Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
adonys_alvares

Manaus entre natal e reveillon 2018

Posts Recomendados

Bom dia! 

Entre o natal e reveillon deste ano estarei indo pra Manaus reservei o primeiro dia no Local hostel e, em seguida, o objetivo é explorar a floresta. Se tiver mais alguém indo, chama no whatpp 51 996174550.

Abcs!!

 

 

Compartilhar este post


Link para o post

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por YagoBarros
      Então , final de maio partirei em um mochilão roots por todo sul do litoral brasileiro , rumo ao uruguai. Não tenho data pra voltar , pretendo passar pelo menos 1 mês viajando , então vou parando nos lugares mais bonitos sem pressa.
      Eventualmente , me hospedarei em hostels sem problema, mas na maioria do tempo dormirei na minha barraca mesmo.
      Quero começar a trip em Palhoça SC , mas aceito qualquer dica e mudança de roteiro que acrescente.
      Quem quiser fazer companhia está convidado haha, qualquer coisa só mandar msg.
    • Por ClautoBarros
      Olá pessoas, to programando sair final desse mês ( março ), aqui do RJ sentido nordeste do nosso Brasil, vivendo apenas de artesanato e bicos pelo caminho, trabalho em troca de estadia e comida tb serão sempre bem vindos, cansei de sobreviver, agora estou decidido a VIVER o que de melhor a vida tem pra mim, e se tiver algo ainda de pior vai ser lembrança das andanças, até pq tenho consciência de que nem tudo na estrada são flores, tendo em vista isso e minha vontade em me agarrar a minha VIDA, to disposto a me refazer nessa jornada sem pressa, que o tempo seja meu amigo e passe bem devagar, quero aproveitar cada segundo dessa aventura..
       
      Quem vamos?? kkk
    • Por joshilton
      Venha conhecer Manaus, tem ao redor várias cachoeiras em Presidente Figueiredo.
       
      Trilhas, camping, rapel, tirolesa e paisagens de tirar o fôlego são algumas das atrações que misturam aventura e preservação na Terra das Cachoeiras - Por Lucas Raposo da Câmara, Portal Amazônia.
      Conhecido como 'A Terra das Cachoeiras', o município, que fica a 120 Km de Manaus, abriga mais de 100 cachoeiras bem preservadas que atraem turistas do mundo inteiro.
      Cachoeira de Iracema
      Cenário da novela 'Além do Horizonte', da Rede Globo, a famosa cachoeira conta com trilha e estacionamento próprio. O volume d'água impressiona. Com boa profundidade é possível mergulhar nas águas geladas.
      Valor: R$ 10 por pessoa - Local: Km 115 da BR 174
      Cachoeira do Santuário
      Composta por por três quedas d'água, a cachoeira recebe este nome porque abriga uma pequena imagem de Santa Clara na primeira queda d'água. Conta com trilha, chalés e restaurante.
      Valor:R$ 10 por pessoa
      Local: Km 12 da Rodovia AM 240 (Estrada de Balbina)
      Cachoeira da Porteira Muito procurada pelos amantes de acampamentos, esta cachoeira conta com área de camping, mesas, banheiros e lixeiras. O local cobra um valor diferenciado para os turistas que optarem pelo pernoite.
      Valor: R$ 8 por pessoa
      Valor do pernoite: R$ 20 por pessoa
      Local: Km 13 da Rodovia AM 240 (Estrada de Balbina) Cachoeira da Pedra Furada É a mais distante entre as cachoeiras de Presidente Figueiredo. A distância, porém, é recompensada com um visual único e marcante. As quedas d'água são formadas por três grandes furos na pedra e forma uma piscina natural de águas calmas e preservadas.
       Valor: R$ 10 por pessoa
      Local: Km 57 da Rodovia AM 240 (Estrada de Balbina)
       Cachoeira Asframa Localizada em propriedade particular. Possui queda d'água com aproximadamente 5m de altura, piscinas naturais e corredeiras. Infraestrutura conta com restaurante com opções de peixes, saladas e vinagrete.
      Valor: R$ 30 por veículo
      Local: Km 96 da Rodovia BR 174
       Cachoeira das Araras Está localizada dentro da área do complexo turístico Cachoeira de Iracema. Caminhando pelas trilhas  do complexo, os visitantes encontram uma das cachoeiras mais populares do município, além de diversas grutas.
      Valor: R$ 10 por pessoa
      Local: Km 115 da BR 174
       Cachoeira da Neblina É a maior cachoeira de Presidente Figueiredo, com aproximadamente 30m de altura. Apesar disso ainda é praticamente desconhecida, devido o difícil acesso. Para chegar nela os visitantes têm que enfrentar uma trilha de 7 Km floresta a dentro. Para quem encara a aventura, a recompensa é um imenso paredão de água e piscinas naturais.
      Valor: R$ 10 por pessoa
      Local: Km 51 da Rodovia AM 240 (Estrada de Balbina)
       Cachoeira dos Pássaros Cachoeira de fácil acesso e sem necessidade de trilhas. Por isso, é comum ver a presença de famílias e crianças. O local permite a prática de acampamentos e conta com atrações como tirolesa, passeio de boia e restaurante.
      Valor: R$ 5 por pessoa
      Local: Km 13 da Rodovia AM 240 (Estrada de Balbina)
       Cachoeira de Sussuarana Está localizada na Vila de Balbina. Coma aproximadamente 15m de altura é bastante procurada por praticante de rapel. Para acessar a trilha é preciso caminhar por uma hora dentro da floresta.
      Valor: Gratuito
      Local: Km 86 da Rodovia AM 240 (Estrada de Balbina)
       Cachoeira do Mutum Para chegar à cachoeira de carro recomenda-se veículo com tração 4x4 para evitar atolamentos. Já quem prefere chegar a pé terá de percorrer 6 Km de trilha. Tudo isso, porém, é recompensado pelo cenário único que é a marca do município, com piscinas naturais encravadas na rocha. Na área é permitida a prática de camping.
      Valor:R$ 10 por pessoa
      Valor do pernoite: R$ 20 por pessoa
      Local: Km 54 da Rodovia AM 240 (Estrada de Balbina)
      Cachoeira da Onça
      De fácil acesso, a Cachoeira da Onça conta com trilha que passa sobre o rio Urubuí. Com quase 10 metros de altura, a queda d'água não é forte, mesmo em tempos de cheia, o que garante um banho seguro para pessoas de todas as idades.
      Valor: R$ 10 por pessoa
      Local: Km 108 da Rodovia BR 174
      Cachoeira Natal
      É a cachoeira mais extensa de Presidente Figueiredo, com 50m de comprimento. A altura aproximada é de 10m. A queda forma uma piscina com águas calmas. Por ser distante do centro da cidade é um local reservado e oferece maior tranquilidade.
      Valor: R$ 20 por veículo
      Local: Ramal do Urubuí
       Cachoeira Salto do Ipy A queda d'água tem mais de 20m. Um paredão de rocha, grutas e vegetação selvagem completam um dos mais belos cenários naturais da Amazônia. Com ar de mistério, também foi locação da novela 'Além do Horizonte".
      Valor: R$ 5 por pessoa
      Local: Km 57 da rodovia AM-240 (Estrada de Balbina)
      Cachoeira Berro D'água
      De fácil acesso. As águas são rasas e quedas d'água baixas, ideias para pessoas de todas as idades. Infraestrutura conta com restaurante, estacionamento e banheiros.
      Valor: R$ 10 por pessoa (crianças e idosos pagam meia)
      Local: Km 11 da rodovia AM-240 (Estrada de Balbina)
       Cachoeira das Orquídeas
      Cachoeira de fácil acesso e entrada gratuita. Após trilha de 1,5 Km os visitantes podem desfrutar de uma tranquila piscina natural, formada pelas águas que descem pelas rochas.
      Valor: Gratuito
      Local: Av. Onça Pintada, Galo da Serra, Presidente Figueiredo
       Parque do Urubuí
      Ponto central de Presidente Figueiredo. As fortes correntezas da corredeira atraem praticantes de boia cross. O local reúne os principais restaurantes e hotéis da cidade, além de atrair milhares de turistas. O Monumento que identifica a Corredeira é o índio Waimiri saindo de dentro da casca do cupuaçu - principal referencia do local.
      Valor: Gratuito
      Local: Estrada Municipal Da Cachoeira, Presidente Figueiredo.
       


    • Por RViana10
      Fala, galera! Tudo bom?
      Me chamo Rafael e estava em busca do máximo de informações possíveis sobre mochilão na Europa. Li diversos tópicos aqui e vi que o custo varia muito de pessoa para pessoa, do tempo que vai ficar por lá, onde vai ficar, onde vai comer, etc...
      Estou planejando esse mochilão para março de 2020 com um amigo, já fiz alguns roteirinhos e gostaria de saber a opinião de vocês.
      Temos um orçamento entre 6.000~7.000 reais cada, para utilizarmos em toda a viagem com propósitos turísticos mesmo (e quem sabe umas comprinhas/lembrancinhas), incluindo passagens ida e volta. Seria suficiente?
      Pretendemos ficar no mínimo  15 dias e no máximo 25 dias.
      Obs.: Não seria necessariamente nessa ordem, estamos pesquisando onde encontramos a passagem mais barata para montarmos o roteiro certinho!
      Opção 1 - 15 dias
      Itália - Roma (Vaticano)/Florença/Milão - 6 dias
      Alemanha - Munique/Berlim/Colônia - 5 dias
      Holanda - Amsterdã - 4 dias
      Opção 2 - 20 dias
      Itália - Roma (Vaticano)/Florença/Milão - 8 dias
      Alemanha - Munique/Berlim/Colônia - 7 dias
      Holanda - Amsterdã - 5 dias
      Opção 3 - 25 dias
      Itália - Roma (Vaticano)/Florença/Milão - 9 dias
      Alemanha - Munique/Berlim/Colônia - 9 dias
      Holanda - Amsterdã - 7 dias
      A estadia em todos os lugares seriam em hostels, um lugarzinho só pra dormir mesmo. Sobre comida estávamos pensando ir em alguns lugares para provar comidas típicas, mas bem de vez em quando, sempre priorizando algo mais em conta, fazendo nossa própria comida, etc...
      Sobre transporte estávamos pensando em utilizar mais ônibus e trem, e logicamente a boa e velha caminhada hahahaha
      Gostaríamos de conhecer outros países, mas com nosso orçamento no momento fica meio difícil. Gostaria de saber o que acham, o que eu poderia mudar, retirar, acrescentar, se além desses R$7.000 eu ainda precisaria levar mais dinheiro, essas coisas. Desculpe por não dar mais informações, é a primeira vez que planejo uma viagem deste porte e estou um pouco perdido, pensei até em ir ver alguns pacotes em agências de turismo, mas acredito que quando planejamos podemos enxugar alguns custos que as agências não conseguem.
      Desde já, agradeço de coração toda e qualquer ajuda!
    • Por Guiherme Zaia
      [RELATO - TRILHAS NO PANAMA]
      Fiz essa viagem durante os dias 6/02 ao 14/02.
      No instagram @onetrekking tem mais coisas sobre minha viagem no Panama. Segue o relato...
      Dia 1
      Foram 3 voos para chegar no Panama 🇵🇦, com isso consegui economizar mais de 800, assim deu pra estender a viagem e conhecer mais lugares.
      Dia 2
      Indo para o Kalu Yala
      Para chegar lá saindo do Aeroporto Tocumen você precisa pegar um táxi para o Terminal La Doña, de lá pegar um “Diablo Rojo” para San Miguel e de San Miguel fazer a trilha “Suicide Hill” até o Kalu Yala
      .
      Diablo rojo são esses ônibus da foto e pra quem quiser fazer a trilha, ela está na minha conta do WikiLoc, é só fazer a trilha ao contrario, acabei gravando só a volta
      Dia 3 - Trilha 1
      Honey Creeper foi a primeira trilha que fiz no Kalu Yala. Ela é muito bonita, pois você tem uma maior proximidade da fauna local pelo trajeto ser em mata fechada. Com apenas 1,6 kms, duração de 1 hora e ganho de 200m, ela tem dificuldade moderada por causa da falta de sinalização e ter horas que a trilha se desfaz no meio da mata
      Dia 3 - trilha 2
      Ramon’s Pool, uma trilha bem bonita que vai para uma piscina natural, apesar de que o pessoal do kalu yala fale que ela precisa de guia não vejo a necessidade para isso. Sua distância é de 2,79 kms, dificuldade fácil e não apresenta mudança de altitude considerável (60m).
      Dia 3 - trilha 3
      Mermaid’s Hole, trilha bem fácil que acaba numa linda piscina natural. São apenas 1k e nenhuma variação de atitude, apenas uma parte aonde você tem que atravessar o rio.
      Dia 4 
      Nesse dia me despedi do Kalu Yala, e iria chegar em El Valle Anton no fim do dia.
      Pra quem não conhece: Kalu Yala é uma comunidade sustentável no meio da floresta do Panama, o forte deles é o intercâmbio que dura 10 semanas e tem varias temas que são bem únicos e voltados a uma vida sustentável. O instagram deles é @kaluyala
      Dia 5
      Acordei as 3:30 da manhã para fazer a trilha sentido Loma Grande, saimos do @bodhihostel e o @jerryfit foi o guia, nessa trilha eu vi a real necessidade de ter equipamentos para fazer trilha. Nunca tinha andando mais que 10k numa trilha, e essa foram 24k.
      Saimos do hostel as 4:45, e o tempo clareou aproximadamente as 7:30 porem como estava em El Valle que fica no meio da montanhas, o sol só foi aparecer e ficar forte umas 10:30, com isso ele só atrapalhou a nossa volta e não ajudou a esquentar a água que parecia gelo.
      Foram 24k de trilhas feitas em 9 horas, sendo que o trajeto é cheio de subidas e descidas muito íngremes, então não é recomendável ir sozinho e para quem não tem um certo preparo, pois você vai usar muito joelho.
      Dia 6
      “Cerro Cara Iguana”, essa foi a minha sexta trilha da viagem. Esta montanha é uma reserva hídrica, a maior parte da trilha é formada por uma estrada de terra, somente no fim que você entra na mata para chegar no topo das montanhas. Estava fazendo muito vento no topo e como estava sozinho, acabei não indo no topo da última montanha. Foram 9 km de trilha, sendo que a elevação ganha foi de 368 metros e o topo chega a 923 metros.
      Dia 7
      “La India Dormida”, essa foi a última trilha da viagem. Ela fica dentro de um reserva particular, a entrada custa 3 dólares e não recomendam fazer a trilha sozinho.
      Por sorte encontrei um casal de franceses que foram comigo até o topo da montanha. A trilha é um caminho de terra com parte bem íngrimes, aonde algumas pessoas escalam.
      Foi 8,5 km de trilha com 400 metros de altitude ganha e o topo não chega a 900 metros.
      Dia 8
      Logo de manhã, antes do café, arrumei minhas coisa na cargueira para voltar para a Cidade do Panama. Meu destino era o Bodhi Hostel Panama City no Cerro Ancon, paguei 4,25 dólares no ônibus (mesmo valor que na ida) para o Albrook Mall e da lá peguei um metro bus para uma parada perto do hostel e fui andando até o hostel, cheguei as 14:30 no hostel, sendo que parei para almoçar no Allbrook Mall. Depois disso fui para o Multiplaza Panama, andei metade do caminho de uber e metade a pé para ter uma ideia de como é a cidade. Com isso acabo meu oitavo dia no país.
      Dia 9
      Meu voo era as 14 horas, com isso tinha que chegar no aeroporto as 11 horas. Deu tempo para ir conhecer as ruinas da antiga cidade do Panamá, elas formam um Patrimônio Mundial da Unesco. A cidade recebeu título de Cidade em 1521 por Carlos V da Espanha, e começou a ser o ponto de partida para a exploração do Peru e ponto de trânsito para carregamentos de ouro que iam para a Espanha. E assim encerro a minha viajem pelo Panamá.














×
×
  • Criar Novo...