Ir para conteúdo

(MOCHILEIRO SEM EXPERIÊNCIA) ROTA DE ENTRADA NO LESTE EUROPEU


Posts Recomendados

  • Membros

@Diego Prado @Rafael_Salvador @poiuy 

Pessoal, eu refiz o roteiro. Alterei de acordo com um pouco das sugestões de cada.

1, alterei a data para buscar melhores preços

2, aumentei o número de dias totais para ter mais tempo e conhecer mais locais

3, substitui as rotas internas de vôos por ônibus (simulações com flixbus)

4, dei um intervalo de 5 horas após chegada na Alemanha para ter uma boa margem na imigração (levarei apenas bagagem de mão).

O que vocês acham agora? Consideram ainda excessivamente exaustivo? Outra coisa, com relação aos valores. Vocês acham que está sub ou super dimensionado ou ideal? Meus gostos são voltados mais à vida noturna, como pubs etc. Entretanto, pretendo sair para beber apenas nos fins de semana e economizar na semana. Os valores estão mal distribuídos, mas a intenção é estabelecer uma média de R$200,00/dia (€45/dia) que eu ficar lá para gastos gerais com saídas e passeios. É sensato pensar assim ou vou passar fome se levar essa quantidade? kkkk 

image.png

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

As hospedagens foram feitas simulações no Booking.

Praga: Little Quarter Hostel (3 diárias)

Viena: wombat's CITY Hostels Vienna - Naschmarkt (2 diárias)

Bratislava: DREAM Hostel Bratislava (2 diárias)

Budapeste: Hostel One Budapest (3 diárias)

Munique: THE 4YOU Hostel & Hotel Munich (1 diária)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Comprei passagens para março direto para Frankfurt na TAM por 47mil pontos cada trecho.

Fiz uma simulação para as datas que vc quer e encontrei tudo por 97mil pontos + tacha de embarque. Se você tiver milhas ou conheça alguem que venda, dependendo da negociação pode ficar mais em conta...

No Maxmilhas ida e volta fica por 2.850...

Simulando direto para Praga ou Budapeste , aumenta o numero de conexões e o tempo... talvez por questão de tempo seja melhor entrar e sair por Frankfurt e de lá se locomover via terrestre, vale até alugar um carro... pelo que li e vou conhecer em março, tem muita cidade no meio do caminho que faz valer a viagem...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Cara, você vai mesmo querer encarrar um ônibus de madrugada logo depois de chegar em Munich?

Acompanhe meu raciocínio, você já não vai dormir direito na noite anterior a viagem por causa da ansiedade, por mais que você não seja ansioso ou estressado, pode ter certeza que na noite anterior você vai ficar lá deitado na cama revendo e remoendo os últimos detalhes da viagem e não vai dormir direito.

O dia seguinte será um correria só, com você arrumando os últimos detalhes, e a noite vai encarrar um voo noturno na classe econômica, você não vai dormir nada, vai passar a noite em claro no avião.

E ai quando chegar em Munich no final da tarde, ainda vai querer emendar um ônibus noturno, com outra noite sem dormir direito? 

Se ainda fosse uma viagem mais longa, de umas 9 ou 10 horas, onde você poderia tentar dormir direito, mas não, é uma viagem curta de pouco mais de 5 horas. Até você relaxar no ônibus e pegar no sono, já vai estar quase na metade da viagem, isto se a polícia não te acordar as 3:00 da manhã na fronteira entre Alemanha e Rep. Tcheca para conferir documentos...

Em resumo, você chegar lá em Praga, totalmente quebrado, morto de sono, com dor de cabeça, mau humorado, com 3 ou 4 noites seguidas sem ter dormido direito, se arrastando feito um zumbi por aí, e isto muito provavelmente vai estragar os 2 primeiros dias em Praga, até você se recuperar.

Então eu sugiro a você para que se não conseguir chegar ao destino final (Praga), antes das 22:00, a tempo de ir dormir cedo e se recuperar da viagem, que você fique em Munich, durma bem e se recupere antes de seguir para Praga.

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Outra questão:

Você comentou que prefere a vida noturna, e que vai querer sair nos finais de semana, você vai estar disposto a acordar as 07:00 da manhã de um domingo cheio de sono e de ressaca, para ir pegar um ônibus para Viena?

Para não chegar morto de sono e ressaca em Viena e perder o dia em Viena, você vai ter que ir dormir cedo no sábado a noite, justo o melhor dia para sair e com a vida noturna mais animada...

A mesma coisa em Budapeste,  você também vai ter que acordar num domingo de manhã cedo, depois de passar a madrugada toda nas baladas e encarrar 9:00 horas de ônibus de ressaca!  

 

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Se for fechar neste roteiro, eu faria aluns pequenos ajustes, para otimizar o tempo e ficar nas cidades "certas" nos dias certos:

ter - 20/08/2019   Saída Fortaleza 23:05
qua - 21/08/2019   Chegada Munich 19:00
qui - 22/08/2019   Munich
sex - 23/08/2019   Munich x Praga - 10:00 x 15:00
sáb - 24/08/2019   Praga
dom - 25/08/2019   Praga
seg - 26/08/2019   Praga x Viena - 08:30 x 13:00
ter - 27/08/2019   Viena
qua - 28/08/2019   Viena x Bratislava 08:00 x 09:15
qui - 29/08/2019   Bratislava x Budapeste - 17:00 x 20:00
sex - 30/08/2019   Budapeste
sáb - 31/08/2019   Budapeste
dom - 01/09/2019   Budapeste x Munich 21:45 x 06:15
seg - 02/09/2019   Saída Munich 13:30

 

O final, antes de voltar para casa seria cansativo, você passaria a noite no ônibus, e encarraria um voo longo logo após o almoço, mas ai já é final da viagem, e você estaria indo para casa, onde poderá dormir e descansar a vontade.

Eu não vi muita graça em Bratislava, então eu pensaria ao invés de ir dia 28 de manhã cedo para Bratislava, eu ficaria um pouco mais em Viena, e deixaria para ir a Bratislava depois do almoço ou no começo da noite, assim ganharia uma manhã ou um dia extra em Viena, que pessoalmente eu acho que tem mais coisas para você ver e fazer do que em Bratislava.

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros
18 horas atrás, Breno Siqueira disse:

Meus gostos são voltados mais à vida noturna, como pubs etc. Entretanto, pretendo sair para beber apenas nos fins de semana e economizar na semana. Os valores estão mal distribuídos, mas a intenção é estabelecer uma média de R$200,00/dia (€45/dia) que eu ficar lá para gastos gerais com saídas e passeios. É sensato pensar assim ou vou passar fome se levar essa quantidade? kkkk 

R$ 200 / 4.68 (euro turismo em espécie + IOF) = 42 Euros

Mas isto está sujeito a flutuação do câmbio, daqui a 10 meses, o euro por estar custando R$ 4.20, mas também pode estar custando R$ 5.20, então você tem que ter uma boa folga no orçamento para acomodar toda esta possível flutuação que pode acontecer até agosto, para que você não chegue as vésperas da viagem e descubra que o euro subiu para R$ 5.20 e agora você não tem mais dinheiro suficiente.

Mesmo em Praga, Budapeste e Bratislava onde as coisas são um pouco mais baratas, um almoço num restaurante com menu turístico lhe custa facilmente 12 a 15 Euros, mas ai juntando cidades mais caras como Viena e Munich, a média vai facilmente para uns 15 a 20 Euros por almoço caso você peça alguma bebida para acompanhar.

Se você for jantar comendo comida de verdade num restaurante, vai os mesmos 15 a 20 euros para o jantar. Mas se for jantar comendo lanche de rua,  você consegue reduzir as despesas do jantar para uns 8 a 10 Euros.

Café da manhã se não estiver incluso na diária do hostel, você deve gastar em média uns 5 a 8 euros para um café e um lanche na rua.

Então só com comida você gastaria uns 30 a 45 Euros por dia, dependendo das suas escolhas, isto fora os petiscos e cervejas durante o dia e as baladas!

Nas baladas, o céu é o limite dos gastos, você pode se contentar em ir num pub baratinho, beber duas cervejas de 3 Euros e voltar a pé para o hostel, e terminar a noite tendo gasto 6 Euros. Mas também pode ir numa casa noturna que cobre 20 ou 30 Euros só para entrar, pedir meia dúzia de bebidas caras, a 15 euros cada, e voltar para o hostel de táxi, terminando a noite tendo gasto 150 Euros...

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Estava quase esquecendo, ainda tem o dinheiro dos passeios e ingressos.

Você vai gastar atravessar meio mundo, gastar um monte de dinheiro com passagens e hotel, e ficar passando vontade do lado de fora das atrações turísticas?

Por exemplo, a visita ao Castelo de Praga custa uns 15 euros, o Antigo Cemitério Judeu  de Praga custa uns 20 Euros, o palácio Schönbrunn em Viena custa uns 18 Euros, o palácio Hofburg de Viena custa outros 12 Euros, a visita ao parlamento  Húngaro uns 17 euros, e assim por diante...

Tem dias que você não vai gastar nada com ingressos, mas tem dias onde você vai gastar 15 ou 20 euros com ingressos e passeios, então fazendo uma média, pessoalmente eu sempre coloco 10 Euros por dia para gastar com passeios e ingressos, fora o dinheiro da alimentação,  hospedagem e metrô/ônibus dentro da cidade caso seja necessário devido ao hostel ficar longe.

E claro, mais o dinheiro do ônibus/metro para ir até os aeroporto ou do aeroporto para o centro, que no caso de Munich custa 11.60 € (R$ 55,00) para e o mesmo tanto para voltar...

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Muita coisa importante o @poiuy ja disse. Eu insisto apenas porque ir e voltar por Munique?

Seu tempo é curto... e sua grana também. Com esse orçamento tem que pegar hosteis que disponibilizem cozinha, comprar em supermercado e preparar.... o que vai limitar mais ainda seu tempo. De outra forma 45 euros/dia não vai dar para comer, aproveitar vida noturna e visitar atrações. Ou os 45 euros são somente para vida noturna e atrações?Se for já melhora...

Eu excluiria Viena e talvez Bratislava ! Os deslocamentos nessa região são caros e demorados. E o tempo efetivo que terá para aproveitar essas cidades, no roteiro que você montou, é muito pouco.

Outra coisa, você deve fazer seu roteiro cotando os preços em Euros. E vai ajustando conforme a varição cambial. Não se monta roteiro em Reais.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por mariana_
      Eu e meu namorado queríamos algo diferente no ano novo, eu doida para viajar. Até que surgiu uma promoção SP - Paris R$2.500,00, tudo bem que não é a passagem mais barata porém era réveillon. Tinha escala no México, e precisei comprar passagem de NVT para SP. 
      Dia 1: 25/12 - Embarcamos NVT para Guarulhos, passamos o dia todo lá no aeroporto e o primeiro perrengue: descobri que havia esquecido minha carteira, sorte q passaporte e dinheiro estavam na soleira comigo. Pensei em emergência usar o cartão do meu namorado. Nosso voo foi pela Aeroméxico noturno.
      Dia 2: 26/12 - Chegamos bem cedinho na Cidade do México, imigração foi tranquila e tivemos nosso primeiro carimbo no passaporte. Tínhamos 16h de escala, sendo assim alugamos um carro e fomos até as piramides de Teotihuacan, fica 1h de distância, paramos num posto e tomamos café da manhã. Alugamos o carro por ser mais em conta que excursão. Não queríamos depender de ônibus e Uber pois ficamos com medo de perder o voo. E foi super tranquilo dirigir por lá, havia lido relatos que era confuso. Voltamos perto das 14:00h, queria comer uma comida tipica e não achei nada na estrada principal e acabamos indo pro aeroporto mesmo. Embarcamos cansados para Paris. No voo servem tequila, vodka e foi um jantar muito delicioso de carne com batata. 
       
       
      Dia 3: 27/12 - dia dos Perrengues: Finalmente em Paris chegamos pelo Charles de Gaulle, imigração mega tranquila. Mas ai começou o segundo perrengue. Fomos pegar o trem porém estava tendo a greve, até então os trens funcionavam, mas para nossa surpresa desespero não estavam mais. Buscamos informações no free wifi do aeroporto e compramos tickets de ônibus Roissybus, sua parada final era na Ópera. Pensamos que seria mais barato pegar um uber/táxi de lá. Fila estava imensa do ônibus, depois de 1h na fila percebemos que esquecemos uma mala de mão na parte das esteiras. Até tentei ir lá recuperar mas seria impossível pois meu namorado não colocou identificação na mala COLOQUEM ATÈ NA DE MÂO, as minhas estavam todas etiquetadas. (minha prancha estava na mala fiquei chateada pra caramba e cabelo aos ventos em quase toda viagem). 
      Chegamos na Ópera, cansados 2 malas grandes, 1 de mão sem rodinha, mochila e mais minha bolsa imensa e pesada. Subimos na galeria Lafayette (do outro lado da rua) com todas as malas, vimos lá de longe a torre. Aproveitando a galeria quentinha olhamos no maps e parecia ser perto o hotel. Engano nosso, com malas não foi nada fácil. Já estava escuro, era quase umas 19h. Eu estava cansada e com fome. Parei na primeira banquinha de comida e peguei um kebab fritas e refri. Pedi um uber até o hotel pois não aguentava mais. Hotel simples e pequeno conforme o site, sem surpresas. Ficava no Belle Ville, bairro chinês tudo em volta era chinês, até um mercado. Andamos um pouco encontramos um carrefour, pegamos uns lanches e bebida. Colocamos as bebidas do lado de fora da janela para resfriar.
       
       
      Dia 4: 28/12 (Sábado) - Acordamos cedinho, amanhecia umas 8:30h e escure umas 16:30h então queríamos aproveitar. Iriamos alugar as bikes Velib, já que metro estava em greve, aluguel de 24h custava 1,70€ e usava free por 30min, depois disso é cobrado por tempo. Ficamos mais de 1h tentando e não deu certo. Foram 300-élysées felizes. Na volta pro hotel, passamos pela feirinha natalina novamente e encaramos um brinquedo, mega radical 10€ cada um, mas super valeu a pena era algo que eu nunca tinha visto, e olha que eu já fui em vários parques. Retornamos ao hotel mortos.
       

       
      Dia 5: 29/12 - Acordamos cedo e pegamos a Velib antes que expirasse as nossas 24h, fomos até a catedral de Notre Dame, ela estava em reforma fizemos nossas fotos. O dia colaborou, estava sem nenhuma nuvem, céu bem azul. Fomos caminhando até o Pantheon, 1km bem pertinho embora fosse um morrinho acima. Logo depois fomos ao Jardim de Luxemburgo, caminhada rápida também de uns 15min. Lá tem umas cadeirinhas onde as familias sentam, as crianças ficam brincando. Bem agradável, aproveitamos o solzinho e ficamos ali sentados também pensando como iriamos para a torre, pois de lá sairia nosso mini cruzeiro. Encontramos um ponto de ônibus, na qual tem certinho os ônibus. Esperamos congelado e pegamos o nosso super lotado ônibus, como não tínhamos ticket fui pagar ao motorista, ele não cobrou, não sei se é por conta da greve. Fomos a ponte de bir-hakeim, onde em baixo dela da para fazer muitas fotos legais. e logo ali próximo tinha o pier onde saem vários cruzeiro. Eu comprei no Groupon e acompanhava crepe + refri. (já foi nosso almoço), tem um mini bar a bordo. Passa por vários pontos e tem um guia. Desembarcamos e mais uma vez nós na torre. Pegamos mais espumante e apreciamos o fim de tarde lá. E acabei caindo em um truque "onde esta a bolinha" lá perdi 200€ pronto, acabou minha viagem. Como fui estupida. Mas bola pra frente. Fomos ao hotel, comemos coisinhas do super mesmo.
      Dia 6: 30/12 - inicio da ROAD TRIP:  Iriamos pegar o carro no aeroporto, precisávamos ir até lá segunda-feira horário de pico. Logo chamei um táxi 50€. Uber estava 95€ Devido a demanda sem metro/trem acredito q por isso estava muito alto. Carro havia sido locado e pago pela Budget - PÉSSIMA FINAL EXPLICO O PQ - Planejávamos sair cedo e chegar em Bruxelas pro almoço e turistar. Precisávamos passar 1300€ de caução, e o cartão não passou. Lembra que já ficou 600€ de caução da velib, pois então não havia sido estornado ainda. Depois de horas de negociação, tiramos o seguro deles, nosso cartão já incluia seguro, (no Brasil era de madrugada, estávamos tentando ligar para aumentarem o limite, conseguimos e passou 900€. E pé na estrada.
       

       
      Como nosso itinerário estava atrasado devido essa locação, chegamos la já era escuro demos uma passadinha no Atomium e fomos pro Delirium Café. Segunda-feira estava socado, é muito divertido. Isso que eu não gosto de cerveja, então comprava nas liquors e bebia na rua. Comemos as famosas batatinhas fritas. São divinas. Fomos pro hotel Campanile, muito bom.
      Dia: 31/12 - Mais uma vez cedinho acordamos e fomos rapidinho nos pontos principais da cidade, pois iriamos pegar estrada até Amsterdã. Nosso hotel era na cidade vizinha,  pois estava muito caro para o ano novo. Paramos no hotel Bastion Hotel Schiphol Hoofddrop, outro hotel maravilhoso. Aquela parada básica no mercado, abastecendo as nossas bebidas para o ano novo, iriamos passar na praça Museumplein. Em Amsterdã não se pode beber na rua, então coloquei a vodka numa garrafa de água e lá fomos nós, paramos relativamente perto, na rua mesmo. Ficamos no ring de patinação era super cedo ainda, bebemos, comemos nossos petiscos. Conhecemos uns brasileiros, q ficaram conosco o resto da noite. Queima de fogos, quase não dava de ver pois tinha muita neblina. Meia noite estouramos champagne e logo fomos embora - (Para usar o banheiro se pagava 1,5euros)
    • Por Vanessa CD
      Boa tarde!! Estou pensando em fazer Rep Checa/Áustria/Hungria/Croácia ano que vem e gostaria de saber se o roteiro inicial está bom:

       
      Aceito sugestões e dicas  
    • Por Gabriel B.
      Mochileiros, boa tarde
       
      Estou planejando um mochilão pelo Leste Europeu, para as seguintes cidades
      BERLIM
      VARSÓVIA
      CRACÓVIA
      BUDAPESTE
      VIENA
      E estou tendo dificuldades em achar empresas que façam transporte entre elas, principalmente entre Budapeste e Cracóvia.
      Alguém que já tenha se aventurado por esses lados, pode me indicar uma empresa?
      Como o roteiro não está fechado, tenho apenas um esboço dele, dicas de alteração para facilitar o transporte são bem-vindas também. 
       
      Um salve a todos
    • Por Fabio Ramires
      Bom DIa Comunidade,
      Estou começando a planejar minha viagem de férias para 2.020, a idéia seria ir em Abril e com isso teria cerca de 35 dias para viajar.
      Estou entre duas localidades que nunca fui, Leste Europeu e Sudeste da Ásia, sei que um não tem nada a ver com o outro e por isso mesmo, gostaria da opinião de quem conheçe para definir primeiro o local e depois iniciar o planejamento da viagem.
       
      Abraço!!!!!!!!!!
×
×
  • Criar Novo...