Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Entre para seguir isso  
filosofiadeviajante

Tomando um banho nas Cataratas do Iguaçu

Posts Recomendados

… / De repente parei. Longe, bem longe / Um ruído indeciso, informe ainda / Vinha às vezes, trazido pelo vento. / Apenas branda aragem perpassava / E pelo azul do céu, nenhuma nuvem. / Que seria? De novo caminhando / Mais distinto escutava o estranho ruído / Como que o ronco baixo e surdo e cavo / De um gigante de lenda adormecido. / …

… / A cachoeira, Senhor! A cachoeira! / Era ela. Meu Deus, que majestade! / Desmontei. Sobre a borda da montanha / Vendo a água lançando-se em peitadas / Em contorções, em doidos torvelinhos / Sobre o rio dormente e barulhoso / Eu tive a estranha sensação da morte. / …

Ah, Vinicius de Moraes… Se eu não tivesse visto a grandiosidade e a imponência dessa água que, abundante e quase que infinita aos olhos, desce pelas pedras e resvala num paredão [não mais de pedra, mas de água], formando um nevoeiro, um amontoado de partículas que nos atinge. Nos molha. Nos diverte. Nos encanta. Esse é o poder das Cataratas do Iguaçu. Não que o grande poeta estivesse pensando nelas, mas pelo menos quando eu escolhi esse poema, eu estava.

Continue lendo em: http://filosofiadeviajante.com.br/2018/11/27/tomando-um-banho-nas-cataratas-do-iguacu/

IMG_7224re.png

Compartilhar este post


Link para o post

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  


×
×
  • Criar Novo...