Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Posts Recomendados

Vou fazer um mochilão em maio e gostaria de saber se alguém que já fez esse tipo de viagem deixou para comprar as passagens de um país para o outro só no destino, optei pelos transportes internos de avião pois o tempo é curto em cada país, então queria saber se da para arriscar comprar a passagem direto no aeroporto ou se é melhor já comprar antes?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@joycerangel07 Primeiramente pra embarcar aqui no brasil para e Europa vc obrigatoriamente terá que mostrar uma passagem de volta ou ao menos uma passagem pra fora do espaço de schengen (pelo que vi os países que vc pretende visitar fazem parte do tratado) dentro do periodo do visto de turista. Sem essa passagem vc nem embarca.

Estando lá na Europa os seus deslocamentos internos podem ser marcados/comprados quando vc bem desejar, o único detalhe é que vc beeeem provavelmente vai pagar mais caro (por estar em cima da hora) e ainda corre o risco de nao ter disponibilidade de vaga (dependendo do local).

Mesmo quem está viajando sem data pra voltar e sem pressa normalmente faz um roteiro já prevendo quando irá se deslocar de um canto pra outro exatamente pra tentar comprar os trechos pagando menos e evitar que nao consiga embarcar. Sugiro entao vc já se programar e tentar comprar seus bilhetes antecipadamente para evitar qualquer tipo de transtorno e/ou gastos extras.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Meu irmão vem pra Europa em Janeiro, ele me mandou o dinheiro e comprei as passagens locais para ele, gastei o seguinte:

Comprei em outubro uma passagem de avião de Lisboa para Dublin para voar dia 08/01 por 35 Euros, se eu fosse comprar a mesma passagem hoje, uma semana antes, ela está custando 112 euros.

Na mesma data comprei uma outra passagem de Dublin para Sevilha para o dia 14/01, na época paguei 39 Euros, se for comprar a mesma passagem hoje, 10 dias antes, ela está custando 189 Euros.

Também comprei em novembro uma passagem de trem de Sevilha para Madrid  para viajar no dia 19/01 por 29 Euros, hoje a mesma passagem está custando 42 Euros.

E para finalizar a viagem, comprei em outubro uma passagem de avião de Madrid para Porto para viajar no dia 23/01 por 18 Euros, esta está custando os mesmos 18 Euros hoje.

No meu caso, comprando antecipadamente eu gastei um total de 121 Euros (R$ 600) em passagens de avião e trem, já incluindo bagagem despachada. 

Se eu fosse comprar as mesmas passagens hoje pela internet, uma semana antes, eu gastaria 361 Euros (R$ 1.800) sem bagagem despachada, ou seja, gastaria 3 vezes mais do que eu gastei comprando antecipado.

 

Mas tem outros complicadores, as companhias aéreas não fazem nenhuma questão de vender passagens lá no aeroporto na última hora, pois isto só atrasa e atrapalha o planejamento do voo, então elas costumam cobrar uma taxa extra para compras realizadas lá no aeroporto. 

Esta taxa extra todas cobram sobre vendas lá no aeroporto, e a taxa varia de 20 a 50 Euros dependendo da companhia.

E se não bastasse isto, nas low-cost você tem que fazer check-in pela internet e imprimir o seu cartão de embarque antes de ir para o aeroporto, pois se deixar para fazer o check-in lá no aeroporto, as empresas cobram uma taxa adicional de 50 Euros. E sendo brasileiro, você não pode usar o aplicativo para fazer o check-in, tem que faze-lo pela internet e dar um jeito de imprimir o cartão de embarque lá no hostel 1 ou 2 dias antes do voo.

E para terminar, se a sua mala/mochila não couber no limite de 10 Kg, e você precisar despachar a mala/mochila no porão do avião, comprando bagagem despachada antecipadamente custa 20 Euros, lá no aeroporto custa 50 Euros.

 

Então se eu fosse comprar no dia lá no aeroporto os mesmos voos que eu comprei antecipadamente pela internet, na verdade, depois de incluir todas as taxas, eu gastaria 700 Euros (R$ 3.400) ao invés dos 121 Euros (R$ 600) que eu gastei comprando as passagens em outubro.

 

Ou seja, você até pode ter sorte em achar uma ou outra passagem barata lá na hora, mas não dá pra contar com a sorte sempre e em todos os trechos. Você pode ter sorte em alguns trechos, mas o risco de lhe custar muuuuuito mais é bem grande.

Comprar as passagens lá na hora, ou 1 ou 2 dias antes, só dá certo se você for ficar dentro do mesmo país ou no máximo para um país vizinho onde você possa usar ônibus.  E mesmo assim as passagens de ônibus costumam praticamente dobrar de preço lá na hora, mas não tem aquele monte de taxas e não chegam a custar mais de 100 Euros como uma passagem de avião.

 

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa prática não é recomendável em nenhuma situação...como bem explicado acima o preço sobe absurdamente...

Usa o Skyscanner pra procurar as passagens internas. Outra opção era ter comprado uma passagem de saída do Brasil com Stopover na primeira cidade que iria ficar (dependendo de qual cidade e de qual cia aérea), aí você teria pelo menos um dos trechos adquiridos sem custo extra. A maioria das cias eruopeias, tais como TAP, KLM, ALITALIA, SWISS, etc fazem isso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E para complementar, o hotel que eu paguei 25  euros por noite em Lisboa em novembro, hoje está custando 35 euros por noite.

O hotel em Dublin que eu paguei 50 euros por noite, hoje está por 70 euros nas mesmas datas.

Em Sevilha eu paguei 30 Euros por noite, hoje o mesmo local está por 40 Euros.

Em madrid paguei 35 Euros por noite, hoje está por 45 euros

E em Porto, paguei 25 euros por noite, hoje o mesmo local está por 30 Euros.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, joycerangel07 disse:

optei pelos transportes internos de avião pois o tempo é curto em cada país

Muitas vezes você gasta mais tempo viajando de avião do que de ônibus ou trem.  Um voo de 1:30, que sai as 10:00 e chega as 11:30 no destino, não quer dizer que você gastara apenas 1:30 de uma cidade para outra. O cálculo é o seguinte:

Viajando de avião você perde o dia inteiro se vacilar! Os aeroportos são longes do centro das cidades, geralmente em torno de 01 hora de deslocamento. Considere que os aeroportos são enormes e cheios, portanto você tem que estar lá com 02 horas de antecedência no minimo. Considere que o horário previsto de chegada de destino, é o horário de aterrizagem do avião... se não houver atraso no voo, terá que considerar o tempo de taxiamento do avião, procedimento de desembarque, deslocamento até a sala de bagagem, tempo de espera para recolhimento das bagagens, saída do aeroporto e um novo deslocamento até o centro da cidade!

Basta calcular o tempo total desde a saída da sua hospedagem até a chegada na nova hospedagem, para ver se realmente o avião é mais rápido.

Um ônibus ou trem geralmente você pega em uma estação no centro da cidade, não mais que 30 min distante da sua hospedagem e precisa chegar nesta estação no máximo com 15 minutos de antecedência. Ao chegar no seu destino, você chega no centro da cidade e vai gastar em torno de 30 min para chegar no sua nova hospedagem. Não passa por controle de segurança, despacho de malas, recolha de malas... etc. etc. e etc....

Outro detalhe, o mais lógico é montar um roteiro com cidades próximas. Exemplo: Paris - Bruxelas - Amsterdam - Londres, roteirinho enxuto para 20 dias onde não vai sofrer com deslocamentos cansativos! Agora compare: Você chega em Lisboa e voa para Berlin, de Berlin voa para Londres, de Londres para Barcelona... Quanto tempo e dinheiro vai gastar com todos esses voos? Fora o desgaste físico fora da sua cultura, fazendo um esforço mental para captar informações em outro idioma, rotina alimentar alterada, noites mal dormidas... 

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sites obrigatórios:

https://www.ryanair.com/pt/pt/: é vôo low cost. Tente montar seu roteiro pra comprar as passagens com antecedência! Jamais deixe pra comprar no aeroporto!
Cheguei a pagar 10 euros ida e volta de Frankfurt pra roma (comprei com mais de 1 mês de antecedência).
MUITA ATENÇÃO: os aeroportos de vôos low cost são na maioria esmagadora das vezes beeem longe do seu destino. Pesquise bem o endereço antes de ir. Exemplo: o aero dos vôos de Frankfurt fica na verdade em Frankfurt Hahn (125km de Frankfurt am Main). Ou seja, vc vai gastar tempo e dinheiro com o transfer do aero da Ryanair até o centro da cidade que vc deseja ir. Sem contar que tem vôos bem baratos mas com horários péssimos, que te obrigam a dormir no aero.

https://www.goeuro.com/: ele pesquisa o que é mais barato entre trem, ônibus e avião. Facilita muito a vida! Às vezes ir por terra gasta menos tempo e menos dinheiro do que ir de avião, pq ambos sempre param no centro (ou bem perto do centro) do seu destino. Cheguei a pagar 1 euro em passagens comprando com antecedência também. A empresa de ônibus Flixbus é ótima, usei muuuuito, e funciona pela Europa toda. Vira e mexe tem promoção só pra quem é usuário do app.

Espero ter ajudado!

Abraços,

Marisa

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Vinicius Pinto
      Olá!
      Venho por meio deste post compartilhar meu mochilão de dez dias em Portugal e Espanha. Espero que este relato possa ajudar alguém, do mesmo modo que os relatos que li aqui no blog me ajudaram enquanto eu estava levantando informações para a minha viagem.
      Nesses dez dias, viajando à noite, de ônibus e trem, consegui conhecer os destinos que desejava: Lisboa, Sintra, Coimbra, Madrid, Barcelona, Braga e Porto.
      (Por questão de tempo, terei que dividir o post em algumas partes).
      Bom, sem grandes delongas, a viagem foi assim:
       
      Lisboa:
      Embarquei em um avião da TAP pouco antes das 22h, no Aeroporto de Guarulhos, e cheguei ao Aeroporto de Lisboa aproximadamente às 10h. 
      Após fazer todos os trâmites, fui à área do metrô, dentro do aeroporto, estudei rapidamente as linhas da cidade, e comprei minhas passagens. Peguei a linha vermelha, desci na parada que faz cruzamento com a linha azul, entrei no metrô dessa linha, e desci na Avenida dos Restauradores, onde ficava minha acomodação, e, a uns poucos metros, o centro histórico da cidade. Às 13h, aproximadamente, iniciei meu roteiro: comecei no centro e fui até o Castelo de S. Jorge. Nessa área, vale destacar a proximidade entre uma atração e outra: pelo menos no centro histórico, dá para conhecer as principais atrações, a pé!
      No dia seguinte, fui de autocarro (ônibus) à região de Belém. Lá, também é possível conhecer as principais atrações, a pé. 
      Abaixo seguem algumas fotos:
       
      Praça do comércio; em foco: Estátua equestre de D. José I e Arco Triunfal da Rua Augusta
      Castelo de São Jorge
      Mosteiro dos Jeronimos
      Mosteiro dos Jeronimos
      Torre de Belém
      Monumento aos Descobridores
      Elevador da Gloria
       
      Sintra:
      No terceiro dia fui a Sintra: Comecei o dia cedo, fui até a Estação do Restauradores e comprei minha passagem de ida e volta.
      A viagem durou aproximadamente 40 minutos. 
      Em Sintra, conheci seu Palácio Nacional e a Quinta da Regaleira. Tentei conhecer o Palácio da Pena, mas o tempo não me permitiu, pois só na Quinta da Regaleira, gastei umas boas horas.
       
      Uma dica: Assim que descer em Sintra e sair da estação de metro da região, haverá vários guias oferecendo passeios, planos etc. Caso preferir explorar a região por conta própria, saiba que é possível e prático:
      Procure as linhas de ônibus 434 e 435 (estão espalhadas pela região): elas levam às atrações da cidade; mas, atenção: cada ônibus vai a uma área; assim, para ir a Quinta, é preciso pegar o ônibus 435; para ir ao Palácio da pena, o 434. Na compra da passagem, os motoristas, que são bem prestativos, irão detalhar tudo. E, após a compra, o passageiro ganha um mini guia da região para se orientar. É tudo bem tranquilo.
      Obs.: Ao escolher o ônibus e pagar a sua passagem, ela será valida por um  tempo determinado. Assim, é possível descer em uma atração, passar um tempo nela, e, depois, ir novamente à linha de seu ônibus, para pegá-lo sem pagar de novo a sua entrada.
      Dica: As atrações de Sintra também não são muitos distantes uma das outras (ex.: da estação da região, à Quinta, a pé, faz-se em aprox. 15 min.). Portanto, ao optar pelo ônibus 434, que segundo o motorista que me orientou lá, faz a maioria das atrações, é possível ir nas atrações que somente o 435 atende, a pé. 
       
      Em suma, passei apenas uma manhã e uma tarde em Sintra, e a experiência foi maravilhosa.
      Obs.: Não deixem de provar os famosos doces da região, são divinos!
      Abaixo seguem algumas fotos:
       
       
      Estação dos Restauradores
      Quinta da Regaleira
      Quinta da Regaleira
      Quinta da Regaleira
      Palácio Nacional de Sintra
      Quinta da Regaleira
      Quinta da Regaleira
      No centro de Sintra. (Ao lado desse café, há alguns restaurantes, e um em particular, de esquina, vende travesseiros e queijadas DELICIOSAS! Recomendo.
       
      Continua...
    • Por Lulusantos
      Oi gente, vou sair para o meu primeiro mochilão e preciso da ajuda de vocês. Eu não tenho data pra voltar para o Brasil, pois quero viajar lentamente e conhecer o máximo de lugares possíveis.
      Quero começar pela Europa e meu primeiro destino será Portugal. Qual a melhor estratégia pra comprar a passagem sem me dar mal com a imigração ? 
      Eu devo comprar a passagem de ida e a de volta pro Brasil, perco a passagem de volta e lá de Portugal eu compro outra passagem pra outro país? Quantos dias eu devo considerar de intervalo dessas passagens para ser factível na imigração? 
      Ou eu compro só a passagem de ida pra Portugal e já compro uma passagem pra algum outro país  (mas não sei quanto tempo vou ficar em Portugal) 
      Ou há outra estratégia melhor pra ir para Europa? 
      Pode parecer loucura, mas a ideia é viajar deixando o roteiro meio aberto. 
      A viagem vai ser final de abril ou começo de maio dependendo dos valores das passagens. 
       
    • Por Tadeu Pereira
      Salve Salve Mochileiros! 
      Segue o relato do mochilão batizado de The Spice Boys and the Girl pelo Sudeste da Ásia. 
       
      1º Dia: Partida - 04/11/18 - 19h05min - São Paulo x Madrid - Empresa AirChina - R$3.680,00
           Partimos do Aeroporto de Guarulhos - GRU em São Paulo por volta das 19:30 do dia 04 de Novembro de 2018, fizemos um check-in tranquilo com a empresa AirChina e embarcamos para nossas primeiras 9 horas de vôo até Madrid na Espanha onde fizemos conexão. O vôo foi bem tranquilo, até conseguimos dormir, porém a comida do avião não é das melhores mas acabei comendo assim mesmo e já começava ali a sentir o cheiro e o gosto da Ásia hahahahah. Chegamos em Madrid na Espanha por volta das 5:00am e fizemos uma conexão de 3 horas, deu tempo de dar uma volta no Free Shop, banheiro, comer alguma coisa (caríssima), fazer os procedimentos burocráticos e embarcar novamente pois teríamos a China ainda pela frente.

       
      2º Dia: Partida - 04/11/18 - 8h15min - Madrid x Pequim - Empresa AirChina
           Chegamos em Pequim ainda de madrugada com uma temperatura de 7º, quem se deu bem foi quem ficou com as cobertinhas que a empresa AirChina empresta para as pessoas no avião, pois não esperávamos passar tanto frio no aeroporto da China como passamos naquela conexão rss. Assim que descemos do avião caminhamos um longo caminho até os terminais eletrônicos onde se inicia os procedimentos burocráticos de conexão da China. Finalizamos depois de alguns minutos os procedimentos e dormimos um pouco em bancos do aeroporto sendo acordados e presenteados por um lindo nascer do sol no Aeroporto de Beijing. Procedimentos concluídos no Aeroporto de Beijing partimos para o nosso tão desejado e esperado destino final daquela cansativa viagem de aproximadamente 23 horas, a capital da Tailândia, a grandiosa Banguecoque.  
       
       
      3º Dia: Chegada - 06/11/18 - 15h15min - Pequim x Banguecoque - Tailândia (Taxi 1.000baht, Chip 600baht, Hostel 340baht)
           Chegamos por volta das 15:00 pelo horário local, fizemos os procedimentos de imigração, primeiro o health control depois na fila de imigração, carimbamos nossos passaportes, pegamos nossas mochilas e pronto, lá estávamos livres para explorar Banguecoque. Trocamos $100,00 dólares  no aeroporto com um câmbio de $1,00 dólar = 31,60 baht, depois compramos um chip para o telefone por 600 baht com 6 Gigas por um período de 30 dias e chamamos um Graab, como se fosse o Uber no Brasil, onde pegamos na parte superior do Aeroporto Internacional Suvarnabhumi por 400 baht em torno de R$40,00 reais que nos levou em 30 minutos até o nosso hostel, o The Mixx Hostel. Ficamos hospedados na rua Ram Buttri que fica do lado da rua mais famosa de Banguecoque, a Kaoh San Road onde rola a grande noite da cidade, uma ótima opção para mochileiros. Muita comida típica e exótica boa e barata, cervejas baratas, diversos bares, baladas, artistas de rua, drogas, sexo e tudo que uma bela noite de Banguecoque pode te oferecer pra se divertir. Vale a pena conferir! Na hospedagem pagamos por dois dias 340 baht, ficamos em um quarto com quatro camas/beliche, ar condicionado, banheiro compartilhado e café da manhã incluso, o hostel é simples mas atende as necessidades com uma ótima localização.
          
           Conhecemos alguns templos na capital, alguns fomos a pé mesmo pois são muito próximos um do outro. Wat Pho (Buda reclinado), Wat Saket (Monte dourado) e Wat Arun (Templo do amanhecer). A cidade é bem frenética mas andar a pé pelas suas ruas foi uma bela escolha. caminhamos muito por essas ruas, muito das vezes sem um rumo certo, mas logo nos achávamos pelo google maps. A cada esquina que se vira na Tailândia você vê uma foto do rei. Embora o já tenha falecido, o povo Thai tem muito respeito pelo rei Bhumibol Adulyadej que morreu em Outubro de 2016 com 88 anos de idade após 70 anos no poder que hoje tem como rei o seu filho Maha Vajiralongkorn.       
             
           
        
       
       

           A culinária asiática é muito exótica, a cada comida que você experimenta é uma surpresa de sabores. Experimentei o famoso prato típico de rua tailandesa Pad Thai, uma espécie de macarrão de arroz frito com frutos do mar ou carne de porco ou de frango, acompanhado de castanhas com pimenta que custa em média 100 Baths e se encontra em todo lugar da Tailândia, experimentei também o Thai Mango Sticky Rice, uma sobremesa tradicional tailandesa feita de arroz glutinoso, manga fresca e leite de coco, ambos baratos e deliciosos, mas existem uma infinidades de comidas para serem saboreadas na Tailândia.   
       


           Ficamos 3 dias na capital Banguecoque e além de conhecer templos tentamos entrar na rotina das pessoas locais. No terceiro dia para chegar em um templo tivemos que pegar um transporte público BTS Skytrain no rio Chao Phraya. Passamos por alguns pontos e depois retornamos até chegar no templo Wat Arun. As passagens são muito baratas, pagamos por volta de 80 Baths tanto ida quanto volta, então vale muito mais a pena o tour por conta e ainda tivemos uma vista maravilhosa totalmente diferente da cidade vista pelo rio.  

                Ficamos no templo Wat Arun até fechar por volta das 19:00pm, depois fomos de barco pelo rio Chao Phraya até o porto que da acesso ao grande mercado Asiatique, um maravilhoso complexo de lojas e restaurantes, um verdadeiro shopping ao céu aberto localizado às margens do rio Chao Phraya situado nas antigas docas de uma empresa que realizava comércio na região portuária no século passado. Em função da sua localização e história, seu layout é temático e apresenta uma decoração especial com tema inspirado no reinado do Rei Chulalongkorn (1868-1910) e na atividade marítima. Ficamos umas boas horas comendo, bebendo e curtindo o local, depois pegamos um táxi por 200 Baht para o hostel pois no outro dia logo de manhã tínhamos o nosso vôo para as belas praias da Tailândia. 
       
            Assim que chegamos no hostel deixamos reservado nosso táxi para o aeroporto Don Mueang - DMK por 400 baht pois sairíamos bem cedo para o aeroporto. Acordamos por volta das 5:00am da manhã e o táxi já estava nos esperando na porta do hostel no horário combinado, após 30 minutos chegamos no aeroporto. Partiu praias... 

       
      6º Dia: Praia - 09/11/18 - 7h25min - Banguecoque x Krabi x Ao Nang - Empresa Air Asia - R$148,00 (((((Continua no próximo post)))))
       

       


×
×
  • Criar Novo...