Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Posts Recomendados

DIA 9 - 31/12 …. Encontro marcado em hotel (próximo do meu Hostel) para tomar café da manhã. Lá também recebemos e vestimos as roupas e acessórios. Nosso grupo era de 8 pessoas (eu + 1 brasileiro, 3 Alemãs, 1 Colombiano, e 2 bolivianos. Tudo gente boa. Uma van estava a nossa espera e lá fomos rumo ao topo da montanha... Se não me engano, cerca de 1 hora de viagem... O percurso corta por dentro de La Paz, aquele lugarzinho que turista nenhum vai, ou imagina que existe... Amo essas surpresas e admirar os nativos.... Pegando a estrada, a vista também era de tirar o fôlego. Fazia frio. Paramos no topo para fazer as necessidades básicas e comprar alguma besteirinha, por garantia. Foi o pior banheiro que já vi.... Além de ter que pagar, era um buraco no chão, mas até chegar até lá, você passava meio que por um esgoto... Nossa, tive que tampar o nariz co cachecol para conseguir fazer um mísero xixi... mas enfim... passou..... Quando chegamos no alto da montanha, recebemos um breve treinamento de segurança, tais como sinalização entre os ciclistas e que o guia não deve ser jamais ultrapassado por alguém do nosso grupo. É importantíssimo conscientizar os ciclistas que aquilo ali é diversão, mas não brincadeira. Você divide a estrada o tempo todo com carros e caminhões. Uma bobeira, pode ser fatal, ou ainda estragar o passeio dos demais. Haviam muitas agências naquela dia, sério, só que estava prestes a descer tinham 7 vans. Ali você tem que lidar com o frio e com a altitude. Eu estava com uma calça, blusa corta vento, japona e cachecol, por cima, a roupa de ciclista. É frio mesmo !!!! Cada um pegou a bike que havia escolhido, e depois de um leve reconhecimento da máquina e algumas orações, chegou o grande momento. Fiquei por penúltimo, a principio tensa, afinal, não tinha confiança na bicicleta e nem na estrada. Mas não demorou muito para que a adrenalina começasse a sair pelos poros.... Não sei quantas vezes gritei: HURUUUUUUUULLLLL, mas foram várias, porque saiam do meu coração.... Coloquei La Paz no roteiro exclusivamente para fazer esse passeio, ai tinha passado mal no dia anterior, havia desistido, mas no final do dia resolvi encarar e ali estava.... descendo, cade vez pegando mais velocidade, breve olhada p trás p conferir se não tinha ninguém vindo e ultrapassava, quando vi, já estava atrás do guia... Cada um faz seu tempo, atrás do último sempre fica a van do grupo, claro que as vezes é necessário parar, juntar todos e recomeçar.... Nossa, é top d+. Façam !!!!!!! Sei que ler 64 km assusta, mas posso garantir que a maior parte é descida, o que exige mesmo de você é a técnica de conduzir pelo caminho. Vale a pena.... Poucas horas depois paramos para um lanche (pão com ovo, barra de cereal, banana e coca cola). AS bikes foram colocadas na van novamente e descemos de carro um percurso (acho que era muito arriscado carro x ciclistas)... Ai paramos onde realmente começa a estrada da morte.... Mais um treinamento... afinal, até ali a maior parte havia sido de asfalto... dali em diante era só pedregulho e terra... e Lá fomos..... Mais “HURRUUUULLSSSS”.... até você se adequar a velocidade que acha seguro demora um pouco, ali eu tive medo, afinal, pela lei dessa estrada , a descida é pelo lado esquerdo, ou seja, a do precipício.... mas enquanto não vem carro, ou algo subindo, você pode ir no meio ou do lado direito... enfim.... La estava eu, desfrutando.... esqueci de dizer que +/- no meio da descida no asfalto, eu diminui a velocidade e passei a contemplar o passeio.... Não estava ali para aposta, e sim para me desafiar, e para isso era preciso chegar viva até o fim. Pensa em um passeio que valeu a pena. Em meio a cachoeiras, precipícios, contemplar a natureza, se superar, minha nossa, nem tenho palavras, mas consegui. Nunca tinha feito um percurso tão longo, ou algo tão “radical”.. Foi uma das melhores experiências da minha vida... no final começou a chover, que delícia !!!!!! Ainda bem que tinha lugar para um banho quente e um almoço simples, porém delicioso almoço a nos esperar.... A parte ruim é a volta... mais 4 horas de van até LAPAZ. Mas valeuuuuuu, última aventura de 2018 fechada com chave de ouro !!!!!.. De dor, só estava nos pulsos, o resto, ok !!!!! Uma dica,,,, as agencias vendem o pacote com "fotos inclusas", nosso guia tinha uma máquina digital, do tempo dos dinossauros, as fotos ficaram horríveis. Se você preza por isso, atenção a esse ponto. Haviam fotógrafos com mega maquinas de outras vans.

IMG_20181231_074406393.jpg

IMG_20181231_085809381.jpg

IMG_20181231_091802944.jpg

IMG_20181231_092103410.jpg

IMG_20181231_093900621.jpg

IMG_20181231_102118423.jpg

IMG_20181231_111027724.jpg

IMG_20181231_113745251_HDR.jpg

IMG_20181231_120021031_HDR.jpg

IMG_20181231_123145404.jpg

IMG_20181231_131933777.jpg

IMG_20181231_132338832.jpg

IMG_20181231_133936897_HDR.jpg

IMG_20181231_135341337_HDR.jpg

IMG_20181231_153224596_HDR.jpg

P2270099.JPG

P2270100.JPG

P2270149.JPG

P2270158.JPG

P2270191.JPG

P2270196.JPG

00002.MTS

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dia 10) – 1º de janeiro – Tentei acordar o mais cedo possível para pegar o bus para Copacabana e conhecer o lendário LAGO TITICACA.. Usei aquelas mini vans em direção ao cemitério. A passagem até lá custou 1 boliviano. Cheguei faltando 5 minutos para o “mini ônibus” sair, não lembro exatamente o valor, mas foi menos da metade do que sair direto da rodoviária. A viagem até lá durou quase 4 horas. A vista é deslumbrante, desde os pequenos povoados a beira da estrada, quanto as extensas fazendas. Neste momento, o legal é estar do lado esquerdo do bus. Se você tem problemas de passar mal em curvas, se prepare, pois tem muitas, inclusive eu que nada sofro, fiquei um tanto quando incomodada, mas sem maiores problemas. Quando chegar no povoado de San Pablo de Tiquina, todos os passageiros devem descer, e atravessar o lago através de pequenos barcos. O percurso deve demorar cerca de 5 minutos. O ingresso custou 2 bolivianos. Fiquei preocupada com o mochilão (que estava no bagageiro do bus), mas resolvi arriscar levando apenas a mochila menor. O que demorou muito, foi a balsa para passar o onibus, cerca de 50 minutos. Como atravessei rapidamente, tive tempo de percorrer a praça e comprar alguns petiscos. Fazia frio apesar de ter sol.... Fiquei acompanhando o bus e quando ele atravessou, ingressamos e seguimos viagem. Detalhe: 2 pessoas ficaram para trás. É responsabilidade sua ficar atento ao seu ônibus, tanto que assim que ele atravessa, já tem um grupo formado... O motorista ainda deu 2 voltas no quarteirão da praça, buzinando freneticamente, mas não apareceram... Sinceramente não sei o desfexo dessa história, só não queria estar no lugar dessas pessoas. Seguimos viagem, seria mais uns 40 km até o destino.... Horas o lago aparece na direita, outras na esquerda... é lindo e imenso... consegui entender a razão de tantos comentários e principalmente da importância que tem para os povoados. Por fim, essa viagem eu considerei como um passeio turístico, rs... Chegando em Copacabana, eu já havia tirado todas as blusas, estava um calor de matar. Procurei o hostel para deixar a bagagem...... Reservei bem no final da praia, próximo onde ficam umas estátuas de Incas... de lá até o centrinho demorava cerca de 10 minutos. A cidade é uma graça, porém, minuscula e movimentada.... Gostei dos preços das lojinhas, apesar de poder trocar pela moeda peruana, queria gastar todos os bolivianos que sobraram. Acho que assim como eu, usam essa cidade para quebrar a longa viagem até Cusco. Procurei uma agência que fizesse o passeio para as Islas no dia seguinte, a aproveitei para comprar a passagem de Ônibus a Cusco. O passeio para as Islas custou 30 bolivianos e a passagem de ônibus, 90 bol, sendo LEITO. Tirei a tarde para passear pelas ruazinhas, feirinhas, visitar a igreja, ver o movimento da beira do lago (cheio de atrações aquáticas). Não tive coragem de subir até o Cerro Calvário, pois além de ter um problema crônico no joelho, e ser praticamente escadas, fazia um calor terrível, então, decidi me poupar, e não me arrependo. Conheci pessoas que subiram e disseram que exige bastante do corpo, porém, a vista recompensa todo o cansaço. Eu vi bastante Chulas (não sei se é assim que escreve) subindo, com as costas lotadas de coisas, me senti uma fresca hahahhaa. Faz parte. Quando estava andando próximo ao lago, haviam algumas Lhamas, me aproximei e tão logo veio uma mulher dizendo que custaria 5 bol p chegar perto e poderia tirar quantas fotos quisesse. Assim fiz e comecei a fotografar... Ai uns 3 minutos depois chegou uma outra dizendo a mesma coisa, então expliquei que já havia pago e ela perguntava quem havia recebido, já que o bicho pertencia a ela. Ora bolas, p mim, todas as mulheres eram iguais, como eu saberia ?? Tive que pagar novamente. Mas fiquei sem graça e sai, depois descobri que isso é um hábito comum. Uma pede e sair e depois chega outra dizendo que é a dona. Acreditam ? Paguei e fui embora.  Uma das coisas mais curiosas que já vi na vida foi o "batismo de carros" 😁. Isso mesmo, você não entendeu errado. Muitos fiéis trazem seus veículos para serem abençoados em frente à Basílica de Copacabana. Me deparei com uma fila enorme de carros, todo mundo esperando sua vez para ser abençoado. Os fiéis enfeitam seus carros, deixando-os todo ornados com flores e enfeites. Em frente a Basilica existe uma feira exclusiva para esses adereços e itens religiosos. Os carros são abençoados um a um. O padre joga água benta na parte externa e nos bancos do carro, no motor e nas rodas. Depois é a hora do dono do carro e de sua família serem abençoados, seguindo de uma foto com família, carro e padre – todo mundo junto. O ritual pode ser finalizado estourando champagne ou cerveja e com fogos de artifício. É muito loucoooooo... Quando cheguei na cidade, vi alguns carros circulando com adereços e pensei que seria em decorrência do ano novo, mas não, faz parte da cultura da cidade.🤩 Fechei o dia assistindo ao por do sol. É surpreendente. Não sei se você é assim, mas eu sempre acho tudo tão máximo, ter a oportunidade de estar fora da minha zona de conforto, apreendendo, vivendo e experimentando, é magnifico.

GOPR1570.JPG

GOPR1590.JPG

GOPR1606_1546361382014_high.JPG

GOPR1612.JPG

GOPR1620.JPG

GOPR1631.JPG

IMG_20190101_093559490.jpg

IMG_20190101_101201825_HDR.jpg

IMG_20190101_101938017.jpg

IMG_20190101_110016017.jpg

IMG_20190101_110408441_HDR.jpg

IMG_20190101_135339835.jpg

IMG_20190101_145808421.jpg

IMG_20190101_150924945_HDR.jpg

IMG_20190101_154044634.jpg

IMG_20190101_190232246.jpg

IMG_20190102_064443144.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dia 11) – 2º de janeiro – 🚣‍♀️ Segui para o pier, já que o barco partiria as 8;30. Se você chegar cedo, pode sentar na parte de baixo (fechada), ou ir em cima (esteja preparado para o frio/vento). De manhã estava muito frio, as pessoas queriam se aglomerar na parte de baixo, mas não podia. Houve um leve tumulto, mas ai decidiram ficar la em cima mesmo. Ai assim, eu, Fernanda, vou dizer o que achei desse passeio: UMA BOSTA 😠. A embarcação vai a 20km por hora😡. Demorou 2 horas até avistarmos a Isla de Sol... O Guia explicou que quem quisesse conhecer bem essa ilha deveria desembarcar ali, pois seguiria para a Isla de la Luna , ficaria um pouco la e depois retornaria para a Isla do Sol. Muita gente ficou brava, pois havia se tocado que a maior parte do “passeio”, seria dentro do barco e muito pouco tempo para desfrutar da Ilha.... Basicamente metade desceu, resolvi seguir para a 2º iLha... levaram 45 minutos até la... e assim que chega você tem 1 hora livre para percorrer. Absurdo, é pouquíssimo tempo para percorrer, mas enfim... ou isso, ou você ficava para trás.... Sem contar que ainda te cobram mais 10 bs ao desembraçar. Existem famílias vendendo artesanato e comida.... O lugar é massa, tem uma vista bonita, mas eu já estava irritada, não gosto de fazer nada correndo, mesmo assim, fui até o Templo de las Virgenes, que foi uma espécie de convento do império Inca e o mirante... Haja perna e fôlego.... Embarcamos e mais 45 min até a Isla del Sol... Agora é que alguns ficaram bravos mesmo... Parece que o povoado dessa ilha andou brigando .. a parte norte com a sul... e as embarcações chegam apenas no lado SUL. Nenhuma agência leva ao lado norte, e não recomenda que você vá até la, porém, em relatos antigos, você acaba descobrindo que as coisas mais top dessa ilha estão do lado norte... e não é que assim que chegando próximo a Isla, o capitão desligou o barco e disse que quem queria descer na parte norte, poderia faze-lo, e depois de 3 horas deveria estar na parte sul para voltar para Copacabana;;;;; Mas pensa um povo que ficou bravo... Se ele tivesse dito já no começou, ou na primeira parada, algumas pessoas estavam dispostas a fazer a trilha NORTE > SUL, no entanto, 3 horas apenas eram insuficientes... Tinha uma brasileiro que não se conformava, já que dizia que era um dos sonhos dele, coitado. Não tinha quem não tivesse revoltado.. Pensa... sair 8:30 da manha, chegar as 16:30h e desfrutar de míseras 4 horas de passeio ? Quando retornamos para a Isla Del Sol, eu nem quis fazer absolutamente nada, a não ser almoçar.🐟 Sentei com calma, respirei fundo e curti o momento tomando uma coca cola gelada. Quem resolveu se aventurar pela ilha, não teve tempo de almoçar. Agora a dica: Quando for fecharem esse passeio vocês perguntam se tem opção mais rápida de ir / voltar. Talvez pagando mais.... Quando vão te vender o passeio dizem sai as 8:30 volta as 16:30.. Bah, tu acha mega barato... mas no fim das contas, sai muito caro. Dia perdido, porém, tudo vale como aprendizado e experiência. Na volta, comprei alguns aperitivos e fiz cambio para moeda peruana e já era hora de embarcar rumo a realização de um sonho de vida.

 

Alguns minutos após a saída do ônibus, você tem que descer na imigração Boliviana, preencher uma ficha.... o Processo é rápido, o ruim é que todos os ônibus saem na mesma hora então a fila era desumana... Mas enfim.... Saindo de lá, você cruza a fronteira andando, mas obrigatoriamente tem que parar na imigração Peruana.... Todo esse processo demorou cerca de 2 horas, mas o problema foram as longas filas mesmo. Um policial escolta pequenos grupos até seus ônibus, e permite que você suba após conferir a documentação e seu visto. Tudo certo... tomei um dramim e dormi feito um anjo. O ônibus fez uma parada de 45 minutos em Puno (rodoviária TOP, super limpa), procurei lugar para tomar um café, e do nada apareceu uma argentino que estava do meu lado dizendo que eu tinha que trocar a passagem. Gente... até agora eu não sei o que aconteceu... estava sobre o efeito do remédio, mas sim, todos os passageiros trocaram suas passagens que a principio foram preenchidas a mão, por impressas (que já estavam a nossa espera). Não sei a razão disso... Mas na hora de embarcar, o motorista chamou 1 por um, entramos sem nenhum problema. Loucura ou Cultura? 😂😂 Dormi a viagem inteira.

IMG_20190102_111811901.jpg

IMG_20190102_112639580.jpg

IMG_20190102_115449944.jpg

IMG_20190102_125945836.jpg

IMG_20190102_130903222.jpg

DSC_0295.JPG

DSC_0298.JPG

DSC_0299.JPG

DSC_0302.JPG

DSC_0308.JPG

DSC_0311.JPG

DSC_0312.JPG

DSC_0317.JPG

IMG_20190102_185143073.jpg

IMG_20190102_213921483.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dia 12) 3 de janeiro, cheguei em Cusco por volta das 6:30, peguei um táxi por 10 soles em direção ao Hostel. Aqui tive um perrengue... O hostel estava sendo vendido, o ex dono deixou na mão de moradores fixo até que o novo proprietário tomasse conta. Isso só descobri depois de ficar quase 1 hora procurando o lugar (que não tinha placa, nem campainha, e quando ligava, caia em outro hostel). Pensei que tivesse tomado um cano, estava quase indo procurar outro lugar p ficar até que abriram a porta. Ninguem sabia da minha reserva, valor, nada. Eu que disse a quantidade e valor, acreditam ? O lugar estava limpinho, mas, era um transtorno toda vez que tinha que voltar. Era contar com a sorte de algum hospede ou morador abrir a porta. Enfim..... Deixei a mochila, tomei um banho e fui andar pela cidade, que mimoooooo. Aqui do Brasil já havia contatado uma pessoa para fazer os passeios, e fui ao seu encontro no lugar que disse ser sua agencia.... Para minha surpresa a agencia existia, mas a pessoa não, era como se ele fosse um agente comissionado.... Então resolvi escutar minha intuição e procurar por outra companhia. Andei bastante, os preços são praticamente os mesmos. Fiz cambio, onde R$ 1,00 equivalia a 0,70 de soles. Então fechei o transporte ida volta até a hidrelétrica + entrada Machu Piccho + Montanha colorida, por 490 soles. Essa agencia e mais um monte, inclusive casas de cambio fica na Avenida El Sol..... Ao final dela, do lado direito, encontrei um mercado de artesanatos, com coisas baratíssimas, cujo preços eram bem inferiores ao da Bolívia, sendo os produtos similares, descendo mais um pouco, você atravessa a rua e tem mais uma galeria enorme, lotada de artesanatos. Fiz festa !!!!! Começou a chover tanto que voltei para o hostel, encarei uma macarronada !.

GOPR1702_1546913982472_high.JPG

IMG_20190103_064733507.jpg

IMG_20190103_072156158.jpg

IMG_20190103_073852631_HDR.jpg

IMG_20190103_101248326.jpg

IMG_20190103_101500309.jpg

IMG_20190103_101514314.jpg

IMG_20190103_102538858_HDR.jpg

IMG_20190103_102710241.jpg

IMG_20190103_104159530.jpg

IMG_20190103_104436422.jpg

IMG_20190103_105808583.jpg

IMG_20190103_153148676_HDR.jpg

IMG_20190103_154120401_HDR.jpg

IMG_20190103_161448224.jpg

IMG_20190103_174634484.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dia 13) 4 de janeiro.... Tinha que estar na praça central as 6 da manhã, haviam várias pessoas aparentemente esperando. Aos poucos, os guias chegavam, gritavam por seus nomes e a praça ia esvaziando... para variar, eu achei que estaria esquecida né..... Eram quase 7 horas quando um cara apareceu correndo me procurando, UFAAAAA, embarquei em uma vãn e lá fomos, seriam quase 7 horas de viagem. O motorista corria muito, muito mesmo.... e inclusive algumas pessoas pediram para que diminuísse a velocidade, mas ele não escutou, retrucando que dirigia aquele trecho a 10 anos e nunca havia se acidentado. Gente... parte da estrada só passa 1 carro por vez, quase como a estrada da morte... Eu estava bem na frente, vou dizer que fiquei tensa o tempo inteiro, horrível, haviam muitas curvas, e o cara ia com tudo, por algumas vezes quase bateu... mas graças a Deus, cheguei viva.... Ao chegar na hidrelétrica, um almoço nos esperava. Fomos orientados quanto a pegar o trem ou fazer a trilha. Minha opção era a Economic, ou seja: TRILHA.... Sinceramente, eu estava extremamente pilhada e ansiosa. Angustiada para chegar logo e coisarada. Fazia muito sol e calor. Depois do almoço, aquela ida básica ao banheiro. Detalhe.. só tem um para mulher e 1 para homem... pensa a fila.. e pensa as pessoas batendo na porta querendo entrar... hahahaha Isso que ainda é pago.... Enfim.... Havia deixado o mochilão no hostel em Cusco e trouxe o necessário para dois dias, mesmo assim, pesa.... Você vai seguindo a linha do trem, no começo sai um grupo grande, mas com o passar do tempo, alguns vão ficando para trás. Entre trilho, pedras, barro, poças d´agua, você vai se aventurando, sonhando, entrando naquele clima enigmático de MP.... Eu só queria chegar logo !!! Quando cheguei da cidade parei um pouco, meus pés estavam doendo d+, fiz a trilha com uma bota, não sugiro a menos que seja extremamente confortável. Sabendo do problema do meu joelho, deveria ter ido de tenis. Como não é piso liso, é inevitável sentir dor, já que não esta acostumado, enfim, cheguei e fui direto a praça principal... Vocês não tem noção da atmosfera que é aquilo lá, coisa lindaaaaaaaaaa.... mas eu estava exausta, sabia que precisava urgente de um banho para me recompor.... Ai é que veio a outra parte trash..... Todo mundo que chega caminhando, vai em direção a praça esperar ser chamado para ser levado ao seu hotel/hostel ou no meu caso, entregarem o ingresso para MP. E adivinhem só ???????? Cheguei la as 17h e as 19 ninguém havia mencionado meu nome. Genteeeeeeeeee, eu tentei ficar calma, a pior hipótese era ter que comprar uma nova entrada a MP, já que o hostel estava reservado pelo booking. Tinha mais 2 brasileiros na mesma situação.... e estavam tentando me ajudar. Estava sentindo uma dor surreal nos pés. Até então fiquei sentada esperando, enquanto os meninos tentavam resolver. Foi ai que resolvi ir até um desses guias e pedi para ligarem na agencia de cusco.... BINGOOOOO, haviam esquecido de contatar o guia local. Problema resolvido.... Eu deveria ter pensado nisso antes, mas jurava que os meninos já tinham pensado nessa alternativa... Enfim.... Ir para o Hostel ? NAOOOOOO.. como havia demorado muito, os demais turistas já tinham tomado banho e voltariam em meia hora para janta , então, não dava tempo de eu tomar um banho. Vocês não podem imaginar uma pessoa bravaaaaaaaaaaaaaaaa.... Tadinho do guia.... mas eu tava tão P da vida que acabei descontando nele, que só queria o ingresso para ir p hostel, não queria jantar... só queria deitar... mas ele disse quer era durante a janta que imprimia os ingressos e entregaria para todos juntos. Aproveitei para comprar o transporte de onibus até MP. Ida e volta equivalem a R$ 100,00. Isso mesmo, cumulo de caro, sendo que o trajeto demora 20 minutos. Conclusão, ele nos levou ao restaurante.... jantamos, e cheguei no hostel as 23 horas. Ainda bem que tinha um chuveiro maravilhosoooooooo. Dividi o quarto com mais 3 brasileiros. Ah, quanto ao meu pé, havia saído uma bolha.... Ta ai o motivo do tamanho desconforto... O rio passava por de trás do Hostel a impressão é que chovera a noite toda... Só fui descobri isso de manhã.

IMG_20190104_092941644.jpg

IMG_20190104_131920717.jpg

IMG_20190104_144900969.jpg

IMG_20190104_145356468_HDR.jpg

IMG_20190104_162223594_HDR.jpg

IMG_20190104_163644731_HDR.jpg

IMG_20190104_163900254_BURST000_COVER_TOP.jpg

IMG_20190104_171059615_HDR.jpg

IMG_20190104_171818502.jpg

IMG_20190104_185044771.jpg

IMG_20190104_191220843.jpg

IMG_20190106_035336120.jpg

IMG_20190104_152827274_HDR.jpg

IMG_20190104_163644731_HDR.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 07/02/2019 em 20:14, MBHansen disse:

Oi Fernanda.

Tudo bem?

Essa viagem é demais! Fui pra Bolívia em outro/ 2014. Eu só tinha 9 dias e estava grávida. Acabei não arriscando indo pra La Paz. 

E pra Machu Picchu fui em maio/ 2013. Incrível tudo por lá tbm!

Sou de Timbó/SC e ficarei acompanhando seu relato e, matando as saudades 😍

Só um toque. Você tem mencionado direto a moeda soles lá na Bolívia. Soles é no Peru. Na Bolívia é bolivianos. 😋

Abraços

 

Verdade, confundi na hora do relato e lá tbm hahahahaha. Abraçooo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 08/02/2019 em 11:53, Claudia Gondim disse:

Puxa! Que legal seu relato. Adorei...

Pensa numa pessoa que tem muita vontade e na mesma proporção muito medo..

Vc foi sozinha?

Ao final quabto ficou esta viagem?

Claudia... Calculo que tenha gasto em torno de R$ 6500,00, porém, com "mimos" inclusos. Quanto ao medo, vai com ele mesmo... Essa viagem ainda foi "fácil".. as 2 vezes que fui p Europa estava sozinha também.... No final, sempre dá certo... se precisar de alguma coisa, ou incentivo, conte comigo.

IMG_20181227_092834954.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 13/02/2019 em 10:14, Dan Wollker disse:

gostei demais.. mais soles é a moeda do peru correto ?

Corretíssimo.... na ânsia de escrever rápido.... troquei as moedas e assassinei o português 😂🙄

Abraços

  • kkkkkkk 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, Fernanda Figueiredo SC disse:

Corretíssimo.... na ânsia de escrever rápido.... troquei as moedas e assassinei o português 😂🙄

Abraços

não vejo a hora de fazer esse mochilão, peru e bolivia.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por Jeanjcfm1
      E aeee Mochileiros.... passagens compradas.... abaixo um rascunho do meu roteiro e as cidades que irei passar. Vou com pouco dinheiro mas com muita disposição... 

      12/03 - Chego em CUSCO. 
      16/03 - Ica ( Huacachina)
      17/03 - Paracas
      20/03 - LIma ( Direto para Huaraz) 
      20/03 - Huaraz
      23/03 - Lima
      26/03 - Brasil

      Aceito dicas de hostels, agências e passeios.... se tiverem algum grupo no Whatzaap, me adicionem  027997203920


       
    • Por omariomadureira
      Fala mochileiros!
      Estou montando o roteiro do meu primeiro mochilão, o clássico, Bolívia-Chile-Peru. Indo em abril (inclusive, quem quiser se juntar, só chamar no inbox!)
      Estou pesquisando o trajeto por ônibus e vi que a maioria dos relatos, o pessoal resolveu ir para Corumbá (MT), pegar um taxi até Puerto Quijaro (BO) e de lá pegar um ônibus ou trem para Santa Cruz (BO). No entanto, vi que tem um ônibus em Sampa que vai direto pra Santa Cruz, através da cia 'La Preferida'. Alguém já foi pra lá com essa cia? Já fizeram esse trajeto de outra forma?
    • Por carloshenriq94
      E então galera, beleza?
      De começo já vou informar que essa viagem foi realizada em Junho de 2017. SIM, 2017!
      Porém fiquei de fazer o relato e sempre enrolava, enrolava e agora estou com tempo e consigo fazer .. a viagem foi tão f*d que até hoje eu não consigo esquecer NENHUMA parte dela e vou passar minha experiência para todos vocês! (exceto a maioria dos gastos L)
      A minha viagem foi inspirada no relato do @RodrigoVix, com algumas alterações .. desde já agradeço @rodrigovix, seu relato foi inspirador e espero conseguir passar para outras pessoas também a minha experiência e dicas.
       
      ROTEIRO
       
      Rota “famosinha” aqui no site, fiz o mochilão entre 3 países, iniciando em Santa Cruz de La Sierra (BOLÍVIA), logo depois  Atacama (CHILE), Peru e depois voltando à Bolívia.
      Tem pessoas que preferem o inverso, porém, pesquisando prós e contras, preferi dessa forma e foi TOP!
      13/05 - Rio de Janeiro x São Paulo x Santa Cruz de La Sierra x Sucre
      14/05 - Sucre x Uyuni
      14/05, 15/05 e 16/05 – Salar de Uyuni
      17/05, 18/05 e 19/05 – Atacama
      20/05 – Atacama x Arica x Tacna
      21/05 – Tacna x  Arequipa
      22/05 – Arequipa
      23/05 – Arequipa x Ica x Huacachina
      24/05 / Huacachina x Ica x Cusco
      25/05, 26/07 – Cusco
      27/05 – Cusco x Águas Calientes
      28/05 – Águas Calientes
      29/05 – Águas Calientes x Cusco x Puno
      31/05 – Puno x Copacabana
      01/06 – Copacabana
      02/06 – Copacabana x La Paz
      03/06 – La Paz
      04/06 – La Paz x Santa Cruz de La Sierra x São Paulo x Rio de Janeiro
       
      O QUE LEVEI ?
       
      Fui com uma mochila de 45L qualquer, deu bastante coisa galera!
      Levei também uma mochila pequena, que serviu para usar em passeios rápidos, etc. (INDICO)
      Não lembro o número exato de camisas, tênis, etc. Mas levei o suficiente! Tente levar o máximo possível, NÃO ESQUEÇA CASACO (de preferência impermeável)!
      Antes de ir passei na farmácia e comprei MUITO REMÉDIO, e usei apenas 1, sério, gastei mais de R$ 100,00 em remédios, etc e usei nem 10%. Porém compraria novamente, uma viagem dessas pode haver diversos acontecimentos e se precisasse de algum remédio, já estaria na mão.
      Levei também uma pasta que serviu para guardar todos os meus documentos (Cartões de embarque, ingressos Machu picchu + huayna, cartão internacional de vacinação, seguro viagem e serviu para guardar todos os papéis de imigrações, entre outras coisas) .. INDISPENSÁVEL!
       
      PREPARATIVOS PARA A VIAGEM
       
      Bem, era +/- janeiro daquele ano, minhas férias estavam marcadas para maio e a meta seria viajar .. logo depois me questionei .. “viajar pra onde?”, “sozinho?” . Foi aí que eu comecei a procurar destinos na América do Sul .. encontrei um lugar chamado PUCÓN, fica no Chile, MEU DEUS! TOP DEMAIS! Decidi que iria para Pucón, comecei a ver passagens, relatos de viagens, entre outras coisas e tinha decido: VOU SOZINHO MERMO!
      Até que .. conversando com o Pietro, um amigo do trabalho, vi que ele iria tirar férias na mesma época e decidimos juntar idéias e mochilar juntos .. Falei de Pucon para ele e ele curtiu, mas vi que não levou muita fé .. depois de um tempo ele veio com papo de ROTA DAS EMOÇÕES, no nordeste .. NÃO! QUERIA IR PARA A AMÉRICA DO SUL, ele tentou ainda me enviar orçamentos, entre outras coisas, prontamente negado, estava centrado em mochilar ..  hahahaha
      Até que navegando pelo mochileiros, vi o relato do @rodrigovix, sobre a viagem Bolívia x Chile x Peru, foi amor à primeira vista por esse roteiro, logo mostrei para o Pietro e ele curtiu a idéia, estava aí a viagem marcada e destino definido.
      Fizemos que nem o Rodrigo e garantimos somente algumas coisas antecipadas:
      ·         Passagens aéreas BRASIL X BOLÍVIA X BRASIL (R$ 1.119,00) e Santa Cruz de La Sierra x Sucre ($ 30)
      ·         Seguro Viagem Assist-Med 24 dias (peguei com um desconto de 30% na época) – R$ 189,71
      ·         Machu Picchu + Huayna – +/- $90
      ·         Ônibus Sucre x Uyuni - $15
      O resto foi na marra e ficaria para acertar na hora mesmo! (melhor coisa que fizemos)
      Sobre o cartão de vacinação: Como na época teve surto de febre amarela aqui no Rio de Janeiro, foi HORRÍVEL de conseguir uma vaga, eu consegui a ÚLTIMA vacina do dia que eu fui (tinha sido a 3ª tentativa), isso mostrando passagem comprada, entre outras coisas.
      Pietro não teve essa sorte, tentou tomar e não conseguiu, FOI NA CARA E NA CORAGEM SEM O CERTIFICADO e deu sorte, não pediram em nenhum momento.
    • Por joshilton
      Se você tivesse que escolher ir ao Titicaca, Qual lado você iria ? Bolívia ou Peru ?
      Meu tempo é extra curto, terei de escolher e quero a opinião de quem já foi nos 2 lados, me ajudem.


×
×
  • Criar Novo...