alte O'Connor, 710) ligada à própria Hosteria El Nire. Fizemos uma pequena pesquisa e todos os preços estavam iguais. Saímos às 9hs e chegamos de volta às 18hs. Transfer de ida e volta do hotel. Perdemos a hora e tivemos q interromper nosso café no meio p/ ir.

O Cerro Tronador é uma montanha que acumula bastante neve e tem diversas avalanches que fazem estrondos que dão o nome à montanha. O Vestiquero Negro fica abaixo do Cerro e acumula o gelo que cai e, através da erosão, se mistura com as pedras e material do solo, formando uma geleira escura.

Muito bonito o passeio, tiveram três paradas na ida (num café, num mirante e no restaurante do almoço). No caminho mesmo, se avistam várias paisagens lindas, bosques, lagos, etc. No mirante p/ o Cerro Tronador/Ventisquero Negro ficamos cerca de 1h30. Na volta, só paramos no restaurante do almoço, se alguém quisesse tomar algum café. Apesar ter gostado bastante do passeio, esperava ver mais avalanches. Vimos duas antes mesmo de chegar, de longe. Depois ficamos esperando lá e nada... No finalzinho, deu p/ escutar uma e ver seu final (o barulho parece um avião passando).

. O almoço foi no restaurante Pampa linda, no caminho do Cerro ($30 prato de massa + carne e $7 gaseosa). Tem as opções de prato de massa+carne, massa+molho a bolognesa, carne+arroz. Se quiser ainda pode se servir de tudo, oq inclui uma salada, mais sobremesa (pudim ou uma torta estranha deles) por $50. Comi carne+massa e aproveitei o molho da carne na massa.

- Noite:

. Devolvi a roupa e troquei por outra, na mesma loja (Maluco), por mais dois dias - $40. Gabi, agora, pegou na Cervato – 2 dias por $50.

. Jantar no El Mundo Pizzas e Pastas, na Mitre, 759 - $60 (pizza grande meia presunto c/ roquefort e meia quatro queijos $49,50 + gaseosa $8 + gorjeta $2,50 - paguei $32). Pizza muito boa! Vale a pena!

. Passamos no Rapa Nui e compramos alguns chocolates e um alfajor p/ provar $15,60.

. Fomos até o Pub Wilkenny (San Matin, 435), mas o local só abriria como “boate” a partir de 0h30 e resolvemos não esperar. Lugar legal. Já fui lá, de outra vez, no horário de “boate” e é divertido, eles tiram as mesas e cadeiras e abrem uma pista de dança.

-> Gastos individuais do dia:

. Passeio ao Cerro Tronador - $170

. Almoço - $37

. Aluguel de roupa de neve por 2 dias - $40

. Pizzaria - $32

. Chocolates/Alfajor no Rapa Nui - $15,60

TOTAL do dia: $294,60

 

20100914001541.JPG

A caminho do Cerro Tronador (quase uma imagem de fundo de tela)!

 

20100914001821.JPG

Cerro Tronador e Vetisquero Negro

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

8o DIA – 03/09 (SEXTA-FEIRA):

- Manhã e Tarde:

. Mais um dia de Cerro Catedral. Pagamos $6 do ônibus. Alugamos o snow de novo no Bajo Cero ($60) e ficamos treinando um pouco lá perto da base da montanha mesmo, p/ economizar, esperando dar 13h p/ subir. Não almoçamos. Perto de 13hs fomos comprar o passe da tarde ($125), mas, perto da bilheteria, uma argentina me ofereceu vender seu passe do dia inteiro por $100. Aceitei e verifiquei bem o passe antes de pagar. Fiquem atentos porque parece q muitas pessoas fazem isso e vale a pena p/ economizar. A Gabi teve que comprar na bilheteria mesmo e dividimos a diferença. Assim, o passe custou $112,50 p/ cada um. Obs.: Tentem não sair das pistas demarcadas. Fomos fazer isso e ficamos um tempão atolados na neve fofa... hehehe

. No Cerro Catedral, ainda tem 2 novidades: uma pista de skibunda (trineos) que custa $55 e dá direito a 4 descidas; e uma pista de snowtubing (q é tipo uma bóia em que você vai sentado) que custa $15 (uma descida) e $40 (4 descidas). Estava programado p/ irmos nesse dia nos dois, mas, infelizmente, não deu tempo, devido à empolgação do snow. Você chega nessas pistas através do teleférico Princesa I e II.

. Já no final da tarde, eu comi um sanduiche de milanesa (grande) $26 + gaseosa $8, em uma lanchonete q fica perto do estacionamento e da saída de ônibus, onde já havíamos comido antes. Gabi comeu dois panchos ($10 cada) + um chocolate quente do Rapa Nui do Cerro Catedral ($9).

. Voltamos de van ($10), novamente, pela fila gigantesca que estava no ônibus, oq iria fazer com q ficássemos mais de uma hora esperando o próximo ônibus.

. Gabi comprou água no mercado $5.

. Ao chegar no centro, fui pesquisar uma agência p/ ir em Piedras Blancas no dia seguinte e tomei um submarino no Rapa Nui da Mitre $13

- Noite:

. Fondue de queijo: eu gastei $58,50 e a Gabi $50,50, no restaurante La Alpina (Moreno, 98) – fondue $89,00, gaseosa $8, cubierto $6 p/cada. Bom fondue, acompanhado de pão, linguicinha e batata noisette.

Antes tínhamos ido no Casita Suiza, que dizem q é muito bom. Já estávamos sentados p/ fazer o pedido, quando avisaram q aquele fondue do cardápio (fondue de queijo completo - $75) era só p/ uma pessoa. P/ dois, obviamente, ficaria muito caro. O La Alpina vale bem mais a pena. A título de informação, no La Marmite, o fondue de queijo estava $98. O de carne tava um pouco mais caro e o de chocolate, salvo engano, era $90.

-> Gastos individuais do dia:

. ônibus - $6

. Aluguel de snow - $60

. Passe da Tarde do Cerro Catedral (c/ desconto) - $112,50

. Lanche na base do Cerro - $34

. Van p/ o Centro - $10

. Submarino no Rapa Nui - $13

. Jantar (Fondue) - $58,50

TOTAL do dia: $294

 

20100914002327.JPG

Na Vila do Cerro Catedral

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

9o DIA – 04/09 (SÁBADO):

- Manhã:

. Piedras Blancas - $150 – esse preço é do próprio Piedras Blancas e é igual em todas as agências. Fechamos com a agência BRC Power Trip – Mitre 265, local 19. Também tem que ser pago o transfer (normalmente, custa $50 ida e volta). Pode ser o transfer da agência mesmo, Remi ou taxi, mas não dá p/ chegar sem transfer porque é uma subida gigante. Os horários de transfer, em todas as agências que verificamos era 10h30 ou 14h30. Entretanto, queríamos mais cedo, p/ poder aproveitar melhor o dia, já que teríamos q sair p/ o aeroporto lá pelas 18h30. Pensando em ir o mais cedo possível e já q em todas o primeiro horário era 10h30, pagamos $10 mais caro, cada um, e a própria agência fechou um Remi p/ gente $60 ida, $60 volta, às 9h da manhã. Ao mesmo tempo, chegaríamos mais cedo q todos e pegaríamos as pistas vazias e lisinhas (depois de muita gente, elas ficam cheias de buracos).

O Piedras Blancas é caro, mas é muuuito divertido. São 4 pistas especializadas em skibunda e você tem direito a 6 descidas com os $150. Você sobe de teleférico e desce de skibunda. O skibunda é semelhante a um triciclo daqueles de criança, mas sem as rodas...hehehe

. Almoço no restaurante do Piedras Blancas (milanesa $32 + purê de papas $15 + gaseosa $7). Gabi comeu Hamburguesa com queijo $25.

- Tarde:

. Estava programado uma ida ao Cerro Campanário, que a subida custa $30. Lá é considerada a melhor vista da América Latina. Já fui lá e realmente é bem bonito, mas é somente a vista e o restaurante/café lá em cima. Acho q o ônibus (salvo engano, o número 20) para lá também custava $6 cada trecho.

. Porém, resolvemos dar uma relaxada e não ir ao Campanário e fazer as compras de chocolates/alfajor com mais calma, além de economizar.

. A título de informação, o Cerro Otto tava $70. Não acho que valha a pena. Lá, de diferente, só a confeitaria giratória, que não tem nada demais, é cara e ainda tem a vista pior que o Campanário. Se for pela vista, melhor ir ao Campanário.

. Não vou computar minhas compras de chocolates/alfajor nos custos, mas vou fazer referência aos preços abaixo p/ orientação.

. Compras de alfajor Havanna (Moreno, 187): cada alfajor, individualmente, custava $4,25. Comprando uma caixa (6, 12 ou 24 alfajores) o preço é mais barato. Você pode fazer uma caixa misturando vários sabores. A caixa de 24 alfajores custa $84.

. Chocolates no Del turista ($10 – 100g). Era o mais barato das três principais lojas: Del turista, Rapa Nui e Mamuscka, todas na Mitre e, praticamente, uma do lado ou em frente a outra. Você pode organizar o chocolate em saquinhos ou em caixas (de 250g, 500 g ou 1kg). Um pote de Doce de leite de 450g estava $17, mas tinha uns a $14,50 também. Mini-caixas com bombom com uns 8 a 10 bombons - $16.

. Rapa Nui - pacote com 3 mini-geléias $20,25. Chocolates custavam 100g-$12,60.

. Faltava comer um fondue de chocolate. Comemos um mini-fondue de chocolate na cafeteria do Rapa Nui - $32. Bem gostoso e vale p/ quem não quer gastar muito. Meus gastos: fondue $16 + Água mineral $8,50. As chocolatarias, normalmente, tem sua cafeteria em anexo.

. Terminamos nossa estada em Bariloche tirando fotos na Catedral e no Lago Nahuel Huapi, o que também não poderia faltar.

- Noite:

. Remi p/ o Aeroporto de Bariloche $25 cada um

. Tínhamos conexão em Buenos Aires e muitas horas por lá. Um casal de amigos nossos também estava em Buenos Aires. Então, resolvemos fazer nossa despedida e encontrá-los no Tortoni. Pegamos Remi do aeroporto - $24,50 (transfer express – aeroparque jorge newbery)

. Café tortoni - $61 (Academico roquefort $32 + Chocolate espesso $29).

. Remi de volta p/ o Aeroparque - $20

. Obs.: durante a conexão em Buenos Aires, ainda tomamos café da manhã numa das lanchonetes do aeroparque Jorge Newbery (Amush) - $20 (duas empanadas $10 + achocolatado $10). Gabi gastou $36: tostados de queijo e presunto com suco de laranja exprimida.

. Chegamos no RJ, DOMINGO, 05/09, pela manhã.

-> Gastos individuais do dia:

. Piedras Blancas c/ transfer (Remi) - $210

. Almoço no restaurante do Piedras Blancas - $54

. Fondue de Chocolate no Rapa Nui + água - $24,50

. Remi p/ aeroporto de Bariloche - $25

. Remi do aeroporto de Buenos Aires - $24,50

. Café Tortoni - $61

. Remi p/ aeroporto de Buenos Aires - $20

. Café da manhã no aeroporto - $20

TOTAL do dia: $439

 

20100914002830.JPG

Skibunda no Piedras Blancas

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...