Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Tadeu Pereira

(RELATO) MOCHILÃO Tailândia, Cambodja, Vietnã, Laos e Myanmar - 29 dias - $1.500,00 Dólares + Passagens Ida e volta R$3.680,00 - Avião, trem, van, tuctuc e barco - 04/11/2018 a 02/12/2018

Posts Recomendados


6º Dia: Praia - 09/11/18 - 7h25min - Banguecoque x Krabi x Ao Nang x Railay Beach x Tonsai Beach - Empresa Air Asia R$148,00 - Táxi 300 Baht - Long Tail 240 Baht - Hostel R$213,00

     Saímos exatamente no horário do aeroporto Don Mueang em Banguecoque com destino ao aeroporto de Krabi - KBV no sul da Tailândia. Chegamos por volta das 9:00am, trocamos mais alguns dólares na casa de cambio dentro do aeroporto mesmo e compramos também por 300 baht uma espécie de van/táxi que iria nos levar para nosso hostel na praia de Ao Nang. O trajeto levou uns 40 minutos passando por belas paisagens e nos dando uma noção do paraíso que ainda nos aguardava. Ao Nang é uma região central da província costeira de Krabi. A cidade consiste principalmente numa rua principal, dominada por restaurantes, bares, lojas, todo um comércio destinado a turistas. A praia principal é usada por banhistas, contudo existe uma forte presença de barcos típicos da Tailândia denominados Ruea Hang Yao ou Long Tail que oferecem acesso a outras praias no continente e nas ilhas próximas do país. 

IMG_4062.jpg.6545d37460db60ef75b8ab7f5df0e9c2.jpg IMG_4061.jpg.f6f004ad1d94703360cf9b8c0c5fc5cb.jpg

      Ficamos hospedados no Balcony Party Hostel localizado na avenida principal de Ao Nang de frente para o mar de Andaman. Reservamos pelo booking.com um quarto privado com 3 camas confortáveis, ar condicionado, ventilador, lockers para mochilas, banheiro compartilhado por R$213,00 para 2 diárias. O hostel ainda contém um bar a noite com diversas festas para os hóspedes e um enorme terraço de frente para o mar. Balcony Party Hostel fica localizado em um complexo de bares, restaurantes, agências de turismo e diversas lojas de souvenirs e ainda fica perto de onde se compra os tickets dos barcos para as outras praias e ilhas.  

IMG_4456.thumb.jpg.ef80b63557e6eade9ed1ad3b72e25531.jpgIMG_4241.thumb.jpg.5117240068c99f1d22ad57461ab66061.jpgIMG_4210.thumb.jpg.a07e6c65f5a5166e64b787a217fb3767.jpg

   Chegamos no hostel, nos acomodamos, mochilas devidamente guardadas, banho tomado, comemos alguma coisa e saímos rápido para comprar o ticket para ir a Railay Beach que ficava bem próximo ao hostel. O valor fica em torno de 240 baht incluindo a ida e a volta e leva aproximadamente 20 minutos saindo de Ao Nang Beach. 

740b6064-020a-4d83-8cbe-04622b09bee7.thumb.jpg.15ea8d3594109551a6cb019bf76599ed.jpg IMG_2107.thumb.JPG.65dbf326e5c06fd47e0a44dcc09cb1bf.JPG

IMG_4079.thumb.jpg.f0333eb9e22884fa87b212d72008787e.jpg

     Railay, também conhecido como Rai Leh, é uma grande península entre a cidade de Krabi e Ao Nang. É acessível apenas por barco devido a altas falésias calcárias que cortam o acesso ao continente.  Chegando logo se vê o quanto a Tailândia é fantástica. Suas praias de areias claras e águas cristalinas cercadas por enormes paredões de calcário que mais pareciam uma grande pintura.    

IMG_4104.thumb.jpg.db555652c8bab6ee7b26e6e029043e20.jpgIMG_4097.thumb.jpg.7bf1501c357b23933c60b54b09b0dc38.jpg

IMG_2109.thumb.JPG.908da78525a46656f314546d50561028.JPG

IMG_2106.thumb.JPG.a51d055c1f720038c0ddfc069b188184.JPGIMG_2112.thumb.JPG.90c350669582a66f3daceb6e2c4b884e.JPG

     Ficamos por algum tempo contemplando Railay, tomamos nosso primeiro banho de mar, tomamos um belo suco da Dragon Fruit (Pitaia) que é uma fruta famosa na Tailândia e depois de caminharmos pela praia pelo lado direito fomos abordados por uma senhora divertidíssima oferecendo massagens e após uma engraçada conversa rs, ela nos sugeriu que fizéssemos uma trilha de poucos minutos para Tonsai Beach e que seria um belo lugar pra nós mochileiros ahahaha. Fizemos a trilha que passa por uma bela paisagem de paredões usados para rapel, uma bela vista das duas praias e uma gruta ou caverna que existe no caminho, a trilha é realmente muito curta mas a paisagem faz com que pareça enorme, e após alguns minutos estávamos nas areias de Tonsai Beach.

IMG_2116.thumb.JPG.c5f718be2c6827452e241b9af1714b9f.JPGIMG_2120.thumb.JPG.491d29d2462e2c781ad43c3f6d4f67b8.JPG

IMG_2121.thumb.JPG.1124c59c31aa84723bbe4a8961a47f30.JPGIMG_2122.thumb.JPG.5e42a50505daad90dff5e61ea4c07f9e.JPG

IMG_2119.thumb.JPG.3e5a37fe914919b9f0ce3568c4fadc56.JPGIMG_2162.thumb.JPG.ff28a2d489dbbb8b48194b0633702f8f.JPGIMG_2123.thumb.JPG.2de5131b85011fd9017a284c16e4ec44.JPGIMG_4122.thumb.jpg.cd67d28d77f45baba6104f636e8e945b.jpgIMG_4090.thumb.jpg.bc4cfc199862a53991398f3c703021bc.jpg

5bd09b4b-831f-41f7-9291-3d7706816bb4.thumb.jpg.60a4c423b24afff8fd9153d1221d72f9.jpg

     Tonsai é uma praia digamos no estilo "roots", com vários artistas, surfistas, artesãos, galera do rapel e diversos mochileiros de todo lugar do mundo. Ficamos em um bar chamado Freedom que fica bem de frente para o mar. Tomamos uma geladíssima cerveja Chang e contemplamos aquele paraíso por algumas horas. 

IMG_2151.thumb.JPG.3b5c9bdfec5f67f2f11b41a2513d6f3f.JPGIMG_2155.thumb.JPG.3721ff3a48c767b5ff5d9597bb74f500.JPGIMG_2160.thumb.JPG.4876b485cb911cd7a6d2f46ad9060608.JPG

     Na praia de Tonsai ainda da pra ver muitas marcas do tsunami de 2004 com epicentro em Sumatra na Indonésia onde afetou milhares de tailandeses. Existem placas indicando evacuação para lugares mais altos em caso de tsunami por toda a parte da ilha.    

IMG_4123.thumb.jpg.0337739ae5f6a3f92a673cf911acb825.jpg

     Na maioria das praias da Tailândia quando esta na maré baixa o mar retrocede de uma forma que somente as pedras ficam aparecendo impossibilitando muitas vezes de se banhar. Então aproveite a praia enquanto ainda tem água para um mergulho pois no entardecer ela ira ficar rasa a ponto de ficar a alguns centímetros de profundidade.  

IMG_4204.thumb.jpg.7642abd6b590773c05f13cfb34312b8e.jpgIMG_4199.thumb.jpg.4449fed92c9b46d504850b7b946d6a73.jpgIMG_2116.thumb.JPG.c5f718be2c6827452e241b9af1714b9f.JPGIMG_4201.thumb.jpg.8caa9f3583a6e0bc364924b30a5c3295.jpgIMG_4134.jpg

     O dia acabou muito rápido em Tonsai, esperamos pelo por do sol tão famoso mas ao cair da tarde fomos presenteados por uma bela chuva que refrescou todo mundo ali. Aguardamos por alguns minutos no Feedom Bar até a chuva passar e depois fizemos a trilha de volta para Railay pois o último horário de Long Tail de volta pra Ao Nang seria as 18:00pm. Massss porém contudo todavia fomos embora com a sensação de quero mais, de que ainda faltava conhecer algum lugar naquele pedaço do continente na Tailândia e nós voltamos, pois a intuição estava forte ahuahaua e no outro dia voltamos para Railay Beach.  

 

7º Dia: Praia - 10/11/18 - 11h00 - Ao Nang x Railay Beach x Ao Phra Nang Beach - 240 Baht (((((Continua no próximo post))))

 

Facebook: https://www.facebook.com/tadeuasp

Instagram: https://www.instagram.com/tadeuasp/

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

7º Dia: Praia - 10/11/18 - 11h00 - Ao Nang x Pai Plong Beach x Railay Beach x Ao Phra Nang Beach - Long Tail 240 Baht

     Acordei por volta das 8:00am, tomei um belo café da manhã nas famosas lojas de conveniência que os mochileiros adoram na Tailândia chamada Seven Eleven, lá você encontra quase tudo que precisa em tamanhos pequenos e com preços bem bacanas para mochileiros, vale muito a pena. Após uma caminhada seguindo pelo lado esquerdo da praia de Ao Nang descobri uma trilha de madeira chamada Monkey Trail que levava para uma outra praia chamada Pai Plong Beach. Apesar do nome eu não vi nenhum macaco nesta trilha no dia, mas existem placas informando que existem macacos e para não os alimentarem na trilha. 

IMG_2171.thumb.JPG.acdefd93289b09b553932e47fe56ed49.JPG IMG_2167.thumb.JPG.e002bb7694cde8785b188b05cfe8e518.JPG

 

     A trilha durou uns 20 minutos de nível fácil mas mesmo assim exige um certo esforço físico, pois são diversos degraus de uma escada construída na beira do mar de madeira e bambu e ainda tem o clima muito quente e úmido faz com que o desgaste seja um pouco maior porém com as belas paisagens que se vê da trilha compensa todo o esforço feito. 

IMG_2166.thumb.JPG.e24fbd7e297e0bb5cb3a3d2d06b8de0e.JPG

IMG_2171.thumb.JPG.acdefd93289b09b553932e47fe56ed49.JPG IMG_2165.thumb.JPG.417a199e91d55417dd9cb55b8902f055.JPG

      A praia de Pai Plong é como uma praia particular pois só existem resorts e hotéis luxuosos nas suas areias fazendo com que somente os hóspedes na sua maioria frequentem a praia. Logo que você chega tem um fiscal que pede para que você assine um livro dizendo o horário que você entrou e também o horário que sair. A praia é bem pequena e não tem muita gente, o que é uma vantagem estar quase que sozinho naquele paraíso. 

IMG_4223.thumb.jpg.408b32c976171e0f0bd6488af927f093.jpg A64AC118-F1C4-4627-A43F-20ED00227DE5.jpg

IMG_2177.JPG

740b6064-020a-4d83-8cbe-04622b09bee7.jpg

     Fiz a trilha de volta para Ao Nang, passei no hostel, , encontrei meus amigos, fizemos nossas mochilas e fomos comprar nosso ticket ida e volta para Railay Beach novamente pois havia uma bela praia ainda para conhecer naquele lugar. Embarcamo no Long Tail e alguns minutos depois estávamos em Railay. Assim que você chega na praia existe um caminho pelos bares e restaurantes que da acesso ao lado leste de Railay. Desembarcamos no lado oeste e logo fizemos este caminho em direção a praia do leste, chegando viramos à direita e seguimos as placas indicando o caminho para praia de Ao Phra Nang Beach e a caverna da princesa Princess Cave. O caminho é bem legal pois passa por um grande mangue, depois pelos paredões de calcário entrando em algumas cavernas durante o percurso. No caminho existe um outro que leva para o view point de Railay Beach, mas devido ao tempo chuvoso não conseguimos fazer a trilha pois estava muito escorregadia e seguimos direto para Ao Phra Nang Beach. 

IMG_4245.thumb.jpg.12b4a4755ad4974a77e699eebb1225ee.jpg IMG_4248.thumb.jpg.5b88bcb9a4d73fdfd866a8cfeda0fd42.jpg

IMG_4249.thumb.jpg.7877084daa31b866532e57ed0b8f248f.jpg

IMG_4251.thumb.jpg.41b2e783700e345f5c7c66c6065da255.jpg IMG_4255.thumb.jpg.647d2ef909f24a546dddc096c30e8fd5.jpg

IMG_4252.thumb.jpg.c5c973d6de5b7ec1fb62abe983568a3b.jpg

IMG_4259.thumb.jpg.b4dd60f579e5f1e57ca0a16a80b07622.jpg IMG_4263.thumb.jpg.a5e2f1e41ca4ad2104ca9a570549526c.jpg

IMG_4261.jpg

     Depois de alguns minutos chegamos em Ao Phra Nang Beach, uma praia fantástica de águas claras e mar calmo com enormes paredões e algumas cavernas. Do lado esquerdo da praia ficam o pessoal do climbing e um pouco mais a frente a famosa Princess Cave, a "caverna dos pintos" rs. A Tailândia não é apenas um lugar de praias paradisíacas. É também um local de muita fé, com seus vários templos budistas, e de lendas que trazem proteção para o povo local. Este é o caso de Phra Nang Cave, na província de Krabi.

IMG_4279.thumb.jpg.678aa0d103c0cafa071fc6ebd1044a0b.jpg

IMG_4280.thumb.jpg.d5e16883ac8eea8b73651e53eca53bd3.jpg IMG_4282.thumb.jpg.37f743ce572a220625cb0d67d1a00d21.jpg

IMG_2203.thumb.JPG.7570aa75038be5ee7cb7fa0f9d45260b.JPG

IMG_2204.thumb.JPG.5fc4a74c2ff890e6ce66dfb01cae4006.JPG

     Há duas versões sobre a lenda. A primeira conta que o espirito de uma princesa indiana, morta após um naufrágio na região, ocupou a caverna. Já a segunda história, conta que Phra Nang era a esposa de um pescador local. Um dia seu marido saiu para o mar e nunca mais retornou. Reza a lenda que, desde então, Phra Nang viveu o resto de seus dias na caverna, olhando para o mar, esperando que o marido retornasse. Até hoje pescadores e barqueiros, antes de partirem para o mar, presenteiam Phra Nang com incensos e flores, pedindo proteção e segurança na viagem. Porém, o que chama mais atenção na caverna são os objetos fálicos, em forma de pênis, deixados no local também como forma de oferenda. Ao longo dos séculos, a caverna ficou associada a fertilidade, por isso muitos dos símbolos fálicos foram esculpidos a partir dos Lingams, uma representação do Deus Hindu Shiva.

IMG_4267.thumb.jpg.87d8350efacd426579667abe0e72ff29.jpg

IMG_4311.thumb.jpg.92c10fbef01656f19a4185f8ca3fa399.jpg

IMG_4274.thumb.jpg.17839dc4ae250242c98b82d674ebc53f.jpg

IMG_4316.thumb.jpg.aa102fc234ad40fe0b67298051841e68.jpg

IMG_2201.thumb.JPG.31863548fc0742fe0a5c8656719c93b5.JPG

IMG_2225.thumb.JPG.e915eb5f9613aba6f9afa6b567c3e5dd.JPG

IMG_4360.thumb.jpg.daae466f1dea0b6b90b41b52e6a7eef9.jpg IMG_4398.thumb.jpg.e5c7cc93f467b747d49a2a3466bb6ab9.jpg

IMG_4352.thumb.jpg.b530640c49aa8b3dd5fef99a81a97cb4.jpg

IMG_4440.thumb.jpg.ee51b4223455bd99eb5fdd6dd15a0722.jpg IMG_4439.thumb.jpg.852cf577b4078c65c3e1f4d6d637d0f5.jpg

IMG_4304.thumb.jpg.5ee141ad9c86d36dce1d3a9be557a07d.jpg

IMG_2216.thumb.JPG.0c12438962580890f22b04d41cd1e372.JPG

     Na própria Ao Phra Nang Beach conseguimos nosso barco de volta sem precisar retornar pela trilha para Railay. Guardamos o ticket e pedimos informação para os barqueiros para que nos indicassem qual o barco que faria a volta para Ao Nang. Aguardamos por alguns minutos e logo um senhor muito simpático nos abordou e pediu que aguardássemos por alguns minutos e que logo ele sairia no seu Long Tail para Ao Nang. Saímos às 18:00pm no último horário para Ao Nang e em 20 minutos estávamos la.  

IMG_4365.jpg

 

IMG_4441.jpg

IMG_4376.thumb.jpg.dee30b9258acc517d338a5fbff733075.jpg

IMG_2212.JPG

     À noite após um belo banho no hostel ficamos tomando uma geladíssima Chang e comendo uma saborosa pizza nos restaurantes da avenida principal de Ao Nang por um preço inacreditavelmente barato. As comidas e bebidas são muito baratos na Tailândia, tem para todos os bolsos. Após a comilança aproveitamos a calmaria para descansar pois no dia seguinte logo de manhã iríamos sair para o Nopparat Thara Pier para pegar o barco para as Ilhas de Koh Phi Phi.   

 

8º Dia: Ilhas - 11/11/18 - 08h00 - Ao Nang x Koh Phi Phi Islands - Barco 450 Baht (((((Continua no próximo post))))

 

 

 

Facebook: https://www.facebook.com/tadeuasp

Instagram: https://www.instagram.com/tadeuasp/

      IMG_4432.jpg

 

(...)

 

  • Gostei! 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

  • Conteúdo Similar

    • Por danielarenier
      Boa tarde, vou para a Tailândia em dezembro e terei 18 dias, alguém tem roteiro que eu possa fazer nesses dias e os melhores lugares?
      quanto mais ou menos eu gastaria para esses dias...
       
      obrigada
    • Por Lilly2019
      Olá
       
      Alguém já viajou par Tailândia (incluindo norte), ilhas Golfo daTailândia (Koh Smaiu) e/ou Krabi, Phi Phi e Vietnan (norte - Halong bay) em Maio? Sabem dizer como está as Monções nesta época? Já li bastante, mas os sites não são conclusivos nas tendências climáticas deste mês, além do calorão. Estou com receio de ir às praias e pegar chuvas, assim como as montanhas do Norte.
    • Por Damarens Santos
      Olááááá queridos viajantes e mochileiros.😁
       
      Não iria escrever pois existem diversos relatos de viagem para este destino, maaaaaaaaaaas, fui encorajada e intimada a relatar os meus 25 dias para o famoso Bolívia, Chile e Peru tudo via terrestre (hehe), sim, sim, de BUSES, de terminal a terminal ou de rodoviária a rodoviária 🎒🚍
       
      Não tenho planilha lindas e elaboradas pois a principio eu e mais dois parceiros aqui no grupo iriamos ir de carro, faltando 5 dias da data de partida um deles não pode ir, então eu resolvi ir sozinha, pois bem, o Roberto (de Pernambuco) que iria conosco de carro resolveu ir tbm, então ele pegou um avião de Recife para Campinas e iniciamos a viagem juntos.
       
      Vai ser um relato básico com valores e dicas para quem ira fazer o mesmo percurso.
      Saímos sem roteiro pronto, sabíamos por onde iriamos passar e iriamos decidir os dias e hospedagem no próprio local, arriscado né? Mas não, tudo sobre controle do destino 🕰️💝
       
      Bora!
      31/10 (Campinas/Corumbá)
      Saída de Campinas/SP (interior de SP) destino capital as 09:45 da manhã - Cometa Trans. R$35,20. Descemos em um ponto estratégico para ganhar tempo e pagamos R$5,65 cada (R$ 11,30 total) em um UBER até a Barra Funda.
      Na barra funda pegamos um ônibus extra disponível pela Andorinhas (DICA: verifique antes de existem ônibus extras, os bus para Corumbá só saem de noite, este ao meio dia foi um achado) o custo foi de R$321,86 com saída as 11:15 com chegada as 11:00 (+1 dia).
      Compramos lanches pois havíamos saído bem cedo, (como todos sabem, comida em rodoviárias é bem cara ) comprei um café da manha na casa do pão de queijo R$ 20,00. Na estrada paramos para almoçar, comi um salgado R$ 12,00.
       
      TRANSPORTE: R$ 362,71
      COMIDA: R$ 32,00
      TOTAL DO DIA R$ 394,71
       BOLÍVIA
      01/11 (Corumbá/SantaCruz)
      Chegamos em Corumbá as 11:00 fomos ao banco (caixa) pois eu precisava sacar o restante do moneimonei (devido as mudanças de planos da viagem) chegando la conhecemos o Ezequiel, um brasileiro que mora na Bolívia e nos ajudou com algumas informações e nos levou para a fronteira por R$ 30,00 *-* (normalmente os taxista cobram 50 temer nesta corrida). Fizemos a saída/entrada nos países e cambiamos um pequeno valor para os gastos iniciais.
      Câmbio (penúltima lojinha do lado esquerdo, loja verde, é da irmã do Ezequiel ) R$ 600 x 1,79 = 1.074,00 bs.
      Pegamos um táxi para Puerto Quijaro onde fica a rodoviária por 5 bolivianos cada (o Ezequiel quebrou mais essa, não se assustem, lá eles cobram por pessoas e não por corrida). 
      Compramos as passagens para Santa Crus de La Sierra com a empresa Huracan (o Ezequiel nos ajudou nessa tbm, disse que era a mais barata, realmente, vimos em outros lugares por 120, 130 bs. Essa agencia fica do lado esquerdo, é a ultima "portinha"), com partida as 19:30. Ou seja, passamos o dia dentro da rodoviária pois ali na região não tem nada pra se fazer... alias dizem que tem um "shopping" perto, mas eu não quis ir shopping eu vou aqui no brasil né kkkk
      Saída do ônibus para Santa Cruz as 19:30 e chegamos as 5:45 ( não se assustem em chegar 2 horas antes do horário informado, isso é normal).
       
      BOLIVIANOS: 150 BS > (R$83,80)
      TRANSPORTE 105 BS
      ALIMENTAÇÃO 33 BS
      OUTROS 12 BS
       
      REAL/TRANSPORTE E CAMBIO: R$615,00
       
      SALDO DA VIAGEM: R$ 1.093,51
       
      02/11(SantaCruz/Sucre)
       
      Chegando lá aguardamos abrir as agencias para passagens para Sucre, encontramos por 100 bs com partida as 17:00, já que iriamos passar o dia lá guardamos as mochilas em um guarda volume( bem na entrada, no lado esquerdo) 10 bs o dia todo e fomos conhecer cidade, pegamos informações no ponto turístico da mesma e fomos de ônibus circular para a Plaza de Armas por apenas 2 bs. Conhecemos a praça, fomos em um mercadinho por perto para comprar lanches para a viagem, encontramos cambistas ao redor da praça com uma cotação melhor que na fronteira (R$1,00 = 1,82 BS) troquei mais 250 temer para completar com o que já tinha, almoçamos em um restaurante (decente  kkkk) que encontramos pegamos uma super promoção de 10 bs por arroz, batata frita e frango J pegamos o buses e retornamos ao terminal.  Embarcamos para Sucre as 17:00.
      BOLIVIANOS: 208,80 BS > (R$116,65)
      TRANSPORTE 106 BS
      ALIMENTAÇÃO 83,80 BS
      OUTROS 19 BS
       
      REAL/CAMBIO: R$250,00
       
      SALDO DA VIAGEM: R$ 1.460,16
       
      03/11 (Sucre/Potosi/Uyuni)
      Chegamos em Sucre as 04:00 (bem antes do informado como sempre), saímos pela esquerda e ja nos deparamos com as vans para Potosí. Logo de cara estavam cobrando 40 bs, chorei, recusei, me fiz de desentendida e saiu por 30 kkkkkk (como já havia visto em relatos, segui a risca as dicas) depois que lotou a van 05:30, partimos para o destino. Chegamos as 08:00 no meio do nada kkkk, sim, ele parou em uma rua onde não havia terminal então perguntamos onde era a saída para Uyuni e fomos andando (é “perto” porem com a altitude e os mochilão foi longe e cansativo, peguem um taxi!). A saída é de 15 em 15 minutos e tem o valor e 30 bs, pegamos o bus as 09:15 com chegada as 13:00, o ônibus  é estilo os nossos circulares daqui, simples.
      Chegando no Uyuni cotamos o valor do passeio logo de cara e encontramos a Claritos Tuor com quem fechamos o passeio com transfer para San Pedro por 700 bs (incluso: 2 dias de hostel, transfer para San Pedro, 2 cafés da manhã, 2 almoços e 1 jantar), a principio tudo ok... maaaaaaaaaaaaaas, nem tudo é flores.
      Fomos para o hostel na mesma cidade onde iriamos passar a primeira noite, como chegamos cedo, o primeiro passeio (salar + cemitério de trens) ia ser no mesmo dia, no caso as 16:00. Tomamos banho e nos avisaram (as 14:45) que sairíamos as 15:00, saímos as pressas sem comer nada, sem nos preparamos mas fomos.
       1º surpresa: deparamos-nos com um carro normal, um guia e um casal de bolivianos... fomos para o cemitério de trens, depois para o salar... Cada um por si, o casal tirando fotos engraçadas e românticas e eu e o Roberto lá olhando, tirando foto, contemplando o local. Sem fotos com dinossauros L, sem foto de perspectiva, sem galera, sem nada! E eu? E EU PASSANDO MTT MAL POR CONTA DA ALTITUDE KKKKK. Ok, primeiro passeio não foi como eu havia esperado, mas para compensar o guia nos levou em uma parte que estava alagada para ver o pôr do sol  ❤️ baita presente já que eu nem esperava esse fenômeno nesta data.
       Voltamos, para o hostel as 19:30 na cidade msm, eu cai na cama passando mal e apaguei, enquanto isso o pessoal foi jantar.
       
      BOLIVIANOS: 785,50 BS > (R$472,28)
      TRANSPORTE 60 BS
      ALIMENTAÇÃO 15 BS
      PASSEIO/OUTROS 710,50 BS
       
      SALDO DA VIAGEM: R$ 1.932,44
       
      04/11 (Uyuni)
      Acordamos, tomamos o café  no hostel, arrumamos os mochilões e saímos para o local combinado as 10:00, ficamos aguardando chegar o pessoal que ira no carro 4x4 conosco.... saímos as 11:00 paramos para o almoço as 13:30.
      2° surpresa: Não fomos ao Isla Incahuasi, devido ao atraso na saída.
      3º surpresa: Chegamos na laguna colorada no pôr do sol, o que nos impossibilitou ver sua cor com nitidez. SIM, PAGUEI 150 BS NA ENTRADA DO PARQUE PARA NÃO VE-LA COM CLARESA. (l)
      4º surpresa: Não ficamos no hotel de sal.
      Eu já estava PUTA da vida, estava um frio do ca$#¨&@, já tinha broxado por ter planejado tanto esse momento e não ter sido como eu esperava que eu queria pegar minha mochila e voltar para o Brasil. Mas resolvi ser good vibes e ignorar TODO O DESCONTENTAMENTO E DECEPÇÃO.
      Mal desci do carro para “ver” a laguna colorada (já que não dava pra ver a cor da água e estava um frio/vento absurdo) entrei no hostel deitei e dormi, estava passando mal, não quis comer, não quis socializar (ESTAVA MTT PUTA MESMO).
       
      BOLIVIANOS: 150 BS > (R$82,42)
      PASSEIO/OUTROS 150 BS
       
      SALDO DA VIAGEM: R$ 2.014,86
       
      05/11(Uyuni/SanPedro)
      Acordamos, tomamos o café as 04:00 e saímos para a o deserto/fronteira as 04:30. Chegamos na fronteira as 09:30 saímos as 10:46 para San Pedro (tive que pagar a propina de 15 bs na fronteira) me fiz de louca mas não teve jeito. –‘   
      ** eu estava com o passaporte e tive que pagar a propina, já meu amigo Roberto estava apenas com o RG e não precisou pagar’’
      BOLIVIANOS: 15 BS > (R$8,24)
      OUTROS 15 BS
       
      SALDO DA VIAGEM: R$ 2.029,86
       
       
       
    • Por Johnhonorato0
      Fala pessoal, tudo certo? Estou fazendo i mochilao pelo Brasil, sem grana. Comecei a 01 mês, sem grana nenhuma. Com uma mochila convencional ainda e sem barraca, agreguem dicas 💙🌎


×
×
  • Criar Novo...