Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Arquivado

Este Post foi arquivado e está fechado para novas respostas.

_Paulera_

11 roteiros de cicloturismo no exterior

Posts Recomendados

Fonte: IG Turismo

Link: http://turismo.ig.com.br/destinos_internacionais/2010/04/22/11+roteiros+de+cicloturismo+no+exterior+9463019.html

 

Já pensou em atravessar o Caminho de Santiago de bicicleta? Ou pedalar entre os castelos medievais franceses? Confira esses e outros roteiros de cicloturismo pelo mundo Camila Sayuri, especial para o iG

O cicloturismo pode ser uma forma ecológica e diferente de fazer a sua viagem ao exterior. Conheça alguns dos melhores lugares para se viajar sob duas rodas.

 

Alemanha e Áustria

Rio Danúbio

 

Um dos principais destinos para serem feitos de bicicleta segue as margens do Danúbio, com cerca de 2.800 km. O rio é acompanhado por uma ciclovia por quase toda sua extensão. No entanto, o trecho mais praticado é o que liga Passau, no sul da Alemanha, até Viena, na Áustria. São cerca de 320 quilômetros, em terreno praticamente plano. Há várias opções de hospedagens e restaurantes pelo caminho.

 

 

Argentina

Patagônia

 

20101021221059.bmp

 

Os lagos glaciais, vulcões e cumes nevados da Cordilheira dos Andes atraem cicloturistas de toda parte do mundo. A parte argentina da Patagônia está localizada dentro dos parques nacionais Lanín e Nahuel Huapi. O principal percurso realizado é a rota dos sete lagos, entre Bariloche e San Martin de Los Andes. O trajeto pode ser feito em uma semana de pedalada e tem dificuldade moderada. Há uma boa oferta de campings, albergues e hotéis na região.

 

 

Chile

Carretera Austral

 

Um dos mais desejados destinos para os cicloturistas é a carretera austral, uma rota com 1.350km que liga a Villa O'Higgins a Puerto Montt, na Patagônia chilena. A estrada intercala ruas pavimentadas com trechos de superfície áspera, com muitas subidas e descidas. Não dá para percorrer a travessia o tempo todo. Em alguns trechos é preciso pegar a balsa (os transbordos). A paisagem deslumbrante de lagos e montanhas é a recompensa para a dificuldade do trajeto.

Deserto do Atacama

O deserto mais seco e alto do mundo oferece um desafio a mais para o cicloturista que se aventura por lá. Em alguns trechos, passam-se quilômetros sem que o viajante encontre uma alma viva. Por isso, o percurso exige bom condicionamento físico. É preciso aguentar longas distâncias em ritmo forte. As saídas são da cidade de Calama. A agência Sampa Bikers tem um roteiro pela região. O percurso de 300km, feito em seis dias, está programado para setembro.

 

Espanha

Caminho de Santiago de Compostela

 

Rota internacional de peregrinação, o Caminho de Santiago de Compostela tem atraído cada vez mais desbravadores sob duas rodas, apelidados de bicicrinos. Somente este ano, são esperados cerca de 35 mil ciclistas. Para dar suporte a esses viajantes, foi criado pelo Movimento Bikeline um guia (passaporte) com informações importantes, como mapas e relação albergues.

A rota mais utilizada, seja a pé ou de bike, é o Caminho Francês. Com quase 800km de extensão, seu início é pela cidade de Saint Jean Pied de Port. O trajeto pode ser percorrido quase inteiro pela trilha dos montanhantes. No entanto, como ela foi concebida desde a Idade Média para peregrinos a pé ou cavalo, muitas vezes é necessário descer e empurrar a magrela. É uma prova de determinação, que é testada a toda prova nas fortes subidas e descidas.

 

França

Provença

 

A região ao sul da França contempla todos os seus sentidos. Os campos de lavanda e sálvias proporcionam prazer para a visão e o olfato. Os restaurantes da região oferecem o melhor da gastronomia francesa. Não vão faltar castelos, vilas medievais e aquedutos para serem explorados. Com saída da cidade de Uzés, pode-se fazer uma parada em Avignon, antiga vila medieval. Chateauneuf du Pape é um dos melhores lugares para saborear um bom vinho.Vale a pena parar nas cidades de Saint Remy e Lês Baux. A volta dá para ser feita pelas montanhas dos Alpilles, com belos campos floridos no caminho. Quem preferir fechar um pacote, a Bike Expedition oferece o tour de sete dias por 3.070,00 euros, em apartamento duplo.

Vale do Loire

A região é repleta em castelos medievais e renascentistas, pequenas vinícolas e produtores de queijo artesanais. Não é à toa que atrai ciclistas do mundo inteiro. A viagem pode ser feita por qualquer pessoa, inclusive por famílias com crianças. Basta escolher o roteiro apropriado para você, seja de um, três ou até mais dias. As ruas são bem sinalizadas, com poucas inclinações e fáceis de pedalar. A empresa americana Blackroads tem pacote fechado para lá. O trajeto deles tem 180 km para serem cumpridos em seis dias.

 

Holanda

 

Os jardins floridos, moinhos e as vilas pitorescas formam uma paisagem digna de pintura de Van Gogh. O país tem mais de 10 mil km de vias exclusivas para bicicletas, em um terreno plano, facilitando a vida dos ciclistas. No roteiro oferecido pela Butterfield & Robinson, pedala-se por campos, dunas e pelo litoral. São seis dias de viagem, com início em Amsterdã e término em Kruiningen.

 

Itália

Toscana

 

20101021221142.bmp

 

Os vilarejos medievais, castelos e abadias são revelados aos olhos dos ciclistas no Vale do Chianti, uma das sete regiões da Toscana. As estradinhas de terra ou asfalto que percorrem as colinas passam por vinhedos e verdes oliveiras. Há várias opções de hospedagem e excelentes restaurantes no caminho. O terreno é de dificuldade média, com algumas subidas. A agência especializada Auroraeco oferece um pacote fechado por US$ 3,895, no qual são percorridos 200 km em seis dias de viagem.

 

Nova Zelândia

Ilha sul

Um paraíso para os ciclistas, o país é um dos poucos lugares do mundo com uma infinidade de rotas para serem percorridas. O destino preferido para quem viaja sob duas rodas é a ilha sul. Por lá, podem ser contempladas as mais diferentes paisagens, como alpes nevados, lagos de águas cristalinas, vulcões e gêiseres. Há roteiros de um dia a um mês, dependendo da sua disponibilidade. Uma opção é fazer o trecho de Christchurch até Queenstown, com 402km. O pacote fechado de nove dias pode ser comprado pela agência Butterfield & Robinson por $7795.

 

Vietnã

Indochina

 

As muitas ruelas do país levam o ciclista a lugares inacessíveis de carro. A bicicleta permite ao viajante chegar a pequenos vilarejos que parecem ter sido esquecidos no tempo, quando comparados com a metrópole Hanói. O cenário é marcado pelos arrozais e florestas, com castelos, templos e outros tesouros culturais pelo caminho. As agências Butterfield & Robbinson e Backroads oferecem pacotes de 11 e 9 dias, respectivamente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A Volta de Flandres (Vlaanderen Fietsroute) na Bélgica conta cerca 820 km de percurso e é composto por quatro rotas de longa distância LF. O laço passa alguns locais turísticos famosos na Flandres como Gent, Leuven, Damme, Veurne, Ieper, Kortrijk, Oudenaarde, Brugge, Tongeren, o rio Escalda e os Bosques de Soignes e Meerdaal. As cidades de Bruxelas, Antuérpia e Mechelen não fazem parte da volta, mas podem ser atingidas de outra maneira com a rota LF 2 Bruxelas-Amsterdão.

 

kaart-LFroutes2.jpg

 

bikeline-vlaanderen-fietsroute-esterbauer.jpg

 

As quatro rotas: a LF 5 de Brugge/Damme a Thorn http://www.routeyou.com/route/view/193215/fietsroute-lf5-vlaanderen-fietsroute.nl, a LF 7 de Thorn a Kanne (Riemst) http://www.routeyou.com/route/view/193388/fietsroute-lf7-vlaanderen-fietsroute.nl, a LF6 de Kanne (Riemst) a Vleteren/Diksmuide http://www.routeyou.com/route/view/193428/fietsroute-lf6-vlaanderen-fietsroute.nl, e a LF1 de Vleteren/Diksmuide a Brugge/Damme http://www.routeyou.com/route/view/193162/fietsroute-lf1-noordzee-vlaanderen-fietsroute.nl

 

Todo o percurso é sinalizado em ambos os sentidos.

 

Vlafie_730px.jpg

 

http://www.fietsroute.org/Long-Distanceroutes-LF.php (Inglês)

 

Guias:

 

http://www.stanfords.co.uk/stock/flanders-cycling-tour-181827/ (Livro, 1:50,000, Holandês, com resumo em Inglês)

http://www.stanfords.co.uk/stock/belgium-lf-rv-long-distance-cycle-routes-173724/ (Mapa, 1:250,000 (!), Holandês e Francês, com resumo minimal em Inglês)

http://www.esterbauer.com/db_rtb_detail.php?buecher_code=TDF (Livro, 1:75,000, Alemão)

 

Sugestão para os pernoitamentos: 'Vrienden op de Fiets': http://www.vriendenopdefiets.nl (Holandês, Inglês, Alemão)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

uma sugestão boa também é a Via Francigena, na parte italiana, num trajeto de 1000 km.

 

"A Via Francigena é o nome comum de uma antiga estrada e rota de peregrinação que liga a França à Roma, embora tenha seu ponto de partida muito mais longe, na Catedral de Canterbury, na Inglaterra. A rota passa pela Inglaterra, França, Suíça e Itália. A rota era conhecida na Itália como a Via Francigena ou Via Romea. Na época medieval, foi uma importante estrada e rota de peregrinação para aqueles que pretendiam visitar a Santa Sé e os túmulos dos Apóstolos Pedro e Paulo."

crédito do texto: viafrancigena.com.br

 

o caminho que eu sugiro se inicia na Suiça (divisa com a Itália) e vai até Roma e pode ser feito a pé ou de bike.

no sites abaixo tem todas as informações.

http://www.visit.viefrancigene.org/en/resource/tour/in-bici-dal-gran-san-bernardo-a-roma/

http://www.viafrancigena.bike/en/

http://viafrancigena.com.br/

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites



×
×
  • Criar Novo...