Ir para conteúdo

Carolina, Chapada das Mesas e região


andreza

Posts Recomendados

  • Membros
Thaesy, morei em Carolina e hj moro em teresina... Conheço bem a região e às cachoeiras... qlqr coisa manda email [email protected]

 

Oi, Cristiano! Tudo bem?

 

Vou aproveitar o espaço pra pegar algumas dicas com você, pode ser? :)

 

Estou planejando ir pra Chapada das Mesas e depois Ilha dos Lençóis, em outubro ou novembro!

Pensei em alugar um carro no aeroporto de Imperatriz e rodar por Carolina só com meus amigos mesmo... O que acha?

Depois iria pra São Luiz. Tem alguma dica do melhor trajeto pra ir de Carolina a São Luiz?

 

Obrigada!

 

Cara, manda email pra mim!!

[email protected]

Mas de antemão te digo que esse período eh o período de início das chuvas aí a transparência das águas de algumas cachoeiras podem ficar prejudicadas... Mas a ideia de alugar um carro eh boa..

Só que alugue um carro em imperatriz e depois vai de onibus pra SLZ e aluga outro carro lá pra ir pros lençóis...

Manda email!!!

Link para o post
  • Respostas 103
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros
Estive por lá nesse julho, foi show. Igualmente quando tiver um tempo publico a aventura e os detalhes de acesso para alguns locais. ::otemo::

 

Oi, Garreto!

 

Estou planejando ir pra Carolina em out/nov!

Pensei em alugar um carro no aeroporto...

 

Alguma dica pra andar por lá?

Você acampou ou ficou em pousada?

 

Obrigada! :D

Link para o post
  • 2 meses depois...
  • 1 mês depois...
  • Membros
Pessoas olá ,

Queria umas orientações . Vale a pena ir pra chapada das mesas em Dezembro?

Vou sozinha e queria saber qual a melhor forma de fazer os passeios.

Agências? Qual a melhor? Sem custar uma fortuna rs

 

[align=justify]Carla,

 

Acho que a resposta já vem tarde, mas se você ainda não tiver feito a viagem, talvez te ajude. Se vale a pena ir em dezembro, acho que sim. Nas pesquisas que fiz antes da viagem pra lá (setembro/14) vi gente dizendo que tempo bom de ir lá era agosto/setembro por causa do Encanto Azul (poço em Riachão, que nessa época estaria azul e não verde). Um detalhe que, na minha opinião, não inviabiliza a viagem em outra época.

 

Sobre os passeios, alguns não precisam ser feitos com agências. Por exemplo, no Complexo de Pedra Caída dá pra chegar de van (você pega a van na Rodoviária de Carolina) pagando barato. É só chegar na Rodoviária, se informar e, dentro da van, pedir pra descer em frente ao Complexo. Cachoeiras São Romão e Santa Bárbara só de 4x4. Os passeios das cachoeiras de Riachão também só de 4x4. Depende dos lugares aonde você quer ir, mas é importante você saber que alguns passeios você consegue fazer sem agência. Já é uma economia. Se quiser, dá uma lida no meu relato de viagem, talvez te ajude.

 

Abraço![/align]

Link para o post
  • 5 meses depois...
  • Colaboradores

Alguém já foi de ônibus de linha de São Luis para Imperatriz? Dá pra encarar as estradas ou melhor ir de avião?

 

Vi duas linhas Transbrasiliana (11h de viagem) e Progresso (9h) e não faço ideia se uma é melhor que a outra.

 

Pretendo partir de São Luis dia 30/07.

 

Agradeço a informação

Link para o post
  • 2 semanas depois...
  • Membros
Chapada das Mesas

 

Gostaria de informações de como chegar na chapada da mesa de onibus.Qual empresa faz linha pra cidade proxima de la acho transporte e acomodações.

 

Oi Ellyas, em que periodo vc irá e de qual cidade partirá?

 

A cidade base é Carolina e, seguidamente, Riachao.

Quem vai para Carolina de onibus tem que descer antes em Imperatriz ou em Balsas para pegar um segundo onibus ou van. E ainda existe onibus que fazem percurso direto para Carolina, por exemplo saindo de Teresina e Palmas. De Sao Luis creio q tbm exista onibus direto para Carolina. De Belem ja nao sei... é o jeito descer mesmo em Imperatriz e pegar outro onibus ou van.

Existe ainda um aeroporto em Carolina, onde recebe voos da Sete Linhas em alguns dias da semana, e em Imperatriz, onde recebe os voos da Tam e Gol.

 

Coloco aqui informaçoes sobre ONIBUS saindo de Palmas, Teresina, Belem e Sao Luis.

 

 

PALMAS-CAROLINA

via Araguaina/TO

Transbrasiliana:

16h-02h (partida-chegada)

 

CAROLINA-PALMAS

via Araguaina/TO

Transbrasiliana:

20:40h-06h

 

 

TERESINA-CAROLINA

via Floriano/PI + Balsas/MA

Transbrasiliana:

07h-21h

15h-3:30

Real Maia:

19h-10h

 

CAROLINA-TERESINA

via Floriano/PI + Balsas/MA

Transbrasiliana:

01:40-15:30

15:30-03:30

Real Maia:

??

 

SAO LUIS-CAROLINA:

De Sao Luis ir ate Imperatriz e/ou Estreito e pegar outro onibus ou van. O mesmo procede para quem vem de BELEM.

 

Sao Luis-Imperatriz:

Transbrasiliana: http://www.guichevirtual.com.br

Progresso: http://www.progressoonline.com.br/venda.php

Açailandia: https://www.webrodoviaria.com.br/acailandia/br5.cgi

 

Imperatriz-Carolina:

Transbrasiliana: ?? *

Açailandia: ?? *

LopesTur: ?? *

JR4000: 06h-10h

10h-14h

16:30-20h

Vans: varios horarios

 

*Essas empresas passam em Carolina, porem nao aparece no site de buscas. Confirmar os horarios na rodoviaria.

 

A rodoviaria de Carolina nao fica na cidade. Sugiro pegar mototaxi. 2-3km

 

Ha ainda a opçao de trem partindo de Sao Luis as 08h, chegando as 17:30 em Açailandia e daí pegar uma van ou onibus ate Imperatriz e depois para Carolina (pode ser que tenha transporte direto entre Açailandia e Carolina). Esta é a opçao mais economica.

Na volta, o trem passa em Açailandia as 12h, chegando por volta das 22h em Sao Luis.

Conferir no site os dias da viagem: http://www.vale.com/brasil/PT/business/logistics/railways/Passenger-Train-Service-Carajas/Paginas/default.aspx

 

Quanto as acomodaçoes, as q encontrei no Booking foram poucas e com valores salgados. Mas existe acomodaçoes simples e de melhor custo.

http://www.picosdomundo.com.br/chapada-das-mesas/

http://www.ondehospedar.com.br/carolina-ma-hotel.html

Link para o post
  • Silnei changed the title to Carolina, Chapada das Mesas e região

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • Por Mônica Ferreira Lima
      Gente, a região da Chapada das Mesas é surpreendente! Já conhecia o norte do Maranhão e não esperava encontrar cachoeiras deslumbrantes, fazer trekking com um visual inesquecível e pedalar em ótimas trilhas naquele estado. Como é um parque nacional relativamente novo, ainda está inexplorado, o que é bom para quem gosta de viajar e descobrir novos destinos. Hospedagens simples, comida típica e a generosidade do povo maranhense. Além disso, a Agência Ecotrilhas nos faz sentir especiais, com o profissionalismo e carinho da guia Nanda. Já fui 3 vezes, sempre com roteiros diferentes. Recomendo!



    • Por Daniela Alvares
      Pessoal, alguém tem indicação de guia que faz a travessia a pé nos Lençóis Maranhenses?
      Muito obrigada.
    • Por Leandro Z
      Apesar de haver bons relatos no site, espero contribuir com o meu.
      Há 4 ônibus diários entre São Luís e Barreirinhas pela viação CISNE BRANCO, R$51, demora 5h (não procurei vans saindo do aeroporto direto pra Barreirinhas, mas existem). Dizem que é melhor fazer a travessia no sentido Barreirinhas - Santo Amaro, por causa da posição do sol e do vento. A estrada São Luís-Santo Amaro é relativamente nova, está boa e é mais perto que SLZ - Barreirinhas. Além disso, as lagoas de Santo Amaro são mais bonitas. ATENÇÃO com a volta de Santo Amaro para São Luís, acho que não tem ônibus (se tiver, são raros) e dependemos do guia em achar uma van que ia pra lá. Geralmente, o último dia termina 12:30h e o transporte até São Luís demora 4h30min. Grande parte da travessia é em areia firme e fria, então é melhor andar descalço ou com meia. Também tem inevitáveis passagens por lagoas menores, onde se molha, pelo menos, as pernas. Elas são boas para se refrescar (o tempo inteiro eu andei molhado ou úmido de propósito). Melhor época: junho e julho, alguns dizem agosto e até setembro, mas nestes muitas lagoas já estão secas. Preços: como junho e julho são os melhores meses, só diária do guia custa até R$250; hospedagem (café da manhã incluído), em redário, sai por R$35; jantar: R$30 a R$35; água de 2l: R$8. Converse com o guia para ver o que está incluído no preço dele (passeio pelo rio Preguiça, hospedagens e refeições, etc). Cansar vai, mas com certeza vale a pena. Acredito que uns treinos de caminhada de 8km sejam suficientes para preparação. Esta é a travessia mais tradicional do parque, mas tem outras de 6 até 10 dias! Levar: poucas roupas (inclusive com proteção UV), meias, chapéu (nessa época, não precisa levar nada para frio, nem tênis), chinelo, protetor solar, água (pode ser comprada em cada parada),  snacks (frutas desidratadas, amendoim e castanhas), dinheiro em espécie, lanterna (não é essencial, não precisa na caminhada, mas ajuda nas hospedagens), coisas de higiene pessoal (sabonete, escova, pasta, repelente). É recomendável levar aquelas baterias portáteis, power bank, mas dá pra usar a eletricidade em algumas hospedagens. Dia 28/jun - 1º dia: Pegamos um barco em Barreirinhas para fazer o passeio pelo rio Preguiça (R$80) por volta das 10h, o guia já nos acompanhava. O passeio é tranquilo, para em Mandacaru, onde tem um farol, também para em Caburé onde tem dunas e uma lagoa. Termina em Atins, banhamos em uma praia. Depois, final de tarde, caminhamos até Canto de Atins, cerca de 3,5h em ritmo tranquilo, sem paradas para banhos, o GPS marcou 12km de caminhada durante o dia todo (pareceu bem menos). Em Canto de Atins, tem dois restaurantes/pousada: do seu Antônio e da dona Luzia. A dona Luzia foi pioneira e é mais famosa, mas o guia disse que a fama subiu-lhe a cabeça, ficamos no seu Antônio. O camarão na chapa é o prato chefe de ambos, não é barato (com refri e água, saiu R$50 cada um o jantar), mas realmente estava muito gostoso. Dormimos em rede (R$35), local coberto com palha, com luz, mas sem paredes, até às 2:30h da manhã.
       
      Dia 29/jun - 2º dia: Prometia ser o mais pesado, cerca de 17km até Baixa Grande (o quarto dia que foi o mais cansativo). Começamos a travessia por volta das 3:15h, depois de um bom café da manhã, caminhamos sob a lua cheia iluminando tudo e temperatura amena. Andamos pela praia um bom tempo, cerca de 4h (com direito a cochilada no caminho) até chegar às dunas. Valeu a pena? Sempre, no entanto, tem gente que faz este trajeto de carro e isto economiza umas boas horas. Nas dunas, subida, descida, banho em algumas lagoas. Terminamos em Baixa Grande às 12:10h. Cansei muito! O GPS marcou, durante todo o dia, uns 27km. Eu digo "durante todo o dia", porque ainda caminhávamos pelos arredores do local da hospedagem para conhecer lagoas, rios, ver o pôr-do-sol. Baixa grande é um vilarejo no meio do deserto, mas com construção de alvenaria e vegetação por perto. Almoçamos galinha caipira por R$35 (preço padrão e não é você que escolhe o que comer). Descansamos e, à tarde, fomos para uma lagoa e ver o pôr-do-sol. Dormimos, como sempre, em rede (R$35 preço padrão), sem iluminação, mas coberto com palha e "paredes". O dia seguinte seria mais tranquilo.
       
      Dia 30/jun - 3º: Este terceiro dia foi tranquilo, acordamos por volta das 4:30h para sairmos às 5h, após café da manhã simples (tapioca e ovo). Caminhamos devagar, parando bastante em lagoas e terminamos antes do meio-dia em Queimada dos Britos, o GPS indicou 15km. Eu comecei a usar meia, pois vi que estava começando a formar bolha no meu pé. Almoço (R$35) era peixe (estava salgado), teve salada (artigo raro) e até sobremesa. Lagoas, pôr-do-sol, jantar e dormir cedo, porque não tem muito que fazer a noite.
       
      Dia 1º/jul - 4º: De novo, acordamos umas 2:15h, tomamos café e saímos para caminhar às 3h e alguma coisa. Só terminamos à 12:30h, exaustos, em Santo Amaro. Foi o dia mais longo e mais cansativo, cerca de 28km. Neste dia, mais uma vez, é possível pegar um transporte em Vassouras, economizando assim, uns 10km. Pergunta se pegamos? Não. Faltando uns 8km (talvez 6km), o guia novamente perguntou se queríamos pedir um carro e pagar R$50 cada um. Pegamos o carro? Claro que não, só faltavam 8km! kkk. As lagoas perto de Santo Amaro são bem mais bonitas que as de Barreirinhas e, acredito eu, o turismo em Santo Amaro irá aumentar com a boa estrada até são Luís (só falta transporte).
       

    • Por Aprazzivel
      E ai, galera?!
      Em outubro de 2019 visitei duas regiões do Maranhão: lençóis maranhenses e chapada das mesas!
      No inicio só tinha em mente lençóis pois n sabia até então que existia chapada das mesas, e que lugar maravilhoso. Indico para todos!!!
      Porém agora que o turismo esta chegando no local, então as pessoas não sabem lidar direito com os turistas, mas mesmo assim vale muito a pena, amei muito!
      vou deixar logo abaixo o link do meu blog onde conto como foi a viagem e algumas dicas caso alguém tenha interesse em conhecer.
      https://aprazzivel.com.br/lencois-maranhenses/
      https://aprazzivel.com.br/chapada-das-mesas/
    • Por rafael02silva
      Localização: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ilha_dos_Lençóis
       
      Fala pessoal, tudo bem? 
      Vou descrever um pouco sobre a minha aventura até a ilha dos lençóis que fiz agora em julho de 2019.
      A ilha pertente ao município de Cururupu-MA, porém seu acesso se dar pelo municio de Apicum Açu- MA.
      Eu moro em São Luís -MA, e já tinha um tempo que queria conhecer a ilha, estava recebendo um rapaz do couch surfing na minha casa ele tinha planos de ir até a ilha, então aproveitei a oportunidade.
      Dia 01
      Saímos de São Luís  as 05:00 até anel viário ( local que tem várias vans para o interior do estado) e pegamos uma van fomos para o ferry boat e atravessamos a baia de são marcos depois fomo para o município de Pinheiro- Ma, chegando no terminal rodoviário pegamos uma outra van até o município de Cururupu- Ma, por volta das 09:00 e fui procurar transporte para Apicum açu, fui informado que só teria o ônibus da viação Araújo que passaria por volta das 10:00, então resolvi pegar um transporte alternativo( um carro) até o município de Baruri- Ma depois mais um carro até a tão sonhada cidade de Apicum açu.
      O objetivo de fazer o trajeto picado, foi simplesmente na esperança de chegar cedo para pegar um barco para ilha, coisa que não aconteceu. kkkk. Eu sugiro pegar o ônibus da viação Araújo que parte do terminal rodoviário de SLZ todos os dias as 20:30, a passagem custa R$ 89,00 horário de chegada é por volta das 11:00.
      Ao chegar na cidade eu fui direto para o cais onde os barcos partem e é a parada final do ônibus que vem de SLZ, lá tem vários restaurante e bares, aproveitei para almoçar um PF de R$ 10, 00.
      Os barcos para ilha dos lençóis partem pela manhã, então vai ser preciso reservar um dia para dormir em Apicum Açu, fiquei na pousada zero grau em um quarto duplo com ar condicionado, TV e Café da manhã, pagando R$80,00.
      Na cidade tem três pousadas:
      1 fica no cais
      2 na entrada da cidade
      Eu optei pela entrada da cidade pois era mais moderna, e ficava mais perto do monumento que tem os guaras, a cidade é bem pequena, então dá para fazer tudo caminhando, ou você pode chamar um moto taxi.
      A noite fomos procurar um lugar para jantar e encontramos uma senhora que vendia lanche em uma praça, pagamos R$5,00 em um espetinho (carne, arroz e farofa), lá conhecemos um cara que ganhou apelido de Japa, pelo fato da descendência japonesa.  Ele comentou que também iria para a ilha dos lençóis.
      DIA 2
      Acordamos cedo tomamos café e fomos direto para o cais, procurar um barco, o senhor Hélio (dono da pousada) me falou que o Nango (dono de um barco) iria fazer viagem, então fomos procurar ele e encontramos também o japa.
      Aproveitamos para comprar umas frutas água e biscoitos para comer durante esses dias. O barco demorou sair então aproveitamos para almoçar  as 11:30 o barco saiu com destino a ilha dos lençóis, no início a viagem e tranquila, porem ao chegar em alto mar as ondas são maiores balança muito, o barco do Nango tem um local coberto, esse não molha, porém tem esta fora chega lá completamente molhado.
      Por volta das 15:30 chegamos à ilha e já fomos logo para a casa do seu Hélio deixar as mochilas e bater perna. A ilha possui energia elétrica, o sinal de telefone só funciona para quem possui uma antena, ´porem se você for na duna mais alta é possível fazer ligações ou acessar a internet se sua operadora for a Claro.  
      As casas são todas de madeira as ruas de areia, estão boa parte do tempo você vai andar descalço, entra as 12:00 e as 15:00 faz muito calor, muito calor então sugiro compra uma água de coco em um senhor que mora ao lado do restaurante da dona Laura, E sentar embaixo de uma das arvores por lá.
      A noite as ruas são iluminadas até as 23:00 depois tudo é apagado, lá eles tem vários painéis solares e umas duas turbinas eólicas, A dona Laura, possui um restaurante, então você pode ir la e pedir com antecedência para ela preparar a sua refeição, ou você pode negociar com o dono da pousada que você vai ficar. 
      Refeição com frango custou R$15,00 e uma refeição com camarão R$20,00, ela também possui internet via satélite e vende o acesso a R$10,00 a hora, eu preferi subir a duna e usar gratuitamente, só não pode se mexer depois de encontrar o sinal kkkk, ah 4G tá, kkkk.
      A dona Laura possui um comercio e o seu marido tem um barco que faz viagens para a cidade de Apicum Açu.
      O Nango possui uma pousada na ilha, além disso também tem a pousada do senhor Hélio que foi onde eu fiquei, um cara super gente boa, muito gentil e simpático.
      Detalhe não esperem luxo, pois não encontrarão, lá é uma ilha de pescadores um pessoal super humilde e muito acolhedor, vocês irão se apaixonar por esse povo. Lá a noite e possível ver as crianças brincado na rua, a tarde tem uns rapazes jogando futebol em um campo de areia.
      A cidade não possui água encanada, a água usada para tomar banho vem de um poço no quintal de algumas casas que é retirada através de uma bomba que enche a caixa da água.
      A água usada para beber vem de uns poços cavado nas dunas, que tem uma profundidade de um metro, tipo a água mina, segundo eles a água é quase mineral, eu bebi desta água é muito boa, mais se você tiver frescura com isso sugiro compra sua água na cidade de Apicum e levar.
      É possível dá uma volta na ilha, as praias são lidas tem várias dunas de areias e lagoas de água doce. tem outras ilhas lá próximo, que é a ilha de bate vento, dá pra ir até lá, só precisa falar com alguém que tenha um barco.
      A tarde tem a revoada dos guaras, não cheguei a ver, pois perdi o horário. Ah sabe o japa que falei?
      ele levou uma barraca e ficou acampado no meio das dunas, embaixo de um pé de caju que estava quase coberto de areia. kkkk
      Ele virou notícia na ilha, as pessoas comentavam tem um japonês morando no meio das dunas, as crianças comentavam que ele comia carne de cachorro. foi hilário e durante todos os dias eu e meu amigo iriamos pra o local onde ele estava juntávamos lenha e fazíamos uma fogueira a noite colocávamos uma canga no chão e nos deitávamos para ver as estrelas ouvindo o barulho das ondas do mar e sentindo a brisa.
      E la ficávamos até umas 23:00, na volta o medo era grande de topar com o touro encantando, uma lenda local, rsrsr.
       
       
      Dia 03
      Por volta de umas 10 da manhã pegamos o barco com o filho do seu Hélio e voltamos para Apicum chegamos por volta das 13:00, fomos almoçar nos restaurantes próximos do cais e depois compra passagem de volta para SLZ. 
      Eu aproveitei e fui comprar um cobertor pois faria muito frio a noite devido ao ar condicionado do ônibus.
      Saímos de Apicum Açu as 16:00 e chegamos em SLZ as 06:00.
       
      Pousada do Nango
      Telefone:98 98407-4256 / 8460-7579 (WhatsApp)
      Barco R$ 25, 00 por pessoa (ida para ilha)
      A pousada do seu Hélio.
      Pousada do Hélio
      Telefone:  98 98481-4249 (WhatsApp)
      R$ 40,00 por pessoa (quarto duplo, com café da manhã)
      Barco: R$15,00, por pessoa. (volta para Apicum)
      Restaurante da Laura
      Telefone: 98 98416-0312 (WhatsApp)
       
       














































×
×
  • Criar Novo...