Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

alexandresfcpg

CINGAPURA, MALÁSIA E TAILÂNDIA + 2 STOPOVERS EM PEQUIM E FRANKFURT (OUT/NOV - 2018) - Histórias, fotos, gastos, vídeos... sem jet lag e com inglês ruim

Posts Recomendados

DIA 15 - 01/11 - Chiang Mai / Chiang Rai / Chiang Mai

 

Eram 7h30 e pontualmente vieram me buscar para o tour de Chiang Rai, na van conheci um casal brasileiro que mora na Austrália, e logo partimos, o guia se apresentou dizendo para chamarmos ele de "O", de Ok, e por sinal foi um guia muito bom.
A primeira parada foi num lugar chamado Hot Springs, uma espécie de fonte termal de água quente que fica jorrando água como se fosse uma fonte, fui meter o zé graça e encostar o dedo e quase queimei minha mão, era muito, muito quente, tanto que tinha uma panelinha com ovos dentro que deixaram pra cozinhar kkkk. Aproveitei a parada e fui num 7-Eleven ao lado para comprar um café da manhã (uma bolacha, uma coca e um sanduíche).
De lá saímos e aí sim chegaríamos em Chiang Rai, fica há umas 2h de Chiang Mai (já está dando bug no meu cérebro escrever tantos "Chiangs", a partir de agora vou chamar de CR e CM) e a primeira parada é no famoso templo branco, que na verdade não é um templo, e sim uma construção feita por um arquiteto renomado de lá (tem até uma foto do cara na entrada) simplesmente para servir de atração turística, e que ainda está em construção até hoje. Mas isso não fazia do lugar menos incrível, até os banheiros eram um luxo só, tudo dourado. Lá dentro não é permitido tirar fotos, mas sinceramente nem precisa, porque é bem fraquinho, é um salão bem pequeno e um buda, só, o show é a parte externa.
Almoçamos num restaurante ali próximo (era incluso no tour), um buffet sinceramente bem fraquinho, tinha bem poucas opções, e pra beber tinha uns sucos estranhos, um era de uma flor chamada roselle, parece um pouco com groselha, o outro de uma planta, enfim, mas deu pra matar a fome.
Depois fomos para o templo azul, bem mais ao norte de CR, lá ficamos por 20 minutos, o lugar é fantástico, pensa num templo totalmente azul por dentro e um enorme buda branco, que baita contrate.
A próxima parada foi no museu negro, ou black house, trata-se de um museu, estúdio e também casa de um artista chamado Thawan Duchanee. O lugar é repleto de restos de animais: chifres que viram pernas de cadeiras, peles que viram forro e assentos, animais empalhados, um monte de construções estranhas, e todas pretas por fora (daí o nome). Sinceramente, não entendi muito bem a proposta do lugar, e talvez tenha sido o lugar mais "freak" que já visite até hoje. Eu particularmente não incluiria esse lugar em um roteiro, mas fazia parte do pacote, e pra piorar foi onde mais ficamos: 40 minutos.
De lá seguimos até a Karen Village, onde ficavam as mulheres "long neck", ou mulheres girafas como conhecemos. Elas são de um povo que veio de Myanmar e se instalou no norte da Tailândia, existem várias vilas dessas. Basicamente é um lugar cheio de barracas onde elas vendem os seus artesanatos e posam para as pessoas tirarem fotos, inclusive existem crianças que usam as argolas. Segundo o guia, essa tradição começou porque os homens saíam pra trabalhar e as mulheres e crianças ficavam sozinhas, e acabavam sendo atacadas por tigres, e o padrão de ataque deles e pular no pescoço, nos pulsos e tornozelos, por isso decidiram colocar essas argolas nesses lugares para proteger as mulheres e crianças. Bom, o fato é que é bizarro demais, e além disso você percebe claramente o olhar meio triste delas, afinal ali é um verdadeiro circo humano, achei bem triste o passeio, acabei até comprando um artesanato pra dar uma ajuda.
A volta pra CM foi longa, 4h de estrada (tínhamos ido pra fora de CR), chegamos umas 19h30, só fui jantar (no mesmo lugar de sempre) e aproveitei para fechar já um hostel em Pai e descansar, pois no dia seguinte seria a vez do tour dos elefantes, um dos momentos pelos quais eu mais aguardava na viagem.

 

IMG_20181101_092822.thumb.jpg.39644ac64ac10e1b129736cedf729d66.jpg

Hot Springs

IMG_20181101_093117.thumb.jpg.5b8cbaea1f6d4758423d5d4a3e4f0e33.jpg

IMG_20181101_112918.thumb.jpg.624c2b8ead210e61ba2ff5149bbc5e9f.jpg

Templo Branco

IMG_20181101_113434.thumb.jpg.7c4c6bd3b3f68525257802904832a00c.jpg

Isso são os banheiros

IMG_20181101_113849.thumb.jpg.e724982e8c995ed17a5372c303c23236.jpg

IMG_20181101_114147.thumb.jpg.72bc3b6d1180442051c9699985bc49b6.jpg

IMG_20181101_114247.thumb.jpg.76388582ae6987d063a414c1c4e9067f.jpg

IMG_20181101_114329.thumb.jpg.40372a2ebe0da0c73586e99a1ec3c53f.jpg

IMG_20181101_114510.thumb.jpg.5aeca91d31c8c873e16ba33cf34f29b5.jpg

IMG_20181101_114834.thumb.jpg.9183136e320984f53ef2ec78adb78051.jpg

Foto escondida do interior

IMG_20181101_115121.thumb.jpg.45e3d59c0960f13475d9b60404dd56c9.jpg

IMG_20181101_115155.thumb.jpg.3ee3156b80bb0163bc4b2a1f5706c5ed.jpg

IMG_20181101_115818.thumb.jpg.8bbc2bfed443e59edf7d92b119662028.jpg

IMG_20181101_120102.thumb.jpg.aa71248200549b5dfe32eb67b403b642.jpg

IMG_20181101_120111.thumb.jpg.4589ecb3b3f856e137c1129c5d0eaed3.jpg

IMG_20181101_133005.thumb.jpg.1c4a5ae5a0a6b6a3634c82fb22b85ed4.jpg

Templo azul

IMG_20181101_133445.thumb.jpg.c2096fff0bf6bef00e095d54b9b6824b.jpg

IMG_20181101_133706.thumb.jpg.73c5755792305f0bf68d56fa6ce36538.jpg

IMG_20181101_134252.thumb.jpg.baa0988d02fbb6c29f9476df87e3e100.jpg

IMG_20181101_134453.thumb.jpg.2b0cda3d480e7291359afaeb0eb20a9d.jpg

IMG_20181101_134544.thumb.jpg.91e670efe8f906db1accac9c42573083.jpg

IMG_20181101_134753.thumb.jpg.f6225ccc3ab69db14c59c7607877f7ae.jpg

IMG_20181101_134910.thumb.jpg.5439b30010277d29777ac11b6453d0f4.jpg

IMG_20181101_135250.thumb.jpg.ab6f9aab42d8aa6f59be1449c2a944b2.jpg

IMG_20181101_141703.thumb.jpg.3383abbb3404325c459ead047caaed35.jpg

Black House

IMG_20181101_142300.thumb.jpg.838b17145727b1b573f771bf19c46ceb.jpg

IMG_20181101_142455.thumb.jpg.2f32dc0b8934ee92aa92eb7c50df7dfd.jpg

IMG_20181101_143019.thumb.jpg.cdaa52368e039c9437870533425a920a.jpg

IMG_20181101_143103.thumb.jpg.c16a998a90db0157ea4c91688a89fedf.jpg

IMG_20181101_143201.thumb.jpg.63c630f37c57abc44d4a7534f6a405a9.jpg

IMG_20181101_143325.thumb.jpg.0455e78b44740e889ca5eeffe1828820.jpg

IMG_20181101_143523.thumb.jpg.79da3381e62a1a4e389032f374912514.jpg

IMG_20181101_144212.thumb.jpg.51f9882f55b7778acbbfa8e61031fa91.jpg

IMG_20181101_151358.thumb.jpg.350102e4005f0621507c3c3e87bfba35.jpg

Karen Village

IMG_20181101_151522.thumb.jpg.a37a851bea26de9454c3cb451437b037.jpg

IMG_20181101_152044.thumb.jpg.b06af5f33a0bc15403cb12f1e95ac204.jpg

IMG_20181101_152115.thumb.jpg.bff5369748a272e7f65aea1474948f38.jpg

Pensa num troço pesado!

IMG_20181101_152252.thumb.jpg.c22ca752f2103a2058f15cd2f6585bf8.jpg

IMG_20181101_152340.thumb.jpg.5ed2fd915c90fee639e37ea8a09fce2d.jpg

IMG_20181101_152429.thumb.jpg.fdb12ae0fee824e3c1486a15375d4ec7.jpg

IMG_20181101_153034.thumb.jpg.12bcd9da14c3c3da6e88a07c6f3475d7.jpg

 

GASTOS DO DIA

 

Café da manhã (7 eleven) = THB 51,00
Lembrança na aldeia = THB 200,00
Salgadinho = THB 25,00
Jantar = THB 35,00
Coca = THB 12,00
Chocolate = THB 10,00

 

TOTAL = THB 333,00

 

Continua...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 16 - 02/11 - Chiang Mai

 

Chegou um dos dias que mais aguardei na viagem: o dia do tour dos elefantes. Acordei cedo e fiquei aguardando me buscarem na entrada do hostel, enquanto isso aproveitei e conversei com o Peter sobre transporte para Pai, para onde eu iria no outro dia, ele tinha o contato de uma van, ligou e reservou para mim, paguei para ele e ele me deu um recibo.
O tour atrasou um pouquinho mas logo chegou uma SUV e uma moça bem nova (parecia até uma criança) chegou e chamou meu nome (ou tentou kkkk), era a guia do passeio, entrei no carro e só havia uma moça que falava inglês, até que descobri que ela era brasileira também, o nome dela era Amanda, ela morava perto de Nova York. A guia se chamava Pam, seguímos viagem e logo ela parou no caminho para pegar outra moça, era a outra guia, chamava-se Boo (tão jovem quanto ela) e ela morava no meio da selva, ela ia de moto até aquele ponto de encontro e seguia no carro com a Pam. 
O lugar é afastado de Chiang Mai, a viagem leva umas 2h mais ou menos, e durante o percurso a Pam vai dando algumas explicações rápidas. Quando chegamos, a primeira coisa que fizemos foi colocar a roupa do parque, pois segundo a Pam, ajuda os animais a se familiarizarem com a gente. É uma blusa toda colorida e uma calça preta, e depois de trocados fomos para a área dos elefantes.
Primeiro ela nos deu uma cesta cheia de bananas e pediu para tirar dos cachos e lavar no rio (pensa numa água gelada), logo chegou o primeiro elefante, era um filhote de 7 anos, mas ele não estava muito afim de ideia, a guia disse que ele perdeu a mãe recentemente e estava triste, e uma coisa que achei bacana é que eles não forçaram o animal a vir interagir, deixaram ele ir pro rio e se banhar, um funcionário só acompanhava ele sem sequer encostar no elefante, a guia pediu compreensão e disse que logo viria outro.
Não demorou e veio outro, todo alegre correndo, pegávamos as bananas e íamos colocando na boca dele, depois chegaram os outros e aí virou festa. A guia ensinava a colocar as bananas escondidas para trás e eles nos "abraçavam" com a tromba para pegar. Fizemos muitas fotos e depois de alimentá-los, fomos caminhar com eles até o "spa" de lama, e lógico, entraríamos na lama, só que na hora que fui entrar pisei em falso e torci o pé direito, sentei com um pouco de dor mas logo passou. Na boa, pensa num troço gostoso, tava meio morninha, nem dava vontade de sair, eu e a Amanda estávamos nos divertindo naquilo, e os elefantes se divertiam, rolavam de um lado para o outro e nós jogávamos lama sobre eles, foi muito legal. A guia explicou que a lama tem a função de proteger a pele deles (que é muito sensível) do sol e também de refrescar eles.
De lá fomos para o rio (esse de água mesmo) para dar banho neles. A água tava trincando de gelada e os funcionários da fazenda jogavam água na gente para nos "adaptarmos" melhor (claro que rachavam o bico da gente), ficamos um bom tempo lá jogando água naqueles bichões, que de vez em quando trombavam na gente, nos derrubando na água.
Terminada a missão, fomos almoçar, era uma comida feita por eles, estava enrolada numa trouxinha feita com folha de bananeira, quando abrimos era um pad thai, estava delicioso, tinha também melancias cortadas e uma tipo de docinho bem gostoso e umas bolachas. Ah, no começo do tour ganhamos uma garrafa de água cada um (aliás, pratica comum nos tour pela Tailândia, como verão mais adiante). Enquanto almoçávamos, a Pam foi editando no notebook as fotos que ela ia fazendo durante as atividades (se quiser pode tirar fotos com seu celular ou câmera, mas pela lama e sujeira, deixamos nossos equipamentos guardados) e nos entregou um CD.
Após o almoço, a última atividade com os elefantes seria fazer uma vitamina pra eles. Nos deram bananas, tamarindos e uma espécie de rapadura que eles usam, eram uns quadrados bem pequenos (experimentei um e era muito gostoso, não tão doce quanto a nossa), descascamos as bananas, amassamos e misturamos com a rapadura e o tamarindo, formando uma pasta, fazíamos bolas com aquilo e colocávamos na língua dos bichos, eles adoravam aquilo, no final ainda dão as cascas das bananas também para eles.
Encerrada a atividade, fomos para o carro e de lá seguimos para uma cachoeira, não era muito longe, paramos o carro e caminhamos um pouco até ela, era muito bonita mas tinha muita força, só de se aproximar já dava pra sentir o quanto era forte a queda, até tentei me arriscar a entrar, mas escorreguei em uma pedra e cai de bunda, provocando risos gerais (primeiro perguntaram se eu estava bem antes de caírem na risada). Acabei não arriscando entrar nela, estava meio perigoso (já havia torcido o pé na lama e não quis arriscar terminar de ferrar ele numa pedra lisa), só me molhei na água e voltei, ficamos eu, a Amanda e a Boo (que nos acompanhou até lá) conversando um pouco, ela ficou mostrando umas pulseiras e chaveiros que a filha dela faz (ficamos em choque quando ela disse que tinha uma filha de 17 anos ::ahhhh::::ahhhh::::ahhhh::), acabei pegando uma pulseira e a Amanda um chaveiro.
Devolvemos as roupas e seguimos de volta para o hostel, no caminho deixamos a Boo no mesmo ponto onde ela entrou e logo chegamos em Chiang Mai, fui deixado primeiro, me despedi delas e fui para o hostel (eles não entram na rua, costumam parar na esquina pois a rua é bem estreita). Para resumir tudo, o passeio foi sensacional, as guais são super simpáticas e atenciosas, falam muito bem inglês, a estrutura do parque é ótima, é perceptível que os animais são bem tratados, os funcionários guiam os animais sem precisar bater ou sequer encostar neles, vale muito a pena, compensou cada centavo.
Enquanto caminhava até o hostel, meu pé começou a doer muito, foi da hora em que eu torci ele, subi as escadas com muito sacrifício, tomei banho, um Torsilax que eu tinha levado e deitei um pouco (ainda eram umas 17h), achei que iria ter que usar o seguro-viagem indo pro hospital, pois tava muito, muito dolorido. 
Por sorte, acordei sem dor, levantei e saí para comer algo, fui no restaurante de sempre, mas nesse dia não tinha mais pad thai, pedi um prato lá qualquer, e segui rumo ao Night Bazar, no caminho vi algumas casas de câmbio, havia piorado em relação ao que havia visto, mas como não sabia o quanto conseguiria em Pai acabei trocando um pouco lá mesmo. Não fiquei até muito tarde, no outro dia acordaria cedo para pegar estrada.

 

IMG_20181102_095739.thumb.jpg.22726b1e069573c89b1bdcfafe3c69f2.jpg

IMG_20181102_102350.thumb.jpg.a84e3f652c0cc7775e073839684f6767.jpg

 

IMG_20181102_103710.thumb.jpg.7d3f5283abfc81657e0e22bd88e0dd48.jpg

IMG_7410.thumb.jpg.1b42dafd8356bcfd0f74ba0fd0233bdc.jpg

IMG_7342.thumb.jpg.228f0d05d36ba85e12904284581d26a0.jpg

IMG_20181102_104917.thumb.jpg.18182ce2dc2d0a1df0707627f5c38fe7.jpg

IMG_7401.thumb.jpg.7e22c3a61fe8831b4e69ef9ed7520638.jpg

IMG_20181102_105633.thumb.jpg.0f65101c1d0c0af45e9dd17fff568989.jpg

IMG_7461.thumb.jpg.7c9db5a4153e9b15134ba801e674f0f4.jpg

IMG_7687.thumb.jpg.ce93fc8850a977e0e9e050e8d1bb4f19.jpg

FB_IMG_1541154801007.thumb.jpg.70b2f20c0f9704562c15319275052856.jpg

IMG_7718.thumb.jpg.4e56a5ef6e810cf784f66baa37f04071.jpg

IMG_7719.thumb.jpg.02b3d7492760eeba84e68ae724d7c3b5.jpg

IMG_7726.thumb.jpg.bbc39d3797d120470981f1920ba068fa.jpg

IMG_7753.thumb.jpg.843668ee44d96f4241a475edd6ad4abb.jpg

IMG_7762.thumb.jpg.4b9a8330b8a7b88b7dbcd5df1efe2b68.jpg

IMG_7769.thumb.jpg.a0f6207a67b7849ced2309aa656ab05f.jpg

IMG_7773.thumb.jpg.fb0f389562b2b61afca588f115dfa47a.jpg

IMG_20181102_113246.thumb.jpg.0794b387078d30681b3e1d7514c73ef8.jpg

IMG_20181102_113306.thumb.jpg.38ee0643e908fa434855513de28733a5.jpg

IMG_20181102_122500.thumb.jpg.f8fbc3a732d7d4e79dc045b05f715f24.jpg

IMG_20181102_123904.thumb.jpg.486718b367b2a3d9369d305d4b882624.jpg

IMG_20181102_125422.thumb.jpg.c6ed3d3a8a68375562428f9a5e352483.jpg

45257883_367069844030435_5771924540988850176_n.thumb.jpg.d2ae18938e91f4a427a35103b591d129.jpg

Da esquerda para a direita: Amanda, Boo, eu e a Pam

IMG_20181102_132821.thumb.jpg.a93bf0f67c0414663f85f211c75becaf.jpg

IMG_20181102_220855.thumb.jpg.422ae3439e6fc051ef38d2c73b734d0e.jpg

Assim é a entrada dos Mc Donalds na Tailândia.

IMG_20181102_224518.thumb.jpg.d729395072b645a5ef0e495fe7723a37.jpg

Sabores estranhos da Lays na Tailândia: sushi, lasanha, lagosta.


GASTOS DO DIA

 

Van para Pai  = THB 190,00
Pulseira = THB 100,00
Jantar = THB 35,00
Coca = THB 12,00
Salgadinho = THB 20,00
Cartões e imã = THB 60,00
Crepe = THB 50,00
Câmbio = US$ 1,00 - THB 32,60
                     US$ 100,00 = THB 3260,00


TOTAL = THB 467,00

 

Continua...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 17 - 03/11 - Chiang Mai / Pai

 

A van ficou de me buscar às 10h, enquanto aguardava resolvi dar uma corrida até um Tesco Lotus que tinha próximo do hostel, é um tipo de loja de conveniência do mesmo estilo do 7-Eleven, fui comprar algo pra comer pois a viagem até Pai levaria umas 3h (levou um pouco mais do que isso no final). Foi o tempo de ir e voltar, pegar uma Coca no hostel (no mercadinho não tinha gelada) e a van chegou no horário marcado, estava lotada e eu fui na frente com o motorista.

No caminho ele fez uma parada num restaurantezinho, ficamos um tempo ali e depois seguimos até Pai, a estrada é tranquila no começo, mas conforme vai subindo a serra começam as curvas. Na parte final dela, é uma coisa de maluco: são ao todo 762 curvas, e quanto mais próximo de Pai mais acentuadas as curvas, eu cheguei completamente zureta em Pai.

A van parou em uma espécie de agência, que depois descobri que chama Terminal Green, e de lá segui em direção ao hostel, ele fica numa estrada há uns 10 minutos de caminhada da cidade. Estava calor e eu ainda estava bastante tonto da viagem, o hostel ficava numa espécie de viela onde tinham outras hospedagem, ele era o último, de cara já gostei do lugar, parecia uma chacarazinha, bastante verde, umas redes, parecia ser um lugar bem tranquilo.

O lugar é administrado por uma família, o dono (esqueci o nome dele), é bem simpático e atencioso, e adora o futebol brasileiro, é muito fã do Zico (se algum flamenguista for pra lá, terá assunto garantido com ele).

Deixei minhas coisas lá e saí pra dar um primeiro peão pela cidade, bem próximo do hostel tinha um pequeno restaurante, tinha um pad thai bem gostoso, já virou meu restaurante preferido por lá, e depois fui a cidade, entrei em alguns templos (sinceramente, todos bem fraquinhos), dei umas caminhadas por lá (a cidade é bem pequena, não tem muito o que ver) e depois voltei pro hostel pra descansar um pouco. Ah, sobre câmbio, só vi uma casa na cidade, estava bem ruim: 32,42 baths por dólar.

A noite fui conhecer a Walking Street, é um conjunto de ruas que após às 18h são fechadas para o trânsito e montam barraquinhas de tudo o que imaginar: comida, bebida, roupas, artesanatos etc. Comi algumas coisas por lá, aproveitei para fechar um tour para o dia seguinte (na Walking Street tem várias agências para fechar passeios) e voltei cedo, umas 22h, até porque essa hora começa a miar um pouco por lá e também porque o tour sairia cedo no outro dia. Aliás, se forem à Walking Street, vão cedo, começa, como disse, umas 18h, e umas 22h, 22h30, mia total.

Na volta, por mais que eu soubesse que a Tailândia é um país seguro, fiquei bastante cabreiro, pois a estrada é erma e um pouco escuro, e tem um grande matagal ao longo de boa parte dela, mas deu tudo certo no final.

Ah, outra coisa sobre Pai, por ser localizada nas montanhas, de noite faz um certo friozinho, pra dormir é uma delícia, e mesmo durante o dia, apesar de fazer calor, não é um calor insuportável, tanto que meu quarto tinha ar condicionado, mas quase não foi ligado, no máximo os ventiladores, e de noite dormia de coberta.

 

IMG_20181103_093316.thumb.jpg.43d6223c12569e5f4c6eae479c88ad9b.jpg

Já sabe, barulho por lá, dá cadeia! 

 

Fiz um vídeo em time lapse de um trecho da estrada, sintam o drama!

IMG_20181103_153808.thumb.jpg.4d40559d2efa3f295023c99e6061db74.jpg

IMG_20181103_153833.thumb.jpg.f583f13be1bd147093c1078073fdc8dd.jpg

IMG_20181103_154145.thumb.jpg.b55e289a4e23e92066878bc157495e36.jpg

IMG_20181103_154610.thumb.jpg.10f7739d4ad3dfe416115944fd774b05.jpg

IMG_20181103_154649.thumb.jpg.32106454df12b2c2871972cf18bb5ee6.jpg

 

Achei que fosse o carro dos ovos de lá ::hahaha::::hahaha::::hahaha::

IMG_20181103_155607.thumb.jpg.af8c26d736e707b111621d79e58cd4d5.jpg

IMG_20181103_155627.thumb.jpg.5a9d843051c2320e91fa4335272ae30e.jpg

IMG_20181103_155702.thumb.jpg.ba225c19229c1856bad39f0469fd3c08.jpg

IMG_20181103_155832.thumb.jpg.7e1078e2c3e4f884ca669fcffb435169.jpg

IMG_20181103_160751.thumb.jpg.d8205b5203ad04fba360990046aa9fe5.jpg

IMG_20181103_160801.thumb.jpg.59c3001001220f8013ee4e9e4fc1996f.jpg

IMG_20181103_160848.thumb.jpg.63722e67d8dfa0e86910a6c8f8f17b0f.jpg

IMG_20181103_160944.thumb.jpg.ddf0bb6b2df73c84d428c12d6e63075f.jpg

IMG_20181103_161040.thumb.jpg.73e5243e05d009ee534a3f8d6fe2ae04.jpg

IMG_20181103_161255.thumb.jpg.dd3f66c1a46dd2f462b5d37b9e6213cc.jpg

IMG_20181103_161749.thumb.jpg.c6057eaa9b1a70ffb28a66196accb961.jpg

IMG_20181103_163741.thumb.jpg.e8fa1397a13b7f827bfb34a029017fed.jpg

IMG_20181103_163935.thumb.jpg.758563326df5fdf385ea48a54bade0e4.jpg

IMG_20181103_200354.thumb.jpg.a760bb0b5f590841fd442662ec4ca91b.jpg

IMG_20181103_200600.thumb.jpg.84ed479d23feda36ec62fe89ad5ef8e2.jpg

IMG_20181103_201141.thumb.jpg.df87da7d978751560b8c6cb76b7a1977.jpg

IMG_20181103_202016.thumb.jpg.e98691e253cedb5ff173d652f3387ce4.jpg

IMG_20181103_204530.thumb.jpg.f6811119031fee0ab14747ac07526cc8.jpg

IMG_20181103_205604.thumb.jpg.5ac06fc8a718b43745bb4318f75aa96f.jpg

IMG_20181103_211359.thumb.jpg.0a3d72a336926216a61d94c8321159f3.jpg

O famoso suco de dragon fruit, ou pitaya, como é conhecida aqui.

 

GASTOS DO DIA

 

Café da manhã (Tesco Lotus): THB 36,00

Coca da Argentina: THB 15,00

Halls mel e limão: THB 15,00

Hostel: THB 360,00

Almoço: THB 35,00

Suco de dragon fruit: THB 30,00

Espetinho: THB 10,00

Brusqueta: THB 50,00

Tour: THB 500,00

Rolinho primavera: THB 20,00 (3 rolinhos)

 

TOTAL = THB 1071,00

 

 

Continua...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dia 18 - 04/11 - Pai


Acordei cedo pois haviam dito que o transporte para o tour chegaria em torno de umas 9h30 pra me pegar, aproveitei para tomar café. Se por um acaso ficarem hospedados nesse mesmo hostel que eu (Baan Aonsim Resort), peçam o café da manhã deles, é muito bom (já relatei na primeira postagem onde falo das hospedagens), tomei o meu e fiquei na recepção aguardando o transporte vir me buscar. Enquanto aguardava, aproveitei para carregar o celular e fiquei conversando com uma tiazona espanhola que estava hospedada lá e também iria fazer o mesmo tour que eu. O tempo estava meio nublado, achei que choveria, não estava muito calor, pelo contrário, tava até um leve frio (pra mim que gosto de frio estava ótimo, mas pra quem é friorento talvez reclamasse um pouco).
Eles atrasaram um pouco, apareceram quase às 10h, era uma caminhonete e fui sentado na caçamba junto com a tia espanhola, ainda buscaram mais algumas pessoas e iniciamos o tour. Estavam, além de mim e da tiazona, duas holandesas, um austríaco, um senhor australiano e um casal espanhol (na verdade, o cara era colombiano, mas vivia na Espanha).
A primeira parada foi no Buda Branco, ele fica no alto de uma montanha, tem uma escadaria pra subir, apesar de alta é de boa subir, tem uma boa vista da cidade e a estátua é impressionante, um imenso buda todo branco, e com o sol que tinha saído (já estava fazendo calor a essa altura), ele brilhava, era difícil até pra tirar foto.
De lá seguimos rumo a uma vila chinesa, primeiro fomos no mirante que fica no alto (ah, vá!), a vista é incrível, e depois descemos até o vilarejo propriamente dito, ficamos um bom tempo lá, é muito legal o lugar, parece que você está em alguma área rural da China.
A próxima parada é um lugar chamado Hot Springs, a viagem foi com bastante emoção, pois a estrada é bem sinuosa e o motorista sentou o prego, até que foi divertido. Esse lugar não era como o que vimos no tour de Chiang Rai, esse era uma fonte de água termal, tinha um banheiro onde você pode se trocar e cair na água, meu, que delícia aquele lugar, dava vontade de não ir mais embora. Foi o lugar em que ficamos mais tempo, e lá também foi onde serviram o nosso almoço (já incluso no tour), pra variar, pad thai (tinha outras comidas também, mas eu tava viciado naquele troço). Ganhamos também uma garrafa de água e rolou umas frutas no final (melancia e abacaxi cortados). Durante o almoço, o guia nos perguntou se realmente faríamos questão de conhecer o Coffee in Love, que seria a próxima parada, pelo que vi depois é tipo uma cafeteria meio diferentona, mas apenas uma cafeteria, nada demais, ele disse que caso pulássemos poderíamos ficar mais tempo nos outros lugares. Todos acharam melhor pular e curtir mais o restante e assim fizemos.
Paramos num lugar chamado Land Split, é uma espécie de canyon localizado em uma fazenda que foi criado por um grande terremoto que atingiu a região, ele dividiu o terreno em dois, daí o nome (land = terra, split = dividir, dividida). Além disso, eles cultivam algumas plantas exóticas e servem, de graça, alguns chás e sucos feito com eles, principalmente o de Roselle, um tipo de hibisco muito comum por lá. O tour em si consiste em fazer uma trilhazinha pelo penhasco e no final você volta pro lugar onde começou, é tipo um circuito, na minha opinião apenas OK, nada de tão interessante, a não ser o fato de imaginar que aquilo surgiu graças a um fenômeno da natureza, isso realmente impressiona.
Dali seguimos seguimos para uma cachoeira chamada Pam Bok (existem várias na região, pra quem quiser alugar uma moto e se aventurar, se joga sem dó), acho que só eu e a tiazona espanhola críamos coragem e entramos na água, o restante ficou nas pedras sentado, estava bastante gelada mas muito gostosa a água, e não era fundo, deu pé até quase perto da queda d"água.
A penúltima parada foi onde ficam as pontes de bambu, é um lugar fechado, com portaria (a entrada é paga, mas estava inclusa no tour), é uma grande plantação de arroz e ao longo dela passam umas pontes feitas de bambu, segundo a explicação os monges usavam elas para ir até um templo que fica do outro lado, eu confesso que andei muito e chegou num ponto que resolvi voltar porque achei que não ia acabar nunca, depois soube do templo.
Por fim, fomos até o Canyon na entrada da cidade para ver o pôr do sol, tava lotado de gente mas consegui um lugar bom, tentei fazer um time lapse mas saímos antes que escurecesse.
A volta também foi com emoção, ele deixou cada um no seu hostel e eu fiquei por último (meu hostel era mais longe), aproveitei para lavar bastante roupa no banho e depois de uma descansada, fui para a Walking Street, jantei numa barraquinha por lá e comi um doce estranho, não sei o que era e o gosto era igualmente esquisito, além de uns espetos de linguiça apimentada que são duzentas vezes mais apimentadas que as daqui.

 

IMG_20181104_094743.thumb.jpg.ac6b30e78cf617f5c3d7832afb381580.jpg

Nosso transporte

IMG_20181104_102218.thumb.jpg.e66c2f9fc44e11323a57f2e0237198fd.jpg

Buda branco

IMG_20181104_102417.thumb.jpg.328b7c430b1c07eb4acaa272b508da11.jpg

IMG_20181104_103040.thumb.jpg.b99fdef5fbee270079e2d3d795899ad8.jpg

IMG_20181104_110532.thumb.jpg.d72bfe43fdd865b89bd792d1708182bd.jpg

Vila chinesa e mirante

IMG_20181104_110858.thumb.jpg.760580262ed88d3b0221d420a6ce7d68.jpg

IMG_20181104_110905.thumb.jpg.5b7f35f86804c560acfa854f2bed94d0.jpg

IMG_20181104_111457.thumb.jpg.525c9774d9abf9a50f80ca9fc2baf4b3.jpg

IMG_20181104_114018.thumb.jpg.e7cf36180f52a8c57664495b9e369ee5.jpg

IMG_20181104_114046.thumb.jpg.45c5a880be454c5089439cf8c37c0dbd.jpg

IMG_20181104_114129.thumb.jpg.98d142148d34e95b6c74214f5864f3e7.jpg

IMG_20181104_114449.thumb.jpg.1c9eb0f91e298fb0982de29d20a08bcf.jpg

IMG_20181104_114828.thumb.jpg.c8b80fcc6f234fe9af1827b1c005a3a5.jpg

IMG_20181104_114909.thumb.jpg.936c65f13c328c1d270e0e61c36bb2b5.jpg

IMG_20181104_115120.thumb.jpg.3f7f5f6998fe4398e8fb2dbcf1fe2d44.jpg

IMG_20181104_124024.thumb.jpg.6913a59cdea192abcab9111bd242d21a.jpg

Hot springs

IMG_20181104_133213.thumb.jpg.c4cb584dbd3371e6a123761698580da3.jpg

IMG_20181104_141711.thumb.jpg.0a6f937b5eba491eddc7a45608a6c589.jpg

IMG_20181104_145551.thumb.jpg.c4ee6ad1b1f879782e1d6cad3299c8ba.jpg

Land split

IMG_20181104_145644.thumb.jpg.425b6a948ab406159828004d48f84a59.jpg

IMG_20181104_145713.thumb.jpg.5166cf3fd0e5882992ad6dfd660d083a.jpg

IMG_20181104_145959.thumb.jpg.a961ca1daccaeb02ca34abcd80ba37aa.jpg

IMG_20181104_150027.thumb.jpg.18bb5ee2834e758eb86dfda0c4294f2a.jpg

IMG_20181104_153031.thumb.jpg.5a5691f1fd16febe2b8c394582c2951f.jpg

Cachoeira Pam Bok

IMG_20181104_153933.thumb.jpg.ba950642b81a8abfae0533bf337c74b2.jpg

IMG_20181104_153942.thumb.jpg.ff9405ea7751130f783e5b0d6378c574.jpg

IMG_20181104_162109.thumb.jpg.5ea8c71c2a247349cda8906d888a3568.jpg

Pontes de bambu

IMG_20181104_162330.thumb.jpg.cd9ee574d299cb23930fcda7e342c4e4.jpg

IMG_20181104_162551.thumb.jpg.1cdadcab795149fcadad367929f7a89b.jpg

IMG_20181104_162820.thumb.jpg.8d886e11ac6908f90fe4daefe9ba332d.jpg

IMG_20181104_162918.thumb.jpg.465a7f47a739ab2aaa264e270a287286.jpg

IMG_20181104_163004.thumb.jpg.74d50bde867cd7c8928431b4bff51103.jpg

IMG_20181104_163635.thumb.jpg.f6bb3cffc867a2ea847f389887fe8357.jpg

IMG_20181104_172623.thumb.jpg.188854a1e14078a0ae1f1b93c1a53ab9.jpg

Canyon

IMG_20181104_172730.thumb.jpg.815a1760da77a7bb5c882e903a432a4c.jpg

IMG_20181104_172751.thumb.jpg.42fd588fdd8cf1b31b2b90b21da3bc35.jpg

IMG_20181104_173257.thumb.jpg.740d7429e1f446706ad0ddb1dbb1dd36.jpg

 

GASTOS DO DIA

 

Café da manhã: THB 70,00
Coca: THB 20,00
Janta: THB 35,00
Doce estranho: THB 20,00
Cerveja (long neck): THB 39,00
Espetinho: THB 10,00 (2 * THB 5,00)

 

TOTAL = THB 194,00

 

 

Continua...

  • Vou acompanhar! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 19 - 05/11 - Pai

 

Propositalmente deixei este dia como uma janela no roteiro, aquele dia pra não se preocupar com tour, correria, nada, era um dia pra ficar de boa, relaxar. Acordei um pouquinho mais tarde, tomei meu café com calma e fui até o terminal da cidade (não o Green, o oficial) comprar passagem para Chiang Mai, consegui para o dia seguinte às 9h.

No caminho de volta pro hostel, decidi experimentar o tal Red Bull deles, o rótulo é igual e vem num vidrinho que parece de xarope. Pensa num trem doce, absurdamente doce, se tomar dois daquele é diabetes na certa, detestei.

Aproveitei a folga pra dar umas pesquisadas sobre alguns lugares que visitaria, depois fui almoçar no restaurante vizinho e decidi experimentar a tal massagem tailandesa, tinha alguns salões pela cidade e fui em um que tava baratinho: 150 baths (a média era de 200 e ao longo da viagem só aumentou, se quiserem, façam em Pai ou Chiang Mai), uma tiazona me recebeu bem sorridente, mandou eu me trocar pra colocar uma calça folgadona que ela me deu e deitar no colchão no chão. O lugar era bacaninha, tinha até Wi-Fi, e a senhorinha era uma mulher bem pequeninha, imaginei que seria bem tranquilo. Rapaz, tranquilo nada, aquela mulher pequenininha tinha uma força do cão, pensa num joelhinho doído, se pá ela devia fazer muay thai. Achei que ela ia me dobrar no meio e me colocar num sanduíche, começou pelas pernas, depois braços, costas e por último pescoço. Ela metia os cotovelos ou os joelhos nas minhas pernas e eu via estrelas. Não lembro quanto tempo durou, acho que foi uns 40 minutos, sei lá, mas foi osso. Devo ter feito umas caretas monstras, ela olhava pra mim, sorria e acho que devia perguntar se estava OK (ela falava muito baixo, eu não entendia), eu só dizia: Ok, Ok.

Agora, quando terminou, amigo, pensa numa pessoa relaxada, parecia que eu tava flutuando. Eu fiquei tão relaxado, mas tão relaxado, que precisei sair dali quase que correndo pra hostel porque meu intestino decidiu relaxar junto, quase me caguei na estrada, eu parecia um atleta de marcha atlética kkkk.

O resto da tarde foi dedicado a ficar na rede e beber umas cervejas que comprei no 7-Eleven, só fui por quarto quando os mosquitos começaram a me devorar, afinal, o lugar é mato. Ah, falando em mato, um detalhe, não que pra mim fez diferença, eu não ligo, mas pra quem liga, vamos lá: o banheiro é externo, tem várias baias com vaso sanitário e chuveiro, no mesmo ambiente, e há entre o teto e a parede da porta um vãozinho, nos dias que fiquei lá, apareciam algumas lagartixas ou outros pequenos insetos, tô só relatando isso porque eu mesmo conheço pessoas que não gostam, por exemplo, de lagartixas, então fica o registro.

De noite jantei no simpático restaurante, fui até a Walking Street, onde experimentei o tal drink no bambu (pedi um de gengibre, achei um pouco enjoativo no final) e passei um pequeno perrengue: vi que eles vendiam uns copos descartáveis com morango dentro, custava só 10 baths (pouco mais de 1 real), decidi comprar um, e quando o tiozinho perguntou se queria com açúcar, disse que sim. Erro fatal! Vocês acreditam que o açúcar era apimentado? Sério, quando espetei o primeiro (eles dão um palitinho pra comer) e comi, veio o fogo. Ah pra PQP! Tive que soprar todos pra comer, era muito forte, não dava pra encarar não.

 

IMG_20181105_112905.thumb.jpg.bda18339e6c7f8c6960f97be862e94ff.jpg

IMG_20181105_123250.thumb.jpg.04e60d48c0b024315b2d44043a1cb283.jpg

Entrada do hostel 

IMG_20181105_123253.thumb.jpg.f552594b29b53308e4137a6294a83571.jpg

Meu quarto era essa primeira porta e lá no fundo, em azul, os banheiros

IMG_20181105_135149.thumb.jpg.3c2259eedba28e03f6a7ac69460dca88.jpg

Um dos melhores pad thais que comi

IMG_20181105_141734.thumb.jpg.44b872ba84bf9ab6ec15926b217c8c4a.jpg

Momento antes da desgraça acontecer kkkkk

IMG_20181105_205923.thumb.jpg.3ca4520d072edfee88192540d6abcf74.jpg

Morango do capeta

IMG_20181105_212117.thumb.jpg.f429af9723a7c139495317433af5e453.jpg

 

IMG_20181105_212222.thumb.jpg.68be1bd0aa35ae5466c41dcd008c81ac.jpg

 

 

GASTOS DO DIA

 

Café da manhã: THB 70,00

Passagem p/ Chiang Mai: THB 150,00

Red Bull: THB 10,00

Almoço: THB 35,00

Coca: THB 15,00

Massagem: THB 150,00

Cerveja (long neck): THB 70,00 (2*THB 35,00)

Jantar: THB 35,00

Imã: THB 15,00

Cartões: THB 24,00 (2 * THB 12,00)

Bebida no bambu: THB 40,00

Morango: THB 10,00

 

TOTAL = THB 592,00

 

 

Continua...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 20 - 06/11 - Pai / Chiang Mai

 

Acordei bem cedo, terminei de guardar algumas coisas e tomei o café da manhã com calma, queria sair bem cedo pra aproveitar que ainda estaria friozinho, pois caminhar sob sol forte na estrada com duas mochilas seria osso. O ônibus sairia às 9h, sai do hostel umas 8h15 e fui com calma, lá chegando percebi que na verdade são vans, são várias, a minha estava no meio, e quando entrei descobri que o lugar marcado na passagem é respeitado (coisa rara por lá) e meu lugar era justamente na porta, o lugar mais chato da van.

Ao contrário da ida, o caminho de volta foi menos sofrido, não sei se é pelo fato de ser descida, mas as curvas não deixavam tão tonto, e fora que agora elas são no começo, depois o caminho fica bom.

A van fez uma parada no caminho, teve gente que aproveitou e comeu, eu estava de boa, e quando voltamos pra van, pedi pra ligarem o ar condicionado (o controle estava na frente, perto do motorista), pois já estava aquele calor tradicional de lá.

Quando cheguei no terminal de Chiang Mai, aproveitei e já comprei a passagem de ônibus para Sukhothai, só há uma empresa que faz esse trajeto, é a Win Tour (fácil de identificar, é o guichê roxo), estava mais barato que o valor que havia pesquisado antes da viagem.

Na saída, existem vários táxis vermelhos, que eles chamam de songthaew, são pequenas caminhonetes para transporte coletivo, perguntei o valor, ele disse que custa 30 baths mas tem que esperar encher, caso eu quisesse ir sozinho custaria 150 baths. Não demorou muito e já encheu, no caminho fui conversando com um argentino e logo chegamos à cidade murada, ele para em frente ao Tha Pae Gate, e de lá tem que seguir caminhando, com as mochilas e o calor, parece que andei o percurso de uma maratona.

Quando entrei na rua do hostel, o Peter estava sentado na entrada e quando me viu já foi entrando para pegar a papelada do check in e abriu a porta para mim dizendo: "Welcome back!". Fiquei no mesmo quarto, só que em outra cama e em cima.

Sai pra andar, almocei, dei uma pesquisada como andava o câmbio por lá e voltei pra descansar um pouco e fugir do calor.

Um dos motivos de eu voltar à Chiang Mai, além da logística de ir de lá a Sukhothai, era assistir uma noite de muay thai. Em toda a Tailândia é fácil ir a algum ginásio ou estádio, mas em Chiang Mai tem (segundo pesquisei) as melhores lutas e é mais barato. Em CM tem três locais: O Chiang Mai Boxing Stadium (umas quadras ao norte do meu hostel), o Thapae Boxing Stadium (próximo Thapae Gate) e outro que não me recordo, mas acho que era na região do Night Food Market. Segundo apurei, o melhor era o primeiro, e como vi que no hostel tinha um papel dizendo que dava pra comprar entradas ali, depois de jantar, eu voltei e eu aguardei na recepção eles retornarem da janta pra saber como agendava. O Peter, como sempre, pegou seu celular, falou com alguém e perguntou se eu queria ir naquela noite, o que me surpreendeu, pois já eram umas 8h15 e achei que não daria tempo, ia agendar pro dia seguinte. Confirmei, ele disse que às 8h30 me buscariam, paguei 500 baths (na média, eu via por 600) já com transporte ida e volta incluso.

Foi o tempo de subir até o quarto, trocar de roupa e descer, e logo chegou, era um tuk tuk, seria meu primeiro rolê (e no final das contas único) nesse tipo de transporte. Ele só pegou mais uma moça num hostel quase em frente e seguimos, não era muito longe e a viagem foi até tranquila, ao contrário do que sempre li sobre a "emoção" do rolê.

Chegamos rápido, por fora parece um grande circo, tem uma estrutura boa, ao lado, tem um barzinho temático de rock, do outro lado da rua tem um restaurante e uma casa noturna. Como estava muito cedo, sentei numa mesinha e fiquei bebendo uma cerveja, depois peguei o ingresso que o Peter me deu, apresentei, o cara carimbou e eu entrei, o lugar era grande, e tinha ar condicionado e até Wi-Fi liberado, e com ótimo sinal, fiz até live no lugar kkkk.

Foram ao todo 6 lutas, uma feminina, uma com crianças e as outras eram jovens, durante as lutas tem vendedores de cerveja e pipoca, e uns caras ficam procurando gente para apostar, mostrando cédula de dinheiro e apontando pra gente. Aliás, durante as lutas é muito engraçado, fica uns caras do lado do ringue gritando o tempo inteiro, rola muito dinheiro ali.

A noitada acabou umas 23h30, sai e fui esperar no estacionamento o cara do tuk-tuk, era combinado voltar com ele, mas ele não estava lá. Fiquei um tempo olhando, via todo mundo pegando seus transportes e indo embora, e nada do cara aparecer, comecei a achar que eu teria que ir a pé, daria, mas era uma boa caminhada. De repente um cara me abordou me chamando pra um táxi vermelho, falei que estava esperando um transporte já, ele me perguntou qual era meu hostel e quando eu disse o nome ele falou que era pra eu ir com ele, aquele táxi iria para aquela região. Fiquei cabreiro achando que na hora de descer ele fosse me cobrar, mas ele disse que não, era o transporte mesmo. Subi e estava cheio, e realmente ele me deixou na esquina do hostel.

IMG_20181106_074838.thumb.jpg.64ce22b02b1d2818ff34f2f498474674.jpg

Café da manhã do hostel de Pai

IMG_20181106_084021.thumb.jpg.415039cc546af56e56b1b7bccf33a2f8.jpg

Crianças muçulmanas em Pai

IMG_20181106_142526.thumb.jpg.43ab8b150f82714988f4ba18fa2c9009.jpg

IMG_20181106_201527.thumb.jpg.48a82d518cac773d2cba802d6679d0b4.jpg

IMG_20181106_201549.thumb.jpg.4341807b179c8cb1411deb67a4806e4a.jpg

IMG_20181106_202807.thumb.jpg.bc10d01d3bfba6d0e1dc840e8c8bb4e9.jpg

IMG_20181106_204413.thumb.jpg.0585ea36465066ac2386b62f6f9433a0.jpg

IMG_20181106_220646.thumb.jpg.21b094108c7647e7e4bbe788021acee3.jpg

IMG_20181106_220656.thumb.jpg.8c6f959cad69a03705ec0e5d9ba3f269.jpg

IMG_20181106_225555.thumb.jpg.4f9b978029b6f0631e60cc0297ec5995.jpg

IMG_20181106_225859.thumb.jpg.d44fa4dddb19de3d662244ce6f12545c.jpg

IMG_20181106_232639.thumb.jpg.48657a1e2c341d4419272ceecf439ca9.jpg

 

GASTOS DO DIA

 

Café da manhã: THB 70,00

Taxi vermelho: THB 30,00

Ônibus p/ Sukhothai: THB 195,00

Hostel: THB 260,00 (THB 100 de depósito, devolvido no check out)

Almoço: THB 30,00

Jantar: THB 35,00

Sorvete: THB 20,00

Muay Thai: THB 500,00

Cerveja: THB 70,00

Pipoca: THB 60,00

 

TOTAL = THB 1270,00

 

Continua...

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 21 - 07/11 - Chiang Mai

 

A exemplo do último dia em Pai, aquele também era um dia vazio, pra dar uma quebrada na viagem, pois dali pra frente teria bastante coisa pra ver e visitar pela Tailândia, acordei bem tarde e caminhei sem muito rumo pela cidade murada, visitei mais alguns templo e depois aproveitei e resolvi trocar mais um pouco de dinheiro, andei bastante e fui em várias casas, acabei trocando em uma rede chamada Super Rich, essa empresa existe em toda a Tailândia e tem até app, onde você pode ver os valores (só aparecem as casas de câmbio de Bangkoc), em CM tem duas casas dela. Visitei também alguns templos interessantes que não estavam no meu roteiro. Uma coisa que me incomodou um pouco foi o assédio das massageadoras, ok, eu sei que isso é normal, já estou acostumado com assédio em outros países, mas lá tem mais casas de massagem do que bar e igreja evangélica juntos aqui, sério, tem muito, cada rua que tu entra tem pelo menos uma, e as moças (em muitas tem uns travecão também) ficam na calçada gritando "massas, massaaaaaassss". Até aí beleza, é só ignorar, mas o problema é que muitas vezes elas literalmente te seguram pelo braço e quase te arrastam, e isso já acho que ultrapassa um pouco o limite.

Nesse dia, resolvi matar a saudades de uma besteria e comi num Pizza Hut próximo do meu hostel, pedi uma pizza que vinha bacon, queijo e...abacaxi. Nunca fui muito fã dessas combinações agridoces, mas confesso que curti pra caramba a pizza.

Com a tarde livre, voltei pro hostel e fui pesquisar como faria pra ir ao Terminal Arcade, de onde sairia meu ônibus para Sukhothai, teria que sair cedo e o terminal é bem longe, baixei até um app do sistema de transporte da cidade, e descobri que há uma linha de ônibus circular que passava ali na frente do hostel iria pra lá, é a linha Green, tinha até os horários dele.

Aproveitei pra lavar minha roupa toda e até minha doleira, que cheirava a macaco morto; descansei bastante, e de noite o padrão: jantar no restaurante de sempre e ir ao Night Markt, mas dessa vez contornei desde o Night Food Market até lá, seguindo pela parte sul da cidade, vi algumas coisas "estranhas" por lá kkkk. Tomei apenas uma cerveja por lá, vi algumas coisas, "roubei"o Wi-Fi de um supermercado e voltei cedo pra descansar bem, porque acordaria cedo no outro dia.

IMG_20181107_121120.thumb.jpg.34d19cc42308dcf0d88e1d407a9529d4.jpg

Wat Dokkham

IMG_20181107_121140.thumb.jpg.1748692fb36df793d057ac8096e0b53d.jpg

Wat Dokkham

IMG_20181107_121523.thumb.jpg.e7bac6f46c0ca3480930f0a3a5f5a0ae.jpg

IMG_20181107_122403.thumb.jpg.986b7b2d0f6169381975c099d16e2d05.jpg

Wat Mahawan

IMG_20181107_122627.thumb.jpg.44e393c1b653f34079b8535888224e22.jpg

Wat Mahawan

IMG_20181107_122714.thumb.jpg.38a5d8386479078c03952ac7319188df.jpg

Wat Mahawan

IMG_20181107_123352.thumb.jpg.b4a6f44f72fba32682965c8a3f6d9f6d.jpg

Wat Buppharam

IMG_20181107_124130.thumb.jpg.1cb4996e0d27ebb4f5ca9d5857a40a8f.jpg

Wat Buppharam

IMG_20181107_124207.thumb.jpg.0f7a836c0661f11be9f56c00379d72a9.jpg

Wat Buppharam

IMG_20181107_124408.thumb.jpg.d02c7c64ca0cccdbf734d1a78c09f82f.jpg

Wat Buppharam

IMG_20181107_124421.thumb.jpg.73d45cb73d08345e6c96f9df53dab652.jpg

Wat Buppharam

IMG_20181107_124431.thumb.jpg.9f1b17f6adc606ed8729110e49d1736f.jpg

Wat Buppharam

IMG_20181107_124524.thumb.jpg.69a37f3f4556b36a157df8b208330ffb.jpg

Wat Buppharam

IMG_20181107_124732.thumb.jpg.16a772178dd7f070981a1874aff08e75.jpg

Wat Buppharam

IMG_20181107_124947.thumb.jpg.818ff2421892416fd7c908c90f88996e.jpg

Wat Buppharam

IMG_20181107_130628.thumb.jpg.35f61999eba8d167ec37dd13bb592636.jpg

Chiangmai Samakkee Charity Foundation

IMG_20181107_130747.thumb.jpg.997a7dc41d3e1e6dbe43ab4aa11a82fd.jpg

Chiangmai Samakkee Charity Foundation

IMG_20181107_130839.thumb.jpg.9aa9eaa6c15745b18f35168db3688a30.jpg

Chiangmai Samakkee Charity Foundation

IMG_20181107_130903.thumb.jpg.a4905e8bd27f56222cbd6f5547d76f42.jpg

Chiangmai Samakkee Charity Foundation

IMG_20181107_131119.thumb.jpg.0bebf7f56786f87d500644771c6b8f12.jpg

Chiangmai Samakkee Charity Foundation

IMG_20181107_131203.thumb.jpg.67c3876c1a6813b5cdf8a7b05e1b194b.jpg

Chiangmai Samakkee Charity Foundation

IMG_20181107_135613.thumb.jpg.acb598bf9ce4b67b265ac84ee2892c2f.jpg

Wat Phan On

IMG_20181107_140005.thumb.jpg.ded00d1d27a0079f1a2e6a6f261d2aa6.jpg

Wat Phan On

IMG_20181107_140029.thumb.jpg.22d84c45f4f41b58cd4229300b06d363.jpg

Wat Phan OnIMG_20181107_191729.thumb.jpg.80c647d81a00ebfdb225fb79a2957ef0.jpg

Não lembro o nome, tirei essas foto de noite, ficava de frente pro restaurante que eu comia

 

GASTOS DO DIA

 

Almoço (Pizza Hut): THB 199,00

Pepsi (Pizza Hut): THB 49,00

Smoothie de côco: THB 30,00

Câmbio : US$ 1,00 = THB 32,82

                 US$ 200,00 = THB 6564,00

Jantar: THB 35,00

Côco: THB 30,00

Cartões portais: THB 40,00

Salgadinho: THB 20,00

Cerveja: THB 40,00

 

 

TOTAL = THB 443,00

 

Continua...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Salve galera, desculpem meu sumiço, mas andei numa correria e não tive tempo de escrever mais, vou tentar dar uma acelerada pra concluir logo o relato:

 

DIA 22 - 08/11 - Chiang Mai / Sukhothai

 

 

Acordei umas 6h30 pra me arrumar com calma, me despedi do Peter e sua mulher, que me desejaram boa sorte na viagem, fui no Tesco rapidão comprar algo para comer e fui para o ponto esperar o ônibus, o horário seria às 8h mas ele atrasou 20 minutos, mas isso não me atrapalhou, pois era muito cedo e o trânsito estava de boa, cheguei no terminal em uns 20 minutos. Achei que teria problemas, pois percebi que minha passagem molhou um pouco com meu suor, mas eles não se importaram e umas 9h50 o ônibus partiu rumo a Sukhothai. A viagem foi tranquila, o ônibus era bom e confortável, rolaram várias paradas no caminho, e por volta de umas 16h cheguei no terminal de Sukhothai.
O hostel que escolhi ficava exatamente na frente do terminal, bastava atravessar a rua e pronto, fiz o check in, ganhei uma garrafa de água e fui para o quarto, e lá conheci um suíço que falava espanhol, ficamos conversando bastante, depois voltei ao terminal e aproveitei, pois sabia que só ficaria 2 dias por lá, para já comprar a passagem pra Bangcok, havia duas empresas que faziam, a própria Wintour e uma outra, os preços eram os mesmos, a diferença é que uma tinha a primeira saída às 7h50 e a outra às 8h. Ah, o terminal tem Sukhothai tem wifi aberto e com um sinal de fazer inveja.
Aproveitei e parei pra comer em um restaurante bem simples que ficava na rua do hostel sentido quem vai para a estrada, achei bem fraco o rango e depois, mais tarde, tive que ir num 7-Eleven para comprar algo pra complementar, era mais ou menos uma boa caminhada, mas uma tia do hostel me emprestou uma das bikes que eles alugavam para eu ira lá.
Fiquei jogando dardos com o suíço no terraço, depois sentei um pouco nas mesinhas que ficavam na parte externa, pois o Wi-fi no quarto era horrível, o problema é que ficar lá fora tava complicado porque tinha muito pernilongo por lá.

 

IMG_20181108_084015.thumb.jpg.d6062476a6953c6fffc40cd32bbf776a.jpg

Terminal de Chiang Mai

IMG_20181108_091319.thumb.jpg.548630c0bf3fa43ed7155c03bb6dc641.jpg

Esse era o busão da viagem

IMG_20181108_091943.thumb.jpg.d33c88e2b72478d16be53d7ae7b4bfec.jpg

Esse é o guichê da empresa que faz o trajeto.

IMG_20181108_110859.thumb.jpg.5b81909a41df552da0ec3317f014f460.jpg

Cuidado! Elefantes na pista! ::ahhhh::::ahhhh::::ahhhh::

IMG_20181108_153437.thumb.jpg.51500824af5e44e3b4280950875eb72b.jpg

Além das fotos do rei, as da rainha também são bem comuns de se ver. E o respeito é o mesmo.

IMG_20181108_160512.thumb.jpg.06100c1cf1e24c782211e52f06641de4.jpg

Terminal de Sukhothai

IMG_20181108_171911.thumb.jpg.60652521eea683e376daa730d8e8fd7b.jpg

Horários do ônibus para Bangkoc

 

GASTOS DO DIA

 

Café da manhã (Tesco): THB 50,00 (2 sanduíches, 1 coca e 1 bolacha)
Ônibus p/ terminal: THB 20,00
Hostel: THB 240,00 (cartão)
Passagem p/ Bangcok: THB 310,00
Jantar: THB 40,00
Coca: THB 15,00
Sanduíche (7-Eleven): THB 20,00
Salgadinho (7-Eleven): THB 30,00
Coca no hostel: THB 15,00

 

TOTAL = THB 500,00

 

Continua...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 23 - 09/11 - Sukhothai

 

Pedi o café da manhã deles, vinha 2 torradas, um suco de laranja doce que só a desgraça, mamão, melão e manga, que apesar de ser uma fruta que não sou muito fã, gostei, porque era bem azedinha, diferente da nossa que é muito doce pro meu gosto. Achei um pouco fraco pelo preço (100 baths), e era o mais barato, já comi muito melhor gastando menos na Tailândia, mas ok. Próximo passo seria alugar uma bike para ir ao sítio arqueológico da cidade, ele fica na parte velha de Sukhothai, pra chegar lá, saindo ao New Sukhothai, onde eu estava, tem que pegar uma estrada e percorrer uns 15 Km, não é muita coisa, ou você aluga uma bike ou pega o transporte público. No hostel alugava, mas acho que a comunicação não foi muito boa entre eu e o cara da recepção, porque pelo que entendi ele queria 60 baths POR HORA, e pelo que pesquisei era absurdamente caro, pois lá próximo ao parque tem lugares para alugar e não passaria de 50 baths O DIA TODO.
Agradeci e sai caminhando, o problema é que apesar que estar de frente pro terminal, eu estava longe de tudo e pra chegar na cidade mesmo, tipo na avenida principal, onde passa o transporte, eu tive que andar por uma outra estrada, percorri, segundo o Google Maps, 2.5 km até o ponto onde pegava o ônibus, ele fica em frente a um 7-Eleven (sim, tem desse mercadinho lá mais que bar e igreja evangélica juntos aqui), na verdade é uma caminhonete bem velha e os passageiros vão atrás, custa 30 bahts e ele te deixa na porta do parque (é o ponto final dele). Assim que chega você já avista os lugares que alugam bike, custava apenas 30 baths e tem que devolver até às 17h, muito fácil alugar, e eles ainda te fornecem a corrente e o cadeado.
Para entrar no parque, você compra a entrada e tem que pagar uma taxa para entrar com a bike, e começa a percorrer o circuito das ruínas, tem bastante coisa pra ver lá dentro, e em todas as ruínas tem placas em inglês e tailandês com as explicações, o lugar é bem estruturado. Em determinado momento, chegou a pingar um pouco, mas ficou só na ameaça da chuva, durante todo o rolê fez um calor da peste.
Além dos lugares que ficam no parque, dá pra sair (óbvio que depois não pode voltar) e visitar outros templos que ficam espalhado por lá, mas sinceramente não vi nada muito legal por fora. Aliás, pra resumir a experiência, de todos os templos que vi, só um era muito bem conservado, mas vale a pena conhecer o lugar, não por acaso é tombado pela UNESCO.
Aproveitei e dei uma pedalada pela cidade, que não tem nada demais, e como estava ameaçando um toró, devolvi a bike umas 15h e fui almoçar, comi um noodle de vegetais muito gostoso, peguei o transporte na frente da entrada do parque e voltei pro hostel. No caminho, o bagulho lotou demais, encheu de crianças saindo da escola e até de monges, e eu estava sentado bem pra dentro, pra descer foi sofrido.
No caminho pela estrada, acabei achando um RG de uma menina local, parecia um cartão de crédito, era bem bonito. Deixei na recepção do hostel, mas depois achei a menina no Facebook e avisei ela, que foi buscar no dia seguinte (eu já havia partido).
No meu quarto, o suíço havia vazado e fiquei conversando com um português que estava no seu lugar, e à noite quando fui sair pra jantar tive uma infeliz surpresa: os restaurantes que ficavam na rua fechavam muito cedo e tive que caçar lugar pra comer. Fui até a cidade, mas estava bem deserta, e na estrada que dava acesso a ela, vi apenas dois restaurantes com buffet, um era bem caro pros padrões tailandeses (239 baths), e o outro custava 99 baths, era de frutos do mar, mas quando olhei para as bandejas, confesso que achei meio bizarro o rango, e olha que não sou nojento pra comer.
A solução foi ir até o 7-eleven "perto" do hostel e comprar algumas coisas, e ainda tive que trocar uma nota de 1000, achei que teria problema mas trocaram de boa (gastei só 151).
Terminei a noite mandando uma Chang gelada e vendo o "sensacionante" campeonato tailândes que passava na TV, não sei quem estava jogando, mas o time de azul ganhou de 7x0 do de vermelho. E antes de dormir aproveitei pra fechar um hostel em Bangcok e pedir informações pra eles de como ir do terminal até o hostel, já que pelo mapa vi que o metrô não passava perto. Essa informação me salvaria no dia seguinte...

IMG_20181109_112058.thumb.jpg.5a8db47b50ada58ef812b0086ac66808.jpg

Entrada do parque

IMG_20181109_112925.thumb.jpg.8ec2b4a3547c47c7867e5a771f160e01.jpg

IMG_20181109_113141.thumb.jpg.72927b472caa036ea325cec3e94ddf61.jpg

IMG_20181109_114336.thumb.jpg.8f47192cc158cce39f106845a71b5ef3.jpg

IMG_20181109_114603.thumb.jpg.a2b134d24554d07d36a0ac774935c65f.jpg

IMG_20181109_115740.thumb.jpg.006f93528f0f8f32d0f32c043bc07f20.jpg

IMG_20181109_115843.thumb.jpg.2d38728f14bf1a57a8dc43447f22672a.jpg

IMG_20181109_120207.thumb.jpg.80f5f47f54c4a8c652ce745a22ad4e91.jpg

IMG_20181109_120458.thumb.jpg.364d418328424784ef28548528215d6b.jpg

IMG_20181109_120918.thumb.jpg.a594db8522288ecd03c51f8d3878bf9c.jpg

IMG_20181109_121116.thumb.jpg.04304582e6002e29d5fa62d57731413c.jpg

IMG_20181109_121236.thumb.jpg.9ec2b326e86fc33f6e8092f8f90358ca.jpg

IMG_20181109_122334.thumb.jpg.f7271ecee5c560e520c05eb85a0a4e9f.jpg

IMG_20181109_122513.thumb.jpg.09749df94410487f54eda0aff0fd3829.jpg

IMG_20181109_123704.thumb.jpg.3a476abb94a18e865a506fbef976d0a5.jpg

IMG_20181109_123740.thumb.jpg.60ad9dd0f8cf5a704a08834239dbd567.jpg

IMG_20181109_124331.thumb.jpg.7ac01cc3c7676e26bf51ebbd33d65f09.jpg

IMG_20181109_124508.thumb.jpg.e9054ff1a1d86bc10fca3c7dce9d9825.jpg

IMG_20181109_124556.thumb.jpg.cb79cef95efe1de18b703a5ff0e70dd1.jpg

IMG_20181109_124644.thumb.jpg.52665d6f092637a8f546ac4753fa8abd.jpg

IMG_20181109_125623.thumb.jpg.7b0dbc45a8feff3cd5a869bdf01b3cef.jpg

IMG_20181109_130130.thumb.jpg.3135dbfb9cb4954a20501be5babe7336.jpg

IMG_20181109_130342.thumb.jpg.fc58a11e4461c0b48185d2f882df18a0.jpg

IMG_20181109_130434.thumb.jpg.6208f23b99607affcb96481dd07ff634.jpg

IMG_20181109_135629.thumb.jpg.f194bc683954755b98ec7e0ea6213f38.jpg

Um rolê de bike pelo parque

IMG_20181109_144407.thumb.jpg.3243e2d56486343c69651f186ea76c7e.jpg

IMG_20181109_144842.thumb.jpg.cf96371c44d6cd6f54dc85125b1dd7e2.jpg

IMG_20181109_144920.thumb.jpg.4f90b5226b2194803c146a8f2b8b0f71.jpg

IMG_20181109_145003.thumb.jpg.23c5152f622a7decf7076f680f46f47d.jpg

IMG_20181109_150150.thumb.jpg.5bf39e2d757dc0b4d04d09581fb942bb.jpg

A bike que eu aluguei

IMG_20181109_153254.thumb.jpg.a54cccd7fa212a22b406c2d45e37421a.jpg

Esse é o glorioso transporte público de Sukhothai

IMG_20181109_155918.thumb.jpg.cd59b7a07439785fbc74519cb7dd4a11.jpg

IMG_20181109_161553.thumb.jpg.4ad92b46a073029ca47cc2c3d6b1ceee.jpg

O RG que achei

IMG_20181109_204157.thumb.jpg.fc0209746476c73d73be12555b453460.jpg

Tailandesão 2018


GASTOS DO DIA

 

Café da manhã: THB 100,00
Ônibus: THB 60,00 (2 * THB 30,00)
Aluguel de bike: THB 30,00
Entrada: THB 100,00 + THB 10,00 pela bike
Almoço: THB 40,00
Suco: THB 50,00
Cartões postais: THB 20,00
Imã: THB 30,00
7- Eleven: THB 151,00
Cerveja: THB 37,00

 

TOTAL: THB 628,00

 

Continua...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 24 - 10/11 - Sukhothai / Bangcok

 

Acordei 6h30, tomei café com as coisas que comprei no dia anterior, me arrumei com calma e uns 15 minutos antes do horário do ônibus sai em direção à rodoviária, afinal, bastava atravessar a rua.

Às 8h05 o ônibus partiu, seria uma longa viagem, mas pelo menos era um ônibus confortável, com ar e serviram uma garrafa de água, um suquinho de caixinha e um kit com café solúvel, um creme para colocar no café, um copo, açúcar e um bolinho estilo aqueles Bebezinhos (nem sei se existe isso ainda, mas já acusei a idade).

Após algumas paradas no caminho, cheguei por volta das 16h no Terminal Mo Chit, na parte norte da cidade. Era um terminal bem precário e aparentemente desorganizado, mas achei que fosse perto da estação de BTS (o metrô deles) que também chamava Mo Chit, mas na verdade tinha que dar a volta num enorme parque onde ficava o gigantesco Mercado Chatuchak (falarei deles depois), andei que nem um corno velho.

Finalmente achei a estação, tinha que subir uma escadaria até lá e pensei que tudo estava resolvido. Só que não! Comprei o token (um tipo de moedinha de plástico) e entrei no vagão sem entender muito se estava no lugar certo (ninguém me entendia quando perguntava), mas no final estava sim e desci, conforme orientado pelo hostel no e-mail, na estação Victory Monument. Aí veio o perrengue. Passei a catraca e perguntei a uma fiscal do metrô como eu pegava o ônibus 12 (linha que me mandaram pegar no e-mail e que passava próximo ao hostel), ela disse que era do outro lado e mandou eu retornar pela catraca mesmo, só que quando cheguei do outro lado precisava passar por uma catraca e eu já havia usado o token (assim como na Malásia, você paga conforme o trecho percorrido e o token fica na estação final), retornei e falei com a mesma fiscal, mesmo ela não me entendendo muito bem me ajudou. Ela me levou até o guichê que vendia tíquete e chamou uma moça, eu, com meu "belo" inglês (não que fizesse diferença, porque percebi que elas não falavam nada de inglês) expliquei, mostrei até o e-mail pelo celular, elas se olharam, pensaram e apontaram juntas para uma direção, daí ela me acompanhou até a catraca, liberando pra mim e eu segui achando que finalmente deu certo. Calma filhão, quem manda comemorar antes? Quando chego no final, a passarela bifurcou e avistei o tal monumento, era uma praça enorme e uma passarela seguia para um lado e a outra para outro, e tinha uma amontoado de gente e de ônibus lá, tive que escolher qual o caminho seguir, se errasse tinha que voltar tudo de novo. Fui olhando nos pontos e avistei o número 12 em um deles, era ali. Mais ou menos, porque na verdade eles param onde dá,  fazem até fila dupla, e o povo corre pela rua pra pegar. Ah Bangcok, sua louca! De repente, do nada, vejo o 12 passando e parando em fila tripla, praticamente no meio da rua, corri feito um imbecil mas consegui pegar, daí entro no busão e pergunto pro cobrador se passava pelo templo Wat Tri Thotsathep (ponto de referência que me passaram no e-mail), mas ele não conhecia. Foi então que uma mocinha me perguntou, em um ótimo inglês, para onde eu queria ir e quando respondi ela me disse que passava perto e até onde deveria descer.

Lá pelas 17h cheguei ao hostel, bastante cansado mas aliviado e feliz por conseguir me virar, fui para o quarto, tomei banho e descansei um pouco, aproveitando o ar condicionado.

À noite, decidi conhecer a famosa Khao San Road, que era próximo de lá, e no caminho decidi jantar num carrinho que tinha próximo do hostel, tinha umas mesinhas e tudo e pedi um Fried Rice com camarão. O prato era bonito e vinha um baita camarão, pensei que tinha me dado bem, maaaaaaassss... Após começar a comer e mandar uns dois camarões pra dentro, achei o gosto meio estranho e fui olhar (estava com tanta fome que comi sem olhar mesmo) notei que os camarões estavam inteiros, ou seja, com tudo: cabeça, merda, rabo, tudo. Percebi que as pessoas em volta que estavam comendo é que tiravam as coisas no prato, e eu comendo tudo aquilo. Confesso que me preparei psicologicamente para uma noite de rei (mas até que não me deu nenhum revertério). DICA: quando pedir um prato com camarão na Tailândia, olhe antes, tem lugares que servem limpo, mas tem lugares que não.

Dei uma passeada pela Khao San Road, uma rua onde você encontra de tudo: balada, barzinhos, comida de rua, lojinhas de lembranças, agências de passeios, 7- Eleven (são 4 ao todo) e as famosas lady-boys, fora o povo que fica te aporrinhando pra entrar nos bares deles.

Paralela a ela tem uma outra rua chamada Rambutri, que também é bastante agitada mas tem uma pegada mais "de boa", tem muitos barzinhos tocando rock, uma galera fazendo algum tipo de apresentação de rua.

Como estava bastante cansado da viagem, voltei cedo pro hostel, até porque no dia seguinte não acordaria tarde pois queria conhecer o famoso Mercado Chatuchak, conhecido como Weekend market, pois só abre finais de semana, e seria domingo já.

 IMG_20181110_102708.thumb.jpg.181eaacef70f507edbbd95cce7e79791.jpg

IMG_20181110_154559.thumb.jpg.cae1a9367b6ce9d4a45bbeb83b746d4e.jpg

IMG_20181110_191032.thumb.jpg.19814b2629af5a10700fe8815907d53e.jpg

Faça seu pedido...

IMG_20181110_193843.thumb.jpg.3079fb856b508c7430ae90ae1172ffc8.jpg

Monumento da Democracia

IMG_20181110_194518.thumb.jpg.971b7b2ae1cab8d3893fe1d6dd726018.jpg

Khao San Road

IMG_20181110_194913.thumb.jpg.1079a2279da633d8657ad8f49aa2bb1e.jpg

Khao San Road

IMG_20181110_195929.thumb.jpg.50d00a9a8847f8ff0f6929f16a813eef.jpg

Rambutri

IMG_20181110_202256.thumb.jpg.187310040f331e4aca72bad73e8a0d16.jpg

Rambutri

IMG_20181110_202943.thumb.jpg.1bb32fe8945dea32c9b37158f02ffee8.jpg

Rambutri

IMG_20181110_205742.thumb.jpg.cadc5d4f3e199f3fdefcd2c22c8d72b4.jpg

Khao San Road

IMG_20181110_210247.thumb.jpg.159ea88ef31324a5d97ef6dc19230bc6.jpg

Khao San Road

IMG_20181110_211533.thumb.jpg.d71c596234cbfda3e457a9b3bfdb2948.jpg

Khao San Road

IMG_20181110_212223.thumb.jpg.9088d5510336713d598cfc80a6baca58.jpg

Khao San Road

 

GASTOS DO DIA

 

BST: THB 33,00

Ônibus: THB 9,00

Hostel: THB 480,00 (4 diárias)

Cerveja: THB 39,00

Jantar: THB 50,00

Bandeirinhas p/ mochila: THB 90,00 (3 * 30,00)

Espetinho: THB 20,00

 

TOTAL: THB 721,00

 

 

Continua...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por and_bird
      Bom dia pessoal,tudo bem?
      Estou pensando em fazer uma viagem pela Ásia sem roteiro pronto e sem data de retorno certa - porque vai depender de quanto dinheiro eu vou gastar, e quanto mais eu economizar, mais tempo posso ficar.
      Alguém sabe se é possível comprar passagem só de ida? Pergunto para fins de quando chegar em algum país ser questionada sobre passagem de volta. 
      E quantos dólares vcs calculam por dia em média no leste e sudeste da Ásia?
    • Por hmarinioficial
      Beleza??
      Em Fevereiro/Março vou mochilar pela famosa Ruta 40! Vou chegar de sp em bus até Mendoza e de lá descer pela 40 até a Patagonia! Gostaria de saber se alguem já fez essa viagem e se tem algum povoado ou lugar que não posso deixar de conhecer!(Fora os já famosos!)...vou em uma viagem sem data marcada de volta...mas tenho que levar em consideração os 3 meses de visto que vão me dar...já que por essas cidades não vou ter extrenjeria para pedir mais 90 dias....(tenho como saída cruzar até o Chile e voltar)
      Aguardo opniões e dicas! Valeu!!! E espero que todos viagem muito em suas vidas!!
    • Por henrique.silvestre
      Fala galera!
      Eu estou indo mochilar pela Ásia. Pedi demissão e fiz as malas, vou postar vídeos dos perregues e das experiências começando pelo dia 0 (link abaixo) 
       
      Amanhã to indo pra korea do sul 
      Bora também? 
       


×
×
  • Criar Novo...